domingo, 22 de janeiro de 2012

- UMA GRAÇA PARA O FIM DO DIA



A LOUCURA COMPLETA





.

ESTA SEMANA NO
"EXPRESSO"

O nível 18 de Cavaco Silva 
no Banco de Portugal
O nível 18, patamar a que o Presidente da República 
diz corresponder como quadro do Banco de Portugal, parte de uma base mínima de 2343 euros, a que 
se pode somar complementos até 4500 euros.


O Presidente da República disse hoje que recebe 1300 euros mensais da Caixa Geral de Aposentações (CGA), mas que não sabe quanto irá auferir do Banco de Portugal, adiantando contudo que enquanto quadro do banco central ocupava o nível 18 da tabela, o mais alto, com o cargo de director.

O Expresso apurou que o nível 18 da tabela do Banco de Portugal, para a qual Cavaco Silva remeteu os jornalistas, tem por base mínima 2343 euros por mês e máxima 3735 euros. Valor ao qual se pode juntar ainda complementos de reforma que podem chegar a um máximo de 4500 euros. Se o Presidente estiver no topo da tabela receberá, com o complemento, 8235 euros.

Com as declarações feitas hoje no Porto, segundo o gabinete do Presidente da República, Cavaco Silva quis salientar que como professor, ao fim de 40 anos de desconto, tem apenas uma pensão de 1300 euros. "Tudo somado, o que irei receber do Fundo de Pensões do Banco de Portugal e da Caixa Geral de Aposentações quase de certeza que não vai chegar para pagar as minhas despesas porque como sabe eu também não recebo vencimento como Presidente da República", disse.

De acordo com a sua declaração de rendimentos em 2009, o Presidente da República recebia cerca de 10 mil euros brutos por mês, relativos à pensão do Banco de Portugal (BdP) e da Caixa Geral de Aposentações (CGP), para onde descontou como professor universitário e investigador da Gulbenkian.

Anibal Cavaco Silva recebe da CGA, com disse, 1300 euros por mês. E quanto ao resto, apesar de evocar ser fácil de ver na tabela do Banco de Portugal, a quantia não se consegue precisar: a tabela não tem um valor certo e não inclui os complementos de reforma habituais.

Em 2009, o valor do seu vencimento mensal situar-se-ia em cerca de 8700 euros, tendo em conta a declaração de rendimentos entregue pelo PR em 2010, relativa aos rendimentos auferidos a título de pensões, segundo publicou o Diário de Notícias.
Não recebe como Presidente porque abdicou

Em Janeiro de 2011, Cavaco Silva abdicou do vencimento enquanto Presidente da República, no valor de 6523 euros (já com os cortes de 5% em 2011 e 10% em 2011), optando por receber as reformas da CGA e do BdP. Uma decisão que tomou na sequência da lei que o inibia de acumular a remuneração como Presidente da República e as reformas a que tinha direito.

O Presidente da República não esclareceu, mas as dúvidas que terá em relação ao valor da pensão que recebe como reformado do Banco de Portugal deverão estar relacionadas com o facto de não se saber ainda se os reformados do banco central irão ou não receber os subsídios de férias e de natal.

Aos funcionários do BdP no ativo já foi pago, em janeiro, o subsídio de férias, mas há dúvidas jurídicas sobre se os reformados do banco central deverão ou não receber os subsídios de férias e de natal. Ou seja, aparentemente o que estará em causa é se Cavaco Silva receberá ou não os subsídios. A pensão mensal mesmo podendo ter cortes, não deverá ser muito diferente dos 8700 que o Presidente da República auferiu em 2009. Questionado, o BdP afirma que não pode esclarecer o assunto.

Entre as reformas douradas do Banco de Portugal, além de Cavaco Silva, encontram-se nomes como o da ex-ministra das Finanças Manuela Ferreira Leite e o ex-governador José Silva Lopes.



* Sua Excelência perdeu uma enorme oportunidade de estar calado.

.

ÁGUA

DESESPERADAMENTE




charity: water promo featuring "Time Bomb" by Beck from charity: water on Vimeo.





ONTEM NO
"A BOLA"

«Árbitros devem andar de cabeça erguida»
. - Vítor Pereira

O presidente do Conselho de Arbitragem (CA) da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), Vítor Pereira, regozijou-se ontem, em Santarém, na apresentação do órgão a que presidente e da respetiva Comissão de Apoio Técnico (CAT), que decorrem em Santarém, com o trabalho que está a ser feito para melhorar as condições dos juízes de campo. E prometeu diluir os poderes instituídos.

«Queremos ajudar a projetar a arbitragem, em parceria com o futebol. Estamos bem classificados no ranking mundial de seleções, também estamos no top ten da arbitragem, mas queremos evoluir. Temos de quebrar a inércia nesta fase inicial. Sabemos que nem tudo é fácil. Há alguns poderes instituídos e situações do passado que vamos ter de diluir. Vamos estar muito centrados no futuro, no sucesso e no progresso das pessoas. Temos um grupo de jovens árbitros, nas segundas e terceiras categorias nacionais, que, de algum modo, têm estado esquecidos. Vamos suscitar neles a vontade do progresso, de querer chegar mais alto, de querer evoluir. Para isso vão ter de trabalhar, vão ter de se esforçar. O mérito e o trabalho darão frutos», afirmou Vítor Pereira, pouco após a entrega das insígnias da FIFA aos 28 árbitros internacionais portugueses (entre futebol profissional, amador, feminino, de praia e futsal).

«Tenho para gerir um plantel de 77 árbitros na primeira categoria e mais três mil nas outras. Gente com muita ambição e que também quer entrar em campo, como os jogadores também querem. É esse sentido de equidade e respeito pelo sacrifício, pelo esforço, pelo mérito, que vamos pautar a nossa prática. Esta cerimónia serviu para por a família do futebol a par do que se faz na arbitragem. É partilhar com as pessoas sonhos, ambições, objetivos! Partilhar com os adeptos que os árbitros são pessoas, que não têm razão para se esconder, que não têm nada a temer, que podem andar de cabeça erguida. Queremos fazer parte da festa do futebol», concluiu Vítor Pereira.

Francesco Bianchi, suíço e especialista da UEFA para o setor, assistiu à cerimónia, que decorreu no Centro Nacional de Exposições, em Santarém.


* Nem que seja com colares cervicais...


.


3 - FALANDO DE TECNOLOGIA





.

ESTA SEMANA NA
"TURBO"

Produzimos mais carros do que comprámos em 2011

Pela primeira vez na história da nossa indústria automóvel, a produção automóvel em Portugal foi superior ao volume de vendas de carros novos. Aconteceu em 2011.

Segundo dados da Associação Automóvel de Portugal (ACAP) foram produzidos 192 242 veículos novos em território nacional no ano passado, o que traduz um aumento de 21,1 por cento face ao ano 2010.

Com estes valores o volume de produção automóvel lusitana ultrapassa o volume de vendas de carros novos, o que acontece pela primeira vez desde que se fabricam automóveis em Portugal.

Entre Janeiro e Dezembro de 2011 venderam-se em Portugal 191 316 viaturas novas, englobando ligeiros de passageiros, comerciais e pesados, ou seja, menos 926 unidades que o volume total produzido.

Fabricaram-se em 2011, essencialmente, veículos ligeiros de passageiros (141 779 unidades), seguindo-se os comerciais ligeiros (46 385 unidades) e em terceiro lugar os veículos pesados (4078 unidades).

Importa salientar que do total de 192 242 veículos "made in Portugal" 98,3 por cento tiveram destino exterior, ou seja, foram exportados. Apenas 1,7 por cento foram comprados por portugueses.

O principal destino da nossa exportação automóvel foi a União Europeia a 27 (78,7 por cento das vendas). Os países que mais absorvem produto automóvel nacional são a França e a Alemanha, representando 31,9% e 20,7%, respetivamente.

A ACAP congratula-se pelo facto de a indústria automóvel constituir um sector com contributo positivo para a balança comercial do País.


* Por vezes uma notícia que nos alegra


.

JORGE FIEL




Como espalhar um boato


A repressão funciona. Custa-me reconhecê-lo, mas é verdade. Enquanto me lembrar dos 120 euros que paguei de multa, sempre que estiver ao volante e o telemóvel tocar, ele fica a ladrar sozinho. Eu não atendo.
Se, em 1992, não tivesse sido obrigado a viver durante uma semana num sítio (uma enfermaria do Hospital de St.º António) onde o tabaco era proibido, o mais certo era ter acontecido uma de duas coisas: ou continuava a fumar dois maços de SG Filtro por dia, ou já estava a fazer tijolo - o tabagismo é a principal causa de morte prematura.
Vinte anos depois, estou muito satisfeito por ter deixado de fumar. Economizei dinheiro e pulmões. Passei a respirar e a dormir melhor - e a acordar mais feliz. Confesso que nas primeiras semanas senti a falta do cigarro quando tomava café no final de uma boa refeição, mas essa carência era compensada pela redescoberta de sabores e aromas.
Aplaudi a legislação antitabágica de 2006, cujo impacto positivo já é mensurável: o contingente de fumadores minguou 5% e 22% dos viciados reduziram o consumo, que apesar de ter caído de 12 para 11 biliões (entre 2011 e 2010) de cigarros ainda garante ao Estado uma confortável receita fiscal de 1,35 mil milhões de euros, oito vezes superior à proporcionada pelo vício do álcool (175 milhões).
Apoio o provável endurecimento da lei do tabaco e sigo com curiosidade as consequências do proibicionismo, em particular desde que li um artigo do New York Times que salientava duas tendências curiosas: a satisfação dos donos dos restaurantes (as receitas tinham aumentado porque a diminuição da venda de digestivos, cujo consumo está associado ao cigarro, fora compensado pelo aumento da rotação das mesas) e o anormal crescimento dos divórcios nos casais mistos (um fumador e outro não), recenseado por estatísticas e sociólogos: no final da refeição, vai lá fora fumar um cigarrito, à porta do restaurante trava conhecimento com outros fumadores, começam a conversar e, já se sabe, muitas vezes é mesmo a ocasião que faz o ladrão.
Esta última consequência será muito mitigada se, como tudo indica, for para a frente a intenção já anunciada de ilegalizar as concentrações de fumadores à porta de restaurantes e bares.
No nosso país, a proibição teve o excelente efeito secundário de desencadear o ressurgimento das esplanadas e de alterar de uma forma profunda o relacionamento nos locais de trabalho.
Os não fumadores passam o dia sem levantar o cu da cadeira, interagindo pessoalmente cada vez menos com os colegas - quando têm algo a dizer, usam o telefone interno, o mail ou o Messenger. Os fumadores encontram-se cá fora, várias vezes ao dia, nas pausas para fumar um cigarro, que aproveitam para pôr a má língua em dia. Hoje, para pôr a circular um boato numa empresa, é preciso escolher um fumador para o espalhar.

IN "JORNAL DE NOTÍCIAS"
20/01/12

.

ALMORRÓIDA DIGITAL


Lei da cópia privada. 
Discos rígidos, telemóveis e 
MP3 podem ser taxados

Os equipamentos que reproduzem música e vídeo, como por exemplo, leitores de MP3, telemóveis, discos rígidos e pens USB podem começar a ser taxados. A proposta parte do grupo parlamentar do PS que considera ser necessário compensar os autores de produtos culturais e que vê nesta taxa uma forma de combater a pirataria de filmes ou músicas.

A proposta e o projecto já desceram à Comissão de Educação, Ciência e Cultura sem votação e com o consenso de todos os partidos. Gabriela Canavilhas, ex-ministra da Cultura e autora do projecto em causa, entende que a lei actual não permite acompanhar a evolução tecnológica e que se limita a aplicar uma taxa fixa de 3% do preço a alguns formatos de discos e leitores de DVD e CD. A deputada socialista afirma que só há produtos culturais enquanto os autores desses mesmo conteúdos forem remunerados e pretende que o valor dos dispositivos informáticos de armazenamento revertam também para os autores.

A Sociedade Portuguesa de Autores (SPA) considera que o facto da proposta ter descido à comissão é “importante” e realça que esta posição “aponta para decisões justas e inadiáveis”. Por outro lado, a Associação Portuguesa Dedicada à Defesa do Software Live (ANSOL) é contra a alteração da actual lei em vigor e afirma que a taxa pretendida pelo PS é “injusta” e “inaceitável”.

A proposta socialista prevê que os discos rígidos com mais de 150 Gigabytes (GB) sofram um aumento de dois cêntimos por cada GB de capacidade de armazenamento. No caso dos discos com mais de 1 Terabyte (TB), a proposta prevê a aplicação de uma taxa adicional de cinco cêntimos. Sendo assim, o custo de compra de um disco rígido de 1TB (ou seja, de 1024 GB) passa a estar sujeito a uma taxa de 20,48 euros.

Já nos discos multimédia, a taxa proposta é de cinco cêntimos por GB. O que implica a aplicação de uma taxa de 103,2 euros num disco multimédia de 2TB. A proposta abrange ainda os telemóveis com memória, que podem vir a ter uma taxa de 50 cêntimos por cada GB de memória. Os cartões de memória e as pens USB poderão vir a ser taxados a seis cêntimos por cada GB. No caso das impressoras e fotocopiadoras multifunções, nos modelos com peso inferior a 17 quilos a taxa varia de 7,95 a dez euros, consoante se tratem de máquinas que funcionem a tinta ou a laser, respectivamente. Caso essas máquinas tenham um peso superior a 17 quilos, a taxa aplicada é consoante a velocidade de reprodução. Ou seja, 13 euros para máquinas capazes de fazer nove cópias por minuto a 227 euros para multifunções que superam as 70 cópias por minuto.

“Artistas somos todos” Para Rui Seabra, presidente da ANSOL, “o princípio da taxa já é de duvidosa moralidade, mas quando aplicado à capacidade de armazenamento das tecnologias da informação torna-se inaceitável e deve ser purgado como tal”, sublinha ao i. Para o responsável, “autores e artistas, hoje em dia, somos quase todos” e, como tal, questiona a título de exemplo: “Tenho um disco de 1TB onde armazeno fotos e vídeos do meu filho. É moralmente legítimo pagar 20 euros às entidades colectoras de direitos de autor?”

Por outro lado, João Nunes, membro da direcção da SPA, declara ao i que está de acordo com a proposta do PS. “Irá contribuir para a liberdade dos consumidores”, afirma. Para João Nunes, esta alteração é importante pois não pode ser tudo ilícito. “Assim todos podemos conviver diariamente de uma forma regulada com as novas tecnologias”, realça.

IN "i"
17/01/12


Comentário em http://ratocine.blogspot.com/

Já não bastava as autoridades americanas terem conseguido encerrar o MEGAUPLOAD (um dos servers mais populares de partilha de ficheiros), em mais uma demonstração da sua tacanhês intelectual e ignorância cultural.

Agora, em Portugal, uma nova lei está prestes a ver a luz do dia (ou da noite, conforme a perspectiva). E não se pense que é mais uma artimanha do Governo e dos partidos apoiantes, que já não conseguem encontrar mais bolsos (mesmo rotos) nas nossas indumentárias.

Desta vez a ideia luminosa (e peregrina) vem do Partido Socialista: começar a taxar todos os equipamentos passíveis de albergarem ficheiros digitais: discos rígidos, telemóveis, leitores de mp3, pens e por aí fora. As razões são as mesmas do costume, cínicas e demagógicas: proteger os "direitos de autor", combater a "pirataria".

Mas desta vez com um fim em vista: o produto do saque irá encher os cofres da SPA (Sociedade Portuguesa de Autores), que, como todos sabemos, são sempre os coitadinhos nestas coisas. É que, realmente, o que mais se faz para aí é descarregar-se da internet músicas portuguesas. Já para não falar nos filmes nacionais, que são imensamente procurados...

Artistas Portugueses do meu País: Não se preocupem mais com a crise ou com a reforma, os vossos futuros ficarão desde agora assegurados! 


.
.

ESTA SEMANA NA
"O ELETRICISTA"

Verbatim com gama de lâmpadas e focos LED para uso doméstico

A Verbatim contribuirá para a poupança doméstica graças à sua gama de lâmpadas e focos LED criados para aplicações domésticas. Descrita como Gama Consumo, envolve 2 lâmpadas tipo E27 Classic A, 2 focos MR16 com casquilho tipo GU5.3 e um foco PAR16 com casquilho tipo GU10. Todas estas novas lâmpadas e focos, com exceção das versões de 12 V AC/DC MR16, operam com CA de 220-240 V. Todas oferecem luz quente com temperaturas de cor que se situam entre os 2.500 K e os 2.800 K e vidas úteis que vão das 25 mil às 35 mil horas, dependendo do modelo. Adicionalmente, as versões E27 e MR16 de 3 W têm uma regulação de intensidade. Uma das características chave das lâmpadas E27 Classic de 6,5 W é o seu CTA (Colour Temperature Adjustment), em português, Ajuste de Temperatura de Cor: uma tecnologia que imita as luzes incandescentes, produzindo um tom mais quente quando se regulam em intensidade. A MR16 com casquilho GU5.3 de 3 W e a PAR16 com casquilho GU10 de 4 W e as versões E27 Classic de 9 W e MR16 de 6 W já se encontram disponíveis.

As lâmpadas E27 Classic A estão disponíveis com 6,5 W e 9 W e foram criadas para substituir as lâmpadas incandescentes de 20 W ou 40 W, produzindo uma saída luminosa de 190 e 440 lúmens respetivamente, com um índice de rendimento de cor (CRI) mínimo de 75 no caso da lâmpada de 6,5 W e de 85 no caso do modelo de 9 W. A lâmpada E27 Classic A de 6,5 W tem uma tecnologia CTA que imita a luz das lâmpadas incandescentes, produzindo um tom mais quente quando reguladas em intensidade.
Os focos MR16 têm 3 W e 6 W, ângulos de face de 30° e 25°, um CRI de 80 e um fluxo luminoso de 110 ou 225 lúmens, respetivamente. O foco PAR16 tem um ângulo de face de 28° e proporciona 100 lúmens com uma intensidade luminosa de 380 cd e um CRI de 75. A avançada tecnologia LED da Verbatim permite poupar até 80% em comparação com as lâmpadas incandescentes, reduzindo assim o gasto energético e as emissões de CO2. As lâmpadas e focos produzem uma luz branca quente com uma grande qualidade de interpretação de cor e a maioria são reguláveis em intensidade, permitindo aos utilizadores criar um ambiente doméstico confortável, tanto para trabalhar como para relaxar. As lâmpadas e focos ligam-se instantaneamente e não contêm os elementos nocivos que se encontram nas lâmpadas fluorescentes compactas.


* Se desejar mudar a iluminação em sua casa, não deixe de consultar um técnico credenciado.


.
 
1- BIOMAS
Artico - tundra




Bioma é um conjunto de diferentes ecossistemas, que possuem certo nível de homogeneidade. São as comunidades biológicas, ou seja, as populações de organismos da fauna e da flora interagindo entre si e interagindo também com o ambiente físico chamado biótopo.

O termo "Bioma" (bios, vida, e oma, massa ou grupo) foi utilizado pela primeira vez em 1943 por Frederic Edward Clements[1] definindo-o como uma unidade biológica ou espaço geográfico cujas características específicas são definidas pelo macroclima, a fitofisionomia, o solo e a altitude. Podem, em alguns casos, ser caracterizados de acordo com a existência ou não de fogo natural. Com o passar dos anos, a definição do que é um bioma passou a variar de autor para autor.

(wikipédia)


ESTA SEMANA NO
"i"

BE fala em "aumentos brutais"
e aponta casos onde preço sobre 75%

O Bloco de Esquerda alertou hoje para os “brutais aumentos” dos preços dos transportes, apontando o caso dos passes destinados às crianças, jovens e idosos que registaram acréscimos na ordem dos 75 por cento.

“Os transportes já aumentaram 20 por cento em 2011 e no início de 2012 vão ter mais um aumento de cinco por cento. Isto é um aumento brutal de 25 por cento dos preços dos passes em apenas um ano”, disse à Lusa a deputada do Bloco de Esquerda (BE), Catarina Martins.

Além dos aumentos anunciados na sexta-feira, o secretário de Estado Sérgio Monteiro revelou ainda os cortes nos descontos de alguns passes sociais, que vão passar a ter uma redução de apenas 25 por cento. Para a bloquista, a redução para metade dos descontos atribuídos às crianças (passe 4_18) aos jovens (sub23) e aos idosos (sénior) representa um "aumento brutal": “Isto quer dizer que, ao todo ao longo destes 12 meses, as crianças, jovens e idosos veem o passe mais caro quase 75 por cento”.

Segundo as contas de Catarina Martins, antes um passe de 100 euros tinha uma redução de 50 por cento e agora, ao ter apenas um corte de 25 por cento, significa que "o utente vai pagar 75 euros e não 50 como pagava antes, ou seja tem um aumento de 50 por cento”.

A este valor, Catarina Martins soma os aumentos de cerca de 25 por cento do custo dos transportes (20 por cento do ano passado e cerca de 5 por cento deste ano): “ou seja, são mais 75 por cento”.

Em alternativa a esses passes foi criado o “Passe Social Mais”, mas para os bloquistas esta solução “deixa de fora muitas famílias”, porque “só quem tem escalões muito baixos é que tem acesso”.

Além disso, lembrou a deputada, “nas contas para ter acesso ao passe não contam os dependentes nem o número de filhos. O Passe Social + prejudica as famílias onde há filhos, dependentes ou ascendentes, como um avô”.

“Os cálculos são altamente perversos porque contam os rendimentos de toda a gente, até a pensão do avô, mas na hora de dividir pelos membros do agregados familiares para saber se têm aceso ao passe só se divide pelos sujeitos passivos, que são no máximo dois”, explicou Catarina Martins.

Para Catarina Martins, as novidades representam “uma injustiça terrível, extraordinariamente penalizadora para as famílias portuguesas, e que penalizam muito especialmente aqueles que estão mais frágeis”.

O governante anunciou que a partir de fevereiro, vai ser alargado o universo das famílias que podem beneficiar do Passe Social+ até aos 1.258 euros mensais.


* O luxo destrói a concorrência


.
 
.
 
 
 
(CLIQUE AQUI)



Eis os instrumentos de uma orquestra sinfónica.
Passe o rato para os conhecer. Ouvir o seu som e a sua função dentro da orquestra.

Por último accione o maestro.
Lúdico e muito interessante.



.


ESTA SEMANA NA
"SÁBADO"

Cavaco pede a jovens 
para ficarem nas suas terras

O PR defendeu a necessidade de "reter os mais jovens" nas suas terras para que "não sejam tentados a ir para outras paragens"

Na sessão de inauguração do novo passeio pedonal das margens do rio Ave, Cavaco Silva afirmou que as prioridades das autarquias "são hoje diferentes das que lhes foram atribuídas" há 20 anos, sendo que têm agora que assumir um papel importante na "valorização da capacidade produtiva do concelho, por forma a reter mais os jovens, para que não sejam tentados a ir para outras paragens ou mesmo o estrangeiro".

Nesse sentido, o Chefe de Estado considerou que essa tarefa também "significa dar um apoio especial às empresas e à tentativa de captar investimentos para o concelho", bem como apostar na "requalificação urbana".

Cavaco Silva afirmou que, perante a crise, "a reestruturação daquilo que se tem" é um desafio, e são iniciativas como a criação de uma incubadora de empresas numa antiga fábrica local que podem "mobilizar os jovens para o empreendedorismo, para sentirem mais ligação à terra e motivados para criar empresas que possam depois ajudar outros jovens a não sair da sua própria terra".

O percurso pedonal das margens do Ave, que representou um investimento de 4,5 milhões de euros, tem uma extensão de 1,4 quilómetros.

Contando também com uma ciclo-pista, este passeio foi implementado na margem direita do rio Ave, ligando, assim, a cidade ao Parque Urbano da freguesia da Rabada.


* Não à emigração.


.


Sim! O tempo passa... 
e só a fotografia o consegue parar.................

O fotógrafo Nixon iniciou em 1975 seu conhecido projeto em andamento - "As Irmãs Brown" - uma compilação de fotos bastante singular. A série é composta por um único retrato em preto e branco de quatro irmãs sempre na mesma ordem da esquerda para a direita. Aclamada pela crítica, a foto foi exposta em diversos museus de arte.
A intenção de Nixon foi mostrar como o tempo age sobre nosso corpo. No início as irmãs tinham idade variando de 15 a 25 anos e a mais velha delas, Bebe, é esposa do fotógrafo. ... o tempo passa... passa... e passa...

1975

1977

1979

1981

1983

1985

1987



1989

1993


1995

1997


1999


2001

2003

2005



2007

2008

2010

Podemos perceber claramente algo que tentamos esquecer: o tempo é impiedoso para todos. Impiedoso e limitado...
A partir desta percepção, há muito para refletir no que se refere a valores...

.


ESTA SEMANA NA
"SÁBADO"

Organização investiga produção 
de mascotes na China
trabalhadores mal magos

A organização dos Jogos Olímpicos de 2012 disse este domingo estar a investigar a denúncia de que versões das mascotes dos jogos olímpicos e paralímpicos - "Wenlock" e "Mandeville" - estão a ser produzidas por trabalhadores mal pagos numa fábrica chinesa.

Foi iniciada uma investigação depois de terem vindo a público notícias sobre o pagamento e condições de trabalho dos trabalhadores encarregues da produção dos brinquedos numa fábrica na China.

Tanto a Golden Bear - empresa sedeada em Telford, no centro de Inglaterra, com licença para produzir produtos dos Jogos Olímpicos baseados nas mascotes oficiais - como o Comité Olímpico disseram que estão a investigar "seriamente" as denúncias de que os trabalhadores trabalham mais de 11 por dia pelo valor de 31 cêntimos à hora.


* É por pagar estes salários aos seus cidadãos que a China pode comprar EDP, REN e tudo o que lhe apeteça. Lembramos que nunca vimos, sob a óptica da solidariedade internacional, o PCP ou a CGTP manifestarem-se contra esta exploração laboral no ainda império chinês, isto para não falar da Coreia do Norte.

.


.m
.

 3– ÁFRICA DESLUMBRANTE


NAMÍBIA
 
 






 .

ESTA SEMANA NA
"VISÃO"
As novas terapias contra o cancro
A palavra assusta e os números ainda mais. Mas 
há tratamentos novos a chegarem aos nossos 
hospitais públicos e ofertas que só se fazem 
no privado e no estrangeiro.

Caso: Com um nódulo no pulmão, Simão Pimentel fez Apenas quatro sessões de uma radioterapia especial e voltará a ser monitorizado dentro de três meses.

Terapia: Radioterapia estereotáxica extracraniana
Indicações: Aplica-se a tumores pneumológicos e hepáticos, em casos de intolerância à cirurgia, no seu estádio inicial. Pode também ser usado como paliativo, para anular a dor provocada por metástases

Onde há: Hospital do Barreiro

Quanto custa: Integrado no SNS, é isento para doentes do foro oncológico

OUTRAS NOVAS TERAPIAS:

Vacina de células dendríticas
Indicações: Estudos apresentam melhores resultados em tumores do rim, cérebro, próstata e pele, embora possa aplicar-se em todos os casos de tumores "sólidos"

Onde há: Alemanha (Institut für Tumortherapie, Duderstadt, e Medical Center Cologne, Colónia); Reino Unido (Cancer Vaccine Institute, Selborne); EUA (MD Anderson, Texas)

Quanto custa: Cerca de 5 mil euros por toma. Um paciente precisa, em média, de 4 a 6 doses, espaçadas no tempo. Acresce o preço das viagens e estada.

Neurocirurgia com fluorescência
Indicações: Aplica-se a tumores da cabeça. Permite uma maior precisão durante a cirurgia Onde há: Hospital Egas Moniz e Hospital da Luz, em Lisboa

Quanto custa: Integrado no SNS, é isento para doentes do foro oncológico. No Hospital da Luz custa 9 500 euros (valor médio, com acordo)

Ipilimumab
Indicações: Melanoma avançado. Mostrou regressão do tumor e aumento da esperança de vida

Onde há: Em qualquer serviço de oncologia, desde que exista orçamento e autorização do Infarmed

Quanto custa: A nível público, é gratuito para o doente, caso o hospital solicite uma Autorização de Utilização Especial. No privado custa 65 mil euros


* É sempre uma luta com carácter de urgência


.

REFLEXOS AQUÍFEROS



VEJA COM A IMAGEM AMPLIADA SFF
.


ESTA SEMANA NA
"VIDA ECONÓMICA"

Indemnizações por despedimento podem voltar a ser revistas em novembro

O Fundo de Compensação do Trabalho ficou, para já, pelo caminho. O Governo compromete-se, por agora, a apresentar aos parceiros sociais o projeto de diploma relativo à sua criação até ao final do segundo trimestre de 2012, para que este esteja operacional a 1 de novembro de 2012.

Nos termos da Lei 53/2011, os trabalhadores despedidos com contratos anteriores a 1 de novembro de 2011 terão direito a uma compensação calculada na base de duas componentes: a primeira, relativa ao período de trabalho até 31 de outubro de 2011, contabilizada de acordo com a lei em vigor; a segunda, relativa ao período a partir de 1 de novembro de 2011, calculada de acordo com o regime aplicável aos novos contratos.
Certo é que o Compromisso para o Crescimento, Competitividade e Emprego, esta semana assinado com os parceiros sociais (com exceção da CGTP) deixa em aberto uma mudança. O Governo comprometeu-se com os parceiros sociais a "apresentar, até ao final do primeiro trimestre de 2012, um estudo exaustivo que tenha presente os valores praticados nos restantes países europeus".
 E, com isso, ficou estabelecido que, "a partir de 1 de novembro de 2012, a compensação devida pela cessação do contrato de trabalho será alinhada com a média da União Europeia". Isto, ainda que "sem prejuízo da proteção das expectativas dos trabalhadores até esse momento", lê-se no documento ora assinado.

Regime jurídico da ação executiva vai ser revisto

O Governo comprometeu-se a apresentar, "até ao final do primeiro semestre de 2012", um documento de trabalho com as principais medidas a adotar na sequência do acordo de concertação social esta semana assinado com os parceiros sociais.
Entre as matérias objeto de revisão está o Regime Jurídico da Ação Executiva, de modo a "garantir um sistema de cobrança rápido e seguro, removendo a própria ação executiva sempre que o título seja uma sentença e instituindo um processo abreviado célere se a sentença não existir", lê-se no texto do acordo.
Outros dos compromissos estabelecidos é a tão desejada reprogramação do QREN (Quadro de Referência Estratégica Nacional), assim como a do PRODER (Programa de Desenvolvimento Rural) e a do PROMAR (Programa Operacional das Pescas).
A par disso, o Governo concorda em "prosseguir os esforços já iniciados" com a linha de crédito PME crescimento (no valor de 1500 milhões de euros), bem como no âmbito do alargamento dos prazos de carência de capital nas atuais linhas PME Investe.
É ainda assumido o compromisso de fazer aplicar às linhas de crédito específicas de apoio à agricultura e às pescas condições idênticas às das linhas PME Invest, bem assim como garantir, em 2012, a disponibilidade de linhas de seguros de crédito à exportação.


* Empobrecer mais quem já  é mal remediado...

.

ESTA SEMANA NO
"PC GUIA"

O Megaupload morreu, viva o http://109.236.83.66/

O site de partilha de ficheiros Megaupload foi fechado pelo FBI sob a acusação de ter causado mais de 500 milhões de dólares de prejuizos aos detentores dos direitos de autor de obras alegadamente partilhadas no site.
Segundo o Wall Street Journal, sete empregados da empresa encontram-se detidos nos EUA e mais quatro na Nova Zelândia.
Ainda não foi feita nenhuma declaração acerca deste assunto por parte do CEO da empresa, o produtor de rap Swizz Beatz.

O site Megaupload desligado  pelo FBI, está de volta agora com o endereço http://109.236.83.66/.

Como se pode ver pelo screenshot, este endereço parece estar alojado na Holanda, mas não é de descartar a utilização de um proxy ou de um sistema de VPN para ocultar a verdadeira localização do novo servidor do serviço. A desactivação do serviço pelos agentes federais foi possível porque os servidores do Megaupload estavam localizados no estado da Virginia nos EUA.


* Pode ser uma golpada do FBI, não seria a primeira...


.
.


FILOSOFANDO

 


 .



ESTA SEMANA NO
"SOL" 
Supremo condena dono da Bragaparques

O Supremo Tribunal de Justiça revogou a absolvição do dono da Bragaparques no caso de tentativa de corrupção de José Sá Fernandes, vereador da Câmara de em Lisboa. Domingos Névoa está agora condenado a 5 meses de prisão, pena que fica suspensa por um ano se indemnizar o Estado em 200 mil euros.

A decisão foi hoje comunicada às partes pelo Supremo Tribunal de Justiça (STJ). Domingos Névoa , acusado pelo Ministério Público (MP) de corrupção activa para acto ilícito, acabou por ser condenado em 2009, pelas Varas Criminais de Lisboa, mas por crime de corrupção activa para acto lícito, numa pena de multa de 5 mil euros. Recorreu depois para a Relação de Lisboa, que foi mais longe e o absolveu, em 2010. Após recurso do MP e de José Sá Fernandes, assistente no processo, o Supremo decidiu agora em sentido contrário.

A indemnização fixada corresponde ao suborno que Domingos Névoa propôs pagar a José Sá Fernandes, em Janeiro de 2006, para que este desistisse das acções judiciais que tinha colocado nos tribunais e que impediam a concretização do negócio entre a Bragaparques e a Câmara de Lisboa. Este consistia na permuta de terrenos do Parque Mayer com os da antiga Feira Popular, em Entrecampos.

O empresário ainda pode suscitar inconstitucionalidades e recorrer ao Tribunal Constitucional.

Ricardo Sá Fernandes: «Ainda há razão para combatermos a corrupção»

A proposta de suborno e os contactos de Névoa foram então feitos com Ricardo Sá Fernandes, irmão do vereador de Lisboa, que gravou todas as conversas – em que se baseou todo o processo.

«Ao fim de seis anos – e a oito dias da prescrição – vejo finalmente a luz da Justiça», comentou o advogado ao SOL, confessando: «Houve momentos em que deixei de acreditar e quase abater, mas encontrei sempre forças para não desistir. Como se costuma dizer, ‘ainda há juízes em Berlim’». «Ainda há razão para não deixarmos de combater a mais grave chaga moral que corrói a alma da nação portuguesa, a corrupção. E entre todos aqueles que sempre me apoiaram nesta luta, lembro hoje o nome do José Luís Saldanha Sanches, que, onde estiver, há-de estar tão feliz como eu», conclui.


* 5 meses por ser corrupto activo? É quase o mesmo por palmar um pastel de nata.

.