quinta-feira, 17 de maio de 2012

UMA GRAÇA PARA O FIM DO DIA


  UMA SANTA AULA DE HISTÓRIA


 
 No liceu, numa aula de História, o professor pergunta ao aluno:
- Diga-me, menino Augusto, qual foi o português que, ao longo da sua vida, lidou mais de perto com os Santos?
 
O aluno pensa durante alguns momentos, respondendo por fim:
- Foi Henrique Galvão, senhor professor!
- Ora essa! - admirou-se o professor. Então porquê?

 O aluno:
- Porque nasceu em Santa Isabel, no dia de Santo Hilário. Foi baptizado no dia de Santa Catarina e frequentou a escola de Santa Filomena. Morava no Campo de Sant'Ana, deu uma queda em Santa Bárbara e foi socorrido no Hospital da Ordem Terceira de São Francisco. Foi preso e julgado no Tribunal de Santa Clara, pelo juiz Santiago. Esteve internado sob prisão no Hospital de Santa Maria, de onde fugiu no dia de Todos os Santos. Assaltou o paquete Santa Maria, ao qual deu o nome de Santa Liberdade. Passou pela Ilha de Santa Lúcia, a caminho de terras de Santa Cruz, fixando residência em São Paulo, na Rua de Santa Teresinha, onde viveu exilado, por causa de um Santo António que vivia em São Bento e era natural de Santa Comba!!!

.

ALMORRÓIDA NADA FÓBICA

 .

Organizações LGBT e gay friendly
 elegem figuras mais homofóbicas 
Pedro Medina, Isilda Pegado, José Marques Teixeira
 e José António Saraiva entre os visados 


As organizações nacionais de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais e Transgéneros (LGBT) e grupos gay friendly assinalam este ano o Dia Internacional contra a Homofobia com a criação de um prémio para as figuras portuguesas que mais se distinguem pela “perseguição ideológica, intolerância contra a diversidade e pela sua homofobia, contra a cidadania”.

 Os deputados Pedro Medina e Isilda Pegado, o jornalista José António Saraiva e o psiquiatra José Marques Teixeira são os primeiros visados. António Serzedelo, presidente do Opus Gay, adiantou ao i que o prémio “Limão-Palmatoadas” é inspirado na iniciativa brasileira Pau de Sebo, este ano na 22.a edição. Passará a ser atribuído anualmente e conta com o apoio de grupos gay friendly para chamar a atenção dos heterossexuais para uma “luta de todos, por ser dos direitos humanos, e não exclusivamente da comunidade LGBT”. O deputado açoriano Pedro Medina (CDS/PP Açores) é distinguido com o primeiro lugar. 

Em comunicado, os promotores do prémio referem um requerimento entregue no parlamento açoriano em que Medina “evoca pretensas razões culturais, sociais e até religiosas para criticar a disponibilidade do executivo socialista regional para patrocinar o primeiro evento Gay Pride dos Açores, que se realiza em Setembro em S. Miguel”. 

Em segundo lugar surge a presidente da Federação Portuguesa pela Vida, Isilda Pegado, distinguida por pretender lançar uma petição para que sejam revistas as “leis fracturantes” aprovadas nos últimos anos. No comunicado seguem-se as críticas ao director do semanário “Sol”, José António Saraiva, com referência ao artigo “Homossexuais Contestatários”, publicado a 9 de Abril. Nesta opinião, o arquitecto associa a homossexualidade a um “fenómeno de moda”. 
 O quarto lugar é atribuído ao psiquiatra José Marques Teixeira, pelas declarações ao “Público” em 2009. Os promotores recordam que o presidente do Colégio da Especialidade de Psiquiatria defendia ser possível dar resposta médica a um homossexual que peça ajuda para mudar de orientação sexual. 




IN "i" 
17/05/12 

.
-

HÁ 140 ANOS 



JÁ ERA  ASSIM



 Enviado por JOPÊ
.

ALMORRÓIDA INTELIGENTE




Jovens criam dispositivo
 para prevenir incêndios 

 O Agrupamento de Escolas de São Gonçalo, em Torres Vedras, concorre este ano ao prémio Ciência na Escola com um equipamento que permite captar imagens de incêndios e ajudar os bombeiros a melhor coordenar os meios de combate. O protótipo é composto por uma câmara instalada num dispositivo móvel e comandada à distância por controlo remoto através de redes digitais sem fios. Daí, as imagens são enviadas também através de redes digitais sem fios para outro equipamento, um computador adaptado à funcionalidade e instalado num posto fixo, onde são transmitidas as imagens.
O projecto foi criado por uma centena de alunos do 9.º ano da escola, com o intuito de despertar nos jovens o gosto pela ciência e tecnologia. Duarte Silva, 14 anos, foi um dos autores e explica à agência Lusa que a 'engenhoca' foi criada porque não só o tema do prémio é este ano a preservação dos recursos naturais, mas também porque a ideia era criar tecnologia para "ajudar os outros", neste caso os bombeiros. Em vez de uma única câmara, os bombeiros poderão dispor de várias, instaladas em pontos diferentes, com o intuito de observar manchas florestais e prevenir incêndios ou controlar várias frentes de um incêndio. 

O equipamento é aparentemente inovador e útil para os bombeiros. "É um projecto bastante interessante, dado que permite ao posto de comando receber em tempo real imagens de um fogo, definir melhor a estratégia de combate e dar mais atenção à segurança dos bombeiros na frente de fogo, reposicionando os veículos", afirma Fernando Barão, comandante da corporação de Torres Vedras. 

 O protótipo foi construído com materiais reutilizados que, após desmontados, voltaram a ser montados e a ganhar uma nova vida, com a construção de novo hardware e software, explica o professor coordenador do projecto. Jaime Rei adianta que, concebido o protótipo, a escola está disponível para oferecer a ideia a uma empresa que possa fabricar este equipamento e colocá-lo no mercado, ao dispor dos agentes de Protecção Civil. Em 2008, o agrupamento foi o vencedor do prémio Ciência na Escola, promovido pelo Ministério da Educação, Banco Espírito Santo e Fundação Emídio Pinho.



 IN "CORREIO DA MANHÃ"
17/05/12 

.
.

TIJOLO ECOLÓGICO/2

------------------------------


.
 .

HOJE NO
"DIÁRIO ECONÓMICO"

Há 24 anos que não havia tão poucas pessoas a trabalhar no País

A taxa de desemprego em Portugal atingiu um novo recorde no trimestre: 14,9%. É preciso recuar a 1988, quando Cavaco Silva era primeiro-ministro e George Michael liderava os tops com o single ‘Faith', para encontrar um ano com tão poucos trabalhadores em Portugal, face ao conjunto das pessoas disponíveis. 
Os dados revelados ontem pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) mostram que há apenas 4.662,5 mil trabalhadores - um número que representa pouco mais de metade da população em idade activa (com mais de 15 anos, nove milhões de pessoas). 
 Os desempregados, pelo contrário, nunca foram tantos. O grupo dos trabalhadores está cada vez mais magro - e, entre os que trabalham, bem mais de metade (63,5%) ganha menos de 900 euros. Além disso, trimestre após trimestre a população empregada tem vindo a cair - uma tendência que no longo prazo pode ser explicada pelo envelhecimento da população, mas que no curto prazo está a ser acentuada pela subida do desemprego. 
EM SEIS ANOS MAIS QUE DUPLICOU

Face ao conjunto da população em idade activa, há 24 anos que o número de trabalhadores não era tão baixo. São 51,7% do total. Em termos absolutos, o número de empregados está ao nível do registado em 1997, mas nesse ano a população em idade activa também era mais baixa. Agora, trata-se antes de uma destruição líquida de postos de trabalho, com o consequente aumento dos desempregados. 

O INE registou menos 203,5 mil empregos no primeiro trimestre deste ano, face ao mesmo período de 2011. A consequência foi um aumento do número de desempregados para valores nunca vistos: há 819,3 mil pessoas activamente à procura de trabalho. 


* Quando a taxa chegar aos 20% queremos ver o que os iluminados da economia dizem....

.m
-


ASSÉDIO NO 
EXÉRCITO AMERICANO




.
.


 BOA IDEIA!!!






.
 .



HOJE NO
"O PRIMEIRO DE JANEIRO"

Na primeira quinzena
Número de reclusos aumenta em Maio 

 O número de reclusos nas prisões portugueses aumentou na primeira quinzena de maio, situando-se a população prisional nos 13.200, segundo as estatísticas quinzenais da Direcção-Geral dos Serviços Prisionais. 

 A taxa de ocupação nas prisões é atualmente de 109,3 por cento, sendo nos estabelecimentos prisionais regionais de 138,2 e nos centrais de 107,5. 






* Um atoleiro sem condições para recuperar pessoas, há muitos criminosos que não estão presos...

.
-



VAMOS DANÇAR

                          LINDY HOP


 

Interpretado por Whitey's Lindy Hoppers from the film Helzapoppin

Lindy Hop é uma dança que surgiu entre 1920 e 1930, no Harlem em New York, como uma mistura de outras danças: o breakaway, o Charleston e o sapateado. Ele é dançado ao som principalmente de swing das Big Bands. O nome "lindy hop" surgiu do primeiro vôo solo cruzando o Oceano Atlântico, realizado em 1927 por Charles Lindbergh. O feito teve tanto êxito e repercussão que Lindbergh tornou-se imediatamente herói nacional. Devido à coincidência com o surgimento dos primeiros movimentos da crazy dance, esta foi batizada de lindy (de Lindbergh) e hop (salto, pulo). E foi do lindy hop, de sua enorme riqueza coreográfica, de seus loucos passos aéreos e solos que, mais tarde, a partir dos anos 50, surgiram os mais diferentes estilos de rock and roll e swing, como o jive, o rock acrobático e outras variações.

Se depois de ver esta exibição notável trocou os olhos, visione outra vez que eles "destrocam-se"! 

.

-

TÁ BEM DE VER














 ..
 .


HOJE NO
"CORREIO DA MANHÃ"

Quinze regiões de Portugal 
com radiação UV muito alta 

 Quinze regiões de Portugal apresentam esta quinta-feira um valor muito alto de radiação ultravioleta (UV), segundo dados do Instituto de Meteorologia (IM). Com o nível muito alto, o IM aconselha a utilização de óculos de Sol com filtro UV, chapéu, t-shirt, guarda-sol, protector solar, sublinhando igualmente que se deve evitar a exposição das crianças ao Sol. 
As Penhas Douradas, a Guarda e Faro, com um índice de 10, acabam por se destacar entre as 15 regiões que apresentam um valor muito alto de radiação ultravioleta, cujos valores variam entre o índice oito e 10. A radiação ultravioleta pode causar graves prejuízos para a saúde, se o nível de UV exceder os limites de segurança, de acordo com informação disponível no site do IM. 

O índice desta radiação apresenta cinco níveis, entre o baixo e o extremo, consoante o índice que chega ao 11. O IM prevê para Portugal continental céu pouco nublado, apresentando-se em geral muito nublado no litoral oeste até meio da manhã e no litoral a norte do cabo Raso para o final do dia, e possibilidade de ocorrência de chuvisco no litoral a norte do cabo Mondego até meio da manhã.

 Prevê igualmente o aumento temporário de nebulosidade durante a tarde nas regiões do interior, onde há possibilidade de ocorrência de aguaceiros e trovoada, e a descida da temperatura máxima, sendo acentuada no litoral oeste. Em Faro prevê-se uma temperatura máxima de 26º Celsius, em Lisboa de 25º e no Porto de 20º.


 * O SOL TAMBÉM MATA!!!


 .

ADRIANO MOREIRA


  

Os oráculos dispensáveis 

Por muito que a vida habitual tivesse uma promessa nas revoluções promissoras de futuros mais felizes, a programação dos princípios necessários e das práticas indispensáveis eram regularmente expressas em textos normativos que serviam de memória, de referência e também de informação. 

A desordem que os factos introduziram na ordem prometida pelos generosos textos do fim da Segunda Guerra Mundial viu progressivamente florescerem os centros de poder mais adivinhados do que conhecidos, e, por outro lado, mas estes mais visíveis na intervenção, os oráculos délficos de curto prazo, que em regra são inspirados por deuses sem boa intenção e com humildade. 

Sem boa intenção porque cuidam de anunciar agravos sobre o futuro dos povos, e humildes porque em cada dia corrigem facilmente os erros de vésperas, e de regra para enegrecer o nível das notícias desanimadoras. Tornam-se mais conhecidas as agências de avaliação, às quais os fiéis pagam os tributos indispensáveis para lhes animar a criatividade, não esperando que sejam condicionadas pelo tempo e hora do exercício da função de anunciadores. 

Na tremenda crise que nos envolve, é por isso que a coincidência dos discursos divinatórios com as datas em que fragilizam inevitavelmente os esforços dos países que mais são objeto da debilitação financeira, continua acreditada como sabedoria que decorre certamente de um livre exercício das regras das artes, e não das oferendas dos, ao mesmo tempo vítimas e fiéis, que lhes financiam a atividade.

 Conhecem-se sugestões no sentido de aumentar a concorrência pela criação de outras redes mais fiáveis, de intenção mais bem orientada para os interesses europeus, designadamente dos países mais atingidos pela crise, mas poucas se conhecem no sentido de deixar de pagar tributo às existentes, o que pode significar respeito pelos deuses desconhecidos que as inspiram. 

Em todo o caso, ainda que mantendo o nível do custo das propinas, seria mais de esperar uma capacidade de previsão a longo prazo, do que uma febre discursiva que por vezes nem sequer facilita entender uma profecia antes que apareça outra, mais urgente, mais destrutiva de vontades, de esperança, e de confiança na solidez dos fundamentos. De vez em quando, uma sede mais autorizada e reconhecida pela ordem que ainda consegue subsistir, como é o caso, por exemplo, do FMI, avisa também o mundo dos negrumes do futuro, mas a articulação do discurso oficial com as mensagens dos oráculos nem sequer ajuda o público destinatário a conseguir assumir uma linha média de conduta credível, tudo com irremediável descrédito para a pregada convicção de que as autoestradas da informação contribuíram para criar uma opinião pública responsável e sabedora, capaz de escolher lideranças fiáveis e programas credíveis que ajudem à superação da crise com um civismo que aceite ordeiramente os sacrifícios, como quem aceita tomar lugar numa frente de combate. 

A UNESCO teve uma das suas primeiras e graves crises no século passado, quando o problema de opinião pública mundializada não era tão premente, ao exigir uma regulação que preservasse o Sul pobre do mundo, dos abusos do poder informativo do norte rico, o que lhe custou a retirada dos EUA e da sua contribuição orçamental. 

 Não foi uma lição de autenticidade da ordem internacional, mas foi um aviso no sentido de reforçar as capacidades preventivas dos atingidos. 

 Nesta ocasião em que o globalismo é o facto, impor uma disciplina aos oráculos, que apenas favorecem fiéis desconhecidos, já não é apenas uma exigência do Sul pobre, é uma urgência da mundialização da desordem, que permite a extensão da falência dos Estados e das sociedades civis. 

 Os oráculos da dívida soberana não avisaram atempadamente da crise mundial que nascia à sua porta de residência e nacionalidade, e que se tornaria mundial, acompanhada, por vezes, da imputação da culpa a terceiros. 

Talvez fosse aconselhável recolherem exclusivamente ao trabalho doméstico, dando finalmente espaço à intervenção dos órgãos responsáveis pela ordem mundial, que ainda não foram chamados.



 IN "DIÁRIO DE NOTÍCIAS" 
 15/05/12 

.
.
FRASE DA DÉCADA 
 (IRRETOCÁVEL)

"Antigamente os cartazes nas ruas, com rosto de criminosos ofereciam recompensas; hoje em dia, pedem votos".

.


HOJE NO
"DIÁRIO DE NOTÍCIAS"

Testemunha admite que 
"calou" parte do que sabia 

O engenheiro da REN Andrade Lopes, testemunha da 'Face Oculta', admitiu hoje no tribunal de Aveiro que escondeu à PJ e ao juiz de instrução informações relevantes para o processo, alegando que lhe faltou então "coragem" para falar abertamente.

 "Não me senti, na altura, com coragem suficiente para o dizer", argumentou Andrade Lopes, justificando deste modo porque é que só em audiência associou o topo da hierarquia da REN a algumas pressões para favorecer o sucateiro Manuel Godinho. "O clima na altura era muito pesado", acrescentou, depois de ser confrontado, a requerimento das defesas de José Penedos e Vítor Batista (antigos presidente e diretor-geral da REN), com "manifestas contradições e evidentes discrepâncias" entre o que disse em audiência e o que afirmou em fases anteriores do processo. 

Em audiência, Andrade Lopes afirmou, por exemplo, ter-se sentido "incomodado" porque a sua chefe, Maria José Clara, teria sido pressionada, alegadamente pela administração da REN, "para que se arranjassem resíduos" que pudessem ser removidos pelas empresas de Manuel Godinho, o que antes omitira. Espera-se agora que Maria José Clara, a próxima testemunha que o tribunal de Aveiro vai inquirir, clarifique este ponto. Andrade Lopes, que está a ser ouvido há quatro sessões, tem optado por um tom cauteloso ("admito que", foi a expressão mais usada), apesar de garantir que apontava praticamente tudo e de chegar a fornecer ao tribunal diversos dossiês com notas pessoas sobre o processo. 
ANA PAULA VITORINO,  MULHER SEM MEDO

A testemunha tinha a seu cargo na REN, em 2009, a central da Tapada do Outeiro e reportava ao ex-director-geral Vítor Baptista, acusado neste processo por corrupção e participação económica. O processo 'Face Oculta' está relacionado com uma alegada rede de corrupção que teria como objetivo o favorecimento do grupo empresarial do sucateiro Manuel Godinho nos negócios com empresas do sector empresarial do Estado e privadas.



 * Nós compreendemos o medo de falar com clareza, não recriminamos, é  que o dinheiro pode trazer a morte por encomenda e os arguidos estão cheios de dinheiro!

.
.




3 » PEQUENO GRÃO DE AREIA





MUm documentário que todos os professores do mundo deveriam ver. 
"Grain of sand" fala sobre a luta dos professores de Oaxaca no México, país governado há mais de 70 anos pelo PRI, famoso pela corrupção e alinhamento aos interesses dos EUA . 
O filme trata de como a destruição da educação é um projeto articulado a partir de diretrizes internacionais. Há poucos anos, alunos, pais e professores fizeram passeatas contra a privatização das escolas técnicas, exigência do Banco Mundial e FMI. O Governo respondeu fechando-as de imediato. Quando os professores e alunos ocuparam estas escolas, foram presos e torturados em prisões de segurança máxima. Centenas de professores estão mortos ou desaparecidos no país. 
As políticas implementadas na educação mexicana são as mesmas que muitas vezes vemos travestidas de "modernas" em muitos Estados do Brasil. O filme proporciona excelentes discussões sobre o que representa a educação na sociedade capitalista neoliberal. 
O baixo nível das escolas para a população não é um produto da incompetência, mas sim da conivência para formar um geração de semi-escravos, de mão-de-obra barata. Nas palavras de Eduardo Galeano, "Este é um sistema que arrebenta tudo o que toca: destrói em pedaços; e que nos ensina que se vive para TER e que se vive para trabalhar, em vez de viver para SER" 
-

 É CAPAZ DE 
ENCONTRAR DIFERENÇAS????





 Se acha que encontrou desengane-se

 .
 .

HOJE NO
"RECORD"

Marco Fortes segundo em São Paulo 
PORTUGUÊS LANÇOU 20,03 METROS

 O atleta português Marco Fortes foi esta noite segundo na prova de lançamento do peso do Meeting de São Paulo, no Brasil, ao lançar 20,03 metros. 

A prova foi ganha pelo argentino German Lauro, que obteve 20,31 metros, mais um centímetro que no Meeting de Uberlândia, de domingo passado, no qual também saiu vencedor. Marco Fortes lançara então a 20,27 metros. 

A prova desta quarta-feira (madrugada de quinta em Portugal) teve apenas quatro ensaios e o atleta português conseguiu, sucessivamente, 19,79 metros, 20,03 metros, 19,45 metros e 19,93 metros. O terceiro na prova foi o cubano Carlos Veliz, com 19,73 metros. 


* Trabalhador incansável!

.
.

AS 100 MELHORES 
CANÇÕES DOS ANOS 80
(PARA A NME)
 .
Nº 85
TEARDROPS
WOMACK AND WOMAC




.
-

 SÃO ESTES 
QUE NOS VÃO À PEIDA 
DE MUITA MANEIRA





.
 .


HOJE NO
"JORNAL DE NOTÍCIAS"


Quarta avaliação da 'troika' pode dar
 mais quatro mil milhões a Portugal

 O Ministério das Finanças informou, esta quinta-feira, que a quarta avaliação do Programa de Assistência Económica e Financeira pela 'troika' começa na próxima terça-feira, dia 22, e durará aproximadamente duas semanas. 

Naquela que será quarta avaliação do programa pelo Fundo Monetário Internacional, Comissão Europeia e Banco Central Europeu, estarão em causa quatro mil milhões de euros da quinta 'tranche' do empréstimo internacional de 78 mil milhões de euros. 

Dos temas que já se conhecem que estarão em cima da mesa, questões orçamentais e contas públicas estarão em grande foco, o forte crescimento para além do previsto da taxa de desemprego e o seu efeito nas contas da Segurança Social. A situação da Grécia, o financiamento à economia e o progresso no corte das elevadas margens de retorno no setor elétrico (as chamadas rendas excessivas na eletricidade) são outros temas que deverão ser debatidos durante a reunião.


 * Não percebemos o título da notícia, pelos quatro mil milhões vamos pagar mais de seis mil milhões, isto é "dar" ou agiotagem???

.
 .

PRINCÍPIO DE
ARQUIMEDES





.
 .



HOJE NO
"JORNAL DE NEGÓCIOS"

Corretoras estão a deixar de aceitar subscrição de acções do Facebook 

Vários intermediários financeiros estão a deixar de aceitar ordens de subscrição de acções da rede social mais popular do mundo, cujos títulos serão amanhã admitidos à negociação.

 A TD Ameritrade e a corretora da Fidelity já deixaram de aceitar pedidos de subscrição de acções do Facebook, segundo a Reuters que cita representantes da empresa. Além destas, o banco de investimento Morgan Stanley também fez o mesmo, segundo apurou a agência noticiosa e a E*Trade Financial anunciou ontem à tarde que deixou de aceitar subscrições. 

O mesmo se pode dizer da Wells Fargo Advisers. A entrada para a bolsa do Facebook tem sido muito antecipada. A rede social, que é líder do mercado, tem quase mil milhões de utilizadores e conseguiu receitas de quatro mil milhões dólares no ano passado. A oferta que normalmente só está disponível a investidores institucionais está atrair as atenções de muitos investidores. Na segunda-feira, o Morgan Stanley anunciou que ia limitar o número de acções a subscrever por investidor a 500 títulos, tornando-as acessíveis a um universo maior de investidores, revela a Reuters que cita um conselheiro financeiro do Morgan Stanley. “Foi uma corrida louca” disse o responsável do Morgan Stanley à agência noticiosa. 

Houve apenas dois dias para contactar clientes e deixá-los tratar da “extensa papelada”, referiu. Alguns clientes não conseguiram submeter as ordens de subscrição inicial a tempo.



 * Jamais compraríamos acções duma empresa cujo objectivo é o estupro da privacidade do cidadão. Confrangedor é que o cidadão não se importa. 
Veja a seguir.





 .
-


Dos fracos 
não reza a história...






.

HOJE NO
"DESTAK"

GNR desmantela duas redes de tráfico
 de heroína e detém nove suspeitos 

 A GNR desmantelou hoje duas redes de tráfico de heroína que operavam na região do Algarve, durante uma operação em que foram detidas nove pessoas e apreendida elevada quantidade de droga, disse à Lusa fonte policial. 

 A operação, que ainda estava em curso às 11:00, decorre desde a madrugada de hoje em cinco locais do concelho de Loulé, Algarve, e numa povoação da área metropolitana de Lisboa que a mesma fonte se escusou a revelar. Três das buscas referem-se a um processo e as restantes três a outro, ambos em fase final de investigação. 
AJUSTE DE CONTAS DE TRAFICANTES NO BRASIL

* Apesar de mal pagos e pouco respeitados, os elementos das forças de segurança mantém um bom nível de eficácia no combate ao crime, se tivessem melhores condições...só que os donos do dinheiro não querem!!! 

.
-



DOUTRO SÉCULO



O AMERICANO (TRACÇÃO ANIMAL)

UM DOS PRIMEIROS A MOTOR


COM A PRIMEIRA PINTURA A VERDE


COM A PINTURA ACTUAL

UM MODELO SÓ DE UM PISO MAIS MODERNO QUE O ANTERIOR, TINHA DUAS PORTAS POR ONDE CIRCULAVA OS PASSAGEIROS


O MESMO AUTOCARRO PINTADO DE LARANJA

O PRIMEIRO MODELO PARA VÁRIOS PERCURSOS TURÍSTICOS EM LISBOA



O MODELO SEGUINTE

DOS PRIMEIROS AUTOCARROS DE DOIS ANDARES APENAS COM UMA PORTA ATRÁS



O MODELO SEGUINTE EM QUE A PORTA É À FRENTE

UMA VERSÃO AINDA MAIS MODERNA, COM UMA PORTA E UMA COR DIFERENTE

  UM AUTOCARRO, VEÍCULO LONGO, QUE  PARECE TER AINDA CIRCULADO NO SEC XXI


.

 .

HOJE NO
"i"

Contratados a prazo pagam fatia de leão do desemprego recorde 
Valem só 20% dos trabalhadores por conta 
de outrem, mas são os que mais contribuem
 para a subida do desemprego 

A taxa de desemprego em Portugal subiu para um novo recorde de 14,9% no primeiro trimestre do ano, reflectindo a tendência de forte destruição de postos de trabalho com vínculos a prazo, sugerem os dados publicados ontem pelo Instituto Nacional de Estatística (INE).
  Os trabalhadores contratados a prazo são apenas um quinto do total de trabalhadores por conta de outrem, mas é desta esfera menos protegida pela lei laboral que estão a sair mais pessoas para o desemprego, segundo dados a que o i teve acesso. Nos primeiros três meses do ano saíram cerca de 60 mil contratados a prazo para o desemprego, mais 12 mil que o registado pela esfera de trabalhadores com contratos sem termo. O regresso ao emprego é também feito sobretudo com recurso a contratos a prazo (mais do dobro dos permanentes). 

A repartição desigual da sangria recorde no mercado de trabalho – que entre desencorajados (disponíveis para trabalhar mas que deixaram de procurar emprego) e desempregados abrange mais de um milhão de pessoas – é típica em contextos de recessão e mercados laborais segmentados entre mais e menos protegidos. A incidência dos contratos a prazo é bastante maior entre os jovens, facto que ajuda a explicar o aumento do desemprego neste escalão (ver caixas). 

O agravamento do desemprego para quase 15% está em linha com as previsões dos economistas para o conjunto de 2012. “É um número preocupante e que terá tendência ainda a aumentar, acompanhando o ciclo económico”, afirma Paula Carvalho, economista do Banco BPI, que admite que a previsão anual de 15% parece agora “conservadora”. A subida de 14% para 14,9% segue-se ao salto sem paralelo no último trimestre (de 12,4% para 14%) e está a surpreender o governo e a troika. A semana passada, o ministro das Finanças, Vítor Gaspar, anunciou que o governo está a estudar com o Banco de Portugal e o FMI as razões para a subida mais rápido que o esperado. 

O facto de o choque no mercado interno ser considerado permanente pelos empregadores, aliado ao cerco total às empresas (menos crédito, prazos de pagamento dilatados, menos procura) são duas das razões apontadas pelos especialistas. 


* Infinitamente precários...há ainda uma outra razão para este absurdo desemprego, é a cultura  feudal/ /empresarial  dos patrões portugueses.

 .
.



MAIS PARA OS OLHOS




DO QUE PARA AS UNHAS












c