quinta-feira, 11 de outubro de 2012

UMA GRAÇA PARA O FIM DO DIA


..
.
QUESTÕES 



DE


GÉNERO





















.
.

HOJE NO
"A BOLA"
Sporting acusa Benfica de quebrar
 pacto de não agressão

Ricardo Tomás, vogal do conselho diretivo do Sporting para as modalidades, acusa o Benfica de quebrar o pacto de não agressão vigente entre os dois clubes, a respeito da impossibilidade da contratação direta de jogadores entre leões e águias.

A acusação surge na sequência da contratação do meio-fundista Hélio Gomes por parte do Benfica.

«Registamos o comportamento dos dirigentes do Benfica neste caso, ao romper um pacto de não agressão que existia entre os dois clubes. Retiraremos no futuro todas as consequências desse facto», diz Ricardo Tomás, em declarações ao jornal Sporting.

Abreu Matos, diretor-técnico do atletismo do clube de Alvalade, lamenta que o rival «tenha quebrado o acordo que era extensível a todas as modalidades comuns aos dois clubes», salientando que o Sporting «sempre honrou esse compromisso».

O mesmo responsável denuncia ainda «várias tropelias» do clube da Luz no passado, «colocando atletas do Sporting num ano sabático, sustentados não se sabe por quem, antes de irem para o Benfica». 

* Os pactos em Portugal são para respeitar????

.
 .

 CICLISTA !!!


 

.

 .
HOJE NO
"PÚBLICO"

Ai Weiwei considera Nobel 
de Mo Yan “intolerável” 

A reacção – quase imediata: “Dar este prémio a um escritor que conscientemente se dissociou das lutas políticas da China de hoje? Acho que é quase intolerável”, disse ao PÚBLICO o artista plástico chinês Ai Weiwei quando, há minutos, atendeu o seu telefone em Pequim para um breve depoimento sobre a entrega do Nobel da Literatura a Mo Yan, anunciada esta manhã.

Mo Yan, que em 1995 optou por retirar de circulação o seu romance "Peito Grande, Ancas Largas" (ed. Ulisseia, 2007), censurado pelo regime, e que participou na cópia manuscrita do discurso em que Mao Zedong definiu os parâmetros a seguir na arte e literatura chinesas nas décadas seguintes, é visto pelos dissidentes como um autor alinhado, não independente. Entre esses dissidentes está Ai Weiwei.

Depois de ter estado preso vários meses no ano passado, Ai Weiwei está agora em liberdade, mas continua proibido de sair da China e, segundo disse ao PÚBLICO, não sabe ainda se poderá, no próximo ano, sair do país para estar na Bienal de Veneza, a mais antiga e importante bienal de arte do mundo, onde será representante oficial da Alemanha.

“Como separar um escritor de ser também um intelectual moderno, que respeite os valores universais de direitos humanos e liberdade de pensamento e expressão?” Estas “são qualidades inevitáveis de um bom escritor”, diz Ai Weiwei. Para concluir com duas palavras sobre o Nobel da Literatura de 2012: “Lamento muito.”

A nomeação, sublinha, “é, no mínimo, insensível”.

* Pouco "Nobrel"

.

 UTILIDADES



























.
 .
HOJE NO
"DIÁRIO ECONÓMICO"

Endividamento do Estado vai 
aumentar até 18,91 mil milhões

 As necessidades de financiamento do Estado levarão a um aumento líquido da dívida até ao montante máximo de 18,91 mil milhões de euros. O Estado pode aumentar a dívida líquida até 18,91 mil milhões de euros no próximo ano, de acordo com a versão preliminar do Orçamento do Estado para 2013 a que o Económico teve acesso. Este montante destina-se a "fazer face às necessidades de financiamento decorrentes da execução do Orçamento do Estado".

Além da autorização para subir o nível de endividamento, a versão preliminar indica ainda que o Estado pode, excepcionalmente aumentar o endividamento líquido para "fazer face às necessidades de financiamento, tendo em vista o reforço da estabilidade financeira e da disponibilização de liquidez nos mercados financeiros".

Segundo os últimos dados do IGCP, referentes a final de Agosto, a dívida directa do Estado situava-se em 188 mil milhões de euros.

* Um Estado "engordurado" para  um governo untuoso.

.

FERNANDA CÂNCIO




 Acertar no falhanço

Vítor Gaspar esteve mais de uma hora na quarta-feira a explicar as medidas-chave do OE 2013. À noite, foram às TV a sua secretária de Estado e o secretário de Estado adjunto do PM. Mas hoje, sexta, ainda não se sabe quanto vale mesmo o pacote anunciado e porque é que o Governo considera necessário, apesar da flexibilização das metas do défice, um aumento de impostos que o próprio qualifica de "enorme".
Não sabemos quais são os novos cinco escalões do IRS - apesar de essa medida ter sido anunciada a 11 de setembro, quando Gaspar "explicou" a alteração da TSU (prova definitiva do embuste que é dizer que uma medida veio substituir a outra) - e sobre que rendimentos se aplicará a sobretaxa de 4% (incidirá, como a de 2011, a partir de 485 euros?). Como se ignora quanto as Finanças preveem embolsar com os aumentos ao IMI, aos quais retiraram, incrivelmente, a cláusula de salvaguarda que impedia subidas brutais para imóveis em avaliação.
Se, como ontem se lia no DN, a sobretaxa de 4% renderá ao Estado 1,1 mil milhões; se as alterações aos escalões de IRS valem mais de dois mil milhões e a manutenção do corte de um subsídio de férias e de Natal a pensionistas e funcionários públicos outros mil milhões; se o aumento médio do IMI nos 5,2 milhões de prédios em avaliação for de 200 euros (a cláusula de salvaguarda fixava 75 euros como limite), e aí se arrecadarem outros mil milhões de euros, a soma ultrapassa cinco mil milhões - fora outras medidas anunciadas e de valor igualmente não divulgado.
Ora existindo uma subida da meta do défice de 4,5% para 5% em 2012 e para 4,5% em 2013, o ajustamento, mantendo-se tudo constante, seria apenas de 800 milhões. Mas o défice real de 2012 ficará em 6%, admite o Executivo, que prevê que este seja de 7,5% em 2013, implicando um esforço de 4,9 mil milhões - mais do dobro do valor do corte dos subsídios cujo chumbo seria alegadamente compensado com a medida da TSU, entretanto abandonada. Sendo que o total de ajuste anunciado por Gaspar chega aos 6,9 mil milhões, correspondendo a um défice de 8,7%.
Porquê? Se nada mais, o Governo aprendeu um facto doloroso: que é incapaz. Que nem com uma sobretaxa em 2011, nem com o corte dos subsídios em 2012, mais o IVA a 23%, conseguiu chegar perto da meta sem recorrer a receitas extraordinárias. Que a taxa de desemprego que previa em 13,4% no OE 2012 e atualizou em abril para 14,5% era já em agosto de 15,9%. Que a contração do PIB que antecipava de 2,8 para 2012 e reviu em fevereiro para 3,3 foi alcançada no segundo trimestre, antes do efeito recessivo destes anúncios.
Sim, há uma coisa que Gaspar aprendeu a prever com razoável certeza: que vai falhar. Talvez o seu peculiar sentido de humor - que lhe sugere a obscena anedota de garantir que as desigualdades diminuirão em Portugal graças ao empobrecimento da classe média - ache piada à evidência de que as suas medidas são a um tempo assunção e causa do falhanço. E até tem. Pena é custar-nos tão caro.

IN "DIÁRIO DE NOTÍCIAS"
05/10/12

.
.
HOJE NO
"CORREIO DA MANHÃ"

Dengue: 
Governo da Madeira apresenta
 queixa contra RTP 

"O Conselho de Governo Regional da Madeira apresentou queixa formal ao ministro-adjunto e dos Assuntos Parlamentares, bem como ao presidente do conselho de administração da RTP/RDP, com conhecimento aos senhores Presidente da República, primeiro-ministro e representante da República, pelo facto de jornalistas locais daquelas estações terem aguardado turistas no aeroporto, só para interrogá-los sobre alguns casos excepcionais provocados por mordeduras de mosquitos, deslocando-se também e para o mesmo efeito à porta de alguns hotéis", lê-se na resolução aprovada. 
O DENGOSO

O documento, distribuído aos jornalistas no final da reunião do Conselho de Governo, presidida por Alberto João Jardim, que decorreu na Quinta Vigia, no Funchal, sede da chefia do executivo insular, acrescenta: "O verificado, certamente que com o conhecimento do director dos centros regionais e do respectivo director de informação, qualifica um crime de sabotagem económica, não só contra o turismo e a economia da região autónoma, mas também de toda a economia nacional, no entender do Governo Regional, nada tendo a ver com qualquer dever de informar".
No passado dia 3, o Instituto de Administração da Saúde e Assuntos Sociais da Madeira tornou pública a existência de dois casos confirmados de febre de dengue, cuja transmissão ocorre através da picada dos mosquitos ‘Aedes aegypti’ quando infectados com o vírus.
Na quarta-feira, a Direcção Geral da Saúde informou haver de 18 casos de dengue na região e 11 doentes hospitalizados, aguardando confirmação laboratorial 191 casos.

* Entendamos, os jornalistas que contactaram turistas incautos, alertando-os para o perigo da doença, são sabotadores económicos.
O Governo que não informa convenientemente a população local e turistas é o quê??? Criminoso???

.
,


 I -VISÕES DO FUTURO
6- A REVOLUÇÃO QUÂNTICA


 



A revolução quântica poderá transformar qualquer idéia da ficção científica em ciência real. Desde metamateriais com propriedades tão impressionantes quanto a invisibilidade, passando por energia quântica ilimitada e supercondutores de temperatura, até o elevador especial de Arthur C. Clarke. 
Alguns cientistas predizem, inclusive, que na segunda metade do século qualquer um poderá ter um produtor molecular que reagrupará as moléculas para produzir qualquer coisa a partir de qualquer material. 
Como usaremos este poder à nossa disposição?

 .
 .

HOJE NO
"O PRIMEIRO DE JANEIRO"

 TRIBUNAL CONSTITUCIONAL
Novo presidente garante equilíbrio 
nas decisões

 O novo presidente do Tribunal Constitucional (TC), empossado hoje, garantiu "isenção e independência" do órgão de soberania, face a "interesses político-partidários", e asssegurou "o equilíbrio" nas decisões de "controlo de constitucionalidade que provocam impacto compreensível".

 Joaquim Sousa Ribeiro aludiu ao "contexto atual" de austeridade, e observou que o órgão de soberania "tem sido e será naturalmente chamado a proferir decisões" sobre a constitucionalidade de matérias sensíveis, como o corte de salários na Função Pública e nos pensionistas do Estado, juntando-se o Orçamento do Estado para 2013, uma vez que o PS já afiançou que vai requerer a fiscalização. 

"Vivemos tempos em que desabam, fragosamente, certezas tidas por solidamente construídas, e em que as exigências de uma Constituição claramente comprometida com os direitos sociais, como direitos de cidadania, se confrontam com a necessidade, sentida pelos decisores políticos como imposta por razões de reequilíbrio orçamental, de efeitos contracionistas de prestações públicas e redutoras de rendimentos privados, em particular os do trabalho", disse. 

No discurso que proferiu na cerimónia de posse, sem a presença da ministra da Justiça, representada pela secretária de Estado dos Assuntos Parlamentares e da Igualdade, Teresa Morais, o juiz conselheiro Sousa Ribeiro acentuou que "ninguém espere que o TC desfigure as linhas do seu rosto", no exercício da jurisdição constitucional. 

O empossado presidente do TC adiantou que os 13 juízes conselheiros observarão, nas decisões, "equilíbrio", "apurado sentido prudencial" e "ponderação objetiva de todos os fatores relevantes para a decisão". "E, por forte que seja a estridência do ruído externo, ela [a decisão] não perturbará a serena fidelidade a estes nossos traços identitários.

 Não se peça ao TC mais do que institucionalmente lhe compete. Mas, menos ainda, se pode pretender que ele abdique de exercitar, em plenitude, os seus poderes próprios de apreciação da validade das normas, à luz, tão-só, dos autónomos critérios valorativos da Constituição", sublinhou.

*Os senhores juízes deste Tribunal, dariam um bom exemplo se abdicassem dos carros de luxo que lhes foram atribuídos.

.



PÉ NA TERRA

ESCADA DE LUAR



 .
HOJE NO 
"DIÁRIO DE NOTÍCIAS"

Presidente da Conforlimpa 
lesou Estado em 40 milhões

 O presidente da Conforlimpa, Armando Cardoso, terá lesado o Estado em mais de 40 milhões euros, através de um esquema de fraude fiscal que envolve as empresas do grupo, informou hoje o Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP). 

O empresário foi hoje detido por suspeitas da prática de um crime de fraude fiscal qualificada, na sequência da operação "Clean", desencadeada em várias zonas do país, levada a cabo pela Autoridade Tributária e Aduaneira, com a colaboração da Polícia Judiciária, no âmbito de inquérito da 3.ª secção do Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP).

O "LIMPADOR CONFORTADO"
Em comunicado enviado à agência Lusa, o DIAP explica que o detido criou, de forma reiterada, entre 2005 e o corrente ano, empresas fictícias destinadas à emissão de faturação falsa, para que a principal empresa do grupo contabilizasse o custo e deduzisse indevidamente o IVA.
As empresas fictícias tinham como gerentes pessoas sem relação com o setor, que nelas não trabalhavam, limitando-se a ceder o nome quando da sua constituição destas entidades.
"Estas sociedades não possuem estrutura operacional para a prestação dos serviços e os seus 'supostos' trabalhadores são, na realidade, empregados que trabalham, exclusivamente, para e por conta da principal empresa do grupo", explica a nota.
Segundo o DIAP, as buscas nas empresas do grupo e na casa do empresário, hoje realizadas, tinham por objectivo "apreender contratos de prestação de serviços, faturas, recibos e registos contabilísticos".
Entre as provas recolhidas constam os balancetes de 2012, os quais permitem, segundo o DIAP, concluir que, só nos dois primeiros meses deste ano, uma dessas empresas deduziu IVA no valor aproximado de 1,2 milhões de euros.

Com esta conduta, Armando Cardoso "prejudicou o Estado em mais de 40 milhões de euros", afirma o DIAP.
A nota termina dizendo que a intervenção hoje desencadeada, assim como a situação processual e a responsabilidade individual do detido "não impedem ou inviabilizam" a Conforlimpa de prosseguir a sua atividade, "mantendo-se os seus corpos sociais em pleno funcionamento".
A Conforlimpa é um dos maiores grupos empresariais na área da limpeza, tendo sede na freguesia de Castanheira do Ribatejo, Vila Franca de Xira. 

Tem como principais clientes o setor empresarial do Estado, hospitais, centros de saúde, tribunais e instalações policiais.
O Grupo Conforlimpa tem ainda uma equipa de atletismo que esteve prestes a acabar há alguns meses, mas os responsáveis da empresa recuaram na decisão.
O presidente da Conforlimpa, Armando Cardoso, está detido nas instalações da Polícia Judiciária, em Lisboa, e vai ser ouvido na manhã de sexta-feira, em primeiro interrogatório judicial no DIAP de Lisboa, no Campus da Justiça.

* É uma "limpeza" e um belo exemplo do empreendedorismo português, que deve deixar o sr. António Saraiva muito satisfeito.

.
.

 3-OS MORMONS



O apelido mórmons foi criado por pessoas que não pertenciam à Igreja para se referirem aos membros (a princípio) de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias restaurada em 6 de Abril de 1830. Por meio de Joseph Smith Jr., Jesus Cristo restaurou sua igreja que fundara em seu ministério na terra há 1830 anos, em uma manhã da primavera de 1820. 

Em dúvida sobre qual igreja estava certa, Joseph decidiu orar ao Senhor Deus, depois de ler Tiago 1:5 na bíblia, que diz: e se algum de vós tem falta de sabedoria , peça a Deus que a todos dá liberalmente e não o lança em rosto e ser lhe a dada. E então em um bosque perto de sua casa, Joseph orou fielmente perguntando e pedindo por sabedoria, qual era a igreja verdadeira?, e então o próprio Joseph Smith relata: "(...)vi um pilar de luz acima de minha cabeça, mais brilhante que o sol, que descia gradualmente sobre mim. 

Quando a luz pousou sobre mim, vi dois Personagens cujo esplendor e glória desafiam qualquer descrição, pairando no ar, acima de mim. Um deles falou-me, chamando-me pelo nome, e disse, apontando para o outro: Este é Meu Filho Amado. Ouve-O!(...)", e Jesus Cristo, o salvador e redentor do mundo, revelou que nenhuma das crenças no mundo eram verdadeiras, e que ele (Joseph), deveria restaurar a igreja de Jesus Cristo exatamente com era antes, com 12 apóstolos e um profeta. 

WIKIPÉDIA

.
 .
HOJE NO 
"RECORD"

Wiggins surpreendido com "amplitude 
das provas" contra Armstrong

 O ciclista inglês Bradley Wiggins, vencedor do último Tour, admitiu, esta quinta-feira, estar "chocado com a amplitude das provas" contra o norte-americano Lance Armstrong, acusado pela agência Antidoping dos Estados Unidos (USADA) do "programa de dopagem mais sofisticado da história do desporto".

"Quando se vê o número de pessoas que testemunham contra ele, ficamos em choque. Não são certamente ataques isolados, estou chocado com a amplitude das provas", disse Wiggins ao canal Sky News, comentando as acusações da agência de dopagem dos Estados Unidos.

Para Wiggins, a situação não é, no entanto, novidade: "Não estou surpreendido. Tinha uma boa ideia do que se estava a passar". O inglês, campeão olímpico do contra relógio em Londres2012, disse que não tinha realmente vontade de competir com o norte-americano, frisando "saber o treino que é necessário para uma vitória na Volta a França".

"Para mim, trata-se de avançar e não se olhar para o que se passou há dez ou quinze anos. Somos uma das modalidades que melhor consegue apanhar os batoteiros. O que fazemos dá o exemplo", disse Wiggins, quarto no Tour de 2009, imediatamente atrás de Armstrong. 

* Não estamos surpreendidos mas estarrecidos, era um ídolo, infelizmente com pés na merda.

.
.

 DOUTRO SÉCULO


Tónico brasileiro da 
primeira metade do sec XX

Os fortificantes eram muito procurados nas "pharmácias" em meados do Sec XX, quando a verdadeira força se encontra numa alimentação saudável

Um anúncio curioso em tom de censura, da Bayer.


Um medicamento milagreiro para as doenças da mulher, um catálogo à parte.

São muitos anos de vida para este dentífrico, tão actual como há "cincoenta" anos


Óleo de fígado de bacalhau, o terror da miudagem, foram poucos os que não tomaram.




Heroína pois claro, 
um belo medicamento


Para as lombrigas e outros parasitas intestinais


Tinha nomes mais básicos mas era para tratar uma doença que se apanhava com as profissionais da mais velha profissão do mundo.

Inventado para aliviar a ressaca..


Ópio com fartura e em produtos variados para se ficar tranquilo


Uma das imagens de marca mais conseguidas no mundo

.
 .
HOJE NO 
"JORNAL DE NOTÍCIAS"

Zorrinho usa Audi 5 em vez de 
BMW 5 porque "é mais barato" 

O líder parlamentar socialista defendeu, esta quinta-feira, que os novos contratos de aluguer de quatro viaturas permitirão à bancada socialista poupar cerca de 100 mil euros por ano e que o custo mensal será de 3700 euros. No Facebook, Carlos Zorrinho esclarece que deixou de "poder usar em serviço um BMW 5 para usar um Audi 5 porque era significativamente mais barato".
Estado paga torneio de golfe a deputados e não só. Associação dos ex-deputados e grupo desportivo receberam 286 mil euros do Orçamento da Assembleia da República nos últimos cinco anos
Saiu do orçamento da Assembleia da República dinheiro para financiar, este ano, um torneio de golfe para deputados, na Quinta da Marinha, entre 11 e 13 de Julho
.

"Pagamos mensalmente 3700 euros de renda. É dinheiro dos contribuintes? Claro que é. Mas quem quer uma democracia sem custos, o que verdadeiramente deseja é uma não democracia. Sem democracia os custos são ainda mais elevados mas ninguém sabe", escreveu Carlos Zorrinho, no perfil do Facebook.
"Eu sou democrata e quero que tudo se saiba. Até que deixei de poder usar em serviço um BMW 5 para usar um Audi 5 porque era signitivamente mais barato", concluiu o líder parlamento do PS, na mensagem.
Antes, Carlos Zorrinho falou aos jornalistas no final da reunião da bancada socialista, depois de ter sido confrontado com a notícia do Jornal de Notícias de que o Grupo Parlamentar do PS terá comprado quatro carros por 210 mil euros.
"O Grupo Parlamentar do PS tinha quatro viaturas em sistema de 'renting', cujos contratos terminaram e foi necessário encontrar uma outra forma para voltar a ter quatro carros. Fizemos um aluguer de longa duração, que custa 3700 euros por mês", disse o líder da bancada socialista.
Carlos Zorrinho referiu depois que os quatro carros agora alugados têm menor cilindrada do que os anteriores e que os novos contratos permitem ao Grupo Parlamentar do PS "poupar cem mil euros por ano em relação à solução anterior".
Confrontado com o custo de 210 mil euros resultante da operação financeira feita pelo Grupo Parlamentar do PS, o líder da bancada socialista insistiu que o custo mensal "é de 3700 euros por mês para um Grupo Parlamentar que tem um presidente, 12 vice-presidentes e 74 deputados".
Interrogado sobre a possibilidade de o Grupo Parlamentar do PSD ter menos carros, apesar de ter mais deputados do que o PS, Carlos Zorrinho deu a seguinte resposta: "Estou a explicar aquilo que o PS decidiu".
"Sobre isso é o que tenho a dizer", respondeu.

* O rei da Noruega vive num palácio em que metade do edifício é utilizado por  repartições públicas que nada têm a ver com a casa real, o rei tem ainda direito a uma casa de campo.
Os ministros do governo norueguês não têm carro atribuído, vão para o trabalho em transportes públicos ou em carro próprio. 
Os deputados noruegueses não têm direito a refeições de luxo por preço reduzido quanto mais direito a automóvel à custa do erário público.
Para governo e deputados existe um departamento que gere a frota automóvel do Estado e distribui o uso das viaturas consoante as requisições.
Conclusão a Noruega é há vários anos o 1º país do mundo no que refere a qualidade de vida, Portugal é aquilo que sabemos por causa de ministros e deputados perigosos e pirosos gastadores.
Vá "zorrar" para outro lado senhor deputado.


.



.
.
 A Estratégia da 
        Sociedade da 
             Informação

     

 .


HOJE NO
"JORNAL DE NEGÓCIOS"

Deloitte calcula que aumento médio 
no IMI será de quase 100 euros 

Consultora prevê que a revaliação automática de quase dois terços dos imóveis do país resulte num aumento médio de 100 euros no IMI. Mas Marcelo Rebelo de Sousa antecipa que o Governo reporá a cláusula de salvaguarda para limitar o aumento do imposto sobre os imóveis. Nos moldes em que estava prevista, a cláusula garantia que o aumento anual não superaria 75 euros por ano. 

Com base na reavaliação automática dos mais de cinco milhões de imóveis com avaliações anteriores a 2003, a consultora Deloitte calcula que o aumento médio do imposto municipal sobre imóveis (IMI) seja de quase 100 euros. Estes números estão a ser avançados pela TSF.
O Estado espera arrecadar cerca de 700 milhões de euros com a subida do IMI, mas o valor do encaixa em 2013 depende da entrada ou não em vigor da cláusula de salvaguarda, criada para proteger os proprietários de aumentos bruscos.


Ainda ontem, Marcelo Rebelo de Sousa considerou ontem que o Governo vai repor a cláusula de salvaguarda, e que será a função pública a pagar este recuo.

Em declarações à Renascença, o antigo líder social-democrata dá como certo algum alívio no agravamento anunciado para o IMI, em troca da não renovação de metade dos contratados a termo da Administração Pública.

“O Governo, no fundo, ponderou duas coisas: ponderou o efeito explosivo do IMI e, do outro lado, o efeito que já se tornou crónico da função pública pagar as favas”, afirma o professor de Direito.
Na leitura de Marcelo Rebelo de Sousa, o Executivo optou pelo “mal menor” em matéria potencial contestação social.

“Deve ter pensado que, apesar de tudo, há mais proprietários e famílias de proprietários que poderiam ter explosão social, do que propriamente funcionários [públicos] e os funcionários já estão habituados a sofrer.”

Além disso, "é um erro desnecessário": vai "criar problemas" nos tribunais, a sua aplicação "não vai ser" a que o Governo espera e, ao eliminar a cláusula de salvaguarda, "perde a face" por mudar uma norma por si aprovada e antes de entrar em vigor.

Nos moldes em que estava prevista, a cláusula garantia que o aumento anual não superaria 75 euros por ano.

* Se tudo ficar como está rapidamente desaparece, são só dois anos. A propósito da coligação governativa convém lembrar que nem com Sá Carneiro, esse mito da política portuguesa, as coisa funcionaram bem, havia muita fricção mal escondida, tanto assim era que Sá Carneiro preferia dialogar com Amaro da Costa do que com Freitas do Amaral.

.
.
 

 MAIS PARA OS OLHOS  
DO QUE PARA 
COMPETIR


VENUS WILLIAMS

KAMI CRAIG - POLO, USA




HENRIK RUMMEL


TOM DALEY

RICKY BERENS








NOVA MODALIDADE OLÍMPICA


GILLIAN COOKE


AERODINÂMICA DOLOROSA



À ESPREITA

CANDEIA QUE VAI À FRENTE...





MARTINA HINGIS



KOURNIKOVA



SERENA WILLIAMS






.