terça-feira, 9 de outubro de 2012

UMA GRAÇA PARA O FIM DO DIA

.





,

Apresentação

Os projectos desenvolvem-se em quatro áreas de actuação

Para promover a inclusão social das pessoas com deficiência motora, a Associação Salvador desenvolve e implementa projectos concretos que respondem eficazmente às principais necessidades das pessoas com mobilidade reduzida e, mais concretamente, com deficiência motora.
Os projectos desenvolvem-se em quatro áreas de actuação: Integração Social, Acessibilidades, Prevenção Rodoviária e Investigação e Tecnologia.
.

Integração

Um dos objectivos da Associação Salvador é combater a exclusão social das pessoas com deficiência motora. Para promover a integração destas pessoas no meio social envolvente, a Associação Salvador desenvolve projectos nas seguintes áreas: promoção da qualidade de vida, emprego, eventos de convívio, sensibilização em escolas e desporto.

Acessibilidades

Estima-se que na Europa existem aproximadamente 50 milhões de pessoas com deficiência e 134 milhões de pessoas com mobilidade reduzida. De acordo com a European Network for Accessible Tourism (dados de 2007), as receitas potenciais estimadas do mercado de turismo acessível na Europa ascendem a cerca de 83 mil milhões de euros por ano. De facto, se juntarmos às pessoas com deficiência, pessoas idosas, grávidas, casais com crianças, torna-se claro que entre 30% a 40% de todos os europeus pode beneficiar em grande medida das melhorias de acessibilidade no turismo. Para além de constituir uma obrigação social, a criação de um País Acessível para Todos é um poderoso factor de competitividade económica, contribuindo para o aumento da qualidade de vida e do nível de satisfação de todos os cidadãos, potenciais utilizadores ou clientes dos espaços, quer tenham ou não mobilidade reduzida. 

Prevenção Rodoviária

Os acidentes rodoviários estão na origem de muitos dos casos de deficiência motora adquirida. Portugal é um dos países com maiores indicies de sinistralidade. A Associação Salvador leva a cabo iniciativas que visam reduzir a sinistralidade rodoviária decorrente do consumo de álcool junto das camadas jovens, que apresentam maiores comportamentos de risco.

Investigação e Tecnologia

A Associação Salvador, consciente da importância da investigação para a melhoria da qualidade de vidas das pessoas com deficiência, estimula a investigação em diferentes campos de estudo nesta área.


APOIE:NIB 0007 0000 0003 0526 6772 3 
.
 C L O T H





.
 .

HOJE NO
"DIÁRIO ECONÓMICO"

Concessão da ANA chumba no Eurostat, défice de 2012 em risco 

A "decisão preliminar" do Eurostat sobre a intenção do Governo de concessionar a ANA é "negativa". A informação está a ser avançada pelo Expresso online, que cita fonte governamental. Contactado pelo Económico, o Eurostat recusou tecer qualquer comentário, alegando que o dossier não está ainda fechado. O Económico tentou também obter esclarecimentos junto do Ministério das Finanças, que até agora não respondeu.

A concessão da ANA é um dos instrumentos extraordinários que Vítor Gaspar quer levar a cabo para conseguir um défice de 5% este ano. Segundo as contas apresentadas por Nuno Morais Sarmento, secretário de Estado do Orçamento, a concessão da ANA teria um impacto de 0,7% no défice. Morais Sarmento sublinhou na altura que faltava a "luz verde" do Eurostat, mas que a ‘troika' tinha já aceite essa receita extraordinária. Se o Eurostat chumbar a operação, Portugal pode falhar o objectivo do défice para este ano.

Segundo avançou fonte governamental ao Expresso, Gaspar estará por isso disposto a desafiar o Eurostat, avançando com a operação mesmo que haja um chumbo mais tarde.

Contactado pelo Económico, nem a ANA, nem o INE, nem o Ministério da Economia e das Obras Públicas estavam disponíveis para prestar qualquer esclarecimento.

* O governo mete os pés pelas mãos todos os dias, agora já se contradiz quanto ao despedimento dos trabalhadores da função pública, a verdade  é que estes ministros dão mais prejuízo ao país que um novo processo eleitoral e formação de novo governo, a questão é que não há alternativa e o processo eleitoral é feudal.

.
.


VI . O MUNDO


SEM NINGUÉM

3-Águas da destruição


 


.
.
HOJE NO
"CORREIO DA MANHÃ"

Fertagus dá descontos a desempregados 

A empresa Fertagus, responsável pela ligação ferroviária entre a Margem Sul do Tejo e Lisboa, anunciou esta terça-feira o lançamento de uma campanha de descontos para os desempregados nos títulos de transportes 

A Fertagus desenvolveu uma campanha que permite utilizar a linha ferroviária do Eixo Norte/Sul com descontos até 25% nos títulos ocasionais de comboio ou de autocarro (Sulfertagus), bastando para isso apresentar declaração do Instituto do Emprego e Formação Profissional da condição de desempregado.
"Esta campanha reflecte a política interna da empresa e coloca a Fertagus na linha da inovação social, tendo surgido de uma sugestão de um colaborador e valorizada até à sua implementação", refere Cristina Dourado, administradora da Fertagus, em comunicado.
A Fertagus tem ainda a decorrer desde o início de Setembro, para os alunos entre os quatro e os 23 anos, uma oferta de cinco euros no primeiro carregamento do passe.
Para os seniores, além dos habituais 25% de desconto para maiores de 65 anos, a Fertagus oferece um bilhete na aquisição de dois bilhetes para o mesmo percurso.  

* Um bom exemplo de solidariedade que provavelmente gerará receita não prevista. 
Porque outras empresas de transportes não adoptam esta medida??

.
.
 APELO 
AO CONSUMO




















.
 .
HOJE NO
"O PRIMEIRO DE JANEIRO"

Comércio obrigado a pagar 
às PME a 30 dias 

O comércio vai ter novos prazos de pagamento e proibição de determinadas práticas restritivas, anunciou hoje a ministra da Agricultura, adiantando que o Governo quer aprovar os diplomas em Conselho de Ministros até ao final deste mês. 

Entre as propostas constam a proibição de impor decisões unilaterais aos fornecedores (como os descontos das grandes superfícies) e obrigação de pagar em 30 dias às pequenas empresas. 

 Assunção Cristas prometeu novidades já em outubro, à saída de mais uma reunião da Plataforma de Acompanhamento das Relações na Cadeia Agroalimentar (PARCA), afirmando que “a legislação está muito avançada”. 

 O Governo apresentou hoje às entidades com assento na PARCA (representantes dos agricultores, dos industriais e da distribuição) dois diplomas relativos a prazos de pagamento e práticas restritivas de comércio, e pediu às associações que se pronunciem até ao final da próxima semana. 

Os diplomas resultam de uma “síntese” dos vários contributos destas entidades, sendo agora esperados os seus comentários para fazer as afinações que forem necessárias, adiantou a ministra. 

Segundo Assunção Cristas, o que está proposto em termos de pagamentos é um prazo de 30 dias para as micro e pequenas empresas e organizações de produtores, que poderá, no entanto, vir a ser alargado a outras entidades.

* Calma, falta aprovar a lei que ainda é fantasma, regulamentá-la  para poder ser executada e até lá os donos da distribuição já arranjaram engenharia financeira para contornar a lei. 
Alguém se lembra se o "dumping" do Pingo Doce foi devidamente  punido,  havia legislação q.b..

..

EKER SOMMER



Ineficácias 
Perdeu-se o norte e quase tudo, até o feriado do 5 de Outubro 

Não gosto de novelas. Nem de ficção nem da vida real. Irrita-me o drama arrastado, o labirinto sem saída, a lágrima sempre prestes a cair, a intriga previsível, a solução adiada. 

Prefiro a ação, o problema resolvido na hora, o touro agarrado pelos cornos. Talvez por isso há dias fiquei surpreendida comigo mesma ao dar por mim agarrada ao pequeno ecrã, completamente entregue à trama da célebre novela inspirada no romance de Jorge Amado, Gabriela. E isso não pela beleza estonteante da protagonista nem pela história dos seus amores com o patrão, mas sim por uma greve de quengas. Sim, isso mesmo, uma greve de quengas ou, se preferirmos num português europeu menos prosaico, de prostitutas. 

A ideia não lembra ao diabo mas está ao nível da genialidade do autor do enredo que, a propósito de uma procissão para fazer chuva em tempo de seca, põe a seco os imponentes coronéis do sítio para que estes aceitem que a Virgem saía à rua com um manto bordado por mulheres da vida e que estas, as ditas quengas, saiam à rua também, acompanhando a Santa e as castas esposas daqueles. 

Tudo junto em romaria, o bem e o mal, a virtude e o pecado, tudo em procissão para que o céu se compadeça, abra as comportas e regue o cacau, o ouro doce em que assenta o poder dos senhores da terra. Quem viu, sabe como foi. As quengas queriam ir, as senhoras dos coronéis não queriam que as quengas fossem. Os coronéis, esses só queriam chuva, pelo que optaram por ficar fora do barulho. 

O galinheiro que se entendesse até porque em guerra de mulheres, ainda mais se entre virtuosas e pecadoras for, não há homem que meta a colher. Nenhuma das beligerantes vergou. Nem a Zarolha, a quenga que em má hora se lembrara de bordar o véu e a quem até já fora prometida uma valente surra pela ousadia. O impasse instalou-se e, enquanto não se resolvesse, não havia procissão nem chuva para ninguém. O coronel dos coronéis compreendeu-o e, como estratega nato que era, percebeu como resolver o imbróglio. Nada mais, nada menos que com uma greve ao sexo. A ideia, com efeito, foi dele e contra os dele, mas até hoje ninguém o soube, já que a política é mesmo assim, um mar de subtis traições onde, pela calada, se urdem acordos e a culpa morre sempre solteira. 

Convocada, pois, a greve, foi só pô-la em prática. Para total e absoluto desespero dos coronéis, verdadeiros garanhões no cio subitamente privados de dar prova da sua macheza ou, no português de Portugal, da sua virilidade. Isto, claro está, porque não se esqueça que, no português do Brasil, as safadezas de cama estão sempre interditas aos santuários das esposas, ventres talhados apenas para conceber futuras gerações de coronéis. E ponto final. 

Resta dizer que a abstinência do corpo pôde mais do que o desejo de chuva, razão pela qual não houve coronel que, solicitado a pronunciar-se sobre a participação das quengas na procissão, não votasse a favor destas e contra a mãe dos seus filhos. E, assim, quem antes lavara as mãos como Pilatos agora metia as mesmas mãos à obra e resolvia a procissão que não tardou a sair com quengas de um lado e senhoras bem casadas do outro e ainda, segundo o que parece, com o assentimento divino que fez cair dos céus a tão cobiçada água, resolvendo a Providência o que fora chamada a resolver. O problema extinguira-se. Eficazmente e para gáudio dos envolvidos.

Confesso que é disto que eu gosto, de eficácia. Mesmo que seja a eficácia de uma greve de quengas. Não gosto do faz de conta e, muito menos, de ilusões. Não gosto de dourar a pílula nem de soluções de 360 graus que deixam tudo exatamente como estava ou pior. Por isso, porque gosto de eficácia e de problemas resolvidos com inteligência, ando fula com a ineficácia deste país que por acaso só tem coronéis para o que não interessa. Nada de novo, é certo, mas nem por isso menos revoltante.
Na verdade, estou cansada do crescente desgoverno do governo, da alienação de alguns governantes que ainda acreditam em cabalas contra si e os seus, da guerrilha oca e oportunista da oposição e até de manifestações populares que de nada adiantam porque não há nada para adiantar. 

Saiam à rua dez, cem ou milhares o resultado é nulo. Simplesmente porque toda a resolução é ineficaz neste Portugal feito à medida da troika. Perdeu-se o norte e quase tudo, até o feriado do 5 de outubro. Restam-nos hoje, como dizia o poeta, a saudade e o mar universal. E, porque não?, acrescento eu, Gabriela, o espaço da ficção onde ainda há homens que tomam decisões eficazes. E resolvem problemas.

IN "DIÁRIO DE NOTÍCIAS DA MADEIRA"
05/10/12

.
 .
HOJE NO 
"DIÁRIO DE NOTÍCIAS"

Afonso Cruz vence prémio da
 União Europeia para Literatura 

O escritor e realizador de cinema de animação Afonso Cruz foi este ano o vencedor português do Prémio da União Europeia para a Literatura, foi hoje anunciado na Feira do Livro de Frankfurt, na Alemanha. 

Afonso Cruz, nascido na Figueira da Foz, em 1971, e que é ainda ilustrador e músico, foi um dos 27 galardoados com um prémio que reconhece os melhores novos ou emergentes autores.
De acordo com a editora Quetzal, o prémio é atribuido por conta do livro "A boneca de Kokoschka".
Na literatura, Afonso Cruz estreou-se com o romance "A Carne de Deus", em 2008.

Editou em junho o romance "Jesus Cristo bebia cerveja" e o segundo volume da "Enciclopédia da Estória Universal", que reúne ficções curtas que remetem para obras e autores inventados.
Estas duas obras juntam-se a um percurso literário que inclui, por exemplo, "O pintor debaixo do lava-loiças", "A boneca de Kokoschka", "A contradição humana" e "Os livros que devoraram o meu pai", distinguido com o Prémio Literário Maria Rosa Colaço.

O primeiro volume da "Enciclopédia da Estória Universal" valeu-lhe o Grande Prémio de Conto Camilo Castelo Branco.
O escritor é ainda um dos elementos da banda de blues The Soaked Lamb e ilustrador de vários títulos para a infância.
Cada vencedor recebe uma quantia de cinco mil euros e prioridade no concurso a fundos europeus para a tradução da sua obra noutras línguas.

A cerimónia de entrega do prémio acontecerá a 22 de novembro, em Bruxelas.
Este prémio literário é aberto aos 37 países que fazem parte do Programa Cultura da União Europeia (os 27 Estados-membros da UE e ainda Albânia, Bósnia-Herzegovina, Croácia, Islândia, Liechtenstein, Ex-República Jugoslava da Macedónia, Montenegro, Noruega, Sérvia e Turquia.
Atualmente, a Comissão Europeia investe cerca de três milhões de euros anuais em traduções literárias.

* Um português que é uma boa notícia. Aos intelectuais, cientistas e atletas devemos nós as alegrias dos últimos 20 anos.
A banca, a política e os donos da economia  constituem um enorme vespeiro.

.

.

VIDA NO VENTRE/6




 Sinopse
O espermatozoide encontra o óvulo e tem início a milagrosa viagem rumo a vida. Mas neste caso, uma coisa ainda mais extraordinária acontece. O óvulo fertilizado se divide em 2, criando gêmeos idênticos, e então cada um dos óvulos se divide novamente. Estima-se que isto aconteça uma vez a cada 64 milhões de casos. Quadrigêmeos idênticos. Pela primeira vez, técnicas de imagens novas e revolucionárias nos permitem acompanhar em detalhes minuciosos, 3 gestações muito diferentes. Esses gêmeos idênticos, esses trigêmeos concebidos em dias diferentes e estes incríveis quadrigêmeos. Através deles, vamos explorar as histórias e a ciências acerca do que há de maravilhoso em relação a reprodução humana, os nascimentos múltiplos.


.
.
HOJE NO 
"RECORD"

Berlusconi acena a Guardiola
 com 6 milhões/ano 
AC MILAN PENSA NO TÉCNICO CATALÃO 

Silvio Berlusconi está disposto a abrir os cordões à bolsa para ter Pep Guardiola no AC Milan. Os rossoneri vêm realizando um início de temporada muito abaixo das expectativas - apenas 3 vitórias em 9 jogos oficiais e um modesto 11.º lugar na Serie A - e, segundo o "La Repubblica", procuram inverter a tendência com o anterior treinador do Barcelona.

Depois da derrota no clássico com o Inter, Massimiliano Allegri ficou com o seu lugar ainda mais tremido. Guardiola poderá ser o senhor que se segue e o presidente dos milaneses conta com trunfo de peso para convencer o catalão: seis milhões de euros por época.

Apesar da cobiça, o vice-presidente do AC Milan, Adriano Galliani, deixou claro que "o lugar de Allegri não está em causa".

* Quem tem dinheiro....

.
.
 R A T O /7
 RATO AUTOMOBILIZADO
 .
.

QUINTA DO BILL

SE TE AMO


 

.

.
HOJE NO 
"JORNAL DE NOTÍCIAS"
Depressão afeta 350 milhões mas
.menos de metade recebe tratamento 

Mais de 350 milhões de pessoas sofrem de depressão, mas menos de metade recebe o tratamento necessário, alerta hoje a Organização Mundial de Saúde, que atribui a dificuldade ao estigma que ainda envolve as doenças mentais. 

Num comunicado emitido a propósito do Dia Mundial da Saúde Mental, que se assinala na quarta-feira, apela ao fim da estigmatização da depressão e das outras doenças mentais para permitir um melhor acesso ao tratamento.
Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), a depressão é diferente das flutuações de humor comuns porque induz uma tristeza sustentada que se prolonga por duas semanas ou mais e interfere com a capacidade de trabalhar, estudar e manter uma vida normal.
Apesar de a doença afetar mais de 350 milhões de pessoas em todo o mundo, o estigma que ainda lhe está associado impede muitas pessoas de reconhecerem que estão doentes e procurar tratamento, alerta a OMS.

O tratamento da depressão inclui terapia psicossocial e medicação e requer um envolvimento ativo do doente e das pessoas que lhe estão próximas, pelo que o primeiro passo, sublinha a organização, é reconhecer a doença e procurar ajuda.
"Temos tratamentos altamente eficazes para a depressão. Infelizmente, menos de metade das pessoas com depressão recebe o cuidado de que necessita. De facto, em muitos países menos de 10% das pessoas o recebe", diz Shekhar Saxena, diretor do departamento para a Saúde Mental da OMS.
É por isso que a organização está a apoiar os países na luta contra o estigma como ação prioritária para aumentar o acesso ao tratamento.

A OMS estima que a depressão seja comum em todas as regiões do mundo e um estudo recente indicou que cerca de 5% das pessoas na comunidade tinham tido uma depressão no ano anterior.
A depressão resulta de uma complexa interação de fatores sociais, psicológicos e biológicos e está relacionada com a saúde física, por exemplo, a doença cardiovascular pode levar à depressão e vice-versa.

Além disso, circunstâncias como as pressões económicas, o desemprego, desastres e conflitos podem aumentar o risco de depressão.
No limite, a depressão pode levar ao suicídio, que mata quase um milhão de pessoas por ano.
O Dia Mundial da Saúde Mental foi estabelecido pela Federação Mundial para a Saúde Mental em 1992.

* A depressão psicológica é fruto do despotismo do homem contra o homem, a miséria ou o consumismo exarcebado são faces da mesma moeda.

.
.
 R A T O /6
RATO FAST FOOD
 .
.
NAS COMPRAS






















.

   HOJE NO
"JORNAL DE NEGÓCIOS"

ACP alarga queixa contra ex-governantes a abuso de poder e corrupção passiva 

A Associação complementou participação criminal contra Mário Lino, Paulo Campos e António Mendonça, com indícios da prática de outros crimes além de gestão danosa. 

O Automóvel Club de Portugal (ACP) entregou na Procuradoria-Geral da República (PGR) um complemento da participação criminal feita em Maio contra os ex-ministros das Obras Públicas, Mário Lino e António Mendonça, e o antigo secretário de Estado, Paulo Campos

Nesse complemento, a que o Negócios teve acesso, a entidade entende que, além de indícios de crimes de administração danosa, que constavam na participação inicial, existem suspeitas de crimes de corrupção passiva para acto lícito, participação económica em negócio e abuso de poder.

* Um ACP sem medo, oxalá consiga provar o que acusa para que o regime de impunidade dos políticos e associados seja abalado.

.

 R A T O /5
CORAÇÃO DE RATO
 .
.

 VEJA COMO É 
"INGROMINADO"


  



 .
 .


HOJE NO
"DESTAK"

Autarcas com três ou mais mandatos 
não podem candidatar-se a 
outra autarquia - Câmara do Porto 

A inviabilização da revisão da lei autárquica impede que presidentes de câmara com três ou mais mandatos se candidatem a qualquer autarquia, alerta a Câmara do Porto, citando a legislação, o constitucionalista Gomes Canotilho e o seu gabinete jurídico. 

 "A [revista] 'Porto Sempre' antecipou-se e, em colaboração com o Departamento Jurídico da Câmara do Porto, procurou dar-lhe resposta", esclarece a autarquia liderada por Rui Rio, numa notícia publicada na sua página de internet. 

 "Se a lei não for alterada, isto significa que um candidato que já tenha cumprido três mandatos consecutivos à frente de uma autarquia e arrisque candidatar-se a outro município irá certamente confrontar-se com a não aceitação da mesma por parte do Tribunal", sustenta a autarquia, na edição de outubro da revista "Porto Sempre".

* Não faz mal nenhum, virão outros autarcas talvez melhores que os actuais, alguns já cheiram a mofo de tanto se perpetuarem no poder.

.
.
 R A T O /4
COM TECLADO E CÓDIGO
.
.
 A DIFERENÇA
CRUEL








































.