terça-feira, 8 de maio de 2012

UMA (DES)GRAÇA PARA O FIM DO DIA

.



.



Metade dos Macs em vias de perder
. atualizações de segurança 

No verão, a Apple deixará de lançar atualizações de segurança para os computadores Mac que usam o sistema operativo OS X 10.6, também conhecido como Snow Leopard. Por essa altura, metade dos Macs que existem no mundo deixará de receber patches.. Basta verificar o comportamento da Apple nos últimos 10 anos para confirmar que, sempre que é lançada uma nova versão do Mac OS, há uma versão mais antiga que deixa de contar para o roteiro de lançamentos de atualizações. 
O leopardo das neves está em vias de extinção no Reino da Maçã
Há dois casos exemplares quanto a este progressivo abandono dos sistemas operativos mais antigos: a versão 10.1 (conhecida por Puma) deixou de receber atualizações três meses depois de ter sido lançada a versão 10.4 (conhecida por Panter, lançada em outubro de 2003); a versão 10.5 também deixou de pertencer ao grupo de sistemas operativos elegíveis para atualizações após o lançamento da versão 10.7 (conhecida por Lion), em Junho de 2011. 

A confirmar-se esta tendência, o próximo sistema operativo a perder o suporte da Apple será o Snow Leopard, que pode ficar a um pequeno passo da desatualização com o lançamento da versão Mountain Lion (estreia prevista para o final do verão de 2012). Acresce a este facto outro de igual importância que poderá levar a Apple a ponderar se vale a pena manter o tradicional abandono dos sistemas operativos mais antigos: 41,5% de todos os computadores com o Mac OS X estão neste momento a operar com a versão Snow Leopard, estima a Net Applications. 

A Computerworld lançou mãos à máquina calculadora e apurou ainda que entre 45,9% e 48,8% dos computadores Macs deverão perder o direito a receber atualizações de segurança. Esta estimativa soma quota de mercado do Snow Leopard (que deverá decrescer nos próximos três meses) às quotas de mercado das versões mais antigas do Mac OS. 

Entre os especialistas, não falta quem critique o roteiro de atualizações da Apple: «A Apple parece estar a fazer um esforço mínimo e, em consequência, está a pôr em risco os os seus clientes», alerta Robin Stevens, especialista em Segurança de Redes da Universidade de Oxford quando inquirido pela Computerworld. 


IN "EXAME INFORMÁTICA"
08/05/12

.



Alunos chineses injetam soro 
para aguentar estudos 

Com um exame nacional à porta, uma escola na China está a tomar medidas drásticas para preparar os seus alunos e fornece-lhes aminoácidos, via intravenosa, nas salas de aulas. As imagens acabaram na Internet e geraram um coro de protestos contra o método 

O Gao Kao, um importante exame, é já em junho e uma escola chinesa não se poupa a esforços para preparar os jovens, dando origem às insólitas imagens agora divulgadas na Internet: uma sala de aulas com vários equipamentos para a administração intravenosa de aminoácidos.


 O método é confirmado pelo diretor da escola, que adianta que já era possível a qualquer aluno que não se sentisse bem dirigir-se à enfermaria para "tomar a dose" de aminoácidos capaz de lhes dar uma dose extra de energia para estudar. Agora, para poupar tempo, o suplemento foi levado até às salas.

 As imagens, datadas de sexta-feira à noite, estão a levantar um coro de protestos, com vários médicos, incluindo chineses, a garantirem que a técnica não traz nada de positivo ao estudo e que, pelo contrário, pode ser prejudicial aos alunos, afetando os rins e e levando a uma perda de cálcio devido ao excesso de proteínas, como alerta Gao Huiying, presidente da Sociedade Chinesa de Nutrição, ouvido pelo China Daily. 


IN "VISÃO"
08/05/12

.

ALMORRÓIDA CUSCA




Carolina Dieckmann 
vê divulgadas fotografias íntimas 

Carolina Dieckman viu várias fotografias íntimas suas em que aparece nua ou em poses sensuais serem descarregadas na internet. A actriz brasileira ainda não comentou a situação que está a viver, mas o advogado Antonio Carlos de Almeida Castro já assumiu o caso. 
 De acordo com este prestigiado criminalista brasileiro, antes da divulgação das fotos na internet, Carolina Dieckman foi alvo de chantagem através de emails anónimos.

 As 36 polémicas fotografias divulgadas em sites na passada sexta-feira estavam no notebook da actriz, sendo que o advogado acha pouco provável que tenham sido obtidas por um hacker. 

A hipótese que está a ser investigada pelas autoridades prende-se com a possibilidade de as imagens terem sido roubadas quando o computador de Dieckman foi alvo de uma operação de manutenção. 

 Têm sido várias as celebridades que viram fotografias íntimas publicadas na internet. Scarlett Johansson e Christina Hendricks protagonizaram dois dos casos mais recentes. 


IN "SÁBADO"
05/05/12


INTERNET
Formas mais comuns de ter dados pessoais roubados

Invasão
Como acontece: 
1. Você baixa um arquivo em seu computador/celular/tablet ou acessa um site que tenha escondido o chamado Cavalo de Tróia.
2. O Cavalo de Tróia se instala no equipamento, abrindo uma porta para que um hacker possa acessar seus dados.
3. Daí em diante, sempre que seu aparelho estiver ligar e conectado a internet, seus dados (arquivos pessoais e até senhas) poderão ser acessados.
Como evitar:
1. Instalando sistemas de proteção.
2. Se você tiver antivírus, o "Cavalo de Tróia" não conseguirá se instalar porque será barrado.
3. Se você já tiver um "Cavalo de Tróia" antes de ter o antivírus, assim que instalar o programa de segurança ele irá alertá-lo e apagar o programa, fechando a porta para o hacker.
4. Se você não tiver antivírus, mas tiver um software de proteção que criptografe os dados, seus arquivos só poderão ser acessados com senha. Nesse caso, mesmo que o hacker entre em seu computador, ele não conseguirá visualizar o conteúdo sem ter a senha. 

 Manutenção de equipamentos 
Se seu computador for para a manutenção e seus arquivos estiverem salvos sem nenhum sistema de segurança qualquer pessoa poderá copiá-los. 

Como evitar:
1. O ideal, segundo especialistas, é fazer back up de arquivos em DVD ou pen drive e apagar qualquer arquivo da memória do computador.
2. Mesmo que você apague os arquivos, eles continuam no HD e podem ser acessados por especialistas. Nesse caso, o ideal é utilizar programas de segurança que criptografam os dados e, dessa forma, só é possível acessar com senha.
Cuidados para escolher a senha
 Datas óbvias como aniversário devem ser evitadas;
 Para uma senha chamada "forte", o ideal é utilizar caracteres (como @, %, $), letras maiúsculas e minúsculas e números;
 É recomendado também trocar a senha periodicamente. Especialistas apontam que o mais seguro seria troca a senha uma vez por mês.
 IN "VISÃO revista brasileira" - 07/05/12
.
.




TANTA BELEZA


FESTIVAL NAZIONALE 

DEI CORPI DIPINTI 2011



Parco di Villa Carrara Bottagisio.

.

NÃO DISCRIMINE




.
 .

HOJE NO
"DESTAK"
 
Abolidos dois feriados religiosos 
durante cinco anos

 A República Portuguesa e a Santa Sé chegaram a acordo sobre a redução do número de feriados religiosos, disse à Lusa fonte do Governo.

 A partir de 2013, ficam suspensos durante cinco anos os feriados do Corpo de Deus, que se celebra a uma quinta-feira, 60 dias depois da Páscoa, cuja solenidade é transferida para o domingo seguinte e o dia 01 de novembro, dia de Todos os Santos. 

 * Nós que pensavamos que Portugal era um estado laico, afinal Roma manda em nós!  

Para quando a denúncia da Concordata que tão mal fez ao país???


.
 .


II . O MUNDO 



SEM NINGUÉM


  3 - epidemia


video


Os episódios anteriores foram editados nas terças-feira precedentes à mesma hora.

.
.


  CARLOS BARBOSA

PRESIDENTE DO AUTOMOVEL CLUBE DE PORTUGAL

 

“Se fosse um deles [Lino, Campos ou Mendonça] não dormia descansado”

 

IN "i" - 08/05/12


 
HOJE NO
"i"

Secretas. 
Silva Carvalho acusado de abuso 
de poder e violação de segredo de Estado 

O Ministério Público acusou o presidente da Ongoing, Nuno Vasconcellos, de corrupção ativa e o ex-diretor das secretas Jorge Silva Carvalho de acesso indevido a dados pessoais, abuso de poder e violação de segredo de Estado. O despacho de acusação do Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Lisboa, a que a Agência Lusa teve acesso, indica que foi também acusado o arguido João Luis, diretor do departamento operacional do Serviço de Informações Estratégicas de Defesa (SIED) de, em co-autoria com Jorge Silva Carvalho, ex-diretor do SIED, ter acesso ilegítimo agravado, acesso indevido a dados pessoais e abuso de poder (na forma consumada).

 A acusação, que descreve a responsabilidade e a atuação ilícita dos arguidos em 129 pontos do despacho, conclui que os três "agiram em conjugação de esforços e de intentos" e "sempre de forma livre e deliberada, sabendo que as suas condutas eram contrárias à lei". Da conduta do presidente do grupo Ongoing resultou a acusação da prática de crime de corrupção ativa para ato ilícito, na forma consumada. O Ministério Público concluiu que Silva Carvalho ordenou, entre 7 e 17 de Agosto de 2010, ao arguido João Luís que obtivesse os dados de tráfego do número de telefone (da operadora Optimus) utilizado pelo jornalista Nuno Simas, no período compreendido entre Julho e Agosto de 2010. 

O objetivo era saber quais os funcionários das secretas que poderiam ter sido a fonte de informação de uma notícia do jornal Público sobre o mal-estar causado por mudanças de espiões e dirigentes. João Luís pediu a Nuno Dias, seu subordinado, que obtivesse tais dados, tendo este último usado o facto de a sua companheira Gisela Teixeira ser funcionária da Optimus para ter acesso à facturação detalhada dos clientes. Após aceder indevidamente a dados de um telefone alheio (algo que está vedado às secretas), Nuno Dias entregou a lista a João Luís que, no mesmo dia, o transmitiu a Silva Carvalho. Posteriormente, no interior do SIED, Silva Carvalho confrontou alguns dos seus funcionários e dirigentes com o facto de os seus números de telemóvel constarem da facturação detalhada de Nuno Simas. A acusação refere também que, após o verão de 2010, Silva Carvalho avaliou as hipóteses de ingressar na Ongoing, empresa onde já trabalhavam João Alfaro, ex-funcionário do Sistema de Informações e Segurança (SIS) e Fernando Paulo Santos que, com outros administradores e funcionários do grupo e com o arguido, partilhavam sessões, encontros e jantares da mesma organização macónica, a Grande Loja Legal de Portugal. Entre 22 e 23 de Outubro de 2010, segundo o MP, Jorge Silva Carvalho negociou com Nuno Vasconcellos a sua contratação pela Ongoing, expondo-lhe o que usufruia nas secretas (quatro mil euros liquidos com carro, motorista, telefone ilimitado, carro para uso privado e combustível ilimitado). 

A 23 de Outubro de 2010 acordaram que iniciaria funções em 1 de Dezembro desse ano, garantindo Silva Carvalho ao presidente da Ongoing que tudo faria para o recompensar. Entre outros aspetos, a Ongoing estava interessada na actividade negocial no contexto da construção de infraestruturas no Porto de Astakos, na Grécia, decorrendo negociações entre Fernando Paulo Santos e Vasco Rato (do lado da Ongoing) com dois empresários russos. Em finais de Outubro de 2010, Nuno Vasconcellos e Fernando Paulo Santos solicitaram a Silva Carvalho que obtivesse, junto do SIED, informação sobre os empresários russos, tendo sido ativados os meios humanos do serviço e produzida informação detalhada sobre aqueles empresários. Na posse dos documentos sobre os empresários russos, Jorge Silva Carvalho enviou-os a Nuno Vasconcellos, em 2 de Novembro de 2010, através do seu endereço de correio eletrónico.

 Segundo a acusação, Silva Carvalho agiu em execução do acordado com Nuno Vasconcellos e queria provar ao presidente da Ongoing que podia obter, através das secretas, informação relevante para o grupo. Silva Carvalho pediu a exoneração do cargo de director do SIED a 8 de Novembro de 2010, tendo, em 2 de Janeiro de 2011, iniciado funções na Ongoing, mas manteve contactos regulares com dirigentes intermédios do SIED que promovera ou apoiara e continuou a ter acesso a documentação daqueles serviços. 


* Em quem confiar neste país???

 .
 .




 CRIAR É AMOR




video





.
-




 TÃO LOIRO


video


Enviado por TÉTÉ
.
-


HOJE NO
"A BOLA"

 João Moutinho visita IPO 

No âmbito das comemorações do Dia do Euromelanoma, João Moutinho vai estar esta quarta-feira, a partir das 18 horas, na Clínica da Pele do Instituto Português de Oncologia (IPO) do Porto. 

 O camisola oito foi convidado para falar com os jovens do ensino secundário sobre os cuidados de saúde a ter com a pele, fazendo ele próprio o rastreio. 

O IPO do Porto assinala todos os anos o Dia do Euromelanoma, com a realização de rastreios e palestras que têm como objetivo consciencializar a população. Entretanto, o plantel portista retoma quarta-feira os trabalhos, às 10.30 horas, no Olival. Vítor Pereira dá, assim, início à preparação do último jogo da época, sábado, em Vila do Conde, diante do rio Ave.

 * O "maçã podre" respira saúde e sabe ser solidário!!!


.

SÍLVIA DE OLIVEIRA


  


 Viva os descontos! 


É com relutância que escrevo sobre descontos, apenas porque o caso Pingo Doce conseguiu esgotar-me a paciência, mas eles estão por todo o lado - a Galp acabou de anunciar os seus para o gás e electricidade - e, por isso, aproveito para dizer que não entendi o nojo com que meio país olhou para a Jerónimo Martins, nem o desprezo com que a outra metade tratou quem foi às compras no 1º de Maio.

 Houve todo o tipo de teses, a de que o que a Jerónimo Martins fez foi insultar o país e explorar a fragilidade dos portugueses, ou a de que o país em crise e miserável perdeu a vergonha por ter sucumbido ao consumismo, logo no Dia do Trabalhador. 

 É preciso ter calma. Se não forem ilegais, os descontos não têm nada de mal, antes pelo contrário, permitem poupar alguns euros a muitas famílias, incluindo aquelas que decidiram queimar o dia de descanso em filas intermináveis numa caixa de supermercado em vez de de, pachorrentamente, terem ficado em casa num misto de trabalho e TPC de matemática da filha, que foi o meu caso (declaração de interesses feita). 

Não sendo ilegais, repito, os descontos são reflexo da existência de concorrência e traduzem-se numa arma comercial poderosa numa economia onde o factor preço é cada vez mais importante. É natural que as pessoas dêem cada vez mais valor ao preço das coisas, à medida que o seu rendimento disponível encolhe. 

A decisão da Galp, de concorrer de forma mais agressiva com a EDP e de oferecer uma proposta integrada de fornecimento de gás e electricidade com descontos de 5%, revela isso mesmo, a percepção por parte da petrolífera de que, agora, com o mercado efectivamente liberalizado, existem condições para competir com os outros operadores de mercado. É assim, as empresas concorrem entre si, de acordo com o que a regulação permite, e os consumidores decidem, até escolher passar o dia enfiado num supermercado.

 O PS e Os Verdes decidiram avançar com uma proposta que limita a publicidade a produtos hiper-calóricos, com o objectivo de proteger os públicos mais sensíveis, como as crianças e os jovens. Entendo o propósito, não concordo com a fórmula. Não é proibindo as coisas que as pessoas vão deixar de consumir hambúrgueres e assim escapar à obesidade. Nem cosendo a boca das pessoas isso seria possível.

 Parece não ter nada a ver com esta história dos descontos, mas tem. A solução está na educação, na informação e não no paternalismo, na proibição e definição de regras absurdas, está em acreditar nas pessoas e deixá-las escolher, quanto mais melhor. Grave não são os descontos, se não forem ilegais, claro, grave é o défice tarifário que vai cair, mais dia menos dia, em cima de todos.



 IN "DINHEIRO VIVO 
03/05/12 

.
.



FMI






.
.


HOJE NO
"PÚBLICO"


Autarcas pedem intervenção de Cavaco
 e ameaçam fechar câmaras

 Presidentes de câmara não aceitam ser coveiros do poder local e ontem a ANMP aprovou um documento no qual solicitam ao Presidente da República que trave algumas das políticas do Governo de Passos.

 A “dramática” situação de asfixia financeira em que se encontra o poder local levou ontem a Associação Nacional dos Municípios Portugueses (ANMP) a pedir a intervenção urgente do Presidente da República. A decisão surge depois de os autarcas terem conhecimento que o Governo não pretenderá entregar o acréscimo de receita de 5% do IMI [Imposto Municipal sobre Imóveis] de 2013 às câmaras municipais por redução de igual valor nas transferências dos fundos do Orçamento do Estado. 
O SACO AZUL É BEM MAIOR

A ANMP fala de uma “apropriação abusiva do Governo” e avança que a medida “é inconstitucional”. O vice-presidente da ANMP, Rui Solheiro (PS), avisa, desde já, que, se o Governo continuar a “estrangular” as câmaras, “os municípios podem vir a encerrar” temporariamente. “Esperemos que não seja necessário fechar os municípios durante algum tempo para se ver o impacto dos serviços prestados pelas câmaras às populações, mas se for preciso avançaremos para essa situação”, admitiu ontem ao PÚBLICO. Para além da questão do IMI, o Governo mantém suspensa a execução do QREN (Quadro de Referência Estratégico Nacional), situação que - sustenta a ANMP - “não permite o co-financiamento das autoridades de gestão e do Governo, nem o lançamento de novos investimentos”. 

Os autarcas insurgem-se contra o Governo de adiar “sucessivamente a criação de uma linha de crédito de 1,2 mil milhões de euros para consolidar (para médio/longo prazos) a dívida a fornecedores com mais de 90 dias”. O apelo a Cavaco Silva consta de um documento, que foi aprovado ontem por unanimidade pelo conselho geral da ANMP. “Esta unanimidade significa que todo o poder local está a fazer a mesma leitura, nesse sentido, reclama uma alteração do rumo das políticas do Governo”, disse ao PÚBLICO o presidente da Câmara de Benavente, António José Ganhão (CDU), afirmando que os “autarcas recusam-se a ser os coveiros do poder local”. No texto, os presidentes de câmara solicitam a Cavaco Silva uma reunião com carácter de urgência, pedindo-lhe que intervenha junto do Governo na perspectiva de alterar algumas das políticas que têm vindo a ser impostas às autarquias e que põem em causa “a sustentabilidade do poder local e das economias locais”. 

Ficou também decidido solicitar uma reunião com carácter de urgência ao primeiro-ministro, mas se as diligências, entretanto, feitas não surtirem efeito será convocado um congresso extraordinário da ANMP, que deverá realizar-se até meados de Junho. Nas palavras de Rui Solheiro, o congresso “poderá ser o início de um combate a sério numa época em que os problemas sociais são sérios”. A favor desta medida mostra-se António José Ganhão. O autarca de Benavente considera que “o congresso pode decidir um conjunto de linhas de orientação para serem seguidas pelo poder local. Vamos explicar às populações o que é que elas vão perder”. No documento com 32 pontos, os presidentes de câmara referem que “as autarquias são essenciais para servirem de forma mais rápida e próxima os seus cidadãos e isso sente-se na resolução rápida dos problemas”. “O Governo só é rápido no ‘anúncio de medidas’. Pelo contrário, as autarquias locais, por lidarem mais de perto com as suas populações (...) e numa lógica de proximidade dão respostas mais rápidas e eficazes”, lê-se no texto. No entanto, fazem notar que “este papel de auxílio está actualmente em risco”. “Com as dificuldades financeiras actuais, os apoios sociais às populações não poderão continuar a ser prestados, sendo certo que as autarquias têm sido o verdadeiro Ministério da Solidariedade em Portugal”. 

Os municípios insurgem-se contra a “diminuição violenta das receitas provenientes do Orçamento de Estado e à diminuição de receitas de impostos que são receitas municipais - em particular o IMT [Imposto Municipal sobre Transacções Imobiliárias] e derrama”. E referem que “é preciso dizer a verdade aos portugueses: já se atingiu o ponto de inviabilização do normal funcionamento das autarquias locais, num claro desrespeito pela Constituição e por décadas de autonomia”. 

Avisando que “menor autonomia significa uma maior centralização e a perda de importância das comunidades locais”, o documento deixa uma mensagem: ”Já só falta os eleitos locais serem substituídos por dirigentes nomeados pelo Governo, acabando com as eleições autárquicas”. 

* O poder local não tem dado bons exemplos de idoneidade, são muito poucos os autarcas a quem as populações atribuem seriedade e imensos os que são atingidos com o epíteto de corruptos. 
São tantos os cambalachos nas autarquias, empresas municipais que só existem no papel, luvas, utilização de bens dos municípios em proveito próprio, almoçaradas, etc., que a maioria dos portugueses liga pouco a estes arrufos institucionais. 
Senhores autarcas expliquem claramente o que fizeram ao dinheiro que vos foi atribuído para servir os cidadãos e que parece ter-se volatilizado.

 .
 .




5.Como nasceu o nosso
 
PLANETA
 
 


video


.

 
HOJE NO
"DIÁRIO ECONÓMICO"

Pingo Doce começou a cobrar custo da promoção de 50% a fornecedores 

Fornecedores que não aceitem “pagar” o custo da campanha temem que os seus produtos sejam retirados dos supermercados do grupo JM. Os fornecedores dos supermercados Pingo Doce, detidos pelo grupo Jerónimo Martins, estão a ver os seus piores receios confirmarem-se: os custos da polémica campanha de 50% de desconto em compras a partir de 100 euros, realizada no 1º de Maio, será repercutida nas facturas que os produtores vão receber nas próximas semanas. 
Fontes do sector das bebidas - em que se incluem sumos, águas, vinhos, refrigerantes e bebidas espirituosas - confirmam ao Diário Económico que "a promoção, decidida de forma unilateral pelo Pingo Doce, será paga pelos fornecedores". Confrontada com esta acusação, fonte oficial do grupo liderado por Pedro Soares dos Santos defende que "não estamos a repercutir o investimento que fizemos na acção do 1º de Maio nos fornecedores", admitindo apenas que o Pingo Doce "trabalha com mais de dois mil fornecedores e alguns estão alinhados com o reforço de competitividade que o Pingo Doce está a fazer". 

 A cadeia de supermercados assumiu recentemente que iria apostar numa política de preços baixos e na marca própria como estratégia para contornar a redução do consumo e, em consequência, no volume de vendas. 



 * A vergonhosa ditadura do grande merceeiro!


 .
.


AS 100 MELHORES 
CANÇÕES DOS ANOS 80
(PARA A NME)
 .
Nº 93
SHOULD I SATY OR
SHOULD I GO
THE CLASH








A New Musical Express (também conhecida como NME) é uma revista britânica de música publicada semanalmente desde Março de 1952. Foi o primeiro jornal britânico que incluia o top de singles que apareceu na edição de 14 de Novembro de 1952. A sua popularidade veio a crescer e nos anos 70 tornou-se na revista de música mais vendida do Reino Unido.

 .
 .


HOJE NO
"O PRIMEIRO DE JANEIRO"

SMN pode ser discutido 

O ministro da Economia mostrou disponibilidade para discutir em concertação social a proposta da CGTP de aumento do Salário Mínimo Nacional (SMN) para os 515 euros, disse ontem o secretário-geral da central sindical. 'O ministro da Economia mostrou disponibilidade para discutir o assunto na concertação social, agora vamos ver até que ponto essa disponibilidade vai mais longe', afirmou aos jornalistas Arménio Carlos, à saída de uma reunião com Álvaro Santos Pereira, no Ministério da Economia. 
De acordo com o secretário-geral da CGTP, o 'ministro reconheceu', que Portugal está 'numa situação em que é fundamental dinamizar o mercado interno', o que passa, entre outras coisas, pela melhoria dos salários e das pensões de reforma. 'Exigimos que haja da parte do Governo as medidas adequadas para rapidamente aumentar o SMN em um euro por dia e também os restantes salários. Se não o fizer, vamos verificar que estas políticas estão a levar a classe média para a pobreza, os pobres para a miséria e os miseráveis a ficarem fora das estatísticas', argumentou. Arménio Carlos disse que, em Portugal, existem cerca de 400 mil trabalhadores com 432 euros de salário líquido, 'abaixo do limiar da pobreza, que são 434 euros', 

O secretário-geral da CGTP recordou que a proposta de aumento do SMN da central sindical inclui também uma redução dos preços da energia, dos combustíveis e das telecomunicações para as famílias e para as empresas e a abertura de uma linha de crédito, pela via da Caixa Geral de Depósitos, para facilitar o financiamento das micro e pequenas empresas. O ministro da Economia, Álvaro Santos Pereira, não prestou declarações aos jornalistas no final do encontro. O secretário-geral da CGTP condenou ainda o facto de só os trabalhadores do Pingo Doce que laboraram no 1.º de Maio poderem usufruir da campanha de descontos de 50 por cento em compras acima dos 100 euros. 'Estamos perante uma situação inadmissível, desde logo porque põe em causa o direito à greve.

 Os trabalhadores, pelo facto de exercerem o direito à greve, não podem ser penalizados', afirmou. O secretário-geral da CGTP disse ainda que, se se confirmar que só os trabalhadores do Pingo Doce que laboraram no 1.º de Maio é que vão poder usufruir da campanha de descontos, fica demonstrado que Soares dos Santos 'abomina mesmo o 1.º de Maio', e 'não se tratou de um ato casual e casuístico', mas sim de uma medida premeditada. 


* Não é a pagar salários de miséria que a economia sai do marasmo em que se encontra.. 


.
.


4-CORPOS EM GRANDE



  
 
Estes construtores de físicos demonstram porque têm o culto do corpo. Lamentamos não haver legenda ou locução em português.
 b

HOJE NO

"CORREIO DA MANHÃ"

Responsável na Refer surpreendido 
com ligação a Godinho 

Um responsável pela logística da Rede Ferroviária Nacional (Refer) disse esta terça-feira, no tribunal de Aveiro, que "nem sonhava" com a colaboração que um subordinado seu dava ao sucateiro Manuel Godinho, para "aldrabar a pesagem" de resíduos. 
José da Silva Sousa, que foi responsável da Direcção de Contratualização e Logística da entidade gestora das ferrovias portuguesas, referia-se a Manuel Guiomar, co-arguido do processo Face Oculta, que pôde ouvir, em escutas, a comentar com Manuel Godinho estratégias para "enganar" as balanças.

 Se conhecesse essa postura de Guiomar na altura dos factos, "nunca aceitaria trabalhar com ele", garantiu o homem da logística da REN. Testemunha arrolada pelo Ministério Público, José da Silva Sousa era o "braço direito" de Maria José Gamelas, uma responsável da área de exploração e conservação da Refer, tida como obstáculo às alegadas negociatas do sucateiro, como revela um telefonema que a investigação escutou. "O Sousa e a Gamelas - mais a Gamelas - estão a fazer um concurso por convites para não deixarem de fora a 2ndmarket", lamentava-se Manuel Guiomar, ao telefone com Manuel Godinho, aludindo a uma das empresas do sucateiro de Ovar. José da Silva Sousa esmiuçou, a pedido do Ministério Público, algumas das adulterações de pesagens de resíduos que o processo refere, nomeadamente nos casos do Entroncamento e da Livração (Marco de Canaveses). 

O responsável pela logística aludiu, por exemplo, a talões de pesagens que desapareceram e a "enganos" que eram sistematicamente invocados, quando se pediam explicações. O processo Face Oculta está relacionado com uma alegada rede de corrupção que teria como objectivo o favorecimento de um grupo empresarial de Ovar, ligado ao ramo das sucatas, nos negócios com empresas do sector empresarial do Estado e privadas. 

No banco dos réus estão sentados 36 arguidos (34 pessoas e duas empresas) que respondem por centenas de crimes de burla, branqueamento de capitais, corrupção e tráfico de influências.  



 * Há muitas faces ocultas neste país onde os intervenientes são sempre os mesmos, políticos, banca e empresários. 

.
 .



FARO  À  NOITE





















.


 .

 

HOJE NO
"DIÁRIO DE NOTÍCIAS"

Segurança Social 
Futuro do sistema é debatido
 no Parlamento

 O Dia Mundial da Segurança Social é assinalado hoje com um debate promovido pelo CDS-PP no Parlamento e com ações de rua junto à população em vários pontos do país. O CDS-PP escolheu a data para recolher contributos "técnicos" de pessoas que "trabalham no terreno", para perceber "os problemas" e os "bons exemplos", para depois legislar em conformidade. "Penso que prestigia o Parlamento conhecermos a realidade local, percebermos melhor os problemas e os bons exemplos, para que depois possamos legislar e recomendar respostas concretas", afirmou o líder parlamentar, Nuno Magalhães. 

As audições promovidas pelos democratas-cristãos no salão nobre da Assembleia da República serão encerradas pelo ministro da Segurança Social, Pedro Mota Soares. O PCP vai alertar para "a defesa do sistema público de segurança social perante uma ofensiva que quer destruir os seus princípios e finalidades", numa conferência de imprensa com Fernanda Mateus, da Comissão Política do Comité Central do PCP. 
Por seu lado, a CGTP assinala o Dia Nacional da Segurança Social distribuindo um manifesto aos trabalhadores e à população em vários pontos do país. Durante todo o dia, a conferência "Proteção Social - Novos desafios para a sustentabilidade social em Portugal", organizada pelo Mercer, a SRS Advogados e o ISCTE-IUL - Instituto Universitário de Lisboa, vai debater o futuro dos sistemas de proteção social na Europa e em Portugal.


 *  88% DOS IMPOSTOS PAGOS PELOS PORTUGUESES VAI PARA A SEGURANÇA SOCIAL, correspnde a 30% do PIB, são números incomportáveis que levam à falência do sistema. Estas jornadas são mais uma manobra de diversão para entreter os portugueses. 
Dinamizar a economia e pagar melhores salários é a solução mas este governo não tem competência para liderar o crescimento económico, sacar dinheiro às pessoas é a única coisa que sabe fazer.

 .