domingo, 5 de agosto de 2012

UMA GRAÇA PARA O FIM DO DIA


.

 OS NOMES HORROROSOS 
DOS FILHOS DAS VEDETAS


Kal El Cage

filho de Nicolas Cage 

 

Pilot Inspektor

filho de Jason Lee 

 


Apple 

filha de Gwyneth Paltrow e Chris Martin

 

Kyd

filho de David Duchovny e Tea Leoni



Destry Spielberg

filha de Steven Spielberg 

 

Memphis Eve

filha de Bono

.
.
 
ESTÁTUAS
 VÍTIMAS 
DE ASSÉDIO 









































.

FRANCISCO MOITA FLORES




Pelintrice Olímpica

Fez bem Vicente Moura ao baixar as expectativas em relação à representação portuguesa nos Jogos Olímpicos de Londres. As medalhas custam muito caro e o País não está em condições de investir nesse luxo. E não investiu.

Os atletas que ali vão, na sua maioria, fizeram esforços e sacrifícios suplementares para conseguirem boas prestações. Se por acaso ou por inspiração alguma medalha vier para Portugal, quase garantidamente a deveremos ao esforço de quem a conseguir e muito pouco à camisola que veste. 

Não conheço orçamentos, mas o investimento feito nas modalidades olímpicas, e nos atletas que conseguem os mínimos para participar, deve ser uma pelintrice comparado com o investimento na representação portuguesa no último Europeu de futebol, onde nunca ganhámos um título sequer, embora sejamos os campeões das vitórias morais. Mas compreende-se. O futebol é a alma do povo e enquanto houver bola e golos o resto que se lixe. 

Morreu José Hermano Saraiva. A televisão fica muito mais pobre. É difícil encontrar comunicadores com a sua capacidade e talento. Quem o acompanhou desde ‘O Tempo e a Alma’, por certo, tem uma ideia de televisão que vai muito para além da abundante banalidade que vulgarmente é fornecida.

Este ano, o País está a arder com maior velocidade e em maior quantidade do que nos últimos anos. Há um pirómano na Madeira zangado com os bombeiros e, um pouco por todo o lado, existem mais pirómanos que desejam ver chamas com o mesmo deleite de Nero. Se houvesse maior controlo nesta época do ano sobre este tipo de bandido alucinado, talvez a culpa dos incêndios fosse apenas da ordem política e do desleixo. Assim não. 

São inquietantes os noticiários espanhóis, que dão conta de como a crise alastra no país vizinho e se percebe que os esforços de desdramatização do governo já tiveram melhores dias. A crise espanhola e a italiana empurram o euro para o abismo. 

Percebo porque Passos Coelho não fala de esperança. A queda deste monstro da economia mundial significará a destruição da nossa débil economia. E, chegados aí, se já somos pelintras, passaremos à fase do desastre sem apelo nem agravo. E não haverá futebol que nos salve. 


Professor universitário

IN "CORREIO DA MANHÃ"
29/07/12

.

.
FF e VANESSA


Interpretam

  THE PRAYER






c
-
Gays e Camarões




 Um discurso engraçado, provocador a provar que leitores atentos dum qualquer texto podem produzir um vídeo divertido.

.
.

BURACOS NEGROS


  

.
.
DEBAIXO D'ÁGUA

 









C
-


 Na hora H








































.
.


BOM DOMINGO







C