segunda-feira, 1 de agosto de 2011

- UMA GRAÇA PARA O FIM DO DIA


Já não era sem tempo!

Finalmente, notícia que nos permite sentir algum orgulho... 
, Um estudo recente conduzido pela Universidade Técnica de Lisboa mostrou que cada português caminha em média 440 km por ano.
Outro estudo feito pela Associação Médica de Coimbra revelou que, em média, o português bebe 26 litros de Vinho por ano.  
Conclusão: 
Isso significa que o português, em média, gasta 5,9 litros aos 100km, ou seja, é económico!
...Afinal, nem tudo está mal, neste País!

.

Dennis Dutton 

Uma teoria Darwiniana de beleza





O TED colabora com o animador Andrew Park para ilustrar a provocante teoria de Dennis Dutton sobre beleza -- que a arte, música e outras coisas belas, longe de estarem "nos olhos de quem as vê", são uma parte integral da natureza humana com origens evolutivas profundas.

.
PRIMEIRAS FREGUESIAS A EXTINGUIR
EXIGÊNCIA DA TROIKA



Obrigado CASSIANO
O
.


HOJE NO
" i"
 .
Portugueses não têm dinheiro 
para gastar nem para poupar
O estudo anual do Observatório Cetelem, que analisa a confiança dos portugueses na economia do país, revela que os cidadãos nacionais manifestam uma tendência para reduzir as suas despesas mas também as suas poupanças.


Segundo revelou Diogo Basílio, um dos responsáveis do Observatório Cetelem, à TSF, há “uma redução das intenções de despesa e também das poupanças, mas reduzem as duas porque não têm dinheiro nem para gastar nem para poupar”, apesar da maioria dos inquiridos reconhecer a necessidade de ter um pé-de-meia.


Diogo Basílio refere que essa “é uma das principais conclusões do estudo», que mostra que são as classes desfavorecidas as mais pessimistas, sentimento que aumenta à medida que se avança na idade. Os inquiridos com idades entre os 35 e os 65 anos, o grosso da população activa, são os que revelam menor confiança na situação económica.

De acordo com o estudo, o pessimismo dos portugueses não abrandou com a mudança de governo. No período pós-eleitoral e numa escala de zero a dez, a média do universo de inquiridos (600 pessoas) deu uma nota de 3,3 à economia nacional.

* A legalidade assaltante leva tudo

.

CARLA HILÁRIO QUEVEDO


Com apenas dois graus


Na semana passada foi notícia que Assunção Cristas decidiu subir a temperatura nos edifícios que dependem do seu ministério. A poupança energética com o corte no uso do ar condicionado abrange os 10.500 funcionários dos 1.500 edifícios do Ministério da Agricultura e do Ambiente, e poderá abarcar toda a administração se os resultados forem positivos.

Além do efeito esperado na factura da electricidade, a medida também permite a redução das emissões de dióxido de carbono. Não me parece uma medida simbólica. É uma poupança comparativamente pequena, se tomarmos a dívida soberana como referência, mas é uma economia considerável se pensarmos no descuido habitual na despesa das repartições do Estado. A medida não é original e já foi tomada noutros países. Mas a maioria dos comentadores e jornalistas não perdeu a oportunidade de criticar com ironia e sarcasmo este pequeno contributo para combater o desperdício. É curioso observar como o cinismo se instalou nos meios de comunicação social. Até ouvi dizer na televisão que esta era «a maneira de Cristas solucionar a nossa dívida pública». Com certeza que a medida não resolve tudo, mas é de pequenino que se torce o pepino.

Tudo muito

O s aniversários das empresas são boas ocasiões para fazer balanços e afinar estratégias. São também uma oportunidade para reflectir sobre a natureza do próprio negócio. O caso de uma rede social não é diferente. O Twitter fez cinco anos de idade e está de parabéns. A rede social foi originalmente pensada por Jack Dorsey, seu co-fundador, como um sistema de partilha de informação sobre locais físicos. O primeiro tweet foi na verdade escrito em 2001 e não em 2006. Após ter criado uma lista com e-mails de amigos e de ter criado um mapa da cidade, Dorsey twittou : «Estou no Bison Park». A mensagem não foi recebida por todos em tempo real e os amigos torceram o nariz à informação que lhes pareceu inútil. Faltava à tentativa de comunicar por escrito em tempo real a tecnologia das sms, que demoraria cinco anos a chegar aos Estados Unidos. Por não ter sido desenvolvido no Reino Unido, onde já havia sms, o Twitter faz cinco anos e não dez. A rede social tem actualmente mais de 200 milhões de contas registadas, embora nem todas activas. Por dia, mais de 460 mil novas contas aparecem na rede. O número de tweets diários impressiona: 140 milhões. É muita gente a falar.

Pas de pitié

No fim do julgamento e antes de os juízes ditarem a sentença de Henrique Sotero, estupidamente tratado por ‘o violador de Telheiras’, como se fosse um vilão de banda desenhada, o advogado de defesa fez uma recomendação ao tribunal. Pediu que a compulsão sexual do acusado fosse tida em conta na hora da decisão. Não sei se por hipocrisia ou desespero, o advogado defendeu a compulsão sexual como uma atenuante do crime de violação. Não é preciso lembrar que a lei serve precisamente para punir as compulsões que atentam contra a liberdade, a vida e a integridade das pessoas. A sociedade sobrevive graças a este pacto de respeito e contenção. Não dizemos tudo o que nos vem à cabeça, não fazemos tudo o que nos apetece, não nos apropriamos do que não é nosso. O apelo do advogado de defesa é delirante e perigoso. Só falta acusar as vítimas de incitarem ao crime. Pedir, ainda que seja como um recurso desesperado, a desresponsabilização de psicopatas é tornar qualquer crime numa doença. Deus nos livre de termos tribunais presididos por juntas médicas. Henrique Sotero perdeu a sua oportunidade de ser tratado como doente. Agora não é nada mais que um criminoso.

Gente chata

A notícia publicada no site do Diário de Notícias apanhou o mundo de surpresa: parece que Pamela Anderson, de 44 anos, eterna estrela de fato de banho encarnado da série televisiva Marés Vivas, envelheceu. A frase não a poupava: «A aparição da actriz deixou claro que o tempo passa para todos». Nos dias que correm, parece impossível que uma pessoa faça uma «aparição» que «deixe claro» uma certeza tão desagradável. E logo uma loura explosiva que fez sonhar adolescentes e pais. É uma falta de respeito para o público masculino macilento e um descanso para as mulheres feias. Perante a calamidade, resolvi investigar o estranho caso do envelhecimento precoce da modelo e descobri que os paparazzi adoram fotografar Pamela Anderson em duas ocasiões da sua vida privada: no parque do estacionamento do supermercado e no aeroporto de Los Angeles. E adoram porque aparece despenteada e sem maquilhagem, com aspecto de quem acabou de acordar. Os espectadores da vida alheia dizem que está velha. Nada mais natural. Mas também nada que escova e base não resolvam. Tenho uma ideia: deixem de a fotografar no seu dia-a-dia e vão ver como continua a mesma.

Obama tem razão

S heryl Sandberg era a vice-presidente da Google para as operações globais e vendas online quando conheceu, há três anos, Mark Zuckerberg, o génio do Facebook. O encontro aconteceu numa festa de Natal privada e consistiu numa primeira longa conversa de pé. Sucederam várias conversas demoradas entre ambos. Zuckerberg estava interessado em ganhar dinheiro com o Facebook e Sandberg ficou interessada no projecto. Quando entrou na empresa, a dúvida era se suportaria trabalhar num mundo quase exclusivamente masculino. Sandberg, por seu lado, só pensava nos dólares que o Facebook deveria estar a produzir. Passados três anos, a empresa deu lucro pela primeira vez. A estratégia de Sandberg, descrita num longo perfil da New Yorker, consistiu em não se fechar no seu gabinete. Toda a equipa do Facebook foi envolvida no processo, e cada funcionário deu as suas sugestões sobre como pôr a rede social a render. Depois de conversas, trocas de ideias e trabalho de equipa, Sandberg optou pela introdução discreta de publicidade nas contas. O resultado é o melhor. O Facebook tinha 130 funcionários. Hoje em dia tem 2.500. Obama tem razão: a América não é Portugal.

IN "SOL"
26/07/11

.

THE SHADOWS






.m


1 – ANÚNCIO DE MOTEL


.
CARO VISITADOR/A
 
A partir do primeiro de Agosto estamos  de férias.
Foi um gosto ter trabalhado para si neste blogue e sentir a sua receptividade até hoje.
Durante o mês de Agosto publicaremos inserções variadas mas sem a cadência regular das séries que lhe temos apresentado, estas reiniciarão a um de Setembro.
Para quem vai de férias connosco gozem bem e descansem muito ,para quem se antecipou ou goza férias mais tarde votos de bom trabalho

ABJEIAÇOS

A  Redacção


1 - CADA FOTO UMA HISTÓRIA



 ESCREVA-A


BOM  DIA





.