quarta-feira, 9 de maio de 2012

UMA GRAÇA PARA O FIM DO DIA




 Escrevia um agente da autoridade 
num auto de notícia



"Numa acção de fiscalização, estando eu de arvorado ao carro patrulha, mandei parar o veículo supra identificado e pedi ao condutor os documentos pessoais e da viatura. Em resposta, disse-me aquele que se o autuasse me iria ao cú, o que fez três vezes."

.

 .
Socrates entrou numa igreja 
e ajoelhou frente a uma cruz e falou assim


Sócrates: Jesus, estou totalmente arrependido e gostaria de redimir  os meus pecados.Jesus: Está bem. Que tens feito?

Sócrates: Depois destes meus anos de governo deixei o povo arruinado e na miséria...Jesus: Dá graças ao Pai!

Sócrates: Traí o povo que me deu os seus votos!
Jesus: Dá graças ao Pai!

Sócrates: Economizei verbas da Saúde, da Educação, da Segurança, etc. etc., as quais foram encher os bolsos de alguns.Jesus: Dá graças ao Pai!

Sócrates: Comprei carros topo de gama para a Assembleia, para o governo e para tantos outros.Jesus: Dá graças ao Pai!
Sócrates: Protegi as roubalheiras do Vara, do Godinho, do Rendeiro, do Jardim, do Oliveira Costa e de tantos outros e pus o João Soares à frente, na lista de Faro, para ver se recuperava o apoio do velho… !.
Jesus: Dá graças ao Pai!

Sócrates: Permiti que alarves como o Mexia, Pedro Soares, Zeinal, Coelho, e mais uma mão cheia deles fossem agraciados com chorudos prémios e com verbas tiradas do bolso do contribuinte.
Jesus: Dá graças ao Pai!
Sócrates: Pus à cabeça dos Ministérios autênticos alarves que só fizeram burrices na Educação, na Economia, no Emprego, no Trabalho,  na Saúde, na Segurança Social, etc..Jesus: Dá graças ao Pai!

Sócrates: Envolvi-me com o Presidente do Supremo Tribunal de Justiça, com o Procurador Geral da República e outros tantos biltres da sua igualha, para que dessem cobertura às minhas manigâncias.

Jesus: Dá graças ao Pai!

Sócrates: Meti-me naquela alhada dos exames feitos ao Domingo, nas casas lá na Covilhã, no Freeport, na Maddie, nas sucatas, no TGV, na Nova Ponte, no novo Aeroporto e em outras tantas que nem vale a pena enumerar...
Jesus: Dá graças ao Pai!

Sócrates: Fui pedir apoio ao Hugo Chavez, o maior bandido da América Latina e a Kaddafi, outro bandido e criminoso árabe.
Jesus: Dá graças ao Pai!

Sócrates: Mas, Jesus, estou realmente arrependido e a única coisa que Vós tendes para me dizer é: "Dá graças ao Pai”!

Jesus: Sim, agradece ao Pai por eu estar aqui pregado na cruz, porque senão desceria dela para te encher de porrada, seu parolo ignorante, analfabeto, deslumbrado, traidor, ladrão sem vergonha, mentiroso, golpista, corrupto, aproveitador.... Vai trabalhar, vagabundo!!!!!

Se for da sua vontade talvez  a mensagem passe! 

.

ALMORRÓIDA ESCLARECEDORA

...

Médico quebra mitos sobre a saúde 

Laranja é boa a qualquer hora do dia, café previne demências e doenças do fígado e é inútil beber dois litros de água por dia. Apenas algumas das falsas crenças sobre o que faz bem e faz mal arrasadas pela investigação científica. Saiba mais. 

 Uma das vertentes do Programa Harvard Medical School-Portugal, que resulta de uma parceria entre a Universidade norte-americana e escolas de Medicina e laboratórios portugueses, é a divulgação de informação na área da saúde relevante e validada cientificamente. O médico Vaz Carneiro expõe a verdade por detrás dos mitos. 

Exercício sem dieta não emagrece 
Fazer exercício físico sem um programa alimentar hipocalórico tem um "efeito negligenciável" em termos de perda de peso, garante o diretor do Programa Harvard Medical School-Portugal. Em estudos com adultos obesos que analisaram o efeito do exercício regular intenso e moderado verificou-se uma perda de peso muito discreta (entre 0,6 e 4,8 quilogramas aos 8 meses). No entanto, a composição do corpo melhorou, com diminuição do perímetro abdominal e das ancas. Ou seja, o exercício físico tem vários efeitos muito benéficos, como melhorar a silhueta, substituindo a gordura por massa muscular, e prevenir doenças cardiovasculares. Mas, para emagrecer, é preciso que seja acompanhado de uma dieta hipocalórica. 

Não usamos apenas 10% das nossas funções cerebrais 
Não se sabe a origem desta ideia nem como se chegou a tal percentagem, mas disseminou-se a ponto de assumir o estatuto de factoide científico, apesar de totalmente falha de sustentação. Se efetivamente só usássemos 10% do nosso encéfalo, o que estariam os outros 90% a fazer? As funções cerebrais são atividades complexas que implicam várias áreas e diversas estruturas. A memória, por exemplo, não reside num determinado ponto. As mais modernas técnicas de imagiologia demonstram que todo o cérebro está permanentemente em atividade, embora certas áreas possam estar mais ativadas em função da atividade que está a ser processada. 

 Comer laranja faz bem a qualquer hora do dia 
 É um daqueles mitos veiculados por um provérbio: "De manhã é oiro, à tarde prata e à noite mata". A crença de que o efeito da laranja pode variar de acordo com a hora em que é ingerida não tem qualquer fundamento científico. O médico António Vaz Carneiro garante que a laranja faz bem a qualquer hora, a não ser que haja algum tipo de intolerância e, nesse caso, prejudica a qualquer hora. 

Tomar banho após refeição não provoca afogamento 
 Quem não se lembra de ter de esperar três horas, sob o sol inclemente da praia, para poder ir tomar banho? Tudo por causa do medo da congestão e afogamento. Afinal, não há uma associação entre estar a fazer a digestão e risco aumentado de afogamento. "Não parece haver qualquer problema entre comer e ir para a água", explica Vaz Carneiro. Os casos de afogamento podem explicar-se por diversos fatores - como não não se saber nadar, a ação de certos medicamentos, hipotermia devido à água muito fria e grandes diferenças entre a temperatura exterior e da água. 

 Beber dois litros de água por dia é inútil 
Esta popular recomendação é acompanhada de justificações do género "temos de fazer funcionar os rins" e "limpar o nosso organismo". A verdade, porém, é que a água é uma daquelas substâncias que são estritamente reguladas pelo organismo: só se aproveita a que se necessita. Portanto, a água ingerida deve ser a suficiente para matar a sede. Mais: não só é inútil como pode ser perigoso, porque obriga os rins a trabalhar em excesso. 

Café previne diabetes, demências e doenças do fígado 
A má reputação de que o café goza, mesmo entre os profissionais, é uma injustiça que Vaz Carneiro está apostado em combater. Sendo uma das bebidas mais consumidas em todo o Mundo, foi objeto de 37 mil estudos, nas últimos 30 anos. As conclusões podem surpreender. Diz o professor da Faculdade de Medicina de Lisboa que os resultados "sugerem um efeito protetor do café na incidência da diabetes mellitus tipo 2, demência (Alzheimer ou não), doenças hepáticas (cirros e carcinoma hepatocelular) e doença de Parkinson". Mais: não existem provas que liguem o café ao cancro ou a um aumento do risco cardiovascular. Isto é válido para a população em geral e significa que os efeitos positivos aumentam proporcionalmente à quantidade ingerida, garante. Quem tiver sensibilidade aos componentes do café e ficar demasiado excitado com esta bebida, deve evitar. 

Grávidas devem vacinar-se contra a gripe
 É exatamente o contrário do que se diz. As grávidas devem vacinar-se porque quando infetadas pelo vírus da influenza (gripe) apresentam maior risco de complicações para a sua saúde e dos fetos. Sendo um grupo de risco, a vacina afigura-se como uma prática recomendável, assegura Vaz Carneiro, exceto em caso de alergia ou condição específica. 

Suplementos vitamínicos anti-oxidantes não evitam cancro 
A ingestão de suplementos antioxidantes não tem efeitos benéficos. "Se fizer uma dieta equilibrada não necessita destes suplementos vitamínicos que, no mínimo, são inúteis e, no máximo, prejudiciais", considera Vaz Carneiro. O reforço vitamínico para prevenção de certas doenças também é um mito que a investigação não apoia. 

A vitamina A não apresenta quaisquer benefícios na prevenção do cancro do cólon, do cancro da mama e no cancro em geral, apresentando mesmo um risco mais elevado de cancro do pulmão. Quanto à C, não existe evidência que previna o cancro ou doença cardiovascular. E a vitamina D é ineficiente a prevenir o cancro, a patologia cardíaca e a demência. Em resumo: é um mito sem sustentação, alimentado pela fácil disponibilização destes produtos, e que pode constituir um perigo para a saúde pública.

IN "JORNAL DE NOTÍCIAS"
02/04/12

.
 
CONTRA O TRÁFICO 
DE SERES HUMANOS

O tráfico de seres humanos é uma realidade com um impacto económico comparável ao do tráfico de armas e de droga. Estima-se que por ano sejam traficadas milhões de pessoas em todo o mundo.
Portugal não está imune a este fenómeno que acarreta consigo um conjunto de causas e consequências problemáticas: o crime organizado, a exploração sexual e laboral, as assimetrias endémicas entre os países mais desenvolvidos e os mais carenciados, questões de género e de direitos humanos, quebra de suportes familiares e comunitários.
Para lá da reconhecida abrangência do fenómeno, são identificados grupos que apresentam uma maior vulnerabilidade à situação de tráfico tais como as mulheres e as crianças. Para tanto contribui a crescente feminização da pobreza que propicia situações de exploração sexual e laboral. No caso das crianças, o fenómeno constitui o mais vil atentado ao direito a crescer livre e num ambiente protegido e acolhedor.lementos que definem o tráfico.

Acção Meio Objectivo  =TSH
Oferecer
Entregar
Aliciar
Aceitar
Transportar
Alojar
Acolher
Violência
Rapto
Ameaça grave
Ardil ou manobra fraudulenta;
Abuso de autoridade
Aproveitando-se de incapacidade psíquica ou de situação de especial vulnerabilidade
Exploração sexual
Exploração do trabalho Extracção de órgãos

 Por vezes, o TSH é confundido com o crime de auxílio à imigração ilegal. Próximos em alguns aspectos, não são o mesmo fenómeno.
  • Elementos que definem o auxílio à imigração ilegal (Art 183º da Lei 23/2007 de 4 de Julho – Lei de Estrangeiros)
1 – Quem favorecer ou facilitar, por qualquer forma, a entrada ou o trânsito ilegais de cidadão estrangeiro em território nacional é punido com pena de prisão até três anos.

2 – Quem favorecer ou facilitar, por qualquer forma, a entrada, a permanência ou o trânsito ilegais de cidadão estrangeiro em território nacional, com intenção lucrativa, é punido com pena de prisão de um a quatro anos.
3 – Se os factos forem praticados mediante transporte ou manutenção do cidadão estrangeiro em condições desumanas ou degradantes ou pondo em perigo a sua vida ou causando-lhe ofensa grave à integridade física ou a morte, o agente é punido com pena de prisão de dois a oito anos.
4 – A tentativa é punível.
5 – As penas aplicáveis às entidades referidas no n.º 1 do artigo 182.º são as de multa, cujos limites mínimo e máximo são elevados ao dobro, ou de interdição do exercício da actividade de um a cinco anos.

Não se limite a assistir. 

DENUNCIE


 Se:
Pretende apresentar queixa contra quem:
Ofereceu, entregou, aliciou, aceitou, transportou, alojou ou acolheu adulto para fins de exploração sexual, exploração do trabalho ou extracção de órgãos,
Como contra quem:
Aliciou, transportou, procedeu ao alojamento ou acolhimento de menor, ou o entregou, ofereceu ou aceitou para os mesmos fins
E ainda contra quem:
Mediante pagamento ou outra contrapartida ofereceu, entregou, solicitou ou aceitou menor, ou obteve ou prestou consentimento na sua adopção ou reteve, ocultou, danificou ou destruiu documentos de identificação ou de viagem de qualquer daquelas pessoas
Ou
Se
Foi aliciado/a ou pressinado/a para vir para Portugal ou ir para o estrangeiro
Se os seus documentos lhe foram retirados ou destruídos
Se é ou já foi vítima de: violência física e sexual (agressão, violação...), violência psicológica (coação, ameaça, imposição...), fraude ou engano
Se a sua liberdade já foi ou é limitada

Ligue Linha SOS Imigrante 808 257 257
Apresente queixa junto da polícia

.
.

AS MAMAS VALEM UMA VIDA





.
.



AQUELE QUE DEUS NÃO CRIOU






.
 .
 
HOJE NO
"JORNAL DE NEGÓCIOS"


Portugal pode trabalhar para medir Felicidade Interna Bruta 

Portugal pode começar a trabalhar para medir a Felicidade Interna Bruta, abrangendo as vertentes social, ambiental e económica, esforço que deve envolver a sociedade e meios académicos, além do INE, disse hoje o deputado social-democrata Luís Leite Ramos. 
FLORBELA ESPANCA

O deputado é o relator de um parecer da Comissão da Economia e Obras Públicas da Assembleia da República, que surge no seguimento de uma petição de dois alunos universitários para que o Banco de Portugal inicie estudos e debates tendo em vista a medição da Felicidade Interna Bruta em Portugal. Sem número de subscritores suficiente para ser debatida no plenário, a petição foi, no entanto, alvo da atenção do deputado do PSD que ouviu o Banco de Portugal e o Instituto Nacional de Estatística (INE) sobre o assunto. "Todas as entidades são unânimes em dizer que é importante encontrar medidas alternativas ao PIB [Produto Interno Bruto], uma vez que este indicador é reconhecidamente útil, mas tem uma série de insuficiências para avaliar um conjunto de dimensões, como o bem estar ou as questões ligadas à sustentabilidade e ao ambiente", explicou à agência Lusa Luís Leite Ramos. 
Nos últimos anos, tem havido interesse de várias entidades internacionais, como a Organização para o Desenvolvimento e Cooperação Económica (OCDE), o Conselho da Europa, ou a ONU, em encontrar formas alternativas ao PIB. A Felicidade Interna Bruta é um, mas há outros indicadores que procuram realçar as dimensões social e ambiental do desenvolvimento. Aliás, o secretário-geral das Nações Unidas propôs que, na conferência do Rio+20 sobre sustentabilidade, a decorrer de 20 a 22 de Junho, no Brasil, se avancem propostas concretas para encontrar alternativas ao PIB. Actualmente, as estruturas estatísticas nacionais "estão orientadas, organizadas, para fornecer informação para o cálculo do PIB, e têm muito mais dificuldade em contribuir com elementos mais qualitativos e menos quantitativos", referiu o deputado social-democrata. A dificuldade é "encontrar um indicador alternativo, fácil de elaborar, que seja mais ou menos aceite por todos e que seja capaz de traduzir essas várias dimensões. 

Neste momento é um desafio", acrescentou. O INE diz que é possível começar a trabalhar neste sentido em Portugal, e "está envolvido em vários projectos, como relativamente às contas das famílias, à contabilidade dos bens e actividades não mercantis no rendimento". Já o Banco de Portugal transmitiu que "entende ser muito interessante, muito importante, mas não é uma missão prioritária". Para Luís Leite Ramos, "faz todo o sentido" que o INE continue este esforço, envolvendo mais entidades, como as universidades, promovendo uma discussão mais ampla na sociedade portuguesa e o Instituto está disponível para fazer esse trabalho. "É fundamental o envolvimento das universidades, em Portugal há muito pouca gente dos meios académicos a trabalhar esta questão", acrescentou. 
FERNANDO PESSOA
O parecer será apreciado e votado na quarta-feira. O termo Felicidade Interna Bruta foi criado pelo rei do Butão, em 1972, como conceito alternativo ao Produto Interno Bruto (PIB) para medir o nível de desenvolvimento de um país, depois desenvolvido pelo Centro de Estudos do Butão, com um sistema abrangente e complexo de análise para medir o nível geral de bem-estar da população. 


* Nesta altura é mais fácil medir a Infelicidade Interna Brutal, embora sintamos que a avaliação proposta faz todo o sentido. 


.

ALMORRÓIDA AFOGUEADA



A Triumph japonesa inventou um soutien refrescante 



Neste verão, o Japão será mais quente porque as centrais nucleares vão parar para inspecção de segurança e os custos de energia vão aumentar. Para amenizar o incómodo do calor ,a conhecida fábrica de lingerie concebeu um soutien "recheado" de cristais especiais na copa, permitindo que a peça vá ao frigorífico para arrefecer e, ao usá-lo, as senhoras vão ter uma sensação refrescante na pele. Os cristais permitem a conservação do frio por algumas horas. 



Como prova de requinte supremo o soutien tem uma minúscula peça onde a feliz dama poderá colocar um pequeno leque





.
-

3.ATLANTIDA
A CIVILIZAÇÃO PERDIDA


  


ATLANTIDA, uma civilização perdida da qual muito se especula e menos se sabe. Um excelente trabalho do HISTÓRIA 


.
 .

HOJE NO
"DESTAK"

BA Vidro comemora um século
 de existência com prémio de 
1.000 euros a cada trabalhador 


 O grupo industrial BA Vidro comemora um século de existência na quinta-feira e vai atribuir aos trabalhadores uma "prenda de 1.000 euros", disse hoje à Lusa o presidente executivo, Jorge Alexandre. 

"Vamos comemorar externamente com as autoridades" os 100 anos do grupo industrial português, num evento onde estará presente o primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, e "internamente, dando uma prenda de 1.000 euros a cada trabalhador, independentemente do seu estatuto e da sua hierarquia", avançou Jorge Alexandre. 

Esta "prenda" será atribuída aos trabalhadores do grupo em Portugal e Espanha (Polónia fica de fora porque foi comprada recentemente) e representará um investimento de cerca de 1,5 milhões de euros.


 * Muitas felicidades, mais cem anos de vida...


.


 NEM TUDO 
O QUE PARECE É!





.


A VIDA PRIVADA DE

Ancille Mukabisangwa



 FROM VIMEO
.
.

NILS MUINIEKS

  COMISSÁRIO EUROPEU PARA OS DIREITOS HUMANOS 

 

 "O emprego, a casa, a educação e a assistência social e média são direitos sociais vitais que não podem ser ignorados mesmo em períodos de crise económica".

 .

"Austeridade afectou desproporcionalmente os direitos humanos dos grupos sociais mais vulneráveis" 

 

IN "JORNAL DE NEGÓCIOS" - 09/05/12 

 

,


HOJE NO
"i"

IPO de Lisboa detecta anualmente 300 novos casos de cancro de pele 

Os profissionais do IPO de Lisboa detetam anualmente cerca de 300 novos casos de cancro de pele. 
Hoje, em 30 serviços de dermatologia do país fizeram-se rastreios gratuitos para alertar para os perigos da doença. 

 “As pessoas acham que uma pinta preta não mata. Mas não é verdade, um sinal preto, que é o melanoma, pode matar e às vezes rapidamente”, afirmou a diretora do serviço de dermatologia do Instituto Português de Oncologia (IPO) de Lisboa, Manuela Pessegueiro. 

Hoje, Dia da Euromelanoma, técnicos dos gabinetes de dermatologia de todo o país estão a dar consultas gratuitas para analisar sinais suspeitos. 

Hugo Delgado, 33 anos, foi um dos pacientes do IPO de Lisboa. Aderiu à campanha porque “uma amiga fez um rastreio há três anos e descobriram-lhe um sinal que teve de tirar”. “Já não ia ao dermatologista há três anos e como tenho alguns sinais no corpo vim ver, mas está tudo bem. Estou tranquilo”, contou Hugo Delgado, após uma rápida consulta. Daniela, 39 anos, também esteve no IPO, por recomendação da médica de família, que a alertou para um sinal estranho no braço. “Afinal não é nada de mal. Está tudo bem”, disse à Lusa. Manuela Pessegueiro diz que normalmente os especialistas “não apanham muitas lesões importantes” no dia do rastreio, mas a campanha de sensibilização acaba por provocar um aumento da procura de consultas e “nos meses seguintes, surgem mais pessoas nos serviços e são encontradas mais lesões suspeitas”. 

O número de cancros de pele tem vindo a aumentar. Segundo a Associação Portuguesa de Cancro Cutâneo (APCC), anualmente surgem cerca de dez mil novos casos. Manuela Pessegueiro acrescenta que todos os anos são diagnosticados cerca de mil melanomas. “Não existe um registo nacional, mas estima-se que existam entre oito a dez casos de melanomas por 100 mil habitantes. Só aqui no instituto, os novos casos rondam os trezentos por ano”, disse. 

Apesar das campanhas e alertas para os riscos da exposição excessiva ao sol, a diretora do serviço de dermatologia acusa os portugueses de continuarem a cometer muitos erros: “As pessoas não têm cuidado nenhum porque pensam que só acontece aos outros. Os jovens continuam a ser muito inconscientes ao bronzear, dormir na praia, expor ao sol e secar como bacalhaus. Também já vi pais com crianças pequeninas com o corpo todo exposto ao sol, sem uma peça de vestuário”, lamentou. 
 A especialista lembrou que as pessoas têm de saber fazer autoexames e para isso precisam de conhecer “o seu corpo e a sua pele”. Nos exames, é preciso ter em conta os sinais novos e "aqueles que já existem mas têm características particulares”, tais como serem irregulares, com uma pigmentação disforme e com mais de cinco milímetros. Além disso, alertou, os “sinais que surgem na infância podem ser pré-malignos e a dada altura modificarem-se. 

A modificação consiste no aumento do sinal, modificação da cor e aparecimento de comichão. Sinais de alerta que devem procurar um profissional”. Evitar a exposição solar nas horas de maior calor, reforçar o protetor de duas em duas horas, usar chapéu, óculos de sol e roupa de algodão são alguns dos cuidados que não devem ser esquecidos. 



* Esteja alerta, o sol mata!!!


 .

PEDRO NORTON








Reflexões sobre a lama 

Será necessário lembrar que é precisamente no fim da privacidade que se fundam todos os totalitarismos?

 A história, de tão repugnante, quase não merece que se escreva mais sobre ela. Mas a verdade é que há, em todo este caso sórdido da alegada armadilha montada ao árbitro José Cardinal, elementos que obrigam a alguma reflexão. E não estou a pensar na corrupção que parece grassar no nosso futebol pátrio e que parece condená-lo, cada vez mais, a ser jogado nos bastidores. Por muito palpitante que seja essa conversa, não é isso que mais me inquieta. A ser verdade, o que verdadeiramente me preocupa é imaginar que uma instituição respeitável como o Sporting possa recorrer - vá lá saber-se com que intuito - a "um exército de seguranças" (alegadamente com ligações a polícias no ativo) para espiar a vida privada de árbitros e jogadores do clube. É bom lembrar que está longe de ser a primeira vez que, amplificando "mitos urbanos" que há muito circulam na sociedade portuguesa, a comunicação social faz referências concretas a traficâncias e ligações perigosas entre forças de segurança da República e grupos económicos ou instituições privadas. E tudo isto nos espaço de poucos meses. O tema suscita-me, como ficou dito, pelo menos duas curtas reflexões:

 1 - Espanta-me, desde logo, no plano político, a falta de sobressalto que mais este caso e, sobretudo, esta aparente vulgarização de práticas de vigilância ilícitas e de inadmissível intromissão na vida privada dos cidadãos parecem suscitar. É verdade que este caminho não começou a ser trilhado agora e que é paralelo a outro percurso - igualmente irresponsável mas, esse sim, politicamente legitimado - que sempre foi justificado com motivos aparentemente louváveis: a luta contra todos os tipos de tráfico, o combate contra o terrorismo, a defesa da saúde ou da segurança alimentar, a mitigação da evasão fiscal ou dos crimes de colarinho branco. Mas serei eu o único a ter lido Orwell (já não peço Annah Arendt)? Será possível que ande toda a gente distraída neste país que ainda a semana passada celebrava (de modo tristonho e enfadado, é certo) a liberdade conquistada em Abril? Será necessário lembrar que é precisamente no fim da privacidade que se fundam todos os totalitarismos? Brinquem com o fogo, brinquem.

 2 - E espanta-me, com uma não menos aguda preocupação, e agora no plano cívico, a falta de sobressalto que mais este caso e, sobretudo, esta aparente vulgarização de práticas de vigilância ilícitas e de inadmissível intromissão na vida privada dos cidadãos parecem suscitar. Também aqui é verdade que muito caminho se foi fazendo. E devo dizê-lo, para ser intelectualmente honesto, os media não estão isentos de responsabilidades nesse processo de institucionalização do voyeurismo e de erosão das fronteiras da vida privada. Mas que diabo! Estaremos todos anestesiados? Teremos perdido todas as nossas referências éticas? Será possível que se aceite, com uma indiferença tão doentia quanto perversa, que estes são episódios menores e insusceptíveis de ter quaisquer consequências? Será necessário lembrar que uma sociedade que abdica do seu mais básico direito à indignação é uma sociedade eticamente falida? E que a falência ética de uma sociedade é a antecâmara da sua própria decadência? Brinquem com o fogo, brinquem.



IN "VISÃO" 
 03/05/12 

 .
 .
HOJE NO
"JORNAL DE NEGÓCIOS"

Oito «guerreiros» 
entre os pré-convocados de Paulo Bento 

 Quim, Miguel Lopes, Nuno André Coelho, Custódio, Hugo Viana, Ruben Amorim, Hélder Barbosa e Nuno Gomes estão na lista de pré-convocados do selecionador Paulo Bento para o Euro-2012. A boa temporada que o SC Braga tem vindo a realizar não passou ao lado do selecionador nacional.

 * Coitados

.
 .



II-HISTÓRIA DA CIÊNCIA


  1- DO QUE O MUNDO É FEITO?



  UMA MAGNÍFICA E IMPERDÍVEL  SÉRIE DA BBC

.

 
HOJE NO
"JORNAL DE NEGÓCIOS"

Há mais de seis mil milhões 
de dívidas incobráveis em Portugal 

Valor das facturas vencidas aumentou 13% este ano, provocando uma asfixia financeira nas empresas nacionais. Na Europa, incobráveis já valem 340 mil milhões. 
 De acordo com estudo divulgado hoje pela empresa de gestão de crédito Intrum Justitia, o valor das dívidas vencidas subiu 13% em Portugal entre Janeiro e Março de 2012, alcançando 6,04 mil milhões de euros. Neste momento, os incobráveis representam já 3,6% da facturação das empresas nacionais. Na Europa, as facturas vencidas valem já 340 mil milhões de euros, o que representou uma aumento de praticamente 8% face aos 315 mil milhões registados em 2011, revela o relatório que abrange 28 países europeus.

 Apesar de uma redução nos prazos de pagamento, Portugal ocupa, ao lado da Grécia, o primeiro lugar no ranking de países com riscos mais elevados por causa dos atrasos no cumprimento de obrigações financeiras. Numa escala de 100 a 200, o país atingiu em 2012 uma classificação de 190, tendo vindo sempre a pior os resultados nos últimos cinco anos. Em 2007 Portugal tinha uma pontuação de 182 neste índice. A média europeia é de 163, sendo que os países com melhores classificações são a Finlândia (126), a Suécia (129) e a Noruega (130). A actual instabilidade económica teve impactos nos resultados da maioria dos países analisados. Em 2007, a média na Europa era uma pontuação de150.

 Este estudo hoje divulgado é feito com base em inquéritos a 7800 empresas europeias (cerca de 1000 são portuguesas, de acordo com a Intrum Justitia), realizados entre Janeiro e Março deste ano.



 * A verdade é que estamos na penúria extrema e os ricos não pagam a crise que criaram. 
A crise foi criada pelos donos do dinheiro que com ele especularam, que com ele vigarizaram e agora, com a ajuda fundamental dos governos, atiram para cima do assalariado com as rupturas financeiras de que são responsáveis. 
Diz o governo que o desemprego está numa espiral de crescimento inesperada, só um analfabeto é que acredita nesta afirmação. Vamos ter mais de um milhão de desempregados até final deste ano, não é preciso ser doutor para o prever, basta andar na rua. 

.
.

AS 100 MELHORES 
CANÇÕES DOS ANOS 80
(PARA A NME)
 .
Nº 92
EVERY WHERE 
FLEETWOOD MAC








A New Musical Express (também conhecida como NME) é uma revista britânica de música publicada semanalmente desde Março de 1952. Foi o primeiro jornal britânico que incluia o top de singles que apareceu na edição de 14 de Novembro de 1952. A sua popularidade veio a crescer e nos anos 70 tornou-se na revista de música mais vendida do Reino Unido.
x
 .


HOJE NO
"DIÁRIO ECONÓMICO"

Turismo penalizado por custos
. energéticos, da água e das ex-Scuts

 A Associação da Hotelaria de Portugal defende a criação de um grupo interministerial, formado por várias secretarias de Estado do Governo, para analisar os "custos de contexto", como os custos energéticos e da água e as cobranças de portagens nas ex-Scuts, que têm vindo a subir "drasticamente" e a penalizar o sector do turismo. Minorados esses custos, o presidente da AHP, Miguel Júdice, admitiu hoje, em encontro com jornalistas, que o sector do turismo "rapidamente poderá contribuir para a criação de emprego e constituir um dos motores de rearranque da economia". 
Empregando 10% da população activa, o sector do turismo sairá penalizado, indirectamente, com a introdução da taxa sobre os produtos alimentares, já está a sofrer encargos acrescidos com a obrigação de certificação energética e a cobrança de portagens nas antigas Scuts, que "afastaram os espanhóis do país", diz Miguel Júdice. "Só em relação ao mercado espanhol, a queda desse mercado, no primeiro trimestre do ano, é de 52% na região centro e 22% no Algarve", adverte o administrador executivo da Natura IMB Hotels e membro da AHP, Luís Veiga. 

 "A certificação energética é uma medida que se deve louvar, mas os custos decorrentes dessas obrigações são insustentáveis", admite a presidente da direcção executiva da AHP, Cristina Siza Vieira. "Depois das obras no parque escolar, os custos energéticos nas escolas subiram 200%. As escolas podem diminuir os consumos, controlando as lâmpadas, os consumos do ar condicionado. Mas, nos hotéis, não se podem desligar os ares condicionados dos quartos ou as luzes dos corredores", conta ainda Cristina Siza Vieira. Ao nível mais regional, há que ter em conta os diferentes preços da água, "com diferenças de 1 para 4", diz Luís Veiga. 
Em suma, a AHP pede que estes custos sejam harmonizados, a nível nacional, e que deixe de haver essa diferenciação de preços no território nacional, que acabam por penalizar mais umas empresas, em detrimento de outras. Para solucionar este problema, uma das vias propostas pela associação é que estes "custos de contexto" sejam analisados e solucionados ao nível de uma comissão interministerial, formada pelas secretarias de Estado dos vários ministérios. 


 * Um grupo interministerial custa um ror de dinheiro para quase nada fazer. O país está farto de grupos, comissões e outras canalhices que só servem para sacar dinheiro aos contribuintes. O país tem estruturas que cheguem, basta que trabalhem!!!!

.
.

AUTO-COLANTE PARA SENIORES



ESTOU A ACELERAR porque
tenho que chegar lá
antes que me esqueça para onde vou


v



HOJE NO
"O PRIMEIRO DE JANEIRO"

Portagens para estrangeiros 
Cartão bancário passa a ser aceite 

Os condutores de veículos de matrícula estrangeira vão passar a dispor, até meados de julho, de uma solução para o pagamento de portagens através do recurso ao cartão bancário. 

A Estradas de Portugal assinou, ontem, um memorando de cooperação com a Unicre, tendo em vista o desenvolvimento e aplicação de um novo sistema de pagamento de portagens. 

 * Não temos nada contra o cidadão estrangeiro, mas atão o portuga qua paga impostos, que lhe cortam nos salários, que lhe criam as maiores dificuldades para viver, que sustenta a mais descarada corrupção continua a ter menos facilidades nas portagens do que quem nos visita, em que país estamos??? 


 .


 ILHA DE MARAJÓ

COMEÇAR PELO PRINCÍPIO 
Arquipélago do Marajó é o maior arquipélago flúvio-marítimo da Terra.
 Tem as seguintes características estruturais 
* Ilha de Marajó com cerca de 42 mil quilômetros quadrados sendo a maior ilha fluvial do mundo, que se estende desde a foz do Rio Amazonas, entre a Linha do Equador e o Paralelo 1,55ºS de Latitude e, no rumo E/W entre os Meridianos 47ºW e 53ºW de Longitude de Greenwitch, com a extensão geopolítica rateada entre 12 municípios da jurisdição estatal do Pará, nesta sugestão metodológica denominados de "Municípios Nucleares": 

Afuá, 
Anajás, 
Breves,
 Cachoeira do Arari, 
Chaves, 
Curralinho, 
Muaná, 
Ponta de Pedras,
 Salvaterra,
 Santa Cruz do Arari, 
São Sebastião da Boa Vista
 e Soure. 

 * São cerca de 2 mil e 500 ilhas e ilhotas periféricas espalhadas por todos os meandros insulares e flancos de contorno da Ilha de Marajó, pertencentes a jurisdições geopolíticas de diversos municípios marajoaras e estuarinos continentais da periferia do Delta, sendo 46 ilhas de tamanhos grandes e médios, a saber: o 22 delas, grandes e médias, às proximidades do limite ocidental da Ilha-Nuclear, em torno da intersecção do Paralelo 1,45ºS da Linha do Equador com o Meridiano 51,50ºW de Longitude de Greenwitch, jurisdicionadas a quatro municípios periféricos ocidentais do Delta - Gurupá-PA:
 01-Ilha Grande de Gurupá, 
02-São Salvador, 
03-Urutaí, 
04-Caldeirão, 
05-Rasa, 
06-Cajari, 
07-Caju, 
08-Paracuuba,
 09-Porquinhos, 
10-Teles, 
11-Pará 
12-Salvador; Porto de Moz-PA: 

13 Ilhas grandes e médias, afora diversas ilhotas, nos limites noroestes da Ilha Nuclear, em torno da intersecção do Paralelo 0,30ºS de Latitude da Linha do Equador com o Meridiano 51,1ºW de Longitude de Greenwitch, jurisdicionadas a um Município Nuclear - Afuá-PA:: 01- Arquipélago do Jurupari, 02-Pacas, 03-Cará, 04-Serraria, 05-Panenã, 06-Conceição, 07-Morcesa, 08-Porcos, 09-Maracujá, 10-Parauara, 11-Baturité, 12-Anajá e 13-Charapucu;
14-Ururicaia; Almeirim-PA: 
15-Comandaí; Breves-PA: 
16-Mututi, 
17-Aranaí, 
18-Mutunquara, 
19-Carão, 
20-Limão, 
21-Maritapina  
22-Roberta;  

A ILHA
 A ilha de Marajó é uma ilha brasileira do estado do Pará, localizada na foz do rio Amazonas no arquipélago do Marajó. 

A cidade de Belém situa-se à sudeste do canal que separa a ilha do continente. A maior ilha fluvial é a Ilha do Bananal. De frente para Belém, a ilha de Marajó está rodeada pelos rios Amazonas e Tocantins e pelo oceano Atlântico .Marajó é maior que a Suíça ou a Holanda. 
São 15 municípios. Apenas uma parte dela, ao leste, está aberta ao turista e tem fácil acesso. O principal porto da ilha de Marajó é a cidade de Soure, considerada a capital da ilha. Basicamente, a visita envolve as cidades de Soure e Salvaterra. 

Destaca-se pelos montes artificiais, nomeados tesos, construídos ainda em seu passado pré-colombiano pelos índios locais. A ilha era chamada de Marinatambal pelos indígenas (confirmado por Sir Walter Raleigh no século XVI), já em tempos coloniais foi denominada como Ilha Grande de Joannes. Outro destaque da ilha, é o lugar de maior rebanho de búfalos do Brasil, cerca de 600 mil cabeças.

CLIMA E VEGETAÇÃO
Possui clima equatorial úmido com um período seco anual ocorrendo no início do segundo semestre e com um a dois meses de duração ao sul, chegando a três meses ao norte. Grande parte do território é região de floresta ombrófila densa aluvial e das terra baixas. 
Ao nordeste percebe-se a grande presença de áreas de influência fluvial ou lacustre (campos mistos alagados ou campos de várzeas)repletos de herbáceas. Ainda no nordeste, mais próximo ao litoral, há predominância do manguezal, onde "a Rhyzophora mangle, sua espécie mais característica, ocorre ora isolada ora formando grupamentos gregários em meio às aningas (Montrichardia arborecens) e, da mesma forma, intercalada entre os aturis (Drepanocarpus lunatus), às vezes, com as palmeiras buriti (Maritia flexuosa) e o açaí (Euterpe oleracea), que se comportam como pioneiras indicadoras da transição do mangue para a vegetação das áreas alagadas com água doce". Ao norte e sul ocorrem áreas de domínio de savana (cerrado), principalmente nas áreas de transição entre os domínios de influência fluvial ou lacustre e áreas de floresta ombrófila densa. 

 ASPECTOS NATURAIS 
 Pouco conhecida, a Ilha de Marajó é um dos mais preservados santuários ecológicos da Amazônia, tendo como meios de transporte mais comuns, pesando cerca de meia tonelada, o búfalo. Suas belezas naturais se dividem entre a planície coberta de savana e as densas florestas. 


Praias de rio, lagos de diversos tamanhos, igarapés, dunas, florestas e uma rica fauna fazem da Ilha de Marajó um dos maiores santuários ecológicos. Os cenários são transformados de seis em seis meses, devido a grande quantidade de chuva, principalmente no primeiro semestre, quando as matas e os campos ficam embaixo das águas. No segundo semestre, o período da seca acaba e a visitação se torna mais favorável pela melhor observação dos animais e da vegetação. Praias com dunas claras, praticamente inexploradas são o grande atrativo. 

SOURE
Portal de entrada da Ilha do Marajó Originária das tribos indígenas Maruanazes e Mundins, a região foi por longo tempo abastecedora de peixes e carnes para Belém.Inicialmente o vilarejo tinha nome de Monte-Forte, depois de Menino-Deus. 

É o maior município da Ilha do Marajó. O nome Soure foi dado por colonizadores portugueses que identificaram uma enorme quantidade de jacarés, chamados por eles de Sauriuns.Com o tempo, o Vilarejo transformou-se em uma cidade com casas simples, ruas arborizadas. Na Economia, a pecuária é o principal sustento de Soure. Os campos contemplam rebanhos bubalinos, bovinos, eqüinos e suínos. 
 O queijo marajoara, do leite da búfala também tem destaque. A agricultura, principalmente a produção de côco, e frutas nativas como bacuri, murici, abricó, sapotilha, cajarana, entre outras, também é uma importante fonte de renda.A pesca e extrativismo de caranguejo também fazem parte do sustento de muitas famílias caboclas. Soure chega a exportar mensalmente 10 mil crustáceos. Porta de entrada da Ilha, destacam-se, em Soure, a região dos campos com fauna e flora típicas, as grandes fazendas de criação de búfalos e as praias, de aspecto primitivo, que atraem muitos visitantes, principalmente Pesqueiro e Araruna. 

UM POUCO DE HISTÓRIA 
Monforte, o povoado que deu início a Soure, era habitado por índios maruanazes e mundis, pertencentes à tribo dos Aruãs. No início do século XVII, com a chegada dos padres de Santo Antônio, o povoado passou a se chamar de Menino Deus. 

O nome Soure, foi dado pelos primeiros colonizadores portugueses, oriundos de uma antiga vila de Concilia, do Distrito de Coimbra, que era chamada, no tempo dos romanos, como Saurim, por causa da presença de saúrios ou jacarés. Ao perceberem que em Menino Deus também havia muitos jacarés, eles resolveram dar esse nome em homenagem a sua terra natal em Portugal, e ficou então Soure. Em 1757, Soure foi elevada à categoria de Vila pelo seu fundador, Francisco Xavier de Mendonça Furtado (irmão do Marquês de Pombal), na época 19º governador e capitão general do Estado do Maranhão e Grão Pará. Soure fazia parte então da Comarca de Monsarás. Somente em 2 de setembro de 1858 o Conselho da Província do Pará determinou que a Câmara de Monsarás marcasse as eleições para a nova Câmara de Soure. A apuração da votação dos Vereadores ocorreu em 7 de janeiro de 1859 e no dia 20 do mesmo mês foi feita a instalação definitiva do Município de Soure. Além de igrejas, coretos, praças e casas antigas e belas praias, Soure chama a atenção por suas ruas largas e sombreadas por mangueiras, denominadas por números. Como em Nova Yorque, a cidade também tem uma Quinta Avenida. 

O búfalo é o grande símbolo do município, eles pastam tranquilamente pelas ruas da cidade e são utilizados como meio de transporte. A pecuária é a principal atividade econômica do município que possui grandes rebanhos de búfalos, bois, cavalos e porcos. O queijo marajoara, do leite de búfala, é um dos produtos mais apreciados do local. Na agricultura se destacam a produção de coco, e frutas nativas como bacuri, murici, abricó, sapotilha, cajarana, entre outras. A pesca e extrativismo de caranguejo também são importantes para a economia do município que exporta cerca de 10 mil crustáceos por mês. 


IM 
- WIKIPEDIA
 
.