terça-feira, 26 de junho de 2012

UMA GRAÇA PARA O FIM DO DIA


-
drunk fake pictures

.
-


Apenas sete semanas...


  



 .
-


 GORDUCHO




.
-


STAR CROSSED






 .
-


 GORDUCHO




.
 .
HOJE NO

"JORNAL DE NEGÓCIOS"

Passos Coelho admite conversas 
sobre compra de dívida pública portuguesa por parte da China 

 O primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, afirmou hoje que o mercado chinês é importante para a dívida pública na Europa e em Portugal afirmando ser "natural que haja conversas" sobre a matéria. 
RECURSOS HUMANOS DE PONTA

Claro que, todo o mercado financeiro e o mercado chinês também é importante para a dívida pública na Europa e neste caso para Portugal também e portanto é natural que haja conversas sobre essa matéria mas não há uma missão específica relativamente à dívida pública", afirmou. Pedro Passos Coelho respondia a uma pergunta sobre se o governo português tem interesse na compra de dívida pública por parte da China, à margem de uma visita ao centro de investigação da Nokia Siemens, Amadora. 

O ministro das Finanças, Vítor Gaspar, efectuará uma visita de 24 horas a Pequim em Julho, coincidindo com a estada na capital chinesa do chefe da diplomacia portuguesa, Paulo Portas, disse hoje fonte diplomática. 

Os dois ministros de Estado do Governo português têm agendas separadas, mas estarão juntos num jantar com banqueiros de Portugal e da China no dia 05 de Julho, indicou a mesma fonte. Pedro Passos Coelho considerou que a relação entre Portugal e a China "é muito importante para o futuro" do país e até "para o futuro da Europa". 
PESSOA OU ANIMAL É TUDO IGUAL

"Há aqui uma porta aberta grande que nós temos de preparar de modo a intensificar e aproximar ainda mais estas intenções da concretização de planos de investimento em Portugal em áreas onde Portugal é competitivo", declarou. Por outro lado, acrescentou, "é natural que haja matérias importantes com interesses" que Portugal tem ainda "representados em Macau e na China que são, para o futuro, bastante relevantes". 


* Abrir as portas à ditadura, o que interessam os valores humanos quando comparados com o dinheiro!?!?


.

.
-


 GORDUCHO




.
-



III . O MUNDO 



SEM NINGUÉM

  5 - os invasores



video

 ÚLTIMA PARTE

Os episódios anteriores foram editados nas terças-feira precedentes à mesma hora


 .
-


 GORDUCHO



.
 .
HOJE NO
"DESTAK"

Execução orçamental até Maio 
tem "buraco superior a 1050 milhões 
de euros" só no IVA e no IRC.

 A execução orçamental tem um "buraco superior a 1050 milhões de euros" só nas receitas do IVA e do IRC, disse hoje o deputado do Bloco de Esquerda Pedro Filipe Soares. "Algo vai mal na execução orçamental. 
O BURACO

O debate já nem é sobre se há uma derrapagem - é sobre o montante da derrapagem", disse o deputado bloquista eleito por Aveiro durante uma audiência ao ministro das Finanças, Vítor Gaspar, na comissão parlamentar do Orçamento. 

Soares disse que "olhando para a previsão do IVA e do IRC feita pelo Governo há dois meses no [orçamento] retificativo" e comparando com os números da execução orçamental até maio, se encontra uma discrepância de 850 milhões de euros no IVA e de 220 milhões de euros no IRC. 


 * Ninguém oferece um par de patins a Vitor Gaspar, não derrapava mais, deslizaria de uma vez por todas...

.
-


 GORDUCHO




.
.


 ÁLCOOL 


os seus efeitos no 


organismo
 


 

m
 .
HOJE NO
"i"

Ricardo Rodrigues condenado por atentado à liberdade de imprensa. 

Defesa vai recorrer Defesa de Ricardo Rodrigues vai recorrer da sentença 

O deputado socialista Ricardo Rodrigues, acusado de atentado à liberdade de imprensa por se ter apropriado dos gravadores de dois jornalistas da revista "Sábado", foi hoje condenado a uma pena de multa de 4.950 euros. A defesa do deputado vai recorrer da sentença. 

A sentença foi proferida nos Juízos Criminais de Lisboa, tendo o tribunal dado como provados os factos da acusação que lhe imputavam um crime de atentado à liberdade de imprensa e um crime de atentado à liberdade de informação. 

 O tribunal considerou que o arguido atuou "de forma irrefletida" quando se apoderou dos gravadores. Os 4.950 euros de multa resultam de 110 dias de multa a 45 euros cada. O caso remonta a abril de 2010, quando, durante uma entrevista, no Parlamento, Ricardo Rodrigues se levantou e abandonou a sala onde se encontrava, levando consigo os gravadores dos jornalistas Fernando Esteves e Maria Henriques Espada, depois de estes o terem interrogado sobre o seu alegado envolvimento num escândalo de pedofilia nos Açores. 

Nas alegações finais do julgamento, o Ministério Público entendeu que o deputado socialista cometeu o crime de que vinha acusado na forma tentada, pedindo uma pena de multa. Ao ser ouvido em tribunal, Ricardo Rodrigues alegou que se apoderou dos gravadores, porque era "o único meio de prova eficaz" da tentativa dos jornalistas para "denegrir a sua imagem pública". O deputado socialista, que é advogado de profissão, disse que se apoderou dos gravadores para ter uma "prova" sólida para apresentar ao juiz que viesse a decidir a providência cautelar, que intentou dias depois, sobre a publicação da entrevista, que temia que viesse a ser "deturpada". 

O arguido - que na altura pertencia à Comissão Eventual para o Combate à Corrupção - relatou que as insinuações começaram com perguntas sobre o facto de, há 13 anos, ter sido advogado de uma mulher acusada de crimes de burla e falsificação, prosseguindo com uma interpretação abusiva que um dos jornalistas fez sobre um comentário seu sobre o engenheiro João Cravinho (PS). 

Admitiu, contudo, que o que mais o transtornou foi terem abordado o caso de pedofilia em São Miguel, Açores - o chamado "caso Farfalha" -, enfatizando que nunca teve nada que ver com o caso. Em tribunal, a jornalista Maria Henriques Espada, na qualidade de assistente, alegou que todas as perguntas tinham relevância e interesse político, mesmo que juridicamente estivessem ultrapassadas. Disse ainda que se cruzaram com Ricardo Rodrigues minutos depois no interior da AR e que o deputado respondeu que os gravadores iam ser entregues ao "fiel depositário". 

A entrevista foi ainda gravada em vídeo/áudio, o que permitiu a sua publicação e divulgação volvidos alguns dias.


 * E certamente o recurso vai ser certamente uma farfalheira a favor do deputado. Um outro deputado do PS, preso pelo juíz Rui Teixeira, ainda há juízes sem medo, também viu o seu assunto resolvido e hoje é um notável ex-considerado pedófilo.


 .

SÉRGIO VASQUES


  


E agora? 

Os números da execução orçamental deste mês confirmam o que desde o início do ano se adivinhava. A receita fiscal está em quebra profunda, com variação negativa de 3,5%, o IVA mantém-se em descida de 2,8%, o IRC quebra 15,5%, salvando-se o IRS, a aumentar 12,3% à custa de retenções que serão objecto de acerto no próximo ano. 

Em tudo isto, existe muito que escapa ao controlo do governo, explicando-se a quebra da receita em larga medida pela contracção da economia. Mas existe também muitas escolhas suas, seja a projecção irrealista que tem feito da receita fiscal, seja o aumento da carga tributária que levou a cabo ao longo do último ano. A quebra do IRC é sintoma grave do estado em que se encontra o tecido empresarial e deixa adivinhar números preocupantes para os impostos directos no ano que vem. A quebra do IVA, agora que chegámos quase a meio do ano, mostra a imprudência que houve em empurrar para a taxa normal o gás, a electricidade, mais ainda a restauração. 

Enfim, o que podia correr bem não correu e de pouco servem ajudas pontuais como a centena de milhão de euros gerada pelo novo regime de repatriamento de capitais. Ao ponto a que chegámos, é claro que o cumprimento do orçamento se tornou impossível, não restando alternativa senão rever as metas orçamentais, com beneplácito da troika mas custo reputacional junto dos mercados, lançar mão de receitas extraordinárias, com o que há nelas de irrepetível, ou introduzir novas medidas de austeridade, alimentando a crise em que nos encontramos. O que quer que nos traga a época estival é improvável que traga novo aumento de impostos, agora que se conhecem os limites do que o país pode suportar: para o bem e para o mal, estamos sem política fiscal. 


Professor da Universidade Católica 

IN "i" 
25/06/12

.
 .

HOJE NO
"A BOLA"


Cânticos «Messi, Messi»
 esperam a Seleção 

Junto ao Hotel Victoria, que vai albergar a Seleção antes da meia-final com a Espanha, que se realiza amanhã, aguarda-se pela equipa que segue ainda em viagem. Apesar disso, cerca de três dezenas de adeptos estão já instalados a aguardar mas nenhum... é português. 

Cerca de 20 ucranianos e 10 espanhóis estão próximo ao hotel, sendo que estes últimos vieram em missão «inimiga». Para queimar o tempo foram ensaiando os cânticos com os quais vão receber a equipa das quinas. Entre os habituais «Viva la España», há palavras de ordem que pretendem destabilizar Cristiano Ronaldo. «Messi, Messi» tem sido habitual em todos os jogos de Portugal no Euro e aqui não é exceção. 
A CAMINHO NDE BRUXELAS À PEDINCHA

De resto, poucos portugueses se vêem em Donetsk, além do contingente de jornalistas que acompanha a equipa das Quinas. 


* A dor de corno é grande, nem Ronaldo ou Messi são naturais da manta de retalhos que é Espanha.!!!

 .


.
-
2-TERRA RARA


video

Prepare-se para presenciar um verdadeiro e assombroso espectáculo. Mergulhe em oceanos e escale montanhas para conhecer o catastrófico passado e o violento presente de nosso planeta. Os eventos aqui registados são assustadores e fascinantes! Sabia que todos os anos uma média de 18.000 meteoritos cai na Terra; que apenas 7,4 km abaixo dos seus pés a temperatura chega a 3.000 graus; ou que o topo do Monte Everest um dia já foi o fundo do oceano? Fique por dentro da história da Terra, explore a Lua com os astronautas da Apollo, esteja presente na maior exploração subterrãnea do mundo. Veja o mais antigo artefacto geológico da Terra - uma rocha de 3.7 bilhões de anos. Descubra como a África e a América do Sul se separaram milhões de anos atrás. Testemunhe os efeitos devastadores de um terremoto e de um vulcão em erupção. Pare acreditar no poder deste extraordinário planeta!

.
 .

HOJE NO

"PÚBLICO"

Facebook está a impor o seu 
próprio email aos utilizadores 

O Facebook removeu os endereços de correio electrónico (emails) dos seus utilizadores nas informações de contacto dos respectivos perfis e substituiu-os por emails do Facebook sem qualquer aviso. Trata-se de mais uma manobra ao estilo “dispara primeiro, pergunta depois” que já valeu muitas críticas ao Facebook no passado. 

O alerta foi dado pela revista Forbes, depois de ter notado que os endereços electrónicos tinham sido substituídos por novos emails do Facebook, aproveitando o radical do email já disponibilizado pelos utilizadores. Argumenta-se que esta acção global do Facebook tem a intenção de relançar o seu serviço de email criado em 2010 e apelidado de “assassino do Gmail” mas que, de lá para cá, não tem feito grande mossa ao serviço de correio electrónico do Google. 

Caso esteja de acordo com esta mudança e queira deixar estar as coisas como elas foram decididas pelo Facebook, então de cada vez que alguém lhe enviar um email para um endereço @facebook, essa mensagem irá aparecer-lhe no mesmo sítio em que agora lhe aparecem as mensagens pessoais (canto superior esquerdo do seu perfil). Depois de estas alterações terem sido conhecidas, um porta-voz do Facebook veio confirmar estas mudanças (que aparentemente já tiveram início em Abril), mas sublinha que a rede social também dá a possibilidade aos seus utilizadores de voltarem às definições originais. 

 “Desde o lançamento da nova timeline que as pessoas têm a possibilidade de controlar que mensagens querem mostrar ou esconder nos seus próprios murais, e agora estamos a estender isso a outras informações que elas disponibilizam, começando pelo email do Facebook”, indicou o porta-voz Andrew Noyes à revista “Forbes”. 

Esta tendência para obrigar os seus utilizadores a fazerem opt out das mudanças que a rede social vai introduzindo já valeu ao Facebook muitas críticas no passado. A rede social viu-se envolvida numa série de polémicas relacionadas com a privacidade dos seus utilizadores. Em Agosto de 2010, por exemplo, o Facebook lançou um novo serviço de geolocalização chamado Places, que necessitava que os utilizadores o desactivassem se não quiserem que os outros contactos o conseguissem localizar. 

Precisamente por causa deste tipo de polémicas, em Novembro do ano passado o Facebook chegou a acordo com o regulador norte-americano - a Comissão Federal do Comércio - e ficou então decidido que a rede social teria de passar a pedir a aprovação dos membros da rede antes de levar a cabo qualquer mudança nas definições de privacidade. 


Como eliminar o email facebook 
Caso queira repor o email pessoal ou de trabalho pré-existente na sua “Informação de Contacto”, eis o que tem de fazer: 
1 - Aceda ao seu perfil de Facebook 
2 - Escolha, do lado esquerdo, a opção “Informação” 
3 - Faça scroll down até chegar ao último item - “Informação de Contacto” 
4 - Carregue em “Editar” 
5 - Logo na primeira secção, dos e-mails, irá reparar que conta agora com o seu endereço de e-mail pré-existente e o seu endereço de e-mail do Facebook. Escolha a opção “Mostrado no Perfil” para o seu e-mail pré-existente e “Ocultado do Perfil” para o seu novo e-mail Facebook (zona do quadrado vermelho da imagem que acompanha esta notícia). 
6 - Carregue em “Guardar Alterações” no final da página 



* O Facebook anda a apalpar-lhe a peida há muito tempo, um método PIDESCO, insurja-se contra esta intromissão na sua vida privada, "DELETE" Facebook do seu espaço social, nós já o fizemos!!!

.

.
.


AS 100 MELHORES 


CANÇÕES DOS ANOS 80
.

 (PARA A NME)
 .
Nº 51


GOING 



UNDERGROUND
.



THE JAM



 .

HOJE NO
"DIÁRIO ECONÓMICO"

"Sem portagens e com comboios, pastéis de nata chegam quentes" a Espanha 

O secretário-geral do Eixo Atlântico, Xoan Mao, lamentou hoje que o ministro da Economia português não tenha tido "a cortesia" de marcar uma reunião para discutir portagens e ligações ferroviárias, a exemplo do que fez a homóloga espanhola. 
XOAN MAO
"Eu gostaria de dizer ao ministro que, se as portagens desaparecerem e os comboios andarem, os pastéis de nata portugueses, que nós adoramos, chegam quentes, e terão melhor mercado em Espanha", afirmou Xoan Mao, lembrando a referência que Álvaro Santos Pereira fez ao potencial exportador daquele produto. O secretário-geral da associação de municípios do Norte de Portugal e Galiza tem marcada para sexta-feira uma reunião com a ministra espanhola das Obras Públicas, Ana Pastor, para falar de portagens e da linha do Minho, mas não tem qualquer encontro agendado com o ministro português. 

Xoan Mao, que falou na Corunha à margem da 1.ª Conferência sobre a Cooperação Inteligente, tem, no entanto, a informação de que as soluções preconizadas na última cimeira ibérica para tentar resolver os problemas levantados pela cobrança aos espanhóis nas ex-SCUT "estão a ser implementadas". De qualquer forma, isso não lhe afasta os receios que "de que se vão registar maus números este Verão" no setor hoteleiro português, nomeadamente na zona fronteiriça, pois, "para muitos espanhóis, instalou-se a perceção que ir a Portugal se assemelha a viajar até à União Soviética no tempo da Cortina de Ferro". Viana do Castelo já registou uma quebra de 40% no turismo. 

O outro dossiê em aberto na euro-região Norte de Portugal-Galiza é o da linha Porto-Vigo, que Xoan Mao acredita será renovada com verbas do próximo quadro comunitário de apoio. "Sabemos de Bruxelas que, se os dois governos apresentarem um projeto, ele vai ter apoio comunitário e as informações que nos chegam do governo espanhol e de alguns setores do Governo português - e, neste caso, informalmente - é de que efetivamente vão apostar nesta linha", afirmou. 
MAIS RÁPIDOS QUE O TGV

O secretário-geral do Eixo Atlântico salientou ainda que esta será "também uma linha para mercadorias que faça um contínuo portuário da fachada atlântica da Península Ibérica, capaz de competir pelas mercadorias que virão do sudoeste asiático, uma vez ampliado o Canal do Panamá". "Temos de trabalhar todos juntos, porque o nosso adversário são os portos do Mediterrâneo que se estão a organizar e têm em andamento o projeto do eixo do Mediterrâneo, que liga por comboio, quer de mercadorias quer de passageiros, Algeciras a Barcelona", lembrou Xoan Mao. 
LINHA PORTO VIGO (CONSTRUÇÃO)

A cooperação transfronteiriça, que se discutiu no congresso organizado pela Conferência de Redes Europeias Transfronteiriças e Inter-regionais de Cidades, deverá receber, no caso da fronteira entre Espanha e Portugal, cerca de 800 a 1.000 milhões de euros no quadro comunitário de apoio que vigorará entre 2014 e 2020. Esta é, pelo menos, a expectativa do secretário-geral do Eixo Atlântico, que espera beneficiar do aumento geral de 30% nos apoios defendido pela Comissão Europeia. 
COMBOIO PORTO-VIGO


O Norte e a Galiza, recorda, costumam usufruir de cerca de 50% dos fundos transfronteiriços, "ou seja, a euro-região poderá receber cerca de 400 milhões de euros". 


* Uma lambada de luva branca.



       ULTRA LEVE



ANFÍBIO



"FLY NANO" 


Não faltam adjetivos para descrever todas as características do Fly Nano: trata-se de um avião ultraleve anfíbio elétrico e que custa cerca de 27 mil dólares.



O fabricante continua a prever um lançamento para finais de 2013 e mantém o preço nos 27 mil dólares. Agora sabe-se também que o Fly Nano vai ter um motor elétrico que lhe vai permitir realizar pequenos voos.


Neste vídeo vemos o primeiro voo de testes que o Fly Nano realizou, num lago finlandês. O avião foi construído em fibra de carbono e pesa menos de 70 quilos.

 Texto - "Exame Informática"
.

HOJE NO

"CORREIO DA MANHÃ"

Filmou na internet 77 meninas nuas 

Foram obrigadas a despir-se para serem filmadas na internet por um chantageador, que pensavam ser menor de idade. Agora, as 77 vítimas, todas meninas, estão a ser ouvidas no tribunal de São João da Madeira. Os depoimentos estão a ser gravados para memória futura. O predador, de 37 anos, foi detido no ano passado e está em prisão preventiva. As menores têm entre 11 e 14 anos, são de todo o País, inclusive das ilhas, e partilham a mesma história. 

Quando navegavam na internet, mantinham conversas com alguém que pensavam ser um rapaz. Na realidade, o menor era um comerciante de Benavente que assinava sempre com o nome ‘Cool’. Depois de ganhar a confiança das vítimas, conseguia que se despissem da cintura para cima para a câmara de vídeo do computador, enquanto ele gravava. 

Com os vídeos feitos, chantageava-as, ameaçando que os colocava on-line se as meninas não aceitassem manter outras práticas sexuais: mostrar os órgãos genitais, fazer poses pornográficas e até masturbarem-se. O caso foi descoberto em Junho do ano passado, depois de a mãe de uma menina a ter surpreendido nua, enquanto falava na internet. 

O predador foi detido em São João da Madeira. Desde a semana passada que o tribunal começou a ouvir todos os dias, e de forma faseada, as 77 vítimas, quer presencialmente quer por videoconferência. Os depoimentos vão continuar até à próxima semana. Na sala está o juiz, o procurador, a defensora do arguido e um psicólogo enquanto cada menor depõe. 

Ontem foram ouvidas nove jovens. As meninas saíam calmas da sala, ao contrário dos familiares que se mostravam mais apreensivos. "Não comento", disse, abalada, a mãe de uma das menores. O silêncio dominou o dia. "O processo ainda está em inquérito", explicou ao Correio da Manhã a advogada do arguido. 

DETIDO APÓS SER SURPREENDIDO POR MÃE DE VÍTIMA 
O comerciante, que era angariador de clientes numa empresa de Benavente, foi detido por abusos sexuais pela Polícia Judiciária do Porto, em Julho de 2011, poucos dias depois de ter sido "descoberto" pela mãe de uma vítima. A mulher, de Vale de Cambra, surpreendeu a filha, de 11 anos, a falar na internet despida da cintura para cima. A menina contou que falava com um rapaz da mesma idade que lhe pedira para tirar a camisola, com a câmara ligada. 



* Lá vai, mais uma vez, uma pensionista desta casa ser radical: 
- Porque é que não se capa este filho da p..a????

 .
 .
-


 PORTO  À  NOITE




















































 .
 .

HOJE NO

"O PRIMEIRO DE JANEIRO"

Portugal batia à porta 
do FMI com o PCP 


O ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros defendeu ontem que se Portugal seguisse a alternativa proposta pelo PCP de rasgar o atual programa de assistência financeira acabaria a bater à porta do FMI ainda mais pobre. 

'Há uma conclusão a tirar deste debate: se o país rasgasse o memorando, voltasse ao endividamento, saísse do euro, há uma coisa de que o PCP pode ter a certeza, é que a vossa moção de censura levaria Portugal a ter de bater à porta do FMI mais pobre e em piores condições', afirmou Paulo Portas. 

* É muita demagogia de parte a parte, só que Paulo Portas é mais esperto.Quem últimamente  tem batido à porta de governos corruptos é o sr. ministro, não nos venha dizer que a Colômbia, a China, a Venezuela, os países árabes e Angola são governados por gente séria. 

Se os políticos deixassem as cenas de teatro e psico drama para os excelentes actores que temos seria mais honesto. Se preferem a teatralidade deixem os actores governar, não fariam pior, de certeza. 


.
-


UM DIA EM VENEZA





.
 .

HOJE NO
"DIÁRIO DE NOTÍCIAS"

Violação do segredo de justiça 
é "usual" e "sem réus" 

A violação do segredo de justiça em Portugal é "usual" e "sem réus", em que todos são culpados e ninguém está inocente, disse hoje à agência Lusa, na Cidade da Praia, o Procurador-Geral da República (PGR) português. 
Fernando Pinto Monteiro, que está em Cabo Verde a participar como orador no ciclo de conferências "Ministério Público e o Combate ao Crime Económico e Financeiro", promovido pela congénere cabo-verdiana, sublinhou que, por via disso, "ninguém pode ofender-se" por estar sob suspeita. "Não há inocentes na fuga de informação. 

As fugas de informação vêm de quem está dentro do processo e de quem está fora do processo. Pode vir dos magistrados, advogados e até da própria pessoa, se lhe interessar. Se não lhe interessar não dá", afirmou. "Somos todos culpados, aqui não há ninguém inocente. Pode haver uma presunção de inocência, mas ninguém pode ofender-se por estar sob suspeição. Já tenho visto fugas de informação que vieram de dentro, mas não sei de quem. Da polícia? Do Ministério Público? Dos juízes? Dos advogados? Não sei. Mas a verdade é que, infelizmente, a violação do segredo de justiça é usual em Portugal e sem réus. 
Nunca se apura", sustentou. Orador no painel "Comunicação Social e Justiça", e resumindo a intervenção à Lusa, Violação do segredo de justiça é "usual" e "sem réus" Pinto Monteiro deu ainda como "aspeto negativo" da imprensa portuguesa o facto de fazer juízos de opinião quando devia limitar-se apenas aos factos, criticando, ao mesmo tempo, a falta de investigação criminal jornalística em Portugal. 
- "Uma coisa é a imprensa investigar, mas a investigação criminal em Portugal, por parte da Comunicação Social, é muito pequena. Passa mais pelo telefonema e pelas fontes anónimas, que muitas vezes não existem, do que propriamente pela investigação", afirmou. "Mas quando a comunicação social faz uma acusação contra A, B ou C, essa acusação fica para toda a vida. Vem-se depois a provar que não há crime, vem-se a provar que nem sequer se instaurou processo ou que se instaurou um e o julgamento resultou em absolvição", acrescentou Pinto Monteiro. 

"É verdade que o tempo da comunicação social é quase imediato e o da Justiça é lento e demorado. Percebo que a comunicação social tem de dar a notícia sobre o acontecimento, que não pode esperar pelo decurso do tribunal, mas tem de ter, pelo menos, um princípio de razoabilidade, para não se dar uma notícia, muitas vezes sem qualquer base, só porque se ouviu dizer ou por fonte anónima. Isso é uma condenação feita", sublinhou o PGR português. Para Pinto Monteiro, "um dos males" que há em Portugal desde o 25 de abril de 1974, "que felizmente acabou a censura e estabeleceu a liberdade de imprensa", é "ter pegado a moda de tentar resolver problemas políticos através de processos" judiciais. 

 "Se se quer perseguir um adversário político, levanta-se uma suspeição, que dá muitas vezes origem a um processo judicial. Se não dá, acusa-se depois os tribunais de não dar. E uma pessoa fica condenada para toda a vida. Tem de haver uma consciência ética de jornalista e de responsabilização, que não há nenhuma. De uma forma geral, não a tenho visto", referiu. Como "aspeto positivo" da intervenção da comunicação social na Justiça, Pinto Monteiro ressalvou o papel na denúncia da violência doméstica, nas escolas ou contra idosos. 
-"A posição da comunicação social tem sido boa no sentido de denunciar os crimes. Foram os meios de comunicação social, com o auxílio da PGR, que puseram a violência escolar nas primeiras páginas dos jornais", exemplificou. No entanto, lembrou os perigos dos "crimes de imitação", recordando que, antes do "25 de abril", o Estado não deixava publicar notícias sobre suicídios. "Sou contra essa censura mas deve haver uma autocensura ética do jornalista" defendeu. 


* Por causa da "justiça" cuscuvilheira é que não há investimento sério em Portugal. É por isso que são os chineses e os árabes compram as nossas coisas pois a corrupção até lhes dá geito. Faltam vir os colombianos e venezuelanos para o ramalhete ficar mais composto.


 .
 .

HOJE NO

"RECORD"

Nomeação de árbitro turco 
causa desagrado 

A nomeação do árbitro turco Cuneyt Çakir para a meia-final do Europeu foi recebida com muito desagrado pela comitiva portuguesa. 

Os responsáveis pela Seleção Nacional acolheram a notícia com surpresa e simultaneamente até com alguma revolta, atendendo às relações que são conhecidas nos meandros do futebol internacional e que identificam espanhóis a turcos em muitas situações em que “nuestros hermanos” saíram beneficiados. 

Entre os árbitros que Pierluigi Collina manteve em ação no Campeonato da Europa, os portugueses esperavam por uma nomeação mais equilibrada e que não criasse polémica. No entanto, não foi isso que aconteceu. 







* Se perdermos com a Espanha que este mau estar não seja uma justificação antecipada. 
PORTUGAL VAI GANHAR


.