sexta-feira, 28 de outubro de 2011

- UMA GRAÇA PARA O FIM DO DIA



" Depois dos 50 anos, a única coisa que o médico deixa um homem comer com gordura, é a sua própria mulher..."

BRRRR!! RAIOS PARTAM OS MACHISTAS


.

1 - MATRIX ?

Só para relembrar o que sabemos e continuamos a ignorar














Continua na próxima sexta-feira à mesma hora

.

The Golden Mean (Live) / Compagnie Marie Chouinard









.


MAIS BARATO NÃO HÁ







HOJE NO
"CORREIO DA MANHÃ"

Farmácia à venda por um euro

A única farmácia de Monsanto, em Idanha-a-Nova, está com muitas dificuldades financeiras e encontra-se à venda por um euro.

A quebra das vendas do estabelecimento é de mais de 26 por cento e apresenta uma dívida de 500 mil euros que o próximo proprietário terá que assumir.

O fecho da farmácia preocupa dos habitantes de Monsanto porque se ficarem sem o serviço terão que se deslocar até Idanha-a-Nova, a 25 Km de distância.

Cerca de mil farmácias estão em risco no País, segundo avança a SIC.


* Não há muito tempo era voz corrente dizer-se que uma farmácia era sempre um excelente negócio, parece agora que a verdade é outra.

.

o grande casino europeu


El gran casino europeo from ATTAC.TV on Vimeo.



.


HOJE NO
"DIÁRIO ECONÓMICO"


Certificados de Aforro 
vão render mais em Novembro
Ainda assim, o retorno destes instrumentos continua
a ser menos rentável face aos novos depósitos.

É a primeira vez desde Agosto que a taxa de remuneração dos Certificados de Aforro vai aumentar. Quem subscrever estes instrumentos de poupança durante o próximo mês de Novembro pode contar com uma taxa bruta anual, para os seguintes três meses, de 1,58%. É o valor mais elevado desde Agosto. Esta subida de retorno é reflexo do aumento das taxas Euribor a três meses, utilizada para o cálculo dos juros deste produto do Estado. A subida das Euribor acontece numa altura em que a desconfiança no sector financeiro tende a aumentar, com os bancos a evitar emprestar dinheiro entre si.

Ainda assim, o retorno de 1,58% fica bastante abaixo dos 4% de taxa média que está a ser praticada pelos bancos nos novos depósitos a prazo, de acordo com os dados do Banco de Portugal (BdP) referentes a Agosto. Não é, portanto, difícil de perceber a contínua fuga de dinheiro que continua a atingir estes instrumentos de poupança do Estado. O baixo retorno faz com que desde o início do ano já tenham sido retirados mais de três mil milhões de euros dos CA. O Governo estima que o saldo, em 2011, seja negativo em mais de quatro mil milhões.[CORTE_EDIMPRESSA]

Será, de longe, o pior ano de sempre. Em 2010, a fuga atingiu os 1,4 mil milhões de euros. Recorde-se que, em Setembro, por altura da primeira revisão do memorando de entendimento, a ‘troika' referia que o ministério liderado por Vítor Gaspar estaria a estudar soluções para reter as poupanças dos portugueses. Medidas que, no entanto, não constam do Orçamento do Estado (OE) para 2012.

Pelo contrário, o Governo continua a assumir perdas com este instrumento de poupança. Além do valor que ainda estima perder este ano, o Executivo projecta perdas líquidas de mais 1,5 mil milhões em 2012. Para se ter uma ideia da dimensão destes números, o peso desde instrumento de poupança no financiamento do Estado passa de 10,2% em 2010 para 6,6% em 2011. Em 2007 pesava 16%.

Uma fuga que é muito pouco mitigada pelos Certificados do Tesouro (CT), instrumentos lançados em 2010, e que este ano deverão contribuir com 742 milhões de euros líquidos para os cofres do Estado. Para 2012, o Executivo estima um encaixe líquido de 600 milhões de euros com este produto.

Também ontem ficou conhecido que em Novembro a taxa de retorno para novas subscrições de Certificados do Tesouro fica inalterada nos prazos a cinco e a dez anos, e irá registar uma subida ligeira para as linhas de curto prazo, passando de 2,05% para 2,10%. Assim, para os CT a cinco anos a taxa bruta anual continua a ser de 6,10% enquanto para as aplicações a dez anos o retorno continuará a ser de 7,8%.

E enquanto os resgates líquidos dos Certificados de Aforro estão muito além do estimado no Orçamento do Estado para 2011, que esperava perdas de 500 milhões de euros, as subscrições líquidas dos certificados do Tesouro ficam aquém do inscrito no documento. O Governo esperava um saldo positivo de 993 milhões de euros, mas até à data amealhou apenas 580 milhões de euros. Em Agosto foram emitidos 70 milhões de euros, mas resgatados 45 milhões.


* Eram a verdadeira poupança dos mais frágeis, mas foram alvo de uma "teixarada" e ainda não foi dada nenhuma "passada" para os recuperar.

.

3 - GRAMÁTICA DA 
LÍNGUA PORTUGUESA




O PROGRAMA É BRASILEIRO MAS ENSINA GRAMÁTICA PORTUGUESA

Esta série é editada às sextas-feiras pelas 21H00
.


HOJE NO
"O PRIMEIRO DE JANEIRO"


Carvalho da Silva
Conclusões apresentadas de forma cínica

O secretário-geral da CGTP diz que as conclusões da cimeira da zona euro estão a ser apresentadas de 'forma cínica', porque o 'elogio', a Portugal não passa de 'um incentivo', para a adoção de mais austeridade. 'É preciso ler tudo o que foi dito. Essa interpretação de elogio não passa de um incentivo ao Governo para continuar a aplicar a austeridade, porque além de mencionarem o elogio, [os líderes europeus] acrescentam que Portugal e o Governo se deve preparar para outros planos de austeridade se for necessário', frisou.


* Com o valor da comissão que iremos pagar à Troika como meninos bem comportados, vai haver muito cínico que nos queira emprestar dinheiro.

.

CAMILO LOURENÇO


 Por que grassa 
    a impunidade em Portugal?

Há um paradoxo curioso na vida política portuguesa: como é que, apesar do apertado escrutínio da comunicação social, os decisores públicos tomam tantas decisões "duvidosas"? Ou seja, como é que, com tantos holofotes da imprensa em cima da classe política, se tomam tantas decisões que cheiram a corrupção, favorecimento, encobrimento (ou outra coisa da mesma família)? A resposta foi-me colocada por um leitor a propósito do artigo "Isto é inadmissível". Confesso que a pergunta me surpreendeu. Porque há anos que defendo que o aumento do escrutínio da comunicação social (sobretudo por parte da televisão e dos jornais) serve para obrigar os políticos a serem mais transparentes nas suas decisões. E que, por isso, passa a haver menos corrupção em Portugal.

O problema é que a experiência mostra que não é isso que está a acontecer: todos os dias somos confrontados com opções que surpreendem pelo prejuízo que trazem ao País. Porquê?
Porque o poder judicial não actua; ou, quando o faz, actua deficientemente (o que encoraja a impunidade). Seja por que razão for: deficiências da legislação, deficiências na investigação ou até por influência política no poder judicial. Tem dúvidas? Então responda a esta pergunta: conhece algum político atrás das grades, apesar dos processos mediáticos em que alguns estiveram envolvidos?

Pois, esse é o ponto-chave: no dia em que um político/decisor público for parar à prisão, o comportamento dos seus pares muda. Até lá, este sentimento de impunidade que todos sentimos vai continuar. Com as consequências que cormitemos: a manutenção do "status quo", que permite tomar decisões que acarretam prejuízos de milhões para o contribuinte.


IN "JORNAL DE NEGÓCIOS"
21/10/11

.

De MOÇAMBIQUE
clique 2xs para ler bem











.


HOJE NO
"DIÁRIO DE NOTÍCIAS"

Hoje há novo buzinão e marcha lenta 
nas A24 e A25

A comissão de luta contra as portagens nas autoestradas A23, A24 e A25 realiza hoje às 18:00, a partir de Viseu e da Régua, mais um buzinão e marcha lenta em protesto contra a introdução dos pagamentos.

As três vias constituem actualmente autoestradas sem custos para o utilizador (SCUT), para os quais o Governo, através do ministro da Economia, já anunciou a introdução de portagens durante o mês de Outubro.

Segundo Francisco Almeida, que integra a comissão de luta contra as portagens na A23 (Guarda - Torres Novas), A24 (Chaves - Viseu) e A25 (Aveiro - Vila Formoso), o objectivo deste novo protesto é "convencer o Governo de que é um erro tremendo porque atinge populações que já lutam contra a interioridade mas também porque é um golpe na economia destas regiões e do país".

Como exemplo, Francisco Almeida assegurou que "já há empresas na área dos transportes de mercadorias que estudam um cenário de mudança da actividade para Espanha", inclusive com "prospecção no terreno de estruturas que permitam essa deslocalização".

A marcha lenta prevista para as 18:00 de hoje, a partir da Av. da Europa, em Viseu, com destino à A25, em direcção a Vilar Formoso, vai ter, segundo a organização, uma "larga participação não só de particulares mas também das várias empresas, nomeadamente das transportadoras, o que permite afirmar ser a de maior dimensão até hoje realizada".

A comissão pretende "conseguir hoje uma grande afirmação de luta contra a barbaridade que é a introdução de portagens nestas vias rodoviárias", sinalizou Francisco Almeida.


* Querem dar caminhos de cabras em alternativa às auto-estradas, só se for para pôr os cavalos dos motores a pastar.

.

3 - JERUSALÉM 
NA ÉPOCA DE CRISTO




NR: Se puder abstraia-se das considerações religiosas, respeitáveis para quem tem fé, e concentre-se na parte historica.

.


HOJE NO
"RECORD"
 
Setúbal Bay: 
José Mourinho apadrinha prova

José Mourinho, treinador do Real Madrid, é o padrinho da prova internacional de natação de águas abertas que se realiza em Setúbal, a 9 e 10 de junho de 2012, a qual apura os últimos atletas da especialidade para os Jogos Olímpicos de Londres.

O técnico merengue Real Madrid aceitou o convite que a presidente da Câmara Municipal de Setúbal, Maria das Dores Meira, lhe endereço pessoalmente, na capital espanhola, onde a autarca se deslocou com o presidente da Federação Portuguesa de Natação, Paulo Frischknecht.

Maria das Dores Meira, que recebeu uma camisola do Real Madrid autografada pelo melhor treinador de futebol do mundo, assistiu ainda ao encontro que o clube disputou com o Villarreal para a Liga espanhola, no estádio Santiago Barnabéu. Hoje, a autarca visitou o centro de treinos do Real Madrid, em Valdebedas.

“Para Setúbal é um orgulho ter Mourinho como treinador do Real Madrid. Gostei muito do jogo com o Villarreal, o estádio é impressionante e único”, afirmou a autarca ao site merengue.

A “FINA Olympic Marathon Swim Qualifier 2012”, derradeira prova de qualificação olímpica de natação de águas abertas na distância de dez quilómetros, reúne em Setúbal os melhores atletas mundiais e nacionais da especialidade.

A competição que conta com José Mourinho como padrinho realiza-se num circuito retangular de 2 mil metros (cinco voltas), numa área defronte do Parque Urbano de Albarquel.


* A Terra do coração...ainda bem para Setubal

.

TULIPA RUÍZ
Pedrinho




.


HOJE NO
"JORNAL DE NOTÍCIAS"

Riscos para a saúde 
com algumas pílulas contraceptivas

Algumas pílulas contraceptivas parecem aumentar o risco de coágulos sanguíneos em maior proporção que os contraceptivos orais mais antigos, concluiu um estudo da FDA, a agência norte-americana de medicamentos, publicado esta sexta-feira.


A agência analisou os testes realizados em mais 800 mil mulheres que utilizaram diferentes meios de contracepção entre 2001 e 2007, noticia a AFP.

Nas conclusões preliminares, a FDA estima que as pílulas contraceptivas contendo drospirenona, um tipo de progesterona sintética de nova geração semelhante à hormona natural, que apresentam um risco de formação de coágulos sanguíneos 1,5 vezes superior às pílulas usadas antigamente.

As pílulas Yaz e Yasmin, do laboratório alemão Bayer, que são das mais vendidas, contêm drospirenona combinada com etinilestradiol, uma substância muito comum nos contraceptivos orais.

A FDA constatou também um risco acrescido de coágulo sanguíneo com a utilização do adesivo contraceptivo Ortho Evra, de uso semanal, da Johnson and Johnson, e do anel vaginal contraceptivo NuvaRing, do laboratório Merck, de uso mensal.


* À atenção das nossa visitadoras, suas familiares, amigas e até inimigas a quem não desejem mal.


.


4 - Ben Heine

Veja do que ele é capaz, 
com algumas fotos, papéis e grafite











.


HOJE NO
"JORNAL DE NEGÓCIOS"

Luanda quer Estado fora da gestão 
ou nacionalizará bancos lusos em Angola
Angolanos não se opõem ao apoio público. Mas 
querem garantias de que o Estado português 
não interferirá na estratégia da banca em Luanda. 
E que fique claro como o Estado sairá do sector.

As autoridades financeiras angolanas estão preocupadas com a postura que o Estado português vai adoptar nos bancos nacionais que venham a utilizar fundos públicos para cumprirem as exigências de capital europeias. Luanda quer garantias de que o recurso a dinheiros estatais não vai fazer com que o Governo português passe a interferir na estratégia dos bancos portugueses e das operações angolanas que estes controlam. Caso contrário, os responsáveis financeiros angolanos admitem a nacionalização dos bancos locais controlados pelos grupos portugueses.


* O EDU ameaça vampiragem e continua a matar à fome os angolanos!

.

figado




.



HOJE NO
"DESTAK"

Estudo detecta mais de 500 postos 
de venda de cópias ilegais
Um estudo sobre o setor da edição e das livrarias e sobre o impacto económico da pirataria detetou “mais de 500 postos de venda de cópias ilegais de livros”, disse à Lusa o coordenador do projeto, Pedro Dionísio.

O estudo, ainda em curso e com dados preliminares, é apresentado hoje à tarde pelo catedrático Pedro Dionísio no I Congresso do Livro, que decorre na Praia da Vitória, Ilha Terceira, Açores.

Pedro Dionísio, do Instituto Superior de Ciências do Trabalho e Empresa (ISCTE), coordena com Maria do Carmo Leal este estudo sobre o setor da edição e das livrarias e sobre o impacto económico da pirataria, encomendado no âmbito das iniciativas desenvolvidas pela Comissão Contra a Cópia Ilegal, criada este ano na Associação Portuguesa de Editores e Livreiros (APEL).

“O estudo está em curso, só terminará no final do ano, e as conclusões definitivas serão apresentadas em janeiro próximo”, disse Pedro Dionísio.

Citando dados provisórios, o especialista afirmou que “no ensino superior há uma média de dois livros fotocopiados por cada livro comprado”.

Pedro Dionísio sublinhou à Lusa “o efeito pernicioso no mercado” desta prática.

“Tem várias implicações, desde logo faz com que seja reduzido o número de exemplares por edição e consequentemente os preços sobem e muitas edições começam a não ser feitas, pois o mercado torna-se muito restrito”, explicou.

Segundo Pedro Dionísio, “a cópia tem vindo a sofisticar-se, havendo muitos locais de cópia organizada, com os livros totalmente digitalizados num ficheiro que é pedido de acordo com a disciplina e o livro [cópia ilegal] sai”, contou.

Pedro Dionísio, doutorado em Gestão, com especialização em Marketing pelos HEC de Paris-Dauphine, referiu ainda que o mercado do livro “é muito pulverizado”.

“Existem muitos canais de venda de livros para além dos especializados e a venda direta. Vendem-se livros nos grandes supermercados, postos de abastecimento de combustíveis, lojas de animais, estações de correios, etc.”, referenciou.

No auditório de Ramo Grande, na Praia Vitória, começa hoje o I Congresso do Livro, organizado pela APEL, em que participará na sessão de encerramento, no sábado à tarde, o secretário de Estado da Cultura, Francisco José Viegas.


* Há muito "xicoesperto" português que faz estas falcatruas e ainda se queixa dum governo que não o pune.

.

8 - OOPS !!!!!!!!!!














.


HOJE NO
"i"

Sexo? Sim, por favor, mas com 
história, romance e beijinhos
Erika Lust, realizadora de filmes pornográficos feministas, quer acabar com a mania de tratar as mulheres como pedaços de carne e com os estereótipos da pornografia tradicional

“Para mim a pornografia é a maior representação de todos os estereótipos sociais e sexuais.” Erika Lust é realizadora de filmes pornográficos para mulheres e casais e orgulhosa criadora da produtora Lust Films. A diferença em relação à pornografia tradicional? “Penso que as mulheres são tratadas como pedaços de carne. Ninguém quer saber se elas realmente sentem prazer com o sexo nem se realmente querem ter sexo com aqueles homens. Ninguém se importa com o que as mulheres querem mesmo”, explica a realizadora por email.
Erika Lust nasceu na Suécia e vive em Barcelona há dez anos, com o companheiro e duas filhas pequenas. Foi lá que começou a trabalhar na indústria depois de ter estudado realização. Mas foi a cadeira de Política e Feminismo que fez na universidade que lhe abriu os olhos para a “discriminação do género e as más interpretações da sexualidade por parte dos media”. Quando deu por ela estava na Catalunha a abrir caminho para “um novo tipo de cinema para adultos, com uma pornografia mais autêntica para as mulheres e homens de hoje”.
No entanto, o interesse por este género cinematográfico não foi amor à primeira vista: “A primeira vez que vi um filme pornográfico senti-me fisicamente excitada mas ao mesmo tempo muito envergonhada e desconfortável. Mas à medida que fui crescendo e descobrindo grandes filmes de realizadoras como Candida Royalle ou Jennifer Lyon Bell fui aprendendo e tornei-me uma entusiasta do género”, conta.
Entusiasta e especialista. Pouco a pouco tornou-se mais crítica e chegou a uma triste conclusão: “Na pornografia convencional as mulheres são rotuladas de virgens ou de putas. E foi esse estereótipo que me motivou a expressar a minha opinião e a fazer filmes de uma perspectiva feminina para lembrar aos espectadores que as mulheres têm uma sexualidade que precisa de ser explorada e vivida em pleno.”

Sexo pela igualdade A verdade, confessada pela realizadora é que a Lust Films faz parte de uma luta feminista, já que “mostrar a sexualidade feminina é mostrar que são seres humanos iguais aos homens”. “Pornografia feminista é a maior forma de feminismo, já que lutar contra a pornografia é negar a sexualidade das mulheres. Por isso o meu objectivo é fazer a diferença criando pornografia com mulheres genuínas que gostam de sexo”, acrescenta.

Sexo para todos Os filmes de Erika não se limitam às mulheres. A realizadora garante “que são para ser vistos por todos aqueles que procuram uma forma de entretenimento adulto diferente, uma coisa mais sexy, mais erótica, mais autêntica”.
Erika descreve os seus filmes como “sensuais, trazendo o erotismo de volta à pornografia”. “Mostram pequenos detalhes, contextos, olhares... todas as pequenas coisas que fazem do sexo uma experiência real e não se limitam a excitar o corpo.”
As personagens são pessoas comuns, que podiam passar na rua sem despertar a atenção. Não parecem prestes a rebentar de silicone, não parecem saídos de um concurso de halterofilia nem da casa de alterne da esquina. “Não cabem em estereótipos de género. São atraentes mas não precisam de silicone ou pénis gigantes para ser desejáveis. O sexo vive da atracção”, explica Erika.
Mas atenção: os filmes da Lust films não são só velinhas, sombras, beijinhos e abraços. Há sexo explícito e pormenores capazes de fazer corar mentes mais impressionáveis. O que se passa é que o acto sexual tem uma dose de envolvimento e intimidade que a pornografia tradicional não explora. Além disso, a fotografia é muito mais bonita e os planos mais sofisticados.
O primeiro filme de Erika Lust, “Five Hot Stories for Her”, de 2007, foi o Melhor Filme do Ano nos prémios de Pornografia Feminista de Toronto e o documentário independente e experimental “Barcelona Sex Project”, que mostra seis pessoas a masturbarem-se, ganhou o prémio de Melhor Documentário erótico nos prémios E-Line de Berlim. Lust é também autora de três livros “Good Porn, a Woman’s Guide”, “The Erotic Bible to Europe” e “Love Me Like You Hate Me”.
Os últimos filmes da realizadora, “Life Love Lust” e “Cabaret Desire”, estão disponíveis na boutique erótica Egoïste (www.egoiste.pt), assim como um conjunto de acessórios e brinquedos sexuais, alguns de design.


* Pelos vistos um pornosucesso...esta realizadora anda à procura de artistas.

.




PARTIDA



.



ONTEM NO
"PÚBLICO"


Ministério Público 
pede prisão de Duarte Lima
O Ministério Público do Rio de Janeiro acusou formalmente nesta quinta-feira o ex-deputado do PSD Domingos Duarte Lima da morte de Rosalina Ribeiro, companheira do falecido milionário português Lúcio Tomé Feteira, em 2009, nos arredores do Rio

E a acusação é inequívoca quanto à responsabilidade criminal do advogado português: foi Duarte Lima, lê-se num comunicado distribuído hoje pelos procuradores do Rio, quem disparou os tiros que mataram Rosalina a 7 de Dezembro de 2009, num descampado no município de Saquarema, a 100 quilómetros da “Cidade Maravilhosa”. O advogado é acusado de homicídio qualificado, um crime que à luz do Código Penal brasileiro é punido com a pena máxima de 30 anos de prisão efectiva.

Um pedido de prisão preventiva de Duarte Lima seguiu já para o juiz da 2.ª Vara de Saquarema, que decidirá nos próximos dias o seguimento a dar ao processo. Este poderá passar por um pedido de mandado de detenção internacional junto da Interpol, uma vez que o advogado não se encontra no Brasil.

Até ao início da noite desta quinta-feira nenhuma informação relativa a este caso tinha chegado ainda aos serviços da Procuradoria-Geral República em Lisboa. O PÚBLICO contactou por diversas vezes nas últimas horas quer Duarte Lima, quer o seu advogado em Portugal, Germano Marques da Silva, mas os telefones de ambos estavam desligados.

Na semana passada, Felipe Ettore, chefe da Divisão de Homicídios do Rio de Janeiro, enviou para o Ministério Público (MP) o relatório de investigação ao homicídio de Rosalina, com proposta de acusação de Duarte Lima. O MP concordou com as conclusões a que chegou a equipa de investigação e considerou os indícios do envolvimento de Lima suficientemente fortes para acusar formalmente o advogado português da autoria material do crime.

Tal como o PÚBLICO noticiou no final de Setembro, a investigação da polícia brasileira que ficou concluída nessa altura apontava Domingos Duarte Lima como o único suspeito no assassinato de Rosalina Ribeiro, de 74 anos. O relatório de mais de mil páginas, elaborado por uma dupla de inspectores da Polícia Civil do Rio, enumerava várias provas contra o advogado e citava diversas contradições nos seus depoimentos, o que deixou a polícia convicta do seu envolvimento. Ao mesmo tempo, e à medida que a investigação avançava, iam caindo as provas relativas a outros eventuais suspeitos.

Uma herança de milhões

Na origem do crime está a fortuna deixada por Lúcio Tomé Feteira, um industrial português de Vieira de Leiria que depois do 25 de Abril se refugiou no Brasil, onde veio a morrer em 2000. Seguiram-se anos de disputa pela herança, espalhada por contas em Portugal, Brasil, Estados Unidos, Inglaterra e Suíça, além de um valioso património imobiliário cujo valor total a investigação não conseguiu apurar. Só no Brasil, calcula a polícia brasileira, os depósitos em contas que Feteira partilhava com aquela que foi a sua companheira durante 30 anos ascendiam a 41 milhões de euros.

Com a morte de Feteira, Rosalina assumiu o controlo das contas e foi transferindo verbas para outras contas no estrangeiro em seu nome e em nome de terceiros, entre eles Duarte Lima, que recebeu 5,2 milhões de euros numa conta sua num banco suíço. Era a única forma de manter a herança a salvo de outros potenciais herdeiros, caso da filha do milionário, Olímpia, que denunciou a fraude à Justiça portuguesa.

“Ao tomar conhecimento desse facto”, lê-se no comunicado do Ministério Público brasileiro, “Duarte Lima passou a pedir insistentemente que Rosalina assinasse uma declaração isentando-o de qualquer responsabilidade em relação aos valores transferidos” para a sua conta bancária “e afirmando que ele não possuía nenhum montante proveniente dela”. Rosalina nunca acedeu aos pedidos do advogado e essa, concluiu a polícia, foi a sua sentença de morte.

A 7 de Dezembro de 2009, descrevem os procuradores, “após marcar um encontro com Rosalina, Duarte Lima foi buscá-la na esquina do quarteirão onde ela morava, no bairro do Flamengo, e a levou para a Região dos Lagos. Já na rodovia RJ-118, no Distrito de Sampaio Correia, Município de Saquarema, por volta das 22h, de acordo com a denúncia, o advogado matou a vítima com disparos de arma de fogo”.Uma vez mais, a acusação é inequívoca quanto às circunstâncias em que ocorreu o homicídio: o Ministério Público fala num crime “cometido por motivo torpe”, que demonstra a “ausência de sensibilidade e depravação moral” de quem o cometeu.

Notícia actualizada às 23h38


* Quais os cenários possíveis, especulamos nós!!!

1º - A Duarte Lima já foi emitido um mandato de captura pela Interpol, assim, não podendo ser extraditado pelas autoridades portuguesas, ficará confinado a este jardim à beira-mar plantado já que , se for ao estrangeiro, pode ser preso e recambiado para o Brasil.

2º - Se DL for julgado e condenado à revelia no Brasil: O Brasil tem muito peso político e económico sobre Portugal, nós é que não percebemos muito bem essa realidade. Não é de espantar que daqui a uns tempos, autoridades dos dois países, acordem num tratado de extradição de cidadãos de ambos os países e assim com um pedido de extradição depois da celebração do acordo já pode DL ser entregue às autoridades brasileiras, mas elas terão devolver o padre Frederico que se escapou duma cadeia portuguesa.

Não esquecer que até à condenação existe sempre a presunção de inocência.

.

expresso do oriente



.



HOJE NO
"A BOLA"


Derby sem negociação
Leões requereram 10 mil ingressos. 
Benfica só dá os 3250 regulamentares

O Sporting enviou ao Benfica um pedido de dez mil bilhetes para o derby marcado para 26 de Novembro, no Estádio da Luz, mas os encarnados, apesar de ainda não haver uma resposta oficial, não estão na disposição de ceder tantos bilhetes e só enviarão para Alvalade os 3250 a que os leões têm direito à luz do Regulamento de Competições da Liga.

Os leões mantém-se irredutíveis na sua posição e, ao contrário do que foi ontem noticiado, não existe qualquer negociação tendente a este assunto. Assim, os leões deverão ficar apenas com os 3250 a quem têm direito.


* De que têm medo os benfiquistas???

.

macaco 2

 2 - UM AMIGO CHAMADO MACACO




.
9 - FILOSOFIA DE BUTECO



5 - PRAIAS DE AREIA COLORIDA
 








 

JORNAIS DE HOJE


COMPRE JORNAIS
















.