sexta-feira, 8 de julho de 2011

- UMA GRAÇA PARA O FIM DO DIA


HOMEOPATIA
Viva a polémica



oxalá tenha idade e saúde para lhe acontecer

Um guarda de trânsito mandou parar uma senhora de idade
avançada e disse-lhe:

- A Senhora sabe que está a conduzir com excesso de velocidade?


- Eu sei! É que tenho que chegar antes que eu me esqueça aonde eu vou!


A mulher livrou-se da multa…

.


7 - AS ESPLENDOROSAS 
ESTRELAS DE HOLLYWOOD









IV - FILOSOFANDO




Filosofia: Sócrates dialoga com Críton sobre a religião e a morte. Aqui ele diz como vê os rituais do seu tempo e expõe sua concepção da morte. Trecho do filme "Sócrates", de Roberto Rossellini (Itália, 1971).
NEM PENSES!!!



VITOR BENTO



A saga dos ‘ratings’



A situação que a Eurolândia hoje tem pela frente é excepcional e tem de ser tratada como tal.

Mais uma decisão inesperada de uma agência de ‘rating'. Mais uma grande comoção nacional. Mais uma falta de serenidade analítica. E mais uma vez erra-se o alvo do problema.

A decisão da Moody's é inconveniente? É. Suscita uma sensação de injustiça, quando o Governo - e não só - se mostra totalmente empenhado em cumprir e ultrapassar os objectivos acordados com a ‘troika', tendo já mostrado esse empenho através de decisões difíceis? Sim. Mas centrar a discussão nestes aspectos e maldizer as agências de ‘rating' por estas consequências é atirar ao alvo errado.

As agências de ‘rating' regem-se por regras próprias e a sua missão é oferecer aos investidores uma classificação de risco dos devedores, para os orientar nas decisões de investimento. Ninguém é obrigado a seguir as suas classificações, mas é um facto que muitos investidores se orientam voluntariamente por elas e isso tem consequências para o acesso dos devedores ao mercado.

A reestruturação da dívida grega está a ser abertamente discutida, com o "estímulo" das autoridades europeias, e com a perspectiva de o seu resultado implicar perdas para os credores. Esta reestruturação, que acompanha o aumento da ajuda comunitária, está a ser activamente promovida pelas autoridades europeias, sinalizando que estas autoridades só se envolverão em mais ajudas, desde que os credores privados também participem e aceitem perder parte do valor investido. Neste quadro - que constitui, de facto, uma novidade - surpreende que as agências de ‘rating', tendo em conta a sua missão, alertem que aumentou o risco dos investimentos em devedores soberanos em situação problemática? Dificilmente...

É justo que os credores privados, que foram investidores irresponsáveis no passado, também paguem os custos do ajustamento dos países em dificuldades (para as quais contribuíram com a sua irresponsabilidade)? A minha opinião sobre isto está expressa no Nó Cego, publicado há quase um ano: "Seria de toda a justiça que os credores fossem chamados a pagar parte da factura, já que a sua irresponsabilidade creditícia também contribuiu para a presente situação". Mas as agências de ‘rating' não se pronunciam sobre justiça (moral).

Pronunciam-se sobre riscos de investimento e é um facto que o risco de perda destes investimentos aumentou (o que não quer dizer que esse risco se materialize necessariamente).

Podemos achar que a decisão agora publicada é exagerada, injusta, precipitada, etc. Mas, como disse, este não é o ponto essencial que deveríamos estar a discutir, porque esse tem pouco para discutir. O problema não está nas agências de ‘rating', está nas autoridades!

Se se acha que as decisões das agências são inconvenientes e dificultam, desnecessária e desmesuradamente, os processos políticos (e financeiros) de ajustamento, porque é que as autoridades lhes dão a importância que dão e lhes permitem condicionar as suas próprias políticas. Mais concretamente, porque é que o BCE condiciona a sua política de financiamento à avaliação das agências de ‘rating', em vez de usar a sua própria avaliação e/ou a das demais autoridades de supervisão? Porque é que, para o BCE, o ‘rating' da dívida dos países membros do euro tem mais valor do que o juízo dos órgãos comunitários? Porque é que, para o Sistema Europeu de Bancos Centrais, o juízo das agências de ‘rating' é mais importante do que o dos supervisores financeiros, a maioria dos quais integra directamente aquele Sistema?

Mesmo que tenha parecido justificável montar o sistema em cima de avaliações independentes produzidas pelas agências de ‘rating', a situação que a Eurolândia hoje tem pela frente é uma situação excepcional e, como tal, tem que ser tratada num quadro de excepcionalidade. E uma das primeiras medidas que deveria fazer parte desse quadro de excepcionalidade deveria ser precisamente tirar as agências de rating da equação dos decisores políticos (onde se inclui o BCE).

Agora quanto a nós, Portugal. A decisão é inconveniente, como já disse. Mas não adianta desperdiçar energia a discuti-la, porque tal não terá consequências. E muito menos deixarmo-nos desmoralizar. O que temos é que concentrar a energia em fazer o que é preciso ser feito - estabilizar as finanças e promover a competitividade e o crescimento - e cerrar os dentes até que os resultados comecem a manifestar-se. Pois só quando isso acontecer é que poderemos esperar que os juízos externos comecem a mudar.

Temos um Governo determinado em cumprir (e ultrapassar) o programa de ajustamento acordado com a ‘troika'; temos o principal partido da oposição comprometido com o mesmo programa e disposto a uma atitude responsável; temos a compreensão da sociedade que, recentemente, votou esmagadoramente nos partidos que tinham subscrito o programa de ajustamento, apesar de todos os cantos de sereia da campanha. Existe, pois, uma vontade colectiva de lidar com o problema com a dureza que ele requer, coisa que nunca existiu na Grécia. Isto é uma diferença assinalável e essa diferença vai acabar por se materializar em resultados.

Há que manter a convicção e a determinação; ter paciência e ter esperança. E daqui por seis meses vamos ver se temos resultados ou não. Se os tivermos, vamos ver que as coisas poderão começar a dar a volta. Até lá... cerrar os dentes!

Este artigo foi originalmente publicado no blog da Sedes www.sedes.pt/blog/

Vítor Bento, Economista e presidente da SIBS

Leonardo Boff 

1 - Sempre Um Papo






Leonardo Boff, pseudónimo de Genézio Darci Boff (Concórdia, 14 de dezembro de 1938), é um teólogo brasileiro, escritor e professor universitário, expoente da Teologia da Libertação no Brasil. Foi membro da Ordem dos Frades Menores, mais conhecidos como Franciscanos. É respeitado pela sua história de defesa pelas causas sociais e atualmente debate também questões ambientais.

ANDY WILLIAMS








TENHA UM BOM DIA............


...tente repousar no fim de semana



COMPRE JORMAIS


não se entendem
INFARMED
Numa nota colocada no site, o Infarmed diz que teve conhecimento de dificuldades no fornecimento de "determinados medicamentos por diversas farmácias, para os quais não foi reportada a sua ruptura de fornecimento do mercado".
Sem especificar qualquer medicamento, o Infarmed relembra os agentes do circuito do medicamento que há regras a cumprir para as quantidades mínimas de remédios que devem ser mantidas pelos distribuidores e que as farmácias têm o dever de fornecer os fármacos solicitados.
Por isso, a autoridade volta a alertar as farmacêuticas, os distribuidores e as farmácias "para o cumprimento do dever legal de assegurarem uma adequada gestão dos seus stocks".
A nota sublinha também que as farmácias não podem exercer a atividade de distribuição por grosso de medicamentos e que os distribuidores devem abastecer-se apenas junto das entidades que tenham autorização de distribuição ou de fabrico.
"CORREIO DA MANHÃ"
 
dinheirinho
A Galp Energia iniciou a exploração comercial 
do seu primeiro poço no campo de Lula.
O P1 é o primeiro poço que a Galp explora comercialmente na área e obteve um produção de 36,3 mil barris de petróleo equivalente por diano mês de Maio e contando também com a produção de gás natural.
A notícia tem um impacto “positivo” na avaliação da Galp “uma vez que ultrapassa as expectativas iniciais e fornece uma indicação positiva quanto aos reservatórios implícitos no campo de Lula”.
Os dados divulgados pela petrolífera portuguesa não só confirmam o elevado potencial da bacia de Santos como “trazem elevadas expectativas para o pré-sal e, especialmente, para os reservatórios de Lula/Cernanmbi”, diz o BPI no seu Iberian Daily de hoje.
“Adicionalmente, contribuem com dados positivos para as negociações que decorrem para o aumento de capital no Brasil”, referem a equipa de “research”.
O BPI refere que a Galp Energia tem uma participação de 10% no campo de Lula/Cernambi., que é responsável por 44% da sua avaliação da carteira de activos que a Galp detém no Brasil. 23% do preço-alvo da Galp é justificado por esta avaliaçaõ.
"JORNAL DE NEGÓCIOS"

paga e não bufa
SCUT
O regime de isenções e descontos nas ex-Scut (auto-estradas sem custos para os utilizadores) para residente e empresas locais deve manter-se, para já. A ideia é que seja também aplicado às quatro vias que deverão começar a ser cobradas a partir de Setembro -Scuts do Algarve, Interior Norte, Beiras Litoral e Alta e Beira Interior.
Mas há também intenção de acabar mais cedo com estes descontos e isenções do que o calendário previsto pelo governo de José Sócrates. O Ministério da Economia não comentou este cenário até ao fecho da edição.
O regime em vigor desde o ano passado nas Scut da Costa da Prata, Grande Porto e Norte Litoral, prevê que as primeiras dez passagens mensais sejam grátis. A partir da 11ª, os residentes e empresas locais têm direito a um desconto de 15%.
Estes descontos acabaram por ser o único resultado do braço-de-ferro entre o executivo de José Sócrates e a Oposição que bloqueou no ano passado a introdução de portagens em três Scut a partir de 1 de Julho. O PS avançou com este regime e antecipou a cobrança nas restantes vias, mas não consegui chegar a um acordo com o PSD para avançar com as portagens no prazo inicial. A cobrança arrancou só em Outubro de 2010.
"i"

legislação beneficia vigarice
Alemães acusados na venda de submarinos 
evitarão pena se Estado deixar cair caso
Isso mesmo é admitido num dos três pareceres do Conselho Consultivo da Procuradoria-Geral da República (PGR), publicados ontem em Diário da República, que analisaram as implicações da burla no contrato de aquisição dos submarinos e no das contrapartidas.
A reparação do dano, defendem os magistrados, deixa intocável o crime de burla qualificada. Contudo, admitem, pode "conduzir à extinção da responsabilidade criminal, caso se verifiquem os restantes pressupostos", ou seja, a concordância do ofendido e do arguido e não haver dano ilegítimo de terceiro.
O artigo do Código Penal que permite isso, lembra-se, foi introduzido na reforma de 2007. "Trata-se de uma novidade que foi, aliás, objecto de alguma controvérsia, por traduzir um passo no processo de privatização da lei penal", lê-se no relatório, pedido pelo ex-ministro da Defesa, Augusto Santos Silva, em Fevereiro passado. Se a reparação integral for feita até ao início do julgamento, que ainda não tem data marcada, pode servir para atenuar a pena dos arguidos, recorda-se.
Este parecer aconselha o Estado a declarar a nulidade da deliberação da Comissão Permanente de Contrapartidas (CPC) que aprovou as chamadas pré-contrapartidas, no valor de 145 milhões de euros, parte das quais foram consideradas fictícias pelo Ministério Público, que sustenta que o consórcio alemão não teve intervenção na captação destes negócio e projectos, que tinham como objectivo desenvolver a economia nacional. Chamam-se pré-contrapartidas porque foram negociadas antes da assinatura do contrato, em Abril de 2004, pelo então ministro da Defesa, Paulo Portas, tendo permitido que a caução de 121 milhões de euros que o consórcio estava obrigado a depositar fosse reduzida para 106,5 milhões.
"PÚBLICO"

campeonato da sueca
Salvador: 
«Campeonato a quatro é a nossa convicção»
Não foi uma entrevista de grandes revelações a que António Salvador concedeu ontem à RTPN, mas o líder do Sp. Braga admitiu que esta época já começou com uma declaração que o líder fez questão de afixar à porta do balneário. Tudo porque o seu ex-treinador, agora no Sporting, esqueceu-se do... Sp. Braga quando assumiu que ia entrar numa luta a três pela conquista do título.
“Esses três não sei quem são e só depois de começar o campeonato é que veremos se será só a três ou a quatro. A nossa convicção é que vai ser a quatro”, ripostou Salvador com uma garantia: “Não levei a mal essa frase, porque o Domingos defende agora os interesses do seu clube. Mas por direito próprio o Sp. Braga passou a ser um dos quatro grandes em Portugal e não só o 4.º grande. Isso só traz mais motivação aos nossos profissionais. Tudo serve para isso. Até uma simples frase...”
"RECORD"

crónica da morte anunciada
20 mil professores a contrato vão ficar sem emprego
Fenprof denuncia que no arranque do ano lectivo 
vão ser extintos 30 mil horários.
A Federação Nacional dos Professores (Fenprof) estima em 20 mil o número de professores que podem ficar sem emprego, já em Setembro, no arranque do próximo ano escolar, e prepara-se para sair à rua em protesto. O sindicato, que não pretende dar tréguas ao novo titular do Ministério da Educação (ME), avisa que o despedimento abrange contratados, que já não terão direito a indemnização e vão usufruir de menos tempo de subsídio de desemprego, e professores do quadro, sendo transversal a todos os grupos e disciplinas.
"DIÁRIO DE NOTÍCIAS"

só p'ra ricos e políticos
Construir casa nova está mais caro
Os preços para manter e reparar casas também subiram.
O índice de custos da construção nova subiu 1,8% em Maio, face ao período homólogo, revelou o Instituto Nacional de Estatística (INE).
Para o aumento do índice foi relevante a componente de Mão-de-obra, que aumentou 1,6% em Maio e a componente Materiais que subiu 2,1%.
No que diz respeito à manutenção e reparação da habitação, o índice de preços também voltou a aumentar, registando uma variação homóloga de 4%. Já a taxa de variação média dos últimos doze meses acentuou a tendência de aumento que se verifica desde Novembro de 2010, atingindo 2% em Maio.
Segundo os mesmos dados, todas as regiões do Continente registaram aumentos nas taxas de variação homólogas deste índice de preços, com destaque para Lisboa e Centro por terem sido as que apresentaram acréscimos mais elevados.
"DIÁRIO ECONÓMICO"

mmmúúúú
Produção baixa 37 mil toneladas em 2010
A FENALAC - Federação Nacional das Cooperativas de Produtores de Leite promove, hoje, um seminário internacional sobre o futuro do setor lácteo cooperativo nacional, cuja produção baixou 37 mil toneladas em 2010. Segundo dados disponibilizados pela federação – que é constituída pelas cooperativas Agros, Proleite, Lacticoop e Serraleite, e que assim representa 8.000 produtores –, em 2008 o volume de leite nacional chegou a ser de um milhão e 868 mil toneladas, mas em 2009 essa produção decaiu 23 mil toneladas e em 2010 o decréscimo foi ainda mais acentuado, situando-se a perda em 37 mil toneladas. 'A produção de leite em Portugal representava 741 milhões de euros em 2009, o equivalente a 31 por cento da produção animal e a 13 por cento da produção agrícola', revela a FENALAC.
"O PRIMEIRO DE JANEIRO"

mais um assalto
Descida da TSU leva ao "aumento brutal" 
do IVA de alguns produtos
A UGT considerou, esta sexta-feira, que a descida da Taxa Social Única vai levar ao "aumento brutal" do IVA de alguns produtos e considerou ilegítimo que o corte nas contribuições patronais possa ser superior a 4%.
"Para compensar a descida da TSU, vai haver um aumento brutal do IVA de produtos que vão ser pagos pelas famílias", disse o secretário-geral da UGT, João Proença, em conferência de imprensa.
O sindicalista considerou "completamente ilegítimo" que a TSU paga pelas empresas possa descer mais que 4 por cento, alegando que não existem estudos que sustentem essa possibilidade.
Para a UGT, a redução da TSU deve estar ligada ao aumento do Salário Mínimo Nacional (SMN)e só deve ser aplicada nas empresas de capital intensivo, que têm salários mais baixos, sujeitas à competição internacional.
"Só deve ser reduzida a TSU dos salários até ao valor de dois SMN e uma parte do que as empresas vão poupar com a redução das contribuições para a Segurança social deve ser canalizada para aumento do SMN, que em Portugal é auferido por 6 por cento dos trabalhadores", disse João Proença.
Segundo o sindicalista, uma eventual redução da TSU das grandes empresas não terá influência na sua competitividade, contribuindo apenas para o aumento dos lucros.
"JORNAL DE NOTÍCIAS"

bom trabalho
Europeu juniores: 
Cátia Martinheira bate recorde nacional
A portuguesa Cátia Martinheira quebrou, esta sexta-feira, o recorde nacional júnior dos 50 metros costas, nas eliminatórias do Europeu da categoria.
Cátia Martinheira alcançou o registo de 30.75 segundos e superou o tempo nacional dos 50 metros costas, que pertencia a Lisa Soares, com 30.80 segundos.
"A BOLA"


CONFESSIONÁRIO DE PONTA



ENGLISH LESSON


The difference between 
COMPLETE & FINISH
....................
People say there is no difference between 
 
COMPLETE FINISH

But there is ! 

When you marry the right one, you are COMPLETE
And when you marry the wrong one, you are FINISHED
And when the "right one" catches you with the "wrong one", you are 
COMPLETELY FINISHED 
And that is your English lesson for the day



A Raríssimas – Associação Nacional de Deficiências Mentais e Raras – foi fundada em Abril de 2002, com o objectivo de apoiar doentes, famílias e todos os que convivem de perto com as Doenças Raras.

Pretendemos ser uma associação com elevado reconhecimento nacional e internacional no que às Doenças Raras diz respeito e para isso empenhamo-nos em participar em diversos projectos, quer de âmbito nacional, quer internacional.

Uma das razões da nossa existência é a divulgação das Doenças Raras. Para isso:

 Incentivamos a reflexão e o debate sobre as necessidades dos portadores de doenças raras e suas famílias;

 Sensibilizamos a comunidade para a realidade das doenças raras;

 Alertamos a Comunicação Social para a importância da divulgação da informação sobre as doenças raras, bem como a importância das organizações que as representam;

 Demonstramos à sociedade a importância do movimento associativo no apoio e acompanhamento dos portadores de doenças raras e das suas famílias.

O apoio aos doentes e às respectivas famílias é outra dos nossos pilares de actuação. Por isso mesmo, continuamos a prestar o melhor apoio possível aos nossos associados e aos cidadãos em geral, na temática da (in)formação, tendo em conta os seguintes objectivos:

 Promover a igualdade de direitos dos portadores de doenças raras e suas famílias;

 Melhorar a divulgação de meios e recursos, que permitem aos portadores de doenças raras a escolha, digna, do seu modo de vida com interacção no seu meio social e cultural;

 Melhorar a coordenação entre técnicos, instituições nacionais das áreas de medicina, ensino, reabilitação e o sector associativo.

A todos os nossos doentes raros e respectivas famílias, um grande bem hajam!

Como apoiar

O maior projecto da Raríssimas é, neste momento, a conclusão da Casa dos Marcos, uma obra de grande envergadura que necessita do apoio de todos para que esteja brevemente ao serviço da comunidade.

Caso queira contribuir para esta obra solidária, por favor faça o seu donativo para o NIB:
Conta BPI nº 0010 0000 3796 8970 0018 0

IBAN : PT50 0010 0000 3796 8970 0018 0
SWIFT/BIC
BBPIPTPL

Para além do projecto megalómano da Casa dos Marcos, a Raríssimas, encontra-se a desenvolver neste momento mais dois projectos de suma importância.

O Centro Multidisciplinar, em Lisboa, é um projecto de apoio aos doentes raros e que necessita, para já, de obras que permitam o funcionamento em pleno desta unidade. O Centro Multidisciplinar procura não só apoios a nível de construção, como também de materiais que possibilitam uma completa integração do utente. Caso queira participar deste projecto, poderá fazer o seu donativo para:

0010 0000 4235 5060 0017 6 - Banco BPI

Para mais informações ligue 21 362 31 91

Linha Rara é o nome de um serviço de utilidade pública que visa promover o esclarecimento e encaminhamento de todos os utentes com dúvidas e problemas relacionados com as doenças Raras. Para que este serviço funcione na perfeição é necessário, além dos profissionais que colaboram voluntariamente, toda uma estrutura de telecomunicaçõ,es que possibilite o funcionamento em pleno deste serviço. Para fazer o seu donativo para este projecto :

0010 0000 4235 5110 0013 8 - Banco BPI

PORQUE ESPERA???



9 - M E M Ó R I A S . .





DEFESA PESSOAL













Enterro em Cuba



Em Cuba, toda a família se surpreendeu quando chegou de Miami o caixão com o cadáver de uma tia muito querida.

O corpo estava tão apertado no caixão que o rosto parecia colado no visor de cristal ...
Quando abriram este, encontraram uma carta presa na roupa com um alfinete, que dizia assim :

"Queridos pais: Estou enviando os restos de tia Josefa para que façam o seu enterro aí em Cuba, como era seu desejo.
Tenho muita pena de não poder acompanhá-la, mas vocês compreenderão que tive muitos gastos com todas as coisas que vos envio.

Dentro do caixão, por baixo do corpo, vão encontrar o seguinte :

- 12 latas de atum Bumble Bee
- 12 frascos de condicionador
- 12 de shampoo Paul Mitchell
- 12 frascos de Vaselina Intensive Care(muito boa para a pele. Mas não serve para cozinhar !!! )
- 12 tubos de pasta de dentes Crest
- 12 escovas de dentes
- 4 latas de chouriço El Miño.

Repartam sem brigas com a família !!!

Nos pés de tia estão um par de ténis Reebok novos, tamanho 39, para o Joselito (desta vez é para ele, pois com o cadáver do tio não se mandou nada para ele, e ele ficou amuado).

A tia está vestida com 10 camisolas Ralph Lauren. Uma é para o Pepito e os demais para os seus filhos e netos.

Leva também 12 soutiens Wonder Bra para dividirem entre as mulheres. Vão também 20 vernizes de unhas Revlon que estão nos cantos do caixão.

As três dezenas de calcinhas Victoria's Secret devem ser repartidas entre as minhas sobrinhas e primas.

A tia também está vestida com nove calças Docker's e 3 jeans Lee. Pai, fique com 3 e as outras são para os meninos.

O relógio suíço que o pai me pediu está no pulso esquerdo da tia. Ela ambém leva tudo o que a Mãe pediu - pulseiras, anéis, etc.

O colar que tia tem posto é para a prima Rebeca, e também os anéis que ela tem nos pés.

Os oito pares de meias Chanel que ela veste são para repartir entre as conhecidas e amigas ou, se quiserem, para as vender. Mas por favor, não briguem por causa destas coisas.

A dentadura que pusemos na tia é para o Avô, que apesar de não ter muito que mastigar, com ela sempre se dará melhor (que ele a use, custou caro).

Os óculos bifocais são para o Alfredito, pois são do mesmo grau que ele precisa.

Os aparelhos para surdez que ela tem nos ouvidos são para a Carola. Não são exatamente aqueles de que ela necessita, mas que os use mesmo assim, porque são caríssimos!

Os olhos da tia não são os dela, são de vidro. Tirem-nos e nas órbitas vão encontrar a corrente de ouro para o Gustavo e o anel de brilhantes para o casamento da Katiuska.

Como vocês repararam o caixão é de madeira boa (não entra caruncho). Podem desmontá-lo e fazer os pés da cama da mãe e outros consertos em casa.

O vidro do caixão serve para fazer uma moldura para a fotografia da Avó que está, há anos, a precisar de uma nova.

Com o forro do caixão, que é de cetim branco (US$ 20,99 o metro), a Katiuska pode fazer o seu vestido de noiva. Na alegria destes presentes, não esqueçam de vestir a tia para o enterro ! ! ! A peruca platinada, com reflexos dourados, que a tia usa também é para a Katiuska, que vai brilhar, linda, no seu casamento !!!

PS 2 - Com o desgosto da morte de tia Josefa, a tia Bianca ficou doente. Façam os pedidos com moderação ! Bicicletas não cabem nem desmontadas e de carburador de Niva, modelo 1968, aqui ninguém ouviu falar !!!



Com amor, vossa filha Carmencita.

 
PS 1 - Por favor arranjem uma roupinha decente para vestir a tia para o enterro e mandem rezar uma missa pelo descanso de sua alma, pois realmente ela ajudou, mesmo depois de morta.

PS 2 - Com o desgosto da morte de tia Josefa, a tia Bianca ficou doente. Façam os pedidos com moderação ! Bicicletas não cabem nem desmontadas e de carburador de Niva, modelo 1968, aqui ninguém ouviu falar !!!




24 - FOTOMONTAGENS








23 - ALEIVOSIAS




15- BICHEZAS






JORNAIS DE HOJE


COMPRE JORNAIS