quinta-feira, 12 de abril de 2012

.


SABES DO CELSO?

Bom dia, é da recepção? Eu gostaria de falar com alguém que me desse informações sobre um doente internado. Queria saber se a pessoa está melhor ou se piorou...

- Qual é o nome do doente?

- Chama-se Celso e está no quarto 302..

- Um momentinho, vou transferir a chamada para o sector de enfermagem... 

- Bom dia, sou a enfermeira Lourdes... O que deseja?

- Gostaria de saber a condição clínica do doente Celso do quarto 302, por favor!

- Um minuto, vou localizar o médico de serviço. 


- Aqui é o Dr. Carlos. Em que posso ajudar?

- Olá, doutor. Precisava que alguém me informasse sobre a saúde do Celso que está internado há três semanas no quarto 302.

- Só um momento que eu vou consultar a ficha do doente... Hummm! Aqui está: alimentou-se bem hoje, a pressão arterial e o pulso estão estáveis, responde bem à medicação prescrita e vai ser retirado da monitorização cardíaca amanhã. Continuando bem, o médico responsável assinará a alta em três dias. 

- Ahhhh, Graças a Deus! São notícias maravilhosas! Que alegria! 

- Pelo seu entusiasmo, deve ser alguém muito próximo, certamente da família!? 



- Não, sou o próprio Celso telefonando aqui do 302!
É que toda a gente entra e sai deste quarto e ninguém me diz coisa nenhuma.

Eu só queria saber como estou....
.


.


 A ESCOLA VERDE





Esta escola em BALI, Indonesia foi uma das 19 nomeadas para o 11th Cycle of The Aga Khan Award for Architecture. É chamada de ESCOLA VERDE e é feita em bambú.
 Location: Badung, Bali, Indonesia (South-East Asia) 
Architect John Hardy and his wife Cynthia as a response to US ex-Vice President Al Gore's movie. 
Client: Yayasan Kul Kul Completed: 2007 
Design: 2006 
Site size: 7'542 m²


        
Mais uma possibilidade de visionar outras prespectivas da ESCOLA VERDE



.

ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA 
DE LEUCEMIAS E LINFOMAS




Inscreva-se como sóci@ da APLL por apenas € 5/ano. As verbas que recolhidas através dos novos sócios ou donativos revertem integralmente a favor dos doentes: oferecemos pijamas, uma vez que o tratamento de quimio e radioterapia os leva a transpirar imenso, pelo que têm de trocar de pijama várias vezes ao dia; oferecemos um plafond de 200/250 euros/mês, conforme o caso, para compra de medicamentos em farmácia por doentes carênciados, que permitam complementar o tratamento ambulatório - estes casos são analisados pela assistente social do IPO do Porto e remetidos para a APLL.

Dadores de Sangue

As colheitas de sangue podem salvar vidas. Os doentes sujeitos a tratamentos de quimio, rádio e imunoterapia precisam, muitas vezes, de transfusões de sangue aquando do tratamento.

Dadores de Medula

O registo como dador de medula óssea não traz benefícios directos ao dador. No caso de se encontrar um dador compatível com um doente que precise de transplante, o dador poderá, ou não avançar com o processo de dádiva. Nos dias de hoje, o processo é extremamente simples e indolor, podendo ajudar a salvar uma vida.

Associação Portuguesa 
de Leucemias e Linfomas
Clinica Oncohematologia
R. Dr. António Bernardino de Almeida,
4200-072 Porto
Tel. 225 084 000 - ext. 3100 | 93 440 50 12
E-mail: geral@apll.org

Associação Portuguesa Contra a Leucemia
Rua D. Pedro V - nº 128
1250-095 Lisboa
Tel: 213 422 204/05
Fax: 213 422 206
E-mail: apcl@contraleucemia.org | 
Web: http://www.contraleucemia.org

CEDACE – Registo Português 
de Dadores de Medula Óssea
Centro de Histocompatibilidade do Norte
Pavilhão "Maria Fernanda"
R. Dr. Roberto Frias
4200-467 Porto
Tel: 225 573 470
Fax: 225 501 101
.


 
HOJE NO
"DESTAK"

 Literatura 
Facilitismo no ensino atira Camões
 e outros autores clássicos 
para "gueto cultural"

O professor da Universidade Católica Portuguesa Cândido de Oliveira Martins criticou hoje o "facilitismo" dos currículos escolares do Secundário, considerando que está a atirar os autores clássicos portugueses, incluindo Luís de Camões, para uma "espécie de gueto cultural".

 "Há casos de autores relevantes do século 16, como Sá de Miranda e António Ferreira, que praticamente não são estudados no Secundário, e mesmo Luís de Camões tem um lugar cada vez mais moderado nos currículos", referiu à Lusa aquele docente de Literatura. 
Segundo Cândido de Oliveira Martins, os autores clássicos portugueses estão a ser atirados para "uma espécie de gueto cultural", vítimas de algum "facilitismo" que impera no sistema de ensino. 



* A verdade é que estamos a criar uma sociedade jovem de ignorantes e bêbedos!!! A culpa é toda dos adultos que fogem às suas responsabilidades de educadores.


 .
.


"DESEMPENHOS" SEXUAIS DE POLÍTICOS


Político também ama – e não só o poder. O problema é que, em muitos casos, os romances acontecem fora do casamento. Pior: em várias ocasiões, os namoros e casos extraconjugais abalam governos – e causam graves crises institucionais
Bill Clinton e Monica Lewinsky

EM CAMPANHA

Mais parecia um roteiro de filme pornô, mas era, na verdade, o relato do que acontecia quando Bill Clinton trancava as portas do Salão Oval da Casa Branca para receber a estagiária Monica Lewinsky. As transcrições dos depoimentos dos dois, ouvidos numa exaustiva investigação do episódio, incluem cenas que ninguém imaginava que poderiam acontecer no gabinete do homem mais poderoso do mundo – envolviam, por exemplo, um charuto usado de forma pouco convencional e um famoso vestido azul que deveria ter sido mandado para a lavanderia. 
NA SALA OVAL

Não foi – e acabou se transformando numa prova dentro da apuração do escândalo, que ameaçou derrubar Clinton da Presidência. A reputação de Clinton era conhecida (ele já tinha protagonizado casos extraconjugais no passado). Ainda assim, o affair com Monica chocou os americanos – não só pelo caso em si, mas também pelo grau de detalhes em que o episódio foi revelado a todo o mundo. Com a economia forte e o país seguro, Clinton resistiu ao escândalo e chegou ao fim do mandato. 

SEXOPHONE
Ela virou celebridade de segundo escalão – lançou uma linha de bolsas, foi garota-propaganda de produtos para emagrecer e apresentou um reality show. Mas jamais se esqueceu de Clinton – quando ele lançou sua autobiografia, em 2004, ela voltou a criticá-lo publicamente. Como qualquer outra mulher desiludida com as promessas do ex-amante, disse, pela enésima vez: “Ele é um mentiroso”.



Por Giancarlo Lepiani

IN "REVISTA http://veja.abril.com.br/blog/10-mais/politica/os-10-escandalos-sexuais-chocantes-envolvendo-os-politicos/9/#ancoratopo
 
 

NR: O título original era "Escandalos sexuais de políticos" que achamos ser demasiado "pudorento", assim fizemos esta suave alteração pois não  entendemos como escandalosa uma "queca" bem aplicada!!!
 
 .
.


Doença de Parkinson



Ontem 11 de Abril assinalou-se mais um Dia Mundial da Doença de Parkinson. 

Este dia corresponde à data de nascimento de James Parkinson, o médico inglês que, em 1817, identificou e descreveu os sintomas da doença que viria a receber o seu nome.
A doença de Parkinson é uma doença neurológica degenerativa do sistema nervoso central, para a qual ainda não existe cura. É a segunda doença neurodegenerativa mais comum, atingindo mais de uma em cada mil pessoas na Europa. Em Portugal, cerca de 20 mil portugueses sofrem de doença de Parkinson.


Em Portugal, a Associação Portuguesa de Doentes de Parkinson (APDPk), Instituição Particular de Solidariedade Social (IPPS) com sede em Lisboa e delegações em todo o país, promove ao longo do ano e, em particular, no âmbito do Dia Mundial da Doença de Parkinson, várias iniciativas com o objectivo de sensibilizar a população para a doença de Parkinson e melhorar as condições de vida dos portadores desta doença.

No dia 11 de Abril organizou, pelas 15 horas, um recital de piano com a solista internacional Anne Kaasa, no auditório da Culturgest.

Outras das actividades promovidas pela APDPk com o objectivo de assinalar o Dia Mundial da Doença de Parkinson incluem:

- Uma Conferência em Leiria, no Centro de Interpretação Ambiental, com o Dr. Alfredo Sá, neurologista. A palestra respondeu a questões como:
- Doença de Parkinson que doença é esta?
- Como se manifesta? Como se diagnostica?
- Como se trata? Como evolui?
- De que apoios necessita o doente com doença de Parkinson?

- A delegação de Santarém da APDPk organiza em Tomar, uma Conferência com tema e objectivos similares. A especialista convidada foi a Dr.ª Isabel Ambrósio, neurologista no Hospital de Torres Novas. A sessão está agendada para dia 14 de Abril, sábado, na sala de formação das Piscinas Municipais, e tem início marcado para as 15h.

- No Algarve, a delegação do Sotavento promove várias iniciativas durante a semana de 9 a 13 de Abril.

EPDA

O Dia Mundial da Doença de Parkinson é promovido, a nível mundial, pela Associação Europeia da Doença de Parkinson (EPDA), organização sem fins lucrativos e que se dedica ao bem-estar das pessoas com a doença de Parkinson, respectivas famílias e prestadores de cuidados.

Em alguns países, como os Estados Unidos da América, são promovidas actividades de sensibilização ao longo de todo o mês, tendo inclusive o Senado norte-americano reconhecido, em 2010, o mês de Abril como o Mês de Sensibilização para a Doença de Parkinson. Uma das actividades em destaque é a realização de uma caminhada intitulada «Parkinson`s Unity Walk», que decorrerá em Nova Iorque, no Central Park, dia 28 de abril.

.


 
HOJE NO
"i"

Empresa de sucata e seus parceiros lesaram Estado em 21 milhões de euros 

 A Polícia Judiciária e o Ministério Público concluíram um processo no qual são constituídas arguidas 47 pessoas singulares e coletivas, por alegadamente lesarem o Estado em 21 milhões de euros em receitas fiscais, pela venda de sucatas. 

Em comunicado, a Diretoria Centro da PJ explica que os factos investigados incidem numa sociedade da área de Torres Novas que se dedica à recolha, separação e venda de sucatas. Os alegados atos delituosos reportam-se à "contabilização de documentos de compra e venda fictícios, produzidos com o objetivo de falsear a informação fiscal, causando, desta forma, um elevado prejuízo ao Estado, tanto através do não pagamento de impostos, como através de reembolsos indevidos de IVA", acrescenta. 

A empresa de Torres Novas comprava grandes quantidades de sucata sem fatura e, para a poder vender, recorria a faturas fictícias que adquiria a outras empresas, algumas delas sem outra atividade que não fosse essa, "a venda de faturas", explicou à Agência Lusa uma fonte ligada à investigação. Quando revendia as sucatas, esta empresa ia deduzir o IVA aos clientes, que previamente não tinham pago, acrescentou. "Com esta atividade delituosa, que durou cerca de três anos, os suspeitos lesaram o Estado português num montante superior a vinte milhões de euros referentes a IVA, IRS e IRC, e obtiveram reembolsos indevidos de IVA num montante superior a um milhão de euros", refere a PJ na nota hoje divulgada. 
EM BUSCA DE COBRE ROUBADO

No âmbito das investigações, desenvolvidas através da Diretoria Centro da PJ, em articulação com o Departamento de Investigação e Acção Penal (DIAP) de Coimbra, foram constituídas arguidas 34 pessoas singulares e 13 pessoas coletivas, indiciadas pelos crimes de fraude fiscal agravada e falsificação de documentos. Os arguidos, de vários pontos do país, ficam a aguardar julgamento em liberdade com a medida de coação de termo de identidade e residência. 



 * Há mais Go(r)dinhos no país... 


.
.

VAMOS DANÇAR
FLAMENCO




.
.


HOJE NO
"A BOLA"


  Treino solidário 


O treino desta manhã do Olhanense ficou marcado pela presença de vários jovens pertencentes à APPC (Associação Portuguesa de Paralisia Cerebal) e da Escola Tomás Cabreira, em Faro, que tiveram oportunidade de jogar futebol com os profissionais, falar com os treinadores e receber alguns autógrafos, numa manhã muito especial para todos. Quanto à preparação da equipa, Jorge Araújo e Salvador Agra já fizeram exercícios no relvado. 


 * Exemplar. 


.

ELISA FERREIRA



  

Ainda a Grécia… 

 Na sequência da iniciativa dos socialistas europeus, e tal como dei nota no meu último artigo, A Troika para a Grécia veio mesmo responder às questões dos deputados europeus reunidos numa sessão conjunta das Comissões de Assuntos Económicos e Monetários e de Emprego e Assuntos Sociais no passado dia 27 de Abril. Valeu a pena? Certamente que valeu! Claro que se alguém esperava grandes novidades no discurso oficial ou o anúncio de uma inflexão de agenda se terá, naturalmente, desiludido; no entanto, um dos resultados mais interessantes desta iniciativa talvez tenha sido precisamente a dimensão do desajustamento entre a argumentação dogmática da troika e a avaliação do seu trabalho por parte da generalidade dos deputados (incluindo alguns representantes das forças políticas mais conotadas com a ideologia dominante). À medida que as questões se foram desmultiplicando, todas mais ou menos no mesmo sentido, as respostas da troika, em particular as do comissário Olli Rehn e as do nosso conhecido representante do Fundo Monetário Internacional (FMI) Paul Tompson, foram-se clarificando em torno de dois eixos principais de defesa: a Grécia terá evidenciado deficiências na implementação concreta das recomendações da troika, o que foi agravado pela ausência de convergência entre as diversas forças políticas em torno da referida agenda. Retirados estes dois pequenos problemas, a receita está certa e quanto mais a recessão se instalar mais medidas de contenção (leia-se: medidas estimuladoras da recessão) serão impostas aos gregos. Até onde? Qual é o grau de desagregação da economia que tocará o sinal de alarme quando cinco anos seguidos de recessão (crescente de ano para ano) e implicando a perda de 20% da riqueza nacional e 48% dos jovens sem trabalho não são suficientes para abrir uma brecha de dúvida sobre a qualidade do diagnóstico e da medicação? Teremos de esperar também pelo descalabro de Portugal – um aluno que não só cumpre como exagera na autoflagelação garantida por uma ampla convergência interpartidária e por uma sociedade humildemente conformada com o seu fado – para que as troikas reconheçam que a fé e a ideologia foram os grandes alimentos da sua agenda? Nessa altura, talvez não haja remédio para a salvação da Zona Euro, pelo menos no formato em que a conhecemos… Mas será essa a agenda oculta que, tal como os gregos suspeitam, se esconde por detrás das troikas? Libertar-se o euro, da forma mais gradual que for possível, daqueles países que, segundo alguns, nunca lá deviam ter entrado? No debate parlamentar, as questões clarificaram-se também a este nível: enquanto para alguns a utilidade dos programas de ‘ajuda’ reside no gradualismo que é introduzido no destino inexorável da Grécia (saída, no mínimo, da Zona Euro), para outros, entre os quais me incluo, essa eventual saída é considerada como portadora de convulsões económicas, sociais e políticas incalculáveis, não apenas para a Grécia mas para a própria Europa. É possível uma agenda alternativa para a Grécia? Claro que sim e os socialistas europeus começaram já a esboçá-la. Ela passará por: (i) consolidar a recapitalização dos bancos gregos que está em curso, garantindo-lhes condições para o financiamento da economia real e, em particular, das PME que todos os dias fecham asfixiadas pela ausência de crédito para operações correntes; (ii) constituir uma Agência para o Investimento e Crescimento que polarize os fundos estruturais não utilizados e as linhas de crédito do Banco Europeu de Investimento (BEI) e do FMI, intermediando a sua canalização para mais de 180 projectos estratégicos já identificados; (iii) acelerar o acordo em negociação com a Suíça, de modo a reduzir a sangria de capitais e a consequente fuga fiscal; (iv) levar a cabo acções concretas capazes de reter os jovens, canalizando para educação, formação ou estágios a onda de emigração e desespero instalada; (v) suster a sanha de medidas adicionais de austeridade até que a Grécia retome o crescimento, interrompendo a violenta espiral recessiva para a qual o país foi empurrado… Estes são apenas alguns exemplos ilustrativos da possibilidade de articular uma agenda alternativa… O que realmente falta não é competência técnica para a montar, mas sim a vontade política indispensável para a fazer vingar a nível europeu… E é por isso que, cada vez mais, as eleições nacionais são, de algum modo, eleições europeias; o que não se aplica só à Grécia, onde os radicalismos de esquerda e de direita se alimentam que nem fungos da crise e da falta de esperança, mas sobretudo aos países económica e politicamente liderantes cujas eleições precedem as da Alemanha – neste momento, os olhares e a esperança estão voltados para a França… 



IN "SOL" 
09/04/12 

 .
.

 

JOSÉ REIS

PROFESSOR DE ECONOMIA

.

NA CONFERÊNCIA 

"A crise económica e financeira do mundo ocidental - estratégias de resposta da União Europeia"

.

"Não há empresas competitivas a pagar 400 euros de salário aos trabalhadores"

.

"Essas empresas não prestam. Nem se vão tornar competitivas a pagar 200 euros"

.

"A Alemanha fez uma desvalorização salarial fortíssima e resultou. Mas aqui não resultaria, o nível de competitividade é outro. A desvalorização salarial é o caminho para a ruína portuguesa"
 

IN "JORNAL DE NEGÓCIOS" - 12/04/12

.
.

 

O GAJO É MESMO 




BOM!!!





ONTEM CONTRA O ATLÉTICO DE MADRID


.
.


HOJE NO
"PÚBLICO"

 Retalhistas pagaram mais de 300 milhões em quatro anos em comissões de cartões 

 Entre 2007 e 2010 as empresas da distribuição pagaram mais de 318 milhões de euros pela utilização de terminais de pagamento electrónico. Nesse período, o valor mais alto foi atingido em 2010, ano em que as taxas de serviço ao comerciante somaram 85.229 milhões de euros, 85% dos quais destinados aos bancos emissores dos cartões.


 O valor, avançado esta manhã pela Associação Portuguesa das Empresas da Distribuição (APED), é superior aos últimos dados concretos divulgados pelos retalhistas. 
 Em 2006, as comissões pagas pelos comerciantes que, na altura, eram associados da APED rondaram os 65 milhões; em 2002 este montante ascendeu os 95 milhões de euros. 
Há largos anos que o sector reclama uma descida das taxas cobradas pela utilização de cartões de crédito e de débito e, em 2003, chegou mesmo a avançar com uma queixa junto da Autoridade da Concorrência contra a Visa, a Unicre e a SIBS por alegadas práticas restritivas de concorrência e cobrança de comissões “excessivas”. Seguiram-se denúncias semelhantes apresentadas pela Associação de Hotelaria de Portugal (AHP) em 2004 e, finalmente, pela Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRESP) em 2007.

 Sete anos depois da primeira denúncia, o regulador decidiu arquivar todas as queixas mas deu início a um processo de supervisão do mercado dos sistemas de pagamento, tendo em conta as evoluções que, entretanto, se verificaram no sector. Agora, a APED revela que recorreu judicialmente da decisão de arquivamento. Para Ana Isabel Trigo Morais, directora-geral da APED, “os montantes pagos pelas empresas portuguesas, muito superiores à média europeia, traduzem para os comerciantes nacionais custos acrescidos que prejudicam a sua competitividade e rentabilidade, situação que se está a agravar no actual contexto de crise económica”. 

A grande distribuição garante que as taxas de cartões de pagamento em Portugal são das mais caras da Europa, “apresentando o valor mais elevado num conjunto de 13 países europeus com índices de uso de cartões comparáveis”. 

De acordo com um estudo divulgado esta manhã, as taxas são 2,7 superiores à média europeia nas operações a débito e custam 2,1 vezes mais nas vendas a crédito.


* Banqueiros ao assalto!!!


 .
.



7 - A ERA DA ESTUPIDEZ





VEJA EM ECRÃ TOTAL

Pode visionar os epiódios anterirores desta série  nas quintas-feira precedentes à mesma hora, para maior comodidade clique na etiqueta "ECOPEIDA"


.
.

Abre hoje




PEIXE EM LISBOA



 PÁTIO DA GALÉ-TERREIRO DO PAÇO - LISBOA



DIAS E HORÁRIO DO EVENTO


12 Abril / 18:00-24:00
13 - 21 Abril / 12:00-24:00
22 Abril / 12:00-16:00

Os melhores chefes de Lisboa querem cozinhar para si… 
Prove a emoção e criatividade sem par 
de 10 grandes restaurantes!


OS CHEFES

 .

ANDONI LUIS ADURIZ  ** Michelin
Mugaritz / San Sebastian  Espanha

Chefe de cozinha do Mugaritz, restaurante espanhol de San Sebastian, considerado o quinto melhor do mundo pela conceituado revista "Restaurant", em 2010.




ÁNGEL LÉON   * Michelin
Aponiente / Cadiz   Espanha

Chefe de cozinha do restaurante Aponiente, em Puerto de Santa María, Cádiz, Espanha.








AUGUSTO GEMELLI
Gemelli / Lisboa   Portugal

Chefe, sofre influências de vários países e culturas e as suas propostas são o espelho dessa diversidade. No início da década de 90, o seu percurso levou-o de Milão a Londres, depois em Buenos Aires, Porto Rico e Nova Deli. Após uma nova incursão por Itália, Augusto Gemelli chega finalmente a Portugal em 1996. Até 1998, esteve à frente da cozinha do Spazio Evasione, em Lisboa. Depois, fez várias consultorias, entre elas no Massima Culpa. Atualmente é proprietário e chefe do restaurante “Gemelli" em Lisboa.



CARLOS MARTINS
Hotel Aviz / Lisboa  Portugal












FELIPE BRONZE
Oro / Rio de Janeiro  Brasil

Com 34 anos, Felipe Bronze tem trilhado um trajeto importante no panorama da gastronomia brasileira, sendo um dos nomes mais apreciados da nova geração e tendo já conquistado prémios e distinções por parte de guias e outras publicações naquele país, além do reconhecimento generalizado da crítica. Atualmente é chefe do conceituado restaurante Oro, do Rio de Janeiro.


HANS NEUNER   ** Michelin
The Ocean / Algarve   Portugal

O chefe austríaco tem uma capacidade de trabalho invulgar, conseguindo aliar rigor e paixão nas criações gastronómicas que assina. Foi muito graças ao seu exemplar trabalho que o restaurante The Ocean, no Vila Vita Parc, no Algarve, recebeu recentemente a segunda estrela Michelin, tendo já sido distinguido, pela revista WINE – A Essência do Vinho, “Restaurante Gastronómico do Ano em 2009” e o próprio Hans como “Chefe de Cozinha do Ano 2011”.



JACQUES LE DIVELLEC  * Michelin
Le Divellec / Paris  França

Chefe de cozinha do restaurante Le Divellec, um dos mais conceituados de Paris no que concerne à gastronomia à base de peixe e produtos mediterrânicos.





JOSÉ AVILLEZ
Cantinho do Avillez e Belcanto / Lisboa   Portugal

Um dos mais talentosos chefe de cozinha da nova geração. No Chiado assume o desafio de devolver protagonismo ao clássico Belcanto, apresentando ainda em Lisboa um conceito mais descontraído, no Cantinho do Avillez. Já representou Portugal em vários certames internacionais, tendo no currículo passagens pelo Tavares, Fortaleza do Guincho, hotel Bristol (Paris), também conta um estágio no El Bulli. “Personalidade do Ano na Gastronomia em 2009” pela revista WINE – A Essência do Vinho.


LEONEL PEREIRA
Panorama, Hotel Sheraton / Lisboa  Portugal

Começou no hotel Nikko (Paris) e no hotel Cipriani (Veneza). Seguiram-se o Atlântis Vilamoura, hotel Quinta do Lago, hotel Alexandra Palace (Suiça), hotel Pestana Carlton Alvor e hotéis Pestana Brasil (Rio Atlântica, Angra, Natal, Bahia, São Paulo e Curritiba). Foi chefe executivo e F&B Manager do Grupo Pestana Pousadas e consultor dos Hotéis Pestana Brasil. É chefe executivo do Panorama, no Sheraton Lisboa, já considerado “Restaurante Gastronómico do Ano 2010” pela WINE-A Essência do Vinho.


LUCA COLLAMI  * Michelin
Baldin / Génova   Itália









NUNO BERGONSE E DIOGO NORONHA
Pedro e o Lobo / Lisboa   Portugal











RICARDO COSTA  * Michelin
The Yeatman / Vila Nova de Gaia  Portugal

Conquistou para o restaurante The Yeatman, em V.N. de Gaia, a primeira estrela Michelin. As suas criações são arrojadas, mas o respeito pelos produtos portugueses é uma constante, numa cozinha cheia de sabor e vivacidade. Ganhou notoriedade ao recuperar a estrela do famoso guia vermelho para o Largo do Paço, restaurante da Casa da Calçada, em Amarante, tendo já sido eleito “Chefe de Cozinha do Ano 2009” pela revista WINE-A Essência do Vinho.


VITOR SOBRAL
Tasca da Esquina e Cervejaria da Esquina / Lisboa  Portugal

Nasceu em 1967 entre os sabores rústicos alentejanos, o que marcou o seu gosto pela gastronomia. Acérrimo defensor da gastronomia portuguesa soma distinções várias, sendo uma das mais recentes a de “Personalidade do Ano na Gastronomia 2010”, pela revista WINE-A Essência do Vinho. O presente de um vasto currículo passa agora pela Tasca da Esquina (Lisboa e São Paulo) e Cervejaria da Esquina (Lisboa), resgatando bem sucedidos e tradicionais conceitos da restauração portuguesa.

RESTAURANTES


100 MANEIRAS

Ljubomir Stanisic / Lisboa
A cozinha de Ljubomir Stanisic, um dos chefes mais criativos e sólidos a trabalhar no nosso país.

MENU
Cachorro quente do mar com pão de algas e maionese de ouriço
Pita da punheta (de bacalhau)


BOCCA

Alexandre Silva, Lisboa
Cozinha contemporânea trabalhada por Alexandre Silva, num ambiente sofisticado e cosmopolita.

MENU
5.00€

Filete de Cavala Fumado num sumo de Maçã Verde e Pickles Suaves de Vegetais
Salmão Marinado com Pimenta Rosa com Crème frio de Rucula e Chufas Torradas
Xerém de Berbigão e Tomate
Aveludado de Raiz de Aipo Com Algas Wakame e Vieira Salteada
Leite Creme de Alfazema
Anatomia de Uma Rabanada

8.00€

Naco de Atum Salteado com Salicornia e Canja de Pato e Soja
Peixe do dia a 52ºC com Gnochis Explosivos de Batata e Queijo da Ilha de São Jorge
Filete de Peixe Galo no Forno com Estufado de Lentilhas e Funcho
Línguas de Bacalhau, Molho de Batata com Ovo a baixa temperatura


ELEVEN

Joachim Koerper / Lisboa
Um dos mais prestigiados chefes a trabalhar em Portugal mostra receitas com os nossos peixes.

MENU
5.00€

Creme de ervilhas aromatizado com hortelã e tártato de dourada
Bolo de cenoura com gelado de gengibre
Carpaccio de tamboril com citrinos, seu vinagrete e mesclum de rebentos (5€)
Terrina de camarão com “aqua de mar” e vinagrete de wasabi (5€)
Pannacota de morango com gelado de vinagre balsâmico (5€)

8.00€

Demi Cuit de atum panado em sementes de sésamo com chutney de abacaxi
Peixe galo branco com salteado de feijão verde, compota de tomate e caviar avruga (8€)
Cantaril da nossa costa com polenta de caldo verde e emulsão de chouriço (8€)
Bacalhau a baixa temperatura com puré de beterraba e gengibre, molho de cebola assada (8€)
Filite de cavala aromatizada com tomilho-limão, salada de pimentos e emulsão de pepino (8€)


G-SPOT

João Sá e André Simões, Sintra
A dupla João Sá e André Simões elabora uma cozinha de mercado, imaginativa e cheia de criatividade.

MENU
O nosso risotas negro de lima com Veja ao vapor
Alfonsinho marinado com puré de limão e pickle de espargo


JOSÉ AVILLEZ
José Avillez / Lisboa

Nome incontornável de uma nova geração de chefes de cozinha portuguesa, brilhou no histórico Tavares e conta estágios por cozinhas de renome, como a do El Bulli. Criatividade e emoção lado a lado.

MENU
5.00€

Vieiras marinadas com abacate
Creme frio de santola
Atum em conserva caseira
“Brioche” de sapateira
Avelã 3
Bolo de chocolate com gelado de morango

8.00€

Caldeireta de peixes com hortelã da ribeira
Bacalhau à Brás com azeitonas explosivas
Lombinho de bacalhau com ratatouille
Vieiras salteadas com sabores de outros lugares
Atum braseado com legumes e azeitonas
Empada de camarão e legumes com molho tailandês


PEIXARIA DA ESQUINA
Vitor Sobral, Lisboa

Os peixes portugueses trabalhados por Vitor Sobral, com fôlego renovado e comprovado em Lisboa e São Paulo.

MENU
5.00€

Carpaccio de bacalhau
Carpaccio de atum
Tártaro de atum
Hamburger de peixe branco
Bife de atum

8.00€

Prego de atum
Hamburger de bacalhau
Hamburger de peixe branco
Bife de atum


RIBAMAR

Hélder Chagas / Sesimbra
O inigualável mar de Sesimbra interpretado por um grande conhecedor.

MENU
Tamboril com molho de lavagante
Sopa Rica de peixes e mariscos
Filetes de cavala com molho de mostarda


SPAZIO BUONDI – NOBRE
Justa Nobre / Lisboa

Uma cozinheira consagrada que nos surpreende sempre com a criatividade.

MENU
5.00€

Sopa de Santola
Tosta de Sapateira com Salada Verde
Rebuçado de Marisco com Salada Verde
Sopa Dourada
Arroz Doce

8.00€

Camarões com Molho de Caril e Favinhas de Coentrada
Puntilhitas al Ajjilo com Camarões e MIgas de Tomate
Lombo de Garoupa com Alho e Laranja com Puré de Coentros
Tranche de Garoupa em Crôsta de Ervas e Milhos de Berbigão
Folhado do Mar com Salada de Tomate Cereja
Rolinhos de Linguado com Camarão e Molho de Baunilha
Filetes de Salmonete com Jardineira de Marisco
Medalhões de Tamboril com Molho de Tomate e Cuscos de Camarão
Tranche de Cherne dos Açores com Puré de Ervilhas
Mil Folhas de Bacalhau e Esmagado de Batata Doce


TASCA DO JOEL
Joel / Peniche

Cozinha apurada nos sabores dos melhores produtos frescos, dentro de conceitos tradicionais.

MENU
Sequinho de cherne a moda de Peniche
Bacalhau no forno em azeite aromatizado com Miso
Raia Confitada em azeite aromatizada com gengibre
Búzios gratinados
Raia á fragateira
Bacalhau recheado com sapateira


UMAI

Paulo Morais / Lisboa

O primeiro “sushi man” português, apresenta sabores trabalhados com o respeito pelo produto e a melhor tradição oriental.

MENU

Os “Must”

Sushi
Sashimi
House maki – rolo especial com cobertura de peixe

Os Clássicos

Vieiras com espuma de caril
Bacalhau fresco assado com molho miso
Laksa lemak, massa com marisco

As novidades

Goesazinha, homenagem à francesinha
Momos negros, recheados com mexilhão
Salada de glass noodle



BILHETEIRA

Entrada 1 dia  15 €

Com direito a:
_ 1 degustação de 5€
_ 1 bebida de 1,5€
_ 1 copo para prova

De 2.ª - 6.ª feira, 12h00 - 15h00, uma entrada de um dia dá direito a:

_ 2 degustações de 5€ cada
_ 2 bebidas de 1,5€ cada
_ 1 copo para prova.

A entrada inclui ainda a possibilidade de inscrição gratuita nas atividades paralelas, sujeitas aos lugares disponíveis e à exeção das harmonizações que têm um custo acrescido.


Entrada Grupo (5 pessoas / 1 dia)  60€

Com direito a:
_ 5 degustações de 5€ cada
_ 5 bebidas de 1,5€ cada
_ 5 copos para prova.

De 2.ª - 6.ª feira, 12h00 - 15h00, uma entrada de Grupo dá direito a:

_ 10 degustações de 5€ cada
_ 10 bebidas de 1,5€ cada
_ 5 copos para prova.

A entrada inclui a possibilidade de inscrição gratuita nas atividades paralelas, sujeitas aos lugares disponíveis e à exeção das harmonizações que têm um custo acrescido.


NR: Os certames dos anos anteriores revelaram-se de excepcional qualidade, os olhos também comem, os chefes e os restaurantes do painel prevêm uma excepcional festa da comida. Não é barato lá ir mas é muito bom.

.