sexta-feira, 20 de setembro de 2013

UMA GRAÇA PARA O FIM DO DIA


.
5-ELEIÇOEIROS

video


LEONEL VIEIRA -LOUSADA VIVA

.
.


 3.JET FRETE

video



.
.
 HOJE NO
" DIÁRIO DE NOTÍCIAS/
DINHEIRO VIVO"

Pimco diz que Portugal 
é mais incerto do que a Grécia

A maior gestora mundial de fundos de obrigações arrasa Portugal no seu mais recente comentário enviado aos clientes e a outros agentes do mercado. Diz mesmo que Portugal está pior do que a Grécia em termos de previsibilidade como país em ajustamento. A Pimco defende um segundo programa de empréstimos, com mais austeridade.

Myles Bradshaw faz uma avaliação muito dura dos desenvolvimentos políticos e financeiros mais recentes no país. O vice-presidente da Pimco, que em tempos terá sido uma boa compradora de Obrigações do Tesouro (OT) portuguesas, diz que "a probabilidade de Portugal requerer em junho um segundo programa do Mecanismo Europeu de Estabilidade (MEE ou ESM) aumentou e mantém-se a incerteza sobre se ou como os credores privados virão a ser envolvidos".
 
Mohammed El-Erian,
 CEO da Pimco
Para o alto responsável do gigante financeiro, que segue a par e passo a evolução da crise das dívidas soberanas da zona euro a partir de Londres, "não pensamos que as valorizações sejam suficientes para compensar o risco de crédito nas obrigações portuguesas". "Existe menos incerteza sobre o que pode acontecer a seguir na Irlanda e Grécia", atira.


O gestor faz então uma lista dos culpados pelo agravamento recente das condições financeiras do país. "Os spreads [diferença das taxas de juro] das obrigações a dez anos de Portugal face às Bund [alemãs] aumentaram 44 pontos base em setembro até agora [dia 19] com o novo governo a defender uma meta do défice orçamental mais alta em 2014". Foi o líder do CDS, Paulo Portas, que teve essa iniciativa, no passado 11 de setembro, ao recuperar uma ideia que, segundo o próprio está latente desde "abril", de pedir uma flexibilização do défice à missão dos credores oficiais.

Na Pimco caiu mal. "Não é óbvio, mas os comentários desta semana sugerem que a troika irá pedir a Portugal que se mantenha fiel às metas atuais e a mais austeridade no próximo ano".
O segundo culpado pelo agravamento da crise é o Tribunal Constitucional, diz a gestora de fundos. A intenção de relaxar o défice em 2014, "juntamente com os recentes veredictos do Tribunal Constitucional que derrubaram medidas de austeridade já aprovadas, irá aumentar a pressão sobre o já frágil Governo de coligação português".
 
OS CEO's DA ASNEIRA
"Em qualquer dos casos, a probabilidade de Portugal requerer em junho um segundo programa do Mecanismo Europeu de Estabilidade (MEE ou ESM) aumentou e mantém-se a incerteza sobre se ou como os credores privados virão a ser envolvidos", acena a companhia aos seus clientes.
O ceticismo crescente da Pimco, uma gestora que tem sob gestão direta qualquer coisa como 1,5 biliões (milhões de milhões) de euros em títulos, terá um dos responsáveis para derrubar o valor da dívida pública nos últimos meses.

Em julho, ainda antes do chumbo do TC, o mesmo Myles Bradshaw já avisara que “estamos céticos” em relação à capacidade de Portugal “reganhar acesso regular aos mercados e sair do programa da troika em junho de 2014”.
Razão? “O rating de nível não-investimento [lixo] significa que Portugal não está em nenhum dos principais índices de obrigações pelo que irá depender de investidores de curto prazo, como os hedge funds”, disse na altura.
A relação das autoridades portuguesas (ICGP, Tesouro) com a Pimco já foi mais próxima e amistosa. Chegaram a ter reuniões antes da primeira emissão de obrigações de longo prazo conduzida em março deste ano onde, por certo, terá ficado acordado que a gestora americana compraria alguns lotes de obrigações.

Depois disso, a Pimco afastou-se, tendo admitido que se começou a desfazer dos títulos portugueses, uma decisão que terá contribuído bastante para a tendência de forte subida das taxas de juro, algo que tem vindo a consolidar-se desde finais de maio, aliás.

Hoje ao final da tarde, as OT a dez anos nacionais negociavam com taxas de juro de 7,2%, um nível proibitivo para um país que pretendia "regressar aos mercados" na próxima segunda-feira, como assinalou tantas vezes o ex-ministro das Finanças, Vítor Gaspar.

* Temos vergonha dos governantes que nos desgovernam, urge o surgimento de novas forças políticas, as que existem estão gastas.

.
.
.
MARIA NINGUÉM

video



.

.

 HOJE NO
"RECORD"

Samuel Amorim conquista 
título mundial Sub-23

O canoísta Samuel Amorim sagrou-se esta sexta-feira campeão do Mundo C1 Sub-23 de maratonas, enquanto Rui Lacerda, detentor do título europeu, arrebatou a medalha de bronze, em Copenhaga, Dinamarca. 

Depois de ter sido vice-campeão do Mundo júnior em 2012 e vice-campeão da Europa já em 2013 (abdicou do sprint em favor de Rui Lacerda), Samuel Amorim fez tocar o hino de Portugal pela terceira vez em mundiais.

Beatriz Gomes (K1), em 2009, e Nuno Barros (C1), em 2010, tinham sido os únicos campeões do Mundo portugueses de maratonas.

Com estes dois pódios, Portugal passou a somar 12 medalhas em campeonatos da Europa e do Mundo em 2013.

* A luta continua.

.
.
  
3.HISTÓRIA DA


REDE GLOBO


video



FONTE: TheDocsBr


Documentário mostra o lado obscuro da Rede Globo destacando algumas artimanhas que colocaram a emissora como uma das mais poderosas do planeta.
O documentário mostra as relações estreitas que a Globo levava com a ditadura militar, mostra também as práticas de manipulação jornalística na cobertura de fatos, como por exemplo, a 1º manifestação das "Diretas Já" em que o "Jornal Nacional" mostrava a aglomeração na Praça da Sé como sendo uma comemoração do aniversário de São Paulo, e não como um movimento pelo fim da ditadura.

Mostra também o envolvimento da Rede Globo na tentativa de fraude nas eleições de 1982 para impedir a vitória de Brizola no Rio de Janeiro e como a rede também manipulou a edição do debate das eleições de 1989, favorecendo ao candidato Collor e evitando o resultado que apontava Lula como vencedor. Mostra também como a Globo destruiu a que seria sua grande concorrente, a TV Jovem Pan, acabando com a sua parceira, a NEC.
Há depoimentos de várias personalidades, como Chico Burque, Leonel Brizola e Lula, entre outros.

A Rede Globo tentou impedir a veiculação do documentário no Reino Unido, mas não conseguiu, depois disso tentou comprar seus direitos autorais, mas também não teve sucesso. O governador de São Paulo, Fleury, demitiu o diretor do Museu da Imagem e do Som, que ousou apresentar o documentário em numa sessão.
Finalmente, conseguiu que o documentário fosse proibido no país. Mas a Internet veio a frustrar essa proibição. Hoje, mais de 700.000 downloads já aconteceram só no Youtube e no Google Video, sem falar nos outros meios, como Torrent, etc.
.
.
HOJE NO
" JORNAL DE NOTÍCIAS"

Timor-Leste pede apoio de Portugal 
na economia e combate à pobreza

O presidente de Timor-Leste pediu, esta sexta-feira, o apoio de Portugal no desenvolvimento económico do país e no combate à pobreza, afirmando que as conquistas dos timorenses, nomeadamente a paz e a democracia, são também dos portugueses. 
Em declarações aos jornalistas no Palácio de Belém, em Lisboa, após uma reunião com o presidente da República portuguesa, Cavaco Silva, Taur Matan Ruak recordou que, em pouco mais de 11 anos, "Timor-Leste conseguiu construir um Estado, conseguiu a paz e a reconciliação, conseguiu a democracia e reforçou a tolerância".
"Esta conquista não é só dos timorenses, é também dos portugueses", disse o chefe de Estado timorense.
No entanto, afirmou que Timor-Leste tem pela frente outra grande batalha: a do desenvolvimento económico e do combate à pobreza. "Nesta, nós queremos continuar a contar com o apoio dos portugueses e de Portugal", afirmou. 

O líder timorense recordou ainda que a partir de julho próximo Timor-Leste assume a presidência rotativa da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), destacando "duas grandes questões" em cima da mesa: o eventual alargamento da organização à Guiné Equatorial e a crise política na Guiné-Bissau. 

Sobre este último tema, sublinhou que Timor-Leste "trabalha com o representante do secretário-geral das Nações Unidas para que as eleições na Guiné-Bissau se realizem rapidamente" e disse concordar com as declarações do Presidente da República Portuguesa, que também se referira ao assunto na mesma conferência de imprensa conjunta. 

Minutos antes, o chefe de Estado português defendera a necessidade de um retorno da Guiné-Bissau à ordem constitucional, o que passaria por "pressionar as autoridades de facto, mas que não têm neste momento legitimidade popular, a realizarem as eleições ainda este ano e voltar a uma situação em que o poder militar está subordinado ao poder civil legitimado em eleições". 

Taur Matan Ruak encontra-se em visita de Estado a Portugal a convite do presidente português.
A visita do chefe de Estado timorense, que viaja acompanhado da mulher, Isabel da Costa Ferreira, começou esta sexta-feira com a colocação de uma coroa de flores no túmulo de Luís Vaz de Camões no mosteiro dos Jerónimos e prosseguiu no Palácio de Belém onde, após honras militares e a assinatura do livro de honra se reuniu com o homólogo português. 

Do Palácio de Belém, o presidente de Timor-Leste seguiu para a residência oficial do primeiro-ministro, que o receberá e lhe oferecerá depois um almoço.
Taur Matan Ruak será ainda recebido pela presidente da Assembleia da República, Assunção Esteves, e pelo Presidente da Câmara Municipal de Lisboa, António Costa.
No final do dia, Cavaco Silva irá ainda oferecer um jantar de Estado em honra de Taur Matan Ruak, no Palácio da Cidadela de Cascais.

* Apesar da crise portuguesa Portugal tem obrigação ética de ajudar Timor e pedir ajuda à Europa para o fazer. 
Lembramo-nos, já no Portugal democrático, a insensibilidade das nossas autoridades à luta do povo timorense, uma única voz falava em sua defesa, Duarte Pio de Bragança, tem essa honra.

.

MARIA TERESA GÓIS






Até ao lavar 
dos cestos...

É preciso saber despir a arrogância e prepotência de um “poder” que devia ser serviço


“Se amanhã o país se encontrar na hora da agonia, e se se perguntar aos que pensam, aos que governam, aos que  andam com o cérebro aceso alumiando a marcha-se se perguntar: que havemos de fazer?, é possível que eles respondam, e com justiça: sucumbir.”

Eça de Queirós in “Distrito de Évora”      
  
Até ao lavar dos cestos, é a vindima!
Porém não me refiro à tarefa de recolha de cachos úberes, aptos à transformação e à “requalificação” de néctares.

Não são os laivos outonais e a têmpera meteorológica o que me ocupa. Ocupa-me e preocupa-me a “vindima” feita por mãos incompetentes ou por imbecilidades políticas que vindimaram já a economia do país, as esperanças geracionais, a classe média, o sonho do futuro e hastearam em dois anos as bandeiras do retrocesso e da Pobreza.

Em vez da fruta de Baco, em Setembro corrente, vindima-se o cinismo, o parasitismo, a hipocrisia mentirosa e oportunista. Uma “parreira” que em quatro anos nada produziu, atacada de filoxeras várias, e quer em três semanas prometer o céu e a terra enjeitando a inabilidade às costas da crise!
Pelo modo como um país, ou uma autarquia, evolui, enriquece ou empobrece a sua história ou o seu povo, podemos medir a capacidade intelectual de quem nos governa.

Ocorrem, nesta altura, reuniões políticas que mais parecem congressos de feitiçarias tal o discurso agressivo, ardiloso e rasteiro, deitando mão a meios ínvios e enganadores.

Os que ao longo de décadas têm ocupado o poder autárquico regional atribuem sempre a culpa ao antecessor para justificar o insucesso. Mas, afinal, não tem sido sempre a mesma orientação político partidária, viciada em servilismo intelectual, que abdica do gesto de mudança e do exercício livre, responsável, que o voto popular lhe conferiu?

É preciso saber despir, figurativamente é claro, a arrogância e prepotência de um “poder” que devia ser serviço, adoptar a força do empenho da mudança, do desenvolvimento, da recuperação da tradição apesar de toda a fatalidade económica presente. É preciso mudar a mentalidade dos que “mandam” e deixar que os munícipes participem de um projecto que os enriqueça e à terra onde vivem.

A força actuante da “mudança” é possível. “Deus quer, o Homem sonha, a obra nasce” (Fernando Pessoa). Aprendamos o lema e façamos a mudança!

IN "DIÁRIO DE NOTÍCIAS DA MADEIRA"
15/09/13

.
.
HOJE NO

" JORNAL DE NEGÓCIOS"

António Capucho classifica direcção
 e distrital do PSD de “seita”

Em declarações ao Negócios, o candidato à Assembleia Municipal de Sintra critica Passos Coelho e Moreira da Silva pela escolha de Pedro Pinto para a Câmara de Sintra. Considera que o “não apoio do PSD a Marco Almeida é uma retaliação política”. 

O antigo presidente da Câmara de Cascais e actual candidato à Assembleia Municipal de Sintra pelo movimento de Marco Almeida disse ao Negócios que considera que a “distrital e a direcção do PSD são uma seita”.

Em visita a uma escola na freguesia de Rio de Mouro, inserida numa acção de campanha do candidato à Câmara de Sintra, Marco Almeida, as palavras proferidas por António Capucho representam um afastamento cada vez mais irreversível em relação a Passos Coelho e ao PSD.

Depois de em 2011 António Capucho ter pedido “maioria, se possível absoluta” para Passos Coelho, actual primeiro-ministro, no último ano e meio tem revelado uma incompatibilização crescente em relação à direcção do partido. Se a política de Miguel Relvas, ex-ministro da Presidência e dos Assuntos Parlamentares, lhe mereceu inúmeras críticas, entretanto Capucho já falou na necessidade de “auto-regeneração do PSD” e classificou o partido de “massa amorfa”.

Desta feita, embalado pela crítica à “escolha imperceptível” de Pedro Pinto para a Câmara de Sintra, candidato “sem nenhum conhecimento sobre uma autarquia”, o ex-dirigente do PSD considerou que a não escolha de Marco Almeida foi uma “retaliação política da distrital, com a corroboração de Moreira da Silva e do líder do PSD”. No entender de Capucho, esta “retaliação” acontece somente porque Marco Almeida “não é apoiante interno de Passos Coelho”.

Quanto à eventual expulsão do PSD, por apoiar um movimento que se candidata contra este partido, António Capucho garante “não estar preocupado”.

* Apesar de sermos crítico de António Capucho enquanto autarca em Cascais, a escolha de Pedro Pinto é uma manobra típica de caciquismo partidário.

.
.


  3-SEQUEIRA COSTA


POR AMOR AO PIANO


video



.

HOJE NO
"DESTAK"

Jornalistas angolanos detidos quando entrevistavam manifestantes libertados

Agentes da Polícia de Intervenção Rápida angolana detiveram hoje em Luanda um grupo de jornalistas angolanos, entre os quais o ativista Rafael Marques, noticia hoje o site Maka Angola. 
Citado pelo site fundado por Rafael Marques, Osvaldo Silva, membro do Bloco Democrático que assistiu à detenção, explicou que três jornalistas foram detidos quando estavam a entrevistar seis dos nove manifestantes detidos no protesto de quinta-feira e que tinham cabado de ser libertados. 

 Além de Rafael Marques, foram detidos outros dois jornalistas: Alexandre Solombe e Coque Mukuta, correspondente da Voz da América.

* A "Crápulocracia" angolana.


.
.

 QUEM LHES DISSE
 
QUE SABIAM CANTAR?


HAYDEN PANETTIERE


 

Foi nomeada em 1999 para um Grammy não por cantar mas por ter participado numa coisa de grande sucesso que todos nós conhecemos e amamos "Vida de Insecto Read-Along".



WAKE UP CALL

video



.
.
HOJE NO
"i"

Rendas sobem 0,99% em 2014,
 o aumento mais baixo dos 
últimos dois anos

O valor das rendas deverá subir 0,99% em 2014, o aumento mais baixo dos últimos dois anos, de acordo com os números da inflação dos últimos 12 meses até agosto já divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE).


De acordo com um decreto-lei hoje publicado em Diário da República, nos últimos 12 meses até agosto, a variação do índice de preços excluindo a habitação foi de 0,99%, valor que serve de base ao coeficiente utilizado para a atualização anual das rendas, ao abrigo do Novo Regime do Arrendamento Urbano (NRAU).

Assim, o aumento do valor das rendas para 2014, que se aplica tanto ao meio urbano como ao meio rural, será o mais baixo dos últimos dois anos: em 2013, o aumento da atualização das rendas foi de 3,36% e, em 2012, foi de 3,19%. No entanto, em 2011, o valor da atualização foi mais elevado (de 0,3%) do que será para o ano.

O NRAU estipula que o INE é que tem a responsabilidade de apurar o coeficiente de atualização de rendas, e que tem de contar de um aviso a publicar em Diário da República até 30 de outubro de cada ano para se tornar efetivo.
Para se calcular o montante a pagar em 2013, o valor da renda (em euros) deverá ser multiplicado por 1,0099%. Ou seja, por cada 100 euros de renda, em 2012, os inquilinos deverão pagar mais 0,99 euros.

Por exemplo, uma renda mensal de 500 euros deverá ser aumentada em 4,95 euros no próximo ano.
De acordo com a lei do arrendamento, a primeira atualização pode ser exigida um ano após a vigência do contrato, e as seguintes um ano depois da atualização prévia, tendo o senhorio de comunicar por escrito, com uma antecedência mínima de 30 dias o coeficiente de atualização e a nova renda que resulta deste cálculo.

As rendas anteriores a 1990, contudo, foram atualizadas a partir de novembro, segundo a nova lei do arrendamento, que permite aumentar as rendas mais antigas através de um processo de negociação entre senhorio e inquilino.

A liberalização do mercado de arrendamento era uma das exigências da 'troika', que espera, assim, poder aumentar a oferta de imóveis para arrendar, contribuindo para a mobilidade dos trabalhadores.

* Apesar do ligeiro aumento do valor da renda, não se espera grande subida no mercado de arrendamento.

.
.


 BASKET

video



.
.
HOJE NO
"A BOLA"

Jogador do Sparta Praga B 
marca de... rabo

Na República Checa vale tudo. Até marcar golos com o traseiro. Foi isso mesmo que fez David Hovorka, pelo Sparta Praga B.

Aproveitando um cruzamento da direita, após um pontapé de campo, David Hovorka fez o jeito, literalmente, ao rabo, para marcar um dos golos da vitória da sua equipa. O Sparta Praga B saíra vitorioso da partida, por 3-0, contra o Meteorem.
video


No final, o jogador até confessou que era essa a sua intenção.
«Saltei de forma a poder desviar a bola para a baliza», disse.

O vídeo tornou-se viral no canal do YouTube do Sparta Praga, contando já com mais de 250 mil visualizações.

* Legalíssimo!

.
.


P A I Z Ã O



MELHOR NÃO HÁ















.
.
HOJE NO
"PÚBLICO"

Associação que apoia alunos 
carenciados despejada de escola desactivada em Tavira

O director de uma associação comunitária de Tavira lamentou esta sexta-feira que o presidente da Junta de Freguesia de Santa Luzia tenha chamado a GNR para despejar uma antiga escola primária onde 40 crianças tinham estudo apoiado.

João Manhita Pereira disse à agência Lusa que a “Associação Âncora tem uma sala de estudo com 40 miúdos há cerca de dois anos a decorrer numa antiga escola primária, que foi desactivada”, mas na quinta-feira o presidente da Junta, Carlos Rodrigues, chamou a GNR para despejar a equipa que preparava a sala para as crianças.

O dirigente associativo afirmou que, no ano lectivo passado, a associação começou a utilizar uma segunda sala numa antiga Escola Básica de Santa Luzia e, em Junho, pediu se “podia ficar com essa sala para continuar a alargar o número de miúdos, na maioria provenientes de famílias carenciadas, dado o aumento da procura”.

“Em Junho, quer o presidente da Junta de Freguesia quer o presidente da Câmara [Jorge Botelho] disseram pessoalmente que concordavam e que podíamos avançar com o projecto e abrir inscrições, comprámos equipamento e tudo isso, mas como eles estão de relações cortadas acabaram por nunca oficializar a situação”, criticou.

João Pereira referiu que “o tempo foi passando, as aulas iniciaram-se”, e a associação começou a preparar as salas enquanto esperava uma resposta oficial que confirmasse o acordo verbal dos dois presidentes.

“Ontem [quinta-feira] à tarde, enquanto estávamos a montar a sala para os miúdos, como fazemos todos os anos, o presidente da Junta, que na semana passada até tinha mandado pintar as salas e no dia anterior nos tinha falado por telefone que não havia problema e só faltava o aval do presidente da Câmara, aparece lá com a GNR a mandar identificar a nossa equipa, a dizer que não conhecia as pessoas, não sabia o que se passava ali e que estávamos a fazer uma ocupação ilegal”, lamentou.

O dirigente contou que, hoje, o presidente da Câmara entrou em contacto com a Associação a dizer que tinha enviado um “e-mail a pedir parecer ao presidente da Junta de Freguesia”, mas sublinhou que durante o fim-de-semana vai ter que sair da escola e encerrar a actividade até ser encontrada outra solução.

“A associação é pequena, não temos condições para alugar um espaço e vemo-nos obrigados a terminar um projecto que vinha a crescer e tem vindo a dar apoio a muitas famílias”, afirmou, sublinhando que agora os pais das crianças “não têm condições económicas para as colocar noutra sala de estudo aos preços de mercado”.

O dirigente lamentou ainda que “uma desavença” e a “relação tensa” entre os presidentes da Câmara e da Junta – “há quatro anos concorreram ambos pelo PS, mas um deles [Carlos Rodrigues] vai integrar as listas do PSD nas próximas eleições” autárquicas de 29 de Setembro – estejam a prejudicar as crianças.

A Lusa tentou obter reacções dos presidentes da Câmara de Tavira e da Junta de Freguesia de Santa Luzia, mas até ao final do dia ainda não conseguiu estabelecer o contacto.

* Uma lamentável notícia de caciquismo autárquico, o que importam as necessidades das crianças?

.



TÉLÉLÉ








.
.
HOJE NO
"DIÁRIO ECONÓMICO"

Estudo desfaz ideia que MP 
"é mais à esquerda que os juízes"

Procuradora-Geral da República cita estudo que contraria ideia de que "o Ministério Público (MP) é muito mais de esquerda do que a judicial". 

A Procuradora-Geral da República (PGR) considerou hoje que o estudo sobre o perfil dos magistrados desfaz a ideia comum na sociedade e na magistratura de que "o Ministério Público (MP) é muito mais de esquerda do que a judicial".

Joana Marques Vidal falava sobre algumas das conclusões do estudo do Centro de Estudos Sociais, da Universidade de Coimbra, sobre "Quem São os Nossos Magistrados", que inquiriu magistrados sobre a sua orientação política.
Em resultado disso, 35,4% dos juízes declararam ser do "centro" e 23% do "centro-direita", enquanto 23,9% dizem ser do "centro-esquerda" e 10,6% de "esquerda". De extrema-direita surge uma percentagem de 0,9%.

O "centro" também preencheu a maior fatia da orientação política dos magistrados do MP, com 33,2% das respostas, seguido do "centro-esquerda", com 26,1%, e do "centro-direita", com 19,7%. A "direita" obteve 6,7% das respostas e a "extrema-esquerda" 3,4%. A "extrema-direita" não ultrapassou os 0,8%.

Segundo Joana Marques Vidal, estes resultados colocam em causa o "pré-juízo" muito vulgarizado na sociedade de que "as magistraturas são conservadoras" e que os juízes são "mais conservadores" do que os magistrados do MP.

Realçando a importância do estudo para um melhor conhecimento das magistraturas, a PGR sublinhou que, em termos de orientação política, o estudo veio dizer, afinal, que os magistrados seguem a mesma tendência da sociedade, ao preferir o "centro".

Joana Marques Vidal admitiu ter ficado surpreendida e "perturbada" por haver um número significativo de magistrados que considerou que os portugueses não tinham capacidade para fazer as opções correctas do ponto de vista político, naquilo que pode ser interpretado como a passagem de um atestado de menoridade ao comum do cidadão.

A PGR disse ainda ser "completamente inaceitável" que no raciocínio de 1% dos magistrados inquiridos persista na ideia de que as mulheres condenadas deviam ser tratadas de forma benevolente na aplicação das penas.

O presidente da Associação Sindical dos Juízes Portugueses (ASJP), Mouraz Lopez, disse que o estudo revela que a origem dos juízes é hoje "claramente urbana", quando há 30 anos era "rural", observando que este "estudo quase vanguardista" revela também que a justiça na 1ª instância é sobretudo exercida por mulheres e que a questão da independência preocupa a classe. Sobre este último tópico, lembrou que a questão prende-se com o estatuto remuneratório, social e disciplinar.

Considerou ainda normal que uma maioria (57,8%) dos magistrados aponte a agilização da justiça e a simplificação de procedimentos como a reforma mais importante a fazer no sector.

Rui Cardoso, presidende do Sindicato dos Magistrados do MP, justificou o facto de uma elevada percentagem de magistrados terem dito no estudo que a independência "tem piorado" nos últimos 10 anos, recordando que houve um "conjunto de alterações legislativas que condicionaram essa independência", designadamente através de mudanças estatutárias, "reduções salariais" e outros cortes.

Quanto à remuneração, 61,1% dos inquiridos garante que "tem piorado muito" e 33% que "tem piorado". Apenas 3,6% das respostas referem que "tem permanecido igual".

* Um estudo que apresenta números a necessitar de reflexão.

.
.
 1.SABERES















.
.
HOJE NO
" CORREIO DA MANHÃ"

Tribunal aceita providência cautelar
 para travar Barragem do Tua

Associações ambientais criaram a Plataforma Salvar o Tua e conseguiram que o Tribunal de Mirandela conseguisse travar, por enquanto, construção da barragem na foz do Tua.
O Tribunal Administrativo e Fiscal de Mirandela aceitou a providência cautelar interposta pela Plataforma Salvar o Tua, que tem como objetivo parar a construção da barragem, em construção desde 2011 na foz do Tua, anunciou a organização.

"O nosso objetivo é muito claro, é parar esta barbaridade e este crime contra o património nacional e contra os bolsos dos portugueses", afirmou hoje à agência Lusa João Joanaz de Melo, da Plataforma Salta o Tua - Associação de Defesa do Ambiente.
Esta plataforma, que junta nove associações ambientais e uma quinta de produção vinícola, quer travar a construção da Barragem de Foz Tua, na confluência dos distrito de Vila Real e Bragança, e concessionada à EDP.
Depois de admitida a providência cautelar pelo tribunal, agora a EDP e o Estado português têm um período para contestar e só depois será julgada a providência e será submetida a ação principal.

EDP DEFENDE QUE PROJETO RESPEITA POPULAÇÃO E INSTITUIÇÕES
Fonte oficial da EDP, contactada pela Lusa, confirmou que a empresa recebeu a notificação do tribunal e garante que irá apresentar a oposição no prazo legal.
A EDP sublinha que o projeto está "a ser desenvolvido atendendo a todas as obrigações e recomendações de entidades oficiais nacionais e internacionais, bem como em sintonia com os anseios da população e os responsáveis da região".
Para Joanaz de Melo, "esta é uma obra totalmente inútil e que vai ter um custo brutal para o país. "Podemos comparar esta obra aos piores casos das ex scuts, ao aeroporto de Beja ou ao caso BPN", salientou.
Trata-se, na sua opinião, "de mais uma fraude sobre os contribuintes portugueses, para além de todos os danos ambientais e culturais que estão em causa".
O também dirigente do Grupo de Estudos de Ordenamento do Território e Ambiente (GEOTA) considerou que o empreendimento hidroelétrico é "extremamente prejudicial para o desenvolvimento local, tem impactos brutais a nível do ambiente e culturais, levando à destruição da linha ferroviária do Tua.
Para além disso, coloca ainda em "risco o Douro Património Mundial da Humanidade".

APROVAÇÃO DA UNESCO MERECEU REPROVAÇÃO
Em junho, a Plataforma Salvar o Tua lamentou a aprovação, por parte da UNESCO, de uma deliberação que compatibiliza a Barragem de Foz Tua com o Douro Património Mundial.
Joanaz de Melo referiu ainda que, esta ação em tribunal surgiu após ter sido "esgotada a via do diálogo" e depois de a associação ter sido recebidos por várias entidades, como o Presidente da República, representantes da Comissão Europeia, Fundo Monetário Internacional e UNESCO.
"Mas até agora nunca houve uma resposta satisfatória. Infelizmente resta-nos o recurso ao tribunal", frisou.
Já em junho, a Plataforma Salvar o Tua entregou a petição "Manifesto pelo Vale do Tua", na Assembleia da República, reunindo 5.324 assinaturas em defesa da paragem das obras da Barragem de Foz Tua.
A Assembleia da República já discutiu outras duas petições com o mesmo propósito, em 2009 e em 2011, apresentadas pelos movimentos cívicos pela Linha do Tua e dos Cidadão em Defesa da Linha do Tua, sem consequências em relação às solicitações apresentadas.
A barragem, concessionada há EDP, começou a ser construída há dois anos, ficando a conclusão da obra adiada para setembro de 2016 por causa do abrandamento imposto pela UNESCO.

* Bom senso, precisa-se.

.