quinta-feira, 19 de abril de 2012

UMA GRAÇA PARA O FIM DO DIA


Conheço uma maneira de conseguir uns dias de folga - diz o  empregado à sua colega loira.

- E como é que vai fazer isso? - diz a loira.
- Vou demonstrar - diz o empregado.

Nisto, ele sobe pela viga, e  pendurou-se de cabeça para baixo no tecto.
Nesse momento o chefe entrou, viu o empregado pendurado no tecto e perguntou:
- Que diabo estás aí a fazer? 
- Sou uma lâmpada - respondeu o empregado.
- Hummm... acho que precisas de uns dias de folga. Vai p'ra casa descansar uns dias.

Ouvindo isto, o homem desceu da viga e dirigiu-se para a porta de saída. 
A loira preparou-se imediatamente para sair também.

O chefe puxou-a pelo braço e perguntou-lhe: 
- Onde você pensa que vai?



- Eu vou p'ra casa!   
Não consigo trabalhar às escuras!


Dia Mundial para a Prevenção do Abuso de Crianças

Prevenção do Abuso de Crianças.

ALERTA PARA TODOS OS DIAS

"Mais de 20 mil crianças morrem por ano nos países da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE), sendo mais de 3.500 vítimas de violência e maus-tratos".
Os números foram recentemente divulgados num relatório do Centro de Pesquisa Innocenti da UNICEF e são sublinhados hoje, Dia Mundial para a Prevenção do Abuso de Crianças.
A nível nacional, e segundo dados recentes das Comissões de Protecção de Crianças e Jovens em Risco, em 2006 houve acréscimo de mais 10 mil processos do que em 2005. No total, 22.673 menores foram assistidos, sendo na maioria vítimas de negligência e maus-tratos.
Foi assinalado a 19 de Novembro - data que que pretende alertar os Governos e as organizações da Sociedade Civil para um papel mais activo na promoção e respeito dos Direitos da Criança (artigos 19º e 34º da Convenção dos Direitos da Criança), a Associação de Mulheres Contra a Violência (AMCV) exibiu um spot televisivo na SIC que alerta para o dever do Estado e responsabilidade de todos na protecção das crianças e prevenção da violência.
Ainda no âmbito das iniciativas que assinalaram a data a Sociedade Internacional para a Prevenção do Abuso e Negligência de Crianças (ISPCAN) organizaram a Conferência Regional Europeia sobre o Abuso e Negligência de Crianças, que  no dia 21 reuniu peritas/os internacionais e profissionais de 60 países no Centro de Congressos de Lisboa.
Em debate estavam as questões: Será possível parar o Abuso e Negligência de Crianças? O que poderemos aprender com os sobreviventes e seus familiares? Serão os actuais modelos de prevenção e intervenção eficazes?
Entre outros conferencistas, destacaram-se as presenças de Arnon Bentowim (Reino Unido), Kevin Browne (Reino Unido), Claire Brisset (França), Bragi Gudbrandsson (Islândia) e Carl Göran Svedin (Suécia).
Constituída notarialmente em 1993, a Associação de Mulheres Contra a Violência é uma organização não governamental (ONG), independente, laica e sem fins lucrativos, cuja missão é questionar e desafiar as atitudes, crenças e padrões culturais que perpetuam e legitimam a violência contra as Mulheres, Crianças e Jovens.
É membro fundador da Associação Portuguesa para a Prevenção do Abuso e Negligência de Crianças (2005).







Associação de Mulheres Contra a Violência
Alameda D. Afonso Henriques nº 78 - 1º Esq. 1000-125 Lisboa - Portugal
Telf: 21 3802160 | E-mail: sede@amcv.org.pt | Web: www.amcv.org.pt
 
.

 NUM BAIRRO 
DE LONDRES



  

 A arte o engenho e o desejo de defender a sustentabilidade do planeta fizeram esta maravilha num bairro operário londrino, veja com atenção. 

 .

NÃO DISCRIMINE




.
.


HOJE NO
"CORREIO DA MANHÃ"

Um milhão de portugueses 
admite deixar a sua casa

Perto de um milhão de portugueses admite deixar a casa onde vive ainda este ano, revela um estudo do Eurobarómetro realizado em Dezembro e divulgado nas últimas horas.

Segundo este mesmo estudo, cerca de dez por cento da população nacional já admite esta possibilidade, devido às dificuldades económicas, contra apenas os quatro por cento de há um ano atrás, refere a TSF.

Ao mesmo tempo, cerca de 66 por cento dos inquiridos afirma esperar que 2012 seja pior que 2011, enquanto 80 por cento assume estar mesmo preocupado com a sua reforma.

O Eurobarómetro revela ainda que pelo menos dois milhões de portugueses não conseguiram pagar todas as contas mensais da casa, comida ou outros bens essenciais, pelo menos, uma vez no último ano.

Cinco por cento dos inquiridos assumem ainda ter, por norma, algumas ou muitas contas em atraso, ao mesmo tempo que metade dos portugueses que participaram no barómetro garantem não ter capacidade financeira para fazer face a uma despesa inesperada no valor de mil euros.

Finalmente, cerca de 15 por cento reconhece existir um alto risco de não conseguirem pagar as contas do dia-a-dia, durante este ano, um problema que se torna ainda mais complicado quando se fala da renda ou da prestação da casa.


* E andam os ministros a defender o comportamento exemplar do governo...

.
.

"DESEMPENHOS" SEXUAIS DE POLÍTICOS


Político também ama – e não só o poder. O problema é que, em muitos casos, os romances acontecem fora do casamento. Pior: em várias ocasiões, os namoros e casos extraconjugais abalam governos – e causam graves crises institucionais


Uma expressão exótica e de origem ignorada enriqueceu o vocabulário italiano em 2010. “Bunga bunga” deu nome ao escândalo envolvendo o primeiro-ministro e confirmou a ideia de que, em matéria de degradação moral, Silvio Berlusconi sempre consegue descer mais um pouco. 

Em depoimento à polícia durante uma investigação sobre redes de prostituição, a imigrante marroquina Karima El Mahroug contou como as festas nas mansões de Berlusconi acabavam invariavelmente em bunga bunga: com as mulheres, nuas, fazendo um trenzinho e os convidados engatando na fila. A brincadeira, segundo a moça, seria uma adaptação de um ritual erótico praticado no harém do ditador líbio Muamar Kadafi. 

A curvilínea Karima frequentava a Villa Arcore, a residência de Berlusconi em Milão, quando ainda era menor de idade – assim como uma brasileira, Iris Berardi. Também surgiram relatos de que se consumia maconha nas festas. Antes dessas revelações, Berlusconi estava tranquilo – prostituição não é crime na Itália. Mas sexo com menores e uso de drogas, sim. Ainda assim, diante das críticas às suas festas bunga bunga, o premiê de 74 anos reagiu com a picardia de sempre. “Vivo uma vida terrível. 

Se uma vez ou outra preciso de uma noite para relaxar, ninguém tem nada com isso”, disse. “Melhor gostar de garotinhas bonitas do que ser gay”, completou, aproveitando para provocar o político mais popular da oposição, Nichi Vendola, homossexual assumido.

Por Giancarlo Lepiani

IN "REVISTA http://veja.abril.com.br/blog/10-mais/politica/os-10-escandalos-sexuais-chocantes-envolvendo-os-politicos/9/#ancoratopo
 
 

NR: O título original era "Escandalos sexuais de políticos" que achamos ser demasiado "pudorento", assim fizemos esta suave alteração pois não  entendemos como escandalosa uma "queca" bem aplicada!!!
.
.


HOJE NO
"DIÁRIO ECONÓMICO"

Saúde
Desempregados voltam a estar isentos
 de pagar taxas moderadoras

O Governo recuou nas novas regras das isenções e acabou por isentar os desempregados.

Os desempregados vão afinal continuar isentos do pagamento de taxas moderadoras. O Governo recuou nas novas regras das isenções e acabou por isentar os desempregados, independentemente da sua condição de recursos.

A alteração foi aprovada hoje em Conselho de Ministros. "Esta alteração vem abranger a situação de desemprego para efeitos de isenção de taxas moderadoras, quando a situação não se encontre reconhecida, em tempo, por via dos critérios de verificação da condição de insuficiência económica já estabelecidos", pode ler-se no comunicado.

O Governo tinha alterado no final do ano passado as regras das isenções de taxas moderadoras, tal como exigido pela ‘troika. De acordo com as regras aprovadas na altura, as isenções ficavam dependentes de prova de insuficiência económica: a isenção passava a ser concedida aos membros dos agregados familiares com rendimentos inferiores a 628 euros per capita por mês.


* Um pouco de bom senso

.
.


VAMOS DANÇAR


CHARLESTON






.
.

HOJE NO
"DIÁRIO DE NOTÍCIAS/
/DINHEIRO VIVO"

IRS: Reembolsos não serão feitos
 20 dias após a declaração

Ao contrário do que sucedeu em 2010 e 2011, este ano o reembolso do IRS não chegará á conta dos contribuintes 20 dias após a entrega da declaração. A data limite para as Finanças enviarem o esperado cheque termina a 31 de julho, mas quem entregar a declaração pela Internet terá tratamento prioritário e deverá receber antes.

A aposta na dinamização das entregas da declaração por via eletrónica foi levando os responsáveis que nos últimos anos assumiram o comando do Ministério das Finanças a dar prioridade no reembolso dos contribuintes que fizessem a declaração pela Internet.

O reembolso das declarações em papel foram ficando para mais tarde, sendo, ainda assim, pagos antes dos prazos limite em vigor - que eram 31 de agosto e 30 de setembro, para os contribuintes da 1ª e 2ª Fases, respetivamente.
IN "PAULO SERRA CARTOONS"

Há dois anos, o então secretário de Estado dos Assuntos Fiscais Sérgio Vasques, avançou com uma nova modalidade, comprometendo-se a devolver o IRS pago a mais 20 dias após a entrega da declaração pela Internet. Esta medida fez com que muitos contribuintes começassem a receber o cheque do fisco antes do final de abril.

Este ano, já com Paulo ´Núncio à frente da Secretaria de Estado dos Assuntos Fiscais, nunca houve o compromisso de manter a prática iniciada por Sérgio Vasques. Em declarações ao Dinheiro Vivo, há cerca de um mês, fonte oficial do Ministério das Finanças precisou apenas que se manteria a prática de anos anteriores de dar prioridade aos reembolsos que resultem do acerto de contas das declarações entregues pela Internet.

Os contribuintes que começaram no dia 1 de abril a enviar a sua declaração deverão, assim, receber o reembolso (caso tenham direito a ele e não tenham dívidas fiscais em atraso) antes dos que optaram pela entrega em papel, mas não existe uma data para o início da chegada do cheque. O prazo para o fim deste acerto de contas por parte do Estado para com o contribuinte foi, no entanto, encurtado, e agora acaba a 31 de julho.


* Mais importante que a devolução sobre as contas do IRS em 20 dias é o profundo e traiçoeiro atraso da devolução do IVA nomeadamente às empresas exportadoras.

.

JOSÉ MANUEL PUREZA


A racionalização


No reino da austeridade nunca há cortes cegos. Os seus ideólogos têm sempre uma retórica de justificação preparada que serve acima de tudo para dar uma aparência técnica a decisões que não são senão escolhas políticas. Nessa retórica, a palavra racionalização ocupa lugar de destaque. Despedir não é despedir, é racionalizar os recursos humanos. Encerrar escolas não é encerrar escolas, é racionalizar a rede escolar. Tudo sempre feito em nome de um superior conhecimento técnico, domínio reservado de um escol de eleitos a quem a graça do new public management foi dada e a quem Portugal tem de estar grato por nos pôr finalmente nos carris da razão.

A decisão de encerrar a Maternidade Alfredo da Costa, em Lisboa, é um caso paradigmático deste uso da retórica da racionalidade para disfarçar escolhas políticas. O desempenho daquela unidade do Serviço Nacional de Saúde é conhecido de todos: é a que maior número de partos realiza (5200 em 2009, 5300 em 2010, 5500 em 2011); é a que alberga maior diferenciação técnica e profissional em áreas como a da gravidez de alto risco ou a dos cuidados neonatais (cerca de 60% do seu movimento relaciona-se com situações deste tipo). E ao que é quantificável acresce o muito que não se pode quantificar: uma cultura de interdisciplinaridade que permite potenciar o bom tratamento e o sucesso no acompanhamento das suas utentes. O afeto que milhares de famílias têm pela MAC é a melhor expressão do seu reconhecimento pela qualidade técnica e humana invulgar do serviço ali prestado.

Nada disto conta para os tecnocratas de serviço. Fizeram do encerramento da MAC um remake pífio da novela das explicações para bombardear o Iraque: primeiro tinha partos a mais, depois tinha partos a menos, depois não é boa prática manter uma unidade monofuncional devendo ser integrada num hospital geral. O primeiro-ministro chegou mesmo a afirmar que a MAC é "uma unidade histórica em Portugal que não pode ficar parada no tempo, tem de evoluir" - ficamos a saber que, para Passos Coelho, uma unidade histórica evolui através do seu encerramento... Todas estas teses e contrateses foram entretanto sempre embrulhadas no mesmo discurso: o da necessidade de racionalizar a prestação de serviços de obstetrícia na região de Lisboa, porque há unidades a mais e o inverno demográfico só acentuará esse excesso. Mas o inverno demográfico não era conhecido quando se decidiu dotar os novos hospitais de Loures e de Vila Franca de Xira de serviços de obstetrícia? E por que razão, mesmo aceitando que há unidades a mais, se encerra aquela, de entre elas, que soube conquistar o estatuto de referência de todas? E não é certo que a recomposição da excelência das equipas, necessariamente dispersas e divididas, onerará altamente o erário público? E não é igualmente certo que esta "racionalização" resultará, como todas as outras, na "dispensa" de muitos "colaboradores"?

No encerramento da MAC, como em tantos outros casos de cortes, há uma palavra mal escondida: negócio. Para que as parcerias público-privadas nos novos hospitais da periferia de Lisboa deem lucro, é necessário que lhes seja dado fazer um número mínimo de partos que as atuais condições não permitem. A Maternidade Alfredo da Costa é a unidade a abater para o efeito. De nada lhe vale ser a mais bem apetrechada, técnica e profissionalmente, e por isso a mais segura de todas para as parturientes. Na racionalidade superior dos iluminados que decidem, os rankings só valem quando lhes convém e a meritocracia tem dias certos para se usar. Porque o que eles realmente fazem é política. Só política. 



IN "DIÁRIO DE NOTÍCIAS"
13/04/12


.
.

HOJE NO
"RECORD"

Caso Cardinal: 
Conselho de Disciplina da FPF
 abre processo de averiguações
Polémica continua a dar que falar

O Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) abriu um processo de averiguações ao denominado "Caso Cardinal" a 16 de abril, disse esta quinta-feira à agência Lusa uma fonte ligada ao processo.

O órgão disciplinar, liderado por Herculano Lima, decidiu por iniciativa própria desencadear o processo de averiguações ao caso que envolve o vice-presidente do Sporting Paulo Pereira Cristóvão [na foto], que foi constituído arguido juntamente com outras duas pessoas no âmbito de uma investigação por denúncia caluniosa qualificada, e o árbitro auxiliar José Cardinal.

Depois de ter pedido a suspensão do seu mandato a 12 de abril, Paulo Pereira Cristóvão regressou cinco dias depois ao Conselho Diretivo "leonino", na sequência de uma reunião que ocorreu na terça-feira.

O dirigente pediu a suspensão depois de ter sido constituído arguido no caso do depósito de dois mil euros na conta de José Cardinal, dias antes do jogo dos quartos de final da Taça de Portugal com o Marítimo, no Funchal, para o qual o auxiliar esteve nomeado e acabou por ser substituído.

Na semana passada, fonte ligada à investigação disse à Lusa que os três arguidos são o vice-presidente do Sporting Paulo Pereira Cristóvão, ex-inspetor da Polícia Judiciária (PJ), o elemento que segundo a denúncia estava a depositar dinheiro na conta do árbitro de futebol assistente e uma pessoa ligada profissionalmente ao dirigente leonino.


* A terrível verdade desportiva...

.
.



8 - A ERA DA ESTUPIDEZ



video



VEJA EM ECRÃ TOTAL

Pode visionar os epiódios anterirores desta série  nas quintas-feira precedentes à mesma hora, para maior comodidade clique na etiqueta "ECOPEIDA"

 .

ALMORRÓIDA INVESTIGADORA


Novo mapa do cancro da mama publicado por cientistas portugueses

Imagine que o cancro da mama é um planeta. Agora repare nesta explicação simples: “Até agora, o cancro da mama era composto por quatro continentes. Nós apresentamos um novo mapa, onde revelamos que, afinal, existem dez continentes. No futuro, vamos procurar saber que países, cidades, estradas e rios podemos encontrar aqui.” É com esta bonita imagem que Carlos Caldas, um dos dois cientistas portugueses que lideram uma investigação sobre cancro da mama, explica ao PÚBLICO os resultados do estudo de mais de duas mil amostras de tumores.
Esta nova geografia do cancro da mama foi publicada quarta-feira na edição online da revista Nature. Com o novo mapa, será possível mudar a forma como estes tumores são diagnosticados e tratados.

“É o maior estudo alguma vez feito no cancro da mama e em qualquer tipo de tumor”, nota Carlos Caldas, admitindo que os resultados obtidos podem significar um marco importante nesta área. O significado destas conclusões é reforçado pelo “rigor, pelo número de casos estudados, mas também pelo facto de os tumores estarem associados à informação clínica do doente”, justifica este investigador português a trabalhar na Universidade de Cambridge, no Reino Unido.

Carlos Caldas é co-autor do artigo publicado na Nature com outro cientista português, Samuel Aparício, radicado no Canadá, onde trabalha na Agência do Cancro da Colúmbia Britânica, em Vancôver. A equipa conseguiu classificar o cancro da mama em dez subtipos biológicos, agrupados pelas suas características genéticas comuns e relacionados ainda com os prognósticos prováveis.

Actualmente, no diagnóstico destes tumores, explica Carlos Caldas, são usados dois marcadores genéticos, que permitiam classificar o cancro da mama em quatro tipos diferentes. “Com o nosso artigo, sabemos agora que são dez tipos e não quatro.” Os investigadores encontraram ainda novos genes que não tinham sido antes relacionados com o cancro da mama e que foram agora directamente associados a estes tumores e que, assim, se tornam alvos do desenvolvimento de novos fármacos. Para que este avanço seja possível, a equipa vai disponibilizar esta nova informação ao mundo.

Samuel Aparício também alinha na metáfora do novo mapa do cancro da mama, mas acrescenta mais uma imagem a esta descoberta: “Os casos estudados servem como os primeiros capítulos de uma ‘enciclopédia genética’ do cancro da mama.”

Às duas mil amostras de tumores, a equipa juntou o acompanhamento clínico dos doentes. “Todos são seguidos há pelo menos cinco anos, 80 por cento são há dez anos e temos ainda uma significativa percentagem seguida há 15.” Este elevado número de casos estudados torna-se ainda mais importante se tivermos em conta que o cancro da mama é o tumor sólido mais heterogéneo que conhecemos, nota Carlos Caldas.

Samuel Aparício acrescenta ainda que o facto de ter sido possível estudar as mutações genéticas em conjunto com a actividade (ou expressão) dos genes permitiu “ver fenómenos como, por exemplo, a reacção imunitária contra o tumor”.

Além da nova classificação dos subtipos de cancro da mama e da descoberta de novos genes ligados a esta doença, os investigadores conseguiram desvendar a relação entre estes novos genes e os já conhecidos mecanismos que controlam o crescimento e a divisão das células. Este conhecimento pode ajudar a perceber como é que estas alterações genéticas afectam os processos celulares.


.



Encontrem uma cura para o cancro, antes que me cresçam as maminhas


E agora? Sequenciar os genes de todos estes tumores seria algo impraticável, mesmo com as melhores tecnologias e todos os laboratórios do mundo a trabalhar nisso. Assim, segundo Carlos Caldas, a equipa optou por “pegar nos 150 genes mais frequentemente mutados nestes tumores e sequenciá-los nos dois mil casos que fazem parte deste estudo”. Com este trabalho, esperam ainda conseguir obter muita informação nova, designadamente sobre a caracterização molecular dos vários tipos de cancro da mama.

Apesar de Samuel Aparício admitir que este planeta pode esconder mais continentes, Carlos Caldas prefere centrar-se nos dez desvendados agora. “Este será o novo mapa, com dez continentes, a que nos vamos dedicar”, afirma. “Até agora, andámos um pouco a navegar às cegas, agora que sabemos onde estão os dez continentes, vamos poder criar melhores estratégias de tratamento”, refere Carlos Caldas, exemplificando que alguns dos subtipos biológicos dos tumores da mama descobertos têm um prognóstico tão favorável que poderemos estar a tratar algumas mulheres em excesso. Ou seja, há subtipos de cancros da mama que podem eventualmente ser resolvidos apenas com o recurso a cirurgia, sem necessidade de submeter as mulheres a quimioterapia e radioterapia.O que significa que também haverá subtipos de tumores agora identificados que se revelam verdadeiras sentenças fatais? “Sim, é verdade. Funciona para os dois lados”, admite Carlos Caldas. “Para esses casos, o conhecimento da biologia dos tumores é o primeiro passo para discutir novos tratamentos.”

Sobre um possível aumento das amostras estudadas, Carlos Caldas pisca o olho à colecção de 11 mil cancros da mama (embebidos em parafina) que existe na Universidade de Cambridge e abre a porta à possibilidade de inserir estes casos no estudo, ainda que a análise de amostras preservadas desta forma tenha mais limitações do que as usadas até agora, que são congeladas de fresco. Talvez com esta contribuição embebida em parafina seja possível a descoberta de novos continentes neste temível planeta do cancro da mama.



Há uma semana, esta dupla de cientistas foi notícia com a publicação de outro artigo na Nature sobre a diversidade genética de um tipo de cancros da mama (chamados “triplo negativos”). Ontem, Carlos Caldas não escondia a satisfação com os resultados obtidos com esta parceria e fez questão de deixar um apelo engraçado: “É importante que falem que somos portugueses e que, os dois, temos muita honra nisso”. Recado entregue.



IN "PÚBLICO"
18/04/12


NR: Nós temos muito respeito e orgulho pelos cientistas portugueses que trabalham para bem da humanidade.

.
.




PEIXE EM LISBOA



 PÁTIO DA GALÉ-TERREIRO DO PAÇO - LISBOA



DIAS E HORÁRIO DO EVENTO


12 Abril / 18:00-24:00
13 - 21 Abril / 12:00-24:00
22 Abril / 12:00-16:00

Os melhores chefes de Lisboa querem cozinhar para si… 
Prove a emoção e criatividade sem par 
de 10 grandes restaurantes!


OS CHEFES

ANDONI LUIS ADURIZ  ** Michelin
Mugaritz / San Sebastian  Espanha

Chefe de cozinha do Mugaritz, restaurante espanhol de San Sebastian, considerado o quinto melhor do mundo pela conceituado revista "Restaurant", em 2010.




ÁNGEL LÉON   * Michelin
Aponiente / Cadiz   Espanha

Chefe de cozinha do restaurante Aponiente, em Puerto de Santa María, Cádiz, Espanha.








AUGUSTO GEMELLI
Gemelli / Lisboa   Portugal

Chefe, sofre influências de vários países e culturas e as suas propostas são o espelho dessa diversidade. No início da década de 90, o seu percurso levou-o de Milão a Londres, depois em Buenos Aires, Porto Rico e Nova Deli. Após uma nova incursão por Itália, Augusto Gemelli chega finalmente a Portugal em 1996. Até 1998, esteve à frente da cozinha do Spazio Evasione, em Lisboa. Depois, fez várias consultorias, entre elas no Massima Culpa. Atualmente é proprietário e chefe do restaurante “Gemelli" em Lisboa.



CARLOS MARTINS
Hotel Aviz / Lisboa  Portugal












FELIPE BRONZE
Oro / Rio de Janeiro  Brasil

Com 34 anos, Felipe Bronze tem trilhado um trajeto importante no panorama da gastronomia brasileira, sendo um dos nomes mais apreciados da nova geração e tendo já conquistado prémios e distinções por parte de guias e outras publicações naquele país, além do reconhecimento generalizado da crítica. Atualmente é chefe do conceituado restaurante Oro, do Rio de Janeiro.


HANS NEUNER   ** Michelin
The Ocean / Algarve   Portugal

O chefe austríaco tem uma capacidade de trabalho invulgar, conseguindo aliar rigor e paixão nas criações gastronómicas que assina. Foi muito graças ao seu exemplar trabalho que o restaurante The Ocean, no Vila Vita Parc, no Algarve, recebeu recentemente a segunda estrela Michelin, tendo já sido distinguido, pela revista WINE – A Essência do Vinho, “Restaurante Gastronómico do Ano em 2009” e o próprio Hans como “Chefe de Cozinha do Ano 2011”.



JACQUES LE DIVELLEC  * Michelin
Le Divellec / Paris  França

Chefe de cozinha do restaurante Le Divellec, um dos mais conceituados de Paris no que concerne à gastronomia à base de peixe e produtos mediterrânicos.





JOSÉ AVILLEZ
Cantinho do Avillez e Belcanto / Lisboa   Portugal

Um dos mais talentosos chefe de cozinha da nova geração. No Chiado assume o desafio de devolver protagonismo ao clássico Belcanto, apresentando ainda em Lisboa um conceito mais descontraído, no Cantinho do Avillez. Já representou Portugal em vários certames internacionais, tendo no currículo passagens pelo Tavares, Fortaleza do Guincho, hotel Bristol (Paris), também conta um estágio no El Bulli. “Personalidade do Ano na Gastronomia em 2009” pela revista WINE – A Essência do Vinho.


LEONEL PEREIRA
Panorama, Hotel Sheraton / Lisboa  Portugal

Começou no hotel Nikko (Paris) e no hotel Cipriani (Veneza). Seguiram-se o Atlântis Vilamoura, hotel Quinta do Lago, hotel Alexandra Palace (Suiça), hotel Pestana Carlton Alvor e hotéis Pestana Brasil (Rio Atlântica, Angra, Natal, Bahia, São Paulo e Curritiba). Foi chefe executivo e F&B Manager do Grupo Pestana Pousadas e consultor dos Hotéis Pestana Brasil. É chefe executivo do Panorama, no Sheraton Lisboa, já considerado “Restaurante Gastronómico do Ano 2010” pela WINE-A Essência do Vinho.


LUCA COLLAMI  * Michelin
Baldin / Génova   Itália









NUNO BERGONSE E DIOGO NORONHA
Pedro e o Lobo / Lisboa   Portugal











RICARDO COSTA  * Michelin
The Yeatman / Vila Nova de Gaia  Portugal

Conquistou para o restaurante The Yeatman, em V.N. de Gaia, a primeira estrela Michelin. As suas criações são arrojadas, mas o respeito pelos produtos portugueses é uma constante, numa cozinha cheia de sabor e vivacidade. Ganhou notoriedade ao recuperar a estrela do famoso guia vermelho para o Largo do Paço, restaurante da Casa da Calçada, em Amarante, tendo já sido eleito “Chefe de Cozinha do Ano 2009” pela revista WINE-A Essência do Vinho.


VITOR SOBRAL
Tasca da Esquina e Cervejaria da Esquina / Lisboa  Portugal

Nasceu em 1967 entre os sabores rústicos alentejanos, o que marcou o seu gosto pela gastronomia. Acérrimo defensor da gastronomia portuguesa soma distinções várias, sendo uma das mais recentes a de “Personalidade do Ano na Gastronomia 2010”, pela revista WINE-A Essência do Vinho. O presente de um vasto currículo passa agora pela Tasca da Esquina (Lisboa e São Paulo) e Cervejaria da Esquina (Lisboa), resgatando bem sucedidos e tradicionais conceitos da restauração portuguesa.

RESTAURANTES

100 MANEIRAS
Ljubomir Stanisic / Lisboa
A cozinha de Ljubomir Stanisic, um dos chefes mais criativos e sólidos a trabalhar no nosso país.

MENU
Cachorro quente do mar com pão de algas e maionese de ouriço
Pita da punheta (de bacalhau)


BOCCA

Alexandre Silva, Lisboa
Cozinha contemporânea trabalhada por Alexandre Silva, num ambiente sofisticado e cosmopolita.

MENU
5.00€

Filete de Cavala Fumado num sumo de Maçã Verde e Pickles Suaves de Vegetais
Salmão Marinado com Pimenta Rosa com Crème frio de Rucula e Chufas Torradas
Xerém de Berbigão e Tomate
Aveludado de Raiz de Aipo Com Algas Wakame e Vieira Salteada
Leite Creme de Alfazema
Anatomia de Uma Rabanada

8.00€

Naco de Atum Salteado com Salicornia e Canja de Pato e Soja
Peixe do dia a 52ºC com Gnochis Explosivos de Batata e Queijo da Ilha de São Jorge
Filete de Peixe Galo no Forno com Estufado de Lentilhas e Funcho
Línguas de Bacalhau, Molho de Batata com Ovo a baixa temperatura


ELEVEN

Joachim Koerper / Lisboa
Um dos mais prestigiados chefes a trabalhar em Portugal mostra receitas com os nossos peixes.

MENU
5.00€

Creme de ervilhas aromatizado com hortelã e tártato de dourada
Bolo de cenoura com gelado de gengibre
Carpaccio de tamboril com citrinos, seu vinagrete e mesclum de rebentos (5€)
Terrina de camarão com “aqua de mar” e vinagrete de wasabi (5€)
Pannacota de morango com gelado de vinagre balsâmico (5€)

8.00€

Demi Cuit de atum panado em sementes de sésamo com chutney de abacaxi
Peixe galo branco com salteado de feijão verde, compota de tomate e caviar avruga (8€)
Cantaril da nossa costa com polenta de caldo verde e emulsão de chouriço (8€)
Bacalhau a baixa temperatura com puré de beterraba e gengibre, molho de cebola assada (8€)
Filite de cavala aromatizada com tomilho-limão, salada de pimentos e emulsão de pepino (8€)


G-SPOT

João Sá e André Simões, Sintra
A dupla João Sá e André Simões elabora uma cozinha de mercado, imaginativa e cheia de criatividade.

MENU
O nosso risotas negro de lima com Veja ao vapor
Alfonsinho marinado com puré de limão e pickle de espargo


JOSÉ AVILLEZ
José Avillez / Lisboa

Nome incontornável de uma nova geração de chefes de cozinha portuguesa, brilhou no histórico Tavares e conta estágios por cozinhas de renome, como a do El Bulli. Criatividade e emoção lado a lado.

MENU
5.00€

Vieiras marinadas com abacate
Creme frio de santola
Atum em conserva caseira
“Brioche” de sapateira
Avelã 3
Bolo de chocolate com gelado de morango

8.00€

Caldeireta de peixes com hortelã da ribeira
Bacalhau à Brás com azeitonas explosivas
Lombinho de bacalhau com ratatouille
Vieiras salteadas com sabores de outros lugares
Atum braseado com legumes e azeitonas
Empada de camarão e legumes com molho tailandês


PEIXARIA DA ESQUINA
Vitor Sobral, Lisboa

Os peixes portugueses trabalhados por Vitor Sobral, com fôlego renovado e comprovado em Lisboa e São Paulo.

MENU
5.00€

Carpaccio de bacalhau
Carpaccio de atum
Tártaro de atum
Hamburger de peixe branco
Bife de atum

8.00€

Prego de atum
Hamburger de bacalhau
Hamburger de peixe branco
Bife de atum


RIBAMAR

Hélder Chagas / Sesimbra
O inigualável mar de Sesimbra interpretado por um grande conhecedor.

MENU
Tamboril com molho de lavagante
Sopa Rica de peixes e mariscos
Filetes de cavala com molho de mostarda


SPAZIO BUONDI – NOBRE
Justa Nobre / Lisboa

Uma cozinheira consagrada que nos surpreende sempre com a criatividade.

MENU
5.00€

Sopa de Santola
Tosta de Sapateira com Salada Verde
Rebuçado de Marisco com Salada Verde
Sopa Dourada
Arroz Doce

8.00€

Camarões com Molho de Caril e Favinhas de Coentrada
Puntilhitas al Ajjilo com Camarões e MIgas de Tomate
Lombo de Garoupa com Alho e Laranja com Puré de Coentros
Tranche de Garoupa em Crôsta de Ervas e Milhos de Berbigão
Folhado do Mar com Salada de Tomate Cereja
Rolinhos de Linguado com Camarão e Molho de Baunilha
Filetes de Salmonete com Jardineira de Marisco
Medalhões de Tamboril com Molho de Tomate e Cuscos de Camarão
Tranche de Cherne dos Açores com Puré de Ervilhas
Mil Folhas de Bacalhau e Esmagado de Batata Doce


TASCA DO JOEL
Joel / Peniche

Cozinha apurada nos sabores dos melhores produtos frescos, dentro de conceitos tradicionais.

MENU
Sequinho de cherne a moda de Peniche
Bacalhau no forno em azeite aromatizado com Miso
Raia Confitada em azeite aromatizada com gengibre
Búzios gratinados
Raia á fragateira
Bacalhau recheado com sapateira


UMAI

Paulo Morais / Lisboa

O primeiro “sushi man” português, apresenta sabores trabalhados com o respeito pelo produto e a melhor tradição oriental.

MENU

Os “Must”

Sushi
Sashimi
House maki – rolo especial com cobertura de peixe

Os Clássicos

Vieiras com espuma de caril
Bacalhau fresco assado com molho miso
Laksa lemak, massa com marisco

As novidades

Goesazinha, homenagem à francesinha
Momos negros, recheados com mexilhão
Salada de glass noodle



BILHETEIRA

Entrada 1 dia  15 €

Com direito a:
_ 1 degustação de 5€
_ 1 bebida de 1,5€
_ 1 copo para prova

De 2.ª - 6.ª feira, 12h00 - 15h00, uma entrada de um dia dá direito a:

_ 2 degustações de 5€ cada
_ 2 bebidas de 1,5€ cada
_ 1 copo para prova.

A entrada inclui ainda a possibilidade de inscrição gratuita nas atividades paralelas, sujeitas aos lugares disponíveis e à exeção das harmonizações que têm um custo acrescido.


Entrada Grupo (5 pessoas / 1 dia)  60€

Com direito a:
_ 5 degustações de 5€ cada
_ 5 bebidas de 1,5€ cada
_ 5 copos para prova.

De 2.ª - 6.ª feira, 12h00 - 15h00, uma entrada de Grupo dá direito a:

_ 10 degustações de 5€ cada
_ 10 bebidas de 1,5€ cada
_ 5 copos para prova.

A entrada inclui a possibilidade de inscrição gratuita nas atividades paralelas, sujeitas aos lugares disponíveis e à exeção das harmonizações que têm um custo acrescido.


NR: Os certames dos anos anteriores revelaram-se de excepcional qualidade, os olhos também comem, os chefes e os restaurantes do painel prevêm uma excepcional festa da comida. Não é barato lá ir mas é muito bom.

.