quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

- UMA GRAÇA PARA O FIM DO DIA



A Salsicha

Dois tipos querem ir tomar uns copos num sábado á noite... mas não têm mais que um ou dois euros.
 
O primeiro diz:
- Espera, tenho uma ideia, já vais ver.
E compra uma grande salsicha com o dinheiro que tinha.
- És estúpido? - diz o outro - Assim ficamos sem dinheiro. E agora o que é que vamos fazer?
- Não te preocupes, já vais ver.

Entram num bar, pedem dois whiskys e começam a bebê-los. 
 
Quando acabaram, o primeiro diz ao outro:
- E aqui vai o truque: abro a minha braguilha, deslizo discretamente a salsicha por ela, ajoelhas-te á minha frente, e chupas a salsicha.
Nunca falha!
 
Então, o primeiro tira a salsicha das calças, o segundo ajoelha-se e começa a chupar a salsicha.

Ao ver isto, o dono do bar grita-lhes:

- Xiça, que paneleirada! Que é que estes gajos tão prá qui a fazer?... Saiam daquí agora mesmo!

Como o truque funciona, voltam a entrar noutro bar e bebem um segundo
whisky e... hop!... ajoelhar... salsicha... expulsão...

Deste modo, vão de bar em bar, mas quando chegam ao 15º bar, e tendo já bebido uns 14 whiskies, o segundo diz ao primeiro:

- Cum caraças, vamos parar com isto, que já não posso mais, dói-me imenso os maxilares.

Ao que o primeiro responde:

- Pode ser, eu também já não aguento mais, ainda por cima perdi a porra da salsicha no terceiro ou quarto bar...
 
.

O MAIOR ESPECTÁCULO DO MUNDO CANTA  EM PORTUGUÊS


RIO 2012




amplie a imagem sff

Renascer de Jacarepaguá


.
.

É SUIÇO !!!





BB





HOJE NO
"JORNAL DE NOTÍCIAS"

 CDS tem "posição crítica" quanto a propostas sobre adoção por homossexuais

O CDS tem "uma posição crítica" em relação aos projetos do Bloco de Esquerda e dos Verdes para acabar com a proibição de os casais homossexuais adotarem, que serão debatidos na próxima sexta-feira pelo plenário da Assembleia da República.


"Em relação aos projetos que irão a debate na sexta-feira, apresentados pelo Bloco de Esquerda e pelo Partido Ecologista Os Verdes, o CDS tem uma posição critica que é do conhecimento público", disse, esta quarta-feira, à Lusa a deputada Teresa Anjinho.

"Não há muito tempo, esta casa já foi instada a pronunciar-se sobre matérias conexas, o CDS marcou a sua posição, não se altera, todavia guardamos os nossos argumentos para o debate de sexta-feira", acrescentou.

O Parlamento debate e vota na sexta-feira projetos do BE e dos Verdes que querem acabar com a proibição de os casais homossexuais adotarem menores. O Bloco apresenta ainda propostas de alteração ao registo civil relacionadas com a chamada co-adoção, ou seja, situações de casais homossexuais em que um dos elementos já tem filhos, adotados ou biológicos, ou de apadrinhamento civil.

Teresa Anjinho referiu que o CDS tem a mesma "posição crítica" em relação também a este segundo projeto do Bloco.

Quanto ao PSD, a direção da bancada deverá dar liberdade de voto nesta matéria aos deputados, disse à Lusa a vice-presidente do grupo parlamentar Teresa Leal Coelho, acrescentando que isso será formalmente decidido numa reunião dos dirigentes da bancada que se realizará na quinta-feira à tarde.

O PS tem por regra dar também liberdade de voto aos deputados, havendo alguns, como a independente Isabel Moreira ou o líder da JS, Pedro Alves, que já assumiram que votarão favoravelmente as propostas.

O PCP só na sexta-feira revelará o sentido do voto da bancada, disse à agência Lusa fonte da assessoria de imprensa do grupo parlamentar. 


* A "posição crítica" do CDS é de 
                                                                            cócoras...

.
.

ERIK JOHANSSON

FOTOGRAFIAS IMPOSSÍVEIS





JJ



HOJE NO
"JORNAL DE NEGÓCIOS"

Vinho exportou 675 milhões de euros
 em 2011

O sector cresceu 3,6% em valor e 14% em volume no ano passado, representando 1,6% do valor total das exportações nacionais, informou ao mercado o Instituto da Vinha e do Vinho. Pela primeira vez, os vinhos "tranquilos" superaram os licorosos.
De acordo com os dados apurados pelo Instituto da Vinha e do Vinho (IVV), fornecidos ao Negócios pela tutela, as vendas de vinhos portugueses ao exterior atingiram 675 milhões de euros e 2,97 milhões de hectolitros em 2011. O crescimento face ao ano anterior foi maior em termos de volume (14%) do que em valor (3,6%), indiciando uma quebra no preço de venda ao exterior de 9,1%.

Os vinhos "tranquilos" ( mais 10% em valor e mais 22% em volume) foram “o principal gerador deste crescimento”, tendo o valor das exportações deste segmento representado 51% do total. Pela primeira vez, ultrapassou o montante gerado pelos vinhos licorosos, que até agora tinha maior tradição na exportação.

A nota do IVV justifica ao mercado esta alteração no perfil exportador com a quebra verificada nos vinhos licorosos (-3,3% em valor e -3,4% em volume), “essencialmente devido à redução do volume de exportação de Vinho do Porto e Vinho Madeira”.

Apesar desta regressão, o preço médio nesta categoria de licorosos não registou “oscilações negativas”, dado que no Porto a variação foi de -0,5% (no total das vendas fechou o ano a cair 4%, conforme noticiou recentemente o Negócios) e no Madeira o preço por litro subiu até 12,3% em 2011.

Mesmo representando apenas 1,6% do total das exportações de vinhos, a categoria dos vinhos espumantes manteve no ano passado a tendência de crescimento, “com incrementos assinaláveis de 46% em valor e 25% em volume”. O IVV assinala como um indicador positivo o facto dos espumantes terem ultrapassado o montante de 10 milhões de euros.


Angolanos são quem mais bebe; finlandeses e canadianos os que mais pagam

A tabela dos principais países de destino em 2011, que exclui os vinhos do Porto e Madeira), mostra que Angola se mantém destacado como o maior mercado para os vinhos nacionais. Os 627.474 hectolitros e 71,9 milhões de euros exportados para este país representam uma subida homóloga de 27,9% em volume e 30,6% em valor.

Os principais mercados repetem-se em 2011, com Angola, Reino Unido, França, Brasil, Alemanha e Estados Unidos (por ordem decrescente) a aumentarem todos o volume importado de Portugal.

A seguir aos angolanos, os britânicos ainda são os melhores consumidores para o vinho português, apesar da quebra de 2,6% em valor no ano passado. É que, mesmo comprando muito menos quantidade do que os franceses (132 mil contra 324 mil hectolitros), pagam 2,75 euros por litro, muito acima dos 0,91 euros que custam em França.

A par do Reino Unido, no valor das exportações só os Estados Unidos quebraram também no ano passado (-4,1%), tendo os restantes evoluído positivamente. Como referido antes, Angola lidera o crescimento, seguindo-se na “lista dourada” o Brasil (+18,7%), França (+6,8%) e Alemanha (+5,5%).

A China prossegue a escalada, continuando com “interessantes níveis de crescimento”: importou mais 123% do que em 2010 e aumentou 91,7% em valor, em virtude da redução do preço médio em 14%, para 1,35 euros por litro.

Uma análise ao preço médio por litro praticado nos 25 maiores destinos de exportação, mostra que os finlandeses (3,71 euros) e os canadianos (3,12 euros) são quem mais paga pelos vinhos portugueses (excluindo desta lista os vinhos do Porto e Madeira). No extremo oposto estão a Guiné Bissau (0,62 euros), Moçambique (0,69 euros) e São Tomé e Príncipe (0,76 euros).


* Honra para os nossos empresários vitivínicolas, enólogos, homens e mulheres que trabalham a vinha, tanoeiros, todos os trabalhadores do sector que fazem do vinho um verdadeiro património.

.


 BERÇARIO DOS PANDAS

Wolong National Natural Reserve (China)









.




HOJE NO
"DESTAK"

Bióloga portuguesa descobre o animal
. terrestre mais profundo do mundo

Insetos primitivos, sem asas e sem olhos, que vivem em total escuridão na gruta mais profunda do mundo, são a mais recente descoberta da bióloga portuguesa Sofia Reboleira.

"A descoberta de vida a semelhante profundidade lança novas luzes sobre a forma como olhamos para a vida na Terra", disse à Lusa a bióloga Sofia Reboleira que, juntamente com Alberto Sendra (do Museu Valenciano de História Natural), descobriu mais quatro novas espécies para a ciência.

São diminutos insetos, desprovidos de asas de olhos, "que vivem na gruta mais profunda do mundo, em total escuridão"e que há milhões de anos desenvolvem mecanismos de adaptação que lhes permitem viver a grandes profundidades.


*Ana Sofia Reboleira, (Caldas da Rainha,1980) é uma conceituada bióloga portuguesa licenciada, mestre e doutoranda pela Universidade de Aveiro. Especializada em Biologia subterrânea, já publicou diversos artigos científicos, dando a conhecer novas espécies para a Ciência.

Desde 2004 que Sofia Reboleira passa largas temporadas em instituições científicas no estrangeiro, como na American University (USA), Universidade de La Laguna, Universidade de Alcalá, Universidade de Barcelona, Consiglio Nazionale delle Ricerche (Itália) e Estação Biológica de Roscoff (França).

É espeleóloga, e seu gosto pela exploração de grutas aliado à sua formação académica foram essenciais para ditar a sua especialização em fauna subterrânea. Actualmente é presidente do Núcleo de Espeleologia da Universidade de Aveiro e membro da Sociedade Internacional de Biologia Subterrânea, tendo desenvolvido funções de implementação e desenvolvimento da Comissão Europeia de Protecção de Cavidades da Federação Europeia de Espeleologia.

Participa regularmente em expedições espeleológicas para distintas partes do mundo, sendo a única pessoa de nacionalidade portuguesa a ir à gruta mais profunda do mundo - Krubera-Voronya - situada no Cáucaso ocidental.

O seu trabalho inédito tem sido alvo de grande interesse por parte da comunicação social, desde a imprensa especializada em temas de natureza à televisão nacional e internacional.

Foi editora convidada, da secção de Sociedade e Ciência, na edição comemorativa dos 148 anos do Diário de Notícias (Portugal), uma edição histórica com a direcção de Gonçalo M. Tavares.



** A GRUTA MAIS PROFUNDA DO MUNDO
A Caverna Voronya (também conhecida como Krubera-Voronia) é a caverna conhecida mais funda no mundo. É localizada no Maciço Arabika, na Abecásia, na região do Cáucaso. A diferença de altura na caverna é 2,140 (± 9) metros. A mesma caverna marcou o recorde prévio para profundidade a 1,710 metros em 2001 por um time russo-ucraniano. Em 2004 a profundidade penetrada foi aumentada a cada de três expedições. Àquele ponto cruzou o time ucraniano a -2000 m marcados pela primeira vez na história da espeleologia. Em outubro de 2005, uma parte nova, inexplorada foi achada pela equipe Cavex, e a caverna foi conhecida mais fundo ainda. Esta expedição confirmou a profundidade da caverna que é agora -2,140 (± 9) metros.

História da exploração
Os eventos principais na exploração desta caverna, estão descritos a seguir:

* 1960: Exploradores georgianos. Acharam a caverna e então exploraram a -180 metros.
* Meados dos anos 80: Clube de Kiev. A caverna foi explorada até -340 metros.
* Agosto de 1999: Time ucraniano do Segundo Escalão. Eles acharam uma "janela" (dentro da caverna) a -230 metros que os conduzia a -700 metros no salão 'Non-Kuibyshevskaya', uma filial para -490 metros.
* Agosto de 2000: Segundo time do Escalão continuou a exploração até -1200 metros.
* Setembro de 2000: UkrSA e time de MTDE continuaram a exploração até -1410 metros.
* Janeiro de 2001: UkrSA e time da Cavex. Exploraram uma janela a -1350 metros, onde foram conduzidos para um fossa a -1430 metros. Então uma passagem lateral a -1420 metros os conduziu a -1710 metros.
* Agosto de 2003: Cavex e Clube de Kiev. Uma fossa a -1440 metros (também conhecida como Fossa 1) foi passada e foi conduzindo a passagens novas à profundidade de -1660 metros.
* Julho de 2004: A equipe Cavex emparelham. Continuando até um fossa nova a -1810 metros.
* Agosto de 2004: Equipe UkrSA. Passagem lateral a -1660 metros conduzindo-os para outra fossa a -1824 metros.
* Outubro de 2004: Equipe UkrSA. Continuaram descendo a -2080 metros. Foi a primeira vez na história da espeleologia que esse time cruzou -2000 metros em uma caverna.
* Fevereiro de 2005: Equipe UkrSA. Por um fossa na marca de -1980 metros foi passada.
* Julho de 2005: Equipe Cavex. Continuando 160 metros abaixo, e passando a fossa a -1980 metros, foram conduzidos a uma profundidade atual nova de -2140 metros que são para o momento o maior registro mundial. Durante esta exploração foram passados por 3 fossas debaixo de -2000 metros

WIKIPÉDIA


.

CATALINA PESTANA



O Chico, 
   a morte 
                    e o perdão

Houve tempo em que ela – chamemos-lhe Zulmira – me fascinou. Não a achava bonita, nem simpática, nem empática, mas era completamente urbana.

Urbana e poderosa entre o seu círculo de amigos, onde eu era tolerada, como a suburbana semi-rural que dava um toque neo-realista aos grupos de esquerda.
Os seus amigos veneravam-na. Foi nesse tempo que aprendi o que era uma relação triangular.
Ouvi-a expor na mesma noite tudo o que, na sua perspectiva, era necessário para ter uma vida boa: recolher de cada homem o que ele tivesse de mais inovador, excitante e compensador para as mulheres que nós éramos.
Nunca percebi se ela era feminista ou se tinha caído num caldeirão de poder quando era pequenina.
Esta forma de ser gente era rara na época entre as mulheres. E os homens calavam-se durante muito tempo para a ouvir.

Nunca pertenci ao seu núcleo de amigos, mas às vezes, mercê das circunstâncias, participávamos em tarefas comuns – e aí eu percebia o seu poder real.
Ensinou-me, como quem ensina qualquer sobrinha adolescente, que isso das drogas era um mito. Qualquer copo de bom vinho branco gelado, bebido em boa companhia, produzia o mesmo prazer, e a ressaca era muito menor.
Talvez seja por isso que hoje só gosto de vinho tinto.
Quando participávamos das mesmas lutas eu aceitava o lugar subalterno que me era atribuído, inerente à posição de noviça. Cumpria rigorosamente as suas ordens. Como suburbana, quase rural, sem pedigree, levei mais tempo a crescer no contexto urbano. Sempre a achei mais velha do que eu, no tempo em que ser mais velho dava estatuto.
Percebi, há dias, que tínhamos apenas dois ou três anos de diferença.
Quase no final da ditadura ela foi presa – e a minha admiração por ela aumentou.

FOI MAIS ou menos por essa altura que o Chico, fruto de amor entre o namorado de Zulmira e outra rapariga, se lembrou de ser gente. E o dono do espermatozóide entrou em processo de negação.
Dizia mesmo aos amigos íntimos que faria mais sentido serem eles a perfilhár o bebé – pois seriam eles e elas a ter de o ajudar a crescer.
Eu por direito próprio fazia parte desse grupo.
Na altura Zulmira estava no estrangeiro – e eu esperei que, quando voltasse, ajudasse o seu homem a comportar-se como tal e assumir a paternidade. Tinha poder simbólico para o fazer. Mas não quis.
Perdemo-nos na vida antes de nos termos realmente encontrado.
Cedo percebi que, mesmo com as minhas limitações de origem, sabia claramente de que lado estava no mundo: sempre do lado dos mais frágeis.

No outro dia Zulmira morreu. Morreu com a dignidade formal que a caracterizou durante toda a vida.
Eu fiquei mal. Não por ela ter morrido, mas por perceber, passados tantos anos, que ainda não lhe perdoara o que ela tinha roubado ao Chico.
O Chico hoje é um homem. Tem algumas dificuldades cognitivas, mas tem, sempre teve, todos os afectos completamente no seu lugar.
Tem sentido crítico para analisar o comportamento do pai ao longo da sua vida. Teve mesmo a coragem de lho dizer cara a cara, sem raiva.
Quando soubemos da morte dela, o Chico, solidário de profissão, disse à mãe biológica:
– Tens de ir à Caixa levantar metade da minha pensão para ajudar o pai a pagar o funeral de Zulmira.
– O pai não precisa do teu dinheiro, precisa do teu abraço – respondeu a mãe.
Eu acredito que existe outra forma de vida depois da morte. Esteja Zulmira onde estiver, que descanse em paz.
O Chico é o melhor de nós todos – e já lhe perdoou. 


IN "SOL"
13/02/12

.



HOJE NO
"DIÁRIO ECONÓMICO"

Tribunal de Lousada absolve 
Afonso Dias por falta de provas. 
Acusação vai recorrer

O tribunal de Lousada absolveu hoje o arguido Afonso Dias do rapto de Rui Pedro, a criança desaparecida em Lousada a 04 de março de 1998, por falta de provas. A acusação vai recorrer da absolvição.

Segundo o coletivo de juízes, não se provou nem a tese de rapto nem o encontro do menor com a prostituta que alegou ter estado com a criança no dia do seu desaparecimento.

Afonso Dias saiu do tribunal protegido pela GNR

Afonso Dias que hoje foi absolvido do rapto de Rui Pedro saiu, cerca das 17:20 do tribunal de Lousada, protegido por militares da GNR para evitar que fosse agredido por populares que se concentraram à porta do tribunal.

O clima nas imediações do tribunal ficou tenso depois do coletivo de juízes ter absolvido Afonso Dias do crime de rapto da criança de Lousada que desapareceu a 04 de março de 1998.

“A justiça é uma vergonha”, “é injusto”, "a justiça não foi feita" foram algumas das palavras de ordem gritadas pelas várias dezenas de populares que se juntaram hoje à tarde à porta do tribunal e que obrigaram a GNR local a reforçar a segurança em redor do arguido.

Entretanto, o advogado de Afonso Dias manifestou-se satisfeito com absolvição do seu cliente, mas disse estar triste por esta ter sido tomada “tão tarde”.

Questionado pelos jornalistas à porta do tribunal, o advogado Paulo Gomes afirmou: “o julgamento esclareceu sobre os factos que estavam na pronúncia. Era isso que estava em causa. Era sobre isso que tinha que esclarecer”.

Sá Fernandes. Relação aceita renovação da prova ou anula julgamento

O advogado de acusação no caso Rui Pedro defendeu hoje que, depois da absolvição de Afonso Dias do crime de rapto, o Tribunal da Relação aceita a renovação da prova ou anula o julgamento.

"Fundamentalmente [a decisão] baseia-se em declarações de inspectores da PJ que não quiseram verter para os autos as afirmações que aqui fizeram. O tribunal não credibilizou as declarações de Alcina Dias, credibilizou as declarações de inspetores da PJ que não poderia credibilizar", afirmou Ricardo Sá Fernandes.

O advogado da família de Rui Pedro, a criança que desapareceu em Lousada a 04 de março de 1998, sublinhou que o tribunal "entendeu que seria verdade que Alcina Dias teria estado com o menor, mas que não havia meios suficientes para concluir que o menor era Rui Pedro".

"Deu como provado tudo o que acusação sempre sustentou e a defesa sempre negou (...), mas concluiu que o encontro [de Alcina Dias] pode ter sido com outro rapaz e outro homem", afirmou Sá Fernandes, realçando que esta decisão "desvalorizou em absoluto as declarações de Alcina Dias" e "baseou-se apenas nas declaraçoes de inspetores da PJ que fizeram o triste espectáculo que puderam presenciar, que é absolutamente ilegal e implicará a anulação do julgamento".



* Mais vale um criminoso na rua do que um inocente na cadeia! Não conhecemos nada do processo só nos pronunciamos sobre a sentença, se para os juízes não há provas cabais para se prender não se prende. Quem quiser fazer justiça popular que afronte os políticos que todos os dias troçam de nós e matam a liberdade devagarinho.


.
.


2-A Ciência do SexAppeal





Este programa explora os processos subconscientes mais profundos envolvidos na atração entre os sexos, e como eles afloram externamente com todos os seus detalhes e especificidades. A atração sexual é uma mera questão de gosto ou uma equação biológica que espera ser resolvida? Ciência do Sex Appeal revela todas as nuances da atração humana com o objetivo de determinar sua condição genética, hormonal ou neurológica. Esta atração se baseia na visão, no odor, ou em pequenos e sutis sinais, como a voz e o movimento? Depois do programa, você nunca mais verá um estranho, o ser amado ou a si mesmo da mesma forma.

Os cientistas sempre pensaram que as preferências dos casais eram completamente arbitrárias. Mas estudos recentes sugerem que certos fatores inconscientes, como o som e o odor, podem fazer com que as pessoas se sintam atraídas por outras. Os especialistas desde programa querem verificar se a secreção natural emitida por uma mulher para atrair um homem realmente afeta o nível de atração desde em relação a ela. Para isso, eles pedem a um grupo de homens que classifiquem o nível de atração de várias mulheres que aparecem em algumas fotografias. Durante o experimento, sem saber, os homens são expostos ao odor artificial da secreção de uma mulher -- e então, todas as mulheres das fotos tornam-se atraentes para eles.

Nos bares e clubes noturnos de todo o mundo, uma guerra bioquímica invisível está em andamento. Os homens segregam a androstenona, que repele as mulheres que não estão ovulando. As que estão secretam um odor específico, tornando-se mais sexies para os homens. Poderia esta secreção natural da mulher se converter em uma arma arma secreta do arsenal da atração? Não perca esta série para descobrir..
.



HOJE NO
"A BOLA"

Costinha contra Sporting «triturador» de
. jogadores, diretores e treinadores

O antigo diretor desportivo do Sporting diz-se espantado com a saída de Domingos Paciência e pede tempo para que Ricardo Sá Pinto consiga implementar o seu projeto no clube.

«O Sá Pinto é um grande sportinguista. Não se lhe pode pedir, como não se podia pedir ao Domingos, um clube campeão em seis meses. É preciso dar tempo para que o Sporting não se torne um triturador de jogadores, diretores e treinadores. Sabemos que o Sporting é um clube que deve andar na luta pelos títulos, mas também é preciso parar um pouco, ver a situação em que nos encontramos e dar tempo para que as pessoas possam colocar algo em prática no clube. Se o Sá Pinto tiver o tempo que os outros não tiveram, talvez isso possa acontecer. Não vai ser fácil: vendo a remodelação que o Sporting fez, com um pouco mais de paciência, os frutos não viriam esta temporada mas viriam na próxima», disse Costinha em declarações à Renascença.

Sobre a saída de Domingos: «Fiquei espantado, tal como grande parte dos sportinguistas, porque, na véspera, o presidente tinha dito que ele era uma peça importante no projeto. Quem está no comando é que pode explicar o que se passou de facto.»


* Quando a grandeza dum clube está nas mãos de gente pequena é assim...


.

OS 50 MELHORES DE 2011
(PARA A ROLLING STONE)


45 – TEDESCHI TRUCKS BAND
REVELATOR
BOUND FOR GLORY





LISTAGEM DE FAIXAS

                                 
1. "Come See About Me" Derek Trucks/Susan Tedeschi/Tyler Greenwell/Mike Mattison/Theodore Pecchio 3:48
2. "Don't Let Me Slide" Gary Michael Louris/Susan Tedeschi/Derek Trucks 5:04
3. "Midnight in Harlem" Mike Mattison/Derek Trucks 5:52
4. "Bound for Glory" Mike Mattison/Susan Tedeschi/Derek Trucks 5:28
5. "Simple Things" Gary Michael Louris/Derek Trucks/Susan Tedeschi 4:43
6. "Until You Remember" John Leventhal/Susan Tedeschi/Derek Trucks 6:11
7. "Ball and Chain" Susan Tedeschi/Derek Trucks/Oliver Wood 3:58
8. "These Walls" Eric Krasno/Sonya Kitchell/Derek Trucks 6:01
9. "Learn How to Love" Derek Trucks/Susan Tedeschi/Eric Krasno/Adam Deitch/Adam Smirnoff 4:23
10. "Shrimp and Grits (Interlude) [instrumental]" Derek Trucks/Susan Tedeschi/Oteil Burbridge/Kofi Burbridge/Tyler Greenwell/J. J. Johnson 1:45
11. "Love Has Something Else to Say" Oteil Burbridge/Derek Trucks/Doyle Bramhall II/Mike Mattison 5:55
12. "Shelter" David Ryan Harris/Susan Tedeschi/Derek Trucks 4:20
13. "Ghost Light (hidden track) [instrumental]" Derek Trucks/Oteil Burbridge/Kofi Burbridge/Tyler Greenwell/J. J. Johnson 3:38
Total length:  61:06

MÚSICOS

Derek Trucks – guitar
Susan Tedeschi – guitar and vocals
Oteil Burbridge – bass guitar
Kofi Burbridge – keyboards and flute
Tyler Greenwell – drums and percussion
J. J. Johnson – drums and percussion
Mike Mattison – harmony vocals
Mark Rivers – harmony vocals
Kebbi Williams – saxophone
Maurice Brown – trumpet
Saunders Sermons – trombone

Additional musicians

Oliver Wood - guitar and vocals
David Ryan Harris - guitar and vocals
Ryan Shaw - harmony vocals
Eric Krasno - acoustic guitar
Alam Khan - sarode
Salar Nader - tabla

.




HOJE NO
"PÚBLICO"

Bloco quer adopção, apadrinhamento
 civil e procriação medicamente assistida para casais do mesmo sexo

Iniciativas serão debatidas e votadas na sexta-feira. O Bloco de Esquerda (BE) diz que deputados que votarem contra estes projectos recolherão a “responsabilidade política” de “preservar este factor de atraso”.

Em conferência de imprensa realizada no Parlamento, a deputada bloquista Cecília Honório apresentou dois projectos de lei: o primeiro propõe a adopção por casais do mesmo sexo; e o segundo altera o Código do Registo Civil, permitindo também o apadrinhamento civil e a procriação medicamente assistida a cidadãos que estejam casados ou unidos de facto com pessoas do mesmo sexo.

“Queremos resolver uma situação inadmissível. Portugal é o único país do mundo que legalizou o casamento entre pessoas do mesmo sexo, impossibilitando, no entanto, a adopção”, referiu Cecília Honório.

Os dois projectos de lei, que serão debatidos e votados no plenário de sexta-feira, pretendem “resolver uma contradição inadmissível, pôr fim a uma discriminação inaceitável e ainda resolver um factor de atraso na nossa democracia”.

A deputada bloquista lembrou que “há inúmeras crianças que vivem com casais do mesmo sexo, mas têm direitos limitados porque a lei não permite a adopção plena”.

Cecília Honório garantiu que o BE apresentará esta iniciativa “tantas vezes quanto as que forem necessárias”, não querendo, porém, antecipar o sentido de voto das bancadas parlamentares.

Questionada sobre a possibilidade de os projectos virem a ser chumbados, a parlamentar disse esperar que o Parlamento “dê sinais claros que quer resolver um problema de atraso na democracia”. Caso contrário, “a responsabilidade política de preservar este factor de atraso ficará por conta dos deputados que votarem contra”, concluiu.

No plenário de sexta-feira será também debatido mais um projecto de lei sobre a adopção por casais do mesmo sexo, apresentado pelo Partido Ecologista “Os Verdes”.


* É JUSTO. Ou então andamos a fingir que somos democratas, quando assumimos em matéria legislativa o casamento entre pessoas do mesmo sexo, não temos o direito em restringir liberdades e garantias em assuntos que são satélites e decorrentes da legalização. 
Ou somos xenófobos mascarados de libertários????

.
.

4 – AS CORES DO MUNDO













HOJE NO
"CORREIO DA MANHÃ"

PGR pede período de nojo 
para magistrados que deixam 
Ministério Público

O Procurador-Geral da República (PGR) disse esta quarta-feira que vai sugerir à ministra da Justiça que quem ocupa "cargos de sensibilidade" no Ministério Publico deve comunicar para onde vai quando sai.

Pinto Monteiro, que falava perante a Comissão de Assuntos Constitucionais, Direitos, Liberdades e Garantias, defendeu ainda que, nesses casos, deve haver um período de nojo de dois anos, uma vez que aqueles cargos permitem que os magistrados do Ministério Publico possuam informação privilegiada.

O PGR precisou ainda que quando fala de lugares de sensibilidade está a referir-se a cargos no Departamento de Investigação e Acção Penal (DIAP) e Departamento Central de Investigação e Acção Penal (DCIAP).

Pinto Monteiro respondia a uma pergunta do deputado centrista Telmo Correia relativamente ao caso do procurador Orlando Figueira, que pediu para sair do DCIAP e que, alegadamente, vai para o sector privado.

Sobre a saída de Orlando Figueira, que pediu licença sem vencimento e lhe foi concedida, o procurador disse desconhecer para onde vai.

"Não sei se vai ou não para onde a comunicação social disse que ia, mas como há necessidade de o substituir ele sai dos processos", frisou o PGR.

Segundo o CM avançou no domingo, Orlando Figueira, procurador que investigava o caso 'BES Angola', vai agora trabalhar para o banco BIC, que tem entre os accionistas Isabel dos Santos, tendo esta mudança gerado mal-estar na magistratura, sobretudo no DCIAP, onde aquele procurador estava colocado.


* Esta é uma história muito mal contada, é o ZEDU e família a mandarem na justiça portuguesa, a "seduzirem" um procurador, que "por mero acaso" estava a investigar falcatruas angolanas e que vai ter por patroa Isabel dos Santos, alvo da investigação.
E o senhor Procurador-Geral diz que não sabe para onde ele vai?????
SEREMOS TÓTÓS??????

.
.
27 - FOTOS EM MOVIMENTO



A fotógrafa novaiorquina Jamie Beck mudou totalmente o conceito de GIFs animados ao criar uma respeitada forma de arte, apresentando fotos extremamente impressionantes.
Para quem não sabe, os GIFs animados são famosos na internet. Entretanto, a grande maioria tem caráter humorístico e não guarda grandes preocupações com a qualidade das imagens. O que Jamie faz é exatamente o contrário. As imagens possuem incrível realismo e chama atenção pelos detalhes.
Batizadas como “cinemagraphs”, ela busca não esgotar as possibilidades de uma imagem. Esta realmente parece ser a chave para criar uma arte respeitável.
 
.



HOJE NO
"DIÁRIO ECONÓMICO"

Em média, cada microempresa 
deve 254 mil euros
Particulares foram os que mais 
reduziram endividamento.

Representam 87,5% do tecido empresarial nacional, têm menos de dez empregados e o volume de negócios anual não excede os dois milhões de euros. São as microempresas portuguesas e cada uma deve, em média, 254 mil euros, dos quais 125.800 euros à banca. Já cada pequena empresa tem dívidas médias de 1,3 milhões de euros. Valores que atestam bem do grau de alavancagem da economia portuguesa, onde o sector público dá o mote.

De acordo com os novos dados sobre o endividamento do sector não financeiro, disponibilizados pela primeira vez na última segunda-feira, 20, pelo Banco de Portugal, administrações públicas, empresas privadas e particulares devem 715,2 mil milhões de euros, ou seja, 418% do PIB. As empresas e administrações públicas são responsáveis por 33% do endividamento total dos agentes económicos do País. Juntas devem 236 mil milhões de euros, mais do que todos as famílias portuguesas, que somam dívidas de 175,5 mil milhões de euros. Aliás, o sector público foi mesmo o único a aumentar o nível de endividamento em 2011. Enquanto os particulares e as empresas privadas diminuíram em 4,3 mil milhões de euros e 1,5 mil milhões, respectivamente, o montante total de dívidas, as administrações públicas e as empresas públicas aumentaram em quase 27 mil milhões e 2,9 mil milhões de euros, respectivamente.

Apesar do aumento expressivo da dívida pública, o Estado tem vindo a aliviar os bancos do fardo do financiamento público. O financiamento às empresas públicas caiu de 16,9 para 14,8 mil milhões de euros no último ano. Ainda assim, os bancos aumentaram o financiamento total ao sector público mas, principalmente, através de títulos de dívida que as instituições utilizam para dar como colateral na obtenção de empréstimos junto do Banco Central Europeu. Cabe actualmente aos bancos suportar 24% do financiamento público total, ou seja, 56,7 mil milhões de euros, dos quais 37,6 mil milhões em títulos de dívida.


* Somos os empreendedores da pedincha!!!


.




10-A CASA ORGÂNICA  
 Construção





O projeto Casa Orgânica é mais que construir com materiais fabricados segundo conceitos ecológicos, ou reciclados, como pneus inservíveis e garrafas usadas. A Casa Orgânica pode ser comparada a um ser vivo.
A casa é orgânica pois ela realmente respira. Possui massa que garante isolamento térmico e acústico, exigindo pouca energia para aquecer ou resfriar seus ambientes; produz sua própria energia através do vento, do sol, e de biogás; recicla a água até duas vezes, reduzindo em até 60% o consumo de uma casa convencional; produz oxigênio através das estufas internas das plantas usadas para filtragem de água reciclada; trata seu esgoto convertendo a maior parte dos dejetos em biogás e adubo, e liberando na natureza o excedente tratado.
Este é o primeiro projeto semelhante em implementação no Brasil e através desta experiência a tecnologia será disponibilizada gratuitamente para comunidades, prefeituras, entidades e empresas que queiram adotar estes métodos de construção consciente.

NR: Estes vídeos de 2008 revelam a construção da "Casa Orgânica", primeira experiência no Brasil. Achamos a ideia genial na sua concepção com materiais que noutra situação seriam lixo. Fica-nos a dúvida da viabilidade de construção em série, em aglomerados com uma grande densidade de população.

.



HOJE NO
"O PRIMEIRO DE JANEIRO"


Venda da REN vai ser oficializada hoje
'Estado salvaguarda interesses nacionais '

O ministro da Economia, Álvaro Santos Pereira, garantiu, ontem, que com a saída do Estado da REN ficam salvaguardados os interesses nacionais no fornecimento de eletricidade e de gás natural, através da alteração dos contratos com a gestora das redes energéticas. 'A missão da REN mantém-se mesmo sem o Estado como acionista maioritário da empresa, com uma alteração aos contratos para salvaguardar os interesses nacionais e estratégicos', afirmou, na cerimónia de assinatura de aditamentos aos contratos de concessão entre o Estado e a REN.
Realçando que 'o transporte de energia tem uma importância vital para as empresas, para os consumidores e para a economia nacional', o ministro da Economia e do Emprego considerou 'estratégico assegurar um bom funcionamento do sistema energético',
Em causa, adiantou, está o fornecimento ininterrupto de eletricidade e gás natural, ao menor custo, satisfazendo critérios de qualidade e segurança e mantendo o equilíbrio entre a oferta e a procura em tempo real, o que deve ser feito assegurando os interesses legítimos dos interveniente no mercado', 'Independentemente dos acionistas, o Estado salvaguarda desta maneira os interesses nacionais sobretudo em duas áreas: planeamento estratégico de redes e na gestão do sistema energético', declarou.
A celebração dos aditamentos aos contratos de concessão da gestora das redes energéticas acontece na véspera da assinatura dos contratos de promessa de compra e venda com os chineses da State Grid e os árabes da Oman Oil Company, que adquirem uma participação do Estado de 25 e 15 por cento da empresa, respetivamente.


* A REN é hoje nacionalizada por Hu Jintao, é ele que pode desligar o interruptor, democráticamente....
 'Estado salvaguarda interesses nacionais ' , é uma treta!

.