segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

- UMA GRAÇA PARA O FIM DO DIA ADULTOS


VIRGINDADE...

A rapariga desesperada, na véspera do casamento, por já não ser virgem, consulta a sua prima mais velha que a atende rapidamente:

- Minha querida, na noite de núpcias, coloca um pouquinho de pólvora na 'Periquita'. Quando vocês começarem o movimento, a pólvora aquece e estoira. Quando ele perguntar o motivo do barulho, dizes que foi a tua virgindade que foi embora!

Atendendo às dicas da prima, fez o combinado, mas ela já tinha dado muito, então caprichou na dose. Na hora da transa, houve uma super explosão. O marido, preocupado, perguntou:

- O que foi isso?
- Foi minha virgindade que se foi!
- Mas ela volta? - pergunta ele.
- Porquê? - diz ela.
- É que os meus tomates foram junto!!!!

 .

ALMORRÓIDA ESTUDANTIL


CLIQUE EM CADA IMAGEM PARA LER BEM









.

A todos os amigos Sportinguistas.

De facto, estas são as razões PORQUE SOMOS ÚNICOS!
Um abraço


*10 factos indesmentíveis*

1. O Sporting é o único grande Clube português que não falsificou a data de fundação e o único clube no Mundo que neste momento tem dois Museus oficiais, um em Lisboa, outro em Leiria. Em Portugal, actualmente, mais nenhum clube tem Museu e alguns nem sala de troféus têm.

2. O primeiro futebolista português a jogar numa selecção da Europa foi José Travassos (o saudoso José da Europa) em 13 de Agosto de 1955, quando a selecção da Europa ganhou à Inglaterra por 4-1.

3. O Sporting é neste momento o clube da Europa com mais troféus no seu ecletismo. Tem 20 mil troféus, todos catalogados, arrumados e devidamente estruturados.

4. O jornal do Sporting, denominado nos primeiros anos de Boletim do Sporting (primeiro número datado de 31 de Março de 1922) e que na altura saía quinzenalmente, é o jornal mais antigo de todos os clubes do Mundo.

5. O Sporting é actualmente o único clube do Mundo que se pode orgulhar de ter dois futebolistas formados em Alvalade e eleitos melhores do Mundo pela FIFA: Luís Figo e Cristiano Ronaldo.

6. O Sporting, o Real Madrid e o Barcelona são os clubes na Europa com mais participações nas Taças Europeias de futebol. Os «leões» apenas por uma vez falharam a presença nas competições internacionais.

7. O Barcelona tem actualmente 41 títulos europeus em todas as modalidades, o Real Madrid tem 23 e o Sporting tem 23. O Sporting tem 16 títulos em atletismo, 5 em hóquei em patins e um em futebol e em andebol.

8. Em qualquer dos títulos europeus conquistados, o Sporting ainda hoje tem recordes vigentes. No atletismo, o Sporting tem três feitos notáveis: é o único clube europeu que até ao momento ganhou a Taça dos Campeões Europeus de Pista e a Taça dos Campeões Europeus de Crosse. O Sporting ganhou por duas vezes, seis Taças dos Campeões de Crosse (Corta-Mato) consecutivas; É o Clube com mais títulos europeus na modalidade de atletismo: 14 de crosse e 1 de pista.

No hóquei em patins, tem dois feitos ainda vigentes: o Sporting é neste momento único o clube na Europa que ganhou as três competições europeias:
uma Taça dos Campeões Europeus, três Taças das Taças e uma Taça CERS. O Sporting possui ainda o recorde de goleadas nas taças europeias: 33-1 ao H. Gujan, de França, nos quartos-de-final da Taça CERS de 1983/84, que os «leões» haveriam de conquistar frente ao Voltregá.

No futebol o Sporting tem ainda dois recordes vigentes: a maior goleada de sempre nas competições europeias (*16-1* ao Apoel); o recorde de golos num só jogo - *seis* - de *Mascarenhas*, também no encontro da Taça das Taças de 1963/64 frente ao Apoel de Chipre.

9. O Sporting é o clube da Europa que tem mais atletas com títulos de campeão europeu, campeão mundial e medalhados em Jogos Olímpicos. A seguir ao Barcelona, o Sporting é o clube europeu com mais atletas olímpicos: 109 atletas.

10. A Academia Sporting é a melhor Academia de futebol do Mundo, seguindo-se a Academia do Olimpique Lyon e a do Ajax de Amesterdão.


* Este leoníssimo vive no Porto, um abraço Cassiano, mas já sabes se um adepto doutro clube te responder nós publicamos.

.

Flagrante, ladrão cara de pau 

roubando fio de cobre




...e ainda reclama por ser filmado!


.


HOJE NO
"DESTAK"
 
Banco Alimentar
Campanha online reuniu mais
22 toneladas 
de alimentos do que em Maio

O portal online de doação de alimentos para o Banco Alimentar permitiu recolher mais 22 toneladas de alimentos do que na campanha de maio, atingindo um total de 90 toneladas, avaliadas em 105.292,77 euros.


“Em maio tinham sido recolhidas 70 toneladas. Portanto agora foram 90. É um acréscimo substancial”, reconheceu em declarações à Lusa a presidente da Federação Portuguesa dos Bancos Alimentares.

A campanha decorreu entre 24 de novembro e 04 de dezembro, no endereço www.alimentestaideia.net, que contabilizou 60.000 visitas, a partir de 91 países, com destaque para a Suíça, França, Brasil e Angola.

“Eu destacaria que ainda há 580 donativos pendentes, ou seja, que ainda não estão contabilizados porque as pessoas ainda não concretizaram o pagamento. Pediram a referência Multibanco mas ainda não finalizaram a doação”, salientou.

Inaugurado em maio, o portal apresentou nesta campanha novas funcionalidades, tornando o processo de contribuições mais completo e eficaz, nomeadamente com uma nova entrada na lista de alimentos previamente existente, com a existência da opção “cabaz família” e novos modos de pagamento.

“Uma das razões porque lançámos esta campanha no online foi de envolver a diáspora portuguesa. No fundo envolver as pessoas que estão fora mas que querem contribuir para a sua região”, explicou Isabel Jonet.

No final da campanha foram contabilizados 3.135 doadores sendo o leite o alimento mais doado, com 45,637 litros, seguido do azeite (11,937 litros), açúcar (11,484 toneladas), óleo (10,589 litros), salsichas (6,376 toneladas) e atum (2,324 toneladas).

O portal de doações online voltará a abrir para receção de alimentos doados a 24 de maio de 2012, juntamente com a recolha de alimentos nos supermercados.


* Muita generosidade para maior necessidade

.



11 -  LIÇÃO DE  BIOLOGIA



Como estão os seus conhecimentos?
Se não sabe está numa boa idade para aprender, o professor é excelente!
Se clicar na etiqueta pode consultar as 10 lições anteriores.

.


De MOÇAMBIQUE
clique 2xs para ler bem












.


HOJE NO
"i"

Media: 
Televisão paga já vale quase
100 milhões por mês - Anacom

O total de receitas de ofertas de televisão por subscrição, nas suas várias modalidades, ascendeu a 872,4 milhões de euros nos primeiros nove meses do ano, divulgou hoje a Anacom - Autoridade Nacional das Comunicações.

Do total deste valor, cerca de 254,8 milhões de euros, ou seja, 29,2 por cento, dizem respeito à subscrição de apenas um serviço contratato, neste caso apenas a televisão (tv stand-alone).

A oferta de dois serviços, como por exemplo televisão + telefone fixo, totalizou os 104,1 milhões de euros entre janeiro e setembro, o que representou 11,9 por cento das receitas totais.

Lisboa, 05 dez (Lusa) - O total de receitas de ofertas de televisão por subscrição, nas suas várias modalidades, ascendeu a 872,4 milhões de euros nos primeiros nove meses do ano, divulgou hoje a Anacom - Autoridade Nacional das Comunicações.

Do total deste valor, cerca de 254,8 milhões de euros, ou seja, 29,2 por cento, dizem respeito à subscrição de apenas um serviço contratato, neste caso apenas a televisão (tv stand-alone).

A oferta de dois serviços, como por exemplo televisão + telefone fixo, totalizou os 104,1 milhões de euros entre janeiro e setembro, o que representou 11,9 por cento das receitas totais.


* Afinal ainda circula muito dinheiro


.

PINTURA E BATE CHAPA





.

HOJE NO
"PÚBLICO"

Supermercados com encerramentos 
pela primeira vez numa década

Associação Portuguesa das Empresas de Distribuição diz que o retalho alimentar está a ter, pela primeira vez no segundo semestre, quebras de 1 a 2%.

O mercado do retalho alimentar está a cair entre 1 a 2% no segundo semestre, revelou esta manhã a Associação Portuguesa das Empresas de Distribuição (APED), citando dados da Nielsen.

No negócio não alimentar e em algumas categorias de consumo, as quebras chegam a ultrapassar os 10%. “Nunca me lembro de ver o mercado [alimentar] a decair”, disse Luís Reis, presidente da APED. Depois de um primeiro semestre de estagnação, os supermercados estão a ressentir-se da diminuição de rendimento disponível das famílias e dos indicadores de confiança que, em Portugal, se têm mantido em valores mínimos históricos.

“O sector alimentar é mais resistente, mas já está em contracção, o que significa que a crise é mesmo profunda”, disse Luís Reis. Além dos reflexos nas vendas, o sector também tem assistido a encerramentos, cenário que o presidente da APED não regista, pelo menos, nos últimos dez anos.

Este ano, em Maio, foi declarada a insolvência dos supermercados AC Santos, cadeia fundada há 39 anos, e detida pela família Adelino Cardoso dos Santos. A empresa chegou a ter 21 lojas na zona da Grande Lisboa. Em 2010, foi ainda notícia o encerramento da rede de supermercados Freitas, com 238 trabalhadores. Também a cadeia francesa E. Leclerc encerrou, pelo menos, duas lojas no Algarve o ano passado,

“Nunca como hoje foi tão importante olhar para o futuro”, defendeu Luís Rei, acrescentando que o que mais preocupa a APED é o “círculo de muro de lamentações”. “Está na altura de mudar o discurso e ver o que é preciso fazer para sair [da crise]”, afirmou.

A APED está a preparar o seu IV congresso, depois de um interregno de quatro anos. Em Janeiro, o Nobel da Economia Joseph Stiglitz e a “guru” das tendências globais Lidewij Edelkoort vêm a Portugal para discutir os desafios actuais.

“É tempo de falar positivo. Terminou o tempo do diagnóstico”, defende o presidente da APED. A associação fez um “investimento significativo” no congresso, que decorre entre 17 e 18 de Janeiro com o tema “Ganhar o Futuro”.


* Os chamados supermercados ganharam sempre o que quiseram com o consumidor, têm vindo a aniquilar o pequeno comércio, facturam na hora e pagam ao pequeno fornecedor quando lhes apetece, um regabofe.
Pelo que já ganharam e prejudicaram terceiros devem também pagar a crise.
Grave é a fome que grassa pelos lares portugueses.

.

RUI SANTOS



Contrato de Bento

O selecionador nacional, Paulo Bento, foi muito célere em desencadear um debate público sobre a questão do seu contrato com a FPF, que termina quando estiver concluída a fase final do Euro’2012. Alcançada a qualificação para o certame organizado pela Polónia e Ucrânia, tentando jogar com o halo imediatista das emoções a com a fase de transição entre o madailismo e a “nova Federação”, com Fernando Gomes ou Carlos Marta em campanha para a respetiva presidência, o selecionador nacional jogou, sem bluff, a carta de trunfo: quer a situação contratual “resolvida” antes da partida para o Europeu. É uma exigência sem qualquer tipo de sentido. E corresponde a uma interpretação do conceito de “seriedade” muito enviesada...

Paulo Bento assinou um contrato com a FPF. Assinou de livre vontade. E não foi por acaso que assinou um contrato com duração válida até à conclusão do Euro’2012. Poderia ter assinado um acordo com validade até à conclusão da fase de apuramento, com uma cláusula específica a “obrigar” a FPF a prolongar o vínculo para além do Euro’2012, em caso de qualificação. Seria mau se a FPF, ainda por cima com uma direção “a prazo”, no caso de a negociação ter sido encaminhada nesse sentido, aceitasse uma tal condição. Em todo o caso era um direito legítimo de Paulo Bento deixar tudo muito bem definido para não se colocar, a meio do caminho, qualquer tipo de constrangimentos. Afinal, havia começado o seu desempenho com a Seleção numa situação difícil (dois jogos, um ponto) e, na sua cabeça, poder-se-ia ter gerado – no momento em que tudo começou – um “mecanismo de compensação”. Não foi isso que Bento fez, nem de resto parece ser muito sério o que fez. Jogou, repito, com as emoções, e no calor dos festejos da qualificação entrou “de carrinho”, reduzindo o espaço e o tempo de manobra a Carlos Marta e Fernando Gomes.

Atente-se: na conferência de imprensa logo após o jogo da Luz com a Bósnia, com os portugueses a festejar a qualificação, Bento fez liminarmente duas coisas: “vingou-se” de Ricardo Carvalho e Bosingwa (“no Europeu... só como espectadores”) e clamou pela celebração de um novo contrato. Pode parecer sério, mas não é.

Ninguém retira a Paulo Bento os méritos que tem no apuramento, mas apenas na justa medida em que os possui. Nem mais nem menos. Aproveitou o ambiente de “chicotada político-psicológica”, reuniu as tropas nos primeiros jogos, mas, a pouco e pouco, e de novo com rapidez, destruiu o que havia ajudado a construir. Bento tem tido sorte com as conjunturas e soube aproveitar a sorte e as conjunturas. Mas não se faça aquilo que não é: um treinador completo, um treinador para ser reconhecidamente “o treinador dos treinadores portugueses”, que seria aquilo que, em tese, um selecionador nacional deveria ser. Bento ainda não está preparado para uma cadeira tão grande e disso parece não ter noção, nem mesmo com os disparates realizados à volta de Bosingwa, Ricardo Carvalho e Danny.

Nada me surpreende neste “pré-histórico” futebol português, mas seria muito mau se Gomes e/ou Marta cedessem à brutal e pouco séria chanta-gen-zinha.


IN "RECORD"
01/11/12

.
GUIA MICHELIN  2012

RESTAURANTES PORTUGUESES

2 - Vila Joya
(duas estrelas)





Num Algarve perdido, mais um tesouro com duas estrelas.

Pois é mesmo na Praia da Galé, em Albufeira, que se esconde este tesouro, passe a insistência no pleonasmo destas associações inevitáveis ao mundo das pedras preciosas.
Mas, começando pelo nome, continuando pelo encanto do local e acabando na excelência da cozinha e do serviço, complementados na discrição do perfeccionismo eficaz desta equipe de profissionais, com estrelas incluídas, a permanência da referência é quase inevitável.

A atribuição das estrelas Michelin em Portugal nunca foi, e continua a não ser, uma questão de consenso. Por vários factores, que não cabem aqui serem explanados, o seu impacto não teve o mesmo nível de credibilidade na atribuição efectuada em países próximos.
No caso do restaurante Vila Joya a configuração foi, e é, no entanto, diferente.
Trata-se do primeiro restaurante duplamente estrelado no país, na zona de maior incidência de uma procura sofisticada, conhecedora e exigente, identificável pelo cosmopolitismo inerente no Algarve topo de gama.

Dieter Koschina, da Áustria para Portugal: a “chef by chance”

Foi, como muitas vezes acontece ser, por uma coincidência, que o chefe Koschina veio parar a Portugal, a um Algarve muito especial, para por lá ficar, já lá vão mais de 15 anos.
Quando a mãe da actual proprietária, a alma deste ambicioso e , insista-se na referência, sucedido, projecto, pôs um anúncio por uma inesperada necessidade de quem conduzisse a sua cozinha, teve como resposta Dieter Koschina. Que veio para ficar.
Começou com uma pequena cozinha, mas, passados anos de êxito e o reconhecimento público e de clientes fiéis de todo o mundo, ”ganhou” uma outra cozinha, agora uma unidade de cinco estrelas, já que andamos por esta linguagem cósmica.
É neste local, com o equipamento que cumpre o sonho de qualquer cozinheiro que se preze, que Dieter se movimenta com a sua equipe, dando azo à sua criatividade, digamos, excêntrica.

A colocação dos sabores

A melhor maneira de tentar uma aproximação, por escrito, à obra deste grande chefe Austríaco, será descrever a emoção da prova demonstrativa do que se consegue fazer com os requisitos dos sabores, colocando-os, com elegância, em conjugações inéditas.
E é num dos jantares de gala, onde a ementa muda, consoante o humor do chefe, o que vai pelo mercado de frescos ou não, do dia.
Trata-se de uma experiência difícil de esquecer. Uma das razões pelas quais a lista de espera pode ser, neste restaurante, de, meses.
Como graça refira-se que a banda sonora vem incluída na ementa, Vivaldi, Mozart e Stauss, no caso vertente.
De vinhos, uma sugestão de branco e de tinto, Redoma, reserva 2003, o branco e 2001 o tinto.
Uma nota mais que merecida para o chefe de sala, que, como não podia deixar de ser, sabe bem o que faz, também há mais de uma década, outro bom sinal na fidelização de profissionais de topo neste meio caracterizado pela grande rotatividade. Um dirigente discreto e eficaz. E dos poucos Portugueses em Vila Joya.

Na medida do requinte

Numa sala decorada à medida, flores e velas na proporção, a música de fundo em tom suave, o ambiente é propício. Vestida de túnicas pretas compridas, a equipe feminina da sala impõe-se, servindo com destreza em grandes tabuleiros prateados, num quase deslize silencioso. O tratamento é informal e atencioso q.b.
Nos vinhos, onde a estrela dos copos Wine Star pode brilhar, o serviço, convenientemente profissional, com todas as explicações fundamentadas devidamente, é um prazer. E há preciosidades de todo o género a provar da lista, onde não faltam os grandes novos vinhos nacionais.

Das criações do chefe, de uma multiplicidade vasta, há que lhes atribuir o adjectivo adequado, exquises. Os produtos utilizados, de primeiríssima qualidade são importados por via aérea das melhores fontes. Para os frescos, os produtores locais são uma das fontes, incluindo o peixe, como é óbvio.
Será quase um choque deparar com fatias de cabeça de vitela com lavagante, percebes sobre vinagrete de tomate estufado e mostarda, nada disso. Os sabores estão todos lá, num equilíbrio inusitado onde a grande arte que é atingir a essência da simplicidade se demonstra. E se repete nas ostras de “Stylter” em fundo fumado com fígado de ganso fumado e espuma de ostras. Inesquecível.
E para mais não desvendar, uma sobremesa de charme como exemplo doce, ananás baby com baunilha e azeite e sorbet de ananás. A pedir um Austríaco Kracher, numa conjugação inteligente.

A arte de composição de Dieter Koschina está presente em Vila Joya.

.
por Mafalda César Machado 

IN "http://www.lifecooler.com/edicoes/lifecooler/desenvRegArtigo.asp?art=3827&rev=2"


.


HOJE NO
"A BOLA"

E o melhor jogador do ano é... 
o primeiro-ministro!

Insólito na Bulgária. O primeiro-ministro Boyko Borissov foi anunciado como favorito pelos adeptos à eleição para melhor jogador do ano.

Borissov, que joga efectivamente por um clube da 3.ª Divisão, somou 44 por cento dos votos dos adeptos, relegando para a segunda posição o avançado Dimitar Berbatov, que milita no Manchester United e venceu o prémio no ano passado. Os adeptos pretenderam, segundo a imprensa búlgara, mostrar o descontentamento com a fraca qualidade do futebol no país.

O vencedor será anunciado a 23 de Dezembro e terá ainda em conta os votos dos jornalistas, ainda por realizar.


* Não é para admirar, temos um primeiro-ministro que é um excelente cantor.  A música é que é mázinha...


.

20–  OS MESTRES DO DINHEIRO





,

HOJE NO
"CORREIO DA MANHÃ"

Portugal tem 500 mil voluntários activos

Portugal conta já com uma centena de Bancos Locais de Voluntariado (BLV) em todo o país e 50 em fase de implementação, avançou a presidente do Conselho Nacional para a Promoção do Voluntariado (CNPV).


"O primeiro banco foi criado em 2002 e, em menos de 10 anos, já temos 100 espalhados por todas as regiões do país", disse Elza Chambel, a propósito do Dia Internacional do Voluntariado, que se assinala esta segunda-feira.

Os Bancos Locais de Voluntariado são um espaço de encontro entre as pessoas que expressam a sua disponibilidade e vontade para serem voluntárias e as entidades promotoras de voluntariado, interessadas em receber voluntários e coordenar o exercício da sua actividade.

Os últimos dados referentes ao voluntariado em Portugal apontam para a existência de um milhão e 500 mil voluntários, dos quais meio milhão estão activos, adiantou a responsável, considerando que actualmente estes números serão mais elevados.

Contudo, um estudo divulgado esta semana revelou que o voluntariado em Portugal atinge valores de envolvimento "bastante reduzidos", na ordem dos 12 por cento, face à média europeia de 24 por cento, mas há um aumento significativo da participação em campanhas pontuais.

A investigação ‘Voluntariado em Portugal’, realça que, na última década, se assistiu na União Europeia (UE) a "um aumento quer do número de voluntários, quer do número de organizações promotoras do voluntariado".

"Estima-se que, na UE, estejam envolvidos no voluntariado entre 92 a 94 milhões de adultos, o que representa cerca de 23 a 24 por cento da população", refere o documento.

Em Portugal, a participação tem "valores bastante reduzidos", na ordem dos 12 por cento, indica o estudo, que refere a "ausência de uma cultura de voluntariado" no país.

"A percentagem da população que faz voluntariado pelo menos uma vez por mês é de 2,9 por cento no caso do voluntariado formal, de 6,1 por cento no voluntariado informal (não integrado numa organização) e de apenas 2,2 por cento relativamente à entreajuda comunitária (voluntariado de proximidade)", refere o estudo.

O Dia Internacional do Voluntariado celebra-se hoje com várias iniciativas de homenagem aos voluntários em todo o país.


* Somos um país rico em generosidade, valha-nos isso.


.

PATRIMÓNIO IMATERIAL 
DA HUMANIDADE

MANUEL DE ALMEIDA

FADO CORRIDO



Só um cantor com esta classe consegue,
quase sem pausa para respirar, cantar este fado

.



HOJE NO
"DIÁRIO ECONÓMICO"

Jardim ameaça reagir 
em caso de fim da Zona Franca

Alberto João Jardim avisa que se a palavra do primeiro-ministro sobre a Zona Franca não for honrada, a Madeira terá outra atitude.

O presidente do Governo Regional da Madeira, Alberto João Jardim, disse na noite de domingo que se a palavra do primeiro-ministro "não for honrada" relativamente à Zona Franca "será outra a atitude" da região.

"A razão por que os deputados da Madeira votaram a favor do Orçamento [do Estado para 2012], embora com a declaração de voto que os senhores conhecem, é que antes da votação o primeiro-ministro lhes disse - aos deputados do PSD e ao deputado do CDS - que a Zona Franca ia para a frente", afirmou Alberto João Jardim.

O chefe do Executivo regional, que falava aos jornalistas ao chegar ao aeroporto da Madeira, sublinhou que foi "perante este compromisso" que os deputados "tiveram aquele voto".

"Têm a palavra do primeiro-ministro, agora compete ao primeiro-ministro cumprir a sua palavra. Da nossa parte, que estamos a negociar com a República, tivemos mais um gesto de boa vontade, acreditamos na palavra que nos deram", declarou o líder do Governo madeirense, advertindo: "A História não parou com este Orçamento do
Estado. Se a palavra do primeiro-ministro não for honrada, obviamente que outra será a atitude da Madeira".

A semana passada, todos os partidos com assento parlamentar chumbaram a proposta dos deputados da maioria eleitos pelo círculo da Madeira para prolongar os benefícios fiscais da Zona Franca da região para além do corrente ano, situação que levou os parlamentares do PSD do arquipélago a admitirem não votar favoravelmente o Orçamento do Estado.

Sobre as negociações com o Governo nacional do programa de assistência financeira à região, Alberto João Jardim explicou que o Executivo Regional "só deixa de estar em gestão depois de aprovado o programa de Governo", pelo que não pode "fechar nada sem estar aprovado o programa de Governo na Assembleia".

"Há silêncio porque as coisas não estão ainda fechadas, portanto se não estão fechadas não se vai dizer coisas só por dizer", declarou.

Questionado se considera que a Madeira está a ser diabolizada dado o cenário actual, Alberto João Jardim acrescentou: "O que eu penso é que uma coisa é o que pensa o povo português e outra coisa é o que pensa a classe política e, em 30 e tal anos de vida politica (...), estou cada vez mais convencido que há um grande fosso entre a classe política que temos e o povo real do país profundo".

Para o líder do Governo Regional, esta situação significa que "o regime está velho, está esclerosado e é curioso ver que tendo havido uma mudança geracional em quase todos os partidos portugueses, essa mudança geracional tenha servido para um conservadorismo de regime".

À pergunta se está decepcionado com o actual Governo, de coligação PSD/CDS-PP, Alberto João Jardim disse: "Não, eu estou decepcionado é com a política portuguesa no seu global, vocês conhecem as minhas concessões sobre o país e não é isto que eu acredito para o país, conhecem as minhas concessões sobre a Europa, não é isto que eu acredito para a Europa".

Segundo o presidente do Governo Regional, "se não houver profundas mudanças, [o país] não desaparece, porque os países não desaparecem, embora na História haja isso, mas vai para o fundo e muito para o fundo".


* E o governo tem medo deste cacique.


.

10– África em beleza











África em beleza mostra o insólito, a mágoa, o esforço a criatividade e a natureza, tudo sem troçar de quem lá vive, que, na sua grande maioria é gente sofrida e explorada.

.


HOJE NO
"O PRIMEIRO DE JANEIRO"

Governo alarga período 
mínimo de renovação

A proposta do Governo para alargar o período mínimo de renovação dos contratos de trabalho a prazo merece o apoio dos patrões, mas é contestada pelos sindicatos.
A legislação permite que os contratos a termo possam ter apenas duas renovações, para além do primeiro contrato, e impede que alguém esteja a contrato por um período superior a três anos. Segundo a proposta do Governo, todos os contratos celebrados até 30 de junho de 2013 poderão ser novamente renovados por duas vezes pelo período máximo de 18 meses. Arménio Carlos, da CGTP, considera que esta proposta visa 'promover a precariedade',
Já para a Confederação da Indústria (CIP) trata-se de uma alteração positiva, embora a CIP defenda que o Governo devia ir mais longe.
'Não faz sentido em 2012 e 2013, com um programa de ajustamento, estabelecer a data de 30 de junho. A CIP propôs, e continua a defendê-lo, o prolongamento da data para 31 de dezembro de 2013', disse António Saraiva.
Também a Confederação do Comércio de Portugal (CCP), presidida por Vieira Lopes, acolheu positivamente a alteração: 'Da nossa parte não há nada a objetar'.


* Mais uma lei para aumentar a coacção e o medo sobre quem trabalha por conta de outrem.


.

40 - GUIA DOS CURIOSOS
 
clique para ampliar
 

 


HOJE NO
"DIÁRIO DE NOTÍCIAS"

15 mortos 
nos últimos nove dias de Novembro

Quinze pessoas morreram nos últimos nove dias de Novembro, fazendo aumentar para 634 o número de mortos registados desde o início do ano, de acordo com dados da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR).

Entre 22 e 30 de Novembro morreram 16 pessoas, uma registada pela PSP e 14 pela GNR, e 61 pessoas sofreram ferimentos graves.

Desde 01 de Janeiro e 30 de Novembro morreram nas estradas de Portugal continental 634 pessoas, menos 30 comparando com igual período do ano passado.

Entre as mesmas datas 2.140 pessoas ficaram feridas com gravidade, menos 275 do que no mesmo período de 2010.

Os dados da ANSR integram informação da GNR e da PSP recolhida em Portugal continental.

A ANSR contabiliza como vítimas mortais as ocorridos no local do acidente ou durante o transporte até à unidade de saúde.


* Os guerreiros do asfalto mataram 57 pessoas por mês, coisa pouca!


.

7 - ECONÓMICOS















Mesmo em crise e grave duvidamos que houvesse muitos portugueses a adoptarem carros destes em óbvios modelos recentes. 
O "show off" instalou-se com o "cavaquismo", desde os jeeps "pipi" que nunca pisaram uma estrada de terra, até à troca de cars de dois em dois anos tudo é possível neste país de gastadores eméritos.

.



HOJE NO
"RECORD"

Hélder Rodrigues: 
«Espero melhorar em 2012»

Hélder Rodrigues, campeão do Mundo de todo-o-terreno em motos, considerou no domingo, durante a conferência de imprensa da Gala FIM (Federação Internacional de Motociclismo), numa unidade hoteleira do Estoril, que 2011 foi "um ano excelente" e salientou que espera "melhorar os resultados" em 2012, apesar de tal ser "quase impossível".

"Este ano venci o Mundial e fui terceiro no Dakar. Espero melhorar tudo isso, prova a prova", disse o piloto português, revelando que continua a perseguir o sonho de vencer o rali Dakar'2012, com partida na Argentina, para onde viaja a 26 de dezembro.

"É uma prova muito mediática, muito dura. É uma corrida de 14 dias, que não envolve um campeonato. Acho que isso faz a mística do Dakar, porque nós trabalhamos o ano todo só para aqueles dias e não podemos falhar e isso faz a diferença", disse.

Apenas o australiano Casey Stoner, campeão do Mundo de MotoGP, a disciplina rainha do motociclismo, não esteve presente entre os mais de 40 campeões presentes no Casino Estoril.

"É uma gala muito especial para mim. É a gala do meu primeiro título mundial. Para mim e para o país, é importante. Estão aqui todos os campeões do Mundo e, para mim, estar com eles tem um significado muito grande, sonhava há muitos estar aqui", frisou.


* Ainda vai dar muitas alegrias


.
.
6 - BASTIDORES DE PALCO
 






 



HOJE NO
"JORNAL DE NOTÍCIAS"


Notificações fraudulentas para ir à PSP

Abrem o correio electrónico e encontram "notificações" da Polícia de Segurança Pública. São informados que cometeram crimes e que têm de se apresentar na esquadra, em determinado dia. Na semana passada, oito pessoas dirigiram-se à PSP. Era tudo falso.

Chegaram à esquadra da PSP de Viseu com as notificações e o coração nas mãos. Foi o caso de Cátia Tavares, de 23 anos, proprietária de um café em Lageosa do Dão (Tondela). Entrou "em pânico", na passada segunda-feira, quando, ao abrir a caixa de correio electrónico, viu um e-mail remetido pela Polícia de Segurança Pública. "Dizia que tinha de me apresentar na esquadra devido ao crime cometido na noite de 15 de Novembro, de acordo com um despacho que constava no ficheiro anexo", recorda. Não conseguiu abrir o ficheiro, mas levou a mensagem a sério.


* Faltam meios às polícias para investigar a "graça" destes "filhos da outra"

.