sexta-feira, 7 de dezembro de 2012

UMA GRAÇA PARA O FIM DO DIA


.

 Livro é cultura


video



.
.
HOJE NO
"RECORD"

Ricardo Sequeira precisa de ajuda 

O treinador de râguebi Ricardo Sequeira, que já orientou clubes como Agronomia e Belenenses, está a travar a mais dura batalha da sua vida. 
 O técnico foi diagnosticado com um carcinoma invulgar, que afeta as vias intra-hepáticas biliares e necessita de ajuda para se deslocar à Alemanha e efetuar um tratamento para combater as células cancerosas. 
Todos os donativos poderão ser colocados na conta com o NIB 0036.013399100032159.12. A quantia não utilizada no tratamento de Ricardo Sequeira será doada ao Instituto Português de Oncologia.

* SOLIDARIEDADE

.
.
 UM ATENDIMENTO
EXCEPCIONAL

video



.
.

HOJE NO
"JORNAL DE NOTÍCIAS"

Há dois mil alunos a caminho da lavoura 

Cerca de dois mil jovens frequentam, neste ano, as 16 escolas profissionais agrícolas do país. O número triplicou em cinco anos. A alta taxa de empregabilidade parece explicar a aposta nos cursos ligados à terra. 

"As pessoas têm de se convencer de que o futuro do país passa pela agricultura e que temos de revitalizar o setor com mão de obra jovem e bem formada. 
 As escolas profissionais agrícolas, face à sua componente letiva fundamentalmente prática, são as únicas capazes de formar quadros intermédios que acabam os seus cursos e estão prontos a trabalhar", defende o diretor da Escola Profissional de Agricultura e Desenvolvimento Rural de Vagos, distrito de Aveiro. Luís Barradas, líder da Associação Portuguesa de Escolas Profissionais Agrícolas, diz que, nos últimos cinco anos, tem havido um "aumento generalizado de procura dos cursos ligados à terra" e uma "viragem dos jovens para o trabalho rural". 

* Depois do "agrocídio cavacóide"  talvez a ressureição.

.



12.2-A IGREJA CATÓLICA


CONSTRUTORA DA CIVILIZAÇÃO


ATROCIDADES ANTI-CATÓLICAS



video

Série da EWTN apresentada por Thomas E. Woods, autor do livro Como a Igreja Católica Construiu a Civilização Ocidental.

 NR: Há muito que somos zurzidos por muitos amigos e alguns visitadores, pela nossa atitude agreste, alguns dizem agressiva, em relação à igreja católica, nos vários comentários que por vezes dirigimos à estrutura ou a alguns dos seus intérpretes.
Lá nos vamos defendendo destas "vis" acusações referindo que só zurzimos em quem se põe a geito...
Mas, como apreciamos a imparcialidade decidimos editar uma série longa em defesa acérrima da igreja católica, não para nos redimirmos ou ganharmos o céu mas por respeito aos nossos amigos e visitadores que professam esta religião.
A Redacção 
 
,
 .
HOJE NO
"JORNAL DE NEGÓCIOS"


 Proposta para a TAP abaixo das
. expectativas do Governo

 Efromovich baixou muito a proposta para a TAP. E incluiu uma série de riscos que a desvalorizam muito. O Governo não esperava. Mas quer negociar.

Germán Efromovich apresentou esta sexta-feira uma proposta vinculativa para adquirir a TAP que é substancialmente inferior à proposta não vinculativa, que havia já sido apresentada ao Governo. Na base da descida de mais de 15% do valor da empresa está a análise de riscos da TAP, que o candidato entretanto realizou.
Estas informações foram apuradas pelo Negócios, que esta tarde revelou que a proposta do empresário dono da Avianca passa pela assunção do passivo financeiro da TAP, no valor de 1,2 mil milhões de euros, a que acresce um valor para injectar na empresa, que pode ascender a 300 milhões. Na melhor das hipóteses, o Estado receberá ainda cerca de 20 milhões de euros.

O problema é que esta proposta ficou condicionada a contingências, que o Estado não considerou mas Germán Efromovich quantificou. Essas contingências abarcam riscos quanto ao negócio da TAP no Brasil, bem como a possibilidade de reversão da venda da Groundforce e a hipótese de a concessão das lojas francas não ser renovada. 

Estes riscos, que o Governo havia desvalorizado, foram assumidos pelo concorrente entre a apresentação da proposta não vinculativa e a proposta vinculativa, hoje apresentada.
Estes riscos podem desvalorizar significativamente a TAP, colocando na mesa a possibilidade de o Estado nem receber um cêntimo pela empresa. No Governo, segundo fontes ouvidas pelo Negócios, a proposta foi recebida com alguma decepção, mas há vontade de negociar. É o que acontecerá de seguida: vendedor e candidato vão sentar-se para tentar aproximar posições. A única alternativa do Estado à proposta de Germán Efromovich é não vender.

Repare-se que valores muito díspares foram noticiados hoje pela imprensa. A disparidade decorre basicamente de se estar a considerar o “enterprise value” (método de avaliação que inclui a dívida) ou apenas o “equity value” (método de avaliação que a exclui). Como a dívida financeira ascende a 1,2 mil milhões de euros, a diferença entre o “equity value” e o “enterprise value” é no caso da TAP muito grande. Razão, também, para que notícias diferentes possam dar valores diferentes para a mesma proposta: depende do critério que estão a citar – se inclui ou não a assunção da dívida.

* Com o passivo tão grande só um "deslumbrado" é que pensaria ser o negócio da TAP uma transacção muito lucrativa.

DANIEL DEUSDADO

.




Os amadores de Madame Soula

Citando a primeira página de terça-feira do "International Herald Tribune", o Voukefalas, um clube de futebol grego da cidade de Larissa - com o nome do cavalo de 'Alexandre o Grande' -, caiu na agonia financeira mas foi salvo por um patrocinador. Um mecenas muito peculiar. Nem mais nem menos que Madame Soula, a detentora dos bordéis mais importantes da cidade. Em contrapartida, o clube ostenta na camisola o nome da "Villa Erotica". Infelizmente, a associação de futebol local quer impedir este puro ato de empreendedorismo contemporâneo.

Pior: apesar da entrada de capital, o Voukefalas perdeu seis dos últimos 10 jogos. Há ainda uma polémica oferta de camisolas cor--de-rosa para os treinos feita por Madame Soula.

A vida do futebol amador, tal qual ela é, era o mote do programa N Amadores, que lancei em 2002 na antiga estação NTV. Depois o Amadores transformou-se em Liga dos Últimos na antiga RTPN. Vivemos inúmeras histórias como as do "Herald Tribune": maravilhosas excentricidades geradas pelo indefetível amor ao clube de futebol local. Mas também aqui se perde qualquer coisa por força deste sufoco chamado crise. O Campeonato de Amadores do Porto acabou este ano. Muitos campeonatos distritais irão pelo mesmo caminho. Os poucos meios desta gente sempre foram surpreendentes, mas agora não há sequer gente para dirigir ou jogar. Porque imaginação ia havendo.

Numa das primeiras reportagens fomos ao MGC, o conhecido Marechal Gomes da Costa, clube da zona nobre do Porto. Sem gente de boa vontade como Madame Soula, sobrava ao MGC usar as mais modernas ferramentas de gestão: o desenrascanço português. Dizia à época o presidente ao repórter no final de um treino: "Venha até aqui à sede do clube". E dirigiu-se ao carro. Abriu a mala e mostrou: "Aqui estão os equipamentos, aqui as bolas, aquela mala tem a tesouraria do clube. Isto é o MGC".

Este futebol era assim: campos pelados com balneários irrespiráveis/miseráveis, chuteiras rebentadas coladas à força de fita-cola, treinadores despedidos pelos presidentes através da reportagem televisiva, guarda-redes que depois de brutais goleadas abandonavam o futebol. Os gregos têm um clube patrocinado por uma agência funerária, coisa que a Liga dos Últimos já havia descoberto há meia dúzia de anos nos arredores de Vila Real. De qualquer forma o "Herald Tribune" não testemunhou em direto, como a Liga dos Últimos, o roubo do esquentador no campo do Vilanovense, em pleno centro de Gaia. Ao intervalo, quando se foi ver, já só estava lá a marca do (ex-)esquentador na parede. E no fim do jogo, água fria para todos.

Mas agora entramos numa escalada épica. Já há uns anos o Dragões Sandinenses teve metade do campo penhorado às Finanças por dívidas. Desde há muitos que os tesoureiros repetiam, aliás, em qualquer ponto do país, sempre a mesma frase no final dos jogos: os bilhetes não dão para pagar à Polícia. Dívidas ao Estado, ao Fisco...

É o fim? Os pequenos clubes mantêm os sorteios loucos de leitões, galinhas, porcos ou garrafas de vinho do Porto comprado em lojas "discount". Há também festivais de música ao desafio, motocrosse, corridas de carros de rolamentos ou mesmo campeonatos de malha. Tudo por uns poucos euros para o dia a dia.

Este Portugal do "domingo à tarde" nas mais remotas vilas e aldeias de Portugal é invisível. Muita gente gostava de o ver na televisão, até como registo de uma época, mas isto suscitou sempre dois pontos de vista: os que se divertiam com aquela malta e os que abominam este Portugal e se ofendem com ele na televisão. Por isso a Liga dos Últimos acabou há um ano. Entretanto, surpreendentemente, a RTP1 passou a recortá-la quase diariamente no "Brigada Anti-Crise", um programa de humor feito à base de diversos arquivos da estação pública. Há no entanto um equívoco: a Liga nunca foi uma paródia. É uma tragicomédia real, portuguesa, feita de "Voukefalas" por todo o país, com gente real e simples. Que nos deixou pérolas como as do sr. Joaquim, de Cavez, sobre "as banheiras do Estádio da Luz!", até ao célebre Capitão Moura, trolha da Soares da Costa em Bagdad dos Palácios de Saddam, que num célebre sábado à tarde, no Campo do Progresso, sentenciava: "Amadores: adoro! Mas há mafia... Máfia!". Este Portugal não volta mais e o que fica não é de rir. A Máfia, claro, está garantida.

IN "JORNAL DE NOTÍCIAS"
06/12/12

.
.



Encontrem uma cura para o cancro, antes que me cresçam as maminhas



,
 .

HOJE NO
"DESTAK"

Condenado a 20 anos de prisão pai de juíza que matou a tiro ex-companheiro da filha

 Pai de juíza, que matou a tiro o ex-companheiro da filha, foi hoje condenado a uma pena de 20 anos de prisão, pelo Tribunal da Anadia, pelo crime de homicídio qualificado.

* JUSTIÇA, a vítima foi morta à frente da filha menor.

.
.
 INDICADORES/3








































.
.
HOJE NO
"i"

Brasil vai adiar obrigatoriedade do 
Acordo Ortográfico para 2016 

O Governo brasileiro prepara um decreto presidencial para adiar a vigência obrigatória do Novo Acordo Ortográfico, em três anos, para janeiro de 2016, afirma o senador Cyro Miranda, membro das comissões de Educação e de Relações Exteriores.

A prorrogação da vigência do acordo, inicialmente prevista para janeiro de 2013, deve ser concretizada até a próxima quarta-feira, afirmou à Lusa o senador do Partido da Social Democracia Brasileira, que projetou lançar uma iniciativa legislativa, para adiar a aplicação prevista das novas regras.

O texto do decreto presidencial, segundo Miranda, já está pronto no Ministério das Relações Exteriores, esperando pelas assinaturas do ministro Antonio Patriota, titular da pasta, e da Presidente brasileira, Dilma Rousseff.

"Não tem a menor condição de entrar [em vigor] no dia primeiro. O acordo é uma 'colcha de retalhos' e muitos professores ainda não sabem como aplicá-lo", disse Miranda, à Lusa, por telefone.

A iniciativa do adiamento, segundo o senador, surgiu de uma audiência pública realizada com professores de português, destacados no meio literário brasileiro, que criticaram o acordo e fizeram um abaixo assinado, com mais de 20 mil subscritores, contra o atual texto.

Como membro das comissões especializadas do Senado, Cyro Miranda disse que pensou em lançar uma iniciativa legislativa para o adiamento do acordo, mas reconheceu que não havia tempo suficiente para a sua passagem pelo sistema legislativo brasileiro, tendo em conta a obrigatoriedade prevista para janeiro de 2013.

Em conversas com o Ministério da Casa Civil, foi então informado de que a medida seria tomada por meio de um decreto presidencial.

Além do adiamento, o senador diz acreditar que o texto do acordo será revisto.
"O acordo [ortográfico] está muito confuso. Acredito que tanto Portugal como o Brasil vão pedir para que ele seja revisto", disse o senador à Lusa.
A Presidência brasileira foi questionada pela Lusa, mas ainda não se manifestou.

* A presidente DILMA prestaria um enorme serviço à língua lusa se recusasse assinar este "acordo" que está em desacordo com o étimo latino. É uma grosseria considerar o documento um acordo. ACTUE Sra. Presidente, não queira "atuar".
.
.

ASTRUD GILBERTO

GIRL FROM IPANEMA



.
.
HOJE NO
"A BOLA"
Real: «Ronaldo fica mais forte com os golos e não com os prémios» – Karanka
O treinador adjunto do Real Madrid, Aitor Karanka, defendeu que Cristiano Ronaldo fica mais forte com o trabalho diário e com os golos e não com os prémios que ganha.

«Aquilo que fortalece Ronaldo são os golos, o trabalho, ajudar a equipa e não os prémios», afirmou Karanka, em conferência de Imprensa.


* O  Real Madrid devia considerar um privilégio ter no plantel um jogador como Cristiano Ronaldo e um treinador como José Mourinho mas na europa mais "chauvinistas" que os espanhóis só os franceses.

.
.

BANANABLOW


video



.
 .

HOJE NO
"PÚBLICO"

Medina Carreira não encontra explicação para ser associado ao caso Monte Branco 

O fiscalista Henrique Medina Carreira reafirmou na noite desta sexta-feira não ter qualquer relação com o escândalo de branqueamento de capitais e fuga aos impostos conhecido como caso Monte Branco, garantindo não fazer ideia do que se está a passar para ter sido envolvido na investigação.

Em entrevista à TVI, o antigo ministro das Finanças disse que nunca constituiu qualquer sociedade na Suíça e insistiu não conhecer Michel Canals nem Francisco Canas. “Nada desses nomes nem dessas pessoas”, garantiu.

A casa e o escritório de Medina Carreira foram alvo de buscas por parte da Polícia Judiciária na quinta-feira. Pelas autoridades, disse, foi-lhe dito que era suspeito de fuga aos impostos e de branqueamento de capitais relacionados com uma conta que Medina Carreira diz que nunca teve e a montantes com um gestor de que nunca ouviu falar.

O semanário Sol escreve hoje que o mandado de busca do juiz Carlos Alexandre “indicia que o nome de Medina Carreira foi encontrado nos documentos apreendidos a Canas como tendo três offshores geridos por Michel Canals, e que será mais um cliente da organização”.

“Nunca constituí nenhuma sociedade em Zurique, nem em parte nenhuma, não mandatei ninguém para que constituísse, nunca cruzei as portas do banco [suíço] UBS. Portanto, a origem desta sociedade é-me completamente estranha”, disse numa entrevista conduzida por Judite de Sousa, com que Medina Carreira é o rosto do programa da TVI24 “Olhos nos Olhos”.

O fiscalista diz estar “sossegado”, “extremamente sereno” e em “tranquilidade absoluta”. E rejeitou “começar a inventar explicações” para o facto de o seu nome aparecer envolvido na investigação e adiantou não estar a pensar em mover um processo. “Vale a pena fazer alguma coisa em Portugal?”. “É realista não andar com acções inúteis”, disse.

“A voz pública que me vai chegando é de que se trata de uma perseguição em relação a mim, por dizer aquilo que digo aqui e noutros sítios. Não acredito que tenha sido isso, mas também não tenho nenhuma explicação para isso”.

Medina Carreira, conhecido comentador de assuntos económicos, considera que a sua actuação pública “não é tão relevante” para ser perseguido. “Nunca ninguém me silenciou em Portugal”. Mas reconhece que o facto de ser envolvido na investigação dará “prazer a muita gente” e que esses estarão mais perturbados do que ele.

O fiscalista confirmou as buscas à sua casa e ao seu escritório, onde as autoridades verificaram os “mecanismos informáticos”, papéis e dossiers “folha-a-folha”.

* É óbvio que é uma forma bem urdida de criar suspeições sobre Medina Carreira cujas opiniões desagradam a muita gente comprometida com dinheiro. Para nós os documentos foram forjados por alguém que quer desviar a atenção da investigação para caminhos inconsequentes.



.
 11 - ERAM OS DEUSES ASTRONAUTAS ?




Este filme baseia-se no livro cujo título é o mesmo que ficou famoso nos anos 1970 ao descrever como hipótese a suposta vinda de seres extraterrestres, como sendo os deuses que visitavam o planeta Terra no passado.
Däniken passou a ser considerado um dos escritores mais reconhecidos mundialmente, publicando 28 livros, todos traduzidos para 32 línguas e vendido mais de 62 milhões de exemplares.

Uma produtora alemã lançou então em 1972 esse documentário baseado no livro.

Com locações em diversos países, este filme mostra os fundamentos deste marco da ufologia. O escritor Erich Von Däniken procura provar, por meio de descobertas arqueológicas e textos sagrados, que todos os deuses das antigas civilizações eram, na verdade extraterrestres.

NR. Nos anos setenta, quando alguns dos pensionistas andavam pelos 20 anos, este autor e outros editaram muitos livros de ficção que entusiasmavam os jovens adultos da época, já que  em Portugal a censura dava muito pouca possibilidade de boas leituras.
Havia pelas cidades do país alguns livreiros que tinham sempre uma prateleira secreta com livros proíbidos para uma clientela muito restrita.
, .
.

HOJE NO
"DIÁRIO ECONÓMICO"

Governo vai lançar "forte campanha" 
de turismo residencial 

 O ministro da Economia e do Emprego, Álvaro Santos Pereira, disse hoje que o Governo pretende lançar "para o ano" uma campanha para promover o turismo residencial. 
TURISMO RESIDENCIAL EM MOMBAY

Vamos lançar, para o ano, uma campanha muito forte de turismo residencial. Não temos sido proactivos, não temos tido uma visão nem uma estratégia", afirmou o governante durante uma palestra na Universidade Política do PSD, uma iniciativa organizada pela concelhia do PSD, que decorre em Sintra.

De acordo com o ministro, o turismo residencial vai permitir "dinamizar o sector imobiliário e o próprio financiamento da economia".

* É nossa opinião, desde já, que as casas a utilizar deverão ser as que os cidadãos endividados e sem recursos entregaram aos bancos.

.
.

HÁ MORTES

AZARADAS


video


.
 .
HOJE NO
"CORREIO DA MANHÃ"

Criança leva cocaína para o infantário

A PSP de Évora identificou os pais de um menino de quatro anos apanhado por uma educadora a brincar com um saco contendo 1,7 gramas de cocaína no Jardim-de-Infância da Cruz da Picada, em Évora. 
A droga, de acordo com fonte policial, era suficiente para causar uma overdose nas crianças. "A situação podia ter sido muito grave se os menores tivessem inalado ou ingerido a droga", diz a fonte.
Segundo o CM apurou, a criança terá retirado as cerca de 20 doses de cocaína, no valor aproximado de 100 euros, do carro do pai antes da chegada ao colégio, situado num bairro problemático da cidade. "O menor foi visto a brincar com o saco na sala e no recreio. As educadoras acharam suspeito e contactaram a polícia", disse a mesma fonte.

O caso foi entregue ao Ministério Público. O CM tentou, sem sucesso, um esclarecimento da directora do agrupamento. 

* -  Excelente atitude das educadoras
  -  Prendam os pais que são traficantes
  - Entreguem a criança a alguém que lhe dê amor e educação.

.



 SUBLIMINAIS



































.
.

HOJE NO
"O PRIMEIRO DE JANEIRO"

PS e a redução da presença norte-americana 
na Base das Lages 
"Governo não pode ficar de braços cruzados" 

O deputado socialista Ricardo Rodrigues defendeu hoje que o Governo "não pode ficar de braços cruzados" perante a redução da presença norte-americana na Base das Lajes e tem de "assegurar os interesses" de Portugal. 

 Durante a audição conjunta no Parlamento dos ministros dos Negócios Estrangeiros e do ministro da Defesa sobre a situação das Lajes, o deputado do PS considerou que esta decisão revela que Portugal deixou de ser "um parceiro privilegiado" e que o Governo tem de analisar esse "facto". 
Leia BLOGDOESCANDALO

 O socialista começou por notar que "existe um consenso de muitos anos no que diz respeito à política externa entre os maiores partidos" portugueses e que "os Estados Unidos da América (EUA) são um amigo de Portugal". "Temos boas razões e interesse em manter este relacionamento diplomático e estratégico", declarou o deputado açoriano. 

No entanto, afirmou Ricardo Rodrigues, o Governo português "não pode ficar de braços cruzados" e tem de "assegurar os interesses" do país na condução deste processo, referindo também a questão da concessão de vistos, que "não aconteceu em Espanha". "Se os Estados Unidos retiraram a Portugal a emissão de vistos quer no continente, quer nas ilhas, e agora a [redução na] Base das Lajes, isso significa objetivamente que deixaram de ser um parceiro privilegiado de Portugal no relacionamento internacional, esse facto objetivo tem de ser analisado", advogou. 

O parlamentar socialista criticou ainda o atual estado da cooperação científica na Terceira, que há anos substituiu a "contrapartida financeira" que os americanos pagavam a Portugal pelas Lajes, considerando-a "residual e pouco produtiva". 

Durante a audição parlamentar, o ministro da Defesa disse ainda que a redução drástica da presença norte-americana na base portuguesa terá um impacto na ordem dos seis por cento do PIB da Terceira, mas o deputado do PS Carlos Enes (também terceirense) contrapôs que na ilha se fala num número superior.

* O deputado/patriota RR, o que "palmou" os gravadores do jornalistas, é um artesão do mais puro paleio soviético, isto é, fala com a veemência de quem defende o tacho
É óbvio que com a implosão do bloco soviético, obrigado Gorbachov, a importância estratégica operacional das Lages reduziu muito e nós achamos que a manutenção da base, ainda que com menos efectivos, é uma prova de estima, apenas estima porque os americanos não são amigos de ninguém. 

.
.


  E S T I L O S O



video



.
.
HOJE NO 
"DIÁRIO DE NOTÍCIAS/
/DINHEIRO VIVO"

Pior do que o previsto. 
Economia recua 3,5% no terceiro trimestre 

A economia portuguesa contraiu-se 3,5% no terceiro trimestre deste ano, o que traduz um valor mais negativo do que o que previa o Instituto Nacional de Estatística na sua estimativa rápida. Este agravamento deve-se ao abrandamento das exportações. 
Os novos valores para o comportamento do Produto Interno Bruto revelam que a recessão se está a agravar, tanto em termos homólogos como por comparação com os primeiros meses do ano.

Segundo o INE, o PIB registou uma diminuição homóloga de 3,5% no terceiro trimestre deste ano, um valor mais negativo do que os 3,1% apurados no trimestre terminado em junho. A conjuntura esta a degradar-se mais do que o esperado, já que o valor agora divulgado traduz uma revisão em baixa de 0,1 pontos percentuais face à estimativa rápida de 14 de novembro.

A variação em cadeia revela que o PIB a registou uma diminuição de 0,9% face ao trimestre anterior.
Estes resultados refletem, segundo o INE, "o abrandamento das exportações de bens e serviços", ainda que do lado da procura interna, o contributo tenha sido menos negativo do que o registado no trimestre terminado em junho.

Na variação homóloga, o peso das exportações desceu de 3,7% para 1,7%, entre o segundo e o terceiro trimestre.
Já na variação em cadeia, a contribuição da procura externa líquida abrandou de 5,6% para 3,9%.

O acentuar da degradação da economia portuguesa acompanha a situação verificada na zona euro que entrou em recessão técnica ao registar dois trimestres seguidos em terreno negativo.
Os dados ontem divulgados pelo Eurostat indicam que o PIB conjunto dos países da moeda única contraiu 0,1% no terceiro trimestre face aos três meses anteriores.

* Não somos economistas nem pretensões a isso, somos cidadãos atentos ao que se passa nas ruas das cidades e vilas do nosso país.A imagem é terrível, pessoas tristes e desesperadas e consumo a pique. 
Há meses que dizíamos que a retracção iria ser pior que a anunciada, é como o desemprego em que a taxa oficial é de 16% e a oficiosa, a verdadeira, já vai nos 23%. 
Como diz  o "insuspeito" Marques Mendes "Gaspar faz dos portugueses atrasados mentais".

.
.

COLOSSAL ARTE URBANA 

por

Sainer and Bezt



Etam: 10 storey street art mural - Poland 2009







Etam : Mind Trip - Vienna, Austria, 2012




Etam : Mind Trip - Vienna, Austria, 2012


Etam : Polar Tramp
Walk & Talk, Ponta Delgada, Azores, Portugal 2012




Etam : Liquid+ Rusl - Ingolstadtt, Germany 2012

 

Etam: Makao – Halle, Germany 2012

 

Etam: Eskimo – Bydgoszcz, Poland 2011

 

Etam, Chazme, Pain, Sepe: Circulation – Bydgoszcz, Poland 2010

 

Etam: Removal – Kazan, Russia 2012