sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

UMA GRAÇA PARA O FIM DO DIA


A ESCOLHA





.
.

EFEITO IMEDIATO




.



HOJE NO
"JORNAL DE NEGÓCIOS"

Nove em cada dez deputados 
são liderados por maçons

Há três líderes parlamentares que pertencem à maçonaria: Carlos Zorrinho (PS), Luís Montenegro (PSD) e, ficou-se a saber hoje, Nuno Magalhães (CDS-PP). Os três lideram, ao todo, 206 deputados (são 230), o que indica que 90% do Parlamento, ou nove em cada dez deputados, são liderados por maçons.

De acordo com o “Diário de Notícias”, que já tinha antecipado que Zorrinho também é maçon, Nuno Magalhães integra o Grande Oriente Lusitano (GOL), a maior obediência maçónica portuguesa, à semelhança do líder do PS. J

á Luís Montenegro faz parte da segunda maior loja, a Grande Loja Regular de Portugal, através da Loja Mozart – da qual fazem parte o ex-director das “secretas” Jorge Silva Carvalho ou vários quadros da Ongoing, como Nuno Vasconcellos.

O diário conclui que desde que há democracia, só por uma vez houve um Governo a integrar um outro partido fora do “arco do poder”: o Partido Popular Monárquico, que através do arquitecto Ribeiro Telles fez parte da Aliança Democrática. Os deputados que representam os partidos do Governo, e que o suportam, estão, assim, sob liderança de maçons.

Para Francisco Assis, ex-líder parlamentar do PS, a descoberta destas filiações secretas representa “um problema”, que os políticos terão de resolver. O deputado do PSD José Matos Correia, contudo, é bastante mais assertivo: “os políticos não deveriam pertencer a associações secretas”. Marques Mendes, Santos Silva e Cristóvão Norte partilham da mesma opinião. Já José Lello considera “ridículo” os deputados terem de revelar as filiações.

De acordo com “Público” e “Expresso”, também um dos actuais “vices” da bancada do PSD, Miguel Santos, é maçon, bem como os antigos líderes Pedro Duarte e Agostinho Branquinho (que saiu do Parlamento para a Ongoing).

"Fuga" da Loja Mozart

De acordo com a edição de hoje do semanário "Sol", a loja Mozart – a tal em que estarão Luís Montenegro e Jorge Silva Carvalho – terá caído em desgraça no seio da maçonaria, por ser vista como um local destinado a tráfico de influências. Tal já terá motivado diversas saídas nos últimos tempos, como por exemplo a de Paulo Noguês, o seu fundador, bem como de Pedro Duarte ou de Miguel Santos.

A loja não se reúne, conta ao semanário fonte da maçonaria, e é acusada de não representar devidamente os ideais da maçonaria. Tanto que muitos dão como certo, no meio, que o grão-mestrado da Grande Loja Legal de Portugal, que engloba todas as lojas, se prepara para fechar a loja e distribuir os seus membros por outras lojas.
Actualmente, prossegue o jornal, a loja Mozart resume-se aos "irmãos" da Ongoing – como Nuno Vasconcellos, António Costa ou Rafael Mora – e a alguns elementos ligados às "secretas".


* Maçons fora dos Orgãos de Soberania, já!
Nenhum filiado numa Sociedade Secreta priveligia o interesse público, serve-se dele, usa-o em proveito da irmandade.

.
.

3 - Falcão

Meninos do Tráfico



Documentário desenvolvido pelo Rapper Mv Bill, tratando da realidade diária do tráfico de drogas no Brasil.

NR: O tráfico de droga tem práticas semelhantes em todo o mundo incluíndo Portugal.
Admiramos a coragem do autor deste trabalho.
 
Os episódios desta série são editados todas as sextas às 22H00, clique na etiqueta "PEIDA-LUSÓFONA"

.



HOJE NO
"DESTAK"

Primeiro-ministro aponta 2012 como
"ano de viragem económica para o país"

O primeiro-ministro apontou hoje 2012 como "um ano de viragem económica para o país", sublinhando que se mostrará aos portugueses que os sacrifícios que estão a fazer "não serão em vão".

"Vamos ter um ano de grandes exigências, mas que será também um ano de viragem económica para o país, é aquilo em que o Governo e também eu próprio firmemente acreditamos", afirmou o chefe do executivo, na abertura do debate quinzenal na Assembleia da República.

Começando por se dirigir à câmara para desejar um Bom Ano, naquela que foi a sua primeira intervenção parlamentar de 2012, Passos Coelho sustentou que o ano que agora teve início será um ano de viragem, durante o qual o país mostrará que cumpre as suas obrigações.


* Exacto sr. Primeiro-ministro, viramos de estibordo e afundamos, esta vai ser a grande viragem. Não nos conte histórias da carochinha, se faz favor.


.

.
13 - GRAMÁTICA DA 
LÍNGUA PORTUGUESA




Se estudou convenientemente gramática pode revê-la nesta série, se não aprendeu nunca é tarde para o fazer, os episódios anteriores foram editados nas sextas-feira precedentes sempre às 21h00.

.

UM MAESTRO DE SAUDADE





... A ARTE NUNCA MORRE

.


HOJE NO
"i"

Cibercrime.
PJ reuniu-se com unidade da Microsoft
Digital Crimes Unit é especializada em ameaças à segurança online e vai cooperar com PJ, dando também formação sobre cibercrimes

No início desta semana, a Polícia Judiciária (PJ) esteve reunida com uma delegação da Microsoft especializada no combate aos crimes informáticos: a Digital Crimes Unit (DCU). Fonte da PJ confirmou ao i que a “reunião de trabalho” contou ainda com a presença de outras entidades governamentais portuguesas e teve como base a troca de informações sobre o fenómeno do cibercrime.

A reunião não foi centrada na investigação de nenhum caso em concreto, mas no âmbito da cooperação entre a PJ e entidades externas é provável que esta equipa venha a auxiliar os investigadores, dando-lhes formação sobre crimes informáticos – área em que os meios da polícia e do Ministério Público para investigar são ainda escassos.

Embora a PJ não confirme esta informação, o i sabe que a unidade de combate a crimes informáticos da Microsoft esteve em Portugal a convite do governo. O surto inédito de ataques informáticos a sites de instituições do Estado, bancos e empresas públicas, e a ameaça destes grupos hacktivistas de intensificação dos ciber-ataques em 2012 transformaram a questão da segurança informática numa prioridade para o governo. Há uns meses, responsáveis de vários ministérios, como o secretário de Estado da Administração Interna, já tinham estado na sede da Microsoft, em Seattle, EUA.

A unidade de crimes digitais da Microsoft – constituída por advogados, investigadores, analistas técnicos e outros especialistas, e que tem como missão defender-se de fraudes e outras ameaças à segurança online – é uma das maiores especialistas em segurança na internet. João Barreto, responsável por uma empresa de segurança informática e professor de Segurança na pós-graduação da Católica em segurança de sistemas de informação, explica que uma unidade como esta, de um gigante como a Microsoft – uma das empresas que mais investe em segurança e também uma das mais atacadas –, tem todas as condições para dar formação aos investigadores da PJ: “São os primeiros a perceber, por exemplo, como as contas de hotmail são roubadas, como são usadas para fins ilícitos ou como se pode proteger as crianças nas redes. Sabem, melhor do que ninguém, como tornar um sistema mais seguro.”

A acção destes hackers tem-se concentrado essencialmente em indisponibilizar páginas, colocando-as temporariamente offline. O Departamento de Investigação e Acção Penal (DIAP) de Lisboa instaurou processos-crime e delegou a investigação na PJ. Mas o i sabe que os investigadores estão com dificuldade em chegar aos autores dos ataques: não havendo intrusão num sistema, a missão complica-se.

Para indisponibilizar uma página basta bombardear um site com pedidos de acesso: o servidor não aguenta e a página fica inacessível. Para um pirata informático, nada mais fácil de fazer, e de fazer sem deixar o seu rasto: qualquer computador infectado com um vírus pode ser usado à distância para estes fins.


* Estes inquinadores não trabalham isoladamente, é preciso saber que lobbys ou governos estão por trás destes ataques. A PJ tem qualidade em recursos humanos, oxalá seja reforçada com os meios necessários para responder a este crime.


.

MANUEL CATARINO



Na sombra da Loja


 Há uns anos, os candidatos a maçons eram obrigados a responder por escrito a meia dúzia de perguntas.

Entre os quesitos, três têm particular importância: "Quem são os seus amigos?"; "Quem são os seus inimigos?"; "Tem problemas com a Justiça?". As respostas tinham todo o interesse. Não por mera curiosidade sobre a vida social do aprendiz, mas como primeira avaliação do carácter: uma pessoa de bem não se senta à mesa com qualquer um, escolhe as companhias com critério e só muito dificilmente será acusada daqueles crimes que envergonham. Muita gente deve ter mentido quando preencheu o papelinho. Hoje, há maçons envergonhados entre canalhas, trambiqueiros, lobistas e corruptos. Ministros e deputados, juízes e procuradores, polícias e altos funcionários dos serviços de informações convivem – no segredo de algumas lojas! – com o crime a seu lado.

As leis fundamentais da redenção humana não aprovam tão insensata e perigosa convivência. O avental não tapa tudo nem empresta carácter: um biltre maçon não deixa de ser um biltre.

IN "CORREIO DA MANHÃ"
05/01/12

.


Ciclo de conferências sobre o tema:
“Emigração no sec XXI”








.

ALMORRÓIDA PESAROSA


Pedro Osório
Nos bastidores 
da música portuguesa

por MARIA JOÃO CAETANO19 Junho 2010 "DIÁRIO DE NOTÍCIAS"

Pianista, compositor, orquestrador, maestro, Pedro Osório trabalhou com todos os grandes da música portuguesa, do fado ao rock. Aos 71 anos colocou as memórias num pequeno livro com muitas histórias.

A primeira vez que Pedro Osório teve de ir prestar declarações à PIDE foi por causa de um livro que tinha encomendado de França: Traité pratique d'instrumentation, de Ernest Guiraud. "Uma encomenda do estrangeiro era sempre suspeita e eles queriam saber se aquilo tinha alguma coisa a ver com actividades ilegais", ri-se hoje o maestro ao recordar o episódio. "Vivíamos aqui completamente isolados, os discos chegavam cá, os que chegavam, com um grande atraso. Estávamos sempre dependentes das novidades trazidas por alguém que viajava."

Este rápido encontro com a PIDE está relatado no livro de memórias do músico, uma edição da Câmara Municipal de Oeiras, onde ele reside, que foi lançado esta semana. Ao longo de 13 anos, Pedro Osório escreveu uma crónica na agenda cultural mensal do município, a 30 Dias. "Escrevia sobre discos, mas também contava episódios da minha vida", explica. Esses textos foram o ponto de partida para o livro intitulado Memórias Irrisórias com Algumas Glórias - 50 anos de Música. Deixou de lado muitos assuntos e reescreveu a maioria dos textos, aumentando-os e tentando dar alguma coerência ao conjunto. Ainda assim, avisa, "isto não pretende ser uma história da música portuguesa nem mesmo da música ligeira, são apenas memórias, episódios, histórias engraçadas. Nunca tomei nota de nada e, por isso, foi tudo escritor de memória", conta o pianista e compositor, nome incontornável na história da música portuguesa dos últimos 50 anos.

Filho de uma família da média-alta burguesia do Porto, arranjou maneira de conciliar o curso de Engenharia com o interesse crescente pela música. "A aprendizagem de música fora do Conserva- tório era inexistente. Quem, como eu, queria estudar jazz ou música ligeira tinha de ser autodictada. Estudei orquestração ouvindo e lendo as partituras de Ravel e de Mancini." E fazendo um curso por correspondência. "Quase um ano de troca de correio para os Estados Unidos."

Apesar de todas as dificuldades, no final dos anos 50 surgiu o Conjunto Pedro Osório, um dos mais requisitados para os bailes de clubes e sociedades recreativas aos fins-de-semana. "A minha família achava graça ao facto de eu tocar aos fins-de-semana, mas quando decidi deixar a engenharia e tornar-me músico profissional, ainda para mais na música ligeira, foi muito complicado. Muitas pessoas da família, sobretudo os mais velhos, cortaram relações comigo", conta. A aceitação só chegaria anos mais tarde, à medida que o seu nome se ia tornando conhecido.

Pedro Osório, compositor, músico e produtor, concorreu várias vezes ao Festival da Canção e trabalhou com todos os grandes nomes da música portuguesa. Com Herman José (em espectáculos e na televisão, em Casino Royal), com José Mário Branco, Carlos Paredes, Adriano Correia de Oliveira, Zeca Afonso, Paulo de Carvalho, Carlos Mendes e Fernando Tordo (com quem fez, em 1989, o espectáculo Só Nós 3), Rita Guerra, Lena d'Água e Helena Vieira (As Canções do Século em 1993), Júlio César (com que criou alguns dos melhores espectáculos para os casinos) e muito mais que não cabem nestas linhas.

Eles são também personagens deste livro em episódios que tanto podem ser emocionantes como divertidos. Como a descrição dos espectáculos de Canto Livre, no pós-25 de Abril, e daquela vez em que, perante um Coliseu a abarrotar, os maiores músicos de então se confundiram com a letra de Grândola Vila Morena. Ou como as peripécias dos músicos a tentar fazer boa figura no Festival da Eurovisão em Oslo, em 1996 e Lúcia Moniz com a presilha do sapato partida e sem poder dançar.

Hoje, com 71 anos, Pedro Osório está mais afastado dos palcos mas continua ligado à música e aos músicos, não só através dos amigos que fez mas também da Sociedade Portuguesa de Autores, de cuja administração faz parte. "Estive sempre metido em sindicatos e associações, tive sempre dificuldade em passar ao lado, em alhear-me daquilo que se passa à minha volta."


* Partiu um herói português que nunca quis ser herói mas foi um génio, até à próxima. 




O grupo S.A.R.L. (Carlos Alberto Moniz, Pedro Osório e Samuel) interpreta "Quero Ser Feliz, Agora" no Festival RTP 1982, classificando-se em 4º lugar com 147 pontos.

.



HOJE NO
"PÚBLICO"

Futebol
Sporting forrou acesso a balneário 
com imagens que exaltam violência

Adeptos das claques em poses agressivas, desafiando os seguranças. Outros de cara tapada e com tochas na mão. Outro numa pose que sugere uma saudação fascista. Outro ainda com um tatuagem com a cruz de ferro, um símbolo que, não sendo exclusivo do nazismo, está muito associado a movimentos da extrema-direita. Foram estas as imagens que o Sporting colocou, nesta época, no corredor que dá acesso aos balneários da equipa visitante, no Estádio de Alvalade — um caminho que tem de ser percorrido pelos jogadores visitantes para se equiparem e depois no caminho de ida e regresso do relvado.

O PÚBLICO teve acesso a fotos tiradas num jogo desta época na zona reservada aos intervenientes no encontro e pôde depois comprovar a veracidade delas, numa visita turística ao estádio, onde foi possível ver uma parte desse corredor, já que a outra estava vedada às visitas. Na parte aberta do corredor estava, por exemplo, o painel em que um adepto aparece de braço esticado (tal como nas saudações fascistas), enquanto as imagens com a tatuagem da cruz de ferro não se encontravam neste corredor: estão na área não visitada ou foram entretanto removidas?

Esta e outras perguntas — De quem foi a ideia? Toda a direcção conhece e concorda com a colocação destas imagens? Porquê o uso destas fotos? — ficaram sem resposta por parte do Sporting, cujo director de comunicação, Pedro Sousa, apenas disse que “não há reacção nenhuma” por parte do clube. De qualquer forma, sabe-se que o vice-presidente responsável pelo património e infra-estruturas, Paulo Pereira Cristóvão, assumiu em entrevista ao jornal do clube, em Agosto, que houve obras no estádio: “Aqui mandamos nós... somos o Sporting”, disse, na altura.

“Tenho dificuldade em acreditar que as fotografias que me enviou tenham sido colocadas nos corredores de acesso aos balneários onde se equipam os clubes visitantes no estádio do Sporting. O clube sempre pautou a sua conduta pela hospitalidade e confraternização com equipas adversárias, não confundindo a saudável rivalidade desportiva com guerras entre facções de adeptos”, reagiu Vicente Moura, presidente do Conselho para a Ética e Segurança no Desporto, esperando que “a direcção do SCP, na senda das tradições do clube, as mande retirar”.


* Estas anormalidades só existem com dirigentes cooperantes com as mesmas. Paulo Pereira Cristovão não é "nós", é ele mais um grupo de sequazes que, oxalá, mandem pouco tempo.
O Sporting não pode tornar-se numa academia de bárbaros.

.
.



1- SIBÉRIA

(RÚSSIA SELVAGEM)



Com 11 fusos horários e estendendo-se por um continente e meio, a Rússia possui uma das maiores áreas do planeta - deslumbrante em seus extremos.


.

O ÓDIO MATA




DIGA NÃO AO RACISMO


.



HOJE NO
"A BOLA"

Presidente do Bayern sugere 
que Joseph Blatter seja deposto

Uli Hoeness diz que líder da FIFA tem um ano para explicar claramente como quer secar o pântano Mundial-2022 (Catar), subornos, corrupção e racismo no futebol em causa.

Uli Hoeness, presidente do Bayern e figura incontornável do clube bávaro no qual jogou de 1970 a 79 (tri campeão nacional e europeu) e do futebol alemão (35 vezes internacional, campeão europeu em 1972 e campeã mundial em 1974), entrevistado pelo jornal germânico Sueddeutsche, pela celebração ontem do seu 60.º aniversário, teceu duras críticas a Joseph Blatter, presidente da FIFA, sugerindo mesmo que o dirigente suíço, de 75 anos, abandone o cargo que ocupa desde Junho de 1998.

«Blatter deve explicar claramente nos próximos 12 meses como quer secar este pântano e, se não o fizer, é preciso criar condições para depô-lo», disse.


* Haja alguém a contestar a ditadura Blatteriana tão suspeita no Catar como na Rússia.

.
.

OS 50 MELHORES DE 2011
(PARA A ROLLING STONE)


5 – RADIOHEAD
THE KING OF LIMBS
(LOTUS FLOWER)




Produced and Directed by Garth Jennings
Choreographed by Wayne McGregor
Director of Photography- Nick Wood
Editor- Leila Sarraf

(De segunda a sábado o desfile do nº1 ao 6, um por dia a esta hora)


.


HOJE NO
"CORREIO DA MANHÃ"

Camionistas sobem preço dos serviços
em 7,5%

As transportadoras rodoviárias de mercadorias estão a aplicar um aumento médio na ordem dos 7,5 por cento nos serviços que prestam, de modo a poderem fazer face à introdução de portagens nas antigas SCUT e ao aumento dos combustíveis.


Em declarações à Lusa, o presidente da Associação Nacional de Transportadores Públicos Rodoviários de Mercadorias (ANTRAM), António Mousinho, disse que as empresas estão a aplicar aumentos "na ordem dos 7,5 por cento".

António Mousinho explicou que esta subida de preços ficou a dever-se à introdução de portagens em quatro antigas SCUT (vias sem custo para o utilizador) – A23 (entre Torres Novas/Abrantes e a Guarda), na A24 (entre Vila Verde/Chaves e Arcas-Estrada Nacional 2), a A25 (entre Aveiro e Vila Formoso) e a A22 (entre Lagos e Castro Marim/Vila Real de Santo António) – a 08 de Dezembro.

O presidente da ANTRAM adiantou que o início da cobrança de portagens nestas quatro concessões teve como consequência "um aumento na estrutura de custos das empresas entre os três e os 3,5 por cento".

A contribuir para a decisão das transportadoras esteve também, de acordo com António Mousinho, o aumento médio de cerca de quatro por cento nos preços das portagens a partir do início deste ano, bem como a subida do preço dos combustíveis, que já atinge "cerca de 10 por cento".

"Neste cenário, as empresas não tiveram outra alternativa ao aumento do preço para o consumidor final", acrescentou.


* Previsível, as novas portagens trazem custoa acrescidos para toda a gente, é mais um rombo para os salários já de si magros.

.

.

2-VEJA A DIFERENÇA



CADA KM A MAIS É UM MATADOR


.


HOJE NO
"DIÁRIO  ECONÓMICO"

Insolvências
Falências atingem mais famílias do que empresas

No primeiro semestre de 2011, em média, 14 famílias faliram por dia.

Os níveis de insolvências decretadas pelos tribunais judiciais em Portugal atingiram um novo máximo histórico, ultrapassando os 2.428 processos no segundo trimestre deste ano. Os particulares são os mais afectados, em consequência do desemprego e das medidas de austeridade e, pela primeira vez, o número de famílias falidas ultrapassa o das empresas nessa situação.

Em apenas três meses, entre Abril e Junho, o peso de pessoas singulares do total das insolvências decretadas é já 54,7%, num total de 1.328 processos, quase três vezes mais que as 125 famílias declaradas insolventes há quatro anos (no segundo trimestre de 2007).

As estatísticas do Ministério da Justiça - que ainda não têm disponíveis os dados referentes ao terceiro trimestre de 2011 - revelam resultados históricos e preocupantes: no total do primeiro semestre, 2.426 famílias recorreram aos tribunais para serem declaradas insolventes e verem assim uma percentagem das suas dívidas perdoadas e assumirem um pagamento a prestações do restante.


* Uma amoralidade esta forma de governar, será que teremos pontes suficientes para viver debaixo delas?


.


.

 CORPOS MUITO

MAIS LINDOS



Enviado por

Amsterdam tattoo convention 2011

.


ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA 
DE LEUCEMIAS E LINFOMAS




Inscreva-se como sóci@ da APLL por apenas € 5/ano. As verbas que recolhidas através dos novos sócios ou donativos revertem integralmente a favor dos doentes: oferecemos pijamas, uma vez que o tratamento de quimio e radioterapia os leva a transpirar imenso, pelo que têm de trocar de pijama várias vezes ao dia; oferecemos um plafond de 200/250 euros/mês, conforme o caso, para compra de medicamentos em farmácia por doentes carênciados, que permitam complementar o tratamento ambulatório - estes casos são analisados pela assistente social do IPO do Porto e remetidos para a APLL.

Dadores de Sangue

As colheitas de sangue podem salvar vidas. Os doentes sujeitos a tratamentos de quimio, rádio e imunoterapia precisam, muitas vezes, de transfusões de sangue aquando do tratamento.

Dadores de Medula

O registo como dador de medula óssea não traz benefícios directos ao dador. No caso de se encontrar um dador compatível com um doente que precise de transplante, o dador poderá, ou não avançar com o processo de dádiva. Nos dias de hoje, o processo é extremamente simples e indolor, podendo ajudar a salvar uma vida.

Associação Portuguesa 
de Leucemias e Linfomas
Clinica Oncohematologia
R. Dr. António Bernardino de Almeida,
4200-072 Porto
Tel. 225 084 000 - ext. 3100 | 93 440 50 12
E-mail: geral@apll.org

Associação Portuguesa Contra a Leucemia
Rua D. Pedro V - nº 128
1250-095 Lisboa
Tel: 213 422 204/05
Fax: 213 422 206
E-mail: apcl@contraleucemia.org | 
Web: http://www.contraleucemia.org

CEDACE – Registo Português 
de Dadores de Medula Óssea
Centro de Histocompatibilidade do Norte
Pavilhão "Maria Fernanda"
R. Dr. Roberto Frias
4200-467 Porto
Tel: 225 573 470
Fax: 225 501 101


.



HOJE NO
"O PRIMEIRO DE JANEIRO"

UE «dá» a Portugal 5,5 milhões por dia

A economia portuguesa recebeu uma injeção financeira proveniente de Bruxelas no valor total de 2.024 milhões de euros em 2011, valor a que corresponde uma média de 5,5 milhões de euros por dia. Segundo um comunicado do Ministério da Economia, no segundo semestre o nível médio de pagamentos mensais ascendeu a 200 milhões de euros, o que revela uma aceleração de 40 por cento dos financiamentos comunitários pagos no âmbito do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional e do Fundo de Coesão, uma vez que no primeiro semestre do ano o nível médio de transferências destes fundos para a economia foi de 137 milhões de euros por mês, um valor inferior à média mensal verificada no segundo semestre.
'Esta forte aceleração permitiu que, em 2011, a economia portuguesa recebesse uma injeção financeira total daqueles fundos de 2.024 milhões de euros, num volume global de 5,2 mil milhões recebidos desde 2008', revela o Governo, salientando que 'este avanço significa um passo importante no cumprimento das metas de execução financeira assumidas por Portugal junto de Bruxelas, assim como na consolidação da posição nacional no topo do ranking dos países da União Europeia com maiores transferências financeiras comunitárias',
No entender do secretário de Estado Adjunto da Economia e do Desenvolvimento Regional, Almeida Henriques, citado na nota de imprensa, a dimensão da injeção financeira e o incremento verificado nos últimos seis meses constituem 'um valioso contributo para o financiamento da economia portuguesa, num momento de contenção muito exigente da despesa pública'.


* Onde pára esta fortuna??? Nas PPP's, nos bancos fraudolentos, nas fundações fantasma, sim, onde?


.



18 - OOPS !!!!!!!!!!
 





 



HOJE NO
"DIÁRIO  DE NOTÍCIAS"

Proibição total de fumar
em espaços fechados

Ministério da Saúde vai rever a legislação e aproximá-la de países mais avançados. Combate ao fumo passivo é uma prioridade

O Governo vai fazer o que o Parlamento ainda não fez apesar de estar habilitado para tal: apertar mais a Lei do Tabaco para reduzir as exceções que ainda permitem o fumo em locais públicos (restaurantes, bares, discotecas, etc).

"Vamos rever a legislação de forma a seguirmos os países mais avançados", assegurou ao DN o secretário de Estado da Saúde, Leal da Costa. O fim da exposição de trabalhadores e crianças e do fumo passivo em locais públicos são para rever, talvez já este ano.


* O tabaco foi sempre uma faca de dois gumes para quase todos os governos do mundo. Apesar de científicamente demonstrado como um "grande assassino", as receitas fiscais que dele advêm tornam os governos cúmplices destes "homicídios" à distância.
Fumar não é um acto de liberdade, é uma patarequice!
Gastem dinheiro em livros.
.
 
 
CROMOTERAPIA






HOJE NO
"RECORD"

Assobios garantidos e maçãs no bolso
MOUTINHO JÁ DEVE SABER O QUE O ESPERA

Tão inevitáveis como as bolas de golfe que chegaram a ser moda em alguns dos jogos entre os grandes. As maçãs estarão nos bolsos de muitos sportinguistas, por forma a receberem João Moutinho, depois de, no verão de 2010, o médio algarvio ter trocado os leões pelo FC Porto. Os adeptos de futebol não têm memória curta e, por isso, por mais anos que passem, estas traições são constantemente lembradas.

O jogador, agora com 25 anos, já experimentou uma vez a sensação de visitar o estádio que o acolheu durante tantos anos, vestindo a camisola dos dragões. As coisas não lhe correram muito bem dentro de campo, realizando uma exibição um pouco abaixo do habitual, que levou até à sua substituição a 4 minutos do final. Além de ter sofrido muitas faltas durante todo o encontro, cada vez que tocava na bola era vaiado pelos adeptos que encheram as bancadas do Estádio José Alvalade.


* Sou sportinguista mas não alinho nestas fantochadas de bárbaros.
Moutinho é um grande jogador e se por acaso não rendeu o que devia em Alvalade a grande responsabilidade é dos técnicos que desorientavam a equipa.Para não falar da ruinosa administração do sr Betencourt.

.
.


1 - FÁBRICA PARA
RECICLAGEM DE ENTULHO



CONTINUA A 13/01 À MESMA HORA

.



HOJE NO
"JORNAL  DE NOTÍCIAS"

Empresa francesa das próteses mamárias também produziu implantes para homem

A empresa francesa Poly Implant Prosthesis, acusada de utilizar gel de silicone de grau industrial em próteses mamárias, também fabricou implantes de testículos, peito e glúteos para homem.

A informação, avançada pelo jornal "Le Parisien", cita antigos funcionários da Poly Implant Prosthesis (PIP) que, sob anonimato, revelaram que a empresa desenvolveu uma linha de negócio de implantes para homens além da actividade de próteses mamárias femininas.

"Três pessoas receberam formação específica para trabalhar com uma máquina que fabricava testículos de silicone", indicou um dos funcionários ao jornal francês.

Outro funcionário, que se dedicava ao controlo de qualidade, acrescentou que "era uma máquina de injecção muito cara, adquirida para posicionamento [da empresa] em novos mercados. A maior parte da produção ia para o estrangeiro".

A Agência Francesa de Segurança Sanitária de Produtos de Saúde garantiu que a empresa só declarou em França a produção de implantes mamários, pelo que, a actividade dirigida ao público masculino era desconhecida.

As próteses de testículos são utilizadas em cirurgias de reconstrução em casos de remoção, normalmente devido a doença cancerígena, ou por falta deste órgão à nascença.

Os implantes para aumento do volume dos glúteos (nádegas) destinavam-se em particular ao mercado sul-americano, segundo um dos funcionários da PIP, que assegura que contêm o mesmo material dos implantes mamários cuja segurança está actualmente a ser questionada.


* Não há limites para vaidade masculina mas o cerne da questão incide na prática criminosa do fabricante.


.


O ENCANTO DE SER PEQUENITO
 ,






LEITORA OU LEITOR DO CORAÇÃO.......
.....DA PEIDA

Obrigado por nos visitarem e sabemos que nos visitam por o afecto que dedicam a cada um dos nossos pensionistas. 
- Sabemos muito bem que "a peida é um regalo..." é um nome chocante, foi por isso que o escolhemos.
- Sabemos de nomes bonitos que caluniam, o nosso nome chocante não;
- Sabemos de nomes bonitos que são ordinários e grosseiros, o nosso nome chocante não;
- Sabemos de nomes bonitos tendenciosos, o nosso nome chocante não;
- Sabemos de nomes bonitos acagaçados, o nosso nome chocante não;
- Sabemos de nomes bonitos intriguistas e cuscovilheiros, o nosso nome chocante não;
- Sabemos de nomes bonitos e ignorantes, o nosso nome chocante não.

E, para si
LEITORA OU LEITOR DO CORAÇÃO......................
DA PEIDA,
 
já pensou que é a/o única/o mamífero QUE SE SENTA SOBRE A PEIDA... se é uma tão grande comodidade, embora não faça bem à saúde, porque NÃO HÁ-DE SER UM REGALO? 
Espreite os outros mamíferos e veja se eles tiram partido da peida como nós.
Acha que era melhor sermos caluniadores, ordinários, grosseiros, tendenciosos, acagaçados, intriguistas e cuscovilheiros do que sermos uma  
" PEIDA QUE É UM REGALO"?

Então Assuma-nos!!!

Divulgue-nos, nós merecemos essa atitude da sua parte, a vergonha é um mau princípio e não tem de se envergonhar de nós, lembre-se que se não tivesse PEIDA a sua vida não seria um REGALO, além disso preferimos este termo a Cú, Rabo, Sim senhor, Traseiro, Cagueiro, etc., nomes bem mais prosaicos grosseiros e ridículos.

Envie os seus artigos para:
  apxxdxdocorreio@gmail.com serão publicados na íntegra.

ABJEIAÇOS
Todos os Pensionistas
.


5 - O NEGRO  E O VERMELHO
 .





 .
.

PALETA DE CORES





JORNAIS DE HOJE


COMPRE JORNAIS





 m
 
Diário Económico







v









.