quarta-feira, 21 de março de 2012

UMA GRAÇA PARA O FIM DO DIA - ADULTOS


A Salsicha

Dois tipos querem ir tomar uns copos num sábado á noite... mas não têm mais que um ou dois euros.
O primeiro diz:
- Espera, tenho uma ideia, já vais ver.
E compra uma grande salsicha com o dinheiro que tinha.
- És estúpido? - diz o outro - Assim ficamos sem dinheiro. E agora o que é que vamos fazer?
- Não te preocupes, já vais ver.

Entram num bar, pedem dois whiskys e começam a bebê-los. Quando acabaram, o primeiro diz ao outro:
- E aqui vai o truque: abro a minha braguilha, deslizo discretamente a salsicha por ela, ajoelhas-te á minha frente, e chupas a salsicha.
Nunca falha!
Então, o primeiro tira a salsicha das calças, o segundo ajoelha-se e começa a chupar a salsicha.

Ao ver isto, o dono do bar grita-lhes:
- Xiça, que paneleirada! Que é que estes gajos tão prá qui a fazer?... Saiam daquí agora mesmo!

Como o truque funciona, voltam a entrar noutro bar e bebem um segundo
whisky e... hop!... ajoelhar... salsicha... expulsão...

Deste modo, vão de bar em bar, mas quando chegam ao 15º bar, e tendo já bebido uns 14 whiskies, o segundo diz ao primeiro:
- Cum caraças, vamos parar com isto, que já não posso mais, dói-me imenso os maxilares.

Ao que o primeiro responde:
- Pode ser, eu também já não aguento mais, ainda por cima perdi a p.... da salsicha no terceiro ou quarto bar...


.
.

O MAIOR ESPECTÁCULO DO MUNDO CANTA  EM PORTUGUÊS


RIO 2012


CRISTIANE ALVES


RAÍNHA 2012







Cristiane Alves, eleita Rainha do Carnaval 2012 no Rio de Janeiro. Sambista do Salgueiro de 34 anos mostra samba no pé, carisma, personalidade e consegue título inédito em sua carreira!


.
.

LAÇOS





Laços é uma produção brasileira de baixíssimo custo (R$1.500,00!) que arrematou o Project: Direct 2007, concurso de curta-metragens promovido anualmente pelo YouTube. O filme bateu centenas de concorrentes em todo o mundo com um roteiro simples, mas tocante. Tem mensagem espírita.

.
.

HOJE NO
"JORNAL DE NOTÍCIAS"

Cada processo de pequeno furto custa entre 500 a 700 euros ao contribuinte

Cada processo judicial relativo a pequenos furtos custa ao contribuinte entre 500 a 700 euros, segundo o Ministério da Justiça, que quer transformá-los em crimes de natureza particular.

Nas propostas que constam da revisão do Código Penal, que serão enviadas esta semana aos parceiros do setor da justiça, o Governo defende que nos casos de furtos em estabelecimentos comerciais, sempre que o proprietário consiga reaver o material furtado, deve ser ele próprio a deduzir acusação.

Nos crimes particulares, a lei exige que o ofendido apresente queixa e deduza acusação, ou seja, o Ministério Público não acusa, não leva a causa a julgamento, sendo o queixoso obrigado a constituir-se assistente no processo, pagando uma taxa de Justiça devida e a constituir advogado.

Desta forma, as custas do processo passam a ser pagas pelo proprietário do estabelecimento comercial.

Os casos de furto em que o material não é restituído mantém-se como crimes semipúblicos, sendo também necessária a queixa do ofendido, mas a acusação pertence ao Ministério Público.

Ficam igualmente salvaguardados os casos em que o furto é cometido por duas ou mais pessoas, uma vez que nestes casos é justificada a intervenção do Estado.

A transformação dos pequenos furtos em estabelecimentos comerciais em crimes de natureza particular foi anunciada pela ministra da Justiça, Paula Teixeira da Cruz, durante o último Congresso do Sindicato de Magistrados do Ministério Público, que decorreu no início do mês, no Algarve.

Na altura, a governante defendeu que "a opção comercial de exposição de produtos ao público não pode deixar de ser acompanhada pela adoção, de quem faz essa escolha, dos meios necessários e adequados à sua vigilância e salvaguarda" e sublinhou que a justiça penal "não deve ser chamada a intervir nestes casos, sem que o ofendido deduza ele próprio a acusação".


* Este governo tem muita lata. O cidadão português é dos contribuintes que mais impostos indirectos paga no mundo. São taxas de saneamento, de rádio, de solidariedade, de um brutal IVA, e a pior taxa é a de estar a arcar com os grosseiros erros dos políticos e das suas vigarices.
Agora vem mais esta, um pequeno comerciante que venda cuecas, soutiens, peúgas. etc. tem de adquirir meios necessários e adequados à sua vigilância e salvaguarda, porque se o roubarem deixa de ser um roubo para ser um crime de natureza particular, e se ao larápio fôr recuperada a mercadoria, terá de pagar custas para se poder queixar.
Ladrõzinhos deste país sigam o exemplo dos vossos maiores, roubem à fartazana.

.
.


1.PIRÂMIDES DO EGIPTO





Das sete maravilhas do mundo antigo, as pirâmides são as únicas sobreviventes. Foram construídas por volta de 2690 a.C. A maior delas foi construída por Quéops, o mais rico dos faraós. As outras grandes pirâmides são as de Quéfren e a de Miquerinos. Miquerinos era filho de Quéops e construiu a mais cara de todas elas.


.
.

 
HOJE NO
"JORNAL DE NEGÓCIOS"

Queda da produtividade 
do trabalho persiste

Dados da OCDE relativos ao terceiro trimestre de 2011 apontam para uma nova queda, mas menor, da produtividade do trabalho em Portugal.

A produtividade do factor trabalho voltou a cair em Portugal no terceiro trimestre de 2011, ao recuar 0,2% face aos três meses precedentes.

Trata-se da terceira descida trimestral consecutiva, sendo no entanto menor do que as de 0,3% e de 0,6% observadas nos trimestres anteriores, que foram acompanhadas igualmente de descidas, de 0,4% e 0,1%, respectivamente, das remunerações.

Os dados foram hoje divulgados pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) que não ainda apresenta dados para Portugal relativos ao quarto trimestre para nenhuma das variáveis. 



* Não é uma surpresa...


.
.



 POR TODAS AS MULHERES



* No Brasil como em todos os Países do mundo a luta das mulheres torna-se o direito à vida, melhores empregos, igualdade de oportunidades e de direitos já que os deveres são sempre mais que muitos. No fundo é destruir a insanidade machista. 

 .
.

HOJE NO
"DESTAK"

Ministro reitera que atual modelo de Forças Armadas não é sustentável

O ministro da Defesa Nacional reiterou hoje que o atual modelo de Forças Armadas não é sustentável e que essa é uma preocupação comum nos países ocidentais, garantindo também ter "absoluto respeito" pelas associações militares.

Numa audição na comissão parlamentar de Defesa sobre a situação das Forças Armadas e os Estaleiros Navais de Viana do Castelo (ENVC), José Pedro Aguiar-Branco rejeitou ainda que exista qualquer "instabilidade" na instituição militar devido ao discurso que fez em fevereiro num almoço da revista Segurança e Defesa.

Neste contexto, o governante citou declarações públicas do chefe do Estado-Maior General das Forças Armadas (CEMGFA) e do chefe do Estado-Maior do Exército (CEME), que disseram existir "dificuldades que serão ultrapassadas com espírito de coesão", tal como a ausência de promoções.



* Insustentável há muito tempo.


.

MARISA MATIAS

.
  

 O último 
    que apague a luz

 O orçamento comunitário está em vias de entrar em colapso, de não conseguir garantir os pagamentos, porque os contribuintes principais, com a Alemanha à cabeça, se recusam a aumentar as suas participações. 

O esforço para “salvar o euro” deixa o orçamento europeu descalço e a União vai começar a ter dificuldades em honrar os reembolsos previstos. Quem o diz? Alain Lamassoure, presidente da comissão dos Orçamentos do Parlamento Europeu. 

A União Europeia está num novo rumo. O momento é de optimismo. A estratégia das instituições europeias começa a funcionar e a dar resultados. Há fragilidades ainda, mas não há dúvidas que em matéria de crise o tempo é o da “viragem”. Quem o diz? Herman van Rompuy, presidente do Conselho Europeu, a instituição que junta os governos europeus. 

A crise continua. A tensão é menor, mas a crise económica na zona euro continua. A única maneira de ultrapassá-la é reforçando os mecanismos de defesa a nível europeu que impeçam o contágio e alargamento da crise da dívida, com a promoção de políticas de crescimento e de criação de emprego por parte dos chefes de governo e com as medidas de “curto prazo”, nomeadamente as de austeridade. Quem o diz? Durão Barroso, presidente da Comissão Europeia. 

No mesmo dia, na mesma casa – o Parlamento Europeu, em Estrasburgo – três líderes das três instituições europeias conseguiram mostrar por que razão a União chegou a este ponto. O que as instituições europeias estão a fazer é a pôr em prática um procedimento que nem sequer é aceite na maioria dos países membros – a eutanásia. É isso mesmo, estão a promover uma morte voluntária e assistida do projecto europeu. 

O orçamento europeu é curto? Claro que é. Mas mesmo que o Parlamento e a Comissão o queiram ver aumentado, os governos não deixam, nem mesmo pela via da criação, por exemplo, de um imposto sobre as transacções financeiras. Atingimos um ponto de viragem? Claro que não. Os governos podem dizê-lo para acalmarem os seus eleitorados, mas as perspectivas não autorizam que se cavalgue o optimismo do presidente do Conselho. A crise continua? Claro que sim. Mesmo que o Conselho ache sempre que cada dia que passa é um dia a menos para a crise, os europeus e as europeias ainda não tiveram oportunidade de sentir esse “ponto de viragem” nas suas vidas. 

Se fossem compatíveis, o modelo das três propostas seria, grosso modo, o seguinte: mais orçamento e mais optimismo com mais austeridade. Isto não rima, pois não?


 Eurodeputada do Bloco de Esquerda


 IN "DIÁRIO AS BEIRAS" 
17/03/12

 .
 .

QUE É SER ADVOGADO

Trabalha em horários estranhos (igualzinho às putas !) 

Pagam-lhe pra fazer o cliente feliz (igualzinho às putas !) 

O trabalho vai sempre além do expediente (igualzinho às putas !) 

É mais produtivo à noite (igualzinho às putas !) 

É pago para realizar as idéias mais absurdas do cliente (igualzinho às putas !) 

Os amigos distanciam-se e só anda com outros iguais (igualzinho às putas !) 

Quando vai ao encontro do cliente, tem de estar sempre apresentável (igualzinho às putas !) 

Mas, quando volta, parece saído do inferno (igualzinho às putas !) 

O cliente quer sempre pagar pouco, mas exige que faça maravilhas (igualzinho às putas !) 

Quando lhe perguntam em que trabalha, tem dificuldade em explicar (igualzinho às putas !) 

Se as coisas dão para o lado errado, a culpa é sempre dele (igualzinho às putas !) 

Todos os dias ao acordar diz: não vou passar o resto da vida a fazer isto ! (igualzinho às putas !)

* Esta dica é essencialmente para as pessoas que exercem advocacia e de quem somos muito amigos, é uma maneira de os/as picar!
.

ALMORRÓIDA DIVERTIDA

.

RICARDO ARAÚJO PEREIRA





O humorista português que se encontra a participar em S, Paulo no "RISADARIA 2012" foi um dos convidados de Jô Soares no programa de anteontem e deu espectáculo, um orgulho para nós todos.

.
.

HOJE NO
"i"

“Suicido-me por causa do meu trabalho”

Produtividade e reestruturações a qualquer preço têm um custo: a vida. Da France Télécom às fornecedoras da Apple

Julho de 2009. Um trabalhador da France Télécom suicida-se em Marselha. Deixa uma nota: “Suicido-me por causa do meu trabalho na France Télécom. Esta é a única razão.” Agosto de 2009. Um francês de 28 anos é encontrado morto na sua garagem. “Excesso de trabalho” e “métodos de gestão pelo terror” na operadora são as expressões que deixa na despedida. 26 de Abril de 2011. Outro trabalhador da France Télécom incendeia-se no estacionamento da empresa.

Foi assim, um a um, que entre 2008 e 2011 se registaram perto de 60 suicídios entre trabalhadores da telecom. Em 2008, a operadora iniciou um agressivo plano de reestruturação, que passou por despedimentos, relocalizações forçadas e a imposição de agressivas metas de produtividade. O resultado da estratégia ficou à vista nas notas de suicídio: bullying, stress, pressão extrema, cortes, obrigação de mudar de local de trabalho para o canto oposto do país... Todos os que deixaram notas de suicido apontaram estas como razões.

Mas os suicídios motivados pelo stress laboral não foram um exclusivo da France Télécom ou da Europa. Também na China, onde empresas como a Apple encontram fornecedores baratos para alimentar a procura pelos seus produtos, registou recentemente uma vaga de suicídios que alertaram a comunidade internacional para o custo dos baixos preços praticados pelas tecnológicas. A Foxconn, fábrica chinesa responsável pela construção de todos os Macs, iPod, iPhone e iPads, assistiu a 18 tentativas de suicídio em 2010 – 14 com sucesso.

O diagnóstico foi depois feito por 20 universidades chinesas: a fábrica é um campo de trabalhos forçados. A atenção mediática e a denúncia das universidades – que versava sobre os salários pagos e os horários exigidos para alimentar a Apple ou a Dell – levaram a alterações radicais nos procedimentos da Foxconn. Menos horas, mais salários. Em contrapartida, os trabalhadores foram ‘convidados’ a assinar acordos em como não processariam a empresa no futuro por danos irreversíveis que possam sofrer.


* Os patrões quando se suicidam, são poucos, não é por causa dos empregados, ou é o Estado que os entala ou as vigarices que são muitas. 
Os sérios mantém-se na luta.


.
.


6-A Ciência do SexAppeal





Esta série explora os processos subconscientes mais profundos envolvidos na atração entre os sexos, e como eles afloram externamente com todos os seus detalhes e especificidades. A atração sexual é uma mera questão de gosto ou uma equação biológica que espera ser resolvida? Ciência do Sex Appeal revela todas as nuances da atração humana com o objetivo de determinar sua condição genética, hormonal ou neurológica. Esta atração se baseia na visão, no odor, ou em pequenos e sutis sinais, como a voz e o movimento? Depois do programa, você nunca mais verá um estranho, o ser amado ou a si mesmo da mesma forma.

Os cientistas sempre pensaram que as preferências dos casais eram completamente arbitrárias. Mas estudos recentes sugerem que certos fatores inconscientes, como o som e o odor, podem fazer com que as pessoas se sintam atraídas por outras. Os especialistas desde programa querem verificar se a secreção natural emitida por uma mulher para atrair um homem realmente afeta o nível de atração desde em relação a ela. Para isso, eles pedem a um grupo de homens que classifiquem o nível de atração de várias mulheres que aparecem em algumas fotografias. Durante o experimento, sem saber, os homens são expostos ao odor artificial da secreção de uma mulher -- e então, todas as mulheres das fotos tornam-se atraentes para eles.

Nos bares e clubes noturnos de todo o mundo, uma guerra bioquímica invisível está em andamento. Os homens segregam a androstenona, que repele as mulheres que não estão ovulando. As que estão secretam um odor específico, tornando-se mais sexies para os homens. Poderia esta secreção natural da mulher se converter em uma arma arma secreta do arsenal da atração? Não perca esta série para descobrir.
*Os episódios anteriores foram inseridos nas quartas-feira precedentes à mesma hora.

.
.


ANTÓNIO MARINHO E PINTO

BASTONÁRIO DA ORDEM DOS ADVOGADOS

.

sobre a proposta do Ministério da Justiça sobre os pequenos furtos

 

" é manifestamente um incentivo a esse tipo de criminalidade".

.

"Pelo lado das pessoas que cometem crime, é dizer cometam crimes à vontade, porque isto vai deixar de ser punido na prática, porque vai ficar tão cara a punição que os prejudicados com a vossa ação criminosa não vêm à justiça".

IN "i" - 21/03/12
.
.



HOJE NO
"A BOLA"

Chelsea despede jogador por causa de lançamento de granada de fumo

O Chelsea anunciou que rescindiu contrato com o jovem médio Jacob Mellis, na sequência de uma investigação em que o jogador acabou por admitir ter sido ele o autor do lançamento de uma granada de fumo no centro de treinos do clube, em Cobham.

O incidente ocorreu a 2 de março e teve ainda pelo menos mais um envolvido: Billy Clifford admitiu ter sido ele a levar a granada para o centro de treinos. Porém este jovem de 19 anos foi apenas multado.

No que diz respeito a Jacob Mellis, de 21 anos, o jogador sai de imediato do clube, onde estava há cinco anos, sendo regularmente utilizado na equipa de reservas.


* Idiota

.
.

DAS CANÇÕES MAIS OFENSIVAS DE SEMPRE

09 –  FRANK ZAPPA

WE'RE TURNING AGAIN






LETRA:

Turn and turn
Turn and turn
We're turning again
Turn and turn
Turn and turn
We're turning again
They took a whole bunch of acid
So they could see where it's at
(It's over there, over there,
Over there, over there
And underneath also)
They lived on a whole bunch of nothing
They thought they looked very good
They'd never ever worry
They were always in a hurry
To convince themselves that what they were
Was really very groovy
Yes, they believed in all the papers
And the magazines that defined their folklore
They could never laugh
At who or what they thought they were
Or even what they thought
They sorta oughta be
They were totally empty
(Totally empty)
And their lives were really useless
So what the fuck?
They didn't have no sense of humor
Now they got nothing left
To laugh about
Including themselves
Turn and turn
Turn and turn
We're turning again
Turn and turn
Turn and turn
We're turning again
They were mellow
They were yellow
They were wearing smelly blankets
They looked like Donovan fans
They walkin' 'round
With stupid flowers
In they hair and everywhere
They tried to stuff 'em up the guns
Of all the cops
And other servants of the law
Who tried to push 'em around
And later moved 'em down
But they were full of all that shit
That they believed in
So what the fuck?
(What the fuck?)
Now I've seen 'em tightenin' up they headbands
On the weekend
And they get loaded
When they came to town
They walked around in Greenwich Village
To buy posters they could hang up
In them smelly little secret
Black light bedrooms
On Long Island
Singin': "Jimi come back!"
Now come back and regulate the boy's fuzz-tone
Your haze was so purple
It caused your axis to be bold as love
Now Jimi (feed back) gimme some feedback
Come back and feed back on my knapsack
You can feed back the fuzz tone from your wah-wah
While you bend down
And set your stuff on fire
Turn and turn
Turn and turn
We're turning again
Turn and turn
Turn and turn
We're turning again
We can turn it around
We can do it again
We can go back in time
Through the canyons of your mind
On the eve of destruction
We can act like we are
Something really special
You just jump in the bath-tub
With that other guy Jim
And make him be more careful
We can visit Big Mama
And wrap her on the back
When she eats her sandwich
(La la la la)
We can take care of Janis
When she gets so depressed
She can't take it no more
We can laugh at Keith Moon's jokes
(Ha ha ha ha ha)
And the colour TV
(Ha ha)
He threw out the windum
From the second floor
Everybody come back
No one can do it like you used to
If you listen to the radio
And what they play today
You can tell right away:
All those assholes really need you!
Turn and turn
Turn and turn
We're turning again
Turn and turn
Turn and turn
We're turning again
Turn and turn
Turn and turn
We're turning again
Turn and turn
Turn and turn
We're turning again


.
.

HOJE NO
"PÚBLICO"

Receita do Estado caiu 4,3% 
nos dois primeiros meses deste ano

A receita de IVA (imposto sobre o valor acrescentado) caiu nos dois primeiros meses do ano 1,1% face ao período homólogo de 2011. Mas não foi apenas o IVA que perdeu colecta. O IRC, imposto sobre o rendimento colectivo, acusou um decréscimo de 46%. A receita fiscal recuou globalmente 4,3% face ao período homólogo, para um total de 6259 milhões de euros.

Já o IRS é uma excepção – cresceu 0,3%, tendo o crescimento sido especialmente forte no mês de Fevereiro (6,7% por cento) graças à revisão das taxas liberatórias aplicáveis aos rendimentos de capitais.

O recuo do IVA acontece apesar de o Governo ter aumentado o imposto sobre muitos produtos e pode colocar em risco as metas previstas no Orçamento de Estado (OE) para o ano em curso.

O documento aprovado no final de 2011 na Assembleia da República prevê que as receitas de IVA aumentem este ano 12,6%, um objectivo fundamental para que as metas do défice sejam atingidas. Mas a execução orçamental de Fevereiro mostra que as receitas arrecadadas com este imposto atingiram 2861,8 milhões de euros, cerca de 30 milhões de euros abaixo do acumulado nos dois primeiros meses do ano passado.

A síntese da execução orçamental que o Ministério das Finanças divulgou afirma que os efeitos das mexidas no imposto sobre o valor acrescentado irão fazer-se sentir em pleno apenas no segundo trimestre deste ano.

Com a receita em queda, a despesa do Estado cresceu 3,5% face ao mesmo período do ano anterior, embora a despesa primária – que não incluiu os gastos financeiros, nomeadamente, o serviço da dívida – tenha caído 0,3%. A redução significativa de pessoal nos estabelecimento de ensino não superior é apontada como uma das principais razões para este decréscimo.

Globalmente, o défice do subsector Estado atingiu os 799 milhões de euros em Fevereiro, 191,1% mais que no mesmo mês de 2011. Os subsectores da administração regional e local apresentaram saldos globais positivos, sendo, no primeiro subsector, de 16 milhões de euros e, no segundo, de 32,9 milhões de euros.

A execução orçamental regista, ainda, um aumento da despesa com as prestações da Segurança Social, com destaque para as pensões – incluindo as do regime substitutivo dos bancários – e para os encargos com o subsídio de desemprego e apoio ao emprego.


* O que é que querem, o governo proíbiu os portugueses de consumir, qual é o próximo assalto?


.


.
UM POUCO DE CULTURA INÚTIL NÃO FAZ MAL A NINGUEM


Os emblemas dos fabricantes de automóveis são mais do que simples símbolos de identificação das marcas. A maioria deles traz embutidos diversos aspectos da história da marca, capazes de aguçar a curiosidade dos aficcionados por carros.
Os logotipos acompanham o surgimento das primeiras fábricas de automóveis, no final do século passado. Como escuderias, agremiações esportivas e outras associações, os primeiros fabricantes de automóveis não dispensavam um símbolo de identificação do modelo, seguindo uma tradição surgida na Idade Média, como os brasões nobiliárquicos. Veja o significado dos que mais ficaram marcados na história do automóvel:



Chrysler: A antiga estrela de cinco pontas, formada a partir de um pentágono com cinco triângulos, representa a precisão da engenharia. O logo atual é um escudo com asas, que já havia sido foi adotado entre as décadas de 30 e 50.




 Citroën: Os dois "V" invertidos, conhecidos na França como " Deux Chevron", simbolizam a engrenagem bi-helicoidal criada pelo engenheiro Andre Citroën, fundador da marca francesa.




DKW-Vemag: A fábrica foi inaugurada em 1955, pelo presidente JK. A antiga Vemag - Veículos e Máquinas Agrícolas dedicava-se, desde 1945, à importação de veículos Studebaker dos Estados Unidos, bem como à fabricação de tratores. Da união com a DKW alemã surgiu, em 1957, o primeiro veículo de passeio brasileiro, a camioneta Vemaguet, dotada de um barulhento mas amado motor 3 cilindros de 2 tempos.




Dodge: O búfalo simboliza a cidade de Dodge, localizada no estado de Kansas (EUA), no oeste norte-americano. A marca pertence à Chrysler.


Ferrari: O cavalo preto empinado sobre o fundo amarelo era usado no avião de Francesco Barraca, piloto de caça italiano morto na Primeira Guerra mundial. A pedido da mãe de Barraca o comendador Enzo Ferrari passou a adoptar o emblema nos seus carros a partir de 1923.


.
.

HOJE NO
"CORREIO DA MANHÃ"

Saúde reutiliza os pacemakers

Os enfermeiros estão a ser pressionados pelas administrações hospita-lares para reutilizarem nos doentes materiais que não são reutilizáveis. Os casos sucedem-se nos serviços de diálise, nos transplantes e na cardio-logia, sendo um exemplo a reutilização de pacemakers, denunciou ontem o Sindicato dos Enfermeiros Portugueses (SEP).

José Carlos Martins, presidente da direcção do SEP, afirmou que as "tentativas de reutilização" de materiais não reutilizáveis são o reflexo da perda de qualidade dos serviços e do material disponibilizado nas instituições devido "aos cortes cegos". Acrescentou que o sindicato está a apurar os casos para denunciar "às autoridades competentes".

Outro exemplo referido, que ilustra a deterioração da qualidade nos cuidados de saúde, tem a ver com a aquisição de materiais de qualidade inferior à que era hábito e recomendado. É o caso de compressas, que se deterioram facilmente e largam fragmentos nas feridas dos doentes quando os enfermeiros fazem os tratamentos, ou os balões de soro, que vertem o líquido e obrigam à sua substituição. Estão a ser ainda adquiridos pensos e adesivos de qualidade duvidosa.

A redução do número de enfermeiros é outro problema apontado pelo SEP. Há serviços cirúrgicos só com um enfermeiro nos turnos da tarde e da noite. "Se houver dois doentes a pedir assistência, o enfermeiro terá de decidir qual irá acorrer", afirmou Guadalupe Simões, da direcção do SEP. Nas Urgências aumentam os casos de doentes idosos com escaras e que estão internados em lares. "Esses lares não têm enfermeiros para os mobilizar convenientemente", afirmou a dirigente.


* Há algum tempo destacámos o papel relevante dos enfermeiros em serviços de internamento, pela sua dedicação e atenção aos doentes, pode haver razões de queixa mas na generalidade eles são dedicados,observámos in loco variadas vezes.
A denúncia que agora fazem é alarmante, a tutela tem de estar atenta.
Já esquecemos as próteses mamárias PIP, tudo uma questão de economia?

.
.


SIMPLES E PRÁCTICO







NR: GOSTÁVAMOS DE VER UMA MÁQUINA SEMELHANTE PARA INTRODUZIR SUPOSITÓRIOS.


.
 
HOJE NO
"DIÁRIO ECONÓMICO"

Bruxelas quer garantias para antecipar fundos de ajuda à seca
Existem 300 milhões de euros que podem ser antecipados de Dezembro para Outubro.

Portugal terá de demonstrar que o seu sistema de controlo de fundos agrícolas é adequado para poder ver antecipado o pagamento de ajudas directas aos produtores nacionais afectados pela seca. Se a medida for entretanto aprovada em Bruxelas, os agricultores poderão receber ajuda, um total de 300 milhões de euros, já em 16 de Outubro, em vez de final de Dezembro.

Falhas ao nível deste sistema de controlo, que garante que o dinheiro é bem gasto, já foram responsáveis por várias multas no passado. Ontem, no final do Conselho de Ministros da Agricultura, onde se discutiu o problema da seca, o Comissário Dacian Ciolos mostrou-se disponível para considerar a antecipação destes fundos, "se se provar que é justificado e se os controlos no terreno estiverem finalizados".

A falta de controlo de fundos agrícolas já fez com que, no passado, Portugal tivesse de devolver a Bruxelas 165 milhões de euros relativos ao período até 2009, e com base nas últimas campanhas agrícolas, o valor perdido pode ainda ser maior. Uma falha que José Diogo Albuquerque, secretário de Estado da Agricultura, em declarações à margem do Conselho de Ministros, atribui ao anterior Executivo português.


* Durante anos seguiram para a Comissão Europeia relatórios aldrabados sobre o estado da agricultura portuguesa, essas aldrabices reverteram em dinheiro para Portugal, que os governos geriram à balda e foram obrigados a devolver por manifesta incompetência. Agora que os agricultores portugueses passam mesmo mal têm de esperar que Bruxelas acredite no govero, alguém acredita?


.
.
20 - Gigantes da Engenharia

4 - USS NIMITZ




.
 .

HOJE NO
"O PRIMEIRO DE JANEIRO"

 Manuel Pedro terá ficado 'chocado', com exigência do então ministro
Testemunha diz que Sócrates exigiu 2ME

Advogado referiu que Manuel Pedro lhe confidenciou em janeiro de 2001 que José Sócrates exigia 500 mil contos.

Augusto Ferreira do Amaral disse ontem em tribunal que o arguido Manuel Pedro lhe confidenciou que o ex-ministro do Ambiente José Sócrates exigia dois milhões de euros para aprovar o licenciamento do empreedimento Freeport em Alcochete.
Ouvido como testemunha de acusação no tribunal do Barreiro, onde decorre o julgamento do caso Freeport, o advogado Augusto Ferreira do Amaral referiu que Manuel Pedro lhe confidenciou em janeiro de 2001 que José Sócrates exigia 500 mil contos e que estava 'chocado', e 'escandalizado', com a exigência do então ministro do Ambiente, revelando-lhe que um dos administradores do Freeport ia deslocar-se a Lisboa para tratar pessoalmente do assunto.
A testemunha disse ao coletivo de juízes estar convicto de que o arguido disse a verdade, porque estava a ser 'espontâneo', e a gravidade do assunto não permitia outra atitude.
O advogado, que representava os interesses da Mckinney, promitentes compradores dos terrenos onde mais tarde foi construído o Freeport, relatou que quando Manuel Pedro lhe falou das exigências das autoridades ambientais pensou tratar-se de diretores, ao que este respondeu 'upa, upa', dizendo a mesma frase quando lhe perguntou se era o chefe de gabinete ou o secretário de Estado.
Garante que Manuel Pedro lhe disse o nome de 'José Sócrates', como a pessoa que exigia aquele 'montão de dinheiro', para viabilizar o projeto.
Augusto Ferreira do Amaral precisou ao tribunal que a alegada exigência de Sócrates, no valor de 500 mil contos, foi transmitida a Manuel Pedro por um porta-voz do então ministro do Ambiente.
Revelou ainda que Manuel Pedro, apesar de 'chocado', com o caso, estava 'resignado', mas feliz porque o projeto, finalmente, ia avançar e que o emissário de Sócrates, cujo nome nunca precisou, indicou um número de conta para os ingleses depositarem o dinheiro.
'Eu não quis acreditar', declarou em tribunal Augustro Ferreira do Amaral, admitindo, em resposta a questões da advogada de defesa Paula Lourenço e do presidente do coletivo de juízes, Afonso andrade, que a acusação de tentativa de extorsão aos arguidos Manuel pedro e Charles Smith é um absurdo, porque aparentemente se tratou de um caso de corrupção em que a culpa é dos membros do Governo.
Augusto Ferreira do Amaral garantiu que não voltou a falar com Manuel Pedro sobre os contornos do negócio porque 'teve a sensação que ia destapar alguma coisa que não ia ser agradável', muito embora ainda tenha sido Manuel Pedro a alertar a testemunha para o facto de no último Conselho de Ministros do Governo PS em 2002 ter sido aprovado uma alteração dos limites da Reserva do estuário do Tejo para permitir a edificação do projeto Freeport.
Augusto Ferreira do Amaral disse não dispor de provas, nem lhe ter sido dito por Manuel Pedro, que o dinheiro chegou efetivamente a ser pago por causa da exigência atribuída a José Sócrates, mas observou que a vinda do administrador do Freeport a Lisboa e a existência de uma reunião deste com um alto responsável do Ministério do Ambiente indicia que tudo ficou resolvido naquele sentido.
O tribunal ouviu ainda Maria Fernanda Vara Castor, antiga diretora regional do Ambiente e do Ordenamento do Território, cujo depoimento ficou marcado por alegadas contradições entre o que disse em fase de investigação e ontem em tribunal.
Confrontada com as declarações feitas em sede de inquérito, a testemunha admitiu que numa reunião com José Sócrates foram discutidas diversas formas de ultrapassar os obstáculos do parecer negativo da avaliação do impacto ambiental, de forma a alterar o projeto para que este fosse aprovado e executado.


* Não somos juízes para julgar mas estas declarações são muito graves. Fica-nos a sensação que há ainda mais para descobrir e a estupefacção de, à época, este advogado não ter denunciado este pressuposto cambalacho.
O que é mais importante para um advogado um cliente ou o país?

.
.


MÍMICA 








.


.

ONTEM NO
"DIÁRIO DE NOTÍCIAS"

Equipa chamou-lhe E(38) e é a partícula subatómica mais leve que se conhece

Uma nova partícula nuclear fundamental (do núcleo atómico) foi descoberta por dois investigadores da Universidade de Coimbra e do Instituto Superior Técnico (IST). A E(38), como foi designada, é a partícula subatómica mais leve alguma vez encontrada e, de acordo com os seus descobridores, ela ajuda a explicar as partículas nucleares enquanto micro-universos. Eef van Beveren, da Universidade de Coimbra, e George Rupp, do IST, já submeteram o artigo científico anunciando a descoberta à revista Physical Review Letters.

A E(38) é um hadrão (assim se chamam estas partículas do núcleo do átomo), mas ao contrário dos outros hadrões conhecidos, esta não deverá ter quarks (partículas ainda mais pequenas) na sua constituição, mas apenas gluões, as partículas que funcionam como cola para manter juntos os quarks. "No nosso modelo dos micro-universos, esta partícula é a que gera os próprios micro-universos", explicou ao DN o investigador de Coimbra, que coordenou o estudo, sublinhando que "o sinal da sua presença nos dados experimentais é muito claro".

A descoberta desta nova partícula não constitui propriamente uma surpresa para Eef van Beveren. Já há mais de 30 anos que o investigador holandês, ainda durante o doutoramento no seu país, abordou a existência dos quarks, que nunca aparecem isolados, mas confinados num espaço fechado, enquanto parte dos tais micro-universos. "É uma coisa fechada, de onde nada pode entrar ou sair". Mas este modelo está baseado na hipótese de existência de uma partícula fundamental - como a que agora foi descoberta. O físico holandês esperava que ela existisse, mas não havia sinais da sua presença.

Foi por isso que decidiu reanalisar os dados experimentais da física de partículas nos grandes colisionadores do mundo, como o de Stanford, nos Estados Unidos, do Japão e do CERN. Ao mesmo tempo, em colaboração com George Rupp desenvolveu um método matemático de análise e comparação de dados e foi então que os investigadores viram o sinal de que estavam à espera. A experiência COMPASS, realizada no CERN, para produzir hadrões, "tinha lá o sinal inequívoco", adianta o investigador de Coimbra.

"Há 30 anos previ que a massa desta partícula devia andar por volta dos 30 Mega-electronVolts (MeV), mas o aperfeiçoamento do método matemático fez subir um pouco este valor, para 38 MeV", explica van Beveren, sublinhando que "com esta massa, ele é o hadrão mais leve que existe". O hadrão mais leve que até agora se conhecia, chamado pião, é três vezes mais pesado.

A E(38), tal como os dois investigadores a descrevem, é como uma bola de sabão ínfima, em que não existem quarks, e a sua película externa é feita de gluões. Que propriedades terá, ainda vai ser estudado, mas van Beveren antecipa que esta poderá ser a longo prazo uma nova fonte de energia nuclear limpa.


* Inteligência em Portugal!

.