terça-feira, 11 de setembro de 2012

UMA (DES)GRAÇA PARA O FIM DO DIA


.

Chouinard Compagnie

Body Remix-Goldberg Variations 1



Sem querer ser controversa a bailarina e coreógrafa Marie Chouinard apresentou um bailado denominado "AS VARIAÇÕES GOLDBERG" de que apresentamos hoje o primeiro excerto. Achámos fabuloso.

.
.


Casal de sonho/8




,
 .
HOJE NO
"A BOLA"
Cristiano Ronaldo: 
renovação para a vida com o Real!


O Real Madrid vai ativar a renovação contratual de Cristiano Ronaldo - a ligação do avançado aos merengues termina em junho de 2015 -, avança a edição de hoje do jornal Marca.

Segundo a publicação, a proposta passa por um contrato vitalício, tendo sido esta a forma encontrada pelo presidente Florentino Pérez para estancar, de imediato, «os desencontros entre o jogador e a direção do clube».
Tudo isto depois das declarações de CR7, quando assegurou não estar feliz em Madrid.

Deste modo, sempre de acordo com a Marca, os campeões de Espanha vão oferecer ao português melhorias substanciais no seu contrato...e o quanto antes.

* Quem tem valor vale, é uma "lapalissada" mas objectiva, vale mais um pé do Cristiano do que os miolos juntos de todos os ministros portugueses. 

.
.



Casal de sonho/7





.
.


V . O MUNDO


SEM NINGUÉM

2-Casas arrasadas


video


-


Casal de sonho/6








,


HOJE NO
"PÚBLICO"

Comportamento 
Estudo mostra que um em cada três
. jovens é vítima de coerção sexual

 Da simples insistência para ter relações sexuais à ameaça, passando pela chantagem e, nalguns casos, pela agressão física: 30% dos jovens até aos 21 anos foram vítimas de coerção sexual. Os dados são de um estudo desenvolvido na Faculdade de Medicina da Universidade do Porto que avaliou 606 jovens adultos nascidos em 1990.

Segundo os dados preliminares desta avaliação, os autores da coerção sexual tendem a ser em simultâneo vítimas, não havendo aqui grandes diferenças de género a assinalar. Em números: a prevalência da vitimização por coerção sexual no último ano foi de 30,4% nas raparigas e 28,7% nos rapazes; já a prevalência da coerção sexual foi de 22,9% nas raparigas e 31,8% nos rapazes.

"A maior parte das vítimas são agressores em simultâneo. Há alguma bidireccionalidade neste tipo de violência", adianta Sílvia Fraga, autora do estudo e investigadora do Instituto de Saúde Pública e da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto. "O mais preocupante", porém, é que "esta coerção sexual também está associada a comportamentos de risco, nomeadamente o não-uso do preservativo e a manutenção de vários parceiros sexuais".

Esta avaliação ainda está em curso. No total, serão inquiridos quase três mil jovens - os mesmos envolvidos no Epiteen, um projecto iniciado no ano lectivo 2003/04 que se propõe compreender de que forma os hábitos e comportamentos adquiridos na adolescência se vão reflectir na saúde do adulto (ver caixa).

Apesar disso, Sílvia Fraga considera que uma das conclusões a retirar deste estudo é que estes jovens não se percepcionam como vítimas ou autores de violência. "Estes jovens - e só responderam ao inquérito os que estiveram numa relação com pelo menos um mês - foram convidados a dizer se o namorado ou namorada alguma vez tinham insistido para ter relações sexuais contra a sua vontade e, na perspectiva da vitimização, se já tinham insistido para manter relações sexuais, se tinham sido coagidos a não usar preservativo, se tinham sido vítimas de ameaça ou ameaçado; enfim, mas não podemos dizer que eles percepcionem estes comportamentos como violentos, porque nalgumas culturas são entendidos como algo natural".

Daí que, ainda segundo Sílvia Fraga, haja aqui "um trabalho de sensibilização a fazer, dado o risco de estes comportamentos degenerarem noutro tipo de violência mas também porque estes comportamentos têm implicações em termos de saúde". De facto, entre as raparigas, as vítimas, por comparação às não-vítimas, revelaram maiores probabilidades de terem tido a primeira relação sexual antes dos 17 e de terem somado mais parceiros e usado o preservativo de forma mais inconsistente. Do mesmo modo, entre os rapazes, a probabilidade de terem realizado mais testes de VIH era maior.


* Uma revelação preocupante, numa época que devia ser de respeito mútuo no domínio das relações sociais é através da agressividade sexual que pessoas de ambos os sexos sublimam frustrações.


.
-


Casal de sonho/5




,
.
AGOSTO UM MÊS
MARAVILHOSO



  


 .
-
   
       
Casal de sonho/4




.



HOJE NO
"DIÁRIO ECONÓMICO"


Grandes empresas poupam 100 milhões com descida da TSU 
  Sonae, BCP e EDP são as cotadas que mais
 vão poupar com descida da contribuição. 

As empresas da bolsa portuguesa irão poupar 100,7 milhões de euros no próximo ano com a descida das contribuições para a Segurança Social de 23,75% para 18%, segundo estimativas feitas pelo BES Investimento. Em termos de valores, as cotadas mais beneficiadas serão a Sonae, o BCP e a EDP.

A dona do Continente irá ter uma poupança de 20 milhões de euros. A Sonae tem 80% dos seus custos com pessoal, ou seja 605 milhões de euros sujeitos a essa contribuição. A descida da Taxa Social Única (TSU) será mesmo equivalente a 28% dos lucros estimados para 2013.
A TSU EM ACÇÃO

Mas a Sonae não é a única empresa a conseguir uma poupança acima de dez milhões de euros. O BCP terá uma poupança de 18,9 milhões de euros, enquanto a EDP poderá gastar menos 10,5 milhões de euros com TSU. No caso da banca, após a transferência dos seus fundos de pensões para o Estado, o efeito também será positivo. 
No caso do BPI, por exemplo, a poupança estimada de 6,9 milhões de euros com a descida corresponde a 6% dos lucros esperados para o próximo ano. Apesar do BESI não estimar as poupanças para o BES, um analista contactado avança com uma descida de 16 milhões de euros nos custos. 

* Com a TSU os pobres levam aonde???....isso mesmo.


.
.


     Casal de sonho/2





.

STEFANIE SCHLATTMANN




 O teu fiel parceiro 
- nos bons e maus momentos 

A rotura ou saída de um país da União Monetária não deveria ser sequer tópico de discussão. Afinal quando casamos com alguém não o fazemos apenas pelos bons momentos, criar uma história comum e depois abandonar o barco quando as coisas se complicam.

Os jornais alemães continuam a reportar a problemática que os países do sul da Europa - Grécia, Espanha, Itália e Portugal - declaram ineficiência, corrupção, evasão fiscal e fraude, um nível demasiado alto de consumo das famílias ou até a baixa produtividade como razões para a crise que vivemos; outros chamam-lhe, com um pouco mais de delicadeza, diferenças estruturais entre os Estados-membro da Zona Euro, considerando os países do sul da Europa uma ameaça ao sistema e estando por isso sempre no centro das atenções.

No entanto, estes países foram também tópico de discussão precisamente quando a Alemanha teve dificuldades em manter o seu crescimento económico, à medida que o consumo interno estagnava e foram estas nações - agora problemáticas - a solução para o problema. Políticos e Industriais viram nestes países o público-alvo para as suas exportações: com a vontade de comprar carros de origem germânica e demais produtos "Made in Germany" sem, no entanto, terem os meios financeiros e capacidade de longo prazo para sustentar este padrão de consumo.

Não há problema que não tenha uma boa solução: a Alemanha exportou os seus produtos, como ofereceu também o acesso ao crédito e a possibilidade de os adquirir, tornando-os (supostamente) acessíveis. Este conceito de expansão económica - através do aumento do consumo, investimento, criação de emprego e riqueza - funcionou até que a primeira das nações não fosse capaz de pagar os juros da dívida até então acumulada, talvez justificados pelo risco e perfil de crédito? Talvez porque as perspectivas de crescimento foram demasiado optimistas?

Olhando para o estado em que a União Europeia se encontra é importante analisar e evitar que tal se repita. Francamente, em vez de julgar cada país deveríamos questionar se a forma da União Europeia não terá sido mal interpretada ou especificada em primeiro lugar. Afinal, todos sabíamos que os diferentes Estados-membro eram estruturalmente diferentes. Não teria sido possível aceitar este facto e alertar as nações para as implicações de uma união económica e monetária, em vez de fomentar uma percepção e cultura consumista?

Com a actual tensão económica, torna-se indispensável a busca de uma solução sustentável. A rotura ou saída de um país da União Monetária não deveria ser sequer tópico de discussão. Afinal quando casamos com alguém não o fazemos apenas pelos bons momentos, criar uma história comum e depois abandonar o barco quando as coisas se complicam. Os problemas devem ser debatidos, resolvidos, se necessário com medidas drásticas e não, deixando de chegar a uma solução que acaba por destruir o esforço histórico.

Afinal, a quebra da União Monetária devia levar-nos a todos a equacionar se os custos legais e políticos não serão demasiado elevados para todos nós.

IN "JORNAL DE NEGÓCIOS"
09/09/12

.
-

     Casal de sonho/3



.
 .
HOJE NO
"CORREIO DA MANHÃ"

Doentes do SNS fora de ensaios clínicos

Dois ensaios clínicos vão começar em breve na Fundação Champalimaud, em Lisboa, para o tratamento dos cancros da próstata e mama. Nesses ensaios clínicos irão participar doentes provenientes dos subsistemas de saúde e particulares, estando de fora doentes do Serviço Nacional de Saúde (SNS), anunciou esta terça-feira Leonor Beleza, presidente da Fundação Champalimaud.

Leonor Beleza explicou que estão excluídos destes dois ensaios clínicos os doentes do SNS porque os "hospitais não enviaram doentes, apesar de termos disponibilidade para os receber".
A falta de acordo entre as instituições estará na base da falta de envio dos doentes do SNS.
A presidente da entidade anunciou ainda para breve o início de uma investigação clínica conjunta com o Hospital Monte Sinai, em Nova Iorque (EUA), com medicamentos de patentes da Fundação Champalimaud.
A instituição vai abrir uma escola de formação para médicos e outros profissionais de saúde na área da radioterapia de dose única.
Leonor Beleza falava no final de uma reunião de curadores da fundação, na qual participaram, entre outros, o antigo presidente do Brasil, Fernando Henrique Cardoso, e o advogado Daniel Proença de Carvalho.



* Cheira a birra de primas-donas!

.
.


     Casal de sonho/1




.


.
VIDA NO VENTRE/2 
video


 Sinopse
O espermatozoide encontra o óvulo e tem início a milagrosa viagem rumo a vida. Mas neste caso, uma coisa ainda mais extraordinária acontece. O óvulo fertilizado se divide em 2, criando gêmeos idênticos, e então cada um dos óvulos se divide novamente. Estima-se que isto aconteça uma vez a cada 64 milhões de casos. Quadrigêmeos idênticos. Pela primeira vez, técnicas de imagens novas e revolucionárias nos permitem acompanhar em detalhes minuciosos, 3 gestações muito diferentes. Esses gêmeos idênticos, esses trigêmeos concebidos em dias diferentes e estes incríveis quadrigêmeos. Através deles, vamos explorar as histórias e a ciências acerca do que há de maravilhoso em relação à reprodução humana, os nascimentos múltiplos.


.

 

HOJE NO
"O PRIMEIRO DE JANEIRO"

Ensino Superior nacional 
Um em cada quatro alunos com bolsa

Um em cada quatro alunos do ensino superior em Portugal recebe bolsa, o que coloca o país entre os Estados europeus onde apenas uma 'minoria', dos estudantes beneficia deste apoio, segundo um relatório divulgado, ontem, em Bruxelas. A percentagem de alunos que recebe bolsa oscila entre um por cento na Grécia e cerca de 40 por cento na Hungria. 

* Em Portugal cerca de 25% dos alunos do ensino superior têm bolsa de estudo, num país em crise absoluta não nos parece que seja um mau valor.

.
.
DIABO NA CRUZ
DONA LIGEIRINHA



,

 HOJE NO
"DIÁRIO DE NOTÍCIAS

Aniversário 11 Setembro
Minuto de silêncio no 
11.º aniversário dos ataques

Um minuto de silêncio foi observado esta manhã, em Nova Iorque, para assinalar o 11.º aniversário dos ataques de 11 de Setembro.

Após o minuto de silêncio, teve inicio a cerimónia dedicada às vitimas e suas famílias, no local onde as Torres Gémeas do World Trade Center estavam localizadas. Excecionalmente, não estará previsto nenhum discurso político para este ano, neste que será o 11.º aniversário dos ataques, que fizeram perto de 3000 vitimas.

Familiares leram os nomes das vítimas, num ritual que se repete desde o primeiro aniversários dos ataques. A 11 de setembro de 2001 19 piratas do ar ds Al-Qaeda desviaram quatro aviões comerciais. Os dois primeiros despenharam-se contra as Torres Gémeas do World Trade Center. Um terceiro atingiu o Pentágono, em Washington e o quarto caiu num descampado de Shanksville, na Pensilvânia.

O primeiro minuto de silêncio teve lugar às 8:46 (mais cinco horas em lisboa), momento exato em que o primeiro avião atingiu o World Trade Center. À mesma hoa, na Casa Branca, o Presidente Barack Obama e a mulher, Michelle, recolheram-se em silêncio nos jardins da residência.

Este ano, o segundo depois da morte de Ussama ben Laden, o líder da Al-Qaeda, não estão previstos quaisquer discursos políticos durante as cerimónias. Nem o presidente da Câmara de Nova Iorque, Michael Bloomberg, nem qualquer outra personalidade deverá discursar, ao contrário do que aconteceu em 2011, no 10.º aniversário dos ataques que fizeram quase três mortos - os mais mortíferos em solo americano.



* O mais bárbaro ataque contra gente inocente, da era moderna. 

.
.


 HOJE NO
"RECORD"


 HÓQUEI EM PATINS
Europeu: resultados e classificação

Classificação:

1.º Espanha, 6 pontos/2 jogos
2.º PORTUGAL, 6/2
3.º Itália, 3/2
4.º Alemanha, 3/2
5.º Suíça, 0/1
6.º França, 0/1
7.º Inglaterra, 0/2

1. ª JORNADA:

Espanha-Alemanha, 7-0
Inglaterra-Itália, 0-9
PORTUGAL-Suiça, 3-1

2.ª JORNADA:

Alemanha-Inglaterra, 6-1
Espanha-Itália, 2-0
França-PORTUGAL, 3-7


3.ª JORNADA (terça-feira)

Suíça - França, 19h00
Inglaterra - Espanha, 20h45
PORTUGAL- Itália, 22h30

4.ª JORNADA (quarta-feira)

Suíça - Inglaterra, 19h00
Itália - Alemanha, 20h45
Espanha - França, 22h30

5.ª JORNADA (quinta-feira)

Alemanha - Suíça, 19h00
França - Itália, 20h45
Inglaterra - PORTUGAL, 22h30

6.ª JORNADA (sexta-feira)

França - Inglaterra, 19h00
Suíça - Espanha, 20h45
PORTUGAL- Alemanha, 22h30

7.ª JORNADA (sábado)

Alemanha - França, 19h00
Suíça - Itália, 20h45
Espanha - PORTUGAL, 22h30 

* Deseja-se uma vitória convincente há muitos anos adiada.

.
.

 ELEVADORES



Considero-te GORDO se apanhas o elevador para o 2º ou 3º piso*, vai pelas ESCADAS, precisas DISSO.

*A não ser que estejas doente
  ou a carregar coisas pesadas
  ou numa cadeira de rodas.




Se vai ver porno no elevador - por favor limpe quando acabar.
    
 Obrigado,
                                                                                  A Manutenção





MAXIMO 9 PESSOAS
1000Kgs
ou
1 CAVALO
5 050 BANANAS
6 666 OVOS DE GALINHA
2 941 POMBOS
88 EGLEFINS (peixe)
10 526 MOEDAS DE LIBRA


 
Para a mulher que grita todas as noites no 4º piso, se está a ser torturada chame a policia, pois eu não tenho que ouvir quando se está a 'vir'. Por favor cale-se ou eu vou pensar que está em grande sofrimento e chamo a policia por si.

Obrigada
As pessoas fartas do piso 3,4,5.


Este elevador está sem linha.
TENTEM REINICIÁ-LO



GRAFITTI

SE GOSTA DE FAZER GRAFITTI, NÃO O FAÇA, BAIXE AS CALÇAS
E GRAFITE O SEU RABO

RESPEITE ESTE PRÉDIO, SE O NÃO FIZER GRAFITTI NO SEU PRÉDIO,
ISTO NÃO É

O PARQUE PROSPECT. ESTE PRÉDIO ESTÁ A SER FILMADO 24/7 E

SE FICAR GRAVADO VAI PARA A PRISÃO. SE NÃO GOSTAR DESTE AVISO 
NÃO ESCREVA NELE, BATA NO APT. 28.

A MANUTENÇÃO
 



POR FAVOR PARE DE DESENHAR PÉNIS NO ELEVADOR
Obrigada, Garry

 

Querido 2º piso,

    Estão as escadas partidas? 

Cumprimentos, 
pisos 4º, 6º, 7º, 8º,9º,10º e PH
 

TRABALHOS NO ELEVADOR A DECORREREM

EStÁ BEM, JÁ SABEMOS QUE O ESTAMOS A REPARAR DESDE 1988

NÃO SABEMOS QUANDO VAMOS ACABAR

E TAMBÉM NÃO FAZEMOS IDEIA DO QUE ANDAMOS A FAZER

EMPRESA DE REPARAÇÕES DE ELEVADORES PARK LANE 
 



MAU  CHEIRO NO ELEVADOR

Chegou-nos ao conhecimento que um ou mais utilizadores desconhecidos adquiriram, recentemente, o hábito de se descuidar no elevador.

Como o elevador tem muito pouca ventilação, depósitos da flatulência perduram, deixando uma nuvem de gases nocivos para a insuspeita vitima que entra momentos,  ou mesmo minutos, depois.

No interesse da saúde pública espere até sair do elevador para se descuidar. Não lá dentro. 

Nem mesmo antes de entrar no elevador pois o cheiro fica à sua volta e vai entrar consigo para lá ficar.

Agradecemos desde já pela sua compreensão.

                                                                                  O elevador




O meu pénis tem _ polegadas de cumprimento




HOJE NO
"JORNAL DE NOTÍCIAS"

Deco prevê que novas medidas 
.criem "mais miséria" nas famílias 

O secretário-geral da Deco, Jorge Morgado, considerou esta terça-feira que as medidas anunciadas pelo primeiro-ministro na sexta-feira são um "duro golpe" para os "bolsos já secos" dos portugueses e vão criar "mais miséria" nas famílias pobres.

"É um duro golpe (...) que vai provocar mais empobrecimento da classe média e retirar ainda mais dinheiro à economia portuguesa", disse à agência Lusa o secretário-geral da associação de defesa do consumidor.

O primeiro-ministro anunciou sexta-feira mais medidas de austeridade para 2013, incluindo os trabalhadores do setor privado, que, na prática, perderão o que o Pedro Passos Coelho diz corresponder a um subsídio através do aumento da contribuição para a Segurança Social de 11 para 18%.
Os funcionários públicos continuam com um dos subsídios suspensos (na totalidade nos rendimentos acima dos 1.100 euros/mensais e parcialmente acima dos 600 euros) e o outro é reposto de forma diluída nos 12 salários, que será depois retirado através do aumento da contribuição para a Segurança Social. 

A contribuição das empresas passa dos atuais 23,75% para 18%. Os pensionistas continuam sem subsídios de natal e férias.
No entender do responsável pela associação de defesa do consumidor, o Governo demonstrou "extrema insensibilidade social" e começa a "mostrar ineficácia" na resolução da situação em que Portugal se encontra.

"É preciso lembrar que são os consumidores que estimulam e induzem emprego e neste quadro os consumidores já estão muito retraídos e vão diminuir os efeitos benéficos da sua ação na economia nacional. Com estas medidas apagam-se as pequenas luzes que dizem existir no fundo do túnel e o túnel parece cada vez mais escuro e longo", frisou.
Na opinião do secretário-geral da Deco, tudo está a ser feito no sentido de retirar benefícios e dinheiro aos portugueses.

"Parece que a procissão ainda vai no adro. Não há noção de que é preciso reativar a economia, repor dinheiro na economia e nós [Deco] não vemos projetos que de certa maneira sejam pilotos de qualquer iniciativa de reanimar a economia", concluiu.
As medidas vão estar previstas no Orçamento do Estado de 2013 e são justificadas pelo governo como uma forma de compensar a suspensão dos subsídios de férias e de Natal em 2013 e 1014, "chumbada" pelo Tribunal Constitucional.

* Este governo neo liberal não está para governar, é mais fácil entregar ao "grande capital", não é charla comunista, a pouca riqueza que existe, que depois lhe será devolvida em tachos e panelas quando os ex-ministros regressarem à vida privada. Já há bons exemplos deste mecanismo.

.
.


  NEIL


ARMSTRONG



.
.


HOJE NO
"JORNAL DE NEGÓCIOS"

Governo contra o Governo
 na descida da TSU 

Há cerca de um ano, o Governo entregou aos parceiros sociais um estudo sobre o corte na Taxa Social Única (TSU) às empresas. Na altura foi contra a medida e alertou para o risco de essa opção agravar a recessão. 

No relatório, que foi divulgado pela edição em papel do Negócios de 10 de Agosto de 2011, o Governo descreve os efeitos negativos (certos) para a economia no curto prazo e os impactos positivos (incertos) no médio e longo prazo, determinados por uma descida da TSU para as empresas com um aumento de impostos para as famílias.

A medida de desvalorização fiscal que esteve há um ano em debate foi a de uma redução da TSU para as empresas compensada nas receitas do Estado por uma subida do IVA. A medida agora anunciada para 2013 é a de uma descida da TSU das empresas de 23,75% para 18% e uma subida para os trabalhadores de 11% para 18%. É de igual forma uma desvalorização fiscal, traduzindo-se também numa perda de poder de compra pela sua equivalência a um aumento de impostos.

Conforme o que o Governo escreve no relatório elaborado em Julho de 2011, a descida da TSU com aumento de impostos “deverá aumentar a competitividade externa da economia portuguesa, bem como o nível do PIB, do consumo e do emprego” a médio e longo prazos.

Mas, acrescenta-se logo a seguir, “estes efeitos de médio/longo prazos contrastam, no entanto, com alguns efeitos negativos no curto prazo. Se a contrapartida for o aumento dos impostos indirectos, destaca-se o impacto negativo sobre o consumo privado, o que terá reflexos no nível da actividade económica. Se a contrapartida for a redução do consumo público, o impacto recessivo sobre o PIB será directo assumindo igualmente um carácter de desvalorização fiscal”.

Os autores do estudo do Governo alertam que os efeitos recessivos de curto prazo podem ser ainda mais graves devido à situação financeira das famílias e às restrições que existem de acesso ao financiamento. Estes impactos abrangiam também as empresas por causa dos efeitos de tesouraria determinados pela subida do IVA. Escreviam os autores do estudo na altura: “uma desvalorização fiscal pode ter efeitos recessivos de curto prazo no PIB que não são contabilizados nos cenários aqui apresentados”.

A decisão agora tomada não aumenta o IVA mas reduz o poder de compra das famílias no equivalente a 2,8 mil milhões de euros, transferindo 2,3 mil milhões para as empresas e 500 milhões para o Estado. 

A redução do consumo e os efeitos recessivos da medida são dados como certos dentro do Governo. Pelo que se sabe das análises feitas pelo Ministério das Finanças a esta medida, o efeito recessivo no curto prazo será tanto maior quanto maior for o número de famílias com restrições de crédito e de liquidez e quanto mais pessimistas forem as suas perspectivas. Ou seja, quanto mais o consumo cair, sem que se espere que a curto prazo essa queda seja suficientemente anulada por uma expansão do investimento, exportações e emprego.

Uma das questões que fica em aberto é o que levou o Governo a mudar de opinião entre Julho de 2011 e Setembro de 2012.

* A questão não fica em aberto, o governo não tem rumo e anda ao sabor da troika que ao que parece também sabe pouco da matéria. É a "Internacional da Incompetência" que manda em Portugal.

.
.

LIMUSINE DE POBRE 


NA RÚSSIA














































.
.
HOJE NO
"DESTAK"

Mais perto de uma vacina contra 
o cancro do estômago 

Um projecto 100% nacional deu frutos: o desenvolvimento de uma vacina que previne infecções pela bactéria H. Pylori, uma das responsáveis pela ocorrência de doenças gástricas, entre as quais o cancro do estômago. 

Há portugueses que a conhecem bem. Outros não sabem do que se trata, embora se estime que 50% da população mundial esteja infectada com a Helicobacter pylori, uma bactéria que é a principal responsável por úlceras do estômago e duodenais e até pelo cancro do estômago. Encontrar uma vacina capaz de a travar eficazmente é o que muitos têm tentado, mas é um grupo de portugueses que está muito perto de o conseguir.

Investigadores da Faculdade de Engenharia da Universidade Católica Portuguesa juntaram-se aos colegas da Faculdade de Farmácia da Universidade de Lisboa e, desde 2006, trabalham para encontrar uma vacina que sirva de alternativa à única forma de tratar a infecção, que falha em cerca de 20% dos casos.
Um trabalho difícil, confirma ao Destak Cecília Calado, uma das responsáveis. Até porque, explica, «há centenas de estirpes diferentes da H. pylori». Descobrir o que têm em comum foi o desafio. «Efectuamos a avaliação da diversidade de estirpes, com o objectivo de adquirir uma assinatura imunológica comum. Pretendemos desenvolver uma vacina universal, que seja eficaz para, por exemplo, ser tomada por cidadãos europeus,mas capaz de cobrir as estirpes europeias e também as asiáticas, africanas e americanas.»

Investimento precisa-se 

O investimento inicial permitiu chegar à fase de testes em modelo animal, neste caso o rato. E com sucesso. «Houve produção de anticorpos específicos que reconhecem uma elevada diversidade de estirpes», confirma a investigadora. Faltam novos testes, desta feita considerados pré-clínicos, para depois se passar aos ensaios em seres humanos.
E a separar a equipa nacional da próxima fase está um novo investimento. Foi com isto em mente que participaram «num programa COHITEC [uma acção de formação centrada na avaliação do potencial comercial de tecnologias de elevado potencial de crescimento] da COTEC - Associação Empresarial para a Inovação – e que está a servir actualmente de base para a criação de uma start-up».
PORTUGAL NÃO TEM ESTÔMAGO PARA ISTO
 Empresa que terá pernas para andar. Se tudo correr bem, em dez anos a vacina estará pronta para ser comercializada. O que significa ter disponível uma vacina capaz de prevenir e tratar a infecção bacteriana, principal responsável pelo cancro do estômago, sem efeitos secundários e a um preço que não deverá ultrapassar os 75 euros.

* Com muita frequência é notícia o desempenho de excelência dos nossos investigadores e de outros cidadãos nas mais diversas áreas, também todos os dias é notícia a insolência de quem nos governa, paradoxos...

.