quarta-feira, 18 de setembro de 2013

UMA GRAÇA PARA O FIM DO DIA


.
3-ELEIÇOEIROS

video


CUSTÓDIO OLIVEIRA - candidatura à União das Freguesias de Arco de Baúlhe e Vila Nune .

.
.


A DESORDEM

FINANCEIRA






CLIQUE EM "Programa OLHOS NOS OLHOS"

Se no dia indicado acima não teve oportunidade de ficar mais esclarecido sobre "A DESORDEM FINANCEIRA", dispense-se tempo para se esclarecer agora, este fabuloso programa é extenso mas terrívelmente claro.
Fique atento às declarações do Professor Cantiga Esteves.


.
.
HOJE NO
" JORNAL DE NOTÍCIAS"

Apresentado "telemóvel justo e ecológico"

Uma empresa holandesa apresentou pela primeira vez, em Londres, o seu "fairphone", um telemóvel "inteligente, ecológico, justo e ético", sendo que 15 mil exemplares já foram vendidos na Internet e estarão disponíveis para entrega em dezembro. 
Este telefone, com "design elegante" semelhante a telemóveis de outras marcas, promete ter desempenhos idênticos à concorrência, respeitando "valores" relacionados com o meio ambiente, comércio justo e transparência na cadeia de produção, segundo o representante, citado pela agência noticiosa AFP.


O projeto, lançado há três anos pelo designer holandês Bas van Abel, foi parcialmente financiado por uma angariação de fundos feita diretamente pelos futuros proprietários dos telemóveis, que aplicaram 325 euros sem nunca ter visto o produto.

Apresentado na segunda-feira como parte de um festival de design em Londres, o "fairphone", que vai operar inicialmente com o sistema operativo Android, ainda está em fase de testes e deve estar concluído no início de dezembro, sendo disponibilizado a 15 mil pessoas que têm essa "política de aquisições", de acordo com a 'start-up'.

Embora reconheça que é "impossível" produzir um telefone "100% justo", Bas Van Abel quer "sensibilizar" e "influenciar" as grandes empresas, normalmente acusadas de usar minerais de zonas de guerra e ter péssimas condições de trabalho.

De acordo com o fabricante, o "fairphone", "o telemóvel justo, é parcialmente reciclável, fácil de reparar, tem uma bateria removível e pode ter dois cartões SIM", para evitar o uso de dois dispositivos.

* Parece-nos uma ideia justa, desejamos que, devido à ganância dos mercados, não se transforme  em "fairphona-se".

.
.


  3-THE BEST OF FASHION

 TV HOT

THE BEST OF MAY

2013





 .
.
 
HOJE NO
" JORNAL DE NEGÓCIOS"

Cada trabalhador vindima mais de um hectare nos vinhos verdes

Perto de 22 mil pessoas começam na segunda-feira a cortar as uvas que darão origem a um vinho único em todo o mundo. A produção vai aumentar 15%, mas a meta passa por "criar mais valor". 
A região dos vinhos verdes, que abrange a região noroeste portuguesa, deverá ter uma produção de 75 milhões de litros na campanha de 2013/2014, segundo as previsões do Instituto da Vinha e do Vinho. A vindima está prestes a começar e vai envolver este ano perto de 22 mil pessoas em quase 25 mil hectares de vinha.

Os números foram avançados esta quarta-feira pelo presidente da Comissão de Viticultura dos Vinhos Verdes (CVRVV), Manuel Pinheiro, defendendo que esta é "uma região competitiva e ligada à economia local". O objectivo fixado é que este produto possa "gerar mais valor" para os empresários e para o País.

A CVRVV comemora esta noite os 105 anos da região demarcada com um evento de harmonização gastronómica que envolveu os produtores de vinho e algumas empresas da restauração. "A própria região tem mais de 105 anos. Quando os romanos aqui chegaram já se fazia vinho", indicou Manuel Pinheiro, detalhando que a preferência inicial pela variante tinto deu lugar nos últimos anos à maior produção de vinhos brancos.

* 1 ha corresponde à superfície dum campo de futebol, vindimar no Minho é um trabalho árduo, há excelentes vinhos e espumantes nesta região.

.
.


13-VAREKAI


 CIRQUE DU SOLEIL

video

ÚLTIMO EPISÓDIO


.
.
HOJE NO
"DESTAK"

Portugal intensifica "aposta" na China com voos diretos em cima da mesa

O secretário de Estado do Turismo português, Adolfo Mesquita Nunes, afirmou hoje, em Macau, que pretende "intensificar a aposta" na China, esperando "levar a bom porto" os esforços no sentido do estabelecimento de voos diretos para aquele mercado.


"Esta presença insere-se numa aproximação (...) - precedida estes dias com contactos do Turismo de Portugal, quer com operadores, quer com companhias aéreas - no sentido de intensificar a aposta" em várias vertentes no mercado chinês, explicou Adolfo Mesquita Nunes, evidenciando o palco na Ásia, um continente com "enorme potencial de emissão de turistas", em declarações aos jornalistas à margem do Fórum de Economia de Turismo Global, que decorre até quinta-feira.

Uma ligação direta entre Portugal e a China "é um assunto no qual temos trabalhado", sendo "preciso um esforço económico, político e diplomático que está a ser feito e esperamos que venha a bom porto não daqui a muito tempo", realçou.

* Sempre fomos contra a "compra" de Portugal pela China mas voos directos entre os dois países serão um bom negócio para ambos, talvez o geitinho tuga consiga incrementar princípios democráticos no Palácio do Povo.

.

FERNANDA MESTRINHO

.



Assim, sim?

Contem-me tudo por miúdos, não me omitam nada, sobre a guerra que estalou entre a família Queiroz Pereira e Ricardo Espírito Santo. Estava a ver que, tal como noutros países, não tínhamos um caso destes. Não somos menos que os outros, era só o que faltava. Claro que não consigo, nem com GPS, acompanhar tantas holdings, subholdings, participações, etc. Sede no Luxemburgo, obviamente.
Além de curiosidade, também vislumbro a possibilidade de perceber muita coisa. Estou farta de falar de trocos e não de milhões.

Por isso também vejo com agrado a declaração da França de aproximar o salário mínimo na Europa. Como naquele país é de 1300 euros e cá de 485, ainda com alguns selvagens a proporem a redução, a coisa promete.

Também admirei a decisão da Suécia de abrir as suas fronteiras a todos os refugiados sírios. O sueco Alfred Nobel descobriu a dinamite e percebeu o risco, criando o Nobel da Paz. Um país com tradição. A UNICEF já disse que não tem condições para apoiar um milhão de crianças, Guterres como alto comissário para os refugiados lança apelos desesperados para o drama de milhões de sírios em fuga. Penso por momentos que vivia num bairro residencial de uma cidade síria e era bombardeada ou gaseada. Seria um número dos já mais de cem mil.

Quanto aos candidatos itinerantes, o Constitucional decidiu. Ainda falta um recurso: os dos eleitores. Em qualquer autarquia e de qualquer partido, teria o mesmo veredicto. Os cidadãos que decidam e não se queixem.

Jornalista/advogada

IN "i"
14/09/13

.
.
HOJE NO
"i"
.
Crise acentuou inovação das micro e pequenas empresas rurais

O projeto pretende conhecer e divulgar as inovações que são desenvolvidas e implementadas por diferentes tipos de organizações nas áreas rurais portuguesas, correspondentes a territórios de baixa densidade

A crise acentuou a dinâmica de inovação e de internacionalização das micro e pequenas empresas das áreas rurais, afirmou hoje a coordenadora do projeto Rur@l Inov, que está a ser desenvolvido pela Universidade de Vila Real.

Lívia Madureira, que falava à margem de um workshop de divulgação do projeto, referiu que o estudo desenvolvido permite concluir que há cada vez mais inovação nestes meios rurais e que, muitas vezes, essa inovação passa também despercebida.
“A crise acentuou muito esta dinâmica de inovação e de internacionalização. As pessoas têm que sobreviver e é mais difícil de facto criar novos negócios que sejam sustentáveis”, salientou.
Neste workshop, que decorreu em Vila Real, foram também revelados alguns exemplos de empresas.
O responsável pela empresa Aromáticas Vivas, Alexis Simões, referiu que a “inovação vem da necessidade de ser melhor do que a concorrência”.

Neste sentido, a empresa, localizada em Viana do Castelo, implementou iluminação led que já permitiu reduzir, em dois anos, 20% do custo de eletricidade, bem como estufas em vidro, que permitiram também aumentar a eficiência energética.

Também em destaque neste encontro esteve o empreendimento turístico “Moinhos da Tia Antoninha”, no Douro Sul, que é completamente autónomo do ponto de vista energético, sendo a produção assegurada por um sistema hídrico solar e hídrico.
O Rur@l Inov é coordenado pela Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD), em parceria com a Direção Geral de Agricultura e Desenvolvimento Rural (DGADR).
O projeto pretende conhecer e divulgar as inovações que são desenvolvidas e implementadas por diferentes tipos de organizações nas áreas rurais portuguesas, correspondentes a territórios de baixa densidade.

No âmbito deste trabalho foi efetuado um inquérito a 120 organizações de todo o país.
Lívia Madureira referiu que estudo destaca a diversidade das micro e pequenas empresas, em termos de dimensão, de produtos e serviços que são oferecidos, desde os hortofrutícolas, vinhos, azeites, sabonetes, turismo ou até mesmo caracóis.
Depois também se destaca a atitude empreendedora e a elevada qualificação dos empresários, que conseguem “recolher, mobilizar e integrar diferentes tipos de conhecimento”.

* Depois da cavaquizofrenia promover e subsidiar o abandono da terra, temos de nos sentir orgulhosos que algumas centenas de jovens agricultores, técnicamente bem formados, procurem na terra o seu sustento e evitem que a desertificação  do Portugal interior e nortenho seja cada vez maior! Devemos isto aos docentes das nossas universidades.

.
.

MISTÉRIOS FANTÁSTICOS

  2.O Triângulo do Dragão

video




.
.


HOJE NO
"A BOLA"

«Estamos no Mundial para vencer»
 - Luís Sénica

O selecionador nacional de hóquei em patins Luís Sénica garante que os jogadores estão confiantes para o Mundial que, para Portugal, começa no próximo domingo. O objetivo para a prova que se realiza em Angola é vencer.

«O jogo com o Petro de Luanda foi um bom treino. Os jogadores estão confiantes. Estamos no Mundial para vencer e é para isso que vamos trabalhar», afirmou o técnico nacional.

Portugal já não é campeão do mundo de hóquei em patins desde 2003. A Espanha venceu em 2005, 2007, 2009 e 2011. 

* TRAGAM A TAÇA!!! 

.
.

 QUEM LHES DISSE
 
QUE SABIAM CANTAR?


PARIS HILTON


 

Graças a um grupo de produtores milagreiros o seu single "Stars are Blind" atingiu o Top Ten em alguns países. Em 2008 o seu trabalho piorou muito como os seus singles "My BFF" e "Paris for President" demonstraram.


PARIS FOR PRESIDENT


  video



.
.
HOJE NO
"PÚBLICO"

Estudo indica que privacidade é a razão mais frequente para deixar o Facebook

Os que abandonaram a rede social eram, em média, mais velhos e tinham menos amigos, mas passavam ligeiramente mais tempo no site.

Uma amostra de ex-utilizadores do Facebook indicou que preocupações relacionadas com a privacidade são a causa mais frequente para deixar aquela rede social, a que se juntam factores como a perda de tempo e a artificialidade das amizades online.


As conclusões são de um estudo da Escola de Psicologia da Universidade de Viena, na Áustria, publicado este mês numa revista científica da especialidade, chamada Cyberpsychology, Behavior, and Social Networking.
O objectivo dos investigadores era encontrar motivações e traços de personalidade que distingam as pessoas que usam o Facebook e aquelas que abandonam a rede social, fenómeno que designam como “suicídio da identidade virtual”. A amostra, não representativa, incluía 310 pessoas, de vários países, que tinham deixado o site, e 321 que eram utilizadoras.


As preocupações com a privacidade foram referidas por 48,3% dos ex-utilizadores, a quem foi pedido que explicassem, por escrito, os motivos para o abandono. O segundo motivo mais frequente, referido por 13,5%, foi um sentimento de insatisfação (onde os investigadores incluíram as respostas que se referiam a questões como alterações no design do Facebook, desagrado com a posição de “monopólio” e perda de tempo).

Os inquiridos referiram ainda aspectos negativos relacionados com as amizades online, entre os quais a pressão social para aceitar novos “amigos” e para comunicar, conversas superficiais e “amigos que não são reais” – 12,6% das respostas dadas pelos inquiridos referiam estes factores. Por fim, 6% referiram estarem a ficar viciados no Facebook (os ex-utilizadores tinham também uma maior tendência para afirmarem estar viciados na Internet em geral). Houve ainda 19,6% que apontaram outras causas que não se integravam em nenhuma das categorias usadas no estudo, e que iam de assédios online a simples perda de interesse.

Através de uma análise de personalidade, os investigadores notaram ainda que os ex-utilizadores tendem a ser ligeiramente mais escrupulosos do que os que usam o Facebook, mas afirmaram não ter encontrado um perfil definido para os que decidiram deixar o site.


O estudo descobriu ainda outras diferenças: as pessoas que deixaram o Facebook tinham uma idade média de 31 anos e 133 “amigos”. Já os que eram utilizadores tinham, em média, 24 anos e 349 “amigos”. Os desistentes passavam também ligeiramente mais tempo a usar o Facebook: 1,9 horas diárias, contra 1,8 horas por parte dos utilizadores.

* A privacidade é um bem precioso, faça o que entender da sua vida.

.
.

COM ESTE PASSAMOS MAL


video



.
.
HOJE NO
"DIÁRIO ECONÓMICO"

"Ministro vai pagar às farmácias 
para cumprirem a lei"

O bastonário da Ordem dos Médicos acusou hoje o ministro da Saúde de pagar às farmácias "com o dinheiro dos contribuintes" para que estas cumpram a lei sobre a prescrição por Denominação Comum Internacional (DCI).

Em declarações aos jornalistas à margem de uma conferência sobre "Inovação biofarmacêutica e biossimilares", José Manuel Silva mostrou-se surpreendido com a notícia, avançada pelo DN, de que "as farmácias que ultrapassarem uma quota de 45% deverão passar a receber um pagamento de 50 cêntimos por cada genérico vendido".
 
PORTUGAL DOENTE
"O ministro da Saúde deve explicar esta oferta às farmácias", disse, acusando Paulo Macedo de, por um lado, dizer que as farmácias têm de cumprir a lei e, por outro, pagar para que estas cumpram a legislação.

José Manuel Silva afirmou não compreender o objetivo da medida e considerou que a mesma significa que "as farmácias não estão a cumprir a lei" e que o Ministério da Saúde vai pagar para que o façam, e "com o dinheiro dos contribuintes".

Fonte oficial do Ministério da Saúde, contactada hoje pela Lusa, confirmou que a tutela "prepara estímulos às farmácias no sentido de aumentar a quota de genéricos vendidos", mas não confirma valores.

A mesma fonte esclareceu que o aumento da quota da venda de genéricos, que agora está em cerca de 40%, deverá estar perto dos 60% no final de 2014, algo que consta do memorando de entendimento com a 'Troika' de financiamento internacional.
Neste momento, adiantou a mesma fonte, há "diplomas a ser ultimados".

Já em maio, o ministro da Saúde tinha admitido compensar as farmácias se estas contribuírem com o aumento da quota dos medicamentos genéricos, mas pôs de parte a hipótese de aumentar as margens de lucro destes estabelecimentos.

* Uma história mal contada que deve ser esclarecida pela tutela, já que assistimos a uma "guerra" entre duas Ordens que personificam o que de mais corporativo do Estado Novo passou para a terceira República.

.
.



 DE BURACO EM

BURACO













.
.
HOJE NO
" CORREIO DA MANHÃ"

Ouro vale mil milhões

As exportações de ouro representaram, no ano passado, 922 milhões de euros, aos quais devem ser somados os cerca de 40 milhões transacionados pela indústria do setor. 
Fátima Santos, da Associação de Ourivesaria e Relojoaria, admitiu ao CM a "continuidade do crescimento" este ano, mas indicou que "a retoma da economia poderá fazer com que os portugueses vendam menos bens que têm em mãos".
Portugal exporta ouro principalmente para a Bélgica, Itália e Espanha. Nos primeiros três meses de 2012, o setor originou 2% das exportações.
O setor estará em destaque na feira internacional PortoJóia, que vai decorrer na Exponor, em Matosinhos, nos próximos dias 26 a 29, com presença de compradores, distribuidores e importadores de países europeus e árabes. 

* Uma exportação perdulária e antropofágica das carências das pessoas. Foram fundidas jóias de família muitas de grande valor, reduzidas apenas ao preço do grama/ouro. Foram vendidas e fundidas peças roubadas. 
É como ter uma torneira aberta sem necessidade, funderam-nos!

.
.

A BICHA

video




.
.
HOJE NO
"O PRIMEIRO DE JANEIRO"

Economia paralela em Portugal 
representa 19,3 por cento do PIB 
Cerca de 33 mil milhões de euros por ano 

 A economia paralela em Portugal representa 19,3 por cento do PIB, o que equivale a cerca de 33 mil milhões de euros por ano, segundo números hoje revelados, em Braga, pelo economista alemão Friedrich Schneider. 

 Segundo este especialista, em termos percentuais, Portugal situa-se "a meio da tabela" europeia no que respeita à economia paralela. Friedrich Schneider disse que em 2003 a economia paralela em Portugal representava 23 por cento do PIB nacional, mas o seu peso foi diminuindo até chegar aos 18,7 por cento, em 2008. Em 2009, ano em que "estalou" a crise, a percentagem "deu um salto" para 19,5 por cento, tendo-se entretanto mantido "mais ou menos estável" até hoje. Professor catedrático da Universidade de Linz, na Áustria, Friedrich Schneider é um perito mundial sobre economia paralela. 


Hoje dá uma conferência na Universidade do Minho, em Braga, sobre "Economia paralela, evasão fiscal e corrupção em Portugal e noutros países da OCDE - O que pode ser feito?". Em termos de corrupção, Schneider disse que Portugal "não está mal", já que é, a nível mundial, o 32.º país menos corrupto. 

 "A corrupção não é um dos grandes problemas de Portugal", admitiu.

 *
1º- A economia paralela existe porque o Estado não é uma pessoa de bem, é a entidade mais caloteira do país e a que cobra sem pagar antecipadamente as dívidas.
2º- A corrupção é um grande problema em Portugal enquanto a promiscuidade entre o poder político e a finança se mantiverem, esta é a real e verdadeira economia paralela.
3º- Quase sempre os analistas não dizem tudo bem!

.
3.VAI SER O FUTURO?











.
.
 HOJE NO
" DIÁRIO DE NOTÍCIAS"

MEDICAMENTOS
Despesa vai ultrapassar 
o acordado com troika

A despesa com medicamentos vai ultrapassar o acordado com a troika. Presidente da associação da indústria farmacêutica diz que valor irá atingir este ano 1,13% do PIB. No memorando de entendimento ficou estabelecido que os gastos com remédios não podiam ser superiores a 1%. 

 "Aquele valor não é atingível e não vai ser atingido. Há valores que não são exequíveis. Nas folhas de cálculo cabem tudo, mas depois a realidade é outra coisa", afirmou João Almeida Lopes, presidente da associação da indústria farmacêutica (Apifarma).

"No final do ano a meta da despesa com medicamentos vai ser de 1,13% do PIB em termos de medicamentos em ambulatório e mio hospitalar. Valor que está em sintonia com as metas europeias", referiu o responsável.

João Almeida Lopes contesta o valor, referindo que o acordo com a troika se referia aos gastos com medicamentos em ambulatório e que foi este Governo que decidiu estender o valor à área hospitalar. "Nem se percebe porque é que a meta estaria em cima da mesa seria abaixo de todas as metas europeias". 

* Ao contrário do que diz o sr presidente da Apifarma, percebe-se muito bem porque o governo aceitou a meta de 1%, a tutela financeira do governo é invertebrada e portanto agacha-se, estilo "Yes man". 0,013 igual a amendoíns!

.
.

 MARICONERO


video


.
.
HOJE NO

"RECORD"

 Kitesurf: 
Francisco Lufinha bate recorde do Mundo

O ex-campeão nacional de kitesurf Francisco Lufinha bateu esta quarta-feira o recorde do Mundo de distância em kitesurf sem paragens, ao percorrer mais 200 milhas náuticas, entre a Douro Marina, em Gaia, e Sines, na costa alentejana. 

Francisco Lufinha conseguiu bater o recorde anterior ao fim de cerca de 20 horas consecutivas em cima da prancha, segundo disse à agência Lusa fonte da empresa de comunicação que acompanha o percurso do ex-campeão nacional de kitesurf.

O jovem português partiu da Douro Marina, em Gaia, pelas 15 horas de terça-feira, propondo-se atingir a marina de Lagos, no Algarve, na distância de 290 milhas náuticas (uma milha equivale a 1,852 metros), num percurso sem paragens, para bater o anterior recorde do mundo, que estava fixado em 199 milhas náuticas (cerca de 370 quilómetros).

"Lufinha está bem fisicamente, depois de passar a noite em cima da prancha, e deverá chegar à cidade de Lagos durante a tarde", disse a mesma fonte.

Para cumprir o desafio de bater o recorde do mundo de kitesurf, Francisco Lufinha seguiu um programa rigoroso de preparação físico e nutricional ao longo de vários meses.

* Notável a perseverança e garra de jovens desportistas portugueses, num país que dá mais valor às revistas das cusquices, num país que tem um governo a fazer pela vidinha, num país onde o FMI, o BCE e a Comissão Europeia cometeram atrocidades financeiras sobre os cidadãos com o beneplácito de Vitor Gaspar, muito mais funcionário de Bruxelas que ministro das Finanças.

.
.

1-AS PIORES COISAS

VENDIDAS POR DOWNLOAD














.
. .
 EXCLUSIVO
CRIANÇAS

video


.
.


 REALIDADE

VIRTUAL


video



.

JORNAIS DE HOJE

.
COMPRE JORNAIS
.













.