quinta-feira, 3 de maio de 2012

UMA GRAÇA OARA O FIM DO DIA

.



.
.


INDIFERENÇA







.

ALMORRÓIDA DESMISTIFICADORA

...

Médico quebra mitos sobre a saúde 

Laranja é boa a qualquer hora do dia, café previne demências e doenças do fígado e é inútil beber dois litros de água por dia. Apenas algumas das falsas crenças sobre o que faz bem e faz mal arrasadas pela investigação científica. Saiba mais. 

 Uma das vertentes do Programa Harvard Medical School-Portugal, que resulta de uma parceria entre a Universidade norte-americana e escolas de Medicina e laboratórios portugueses, é a divulgação de informação na área da saúde relevante e validada cientificamente. O médico Vaz Carneiro expõe a verdade por detrás dos mitos. 

Exercício sem dieta não emagrece 
Fazer exercício físico sem um programa alimentar hipocalórico tem um "efeito negligenciável" em termos de perda de peso, garante o diretor do Programa Harvard Medical School-Portugal. Em estudos com adultos obesos que analisaram o efeito do exercício regular intenso e moderado verificou-se uma perda de peso muito discreta (entre 0,6 e 4,8 quilogramas aos 8 meses). No entanto, a composição do corpo melhorou, com diminuição do perímetro abdominal e das ancas. Ou seja, o exercício físico tem vários efeitos muito benéficos, como melhorar a silhueta, substituindo a gordura por massa muscular, e prevenir doenças cardiovasculares. Mas, para emagrecer, é preciso que seja acompanhado de uma dieta hipocalórica. 

Não usamos apenas 10% das nossas funções cerebrais 
Não se sabe a origem desta ideia nem como se chegou a tal percentagem, mas disseminou-se a ponto de assumir o estatuto de factoide científico, apesar de totalmente falha de sustentação. Se efetivamente só usássemos 10% do nosso encéfalo, o que estariam os outros 90% a fazer? As funções cerebrais são atividades complexas que implicam várias áreas e diversas estruturas. A memória, por exemplo, não reside num determinado ponto. As mais modernas técnicas de imagiologia demonstram que todo o cérebro está permanentemente em atividade, embora certas áreas possam estar mais ativadas em função da atividade que está a ser processada. 

 Comer laranja faz bem a qualquer hora do dia 
 É um daqueles mitos veiculados por um provérbio: "De manhã é oiro, à tarde prata e à noite mata". A crença de que o efeito da laranja pode variar de acordo com a hora em que é ingerida não tem qualquer fundamento científico. O médico António Vaz Carneiro garante que a laranja faz bem a qualquer hora, a não ser que haja algum tipo de intolerância e, nesse caso, prejudica a qualquer hora. 

Tomar banho após refeição não provoca afogamento 
 Quem não se lembra de ter de esperar três horas, sob o sol inclemente da praia, para poder ir tomar banho? Tudo por causa do medo da congestão e afogamento. Afinal, não há uma associação entre estar a fazer a digestão e risco aumentado de afogamento. "Não parece haver qualquer problema entre comer e ir para a água", explica Vaz Carneiro. Os casos de afogamento podem explicar-se por diversos fatores - como não não se saber nadar, a ação de certos medicamentos, hipotermia devido à água muito fria e grandes diferenças entre a temperatura exterior e da água. 

 Beber dois litros de água por dia é inútil 
Esta popular recomendação é acompanhada de justificações do género "temos de fazer funcionar os rins" e "limpar o nosso organismo". A verdade, porém, é que a água é uma daquelas substâncias que são estritamente reguladas pelo organismo: só se aproveita a que se necessita. Portanto, a água ingerida deve ser a suficiente para matar a sede. Mais: não só é inútil como pode ser perigoso, porque obriga os rins a trabalhar em excesso. 

Café previne diabetes, demências e doenças do fígado 
A má reputação de que o café goza, mesmo entre os profissionais, é uma injustiça que Vaz Carneiro está apostado em combater. Sendo uma das bebidas mais consumidas em todo o Mundo, foi objeto de 37 mil estudos, nas últimos 30 anos. As conclusões podem surpreender. Diz o professor da Faculdade de Medicina de Lisboa que os resultados "sugerem um efeito protetor do café na incidência da diabetes mellitus tipo 2, demência (Alzheimer ou não), doenças hepáticas (cirros e carcinoma hepatocelular) e doença de Parkinson". Mais: não existem provas que liguem o café ao cancro ou a um aumento do risco cardiovascular. Isto é válido para a população em geral e significa que os efeitos positivos aumentam proporcionalmente à quantidade ingerida, garante. Quem tiver sensibilidade aos componentes do café e ficar demasiado excitado com esta bebida, deve evitar. 

Grávidas devem vacinar-se contra a gripe
 É exatamente o contrário do que se diz. As grávidas devem vacinar-se porque quando infetadas pelo vírus da influenza (gripe) apresentam maior risco de complicações para a sua saúde e dos fetos. Sendo um grupo de risco, a vacina afigura-se como uma prática recomendável, assegura Vaz Carneiro, exceto em caso de alergia ou condição específica. 

Suplementos vitamínicos anti-oxidantes não evitam cancro 
A ingestão de suplementos antioxidantes não tem efeitos benéficos. "Se fizer uma dieta equilibrada não necessita destes suplementos vitamínicos que, no mínimo, são inúteis e, no máximo, prejudiciais", considera Vaz Carneiro. O reforço vitamínico para prevenção de certas doenças também é um mito que a investigação não apoia. 

A vitamina A não apresenta quaisquer benefícios na prevenção do cancro do cólon, do cancro da mama e no cancro em geral, apresentando mesmo um risco mais elevado de cancro do pulmão. Quanto à C, não existe evidência que previna o cancro ou doença cardiovascular. E a vitamina D é ineficiente a prevenir o cancro, a patologia cardíaca e a demência. Em resumo: é um mito sem sustentação, alimentado pela fácil disponibilização destes produtos, e que pode constituir um perigo para a saúde pública.

IN "JORNAL DE NOTÍCIAS"
02/04/12

.



3.NUM BAIRRO 
DE LONDRES

  


 .
.

O FUTURO

EM 1954



  


Um vídeo produzido pela General Electric em 1954 sobre como seria a tecnologia do seculo XXI.


 .




HOJE NO
"PÚBLICO"

Mafioso preso em Oliveira do Hospital estava
. protegido por namorada portuguesa 

O napolitano que a Unidade Nacional de Contra-Terrorismo (UNCT) da Polícia Judiciária (PJ) deteve ontem à tarde em Oliveira do Hospital é um operacional da Camorra, a máfia napolitana, que recentemente abateu o chefe de um clã rival. Com esse homicídio desencadeou uma série de actos violentos naquela cidade do Sul de Itália. 
 O suspeito, de 36 anos, foi detido numa operação relâmpago dos inspectores da UNCT, os quais não demoraram sequer um minuto para o localizar e imobilizar, não lhe dando assim qualquer possibilidade de reagir. Apontado pela polícia como "muito perigoso", este homem chegou a Portugal há alguns meses. Estaria a viver com uma mulher portuguesa que já conhecia e deveria permanecer no país durante o tempo suficiente para que o homicídio de Nápoles fosse esquecido, bem como as vinganças entre o seu clã e o rival. Em Itália, após o homicídio do rival mafioso, acabou por ser preso e condenado a uma pena de 29 anos e dez meses de prisão. No entanto, devido a diversos recursos judiciais, conseguiu manter-se em liberdade e preparar a fuga para um local que julgava seguro. 

A troca de informações entre as polícias de Itália e Portugal foi determinante para a sua localização. Com esta detenção são, pelo menos, quatro os elementos de famílias mafiosas italianas que acabaram detidos (em três casos) ou mortos (no primeiro dos episódios conhecidos) em Portugal. No início da década de 1990, Mário Iovine, destacado mafioso do Sul de Itália que há vários anos havia simulado a própria morte num acidente de viação, acabou por ser abatido com dois tiros (no coração e na cabeça) por membros de uma família rival. Vivia na zona de Cascais, onde possuía uma empresa de pescado, e foi morto dentro de uma cabine telefónica, no centro da vila, onde se deslocava em dias certos para efectuar contactos com presumíveis comparsas. Anos mais tarde seria preso um outro chefe mafioso.

 Passaram-se alguns anos até que a sua extradição se concretizasse, pelo que foi necessário mudá-lo frequentemente de prisão. Entre os diversos planos de fuga detectados pela polícia portuguesa constava um que implicava a utilização de um helicóptero para o retirar do Estabelecimento Prisional do Linhó. Numa outra ocasião estava previsto o ataque, com armas de guerra, ao Estabelecimento Prisional de Coimbra (a PJ acabou por abater a tiro, no Areeiro, em Lisboa, o homem que transportava o armamento que deveria ser utilizado por um comando de jugoslavos). 

Houve ainda inúmeras tentativas para subornar guardas prisionais. Por fim, já na década de 2000, havia de ser detido um outro indivíduo com ligações à máfia italiana que andava fugido depois de ter cometido diversos roubos. Tinha um negócio de produtos alimentares na zona da Corunha, Espanha, apesar de frequentar preferencialmente as zonas de Lisboa e Santarém. 


* Às vezes o crime não compensa e a culpa não é das polícias.


.



  "DESEMPENHOS" SEXUAIS DE POLÍTICOS

 Político também ama – e não só o poder. O problema é que, em muitos casos, os romances acontecem fora do casamento. Pior: em várias ocasiões, os namoros e casos extraconjugais abalam governos – e causam graves crises institucionais


Qual padre Amaro, que nada: em matéria de sacerdote mulherengo, Fernando Lugo é o homem... 

O personagem do livro de Eça de Queiroz era moço e bonito quando caiu em tentação com Amélia, de 23 anos; já o presidente do Paraguai era quase cinquentão e ganhara fama como “bispo dos pobres” quando seduziu a adolescente Viviana Carrillo. 
Foi só um dos casos de Lugo – quando o escândalo foi revelado, num intervalo de só dez dias apareceram três mulheres com os respectivos luguinhos. Os mais exagerados falavam em dezesseis ou dezessete filhos.
O assunto deu origem a um vasto repertório de piadas – na maioria, impublicáveis. Mas a paternidade serial do ex-bispo que virou presidente da conhecida filiação (ops) esquerdista-populista tem um lado nada galhofeiro: Lugo jamais proveu em nada os filhos que fez e, em pelo menos dois casos, abusou de sua posição. Viviana, mãe de Guillermo, morava com a tia numa casa onde Lugo se hospedava. Não está claro se tinha menos de 16 anos quando o bispo a seduziu, o que constituiria crime – de qualquer maneira, já prescrito. Lugo manteve-se no poder e, no ano seguinte, foi diagnosticado com câncer.

 RECONHECENDO O PRIMEIRO
"Perante minha consciência e em homenagem a toda a população que depositou sua confiança em mim, manifesto com a mais absoluta honestidade, transparência e sentido do dever, em relação à polêmica suscitada por uma suposta demanda de filiação, é certo que houve uma relação com Viviana Carrillo", disse. 

 "Diante disso –prosseguiu– assumo todas as responsabilidades que pudessem derivar de tal fato, reconhecendo a paternidade do menino", indicou o Presidente em conferência de imprensa no Palácio de Governo. 

O SEGUNDO FILHO
Uma mulher de 27 anos pediu ao presidente do Paraguai, Fernando Lugo, que reconheça seu filho de 6 anos,  numa ação judicial semelhante à que ocorreu  com CARRILLO contra o ex-bispo da Igreja Católica. 
Lugo já tinha chocado o país quando, pressionado por uma reivindicação judicial, admitiu ser pai de um menino de 2 anos , fruto de uma relação com uma jovem quando ainda era sacerdote. Desta vez, Benigna Leguizamón, uma humilde vendedora de detergentes que mora na periferia da Ciudad del Este, a uns 350 quilômetros de Assunção, disse que pedirá a Lugo o reconhecimento de um de seus quatro filhos. O presidente registrou o menino e iniciou os trâmites para que a criança leve o seu sobrenome. 

MÃE DO 3º FILHO
Diz que Lugo é um “Fenômeno”. 
A desgastada “moral” do presidente paraguaio, Fernando Lugo, afetada pelas denúncias de paternidade e pelos insultos de Benigna Leguizamón, a mais escandalosa das “Luguetes”, começa a ser levantada por sua terceira demandante, Damiana Morán, que não lhe poupou elogios. 
Morán ainda se diz apaixonada pelo ex-bispo católico, com quem, segundo ela, o romance teria tido início em 2007, após sua renúncia à batina, deu uma entrevista à rádio 98,3 FM, de Buenos Aires, na qual contou detalhes de sua relação com o “homem Lugo”. 
Segundo a mulher, que afirma ter tomado conhecimento de pelo menos seis parturientes (incluindo ela) que teriam tido filhos com os genes do atual presidente paraguaio, Lugo “é um fenômeno não só no campo político, mas também em todos os aspectos”. “Sempre o admirei e confessei que o via como homem, não como bispo”, revelou a dirigente social. 

“Quando o catalogam como um fenômeno, eu posso dizer que sim, em todos os aspectos ele é um fenômeno, não só no campo político”. Questionada sobre se a definição de “fenômeno” incluía o jogo entre quatro paredes, Morán confessou que “sim, Lugo era o [camisa] 10”. 




 Com tais revelações, aumenta, ainda mais, o mito de “símbolo sexual” construído em torno do “pai de todos os paraguaios”, desde que este renunciou à igreja em 2006. A terceira mulher que afirma ter um filho do presidente paraguaio trabalha atualmente como diretora de uma creche em Capiatá, uma área pobre nas proximidades da capital do país.

 IN: 
- VEJA 
- WIKIPEDIA 
- TERRA 

 .
 .
  



BAR REFAELI




  

 Bar Refaeli aparece no anúncio de uma marca de lingerie... completamente nua. A modelo israelita é a estrela do anúncio da sua própria marca de roupa interior Under.Me. Num vídeo a preto e branco, Bar Refaeli aparece em várias cenas nua, exibindo o seu esbelto corpo.(textoCM)

 .
 .

HOJE NO
"DIÁRIO ECONÓMICO"

Abortos entre desempregadas
 aumentam 13,6% 

As mulheres desempregadas são agora o grupo com mais abortos, segundo números da Direcção-geral de Saúde. O número de Interrupções Voluntárias da Gravidez (IVG) aumentou em 2011 para 20.290, mais 153 que em 2010, revelam os dados da DGS, citadoa pela TSF. 
 Entre as desempregadas, o número de IVG aumentou 13,6%, o que faz com que este grupo tenha passado a ser o mais representado no universo dos abortos. As estudantes, que eram as que mais faziam abortos em 2010, ocupam agora o segundo lugar na lista de Interrupções Voluntárias da Gravidez. Os números revelados pela Direcção-geral de Saúde indicam ainda que 67% dos abortos foram realizados por mulheres entre os 20 e 34 anos. 

A região de Lisboa e Vale do Tejo foi o local onde se realizaram mais abortos, ao passo que se registou uma diminuição de 2,6% nas Interrupções Voluntárias da Gravidez realizadas no SNS, que concentrou 67% dos casos. De acordo com os mesmos dados, Portugal continua a ser um dos países europeus com menos abortos, tendo mais de cinco mil portuguesas que fizeram Interrupções Voluntárias da Gravidez em 2011 já feito um aborto no passado. 

Há mais procura no Hospital de Loures para abortar do que para ter filhos Há mais pessoas a procurar o Hospital de Loures para realizarem abortos do que a marcarem consultas para terem filhos, disse à agência Lusa a responsável pela Espírito Santo Saúde, entidade que gere aquela unidade hospitalar. "Tivemos mais consultas de interrupção voluntária da gravidez do que de obstetrícia [para terem filhos]. 
 E algumas das pessoas a repetirem segunda e terceira vez", sublinhou Isabel Vaz, em Fátima, durante a sua intervenção no XXIV Encontro Nacional da Pastoral Social. À Lusa, Isabel Vaz notou que estes são os primeiros números desde que iniciaram a gestão em Fevereiro e dizem respeito a Março. "Isto não tem nada a ver com ser ou não católico", destacou a responsável daquela entidade do Grupo Espírito Santo, lembrando que "a cobertura universal dos cuidados de saúde não é possível". 

Isabel Vaz sustentou que uma das "discussões sérias que tem que ser feita" é "sobre o que deve ser de facto pago por todos nós", porque "não há dinheiro para pagar tudo". Ou seja, "há que fazer escolhas", defendeu. 

* Claro que há que fazer escolhas mas sem demagogia. As fragilidades financeiras têm implicações emocionais graves no dia a dia das pessoas onde, apenas como coisa boa sobram os  afectos, muita vezes precipitados e pouco esclarecidos. 

Cabe aos agentes de saúde informar, formar e voltar a fazê-lo repetidas vezes sem juízos de valor, quem neste momento tem um salário, baixo que seja,  tem uma pequena luz ao fundo do túnel. 
As mulheres desempregadas estão mais frágeis que ninguém, não as rotulem clínica ou  cientificamente como proscritas!!!

 .
.



VAMOS DANÇAR

                           BACHATA


  



 .
.


  SANDRO MEZZADRA

SOCIÓLOGO ITALIANO

 

 "A ilegalidade dos migrantes é muito bem vista pelo capital"

 

IN "i" - 03/05/12 

 

.





HOJE NO
"O PRIMEIRO DE JANEIRO"

Dívida do SNS 
aumenta 700 milhões num ano

 A dívida do Serviço Nacional de Saúde (SNS) aos fornecedores aumentou 700 milhões de euros no último ano, revelou, ontem, o presidente da Administração Central do Sistema de Saúde (ACSS). Segundo João Carvalho das Neves, que falava na Comissão Parlamentar de Saúde, no quarto trimestre de 2010 a dívida era de 2,468 milhões de euros e, no final de 2011, já ascendia a 3,110 milhões.

 Quanto à dívida total da ACSS aos hospitais, que ascende a 1,151 milhões de euros, o responsável garantiu estar em condições de começar a pagar. O número de utentes do Serviço Nacional de Saúde (SNS) isentos do pagamento de taxas moderadoras por insuficiência económica aumentou para 2.638.006, mais 830.152 do que no ano anterior, segundo dados oficiais. Ainda no Parlamento, o secretário de Estado da Saúde, Manuel Teixeira, afirmou que 'não há alternativa à reorganização hospitalar em Lisboa', a propósito do encerramento da Maternidade Alfredo da Costa (MAC), criticado pelos deputados da oposição. Lembrou que a reorganização da área de obstetrícia na cidade de Lisboa é um ato 'imperioso', e 'necessário', 'É um desperdício brutal que o País não pode sustentar', afirmou. 

Por outro lado, dados do Ministério da Saúde referem que o novo regime de taxas moderadoras isenta de pagamento por insuficiência económica 2.638.006 utentes e outros 1.368.458 por terem até 12 anos de idade (inclusive). Em relação a 2011, registam-se menos 22.399 utentes até aos 12 anos isentos pela idade. Até 31 de maio, os utentes que provem que solicitaram isenção por insuficiência económica estão isentos do pagamento de taxa moderadora. 


* Andam a querer assassinar o Serviço Nacional de Saúde. Nos hospitais privados quando alguma coisa corre mal a uma grávidavai recambiada para a MAC ou para outro hospital público.


 .

RUI PERES JORGE



 Os patrões
         precisam de ir à escola 

Já lá vai quase um ano desde que a troika aterrou em Lisboa para dar início a um ambicioso, e para muitos radical, plano de transformação estrutural do país. Um ano e várias avaliações trimestrais depois, BCE, FMI e Comissão Europeia continuam a passar ao lado da mais importante deficiência estrutural de do País: o baixo nível de educação e, mais grave, a escassa formação dos seus empresários. 

No fundo, troika e também o Governo confiam que as reformas que trazem nos seus receituários, da liberalização do mercado de trabalho às reformas da Segurança Social e do sistema fiscal, valem por si. Acreditam que funcionarão independentemente das características dos recursos humanos disponíveis, um elemento desprezado em todo o programa. É pouco provável que assim seja. No caso português, onde o atraso é grande, este é um erro que pode custar caro. 

Portugal tem dos níveis de educação mais baixos da União Europeia e da OCDE. Se escolhermos o 12º ano completo como indicador, só Turquia e México estão piores. Mais preocupante é a formação dos patrões que, de tão má, até permite aos trabalhadores sair bem na fotografia. 

Cálculos da Pordata a partir das estatísticas oficiais enquadram o problema. Em Portugal, em 2010, quatro em cada dez trabalhadores tinha completado o secundário, enquanto apenas dois em cada dez patrões tinha conseguido o mesmo. Já na União Europeia oito em dez trabalhadores, e mais de sete em cada dez patrões atingiam essa meta. É díficil não ficar impressionado com as comparações. 

 Mas os relatórios de avaliação publicados da Comissão Europeia e do FMI são ostensivamente omissos. Bruxelas reserva para a educação um parágrafo entre 120 páginas do documento, associando-a apenas a políticas de reeintegração no mercado de trabalho. O FMI vai um pouco mais longe: refere a importância do ensino secundário, e concede meia página à educação. Sobre a preparação dos patrões que hão-de levar o País à vitória pelas exportações, nem uma linha. 

 O atraso educacional dos nossos empresários tem implicações evidentes. Num mundo cada vez mais globalizado, o sucesso estará reservado para os que souberem melhorar processos e dinamizar as lideranças, e para os que inovarem e arriscarem descobrindo caminhos que ainda não existem. Muito mais do que sobre os trabalhadores é sobre os patrões que recai a principal responsabilidade de relançar a economia. E para isso elevados níveis de educação são essenciais. 

É verdade que houve avanços notáveis nos últimos anos e que a educação não é tudo, mas a distância para os melhores transforma esta ausência num silêncio incompreensível por parte da troika e do Governo. Sem avanços significativos nesta área, não haverá reformas estruturais que nos valham. Os portugueses, e especialmente os patrões precisam de ir à escola. E alguém lhes deve dizer isso.



 Jornalista 

IN "JORNAL DE NEGÓCIOS"
 30/04/12 

.
 .


HOJE NO
"CORREIO DA MANHÃ"


Excessos afectam espermatozóides 

 O aumento do consumo de álcool, tabaco, drogas e as mudanças na alimentação e nos ciclos de sono durante a celebração da semana académica
 diminuem a qualidade do esperma dos estudantes, segundo um estudo pioneiro da Universidade de Aveiro (UA), divulgado ontem. 


 O trabalho, liderado pela investigadora no Centro de Biologia Celular da UA Margarida Fardilha, mostra uma diminuição de mais de 20% na concentração de espermatozóides e alterações em cerca de 15% na morfologia destas células reprodutoras masculinas

depois dos excessos e das loucuras cometidos naqueles dias festivos. Se quiserem recuperar este défice, os jovens terão depois de adoptar um estilo de vida saudável. Mas só ao fim de três meses é que tudo volta ao normal. "Fiquei surpreendida com o facto de, em apenas uma semana, ocorrer esta variação e o impacto na alteração da qualidade dos espermatozóides ser tão grande", revelou ao CM Margarida Fardilha. 
 Os excessos estudantis foram estudados a partir de uma recolha de amostras de 55 alunos voluntários das academias de Aveiro e Coimbra. As recolhas ocorreram em três momentos distintos: antes e depois dos festejos académicos e três meses depois da última recolha. 

A investigação teve início em 2010 e já vai na terceira edição. Aguarda agora por publicação. Apesar de outros estudos indicarem que o consumo prolongado de álcool e drogas diminui a capacidade reprodutora do homem, a sua influência da qualidade do sémen só agora é reconhecida. 

As festas académicas, recorde-se, estão agora a decorrer. Em Aveiro já terminaram.


* Alguém duvida que há espermatozóides azarados?


 .
.



1 » PEQUENO GRÃO DE AREIA





Um documentário que todos os professores do mundo deveriam ver. 
"Grain of sand" fala sobre a luta dos professores de Oaxaca no México, país governado há mais de 70 anos pelo PRI, famoso pela corrupção e alinhamento aos interesses dos EUA . 
O filme trata de como a destruição da educação é um projeto articulado a partir de diretrizes internacionais. Há poucos anos, alunos, pais e professores fizeram passeatas contra a privatização das escolas técnicas, exigência do Banco Mundial e FMI. O Governo respondeu fechando-as de imediato. Quando os professores e alunos ocuparam estas escolas, foram presos e torturados em prisões de segurança máxima. Centenas de professores estão mortos ou desaparecidos no país. 
As políticas implementadas na educação mexicana são as mesmas que muitas vezes vemos travestidas de "modernas" em muitos Estados do Brasil. O filme proporciona excelentes discussões sobre o que representa a educação na sociedade capitalista neoliberal. 
O baixo nível das escolas para a população não é um produto da incompetência, mas sim da conivência para formar um geração de semi-escravos, de mão-de-obra barata. Nas palavras de Eduardo Galeano, "Este é um sistema que arrebenta tudo o que toca: destrói em pedaços; e que nos ensina que se vive para TER e que se vive para trabalhar, em vez de viver para SER" 

.
 .


HOJE NO
"DIÁRIO DE NOTÍCIAS"

Cinema português 
"corre perigo de vida" 

Realizadores, produtores e programadores cinematográficos afirmam, em comunicado, que "o cinema português corre perigo de vida" e marcam "um encontro aberto" para hoje à tarde, em Lisboa. 
 O texto, intitulado "Cinema Português: Ultimato ao Governo", é divulgado no dia em que termina o período de cerca de três meses de discussão pública da nova Lei do Cinema. Os 21 profissionais que assinam o texto referem o "indiscutível reconhecimento do cinema português" que, contudo, "vive neste momento uma situação dramática, com um corte de 100 por cento, que não tem paralelo em mais nenhum sector de atividade". No documento afirma-se que o Instituto de Cinema se encontra "em absoluta rutura financeira, sem que o secretário de Estado da Cultura tenha para isso qualquer proposta ou solução".

 Para os subscritores do documento, entre eles os realizadores João Caniço e João Salaviza, "ao fim de 10 meses de Governo, o cinema português corre perigo de vida". Alerta o documento para a paralisia do setor, sem a abertura dos Concursos de 2012 e a impossibilidade de arrancarem os projetos aprovados em anos anteriores. "A produção de novos filmes está paralisada - e uma boa parte das empresas produtoras na iminência de encerrar, atirando para o desemprego milhares de pessoas - e a distribuição, os festivais, os cineclubes, a promoção internacional, sem quaisquer apoios", lê-se no documento. 

No tocante à nova Lei do Cinema, e apesar do "acolhimento positivo por parte de todo o sector [...], continua a ser apenas isso mesmo: uma promessa por cumprir", frisam os autores do texto. Os subscritores apresentam, em quatro pontos, as suas exigências ao executivo, sendo a primeira que "o Governo encontre uma solução de emergência para a situação de rutura e descalabro financeiro do Instituto de Cinema e que permita dotá-lo dos meios financeiros necessários aos compromissos assumidos com os produtores e aprovados entre 2010 e 2011", abrindo assim caminho à segunda exigência - permitir a homologação dos concursos de 2011 pelo secretário de Estado da Cultura e a sua contratualização pelo Instituto. 
 A terceira exigência é que a "versão definitiva da nova Lei do Cinema seja tornada pública de imediato e que o Governo assuma um prazo para a sua aprovação em Conselho de Ministros e posterior apresentação à Assembleia da República". No quatro ponto, é exigido que a nova lei consagre "as contribuições e investimentos de todas as empresas que operam no mercado do cinema e do audiovisual", o "reforço do princípio da atribuição dos dinheiros públicos de fomento do Cinema por concursos públicos". Dividido em três alíneas, este último ponto exige ainda que os concursos assentem "em júris independentes e através de critérios equilibrados de valoração dos projetos", e finalmente, que seja valorizado o papel do Instituto do Cinema e Audiovisual na gestão e regulação do sector". 

 O "encontro aberto" de realizadores, produtores e programadores cinematográficos está marcado para quinta-feira, às 17:00, no Cinema S. Jorge, em Lisboa. Assinam o documento os produtores Alexandre Oliveira, João Figueiras, João Matos, Pedro Borges, Luís Urbano, Maria João Mayer, os realizadores Gabriel Abrantes, Gonçalo Tocha, João Botelho, João Nicolau, João Pedro Rodrigues, João Salaviza, João Canijo, Pedro Costa, Sandro Aguilar, Manuel Mozos e Miguel Gomes, o distribuidor Luís Apolinário, e os programadores Anabela Moutinho, Dario Oliveira e Miguel Valverde. 


* Com este governo todos os portugueses correm risco de vida, menos os amigalhaços, está claro.


 .
.

AS 100 MELHORES 
CANÇÕES DOS ANOS 80
(PARA A NME)
 .
Nº 97

WHERE IS MY MIND

PIXIES







A New Musical Express (também conhecida como NME) é uma revista britânica de música publicada semanalmente desde Março de 1952. Foi o primeiro jornal britânico que incluia o top de singles que apareceu na edição de 14 de Novembro de 1952. A sua popularidade veio a crescer e nos anos 70 tornou-se na revista de música mais vendida do Reino Unido.



.
 .

HOJE NO
"RECORD"

Relvas aplaude novas instalações
 no Jamor
 GOVERNANTE DESTACA INICIATIVA DE LAGOS

 O ministro-adjunto e dos Assuntos Parlamentares, Miguel Relvas, aplaudiu a construção das instalações definitivas do Estoril Open, previstas para o Complexo do Jamor, em Oeiras, num projeto que implicará um investimento de 50 milhões de euros.
"É positiva esta disponibilidade para novos instrumentos no Jamor e a existência de empresários dispostos a investir", disse o governante, durante o Estoril Open, acrescentando que a tutela vai ainda analisar a "viabilidade financeira" do novo complexo multiusos.


 * Bons atletas, melhor país"

 .
.


 Teorema de 



THALES



  


Apesar de ser quase odiada, a matemática vive connosco intimammente todos os dias. Hoje editamos a 1ª parte do teorema de THALES em castelhano, fácil de entender, porque dentro dos vídeos procurados foi o que nos pareceu mais esclarecedor.

m

HOJE NO
"JORNAL DE NOTÍCIAS"


Legislação permite lucros imorais
 de grupos do setor da Saúde

 O ex-diretor-geral da Saúde, José Luís Castanheira, defendeu, esta quinta-feira, que a legislação portuguesa permite "lucros imorais aos grupos financeiros" e sublinhou que a "mercantilização da saúde" está a conduzir ao desrespeito pelos doentes. 

Na saúde, "o setor público não pode despejar no setor privado, mas o privado pode deitar fora o que dá trabalho para o público", criticou aquele que é também professor catedrático do Instituto Superior de Ciências da Saúde Egas Moniz. 
 Convicto de que "a saúde não pode ser uma área de negócio", o clínico frisou que Portugal também tem "problemas de formação e de acompanhamento de qualidade do desempenho". Perante tudo isto, sustentou, "as ordens, empresários, governos e associações profissionais têm parecido distraídos das suas responsabilidades em prol das pessoas".

 Por outro lado, destacou, o Serviço Nacional de Saúde (SNS), "ao querer dar tudo a todos, em contexto de crise, corre o risco e não dar a quem mais precisa", algo que "os grandes apóstolos do SNS ainda não entenderam". 

A intervenção do ex-diretor-geral da Saúde decorreu na sessão da manhã do segundo dia de trabalhos do XXIV Encontro Nacional da Pastoral da Saúde, que decorre em Fátima até ao próximo sábado. A iniciativa, promovida pela Comissão Nacional da Pastoral da Saúde da Igreja Católica Portuguesa, está subordinada ao tema "Cuidados de Saúde, Lugares de Esperança (A Saúde em Portugal)". 


* O dedo na ferida...tem a palavra o sr. ministro que temos considerado o melhor ministro deste péssimo governo.


 .
.




MILAGRE...


v



.
 .

HOJE NO
"JORNAL DE NEGÓCIOS"

Preços dos bens alimentares em Portugal sobem menos que na OCDE 

A taxa anual de inflação em Portugal persistiu em Março acima da média dos países da OCDE, elevando-se a 3,2%, o que compara com 2,7%. 

O país fica, porém, aquém da média da OCDE, da UE e da Zona Euro quando se avalia apenas a evolução dos preços dos produtos alimentares, que subiram 2,9%, quando nos agregados acima referidos a variação foi de 3,5%, 3,2% e 3%, respectivamente.

 Segundo dados hoje divulgados pela organização sedeada em Paris, a pesar decididamente no comportamento da taxa de inflação está a subida dos preços dos produtos energéticos, que, no caso português, se agravaram em 11,4% em Março, quase duplicando a subida média na OCDE de 6,5%. 


* Nos preços dos produtos alimentares a diferença máxima é de 0,6%, número ridiculamente enganoso se percebermos que em Portugal os salários valem menos 30%. Gravíssimo é o que pagamos nos custos de energia!!!


 .
.





DOUTRO SÉCULO



  Carro com baldes, de ataque a incêndios da Alfândega de Lisboa

  Primeira auto-bomba em Portugal, pertença dos Bombeiros Voluntários Lisbonenses, em 1911

Pronto-socorro do Corpo de Salvação Pública de Mafra em 1928

Pronto-socorro dos Bombeiros Voluntários Lisbonenses

Em 1957 pronto-socorro dos Bombeiros Voluntários Lisbonenses


BOMBEIROS DE PENAFIEL

BOMBEIROS VOLUNTÁRIOS PORTUENSES


BOMBEIROS VOLUNTÁRIOS DE MONTEMOR-O-NOVO

BOMBEIROS VOLUNTÁRIOS DE BRAGANÇA





.




HOJE NO
"DESTAK"

Cerca de 300 objetos em ouro apreendidos em 
.Espanha reconhecido pelos donos

 Cerca de 300 objetos em ouro furtados em residências portuguesas em 2008 e 2009 foram identificados pelos donos durante a operação de reconhecimento das peças realizada na semana passada na diretoria de Lisboa da PJ. 

Numa nota enviada à agência Lusa, o secretário-geral do Sistema de Segurança Interna, Antero Luís, indica que cerca de mil pessoas se deslocaram, nos dias 24, 26 e 27 de abril, às instalações da diretoria de Lisboa da Polícia Judiciária para reconhecerem presencialmente as cerca de 2.500 peças em ouro furtadas em residências portuguesas e recuperadas pela polícia espanhola. 
Num primeiro balanço, o secretário-geral do Sistema de Segurança Interna refere que foram realizados "44 reconhecimentos inequívocos, a que correspondeu a entrega de cerca de 300 objetos em ouro". 


* Bom trabalho das polícias. 

.
.



MAIS PARA OS OLHOS




DO QUE PARA OS DEDOS















N