terça-feira, 15 de maio de 2012

UMA GRAÇA PARA O FIM DO DIA


 .
O preso que não me respeitar...

O Novo director da cadeia de Viana (Luanda) foi entrevistado em Fevereiro 2012, em directo pela Televisão Pública de Angola.  Aqui vai uma das muitas pérolas proferidas :)

Pergunta: O Sr. Acha que aguentará essa responsabilidade? 
Resposta: Sim. Comigo não haverá brincadeiras. Não admito abusos.  O preso que não me respeitar vai para a rua!

.

ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA 
DE LEUCEMIAS E LINFOMAS




Inscreva-se como sóci@ da APLL por apenas € 5/ano. As verbas que recolhidas através dos novos sócios ou donativos revertem integralmente a favor dos doentes: oferecemos pijamas, uma vez que o tratamento de quimio e radioterapia os leva a transpirar imenso, pelo que têm de trocar de pijama várias vezes ao dia; oferecemos um plafond de 200/250 euros/mês, conforme o caso, para compra de medicamentos em farmácia por doentes carênciados, que permitam complementar o tratamento ambulatório - estes casos são analisados pela assistente social do IPO do Porto e remetidos para a APLL.

Dadores de Sangue

As colheitas de sangue podem salvar vidas. Os doentes sujeitos a tratamentos de quimio, rádio e imunoterapia precisam, muitas vezes, de transfusões de sangue aquando do tratamento.

Dadores de Medula

O registo como dador de medula óssea não traz benefícios directos ao dador. No caso de se encontrar um dador compatível com um doente que precise de transplante, o dador poderá, ou não avançar com o processo de dádiva. Nos dias de hoje, o processo é extremamente simples e indolor, podendo ajudar a salvar uma vida.

Associação Portuguesa 
de Leucemias e Linfomas
Clinica Oncohematologia
R. Dr. António Bernardino de Almeida,
4200-072 Porto
Tel. 225 084 000 - ext. 3100 | 93 440 50 12
E-mail: geral@apll.org

Associação Portuguesa Contra a Leucemia
Rua D. Pedro V - nº 128
1250-095 Lisboa
Tel: 213 422 204/05
Fax: 213 422 206
E-mail: apcl@contraleucemia.org | 
Web: http://www.contraleucemia.org

CEDACE – Registo Português 
de Dadores de Medula Óssea
Centro de Histocompatibilidade do Norte
Pavilhão "Maria Fernanda"
R. Dr. Roberto Frias
4200-467 Porto
Tel: 225 573 470
Fax: 225 501 101
.
.

MÃES PODEROSAS




Domingo celebrou-se o Dia da Mãe nos Estados Unidos e, para assinalar a data, a revista Forbes decidiu publicar a lista das 20 mães mais poderosas do mundo. Hillary Clinton, a Secretária de Estado de Obama, ocupa a liderança da tabela. A norte-americana é mãe de Chelsea Clinton, de 32 anos.



 FONTE  "DIÁRIO DE NOTÍCIAS"
.
 .

EFEITO AXE



.

.



1-SEXUALIDADE


 A DOIS





Esta série traz  a sexualidade retratada num tom festivaleiro, mete pessoas de bata branca para parecer científica, é uma curiosidade para esta hora da noite, não é obrigado a ver, mas se é um pouco fetichista...ou "cusca"...


 .
.

  MIGUEL CADILHE

.

  EX-MINISTRO DAS FINANÇAS, 

EX-PRESIDENTE DO BPN

.

(SOBRE A VENDA PELO ESTADO DO BPN AO BIC) 

.

"Vendo por fora, não venderia por 40 milhões de euros com as condições contratuais que acompanham esse preço"

.

IN "VISÃO" - 15/05/12

 .

HOJE NO
"JORNAL DE NOTÍCIAS"

Governo vai ter 2000 casas com 
rendas sociais até ao fim do ano 

 O Governo vai disponibilizar duas mil casas com rendas sociais até ao final do ano. A iniciativa está inscrita no programa de emergência social e os detalhes foram revelados, esta terça-feira, pelo líder do BES, Ricardo Salgado. 

Os imóveis serão colocados num fundo de arrendamento pelos maiores bancos nacionais e estão distribuídos por cem municípios. O objectivo é apoiar as famílias que, apesar de terem rendimentos superiores ao nível de atribuição de habitação social, não dispõem de condições para pagar as rendas actualmente em vigor. As rendas terão um valor entre 20 e 30% aos praticados no mercado. 

Os contratos terão a duração de cinco anos com a opção de compra no mercado. Se o BES já colocou 180 habitações no fundo, um número que deverá subir para 400 até ao final do ano. O banco gerido por Ricardo Salgado também já reestruturou a dívida de 7700 famílias com crédito à habitação desde 2008. 





* Gato escondido com o rabo de fora, nunca ouvimos falar de "filantropia banqueira" aos maiores usurários deste país.

.
-


II . O MUNDO 



SEM NINGUÉM


  4 - epidemia


video

 Os episódios anteriores foram editados nas terças-feira precedentes à mesma hora.


.

 

HOJE NO
"DIÁRIO DE NOTÍCIAS"

ANF atenta a acordo entre Governo
 e indústria farmacêutica 

O presidente da Associação Nacional das Farmácias (ANF), João Cordeiro, manifestou hoje "cautela e desconfiança" face ao acordo assinado entre o Governo e a indústria farmacêutica, frisando que "não se conhecem as contas" dos cinco anteriores protocolos. "Com cautela e com alguma desconfiança mesmo. 

Na medida em que há o exemplo dos cinco acordos anteriores dos quais ainda não foram apresentadas contas públicas do que é que a indústria farmacêutica devolveu ao ministério da Saúde", afirmou, no final de uma reunião com o secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa, na sede daquele partido, em Lisboa. 

 João Cordeiro respondia a perguntas dos jornalistas sobre a posição da ANF face ao acordo assinado segunda-feira entre os ministérios da Saúde, da Economia e das Finanças e a Associação Portuguesa da Indústria Farmacêutica. 
 O acordo prevê uma redução da despesa pública do mercado hospitalar em 170 milhões de euros e de 130 milhões de euros em ambulatório. Por seu lado, o Governo compromete-se ao pagamento de 60 por cento das dívidas ao setor em 2012. Ressalvando que ainda não conhece o documento, João Cordeiro sublinhou que a ANF tem "algumas dificuldades" em perceber que se insista numa solução sem que se saiba "os resultados dos anteriores cinco acordos". 

"Qualquer das maneiras, tudo o que seja no sentido do controle da despesa hospitalar para nós é positivo e apoiaremos. Vamos ler com muita atenção o acordo e gostaríamos que este ministro tivesse mais sucesso que os anteriores ministros na relação com a indústria farmacêutica", disse. No final da reunião, o secretário-geral do PCP afirmou acompanhar a posição da ANF face ao acordo assinado, considerando que "há aqui um grande ponto de interrogação". "Os protocolos que têm sido assinados, a verdade é esta, nós conhecemos o conteúdo dos protocolos mas nunca os sucessivos governos deram contas aos portugueses dos resultados", disse. 

* Quem verdadeiramente está lixado é o utente, farmaceuticos, industriais e governantes safam-se muito bem. Bem que desejávamos saber quem vai beneficiar com a redução da despesa...se a redução é feita com perda de qualidade nos cuidados de saúde ou se nas negociatas pela porta do cavalo.

.


.

MAS QUE 




PACHORRA!









.
 .
 

HOJE NO
"RECORD"

FPF chumba alargamento 
PROPOSTA COM PLAYOFF IGUALMENTE RECUSADA 

A direção da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) chumbou o alargamento da primeira Liga de 16 para 18 clubes. Trata-se da segunda vez que o organismo máximo do futebol nacional recusa a proposta da Liga. 
 Numa primeira fase, a mesma contemplava o alargamento através da ausência de descidas de divisão. Desta feita, nem o alargamento com playoff mereceu a aprovação da FPF. O anúncio foi feito esta terça-feira pelo presidente da Liga, Mário Figueiredo, numa curta declaração que se seguiu a uma reunião da direção da FPF e a um outro encontro entre Figueiredo e o seu homólogo na Federação, Fernando Gomes. 
"Foi rejeitado o alargamento pela FPF, mas com o voto contra da Liga", referiu Mário Figueiredo aos jornalistas. 


* O caciquismo dos futebóis levou porrada!!!

.

JOSÉ ANDRADE


 .
 

Quem pergunta não ofende 

Neste tempo político que antecede a “festa dos milagres”, aqui ficam nove interrogações iniciais para uma única exclamação final: 


Descrédito 

Tenho grande consideração e o devido respeito pela figura institucional, que muito prezo, de Presidente do Governo Regional dos Açores. Mas, no caso pessoal do atual titular, tenho (temos) razões para não acreditar em tudo o que diz. Não é por estar em lugar importante que tem sempre razão. Não é por franzir o sobrolho, engrossar a voz e rebuscar as palavras que credibiliza as declarações que profere. A novela do cabo voltou a revelar a sua fibra nesta ótica. Porque é que o homem por detrás do presidente lida mal com a verdade quando ataca para se defender?... 

Dignidade 

Carlos César já tem um lugar importante na história política dos Açores. Por mérito próprio. Ganhou quatro legislaturas consecutivas e fez o que podia em 16 anos de governo. Não devia agora tentar terminar o seu último mandato com dignidade democrática?... 

 Demagogia 

Defender os Açores é gritar contra o Governo da República? Então o Governo Regional levou seis anos de Socratismo sem defender os Açores?... 

 Distração 

O PS nunca se esquece de dizer que os Açores têm problemas por causa do país. Mas nunca se lembra de reconhecer que o país tem problemas por causa do PS. Não foi o camarada José Sócrates que deixou Portugal de mão estendida às exigências da Troika?... 

Desemprego 

Carlos César tanto diz que tudo o que se passa nos Açores tem a ver com o Governo Regional como diz que o Governo Regional não tem nada a ver com a crise que se passa nos Açores. Neste caso, obviamente, a culpa é toda do Governo da República. Então porque é que há mais desemprego nos Açores do que no resto do país?... 

Descaramento 

 “Enquanto o PSD está preocupado com as eleições, o PS Açores está concentrado em combater a crise”. Berto Messias conseguiu dizer isto, nas jornadas parlamentares de Santa Maria, ao lado do deputado Vasco Cordeiro. Mas quem foi que fugiu às suas preocupações governamentais para se concentrar na campanha partidária a meio ano das eleições regionais?... 

Desmentido 

Em vez de fazer um congresso, o PS fez umas páginas de publicidade. Com nomes que supostamente apoiam a candidatura de Vasco Cordeiro a presidente do governo regional. Mas cai por terra o cenário montado quando se conhece, por exemplo, uma carta prontamente enviada a Berta Cabral por um dos nomes desta lista: “Constatei com desagrado ter o meu nome na lista de honra do Dr. Vasco Cordeiro já depois de ter garantido o meu apoio à candidatura da Dra. Berta Cabral que acredito seja a melhor para os Açores nos tempos que correm”. Quantos mais haverão assim?... 

Dinastia 

Carlos César está a tentar fazer esquecer que Vasco Cordeiro (é que) é o candidato do PS a presidente do governo? O líder parece que se candidata a tudo e o candidato parece que não lidera nada. A coisa já está assim tão mal?... 

Dúvida 

O ainda presidente garantiu esta semana ter “bons indicadores que apontam para a estabilização do desemprego no segundo trimestre deste ano”. Oxalá que sim. Mas não foi ele que garantiu há mais de um ano que a crise não chegaria aos Açores?... 

Dinossauro 

O Partido Socialista é governo nos Açores desde o século passado!!! Já chega, obrigado.



 IN "AÇORIANO ORIENTAL" 
 11/05/12 


.
-

  

SEM PALAVRAS






Enviado por TÉTÉ

.
 .


HOJE NO
"JORNAL DE NOTÍCIAS"

Portugal em 25.º lugar 
nos sistemas europeus de saúde

 Portugal surge em 25.º lugar na classificação de sistemas de cuidados de saúde de 34 países europeus, divulgada, esta terça-feira, em Bruxelas, que sublinha os "longos tempos de espera" e os "resultados "medíocres". 
 Com um total de 589 pontos em mil possíveis, no conjunto de 42 indicadores de desempenho, Portugal caiu quatro posições relativamente ao posto que ocupava em 2009, e é agora o sétimo país da União Europeia com pior resultado, surgindo na lista apenas à frente de Lituânia, Polónia, Hungria, Albânia, Macedónia, Letónia, Roménia, Bulgária e Sérvia, país que se encontra na "cauda" da tabela, com 451 pontos. 

No extremo oposto da classificação, a Holanda lidera com 872 pontos em mil possíveis, seguida da Dinamarca (822), da Islândia (799), do Luxemburgo (791) e da Bélgica (783). 

De acordo com Arne Björnberg, o diretor de investigação do Euro Health Consumer Index, inquérito anual dos cuidados de saúde na Europa, "parte-se do princípio que a crise económica dos últimos anos afetou Portugal e, por isso, não seria de esperar grandes melhoras na assistência médica", mas a verdade é que "Portugal estagnou, enquanto outros países melhoraram". 

Segundo o mesmo responsável, Portugal tem bom nível na assistência médica utilizando a internet, mas esta modernização não reflete as condições gerais de assistência médica. "As esperas são demasiado longas e os resultados medíocres", assinala. Como nota positiva, o estudo indica que "o sistema é suficientemente inclusivo e existe um bom acesso a operações cirúrgicas renais e a cataratas". Publicado pela primeira vez em 2005, o índice é compilado pela Health Consumer Powerhouse, uma organização sueca especializada na informação aos consumidores sobre cuidados de saúde, que garante compilar a classificação a partir de um conjunto de estatísticas públicas, sondagens aos utentes e pesquisa independente. 
O índice traduz a classificação anual dos sistemas de saúde nacionais da Europa em cinco áreas: direitos e informação dos pacientes, listas de espera para tratamento, prevenção, âmbito e alcance dos serviços prestados e a área farmacêutica. A classificação abrange os 27 Estados-membros da União Europeia e outros sete países europeus: Islândia, Suíça, Noruega, Croácia, Albânia, Macedónia e Sérvia. 


* As consequências de termos  governos medíocres!!!


 .

 .


6.Como nasceu o nosso


PLANETA



video


.
 .


HOJE NO

"JORNAL DE NEGÓCIOS"


Vítor Gaspar: 
Riscos de incumprimento de programa estão "sobretudo associados" ao exterior 

 O ministro das Finanças, Vítor Gaspar, disse que os riscos de um incumprimento do programa de ajuda externa português estão "sobretudo associados ao enquadramento externo", lembrando o objectivo de regressar aos mercados antes de Setembro de 2013.
"Um país com um programa de ajustamento tem as suas circunstâncias particulares tratadas com enorme detalhe no âmbito desse mesmo programa de ajustamento", afirmou Vítor Gaspar em Bruxelas, lembrando que os parceiros europeus já asseguraram um "mecanismo de seguro" para facilitar o regresso aos mercados em caso de necessidade. 

Vítor Gaspar falava aos jornalistas portugueses no final de um encontro dos titulares das pastas das Finanças dos Estados-membros da Zona Euro centrado na crise política e económica na Grécia.


 * Ele não mente, ela não engana, ele não ludribia, mas vaticina...


.

.

AS 100 MELHORES 
CANÇÕES DOS ANOS 80
(PARA A NME)
 .
Nº 87
ATOMIC
BLONDIE


------------------------------------------  


.

 
HOJE NO
"DESTAK"

Marinho Pinto acusa Governo de criar condições para negócios pouco claros

O Bastonário da Ordem dos Advogados, Marinho Pinto, acusou hoje o Governo de, ao privatizar alguns serviços, criar condições para que prosperem na justiça "negócios pouco claros", tal como aconteceu na saúde. 

No final da audiência, no Palácio de Belém, com o Presidente da República para discutir o projeto do novo mapa judiciário, Marinho Pinto alertou para um novo fenómeno semelhante ao registado na área da saúde: a "privatização" de serviços da justiça. 

"Está a criar-se em Portugal condições para a prosperidade de negócios pouco claros para a indústria da justiça", denunciou o bastonário, garantindo que existem "pessoas que hoje estão a trabalhar sub-repticiamente para que a justiça se transforme num bom negócio para certas entidades e empresas privadas. E a Ordem está contra isso". 


* Sem medo de denunciar.

.
-


5-CORPOS EM GRANDE



  

Estes construtores de físicos demonstram porque têm o culto do corpo. Lamentamos não haver legenda ou locução em português.
ÚLTIMO EPISÓDIO

.
 .

 
HOJE NO
"i"

Relvas admite conhecer Silva Carvalho
. Mas não era “relação estreita”


Ministro diz que não pediu nem recebeu nenhum plano para reestruturação das secretas, mas admite que recebia um clipping diário de informações O ministro adjunto e dos Assuntos Parlamentares referiu hoje no parlamento que conhece Jorge Silva Carvalho, mas que não manteve com este qualquer “relação estreita”. Miguel Relvas está hoje a ser ouvido na primeira comissão parlamentar para esclarecer a relação que mantinha com o ex-director do Serviço de Informações Estratégicas de Defesa (SIED), acusado pelo Ministério Público no caso das secretas. 

Aos deputados, Miguel Relvas diz ter conhecido Silva Carvalho em Abril de 2010 e que os únicos contactos que manteve com Silva Carvalho foram em “locais públicos” e que nunca manteve nenhum outro contacto depois deste ter saído dos serviços secretos, em Novembro de 2010. Relvas admitiu receber do director do SIED o clipping diário de notícias, informação considerada classificada pelo Departamento de Investigação e Acção Penal, noticiada pelo i: “Há duas questões: nunca recebi relatório – recebi um clipping de imprensa de informação aberta. O que recebia recebiam muitas outras pessoas, era uma informação aberta, de imprensa. Quando via aquilo apagava porque não tenho tempo”. Relvas não esclareceu se recebia este clipping depois de Silva Carvalho ter saído das secretas.

 Negou no entanto ter recebido qualquer plano para reforma das secretas. “Nunca recebi nenhum relatório de restruturação dos serviços. Não tenho qualquer relação estreita. Nunca foi meu conselheiro até porque também não teria de ser”, referiu Miguel Relvas. Relvas respondia a peguntas da deputada do Bloco de Esquerda Cecília Honório que o questionou sobre a relação que mantinha com Jorge Silva Carvalho. Depois do Bloco de Esquerda, é o PCP que questiona Silva Carvalho sobre se Relvas recebia o clipping depois de Silva Carvalho sair do SIED, e se "não achava estranho" que isso acontecesse. 


* A relação não podia ser estreita era obesa....e angelical.


.
-


FUNCHAL  À  NOITE



















.
 .


HOJE NO
"A BOLA"

5.027 pessoas no Porto 
na maior aula do Mundo

AVENIDA DOS ALIADOS

Depois dos 4.419 participantes na maior aula de judo do Mundo, realizada no ano passado em Lisboa, Nuno Delgado, antigo praticante da modalidade e medalha de bronze nos Jogos Olímpicos de Sydney em 2000, conseguiu juntar 5.027 alunos, na última segunda-feira, no Porto, segundo a estimativa avançada ao início desta tarde pela organização. Este último número terá de ser homologado pelos responsáveis do Guinness para constar como recorde. 
 

* Uma bela iniciativa de Nuno Delgado 


 .
.


PREIKESTOLEN


-------------------------

Preikestolen (nynorsk) ou Prekestolen (bokmål) (em português significa "Púlpito do Pregador" ou "Rocha do Púlpito") é uma falésia de 604 metros que se ergue sobre o Fiorde de Lyse, em frente ao platô Kjerag, em Forsand, Noruega. O topo da falésia é de aproximadamente 25 por 25 metros, quadrado e quase plano. É uma grande atração turística da Noruega. Durante os quatro meses do verão dezenas de milhar de pessoas percorrem os 3,8 km de caminhada até o Preikestolen, fazendo dele uma das atrações turísticas mais visitadas do país.

 .
 .


HOJE NO
"PÚBLICO"

Recessão no primeiro trimestre
 menos forte que o previsto 

 O produto interno bruto (PIB) português caiu 0,1% no primeiro trimestre face aos três meses precedentes e 2,2% face ao mesmo período de 2011, o que representa uma desaceleração significativa do ritmo da recessão que o país vive há ano e meio. 

 Esta notícia menos má do que se esperava tem no entanto um reverso: foi determinada por um contributo menos negativo da procura interna e menos positivo da procura externa líquida, segundo revelou hoje o INE. O recuo de 0,1% no primeiro trimestre é assim bastante menor que a queda de 1,0% prevista pela Comissão Europeia no seu Boletim de Primavera, divulgado na passada sexta-feira. No entanto, o valor hoje divulgado é uma primeira estimativa rápida do INE, que ainda poderá ser revista. 

O recuo de 0,1% nos primeiros três meses do ano seguiu-se a uma queda brutal de 1,3% do PIB no último trimestre do ano passado (ajudada pelo corte nos subsídios de Natal devido a um imposto extraordinário), que poderá ajudar a explicar o menor recuo agora registado. A queda homóloga no trimestre passado foi também inferior aos 2,9% registados pelo INE para os últimos três meses de 2011. O menor contributo da procura externa líquida entre Janeiro e Março resultou sobretudo de a importação de bens e serviços ter recuado menos do que no quarto trimestre do ano passado. 

Portugal está assim oficialmente em recessão há seis trimestres consecutivos (queda em cadeia do PIB), mas agora com o menor destes valores. Só no segundo trimestre do ano passado o PIB teve uma queda também fraca, de apenas 0,2%.

 O valor hoje conhecido para a recessão no primeiro trimestre dá argumentos ao Governo para defender que a sua previsão de recessão para este ano seja menos negativa que a das instituições internacionais, apesar de o desemprego estar a correr pior que o previsto. Enquanto o executivo de Passos Coelho prevê uma queda do PIB de 3,0% este ano (depois de ter caído 1,6% no ano passado), a Comissão Europeia prevê uma contracção de 3,3%. 


* A notícia é só "menos má", não nos tira qualquer das dificuldades que enfrentamos e os números apresentados desta maneira são esvaziados de realidade. 3,0% da queda do PIB são muitos milhares de milhão de euros que se perdem, fruto da má gestão do governo.


 .
.

16 - SISTEMA NERVOSO





m
 .


HOJE NO
"JORNAL DE NOTÍCIAS"

Maioria dos jovens desempregados não aparecem nas estatísticas oficiais 

Mais de metade dos jovens desempregados não aparecem nas estatísticas porque já desistiram de procurar trabalho. 
 O desemprego entre jovens de 15 a 24 anos está nos 22,6% para a média dos 30 países da OCDE - sete pontos mais que em 2007. Em alguns países, contudo, a situação é muito mais grave: em Espanha e na Grécia a taxa ultrapassa os 50%, em Portugal está nos 36,1%, mas mesmo assim a taxa de desemprego "não reflete toda a realidade", alerta a OCDE.

 "Muitos jovens que abandonaram o sistema de ensino deixaram de aparecer nas estatísticas de emprego", lê-se num comunicado da organização, estimando em 23 milhões o número de jovens sem trabalho. "Mais de metade desistiu de procurar por emprego", afirma o documento. Para a OCDE, há "uma preocupação crescente de que uma proporção significativa e cada vez maior da população esteja em risco de um desemprego ou inactividade prolongados". 

 A OCDE lançou um apelo aos ministros do Trabalho do G20 - que estarão reunidos na quinta-feira no México - para que concentrem os seus esforços na criação de emprego para os jovens. "Os governos devem tratar deste problema social e económico com acções determinadas e concretas", afirmou Angel Gurría, secretário-geral da OCDE. 

Entre as medidas concretas que a OCDE propõe está a redução das contribuições para a segurança social dos empregadores ou subsídios salariais para quem contrate jovens. 

A OCDE também defende o reforço de programas de estágios e formação. O Instituto Nacional de Estatística (INE) divulga na quarta-feira os seus números atualizados sobre o mercado de emprego, com dados para o primeiro trimestre deste ano. 


 * Jovens estampam-se no futuro.

.
.
.
BOM ALMOÇO




m


 

HOJE NO
"O PRIMEIRO DE JANEIRO"


Passos confia no ministro Miguel Relvas 
Passos Coelho defende atuação do SIRP 
e rejeita favorecimento de pessoas próximas 
de Jorge Silva Carvalho. 

O primeiro-ministro considerou sem fundamento rumores sobre estreitas ligações entre o ministro Miguel Relvas e o ex-diretor do SIED Jorge Silva Carvalho e reiterou a confiança no secretário-geral dos Serviços de Informações da República Portuguesa (SIRP). As posições de Pedro Passos Coelho, em que reitera a confiança política no ministro Adjunto e dos Assuntos Parlamentares, assim como em Júlio Pereira, fazem parte das respostas que deu a 12 questões que lhe foram formuladas pelo PCP sobre a situação das secretas em Portugal. Interrogado se tenciona manter em funções o ministro Miguel Relvas, o líder do executivo, através do seu chefe de gabinete, Francisco Ribeiro de Menezes, responde com um claro 'sim', 
Já quando o PCP questiona Passos Coelho com hipotéticas estreitas ligações entre Miguel Relvas, enquanto dirigente do PSD, e o ex-diretor do Serviços de Informações Estratégicas (SIED) Jorge Silva Carvalho, a resposta foi igualmente objetiva: 'Também a este propósito, o primeiro-ministro se expressou no sentido de não ter conhecimento da existência de um tal tipo de relacionamento, de resto negado pelo ministro Adjunto e dos Assuntos Parlamentares, carecendo portanto de fundamento a pergunta formulada', Na série de 12 perguntas, o PCP questionou também o primeiro-ministro se mantém a confiança política em Júlio Pereira e nos atuais diretores dos serviços de informações. Neste ponto, Pedro Passos Coelho refere que já teve a ocasião de reiterar 'publicamente a sua confiança no secretário-geral do SIRP, confiança essa que se estende aos diretores dos serviços no cumprimento das suas funções', Na resposta enviada ao Parlamento, assinada pelo chefe de gabinete do primeiro-ministro, Francisco Ribeiro de Menezes, nega-se que Jorge Silva Carvalho tenha sido convidado pelo PSD para diretor do SIRP e que se desconhece que este ex-diretor do SIED tenha colaborado no programa eleitoral do PSD em matéria de serviços de informação. 

O primeiro-ministro defende ainda a atuação do SIRP na investigação de ilegalidades nas secretas, salientando que já houve exonerações, e nega favorecimento a elementos próximos do ex-diretor do SIED Jorge Silva Carvalho. O líder do executivo sustenta que é incorreto afirmar que ainda não foram tomadas medidas face a ilegalidades cometidas no SIED no tempo em que teve como diretor Jorge Silva Carvalho, agora constituído arguido, e no período imediatamente a seguir, quando este transitou para o grupo «Ongoing». 
 Confrontado pelo PCP com suspeitas de desvio de informações do SIED para entidades privadas, Pedro Passos Coelho, através do seu chefe de gabinete, refere que 'dos inquéritos internos e da sindicância conduzidos pelo secretário-geral dos Serviços de Informações da República Portuguesa (SIRP) [Júlio Pereira] foram retiradas as devidas consequências, o que conduziu desde logo à exoneração do responsável pelo departamento de operações do serviço e, numa fase subsequente, à exoneração da restante estrutura dirigente daquele departamento', Pedro Passos Coelho justifica depois o motivo pelo qual aquele procedimento interno não teve um alcance maior em termos de consequências. 'Por tais ações se revestirem de natureza meramente administrativa, não foi possível proceder ao cabal esclarecimento de todas as questões suscitadas', ou seja, 'o apuramento dos factos exigiu outras diligências que só poderiam ser efetuadas no âmbito do processo criminal', razão pela qual Júlio Pereira 'solicitou ainda antes do encerramento dos inquéritos administrativos a intervenção do Ministério Público', refere a nota do primeiro-ministro. 


* Falou "A VOZ DO DONO"


 .