domingo, 18 de dezembro de 2011

UMA GRAÇA PARA O FIM DO DIA

.

- Menino Luizinho! O que é que tem 4 patas, bigodes, anda em cima dos telhados, tem uma azeitona na boca e faz miau?
- Com uma azeitona na boca? Não faço a mínima ideia, Sra. professora!
- Oh menino Luizinho, é um gato! A azeitona na boca é só para complicar!...

E a professora continua com o seu interrogatório:

- Menino Dioguinho! O que é que tem 2 patas, bico, pernas, faz ninhos, tem óculos faz "piu-piu" ?
- Com óculos? Não faço a mínima ideia, Sra. professora!
- Oh menino Dioguinho, é um passarinho! Os óculos são só para complicar!...

Não satisfeita com os resultados que estava a ter, perguntou ao resto da
  classe, se algum aluno tinha alguma pergunta para lhe fazer, ao que o menino Joãozinho responde afirmativamente:

- Sra. professora! O que é que tem ponta redonda, estica e encolhe, tem duas bolas por baixo, tem a ponta vermelha e as mulheres gostam de pôr na boca?

- MENINO JOÃOZINHO! EU NÃO LHE ADMITO FALTA DE EDUCAÇÃO NA MINHA AULA! JÁ LÁ PARA FORA!


- Calma, Sra. professora! É o batom! As bolas por baixo são só para complicar!!




A Raríssimas – Associação Nacional de Deficiências Mentais e Raras – foi fundada em Abril de 2002, com o objectivo de apoiar doentes, famílias e todos os que convivem de perto com as Doenças Raras.

Pretendemos ser uma associação com elevado reconhecimento nacional e internacional no que às Doenças Raras diz respeito e para isso empenhamo-nos em participar em diversos projectos, quer de âmbito nacional, quer internacional.

Uma das razões da nossa existência é a divulgação das Doenças Raras. Para isso:

 Incentivamos a reflexão e o debate sobre as necessidades dos portadores de doenças raras e suas famílias;

 Sensibilizamos a comunidade para a realidade das doenças raras;

 Alertamos a Comunicação Social para a importância da divulgação da informação sobre as doenças raras, bem como a importância das organizações que as representam;

 Demonstramos à sociedade a importância do movimento associativo no apoio e acompanhamento dos portadores de doenças raras e das suas famílias.

O apoio aos doentes e às respectivas famílias é outra dos nossos pilares de actuação. Por isso mesmo, continuamos a prestar o melhor apoio possível aos nossos associados e aos cidadãos em geral, na temática da (in)formação, tendo em conta os seguintes objectivos:

 Promover a igualdade de direitos dos portadores de doenças raras e suas famílias;

 Melhorar a divulgação de meios e recursos, que permitem aos portadores de doenças raras a escolha, digna, do seu modo de vida com interacção no seu meio social e cultural;

 Melhorar a coordenação entre técnicos, instituições nacionais das áreas de medicina, ensino, reabilitação e o sector associativo.

A todos os nossos doentes raros e respectivas famílias, um grande bem hajam!

Como apoiar

O maior projecto da Raríssimas é, neste momento, a conclusão da Casa dos Marcos, uma obra de grande envergadura que necessita do apoio de todos para que esteja brevemente ao serviço da comunidade.

Caso queira contribuir para esta obra solidária, por favor faça o seu donativo para o NIB:
Conta BPI nº 0010 0000 3796 8970 0018 0

IBAN : PT50 0010 0000 3796 8970 0018 0
SWIFT/BIC
BBPIPTPL

Para além do projecto megalómano da Casa dos Marcos, a Raríssimas, encontra-se a desenvolver neste momento mais dois projectos de suma importância.

O Centro Multidisciplinar, em Lisboa, é um projecto de apoio aos doentes raros e que necessita, para já, de obras que permitam o funcionamento em pleno desta unidade. O Centro Multidisciplinar procura não só apoios a nível de construção, como também de materiais que possibilitam uma completa integração do utente. Caso queira participar deste projecto, poderá fazer o seu donativo para:

0010 0000 4235 5060 0017 6 - Banco BPI

Para mais informações ligue 21 362 31 91

Linha Rara é o nome de um serviço de utilidade pública que visa promover o esclarecimento e encaminhamento de todos os utentes com dúvidas e problemas relacionados com as doenças Raras. Para que este serviço funcione na perfeição é necessário, além dos profissionais que colaboram voluntariamente, toda uma estrutura de telecomunicaçõ,es que possibilite o funcionamento em pleno deste serviço. Para fazer o seu donativo para este projecto :

0010 0000 4235 5110 0013 8 - Banco BPI

PORQUE ESPERA???

CARTA AO PAI NATAl




Pai natal quando voares nos céus da minha Pátria
Quando aterrares as renas nas planícies do meu País
Lembra-te desta carta, pedido singelo
De um homem que só para a Pátria pede
Para si... Nada quis.
Se o nevoeiro que levou D. Sebastião
Te fizer perder o rumo e baralhar o norte
Segue o cheiro a verde pinho
Ouve a minha trova no vento que passa
E chegarás às chaminés do meu país
Pátria desafortunada. Sem euros. Má sorte.
Numa das chaminés de Lisboa
Sentirás o odor e verás o fumo negro da traição
Que o teu trenó sobre ela paire.

Assinado: Manuel Alegre 


.

ALMORRÓIDA ENTRISTECIDA

Václav Havel (Praga, 5 de outubro de 1936 — Praga, 18 de dezembro de 2011[1]) foi um escritor, intelectual e dramaturgo checo. Foi o último presidente da Checoslováquia e o primeiro Presidente da República Checa.

Firme defensor da resistência não-violenta (tendo passado cinco anos preso por suas convicções), tornou-se um ícone da Revolução de Veludo em seu país, em 1989. Em 29 de dezembro de 1989, na qualidade de chefe do Fórum Cívico, elegeu-se presidente da Checoslováquia pelo voto unânime da Assembleia Federal.

Manteve-se no cargo após as eleições livres de 1990. Apesar das crescentes tensões, Havel apoiou a preservação da federação entre checos e eslovacos durante a dissolução da Checoslováquia. Em 3 de julho de 1992, o parlamento federal não logrou elegê-lo - o único candidato a presidente - devido à falta de apoio dos deputados eslovacos. Após a declaração de independência da Eslováquia, Havel renunciou à presidência, em 20 de julho. Quando da criação da República Checa, candidatou-se ao cargo de presidente e venceu as eleições em 26 de janeiro de 1993.

Após combater um câncer de pulmão, Havel foi reeleito presidente em 1998. Seu segundo mandato presidencial terminou em 2 de fevereiro de 2003, sucedendo-lhe seu grande adversário, Václav Klaus.

O antigo presidente checo morreu este domingo aos 75 anos.
A sua morte foi confirmada este domingo pela sua porta-voz, Sabina Dancecova. Vaclav Havel, que se tinha retirado da vida pública devido a problemas de saúde, morreu durante o sono na sua casa no norte do país.



.


A PANTERA COR DE ROSA





.


Não gaste inutilmente
O dinheiro está muito caro

O Dia Mundial da Poupança 
celebrou-se a 31 de Outubro.

O Dia Mundial da Poupança, foi criado com o intuito de alertar os consumidores para a necessidade de disciplinar gastos e de amealhar alguma liquidez, de forma a evitar situações de sobre-endividamento. A ideia de criar uma data especial para promover a noção de poupança surgiu em Outubro de 1924, durante o primeiro Congresso Internacional de Economia, em Milão.

A taxa de poupança em Portugal ronda os 11%. Os planos poupança reforma são das aplicações mais procuradas em Portugal. Há cerca de 15 mil milhões de euros aplicados em PPR.

Mais de 80% das famílias portuguesas recorrem ao crédito para habitação, seguido do crédito para financiamento do automóvel e por fim o crédito pessoal.

Lá por ser Natal 
não seja consumista 

.

.

Ellen Gustafson

Obesidade + Fome =

1 problema de alimentação 

à escala global




Filantropa, co-criadora dos sacos FEED, Ellen Gustafsson afirma que fome e obesidade são os dois lados da mesma moeda. No TEDxEast, ela lançou o 30 Project -- uma via para mudarmos a forma como consumimos e cultivamos comida para os próximos 30 anos, para resolver as desigualdades globais que estão por detrás destas duas epidemias.

.


ESTA SEMANA NA
"VISÃO"

Lisboa é a 27ª cidade 
mais reputada do mundo

O estudo apresentado realça o facto de a capital portuguesa "ser uma cidade bonita" e "possuir um ambiente seguro". Conheça as razões porque as cidades se destacam e confira na integra a lista das melhores 100 cidades do mundo...

O City RepTrak 2011, estudo realizado pela Reputation Institute, analisou ao pormenor critérios que permitiram definir uma lista das melhores cidades. Os países abrangidos foram 59 e as cidades 100.

Recorrendo a inquéritos on-line, o City RepTrak 2011 procurou descobrir qual a opinião de 35 mil pessoas sobre 3 grandes áreas: desenvolvimento económico, eficácia governativa e ambiente natural atrativo.

Apoiado também nas ligações emocionais, o estudo pontua as cidades tendo por base critérios como por exemplo: a 'produção de produtos e serviços respeitados'; um 'ambiente cultural apelativo'; 'ser um centro internacional para os negócios' e 'ser uma cidade segura'.

Lisboa tem, de acordo com índice que mede a qualidade das cidades, o de pulse, 66,21 pontos. A capital portuguesa segue-se, na lista, a Milão (lugar 26) e atras de si tem a cidade Australiana de Melbourne (lugar 28).

Curiosamente, Lisboa está numa posição melhor do que algumas capitais europeias: Atenas ocupa o lugar 29 e Berlim a 31ª posição.

Portugal é 21º

A Reputation Institute elaborou também uma lista dos países com maior reputação.

O ranking "Country RepTrak 2011" têm como critérios fundamentais para a atribuição da pontuação o PIB, o ambientes natural e cultural e o sistema político dos países.

Portugal ocupa o lugar número 21 desta lista. Os critérios em que mais se destaca são "a beleza do país, o ambiente cultural, a simpatia e o acolhimento característicos do seu povo e o estilo de vida atractivo".

O raking é liderado pelo Canadá que é seguido de perto pela Suécia e Austrália, segundo e terceiro classificados respectivamente. Em comum, estes países têm um PIB per capita elevado e sistemas democráticos consolidados.

O Estudo realizado tem em conta a opinião dos habitantes dos países do G8. Entre Janeiro e Fevereiro deste ano, 42 mil pessoas responderam a um inquérito sobre os 54 países da lista.
Confira as 100 melhores cidades do mundo.

1- Londres
2- Genebra
3- Sidnei
4- Viena
5- Veneza
6- Roma
7- Barcelona
8- Oslo
9 - Florença
10 - Vancouver
11- Paris
12- Copenhaga
13- Estocolmo
14- Bruxelas
15- Praga
16- Helsínquia
17- Toronto
18 -Montreal
19- Munique
20- Madrid
21- Amesterdão
22- Edimburgo
23- São Francisco
24- Dublin
25- Nova Iorque
26 - Milão
27 - Lisboa
28 - Melbourne
29- Atenas
30- Zurique
31- Berlim
32- Frankfurt
33- Tóquio
34- Orlando
35- Auckland
36-Bali
37- Seattle
38- Singapura
39- Dusseldorf
40- Atlanta
41- Los Angeles
42- Chicago
43- Miami
44- Osaka
45- Budapeste
46- Hong-Kong
47- Boston
48- Lyon
49- Phuket
50- Washington
51- Santiago
52- Buenos Aires
53 - Austin
54 -São Petersburgo
55- Cancún
56- Kiev
57-Cracóvia
58- Changai
59- Las Vegas
60-Dubai
61- Rio de Janeiro
62- Cidade do Cabo
63- Seul
64- Pattaya
65- São Paulo
66- Taipei
67- Meca
68- Joanesburgo
69- Kuala Lumpur
70- Moscovo
71- Shenzhen
72- Bangalore
73- Lagos
74- Daca
75- Istambul
76- Macau
77- Banguecoque
78- Mumbai
79- Cairo
80- Pequim
81- Nova Deli
82- Manila
83- Riad
84- Telavive
85- Lima
86- Bogotá
87- Calcutá
88- Caracas
89- Port-au-Prince
90- Cidade do México
91- Jacarta
92- Carachi
93- Chongqing
94-Hangzhou
95- Ho Chi Minh City
96- Nairobi
97- Cantão
98- Luanda
99- Teerão
100- Bagdade



* LISBOA É LINDA

.




6 - TECNOLOGIA DO FUTURO



.


ESTA SEMANA NO
"i"

FPF
Fernando Gomes assume liderança 
e garante absoluta confiança 
em Paulo Bento

O novo presidente da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), Fernando Gomes, afirmou hoje que Portugal parte para o Euro2012 com uma das melhores equipas técnicas da competição, e reiterou a sua absoluta confiança em Paulo Bento.

“Meu caro Paulo Bento, o país acredita nas suas capacidades e na mais-valia que nos próximos anos a sua ação pode significar para o futebol português”, disse Fernando Gomes, na cerimónia em que foi empossado como presidente da FPF.

O novo líder federativo classificou Paulo Bento como “um líder no banco e no balneário, como já o era em campo. Um homem de valores, de trabalho, de exigência, de regras claras”.

O presidente da FPF desafiou o Governo a “reabrir o processo de revisão do Regime Jurídico das Federações Desportivas” considerando que, “em diversos aspetos, esta lei não defende a estabilidade, a competência e o alcançar de resultados”.

Fernando Gomes pediu ainda ao Governo, a alteração da atual lei de policiamento, considerando que a atual "estrangula a prática desportiva no país” e apelou a uma clarificação do Executivo sobre "uma cidade do futebol no Vale do Jamor".

Ao antigo presidente da Liga Portuguesa de Futebol Profissional enumerou algumas das suas bandeiras eleitorais como a democratização do futebol, a arbitragem e a regulação das apostas online.

Fernando Gomes realçou também a “enorme responsabilidade” que representa o regresso da Disciplina e da Arbitragem ao seio da FPF.

Numa cerimónia com presença que contou com a presença do O ministro Adjunto e dos Assuntos Parlamentares, Miguel Relvas, e do secretário de Estado do Desporto e Juventude, Alexandre Mestre, Gomes afirmou que “no futebol quem decide é o futebol”, mas garantiu não alinhar no “estigma anti-político”.

Gomes não esqueceu o seu antecessor “que se bateu por causas, defendeu o futebol e elevou as seleções nacionais a um patamar de excelência” e prometeu a Gilberto Madaíl o título de presidente honorário da FPF.

A cerimónia, realizada numa unidade hoteleira de Lisboa e antecedida de uma Assembleia-Geral ordinária ainda da gestão anterior, começou com a posse dos elementos de todos os órgãos sociais.

Fernando Gomes, que será substituído na liderança da Liga Portuguesa de Futebol Profissional por Andreia Couto, venceu a 10 de dezembro, as eleições para a FPF, nas quais concorreu contra Carlos Marta.


* Já está a meter o pé na argola:
- Quando se fala em absoluta confiança dá sempre raia.
- Se a equipa técnica é uma das melhores da competição porque tivemos de disputar o "play off", azar??

.

ANA SOUSA DIAS



As famílias normais

Uma das certezas que o Porto nos dá é que, se passarmos os portões de Serralves, vamos ter umas belas horas pela frente. Há coisas garantidas: o parque, a arquitectura, o ambiente, a livraria, a loja, o restaurante, e há as surpresas das exposições.

O que lá está agora são a pintura e o desenho do português Eduardo Batarda (até 11 de Março) e as fotografias do alemão Thomas Struth (até final de Janeiro), totalmente diferentes entre si mas com aquela qualidade que nos põe a olhar, a pensar, a demorar.

A visita é ajudada por textos cuidadosos que nos dão chaves para a leitura das obras, e muitas vezes é animada pelas crianças das escolas que são presença habitual naquele espaço maravilhosamente feito de branco, madeiras claras e luz.

A exposição retrospectiva de Eduardo Batarda precisa de tempo, de atenção ao pormenor, e o título é feito da ironia que marca a obra do pintor - "Outra vez não" - retirado de um quadro que é uma variação sobre um tema, como um exercício musical feito de cores e palavras. Literalmente musical numa das salas, com uma selecção deliciosa de canções. Divertido, cortante, trabalhoso e a propor-nos que pensemos sobre o assunto.

Ao lado, estão as fotografias de Struth, imagens captadas em florestas densas ou em ruas desertas, em monumentos e museus ou em laboratórios científicos. Ou em casas de famílias que não posso classificar de anónimas porque todas estão identificadas. Direi antes: famílias normais, mas quando escrevo esta expressão penso que não serve para nada.

Faltam poucos dias para o Natal, os dias correm com uma rapidez aflitiva, e a palavra família é a que associo imediatamente a esta data. Desde pequena que é assim, com mudanças que os nascimentos e as mortes impõem, e tenho pena de não ter registado em fotografias todos os natais da minha vida, uma espécie de catálogo do correr dos dias, dos anos, das gerações.

As famílias portuguesas, dizem os dados do INE e todos os sentimos e presenciamos, mudaram muito nos últimos 50 anos. Também isso apareceria nas fotografias que não fiz, a variação desde os tempos dos casais para sempre, com avós, pais, tios, irmãos, muitos primos a partilhar aventuras, roupas e segredos.

Nas fotografias que Thomas Struth fez com famílias de países muito diversos, tudo isso lá está, no enquadramento e na organização que cada uma escolheu de frente para a câmara, na posição das mãos e dos braços, nos corpos mais tensos ou mais confortáveis, nos olhares fixados na lente, no número de pessoas de cada núcleo.

Famílias normais, como as nossas. O que será uma família normal?



IN "JORNAL DE NOTÍCIAS"
16/12/11


.


ESTA SEMANA NO
"RECORD"

Anália Rosa é 5.ª em crosse espanhol
Crosse Internacional de Venta de Baños

Anália Rosa terminou o 34.º Crosse Internacional de Venta de Baños, em Espanha, no 5.º lugar, enquanto Tiago Costa foi 6.º na corrida masculina.

Já Doroteia Peixoto foi 8.ª na corrida ganha pela queniana Priscah Jepleting, ao gastar 22.47 minutos, menos um segundo que a italiana Nadia Ejjafini, quarta no Europeu.

Seguiram-se duas espanholas ausentes do Europeu, Dolores Checa (23.20) e Diana Martin (23.56), imediatamente antes de Anália Rosa, sexta classificada com 24.02, menos sete segundos que a credenciada Marta Dominguez, de regresso às competições. Já Doroteia Peixoto oitava com 24.13.

Na corrida masculina, o queniano Philemon Limo gastou 31.57 minutos, menos 21 segundos que o espanhol Ayad Lamdassem, vice-campeão europeu uma semana antes, em Velenje (Eslovénia).

Outro espanhol, Chema Martinez, completou o pódio, com 32.26. Tiago Costa, sexto, gastou 32.51, ficando a sete segundos do também espanhol Juan Carlos Higuero.


* O atletismo tem muito bons intérpretes.


.


C - COSMOS

2 - A VIDA DAS ESTRELAS


.


ESTA SEMANA NO
"VIDA ECONÓMICA"

Crédito à habitação cai 68%

O acesso ao financiamento junto da banca para aquisição de casa continua a ser fortemente restringido. Em outubro, a atribuição de crédito para compra de habitação limitou-se a 236 milhões de euros. Este valor revela uma quebra de quase 68%, face a período homólogo do ano passado. Os bancos financiaram em apenas 4,6 mil milhões de euros a economia nacional, menos quase 20%, ainda que se tenha registado um ligeiro aumento de 2%, relativamente ao mês anterior.


* Ainda há pontes em bom estado para viver debaixo delas

.

SODADE



 A genuína partiu, sodade


.


ESTA SEMANA NO
"SOL"

Apenas entre 20 e 30% dos cargos importantes são ocupados por mulheres

Em Portugal, há apenas entre 20 a 30 por cento de mulheres nos cargos de topo, muito graças à Função Pública, revela a Comissão para a Igualdade no Trabalho, para quem há poucos, mas bons exemplos nacionais.

A Comissão para a Igualdade no Trabalho e no Emprego (CITE) promove segunda-feira um encontro sobre 'Vantagens Competitivas da Igualdade de Género para as Empresas', em Lisboa, e, em declarações à agência Lusa, a presidente da CITE revelou que em Portugal ainda há muito para fazer nesta matéria.

«Os dados flutuam sempre, tem tudo a ver com as fontes onde são obtidos, mas estamos à volta dos 20 a 30 por cento de [mulheres nos] cargos de direcção, isto porque contamos com o sector público onde há mais mulheres em cargos de direcção porque ao nível do sector privado é muito fraco», revelou Sandra Ribeiro.

Dados da CITE actualizados em Agosto de 2011 mostram que em 2010 havia apenas 6,2 por cento de mulheres entre os membros do conselho de administração das vinte maiores empresas cotadas em bolsa (PSI 20). Dos 242 membros, 227 eram homens e 15 eram mulheres.

Um número que ainda assim representa uma melhoria face ao ano anterior, onde em 249 membros de conselhos de administração, 241 eram homens e oito eram mulheres, o que representava 3,2 por cento.

Passando para alguns sectores da Função Pública, a proporção melhora ligeiramente.

Em 2010, 2009 e 2008, dos seis membros do conselho de administração do Banco de Portugal, apenas um era uma mulher. Entre os juízes, a maioria são mulheres, representando já quase 56 por cento do total de magistrados, uma vez que do total de 1 777 juízes, 990 são do sexo feminino.

Em relação aos membros do conselho de reitores das universidades portugueses, os dados mais recentes são de 2008 e mostram que entre os 16 reitores, há apenas uma mulher.

No que diz respeito aos investigadores do ensino superior, não há dados depois de 2002 e nesse ano a proporção era de quase 50 por cento, com 5 051 homens e 4 451 mulheres.

Ao nível da desigualdade salarial, os dados da CITE mostram também que é tanto maior quanto mais elevado o nível de qualificação e que é na categoria de quadros superiores que a desigualdade é particularmente acentuada, com as mulheres a terem uma remuneração média de base 29,1 por cento abaixo da dos homens e 30,1 por cento abaixo em termos de ganhos.

Na opinião da presidente da CITE, entre as empresas portuguesas há poucos exemplos de igualdade de género, mas os poucos que existem são muito bons.

«Temos bons exemplos, mas poucos e eu creio que a maior parte das empresas ainda não acordou para esta questão», apontou Sandra Ribeiro, focando que este é um problema transversal a todos os sectores empresariais.

O encontro promovido pela CITE vai trazer a Portugal representantes de empresas estrangeiras fundadoras do Fundo de Dotação 'Arborus' para a Igualdade Profissional.

Trata-se do primeiro fundo de dotação para a igualdade de género na Europa e foi criado em 2010, sob o alto patrocínio do Conselho Económico e Social Europeu (CESE) e das empresas BNP PF, PSA Peugeot Citröen, L’Oréal, Orange, GE Energy France e Randstat.

Na mesma ocasião, será entregue o Prémio Europeu da Igualdade.


* Revoltai-vos mulheres deste País, mas reflictam nas ricas prendas que pariram e hoje nos governam!!!

.
NOVAS MENSAGENS PARA FACEBOOK,
. TWITTER, MAIL E AFINS



.
 
Esta sátira, curiosíssima, confirma a opinião que 

os açorianos têm "caco", sensibilidade e humor


.

ESTA SEMANA NO
"EXPRESSO"

Quotas de pesca portuguesa
aumentam 6% em 2012
"Tudo isto reflete o poder de negociação do 
nosso país ao nível técnico e também 
ao nível político", sublinhou Assunção Cristas.

Portugal saiu hoje das negociações das pescas com um aumento global de seis por cento nas suas quotas, o que a ministra das Pescas, Assunção Cristas, considerou um resultado positivo de uma demorada negociação.

"Desta vez aumentámos substancialmente (as quotas), mais seis por cento na globalidade", disse a ministra à saída de uma maratona de quase 16 horas de negociação cujo resultado considerou "muito positivo".

Assunção Cristas destacou particularmente a quota de bacalhau, que sobe 240 toneladas (quatro por cento), "dentro de um quadro de pesca sustentável e respeitando todos os pareceres científicos".

"Tudo isto reflete o poder de negociação do nosso país ao nível técnico e também ao nível político", adiantou, sublinhando que "as primeiras propostas da Comissão apontavam para uma redução global de 11 por cento".
Ministra desvaloriza diminuição de quota

A ministra desvalorizou ainda os casos em que houve diminuição da quota, sublinhando que "são casos com pouca expressão em Portugal e em que, normalmente, não cumprimos sequer a quota que nos está adstrita e que, portanto, não nos preocupam".

Em termos globais, Portugal saiu hoje das negociações sobre as possibilidades de pesca para 2012 com um aumento nas quotas de areeiro (9%), biqueirão (10%), pescada (15%), tamboril (110%, recuperando quotas perdidas em anos anteriores), verdinho (875% em águas territoriais e 531% no sul da Bretanha e Golfo da Biscaia).

As descidas de quotas acontecem no carapau em águas espanholas (-1%), lagostim (-10%), raias (-9% nas águas territoriais e - 29% na NAFO), cantarilho (-16%), palmeta (5%), abrótea (-17%), espadarte (-15%).

Nas águas dos Açores e Madeira, a quota de carapau - que é fixada por Portugal, sobe quatro por cento, a do atum voador diminui 22% e a do atum patudo aumenta 22 por cento.
Portugal pode ter pesca sustentável

Os ministros das Pescas da União Europeia chegaram hoje de madrugada a acordo sobre os totais admissíveis de capturas para 2012, depois de uma negociação morosa, que começou às 10:00 horas de sexta-feira e terminou às 3h30 de sábado.

O resultado desta maratona, considerou Assunção Cristas, mostra que "os dados científicos mostram que podemos ter uma pesca sustentável, que podemos pescar mais e, ainda assim, respeitar a sustentabilidade das espécies".


* A Sra Ministra das pescas está a aldrabar, Portugal não tem poder de negociação em matéria nenhuma e a senhora ministra não passa para a U.E. duma governante periférica.
Este simulacro de prenda de natal, o aumento da cota, vai de certeza resultar em maiores benesses para quem fingiu dar.
NÃO HÁ PEIXES GRÁTIS!


.


4 - OS DEZ MAIS CAROS DA HISTÓRIA





.

ESTA SEMANA NA
"EXAME INFORMÁTICA"

Apple vai lançar iPad de 7,85 polegadas em 2012
Além de um iPad 3 com um ecrã de 9,7 polegadas, 
a Apple deverá estrear, antes do quarto trimestre 
de 2012, um tablet com ecrã de 7,85 polegadas.

A Apple deverá começar a fabricar um iPad com um ecrã mais pequeno durante o segundo trimestre, informa o Digitimes, com base em testemunhos de fontes anónimas bem colocadas nas unidades de fabrico de componentes e equipamentos eletrónicos que se encontram sedeadas na Ásia.

De acordo com estas fontes anónimas, a Apple está em vias de encomendar ecrã de 7,85 polegadas à LG e à AU Optronics para poder criar uma nova gama de tablets.

A confirmar-se a notícia, que atualiza com novos detalhes os muitos rumores veiculados sobre esta matéria, a Apple acaba por contrariar o seu mentor Steve Jobs, que referiu em tempos não fazer sentido em lançar tablets com ecrãs menores que os dos atuais iPads.

O lançamento de um iPad de pequenas dimensões também poderá significar uma mudança estratégica e a necessidade de reagir comercialmente a máquinas com ecrãs mais pequenos que foram lançadas recentemente.

O lançamento de uma versão de 7,85 polegadas não deverá invalidar o lançamento do iPad 3 com ecrã de dimensões "tradicionais" no final do primeiro trimestre de 2012.


* A tecnologia insatisfeita... e consumista.


.


PORQUE O WHISKY VAI PRA CABEÇA

 E

 A ÁGUA PRA BEXIGA?





HOJE NO
"A BOLA"

José Mourinho nada admirado 
com hat-trick de Ronaldo

Cristiano Ronaldo foi o autor de três dos seis golos do Real Madrid frente ao Sevilha. Para José Mourinho, o internacional português esteve ao seu nível habitual.

«Para ele é um jogo normal, para vocês, se calhar, não é normal. É normal que jogue como jogou e que tenha marcado. É o Cristiano», limitou-se a dizer o treinador de Setúbal.
Posteriormente, José Mourinho falou sobre a exibição de Iker Casillas, protagonista de uma grande exibição.

«Tivemos um guarda-redes que fez grandes defesas, num momento crítico e isso não é sorte. É sorte quando a bola vai entrar, resvala em vários jogadores, no braço do guarda-redes e não entra. Sorte é quando alguém remata, a bola faz uma pirueta, toca no poste, o guarda-redes não chega a tempo e entra. Tivemos várias ocasiões, fomos eficazes e melhores que o adversário», explicou.

De seguida, o técnico dos merengues falou sobre o fosso que existe entre Barcelona e Real Madrid e os restantes conjuntos do campeonato do país vizinho.

«Não sou ninguém para falar sobre isso. O Real Madrid paga-me para treinar. Não sou espanhol e estou de passagem pelo vosso fantástico país. Essa pergunta não é para mim», atirou.


* É simples, chama-se trabalho de casa


.


Divórcio judeu

Antevéspera do Ano Novo Judaico, Boris Sylberstein, patriarca judeu e a mulher, Sara, moradores num Kibutz perto de Telavive, visitam um dos seus filhos na capital de Israel.
  
- Jacobzinho, odeio ter que te estragar o dia, mas o Pai precisa de te dizer que a Mãe e eu nos vamos separar, depois destes 45 anos! 
- O Pai enlouqueceu! O que é que está a dizer? - grita Jacob.  
- Já não conseguimos sequer olhar um para o outro. Vamos separar-nos e acabou-se! Liga à tua irmã Raquel a contar.  

Apavorado, o rapaz liga para a irmã, que vive em Viena e conta-lhe a terrível notícia. Raquel fica em estado de choque, ao telefone:  
- Os nossos pais não podem separar-se de maneira nenhuma! Chama já o Pai ao telefone!  

O ancião atende e a filha balbucia na maior emoção:  
- Não façam nada até nós chegarmos aí amanhã, ouviu?
Vou telefonar também ao Moisés para São Paulo, ao Salomão para Buenos Aires e à Ester para Nova Iorque e amanhã à noite estaremos aí todos. Ouviu bem Pai?
 Desliga, sem esperar pela resposta do Pai. 

O velho pousa o auscultador no descanso, vira-se para a mulher e, sem que Jacob ouça, diz-lhe em voz baixa:
 - Pronto, Sara, vêm todos para a Ano Novo. Só que, desta vez, não temos de lhes pagar as passagens...!




ESTA SEMANA NA
"SÁBADO"

Conselho de Ministros 
informal acontece hoje
No Forte de São Julião da Barra, em Oeiras, 
debatem-se  as medidas necessárias à execução orçamental e as reformas estruturais para 2012

Este Conselho de Ministros informal foi anunciado na passada quarta-feira através de comunicado. Na altura, em declarações à Lusa, o ministro-adjunto e dos Assuntos Parlamentares, Miguel Relvas, detalhou que "o Conselho de Ministros vai fazer o acompanhamento das medidas necessárias para o cumprimento da execução orçamental no próximo ano, das medidas para o crescimento económico e das reformas estruturais".

Na última reunião ordinária do Conselho de Ministros e questionado sobre este encontro informal, o secretário de Estado da Presidência do Conselho de Ministros, Luís Marques Guedes, apontou como objectivo da reunião "fazer uma reflexão relativamente quer à execução orçamental de 2011, quer aos desafios que se colocam à execução orçamental de 2012, bem como uma análise e uma reflexão relativamente às transformações estruturais" previstas para 2012, "de acordo com o Programa do Governo".

A reunião deste domingo "em princípio será durante o dia inteiro", adiantou ainda Marques Guedes, sublinhando que não se trata de um Conselho de Ministros "com uma agenda deliberativa", para aprovar diplomas.

No debate quinzenal de sexta-feira, o líder do BE, Francisco Louçã, sugeriu que esta reunião do Governo servirá para o executivo apresentar novas medidas de austeridade mas o primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, garantiu que "o Conselho de Ministros informal do próximo domingo o que fará é simplesmente relançar o calendário" sobre as reformas estruturais, "de modo a cumprir exactamente as metas" que tinham sido propostas.

* Reflexões sinistras


.