terça-feira, 12 de março de 2013

UMA GRAÇA PARA O FIM DO DIA

.

 02/03/13


COMUNICADO


video


  .
.
 PAPARAZZI/3.



Emma Watson


  Samantha Robson

 
Areola Peek


 
Nicole Coco Austin



Jerry Hall



  Victoria Beckham



 Sophie Anderton

 Suzie Verrico

Kelly Brook


 
Stella Tennant

 
Miranda Kerr

* Esclarecemos que não somos adeptos da acção dos paparazzi que invadem insanemente a privacidade das pessoas.
Mas estas meninas acima ou estavam distraídas ou adoram paparazzi e "papamaisdoqueisso", senão não vinham para a rua com estas indumentárias que permitem visionamentos mais ou menos aparados e  coloridos. Ora tomem!


.

UMA GRAÇA PARA O FIM DO DIA

.

.
HOJE NO
"i"

Botão 'gosto' do Facebook dá informação sobre raça ou orientação política e sexual

Um estudo britânico apurou que é possível recolher muita informação sobre os utilizadores do Facebook a partir dos cliques que fazem no botão ‘gosto’, em particular sobre raça, idade, sexualidade, orientação política e até o nível intelectual.

Os modelos matemáticos utilizados são exatos em 88 por cento na determinação da sexualidade dos homens e em 95 por cento na distinção entre negros e brancos nos EUA. Cristãos e muçulmanos também foram identificados em 82 por cento dos casos.

Os algoritmos permitiram também extrapolar informações que permitiram deduzir a orientação sexual, a utilização de drogas e se os pais do utilizador estavam divorciados.

Estes dados podem ser explorados para fins comerciais, para afinar campanhas de publicidade ou de marketing, mas também podem revelar informações muito pessoais, realçou um dos co-autores do estudo, David Stillwell, da Universidade britânica de Cambridge, que foi divulgado nos Anais da Academia das Ciências dos EUA (PNAS, na sigla em Inglês).

O estudo apurou também que esta mesma informação podia ser obtida a partir de outros dados numéricos cos motores de pesquisa, de correio eletrónico e de telemóveis.
Os investigadores examinaram oito mil utilizadores do Facebook, nos EUA, que foram voluntários na utilização do botão ‘gosto’ e no fornecimento do seu perfil demográfico e na participação em testes psicométricos.

* De baixo gosto.

.
.
4-RACISMO

 A HISTÓRIA



video



BBC - Racismo A História. 
O filme aborda o cruel legado deixado pelo racismo ao longo dos séculos. Iniciando pelos EUA, berço da Ku Klux Klan, onde o pesquisador James Allen, possuidor de vasta coleção de material fotográfico e jornalístico sobre linchamentos, defende que há um movimento arquitetado para apagar a mácula racial da memória do país. A seguir, remonta à colonização belga do Congo, por Leopoldo II, onde os negros que não atingiam a quota diária de borracha tinham a mão direita decepada. O documentário trata ainda da problemática racial na África do Sul (Apartheid) e Grã-Bretanha, abordando a luta do Movimento pelos Direitos Civis nos EUA e a desconstituição do mito da existência de raças.

 FONTE:Jackson7ification

.
.
 HOJE NO
"A BOLA"

José Couceiro desmente contacto de Godinho Lopes sobre venda de jogador

José Couceiro comentou esta terça-feira, durante uma sessão de esclarecimento levada a cabo pelo núcleo sportinguista de Paços de Arcos, as notícias vindas hoje a público a dar conta de que a atual Direção presidida por Godinho Lopes estará a ponderar vender um jogador para fazer face às dívidas imediatas.
O líder da lista C esclareceu nada saber do assunto e desmentiu ter sido consultado sobre o mesmo.

«Não é verdade que eu tenha sido consultado, nada sei sobre isso. Prefiro não comentar mas tenho muitas dúvidas que um negócio desses possa ser feito nesta altura», observou.

Entre outros temas, José Couceiro comentou nova manifestação de apoio à candidatura que lidera por parte de Carlos Barbosa, antigo vice-presidente do Sporting.

«Respeito todas as opiniões. Se temo ser colado à continuidade? Se alguém quebra a tradição somos nós e a nossa equipa. Temos um percurso no desporto. Esse rótulo não pega e as pessoas são livres de se manifestarem. É uma questão de espírito democrático e de respeito», sustentou.

José Couceiro lamentou, ainda, as notícias sobre a deslocação de Franky Vercauteren a Lisboa, mostrando-se triste pelo facto de o clube ser falado pelos piores motivos.

Por fim, o líder da lista C respondeu a Bruno de Carvalho, que alegou que há candidatos à procura de emprego no Sporting: «É capaz de estar a falar para alguém da lista dele, não sei qual é o problema dele. Para mim não está a falar de certeza, deve estar a falar para dentro da própria lista».

* Somos sportinguistas mas não manifestamos apoio a nenhum candidato, parece-nos que Bruno de Carvalho tem atitudes de "alcoviteira", é feio.
 .
.
JOANA MANUEL

 ACTRIZ


video


Declarações de Joana Manuel, Actriz, no quadro da Conferência Nacional - Em Defesa de um Portugal Soberano e Desenvolvido, dia 23 de Fevereiro de 2013 no auditório da Faculdade de Ciências de Lisboa


.
.
HOJE NO
"PÚBLICO"

Portugal pode ter perdido mil milhões 
de euros para agricultura 

O eurodeputado socialista Capoulas Santos estimou nesta terça-feira que Portugal possa ter perdido mil milhões de euros nas verbas para a agricultura acordadas no âmbito do próximo orçamento comunitário, cerca do dobro do valor anunciado pelo primeiro-ministro.
A VER AS VERBAS  POR UM CANUDO

“O primeiro-ministro disse [no final do Conselho Europeu de 8 de Fevereiro] que Portugal tinha perdido 7,5% de um 'envelope' de 8,1 mil milhões. Portanto, se fizer as contas, isto dá cerca de 600 milhões de euros”, afirmou o deputado e ex-ministro aos jornalistas, à margem da sessão plenária do Parlamento Europeu, a decorrer em Estrasburgo, acrescentando que a sua “convicção” é a de que as perdas possam ser “qualquer coisa como o dobro dessa verba”. Isto porque, acrescentou, “descobriu” que as verbas do algodão e do Programa de Opções Específicas relativas ao Afastamento e à Insularidade (POSEI) “que, nas propostas da Comissão e do Parlamento, não estavam incluídas no primeiro pilar, na decisão do Conselho terão sido”, o que, caso se confirme, “significa para Portugal menos 400 milhões de euros do que aquilo que foi anunciado pelo senhor primeiro-ministro”.
Contas feitas, o deputado afirmou estimar um "prejuízo" que pode "atingir os mil milhões de euros a menos para o próximo quadro comunitário", que vigorará entre 2014 e 2020, mas ressalvou que esta situação só poderá ser confirmada quando forem divulgados os dados do "envelope" português para a agricultura, acordado no âmbito do orçamento comunitário para o período 2014-2020, o que ainda não aconteceu. "Não estou a dizer que o primeiro-ministro mentiu”, disse o deputado, acrescentando que Pedro Passos Coelho “divulgou os dados que quis divulgar”.

Capoulas Santos afirmou ainda que continua a “insistir” com a Comissão Europeia e com o Conselho para que sejam divulgados os números referentes aos "envelopes" para a agricultura acordados com os diferentes Estados-membros na última cimeira europeia, afirmando que os mesmos “estão a ser escondidos dos deputados”.

A 21 de Fevereiro, o eurodeputado socialista já havia acusado, em declarações à Lusa, a Comissão Europeia e o Conselho Europeu de “falta de transparência”, por não terem divulgado os "envelopes" financeiros da PAC, considerando que poderia haver perdas superiores ao anunciado.

A 8 de Fevereiro, durante o Conselho Europeu, os chefes de Estado e de Governo da União Europeia (UE) chegaram a um acordo sobre o orçamento comunitário para o período 2014-2020. No final da cimeira, o primeiro-ministro Pedro Passos Coelho manifestou a sua satisfação com o acordo, afirmando que Portugal obteve, no conjunto da política de coesão e da PAC, um valor de 27,8 mil milhões de euros.


*  E o que tem a dizer a sra. ministra das Courelas e ofícios correlativos???
.

ANA SÁ LOPES

.




O que devemos 
                aos reformados 

A geração que nasceu na ditadura e na pobreza é agora vista como “privilegiada” 

É provável que o Tribunal Constitucional decrete a inconstitucionalidade da sobretaxa de 3,5% aos reformados, tratados por este governo como cidadãos de segunda – provavelmente fazendo parte desse contingente de “instalados” que trava a ascensão dos jovens de que recentemente falava Miguel Relvas.

Se é impossível negar a existência da inversão da pirâmide demográfica (e uma reforma da Segurança Social deveria sempre discutir a existência de tectos máximos, rejeitando reclamações patéticas do estilo do movimentos dos banqueiros reformados e etc.), obrigar um pensionista com mais de 1350 euros mensais a pagar a crise com uma sobretaxa é um atentado social e institui, de facto, uma desigualdade geracional.

Tratar os reformados como cidadãos de segunda é tentar fazer recair sobre uma geração que nasceu numa ditadura, que não teve qualquer acesso ao Estado social até à idade adulta, que em alguns casos viveu o racionamento da Segunda Guerra, penou na guerra colonial e teve os seus direitos civis amputados até ao 25 de Abril de 1974, uma “culpa” de se ter transformado, na meia- -idade, sabe Deus como, numa geração de “privilegiados”.

Não dispondo de qualquer hipótese de criar emprego – é a própria receita recessiva da troika e as políticas europeias que o impedem – o governo entretém-se na propaganda infeliz de colocar as gerações umas contra as outras, como se a situação fosse definível pela existência de “culpados” e “vítimas”.

A utilização política do gap geracional é tanto mais obscena quanto a geração dos reformados fez o que lhe foi possível para entregar às novas gerações um país muito melhor do que aquele que existia quando começou a trabalhar e a pagar impostos.

Se o Tribunal Constitucional declarar impossível à luz da Constituição portuguesa a divisão entre velhos e novos presta um bom serviço à coesão nacional.
Afinal, não foi a esmagadora maioria dos agora atingidos que criou os regimes excepcionais de reformados de cargos públicos – que na sua origem foram criados para evitar que um titular de cargo público passasse à situação de desemprego quando o mandato expirasse, mas serviu de pasto para um sistema insustentável moral e financeiramente.

A participação maciça de pessoas mais velhas na manifestação “Que se lixe a troika” é um sintoma expressivo de que o combate ao governo tem nos reformados um dos seus principais suportes. Afinal, o governo também se encarrega de os combater.

IN "i"
11/03/13

.
.
HOJE NO
"DIÁRIO ECONÓMICO"

Conheça o banqueiro inglês que 
denunciou o cartel em Portugal 
O novo CEO do banco britânico não tem apenas o lucro em mente. Para Jenkins a ética vem primeiro. 

Na City apelidaram-no de Saint Antony e há mesmo quem graceje que a recente resignação do Papa terá sido precipitada por uma vaga no conselho de administração do Barclays. 
 Antony Jenkins assumiu a liderança do banco britânico em meados de 2012, substituindo Bob Diamond, forçado a demitir-se após o escândalo Libor. E terá sido Jenkins a ter a última palavra na decisão do Barclays em denunciar às autoridades portuguesas a existência de um alegado cartel de retalho, envolvendo ‘spreads' e comissões.

O novo CEO assumiu o cargo com um propósito claro: transformar o banco mais visado por escândalos nos últimos tempos numa instituição com fortes valores éticos e que, ainda assim, gera lucros decentes para os accionistas. Nas suas palavras: "O Barclays está a mudar. Queremos mudar o que o Barclays faz e a forma como o fazemos".

* Os nossos banqueiros estão chocados??? Tem graça...

.
.
 III-TABU
AMÉRICA LATINA
1.Beleza Extrema


video



.
.
HOJE NO
"CORREIO DA MANHÃ"

Os homens também ficam grávidos 

Pediatra Mário Cordeiro defende em livro que os homens também sofrem alterações corporais enquanto acompanham gravidez da mulher.

O pediatra Mário Cordeiro lança esta terça-feira um livro destinado a futuros pais que pretende mostrar aos homens que eles próprios ficam "grávidos", sofrendo alterações corporais, hormonais e psicológicas durante os nove meses de gestação.

 A obra "Vou ser pai" assume-se como um "manual de sobrevivência" para os homens que estão prestes a ter um filho.
"O objetivo é os pais saberem o que se passa consigo, em aspetos que têm a ver com a masculinidade, a passagem de 'miúdo' para adulto, de filho para pai, a mudança de triângulo pai-mãe-filho, em que eram o vértice 'filho', para um novo em que são o vértice 'pai'", explica Mário Cordeiro à agência Lusa.
Para o pediatra, os homens estiveram muitos milénios afastados de uma parte essencial da sua vida, que é a gestação e conceptualização de um filho.
"Até há bem pouco tempo, os pais 'entravam no filme' só quando a criança era mais crescida, perdendo, eles e o bebé, um imenso tempo, irrecuperável, de ligação, de criação de laços e envolvimento no crescimento", refere o também professor na Faculdade de Ciências Médicas da Universidade Nova de Lisboa.

*  Tem lógica e graça.

.
.


MADREDEUS

MAIO MADURO MAIO




.
.
HOJE NO
"O PRIMEIRO DE JANEIRO"

Por ter recolhido sem autorização 
dados pessoais de cidadãos 
Google multada em 5,3 milhões de euros 

A empresa Google pagou hoje nos Estados Unidos uma multa de sete milhões de dólares (5,3 milhões de euros) por ter recolhido sem autorização dados pessoais de cidadãos, através do serviço ‘Google Street View’. 
 Num acordo legal com 38 estados norte-americanos, a Google concordou em apagar endereços de correio eletrónico, palavras-passe e históricos de navegação na Internet recolhidos através de redes sem fios, como os carros do ‘Street View’ que fotografaram ruas, estradas e casas, entre 2008 e 2010. 

 “Este acordo aborda questões de privacidade e protege os direitos das pessoas, cuja informação foi compilada sem sua permissão," afirmou em comunicado o procurador-geral de Nova Iorque New, Eric Schneiderman. “As pessoas têm o direito de proteger a sua informação pessoal e financeira de uso impróprio e indesejado por empresas como a Google”. 

O pacto impõe que a empresa apague os dados pessoais colecionados com os carros ‘Street View’ (um serviço de mapas que fotografou estradas, casas e ruas a 360 graus). De acordo com o comunicado, a Google deixou de recolher informações e concordou em não fazê-lo sem aviso prévio e consentimento dos cidadãos. 

* JUSTIÇA ..

.
.
 IMPRESSÃO
EM 3D

3 video


.
.
HOJE NO
"DIÁRIO DE NOTÍCIAS"

266 neonazis fora do controlo policial

A polícia alemã tem identificados pelo menos 266 neonazis considerados perigosos que ainda não conseguiu deter. 

O número foi avançado durante uma sessão parlamentar. Pelo menos 266 neonazis considerados perigosos andam à solta na Alemanha. 

O número surge de uma pergunta colocada pela oposição durante uma sessão parlamentar onde os deputados pretendiam saber informações acerca da investigação em curso sobre a célula terrorista neonazi NSU, que no ano passado assassinou impunemente pelo menos dez imigrantes e uma mulher polícia. 

A resposta chegou às primeiras páginas da imprensa alemã como a do "Die Welt". Segundo avança o jornal espanhol "El Mundo", os números dão uma ideia da magnitude da extrema-direita violenta na Alemanha e correspondem a neonazis procurados pelas autoridades alemãs mas que ainda não foram detidos. 

Contra todos eles existe um mandato de captura para serem presentes a interrogatório policial. Neste momento, as autoridades alemãs estão focadas em cerca de 182 desses elementos, 44 deles considerados diretamente relacionados com acções violentas da extrema-direita no país. 

O número de 266 neonazis fora de controlo policial é muito superior ao do ano passado, quando o ministro do Interior reconheceu a existência de 110 mandatos de captura.

* Ainda são muitos

.
11.Quem avisa 
seu amigo é!































.
.
HOJE NO
"RECORD"

FPF distribui um milhão de euros para obras a 35 clubes da 2.ª divisão

A Federação Portuguesa de Futebol (FPF) assinou esta terça-feira um protocolo com 35 clubes da 2.ª divisão, através do qual irá distribuir um máximo de 36 mil euros a cada para a realização de obras nos respetivos recintos desportivos.

Numa cerimónia que decorreu no Auditório Manuel Quaresma, na sede da FPF, o presidente do organismo, Fernando Gomes, sustentou que este programa de apoio ao investimento para a melhoria das infraestruturas e equipamentos dos estádios de cada um destes clubes "é o concretizar de mais um dos pontos chaves apresentados durante a candidatura".

"Elegemos como central o apoio aos clubes da II divisão, através da criação de um fundo financeiro, o apoio à melhoria das infraestruturas dos clubes. Com este plano de apoio acreditamos que estamos a melhorar as condições de conforto a todos, tanto para quem o pratica como para quem assiste aos jogos", disse Fernando Gomes.

Segundo o presidente da FPF, este será um passo importante para a sustentabilidade de cada um dos 35 clubes, uma vez que para a próxima época irá haver uma reestruturação do quadro competitivo.

"Este programa só é possível graças a uma gestão criteriosa desta direção. Estamos certos que as melhorias que vão ser introduzidas serão fundamentais para a nova II divisão que para o ano irá arrancar", concluiu.

Segundo um comunicado distribuído à imprensa, este investimento poderá ser aplicado em áreas como vestuários, terrenos de jogo, postos médicos, segurança dos estádios, condições para espetadores, zonas de imprensa e lavandarias.

Na base da decisão para a atribuição das verbas está também o acordo com o Instituto Português do Desporto e da Juventude (IPDJ), organismo que deu luz verde aos projetos apresentados até agosto de 2012.

Os pagamentos serão feitos em quatro fases distintas. A primeira de 25 por cento, já distribuída com a aprovação das candidaturas, outro tanto com o início da concretização do investimento, devidamente comprovado pela FPF, 40 por cento com a conclusão do projeto e 10 por cento mediante a apresentação do alvará emitido pelo IPDJ.

Farense, Académico de Viseu, Centro Desportivo de Fátima, Casa Pia, Gondomar, Torreense, Espinho ou Varzim são alguns dos 35 clubes que vão ver financiadas até 80 por cento das respetivas obras, cujo orçamento máximo de 50 mil euros, num apoio que não irá ultrapassar os 36 mil euros por cada emblema.

* Uma ajudinha que é uma grande ajuda

.
.
A GORONGOSA


video


O lendário Parque Nacional da Gorongosa foi filmado por  Bob Poole da National Geographic Society.
O documentário "Africa's Lost Eden" feito por James Byrne mostra os esforços extraordinários dos conservadores para restaurarem o parque e a população animal.
Esta Promoção Turistica é montada com imagens do filme.

.


.
HOJE NO

"JORNAL DE NOTÍCIAS"
  
Resíduos de pesticidas em comida 
para bébé em Portugal acima do permitido

Portugal é um dos cinco países europeus onde foi encontrada comida para bebé a violar o limite permitido de resíduos de pesticidas, segundo um relatório da Autoridade Europeia de Segurança Alimentar referente a 2010. 
Espanha, Alemanha, Hungria e Eslováquia foram os outros países com amostras de comida embalada para bebés a ultrapassar os níveis máximos de resíduos de pesticidas autorizados na União Europeia.
O documento da Autoridade Europeia de Segurança Alimentar apresenta os resultados do controlo de resíduos de pesticidas em alimentos nos 27 Estados-membros da União Europeia (UE) relativos a 2010.
No que se refere à comida para bebé, os níveis foram ultrapassados apenas em 36 das mais de 1.800 amostras, o que representa dois por cento do total das análises efetuadas.

A Autoridade Europeia de Segurança Alimentar considera necessário melhorar a ligação entre a legislação sobre comida para bebé com as leis que autorizam e regulam os limites de pesticidas.
Além disso, a autoridade admite que devem ser reconsiderados os critérios de fixação de limites máximos de resíduos nos alimentos específicos para bebés.

Contudo, segundo o documento, os níveis de pesticidas encontrados acima do permitido em todo o tipo de alimentos não trarão riscos de longo prazo para a saúde dos consumidores, apesar de esta consideração não ser específica para a comida pronta para bebés.
Sobre Portugal, o relatório diz ainda que é um dos seis países nos quais há amostras de alimentos que são analisadas em laboratórios não acreditados.

Portugal foi também um dos países em que foram encontradas maçãs com resíduos de pesticidas acima do legislado.


* Estamos a ser envenenenados por gente sem escrúpulos.

.
.
.


EM 02/03/13
















O povo tinha espírito, não dura sempre!


.

.
HOJE NO
"JORNAL DE NEGÓCIOS"

Crédito malparado das famílias 
sobe para novos máximos

As dificuldades das famílias em conseguirem pagar os seus empréstimos aos bancos continuam a aumentar. Prova disso é o aumento do crédito malparado que, em Janeiro, voltou a tocar em máximos, com todos os destinos de financiamento das famílias a tocarem igualmente em níveis nunca vistos.
Os bancos tinham, em Janeiro, 15,43 mil milhões de euros em crédito malparado de famílias e empresas, o que corresponde a 6,46% do total dos empréstimos concedidos, de acordo com os dados provisórios divulgados pelo Banco de Portugal.

Em termos totais, esta não é a percentagem de malparado mais elevada, tendo em Novembro atingido os 6,60%. Mas isto deve-se às empresas, cuja percentagem de cobranças duvidosas atingiu o pico precisamente em Novembro, quando tocou nos 10,16%. Em Janeiro, esta taxa fixou-se nos 9,74%, ou 10,29 mil milhões de euros.

Já entre as famílias os incobráveis estão em níveis nunca vistos. No total, a banca tem em carteira 5,14 mil milhões de euros de crédito malparado das famílias, ou seja 3,85% do total dos financiamentos concedidos. Esta é a taxa mais elevada desde que há dados, referentes a Dezembro de 1997. E esta é a realidade de todos os destinos de financiamento a particulares.

No segmento de habitação o crédito malparado aumentou para 2,07%, no crédito ao consumo cresceu para 12,03% e nos outros fins – onde se inclui educação, saúde e empresários por conta própria – esta taxa subiu para 11,91%.

As “cobranças difíceis” da banca têm vindo a aumentar nos últimos anos, a reflectir vários factores. Primeiro foi a subida de juros, que se seguiu à falência do Lehman Brothers, que deixou o mercado interbancário em pânico e provocou uma subida das taxas Euribor.

Após este período, os juros desceram, mas a crise económica e de dívida instalaram-se na Europa, provocando aumentos do desemprego, subida de impostos e redução dos rendimentos das famílias. As empresas também sofreram perdas, devido aos cortes no consumo. Factores que justificam o aumento do incumprimento entre as famílias e as empresas.

* Crise e mais crise...

.