sexta-feira, 12 de julho de 2013

UMA GRAÇA PARA O FIM DO DIA


.
RICARDO ARAÚJO
PEREIRA
RISADARIA 2012 




.
.

HOJE NO
 " CORREIO DA MANHÃ"

Osório é melhor do mundo 
Horta Osório distinguido internacionalmente

António Horta Osório ganhou o prémio de Banqueiro do Ano, distinção atribuída a nível mundial Euromoney.

 É a primeira vez que um português é distinguido com este título. Esta foi uma vitória dupla, dado que o Lloyds, liderado por Horta Osório, também ganhou a distinção de Melhor Banco do Ano no Reino Unido.
"Decisões duras tomadas em momentos críticos ajudaram a reavivar as fortunas do Lloyds Banking Group. Agora António Horta Osório pode concentrar-se em tirar o maior proveito do maior banco britânico".
Para o português, a distinção "é um testemunho ao trabalho árduo feito por equipas" que ajudaram a transformar o Lloyds "num banco que está a dar benefícios reais aos clientes, colegas e acionistas".

* CLASSE!

.
.
NÃO VOU
E VOCÊ?


 Em ecrã completo lê bem as legendas


.
.
HOJE NO

"O PRIMEIRO DE JANEIRO"

 Segunda fase das provas finais 
de matemática do 1.º ciclo

Quase dois mil alunos faltaram Quase dois mil alunos do ensino regular faltaram hoje à segunda fase das provas finais de Matemática do 1.º Ciclo, segundo os dados divulgados pelo Ministério da Educação. Dos 7002 inscritos, compareceram 5107 alunos (72,9 por cento).

Ao nível das provas de escola, para os alunos com Necessidades Especiais, quase metade faltou. Havia 293 inscrições e compareceram 157 alunos (53,6 por cento).

 A primeira fase de provas é obrigatória, ficando esta segunda fase destinada aos alunos em recuperação ou que, por motivos de força maior, não puderam comparecer à primeira chamada.

* Um fiasco sr. ministro!

.
.

E-A HISTÓRIA DA CIRURGIA

4- PRIMÓRDIOS SANGRENTOS




.
.
1-O UNIVERSO DE
STEPHEN HAWKING




.
.
 HOJE NO
" DIÁRIO DE NOTÍCIAS"

Fundação Champalimaud reproduz cérebro em computador

A Fundação Champalimaud anunciou hoje a sua participação num projeto europeu "ambicioso" que reproduzirá um modelo do cérebro humano em computador e a criação de uma equipa para tratar o cancro colo-retal de forma menos invasiva e mutiladora. 
No final de uma reunião do Conselho de Curadores da Fundação Champalimaud (FC), a presidente, Leonor Beleza, revelou que dois investigadores do programa de neurociências da fundação fazem parte do "Human Brain Project", um projeto com o objetivo "extremamente ambicioso" de fazer um modelo em computador do cérebro humano.


Este "grande empreendimento europeu" é um projeto de investigação que abrange 200 investigadores em todo o continente e 80 laboratórios diferentes, deverá durar 10 anos e será financiado por mil milhões de euros, acrescentou.

Outra novidade apresentada hoje por Leonor Beleza foi a criação de uma equipa para trabalhar na área do cancro colo-retal, sob a direção de um médico do Reino Unido, "considerado o papa da cirurgia colo-retal, que introduziu técnicas muito menos mutilantes do que tradicionalmente são".
"Acabámos de constituir uma equipa para abordar o cancro colo-retal", afirmou, explicando que este grupo de trabalho nasceu da vontade de "investir de maneira particular na área do cancro colo-retal, um cancro com grande incidência em Portugal, que causa grande mortalidade, causa muito sofrimento e muita mutilação na forma como é normalmente abordado".

"Muitas vezes a cirurgia afeta funções essenciais das pessoas e fá-las passar a viver com muito menos qualidade de vida", afirmou, justificando assim a necessidade que a fundação sentiu de procurar formas menos mutilantes de abordagem e que preservem as condições das pessoas, não investindo imediatamente, e enquanto for possível, com meios de tratamento de cancro que são invasivos.
Trata-se de uma técnica baseada numa vigilância ativa e que só recorre a um ataque de forma agressiva se o cancro se apresentar também de forma muito agressiva e for necessário intervir imediatamente.

E mesmo nestes casos -- destaca a presidente -- em que é necessário uma abordagem de caráter cirúrgico, o objetivo é tentar que esta "preserve as funções essenciais das pessoas e não lhes cause mutilação para o resto da vida".
O agora diretor da Unidade de Cancro Colo-Retal da FC, Bill Heald, explicou aos jornalistas que o ponto está em não fazer a cirurgia rapidamente, mas "devagar, cuidadosamente e removendo de forma segura uma parte muito precisa, que controle todo o cancro".
No entanto, sublinha, por melhor trabalho que o cirurgião faça, há áreas do cancro espalhadas localmente que não vão ficar controladas e, nestes casos, é necessário recorrer a tratamentos com radiação, guiados através de imagem por ressonância magnética.
"É uma ideia revolucionária que destrói o tumor, com imagens bem focalizadas em áreas de destruição muito bem mapeadas", explicou.

O especialista faz a comparação com a diferença entre um "horrível bombardeamento" que destrói toda uma cidade e o envio de um míssil guiado que apenas atinge a base militar, o que "com esta máquina é possível" para o cancro.
Relativamente à criação de uma escola para formação de profissionais em radioterapia com recurso ao acelerador linear, anunciada pela presidente da FC em 2012, Leonor Beleza anunciou que "o primeiro curso terá lugar a seguir ao verão".

* Não somos obrigados a gostar de Leonor Beleza nomeadamente pela arrogância evidenciada enquanto ministra. Reconhecemos que foi ferida na sua dignidade pelo jornalista Paulo Portas que à época "odiava" o poder. Fez a travessia política  do deserto com seriedade pelo caso dos hemofílicos.
De Champalimaud não gostávamos de certeza mas de burro não tinha nada, se escolheu Leonor Beleza para presidir à fundação em detrimento dos que se punham em bicos de pés para o lugar é porque tinha fortes razões e, a fundação marca pontos para nosso orgulho. E depois é o "charme", passe o galicismo.

.

HELENA GARRIDO

.


A educação como
arma também na banca

Lentamente, demasiado lentamente, os governos começam a regulamentar a actividade bancária reconhecendo que foi ali que se situou o epicentro do terramoto que abalou a vida de milhões de pessoas.

A mais recente notícia é que a Associação Europeia de Bancos (EBA) vai ter uma base de dados com os registos de responsáveis da banca, para evitar que andem a cruzar as fronteiras depois de já terem lançado para a desgraça outros países.

Além das medidas que estão a ser adoptadas, é preciso que as autoridades combatam o desconhecimento que ainda existe sobre o funcionamento dos bancos. E isso passa por uma campanha mas também por integrar nas escolas matérias financeiras. A educação é a mais eficaz arma contra quem quer explorar os ignorantes.

O caso do Anglo Irish, com gravações de conversas datadas de 2008 e que estão a ser divulgadas pelo jornal irlandês "Irish Independent", mostra que os responsáveis do banco conheciam a verdadeira dimensão do problema e enganaram propositadamente as autoridades. E estas são revelações que apontam para a urgente necessidade de se alterarem as regras do jogo na banca, não cedendo à chantagem de que mais regulamentação significará menos crédito à economia porque se exige mais capital e se conduz a menos rentabilidade.

Nas gravações que o 'Irish Independent' está a revelar percebe-se que construíram uma estratégia para envolver o Estado, designadamente o banco central, escondendo deliberadamente as perdas. O que se entende do que ouve passa por uma estratégia em que se minimizam os recursos que se diz necessitar para depois condicionar as futuras decisões do banco central e do Estado. Chega-se ao ponto de ouvir um dos responsáveis dizer que se o banco for nacionalizado tanto melhor, porque não perdem os lugares.

Os riscos excessivos que os bancos correram têm de ser combatidos e só o podem ser com a cooperação entre países, especialmente no espaço do euro, mas também com uma campanha que ensine as pessoas a escolherem os seus bancos.

É toda uma política de combate à iliteracia financeira que tem de ser desenhada, para que os governos possam de facto aplicar as medidas que estão desenhadas, desde a responsabilização dos depositantes, a regras mais exigentes para os bancos e informação mais rigorosa sobre quem os dirige.

Quando um depositante perceber que só tem de ter medo do seu banco quando ele lhe oferecer vantagens muito acima do que consegue a concorrência poucos terão incentivos para correr riscos excessivos. Os casos que ocorreram na banca portuguesa, do BPN ao BPP, passando pelo próprio BCP, mostram bem que, a coberto do que diziam ser uma gestão mais eficiente, acabaram por correr riscos excessivos.

Todas as novas regras que se apliquem à banca têm de premiar quem faz uma gestão prudente dos depósitos assim como de todos os outros recursos que a instituição tem, como os empréstimos obrigacionistas e o dinheiro dos accionistas. E para premiar a gestão prudente é preciso contar com consumidores informados.

IN "JORNAL DE NEGÓCIOS"
08/07/13

.
.
HOJE NO

"RECORD"

Nogueira da Rocha: 
«FIFA é incompetente para julgar o caso»

João Nogueira da Rocha, especialista em direito desportivo explicou esta sexta-feira à Rádio Renascença que Bruma só poderá voltar ao Sporting por mútuo acordo e que não vai ser a FIFA a julgar o caso, mas sim a Comissão Arbitral Paritária, órgão das responsabilidade da Liga de Clubes e do Sindicato dos Jogadores.
"A FIFA é incompetente para apreciar o caso. O jogador e o clube são portugueses e o eventual órgão competente da FIFA reconhece a Comissão Arbitral Paritária portuguesa", frisou Nogueira da Rocha.

O advogado prevê um prazo de 40 dias para a resolução do caso e garante que Bruma só pode ser inscrito noutro clube “depois da apreciação da justa causa".

"Poderá voltar ao Sporting, mas só por mútuo acordo, porque, neste momento, o contrato terminou", disse.

* O Sporting tratou Bruma como preto, à velha maneira colonial com tentativa de sequestro e tudo, como sportinguista estou chocada.

.
.

9-NOSTRADAMUS 2012



.
.

HOJE NO
" JORNAL DE NOTÍCIAS"

Passos diz que às vezes "é necessário deixar cair alguma coisa do que se disse"

O primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, salientou esta sexta-feira que, na vida política, muitas vezes é preciso cair deixar algo que se disse para permitir que a prioridade do interesse nacional seja salvaguardada.

"Basta que não fiquemos agarrados a tudo o que dissemos, porque senhor deputado [Seguro] muitas vezes é necessário deixar cair alguma coisa do que se disse para que o interesse do país seja colocado em primeiro lugar. Esse esforço tem de ser feito com dignidade e com verdadeiro espírito de compromisso", declarou Pedro Passos Coelho. 

Esta sugestão do líder do executivo sobre a necessidade de flexibilidade na vida política foi feita ao secretário-geral do PS, António José Seguro, a propósito do processo de diálogo proposto pelo Presidente da República, Cavaco Silva, para um entendimento de médio prazo "de salvação nacional".
No entanto, vários deputados socialistas e sociais-democratas disseram à Lusa que entenderam que essa referência de Passos acabava por abranger o caso da demissão do ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros, Paulo Portas, que considerara irrevogável a sua saída do executivo. 

CDS-PP diz que compromisso não foi "dança de cadeiras"
Já o líder parlamentar do CDS-PP, Nuno Magalhães, defendeu que os partidos da maioria comprometeram-se numa "política sólida e abrangente", que não se limitou a uma "dança de cadeiras". 

As afirmações do presidente da bancada do CDS-PP provocaram gargalhadas nas bancadas da oposição, mas Nuno Magalhães, na resposta, não incluiu o PS nessa atitude. "A situação do país, pelos vistos, merece a risota dos partidos mais à esquerda. Ficaram hoje os portugueses a saber e a medir o sentido de responsabilidade da esquerda mais à esquerda", afirmou.
Nuno Magalhães tinha começado por afirmar que "a maioria ultrapassou os seus problemas, fê-lo com institucionalidade e celeridade, não se entreteve em meras trocas de cadeiras mas, pelo contrário, procurou uma solução política sólida".
"Procurámos, mais do que uma dança de cadeiras, uma solução política sólida e abrangente que permitisse evoluir para um ciclo económico mais acentuado e dinâmico e entregámos ao senhor Presidente da República uma solução governativa", afirmou, depois de ter sido interrompido por risos. 

O presidente da bancada do CDS-PP sublinhou que os democratas-cristãos "repetidamente" têm vindo a lembrar a importância do "diálogo político e de uma cultura de compromisso", sobretudo nos "tempos excecionais" atuais, quer "quanto ao maior partido da oposição, quer em sede de concertação social".

Passos: deixa-se caír alguma coisa do que se disse não pelo superior interesse do país mas porque a idoneidade está de rastos.
Magalhães: não, não foi a dança das cadeiras, foi a chula do poder.

.

GNR

,

GNR



PRONÚNCIA DO NORTE





.
.
 HOJE NO
" JORNAL DE NEGÓCIOS"

Estudante portuguesa vence Final Mundial da Imagine Cup 2013 da Microsoft

Pela primeira vez, Portugal vence a final mundial da Imagine Cup, promovida pela Microsoft. A estudante minhota Ana Ferraz foi à Rússia e garantiu para Portugal o prémio na área da cidadania, com o seu dispositivo que detecta o grupo sanguíneo em minutos.
 O projeto português “For a Better World” foi um dos vencedores da Final Mundial da Imagine Cup, edição 2013, a par do Reino Unido e da Áustria, nas duas restantes categorias em competição.

Ana Ferraz, aluna de doutoramento da Universidade do Minho, foi a representante portuguesa nesta competição de tecnologia que decorreu esta semana na Rússia. Na categoria de jogo, foi a Áustria que levou a melhor, com o projecto do Zeppelin Studio, Schein. E os britânicos da Colinked ganharam na categoria inovação com o projecto SoundSYNK.

A estudante portuguesa levou a São Petersburgo, um dispositivo portátil que permite, de forma automática e em apenas cinco minutos, detectar o grupo sanguíneo, fornecendo informações precisas que pretendem auxiliar profissionais de saúde em situações de emergência, reduzindo os riscos de incompatibilidade e erro humano, nomeadamente em situações de transfusão.

A Microsoft explica que a Imagine Cup é a maior competição internacional de tecnologia, promovida pela fabricante de software a nível mundial, com fins sociais. A iniciativa é subordinada a um tema altruísta e pretende encorajar e estimular os mais jovens a refletirem sobre como a tecnologia pode ajudar a dar resposta a problemas concretos da humanidade, nas suas diferentes esferas: saúde, educação, ambientem, entre outros.

Os alunos tinham que desenvolver um projecto com base em tecnologia Microsoft. No caso de Ana Ferraz, o dispositivo conta com a tecnologia Visual Studio 2012.

A iniciativa mobiliza cerca de 350,000 jovens em todo o mundo, envolvendo mais de 100 países na apresentação de projetos tecnológicos inovadores.

* Felizmente que o sucesso dos jovens portugueses mitiga o estado de tristeza do país.

.
.


MAS ESTES
 

INTELECTUAIS...





Enviado por D.A.M.

.
.
HOJE NO 
  "DESTAK"

Desemprego sobe 6,8% face a junho de 2012 e desce 1,9% face a maio

O número de desempregados inscritos nos centros de emprego em junho era de 689.933, o que representa um aumento de 6,8% em termos homólogos e uma descida de 1,9% face a maio, informou hoje o IEFP.
De acordo com a informação mensal do Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP), o total de desempregados registados nos centros de emprego no final de junho aumentou 43.978 em relação ao mesmo mês do ano passado e desceu 13.272 em relação ao mês de maio deste ano.

 Os 689.933 desempregados registados em junho correspondem a 78,3% do total de 881.277 pessoas que se inscreveram para pedir emprego.

* A reduçao é um bluff,  refere-se aos desempregados de longa duração que se cansaram das "promessas" de emprego do IEFP.

.

CARTÕES
PROFISSIONAIS





































































.
.
 HOJE NO
"i"

Portas esvaziou gabinete
 e já procurava nova sede

Cavaco Silva pediu um “compromisso de salvação nacional”

Paulo Portas já procurava um novo gabinete onde assumiria as funções de vice-primeiro-ministro, conta o Público. A decisão de Cavaco ao pedir um “compromisso de salvação nacional” apanhou o ainda ministro dos Negócios Estrangeiros com os seus pertences empacotados e o gabinete vazio.

Segundo o diário, Portas andava em “aventuras nocturnas pelo património do Estado na capital” à procura de “uma sede digna” para a sua nova função. O ministro até já se tinha despedido dos colaboradores que trabalham consigo no palácio das Necessidades, sede do ministério dos Negócios Estrangeiros.

Acompanhado por pessoas de confiança em “viagens semiclandestinas por Lisboa”, Portas visitou “inúmeros edifícios em busca do lugar ideal para uma sede digna de vice-primeiro-ministro”, conta o jornal.

Ontem, Paulo Portas faltou ao Conselho de Ministros mas fez-se representar por Miguel Morais Leitão, secretário de Estado Adjunto e dos Assuntos Europeus.

De lembrar que Cavaco Silva pediu, na passada quarta-feira, um “compromisso de salvação nacional”, exigindo um acordo entre PSD, CDS e PS.

* Sugerimos ao sr. ministro que faça uma viagem semi clandestina até à Síria para arranjar um gabinete à altura da sua competência  em "minas e armadilhas".

.
.


JARDIM BOTÂNICO



DE COIMBRA 




FILME PREMIADO NA CROÁCIA 


 .
.

HOJE NO
"A BOLA"

Rui Oliveira conquista primeira 
medalha de sempre de Portugal
 num Europeu de pista
 

Rui Oliveira conquistou esta sexta-feira a primeira medalha de sempre do ciclismo português em Europeus de pista, ao ser segundo na disciplina de scratch no Europeu de juniores no velódromo de Sangalhos.

Rui Oliveira, que é campeão nacional da disciplina que é composta por 40 voltas à pista (10 quilómetros), foi apenas batido no sprint final pelo russo Maxim Andreev. O bronze foi para o grego Zisis Soulios.

«Esta vitória é fantástica! Nunca imaginei que fosse possível ganhar uma medalha, porque caí ontem na prova de pontos e hoje as sensações não eram as melhores. Só que em prova tive uma ajuda enorme do Miguel Amorim. Ele foi extraordinário, fez tudo para me colocar e eu só tive de sprintar», afirmou o ciclista português logo após a prova.

Participaram 23 corredores na prova de scratch, disputada a um ritmo infernal (média de 50,267 km/h). 

* Como trabalham bem  os nossos atletas jovens.

.
.
INDICADORES/15



Gents, Which One Are You










































































































































































































.
.

HOJE NO
"PÚBLICO"

Malala esteve na ONU e apelou à educação para todos e à tolerância

“Um aluno, um professor, um livro e uma caneta podem mudar o mundo”, disse a jovem que foi atacada pelos taliban.

A jovem paquistanesa que foi atacada pelos taliban fez nesta sexta-feira na sede da ONU um discurso apelando?ao acesso à educação?para todas as crianças.


A jovem paquistanesa Malala Yousafzai - que se tornou um símbolo da resistência contra os taliban após sobreviver a um ataque em Outubro do ano passado, quando foi baleada na cabeça no regresso da escola - fez um vibrante apelo na sede da ONU à educação para todos e à tolerância.
Lembrando o ataque que sofreu - os taliban “pensavam que uma bala nos reduziria ao silêncio mas falharam”, e “do silêncio saíram milhares de vozes” -, Malala fez um discurso vibrante.
“Hoje não é o dia de Malala, é o dia de todas as mulheres, de todos os rapazes e de todas as raparigas que levantaram a voz para defender os seus direitos”, disse ela perante centenas de estudantes de muitas origens numa Assembleia de Jovens e no mesmo dia em que celebrou o 16.º aniversário.
“Não estou aqui para falar de vingança pessoal contra os taliban, (...) estou aqui para defender o direito à educação para todas as crianças”, disse.

“Um aluno, um professor, um livro e uma caneta podem mudar o mundo. A educação é a única solução. Educação primeiro.”
Reclamando a herança de Gandhi, Nelson Mandela e de Martin Luther King, afirmou ainda que os “extremistas fazem um mau uso do islão (...) para seu benefício pessoal, ao passo que o islão é uma religião de paz e de fraternidade”.
Malala falou ainda da importância de se combater o analfabetismo, pobreza e o terrorismo, acrescentando que “os nossos livros e os nossos lápis são as nossas [das crianças] melhores armas”, apelando ainda aos “dirigentes mundiais para mudarem de estratégia política, para promoverem a paz e a prosperidade”.
No final foi longamente aplaudida pelo secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, pelo antigo primeiro-ministro britânico Gordon Brown, enviado especial da ONU para a educação, e pelas centenas de jovens presentes na sala.

Brown considerou-a “a rapariga mais corajosa do mundo”, enquanto Ban Ki-moon a apelidou de “nossa heroína, nossa campeã”.
O secretário-geral da ONU felicitou-a pela sua “mensagem forte de esperança e de dignidade” e lembrou que mais de 57 milhões de crianças em todo o mundo não tinham acesso à escola primária.
“A maior parte são raparigas e a maioria vive em país em conflito.”

* Até dói perceber a coragem desta jovem, se fossemos corajosos como ela os partidos do "arco da corrupção" já eram.

.
.



FLIPBOOK






.
.
HOJE NO
"DIÁRIO ECONÓMICO"

Acordo sobre Provedor de Justiça demonstra maturidade democrático

O líder parlamentar do PSD congratulou-se hoje com o acordo com o PS para a indicação de José Francisco de Faria Costa para Provedor de Justiça e considerou que este demonstra "maturidade democrática e espírito construtivo" dos partidos.

"Creio que é uma boa demonstração de que é possível aproximarmos posições e obter entendimentos. Registamos que o fizemos dentro do prazo estabelecido, reunindo-se assim todas as condições para que não se repita o episódio da última eleição. É uma demonstração de maturidade democrática e de espírito construtivo dos partidos", declarou Luís Montenegro à agência Lusa.

O líder parlamentar do PSD registou "com muita satisfação" o facto de o seu partido e o PS terem conseguido "consensualizar" a candidatura do Faria Costa, professor catedrático da Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra, que qualificou de "reputado jurista".

"A nosso ver, esta candidatura reúne todas as condições para poder obter o apoio maioritário dos deputados, cumprindo a exigência constitucional para esta eleição", acrescentou Luís Montenegro, aludindo aos dois terços necessários para que Faria Costa seja eleito Provedor de Justiça.

1º. Sabemos que Alfredo de Sousa também não agradava ao PS, era suficiente distante de todos os partidos e acutilante qb sem qualquer hesitação, vamos ter saudades da sua inteligência ao serviço de Portugal.
2º. Sabemos muito pouco de Faria Costa e à nossa escala saberemos avaliar o seu desempenho, para já nenhum juízo de valor.
3º. Duvidamos de tudo o que Luís Montenegro garanta ou defenda, o homem é um clone de Relvas de funesta memória.

.
.


PRESENTAÇOS

A prenda do nada para quem tem tudo 




 SAIA DE TECIDO RECICLADO



 BALDE DE LIXO COM DROPS DE MENTOL


 CIVET DE CAFÉ


 BRINCOS PARA FUMADORES


 


CANECA SANITA







OOOPS

 .
.


A CAMINHO DO OURO




 .
.

JORNAIS DE HOJE

.
   COMPRE JORNAIS