sexta-feira, 13 de abril de 2012

UMA GRAÇA PARA O FIM DO DIA

.


50 ANOS DE CASADO





Dois alentejanos encontram-se na rua.
- Atão compadre, que cara é essa?
- Ah Zéi, tou aqui que na sei! Hoje faço cinquenta anos de casado!...
 
- Eh Maneli, parabéns, e atão o que vais dar a tu' Maria?
- Olha, quando fizemos vinte e cinco anos levei-a a Lisboa...
- Grande ideia...
- Agora na sei se a vá buscari.
 


c
.

O ÓDIO MATA




DIGA NÃO AO RACISMO


.
.

MODA FEMININA

Versace | Spring Summer 2012 

Full Fashion Show





.



MAMA   BOA




NR: Ultimamente a nossa atenção foi desperta para a problemática dos implantes mamários por causa da vigarice da fábrica PIP, ocorre-nos inserir este vídeo de autoria de um cirurgião brasileiro. Claro de entender, desejamos que seja uma ajuda para as mulheres que visitam este blogue, beijinhos.

 .



HOJE NO
"JORNAL DE NEGÓCIOS"

 Receitas electrónicas não garantem protecção dos dados dos cidadãos

 A prescrição electrónica de medicamentos não dispõe de medidas de segurança que garantam uma protecção adequada dos dados pessoais dos cidadãos, alertou a Comissão Nacional de Protecção de Dados num parecer publicado no seu "site".

De acordo com o texto disponibilizado pela Comissão Nacional de Protecção de Dados (CNPD), "a relação médico-doente sai naturalmente fragilizada com este processo electrónico", pelo facto de "existirem intermediários no ato da prescrição médica".

O texto da CNPD refere-se à intervenção dos técnicos informáticos no processo de prescrição electrónica. "Eventuais acordos de confidencialidade, ou mesmo a obrigação de sigilo profissional, decorrente do exercício da profissão de técnico informático das entidades subcontratadas trazem uma maior segurança ao circuito de informação, mas não impedem a possibilidade de violação, que deveria ser acautelada", refere o texto.

A CNPD alerta mesmo para a possibilidade de uma empresa subcontratada poder subcontratar outra empresa, "perdendo-se o controlo do circuito da informação".

"Esta situação é tanto mais grave que aos intermediários não está apenas facultado o acesso à prescrição medicamentosa electrónica, mas também a possibilidade de alterarem o conteúdo das receitas e a possibilidade de ilicitamente prescreverem", diz o texto.

A Comissão entende igualmente que, com a possibilidade dos técnicos informáticos poderem ter "o acesso remoto, autorizado pelos próprios médicos à máquina local do profissional de saúde, se torna impossível o rastreio de quem utilizou indevidamente a aplicação informática".

"Em qualquer sistema de informação há fragilidades. Não há nenhum seguro 100%", afirmou à Lusa a secretária geral da CNPD, Isabel Cruz, sublinhando que existem perigos inerentes aos sistemas de informação, "sobretudo com a dimensão que este tem, que é muito grande".

O texto alerta ainda para o facto de o sistema ser utilizado na Internet, uma rede "reconhecidamente insegura" pelo que "não é possível garantir que a informação não é vista e utilizada por terceiros".

Segundo a comissão, os médicos não têm, na maioria das vezes, "conhecimentos informáticos que permitam controlar todos os passos" da prescrição e podem "não estar sensibilizados para os problemas que daí decorrem".

A comissão defende assim a realização de "uma ampla campanha de sensibilização para os riscos da má utilização destes sistemas" informáticos.

Perante os problemas de segurança informática, a comissão defende a "necessidade de notificação autónoma de diversos tratamentos de dados pessoais".
M
"Nomeadamente, por parte das farmácias quanto ao arquivo de receitas que incluam medicamentos estupefacientes ou psicotrópicos e por parte dos serviços de saúde ou das ordens profissionais quanto à prescrição anormal de medicamentos que contenham substancias classificadas como estupefacientes", sublinha o texto.
 Segundo o texto, como "actualmente compete às ordens profissionais o controlo da prescrição anormal de medicamentos que contenham substâncias psicotrópicas parece legitimo que, aquando da prescrição electrónica dos mesmos, os dados sejam comunicados ao serviço de saúde competente e à respectiva ordem profissional do prescritor".

De acordo com o mesmo documento da CNPD, o "fim pretendido com a adopção da prescrição electrónica - aumentar a qualidade da prescrição, incrementar a segurança do circuito do medicamento e, naturalmente, como consequência, o combate à fraude na prescrição no âmbito do SNS - não é susceptível de ser atingido com o modelo que foi definido".

O parecer da CNPD foi feito na sequência de um pedido do secretário de Estado da Saúde relativamente a um projecto de portaria para regulamentar a lei que estabeleceu que as receitas médicas devem ser prescritas por via electrónica, aprovada em Março.

No entanto, para a Comissão Nacional de Protecção de Dados, o parecer deveria ter sido pedido previamente, sendo importante ter em conta "a adopção de medidas, designadamente legislativas, que salvaguardem a integridade da prescrição".

"Não posso dizer que não há mais problemas nenhuns. Há mais problemas, há outras questões que nós abordaremos, mas resolvemos centrar-nos neste ponto, que é um ponto que nos preocupa, a questão da prescrição electrónica nos termos em que o modelo foi concebido", sublinhou Isabel Cruz.


* O DOENTE VAI NÚ!!!!!!!

.
.

AYAH BDEIR

Blocos que piscam, bipam e ensinam



Imagine um conjunto de eletrónicos tão fácil de jogar quanto Lego. A TED Fellow Ayad Bdeir apresenta littleBits, um conjunto de blocos simples e intercambiáveis que tornam a programação uma parte importante da criatividade e tão simples quanto brincar com blocos.

.
.

DOAÇÃO






OBRIGADO CARACOLETA

.
.



HOJE NO
"DESTAK"

Açores
Cartas de Risco Geológico 
das nove ilhas permitem identificar
 zonas de potencial perigo

O Governo dos Açores anunciou hoje que serão disponibilizadas "em breve" na Internet cartas de risco com informações sobre perigos naturais nas nove ilhas do arquipélago, documentos considerados importantes para a adoção de medidas preventivas.

"As cartas de risco permitem fazer uma avaliação de território do ponto de vista da sua vulnerabilidade em diversos eventos. O objetivo não é a determinação de locais concretos de perigo, mas ter informação que permita tomar decisões, analisando diversos fatores", afirmou Álamo Meneses, secretário regional do Ambiente, no final de uma reunião com o Centro de Informação e Vigilância Sismovulcânica dos Açores (CIVISA).

Esses riscos, segundo o secretário regional, estão relacionados com a instabilidade de taludes ou vertentes, a existência de zonas de risco vulcânico, sísmico ou de inundação, mas também com perigos relacionados com a vertente tecnológica, como instalações e zonas de armazenamento de combustíveis.


* Todas as zonas sísmicas do país deviam disponibilizar estas cartas de risco geológico, Lisboa principalmente!


.
.


3.1-A IGREJA CATÓLICA

CONSTRUTORA DA CIVILIZAÇÃO


Padres como pioneiros da Ciência







Série da EWTN apresentada por Thomas E. Woods, autor do livro Como a Igreja Católica Construiu a Civilização Ocidental.


NR: Há muito que somos zurzidos por muitos amigos e alguns visitadores, pela nossa atitude agreste, alguns dizem agressiva, em relação à igreja católica, nos vários comentários que por vezes dirigimos à estrutura ou a alguns dos seus intépretes.
Lá nos vamos defendendo destas "vis" acusações referindo que só zurzimos em quem se põe a geito...
Mas, como apreciamos a imparcialidade decidimos editar uma série longa em defesa acérrima da igreja católica, não para nos redimirmos ou ganharmos o céu mas por respeito aos nossos amigos e visitadores que professam esta religião.
A Redacção

.



HOJE NO
"i"

Maioria cede e investiga todas as PPP
. rodoviárias e ferroviárias de Sócrates
O acordo com a Lusoponte fechado em Março 
está no âmbito da investigação dos deputados

A maioria cedeu e vai alargar a comissão de inquérito às parcerias público-privadas (PPP) a todas as PPP rodoviárias e ferroviárias, depois de uma proposta do BE. Entre as renegociações que podem ser investigadas vai estar o acordo com a Lusoponte fechado em Março pelo governo. De fora ficam apenas as PPP na área da saúde.

Inicialmente PSD e CDS apresentaram uma proposta de inquérito que incluía apenas as concessões rodoviárias renegociadas em 2010, deixando de fora as concessões lançadas pelo anterior governo e também o TGV. Agora, depois de o BE ter apresentado esta quarta-feira uma proposta para investigar todas as PPP rodoviárias, ferroviárias e de saúde, a maioria acabou por alargar o âmbito da comissão, deixando de fora as PPP da saúde por não envolverem “riscos para o Estado tão evidentes”, justificou o deputado do CDS Hélder Amaral.

Ao que o i apurou, partiu do líder parlamentar do BE, Luís Fazenda, a iniciativa de falar com o líder parlamentar do PSD, Luís Montenegro, para tentar chegar a um “acordo possível”. Ontem o vice da bancada do PSD Luís Menezes destacou o “consenso parlamentar” que se alcançou. “Há também aqui claramente um demonstrar que não se quer ir a uma ou a outra, a um sector ou a outro”, acrescentou.

Lusoponte O último acordo de reequilíbrio financeiro entre o Estado e a Lusoponte, assinado em Março, após a polémica da devolução do dinheiro das portagens cobradas em Agosto ao Estado, vai também entrar no âmbito da comissão. “É um contrato renegociado por este governo, mas queremos ter a certeza que está tudo bem”, afirma ao i Hélder Amaral. Segundo o secretário de Estado das Obras Públicas, Sérgio Monteiro, a revisão deste acordo vai permitir uma poupança de cerca de 50 milhões de euros ao Estado.

Apesar de o acordo com a Lusoponte estar à partida incluído no âmbito da comissão, caberá aos deputados decidir quais os contratos que vão ser “mais escrutinados”, explica ao i Luís Menezes. 



* A maioria não cedeu coisíssima nenhuma, a iniciativa do BE foi de encontro ao desejos dos PSD/CDS, é só aproveitar numa altura em que os cambalachos PSD/CDS dos sobreiros foi despenalizado pela justiça. Contrataram muito bons advogados.


.

RICARDO ARAÚJO PEREIRA







Cacete ensina jornalismo gratuitamente

A fotojornalista foi agredida e quem captou o acontecimento foi um seu colega. É uma falta de profissionalismo inadmissível. Talvez para a próxima esta jornalista tenha a máquina a postos quando estiver prestes a ser espancada pelas forças de segurança

A fotografia que mostra um polícia a dar uma bastonada preventiva a uma impertinente fotojornalista demonstra bem o estado em que o país se encontra: a situação é difícil, mas nem tudo são desgraças. Vi a fotografia e fiquei mais tranquilo. A estupenda cacetada corrigiu várias imperfeições. Primeiro, uma imperfeição cívica. Estes fotojornalistas andavam a pedi-las há muito, pelo perigo que representam para a sociedade. Recordo a tragédia que duas ou três dezenas destes profissionais podem causar quando perseguem princesas inglesas em Paris. Talvez houvesse uma princesa estrangeira nas imediações do Chiado e o polícia tenha sentido que poderia salvar vidas reais com um simples golpe do pulso.

Por outro lado, a bastonada castigou, e de que maneira, a incompetência. A fotojornalista foi agredida e quem captou o acontecimento foi um seu colega. É uma falta de profissionalismo inadmissível. Talvez para a próxima esta jornalista tenha a máquina a postos quando estiver prestes a ser espancada pelas forças de segurança. São lições que o sarrafo ensina com muito mais eloquência do que a universidade. Por mais que tente, um chumbo num exame não consegue ser tão pedagógico como uma cicatriz na cabeça, ou um vergão no lombo.

O agente que salvou o país e a própria humanidade deve estar orgulhoso. Livrar o mundo de larápios, de desordeiros e de fotojornalistas do sexo feminino são algumas das principais razões que levam alguém a inscrever-se na polícia. Quem nunca brincou, em criança, aos polícias e fotojornalistas? Quem não recorda as séries policiais em que os melhores detectives tentam caçar os fotojornalistas mais pérfidos e astutos?

Ao que parece, o agente reagia a provocações dos manifestantes. Neste ponto, é justo reconhecer o modo como as costas da fotojornalista contribuíram para o alívio das tensões sociais. Este seria, aliás, um bom método para aplicar, por exemplo, no mundo do trabalho. Em cada empresa, haveria um fotojornalista. Sempre que houvesse conflitos laborais ou outros, os ofendidos espancavam o fotojornalista e voltavam ao trabalho revigorados. Pode ser que agora se comece a pensar nisso.

O Presidente Cavaco Silva também se interessou pelo caso e disse que é importante averiguar tudo o que se passou naquela tarde. Nomeadamente, porque é que só dois jornalistas apanharam. Ao que parece, o inquérito já decorre, e estará concluído mal se acabe de averiguar tudo o que se passou há 18 anos, na Ponte 25 de Abril.



IN "VISÃO"
04/04/12


.
.


HOJE NO
"A BOLA"

Real procura renovar contrato de Ronaldo

O presidente do Real Madrid, Florentino Perez, já está a trabalhar no sentido de renovar o contrato do internacional português Cristiano Ronaldo.

De acordo com elconfidencial, o Real já iniciou os contactos com agente Jorge Mendes e diretamente com Ronaldo para analisar a possível renovação de contrato.

O avançado português, de 27 anos, está ligado ao Real Madrid até 2015 e tem uma cláusula de rescisão avaliada em mil milhões de euros.

Atualmente têm surgido alegadas propostas de Inglaterra e Rússia com o intuito de aliciar Ronaldo com um salário anual na ordem dos 24 milhões de euros, ou seja, o dobro do que recebe nos «merengues».


* Somos apologistas de que a grande classe tem de ser muito bem paga, neste momento no futebol há dois foras de série, nunca houve tão poucos, Messi e Cristiano Ronaldo.


.
.

II - GALÁPAGOS

3 - AS ILHAS QUE MUDARAM O MUNDO





O lugar que inspirou a teoria da evolução de Darwin. As ilhas Galapagos são um laboratório vivo, um cinturão geológico que gerou e viu morrer inúmeras espécies de plantas e animais. As ilhas ocidentais ascendem no mar dando mais chances a vida enquanto as ilhas orientais afundam garantindo a morte de vários seres e plantas. Entre os dois existem as ilhas centrais, fertéis e imponentes elas dão abrigo a um sem número de seres vivos. Em nenhum outro lugar na terra encontramos o ciclo da via e da morte tão aparente quanto aqui. Veja os ciclos se desdobrando perante seu olhos nesta fantástica filmagem feita em alta definição HD pela BBC e o National Geographic Channel.

.
.




PEIXE EM LISBOA



 PÁTIO DA GALÉ-TERREIRO DO PAÇO - LISBOA



DIAS E HORÁRIO DO EVENTO


12 Abril / 18:00-24:00
13 - 21 Abril / 12:00-24:00
22 Abril / 12:00-16:00

Os melhores chefes de Lisboa querem cozinhar para si… 
Prove a emoção e criatividade sem par 
de 10 grandes restaurantes!


OS CHEFES

ANDONI LUIS ADURIZ  ** Michelin
Mugaritz / San Sebastian  Espanha

Chefe de cozinha do Mugaritz, restaurante espanhol de San Sebastian, considerado o quinto melhor do mundo pela conceituado revista "Restaurant", em 2010.




ÁNGEL LÉON   * Michelin
Aponiente / Cadiz   Espanha

Chefe de cozinha do restaurante Aponiente, em Puerto de Santa María, Cádiz, Espanha.








AUGUSTO GEMELLI
Gemelli / Lisboa   Portugal

Chefe, sofre influências de vários países e culturas e as suas propostas são o espelho dessa diversidade. No início da década de 90, o seu percurso levou-o de Milão a Londres, depois em Buenos Aires, Porto Rico e Nova Deli. Após uma nova incursão por Itália, Augusto Gemelli chega finalmente a Portugal em 1996. Até 1998, esteve à frente da cozinha do Spazio Evasione, em Lisboa. Depois, fez várias consultorias, entre elas no Massima Culpa. Atualmente é proprietário e chefe do restaurante “Gemelli" em Lisboa.



CARLOS MARTINS
Hotel Aviz / Lisboa  Portugal












FELIPE BRONZE
Oro / Rio de Janeiro  Brasil

Com 34 anos, Felipe Bronze tem trilhado um trajeto importante no panorama da gastronomia brasileira, sendo um dos nomes mais apreciados da nova geração e tendo já conquistado prémios e distinções por parte de guias e outras publicações naquele país, além do reconhecimento generalizado da crítica. Atualmente é chefe do conceituado restaurante Oro, do Rio de Janeiro.


HANS NEUNER   ** Michelin
The Ocean / Algarve   Portugal

O chefe austríaco tem uma capacidade de trabalho invulgar, conseguindo aliar rigor e paixão nas criações gastronómicas que assina. Foi muito graças ao seu exemplar trabalho que o restaurante The Ocean, no Vila Vita Parc, no Algarve, recebeu recentemente a segunda estrela Michelin, tendo já sido distinguido, pela revista WINE – A Essência do Vinho, “Restaurante Gastronómico do Ano em 2009” e o próprio Hans como “Chefe de Cozinha do Ano 2011”.



JACQUES LE DIVELLEC  * Michelin
Le Divellec / Paris  França

Chefe de cozinha do restaurante Le Divellec, um dos mais conceituados de Paris no que concerne à gastronomia à base de peixe e produtos mediterrânicos.





JOSÉ AVILLEZ
Cantinho do Avillez e Belcanto / Lisboa   Portugal

Um dos mais talentosos chefe de cozinha da nova geração. No Chiado assume o desafio de devolver protagonismo ao clássico Belcanto, apresentando ainda em Lisboa um conceito mais descontraído, no Cantinho do Avillez. Já representou Portugal em vários certames internacionais, tendo no currículo passagens pelo Tavares, Fortaleza do Guincho, hotel Bristol (Paris), também conta um estágio no El Bulli. “Personalidade do Ano na Gastronomia em 2009” pela revista WINE – A Essência do Vinho.


LEONEL PEREIRA
Panorama, Hotel Sheraton / Lisboa  Portugal

Começou no hotel Nikko (Paris) e no hotel Cipriani (Veneza). Seguiram-se o Atlântis Vilamoura, hotel Quinta do Lago, hotel Alexandra Palace (Suiça), hotel Pestana Carlton Alvor e hotéis Pestana Brasil (Rio Atlântica, Angra, Natal, Bahia, São Paulo e Curritiba). Foi chefe executivo e F&B Manager do Grupo Pestana Pousadas e consultor dos Hotéis Pestana Brasil. É chefe executivo do Panorama, no Sheraton Lisboa, já considerado “Restaurante Gastronómico do Ano 2010” pela WINE-A Essência do Vinho.


LUCA COLLAMI  * Michelin
Baldin / Génova   Itália









NUNO BERGONSE E DIOGO NORONHA
Pedro e o Lobo / Lisboa   Portugal











RICARDO COSTA  * Michelin
The Yeatman / Vila Nova de Gaia  Portugal

Conquistou para o restaurante The Yeatman, em V.N. de Gaia, a primeira estrela Michelin. As suas criações são arrojadas, mas o respeito pelos produtos portugueses é uma constante, numa cozinha cheia de sabor e vivacidade. Ganhou notoriedade ao recuperar a estrela do famoso guia vermelho para o Largo do Paço, restaurante da Casa da Calçada, em Amarante, tendo já sido eleito “Chefe de Cozinha do Ano 2009” pela revista WINE-A Essência do Vinho.


VITOR SOBRAL
Tasca da Esquina e Cervejaria da Esquina / Lisboa  Portugal

Nasceu em 1967 entre os sabores rústicos alentejanos, o que marcou o seu gosto pela gastronomia. Acérrimo defensor da gastronomia portuguesa soma distinções várias, sendo uma das mais recentes a de “Personalidade do Ano na Gastronomia 2010”, pela revista WINE-A Essência do Vinho. O presente de um vasto currículo passa agora pela Tasca da Esquina (Lisboa e São Paulo) e Cervejaria da Esquina (Lisboa), resgatando bem sucedidos e tradicionais conceitos da restauração portuguesa.

RESTAURANTES

100 MANEIRAS
Ljubomir Stanisic / Lisboa
A cozinha de Ljubomir Stanisic, um dos chefes mais criativos e sólidos a trabalhar no nosso país.

MENU
Cachorro quente do mar com pão de algas e maionese de ouriço
Pita da punheta (de bacalhau)


BOCCA

Alexandre Silva, Lisboa
Cozinha contemporânea trabalhada por Alexandre Silva, num ambiente sofisticado e cosmopolita.

MENU
5.00€

Filete de Cavala Fumado num sumo de Maçã Verde e Pickles Suaves de Vegetais
Salmão Marinado com Pimenta Rosa com Crème frio de Rucula e Chufas Torradas
Xerém de Berbigão e Tomate
Aveludado de Raiz de Aipo Com Algas Wakame e Vieira Salteada
Leite Creme de Alfazema
Anatomia de Uma Rabanada

8.00€

Naco de Atum Salteado com Salicornia e Canja de Pato e Soja
Peixe do dia a 52ºC com Gnochis Explosivos de Batata e Queijo da Ilha de São Jorge
Filete de Peixe Galo no Forno com Estufado de Lentilhas e Funcho
Línguas de Bacalhau, Molho de Batata com Ovo a baixa temperatura


ELEVEN

Joachim Koerper / Lisboa
Um dos mais prestigiados chefes a trabalhar em Portugal mostra receitas com os nossos peixes.

MENU
5.00€

Creme de ervilhas aromatizado com hortelã e tártato de dourada
Bolo de cenoura com gelado de gengibre
Carpaccio de tamboril com citrinos, seu vinagrete e mesclum de rebentos (5€)
Terrina de camarão com “aqua de mar” e vinagrete de wasabi (5€)
Pannacota de morango com gelado de vinagre balsâmico (5€)

8.00€

Demi Cuit de atum panado em sementes de sésamo com chutney de abacaxi
Peixe galo branco com salteado de feijão verde, compota de tomate e caviar avruga (8€)
Cantaril da nossa costa com polenta de caldo verde e emulsão de chouriço (8€)
Bacalhau a baixa temperatura com puré de beterraba e gengibre, molho de cebola assada (8€)
Filite de cavala aromatizada com tomilho-limão, salada de pimentos e emulsão de pepino (8€)


G-SPOT

João Sá e André Simões, Sintra
A dupla João Sá e André Simões elabora uma cozinha de mercado, imaginativa e cheia de criatividade.

MENU
O nosso risotas negro de lima com Veja ao vapor
Alfonsinho marinado com puré de limão e pickle de espargo


JOSÉ AVILLEZ
José Avillez / Lisboa

Nome incontornável de uma nova geração de chefes de cozinha portuguesa, brilhou no histórico Tavares e conta estágios por cozinhas de renome, como a do El Bulli. Criatividade e emoção lado a lado.

MENU
5.00€

Vieiras marinadas com abacate
Creme frio de santola
Atum em conserva caseira
“Brioche” de sapateira
Avelã 3
Bolo de chocolate com gelado de morango

8.00€

Caldeireta de peixes com hortelã da ribeira
Bacalhau à Brás com azeitonas explosivas
Lombinho de bacalhau com ratatouille
Vieiras salteadas com sabores de outros lugares
Atum braseado com legumes e azeitonas
Empada de camarão e legumes com molho tailandês


PEIXARIA DA ESQUINA
Vitor Sobral, Lisboa

Os peixes portugueses trabalhados por Vitor Sobral, com fôlego renovado e comprovado em Lisboa e São Paulo.

MENU
5.00€

Carpaccio de bacalhau
Carpaccio de atum
Tártaro de atum
Hamburger de peixe branco
Bife de atum

8.00€

Prego de atum
Hamburger de bacalhau
Hamburger de peixe branco
Bife de atum


RIBAMAR

Hélder Chagas / Sesimbra
O inigualável mar de Sesimbra interpretado por um grande conhecedor.

MENU
Tamboril com molho de lavagante
Sopa Rica de peixes e mariscos
Filetes de cavala com molho de mostarda


SPAZIO BUONDI – NOBRE
Justa Nobre / Lisboa

Uma cozinheira consagrada que nos surpreende sempre com a criatividade.

MENU
5.00€

Sopa de Santola
Tosta de Sapateira com Salada Verde
Rebuçado de Marisco com Salada Verde
Sopa Dourada
Arroz Doce

8.00€

Camarões com Molho de Caril e Favinhas de Coentrada
Puntilhitas al Ajjilo com Camarões e MIgas de Tomate
Lombo de Garoupa com Alho e Laranja com Puré de Coentros
Tranche de Garoupa em Crôsta de Ervas e Milhos de Berbigão
Folhado do Mar com Salada de Tomate Cereja
Rolinhos de Linguado com Camarão e Molho de Baunilha
Filetes de Salmonete com Jardineira de Marisco
Medalhões de Tamboril com Molho de Tomate e Cuscos de Camarão
Tranche de Cherne dos Açores com Puré de Ervilhas
Mil Folhas de Bacalhau e Esmagado de Batata Doce


TASCA DO JOEL
Joel / Peniche

Cozinha apurada nos sabores dos melhores produtos frescos, dentro de conceitos tradicionais.

MENU
Sequinho de cherne a moda de Peniche
Bacalhau no forno em azeite aromatizado com Miso
Raia Confitada em azeite aromatizada com gengibre
Búzios gratinados
Raia á fragateira
Bacalhau recheado com sapateira


UMAI

Paulo Morais / Lisboa

O primeiro “sushi man” português, apresenta sabores trabalhados com o respeito pelo produto e a melhor tradição oriental.

MENU

Os “Must”

Sushi
Sashimi
House maki – rolo especial com cobertura de peixe

Os Clássicos

Vieiras com espuma de caril
Bacalhau fresco assado com molho miso
Laksa lemak, massa com marisco

As novidades

Goesazinha, homenagem à francesinha
Momos negros, recheados com mexilhão
Salada de glass noodle



BILHETEIRA

Entrada 1 dia  15 €

Com direito a:
_ 1 degustação de 5€
_ 1 bebida de 1,5€
_ 1 copo para prova

De 2.ª - 6.ª feira, 12h00 - 15h00, uma entrada de um dia dá direito a:

_ 2 degustações de 5€ cada
_ 2 bebidas de 1,5€ cada
_ 1 copo para prova.

A entrada inclui ainda a possibilidade de inscrição gratuita nas atividades paralelas, sujeitas aos lugares disponíveis e à exeção das harmonizações que têm um custo acrescido.


Entrada Grupo (5 pessoas / 1 dia)  60€

Com direito a:
_ 5 degustações de 5€ cada
_ 5 bebidas de 1,5€ cada
_ 5 copos para prova.

De 2.ª - 6.ª feira, 12h00 - 15h00, uma entrada de Grupo dá direito a:

_ 10 degustações de 5€ cada
_ 10 bebidas de 1,5€ cada
_ 5 copos para prova.

A entrada inclui a possibilidade de inscrição gratuita nas atividades paralelas, sujeitas aos lugares disponíveis e à exeção das harmonizações que têm um custo acrescido.


NR: Os certames dos anos anteriores revelaram-se de excepcional qualidade, os olhos também comem, os chefes e os restaurantes do painel prevêm uma excepcional festa da comida. Não é barato lá ir mas é muito bom.

.  
.


HOJE NO
"PÚBLICO"

Governo garante que não vai interferir
 no preço dos combustíveis

O primeiro-ministro garantiu esta sexta-feira no debate quinzenal, na Assembleia da República, que o Executivo não irá interferir no preço dos combustíveis, justificando que o contrário criaria “défices tarifários” que teriam de ser compensados com os impostos dos contribuintes.

Argumentando que o preço dos combustíveis é resultado de “preços em mercados”, Passos acrescentou que “se o Governo impusesse, como alguns partidos têm sugerido, um valor máximo, um preço máximo que o mercado não reconhecesse, teriam de ser os impostos dos contribuintes a cobrir a diferença no futuro”.

Em resposta a uma interpelação do secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa, o primeiro-ministro garantiu ainda que o Governo irá acompanhar o assunto, mas lembrou que é o regulador quem tem a função de intervir nessa matéria.

Passos adiantou que Portugal não dispõe, neste momento, de capacidade para fazer “nenhum alívio sobre os impostos” que incidem sobre os combustíveis ou sobre o IVA.

“Nós não temos poços de petróleo, adquirimos o barril de petróleo no mercado internacional. E por essa razão não podemos artificialmente fixar preços”, respondeu a Jerónimo de Sousa.


* O sr. Primeiro ministro é falacioso, cabe ao governo impedir a cartelização de preços e fiscalizar o aumento desmedido dos mesmos. Está a facilitar a vida aos amigos do " império do pitrol".

.
.

BOSS AC

'SEXTA FEIRA (emprego bom já)'






.
.



HOJE NO
"CORREIO DA MANHÃ"

Orgias: Sexo sem tabus
 Do swing às festas mais exclusivas

Os locais costumam ser secretos e só os membros da comunidade os conhecem. Estes encontros sexuais vão desde o swing em clubes restritos, para casais, a festas exclusivas combinadas por SMS e abertas a pessoas solteiras. Há orgias gratuitas e outras onde a entrada custa mil euros.
Em Lisboa, Porto e Coimbra há clubes onde só são permitidos casais swinger e onde "as festas acabam por proporcionar orgias", conta Sofia, uma advogada de 35 anos, que frequenta estes locais com o marido. "Num dos clubes há um quarto enorme onde cabem, à vontade, uns 20 casais. É normal, ao final da noite, depois de dançar e de beber um copo, alguns casais irem para lá e envolverem-se", explica Sofia, acrescentando que estas situações se proporcionam mais quando há festas temáticas.

Mas as orgias não se restringem a clubes onde é o acaso que dita este tipo de envolvimento sexual. Há festas mais privadas. Jorge, 41 anos, recebe o convite por SMS todas as semanas: "Costuma chegar às quintas-feiras e já com a divulgação do local para um encontro no sábado seguinte". O encontro ocorre, normalmente, numa moradia na zona de Cascais e resume-se a grupos de 16 pessoas - com idades entre os 20 e os 40 anos - que se conhecem entre si e que fazem convites através de amigos de amigos.

Há, ainda, as festas que são publicitadas como as mais exclusivas do País. Realizam-se em barcos, hotéis ou palacetes e garantem luxo e erotismo por mil euros. Estes encontros são negócio para uma empresa de organização de eventos privados de cariz erótico e sexual, a Purília.
Para ser convidado não basta pagar. O processo de selecção é longo e exigente. Além de serem solicitadas fotografias de rosto e corpo, os candidatos têm de enviar um currículo para avaliação do nível cultural. Ultrapassados os vários níveis de acesso, as mulheres devem usar vestidos de noite e os homens fatos escuros.
 


* Portugal em pelo...apesar da crise


.m
 .

AEROPORTOS DO OUTRO MUNDO

 .
Único no mundo, o aeroporto de Gibraltar situa-se a cerca de 
500 metros do centro da cidade. 

A sua pista de aterragem confunde-se com uma vulgar avenida e, na verdade, apenas a largura excepcional e o facto de terminar no mar a distingem do restante sistema viário. Carros e outros veículos utilizam-na no dia-a-dia, cruzando-se com aviões que aterram e lavantam voo. Parece mentira mas não é.
O actual aeroporto começou sendo uma pista de aterragem de apoio à força aérea inglesa durante a Segunda Guerra Mundial. Gibraltar era então, como agora, uma colónia em território espanhol directamente dependente do Ministério da Defesa britânico, estatuto que tem dado origem a grandes conflitos diplomáticos entre os dois países. Finda a guerra, continuou a ser usado como base aérea e também para voos civis exclusivamente para Inglaterra. O aeroporto cresceu e a sua pista foi prolongada pelo mar dentro, em águas territoriais espanholas, o que aumentou ainda mais a tensão já existente. Ao longo destes anos todos a cidade também foi crescendo...

Actualmente a pista do aeroporto cruza-se com a avenida Winston Churchil, uma importante via de ligação ao centro da cidade. É vulgar o semáforo ficar vermelho e os carros pararem para que um avião aterre ou levante voo, o que demora em média cerca de 10 minutos. Porém, em certos dias esta operação pode subir para duas horas, o que provoca um certo desespero nos condutores em espera.

Mas talvez nem tudo seja mau. Quem gosta de aviões, por exemplo, poderá sempre aproveitar e admirá-los de perto sentado comodamente no seu carro. Imagine-se a sensação de ver um enorme avião passar na estrada à sua frente: nem todas as crianças têm o privilégio de comentar isto com os seus colegas nos bancos da escola, especialmente se se tratar de um caça supersónico! 


Além de tudo o mais, que se saiba nunca houve nenhum acidente resultante de uma colisão entre um avião e um automóvel. É que aqui ninguém se atreve a passar um sinal vermelho...


IN"http://obviousmag.org/"

,

.


HOJE NO
"DIÁRIO ECONÓMICO"

Mais de 21 mil empresas e famílias
 não têm bens para pagar as dívidas

São 21.263 os devedores crónicos que estão na Lista Pública de Execuções, não tendo bens para pagar as dívidas que já somam 332 milhões.

São 21.263 os devedores crónicos que estão na lista pública de execuções (LPE), não tendo bens para pagar as dívidas. Nesta situação estão empresas e particulares que não pagaram dívidas a fornecedores, instituições financeiras (banca e seguros), crédito ao consumo, arrendamentos ou a empresas de serviços públicos essenciais (água e luz) e telecomunicações. As dívidas totais por cobrar, desde 2009, atingem o nível recorde de 332 milhões de euros. E, pela primeira vez, a grande maioria dos devedores registados nesta lista são particulares: 11.494, o equivalente a 54% do total de registos.

A lista pública de execuções (LPE) permite detectar situações de incobrabilidade de dívidas e prevenir acções judiciais inúteis, evitando processos artificialmente vivos por falta de bens penhoráveis. E de acordo com os dados avançados ao Diário Económico pelo Ministério da Justiça, só nos três primeiros meses deste ano, o número de registos quase duplicou: foram incluídos na lista 4.236 devedores, contra 2.462 em igual período de 2011.

Uma evolução que, segundo os fiscalistas ouvidos pelo Diário Económico, se pode atribuir à crise económica, ao desemprego e às medidas de austeridade. E desde o início de Abril até ontem foram incluídos na lista mais 527 devedores crónicos, qualquer coisa como 47 devedores com execuções frustradas (terminadas por inexistência de bens penhoráveis) por dia.


*O número apontado inclui alguns milhares de empresas fantasmas criadas para ludribiar o estado e fornecedores enquanto os seus "patrões" continuam a ter boas casas, automóveis e "andem" aí.
Também há muitos particulares que transferiram património para familiares, não têm contas bancárias mas também "andem" aí.
Mas a maioria está a sofrer na pele o desvario governativo.


.