segunda-feira, 20 de junho de 2011

- UMA GRAÇA PARA O FIM DO DIA ADULTOS



LONDRES 2012


2 - ALMORRÓIDA ESCLARECIDA FICA MAIS PREVENIDA


PSP alerta para nova técnica de roubar utilizadores de Multibanco


A PSP alertou, quinta-feira, para casos de "cash trapping" nos terminais Multibanco, em que é usado um objecto para bloquear a saída das notas para enganar quem tenta fazer um levantamento e ficar com dinheiro.


Registando casos de "cash trapping" em Coimbra, Lisboa e várias localidades algarvias, a PSP aconselha na sua página na Internet cuidado aos utilizadores de terminais Multibanco, recomendando que verifiquem se há sinais de estes terem sido "vandalizados, alterados ou modificados".

Segundo a Polícia de Segurança Pública (PSP), o "cash trapping" faz-se colocando um objecto plástico ou metálico - uma espécie de régua - na ranhura de saída das notas que impede que estas saiam mas que permite recuperá-las puxando pelo objecto.

A intenção é "ludibriar uma pessoa que pretende levantar dinheiro e que julga que o equipamento está avariado".

As pessoas são levadas a desistir da operação e abandonam o local, permitindo aos suspeitos retirar o objecto e ficar com o dinheiro, refere a Polícia, que recomenda que não se vão embora e chamem a Polícia, recusando ajuda de quem "sugere que volte a marcar o código".

A PSP já deteve desde Março três pessoas pela prática deste crime.

IN "JORNAL DE NOTÍCIAS"
21/04/11
3- AZULEJO PORTUGUÊS





Os portugueses não inventaram o azulejo, mas usaram-no de forma original, para revestir paredes, pavimentos, bancos, lagos e fontes. Fizeram-no tão bem que estes pequenos quadrados de barro, a que o fogo dá vida, atingiram o estatuto de obras-primas.O Azulejo é uma das expressões mais fortes da Cultura em Portugal e uma das contribuições mais originais do génio dos portugueses para a Cultura Universal.
Aqui, o Azulejo ultrapassou largamente a mera função utilitária ou o seu destino de Arte Ornamental e atingiu o estatuto transcendente de Arte, enquanto intervenção poética na criação das arquitecturas e das cidades.

Gravado no Canal História dia 8/6/2009

A FORMAÇÃO DOS CONTINENTES




enviado por D.A.M.

DOAÇÃO







OBRIGADO CARACOLETA

VÂNIA BELIZ

Sexo no pré e pós-parto


Mais uma primavera e, apesar da crise estar para ficar, não sei se reparou mas parece que o próximo ano vai ser rico em novos nascimentos. Apesar de eu achar que andamos com os “apetites” um pouco de lado, o que é certo é que os portugueses parecem ter apostado na maternidade em grande! Em qualquer lado a que vá só vejo futuras mamãs, ou não estivéssemos nós na Primavera, uma das épocas mais (re)produtivas do ano.

Tenho tido uma experiência interessante ao colaborar com um centro de saúde informando os jovens pais - mais as mamãs porque os pais raramente aparecem nestas coisas - acerca da sexualidade no pré e no pós-parto. Este é um período interessante em que ainda existem muitas dúvidas que afastam as mulheres do sexo. Se muitas já parecem ter alguma informação acerca do assunto, existem outras tantas em que o simples tema as deixa agarradas à cadeira e com um semblante pesado. Falar de sexo e de prazer com mulheres cheias de vida (perceba-se, muito grandes na recta final da gestação), pode não ser o melhor dos desafios.

É normal que o primeiro trimestre seja pautado por um primeiro afastamento, ora são os vómitos, o sono excessivo, ora as hormonas a declinarem o desejo, o medo de prejudicar o bebé… O segundo trimestre é normalmente um período em que as mulheres devem relaxar e em que podem voltar à sua frequência sexual.

Ainda não muito pesadas podem usufruir da sua sexualidade, se não houver indicação médica contrária. No entanto, são bastantes as mulheres que vêem a sua vida sexual reduzida pelo desconforto com a sua imagem, pelo medo e desconhecimento. É como se aquelas mulheres, outrora sexuadas e satisfeitas, virassem repentinamente imaculadas mães, não podendo pensar em tais actos carnais. Já tive testemunhos que o confirmam. O último trimestre é sem dúvida o mais sensível afastando muitos casais da prática sexual. As mulheres sofrem com a sua imagem e desconforto e os homens parecem ainda temer tocar o bebé, acredite! Se a gravidez é uma travessia do deserto na nossa sexualidade, então o pós-parto é o ficar no deserto, porque após o nascimento as mulheres transformam-se em zelosas mães e, apesar das hormonas ditarem biologicamente o afastamento sexual, existem aquelas que não conseguem encontrar tempo de qualidade para o reencontro a dois.

Se a experiência com as mulheres no pré-parto foi interessante, reencontrá-las no pós-parto foi o afirmar do que eu já temia. As mulheres continuam a ter dificuldade em abordar de novo a sua primeira vez após o parto e algumas vivem este reinício com muita expectativa, ansiedade e medo, ingredientes perigosos para a satisfação. O medo e o desconhecimento fazem com que a maior parte das mulheres sinta dor ou desconforto, fazendo com que se afastem progressivamente dos seus companheiros. A ausência de outras práticas sexuais que não seja a penetrativa é um grande obstáculo, bem como a dificuldade em aceitarem a sugestão da estimulação através do toque, como a prática masturbatória. Quando a nossa vida sexual se resume à penetração, podemos correr o risco de ficar longos tempos no deserto. Mesmo que numa gravidez a penetração seja contra-indicada, isso não é motivo para as mulheres se afastarem dos seus companheiros, porque o sexo é um mundo vasto de experiências em que a penetração é apenas uma das formas de prazer.


IN  "SÁBADO" 

34 - IPSIS VERBIS



PAULO MORAIS
(ex-vice presidente da câmara do Porto)

"o centro de corrupção em Portugal tem sido a Assembleia 
da República, pela presença de deputados que são, simultaneamente, administradores de empresas"

"Felizmente, este Parlamento vai-se embora. 
Dos 230 deputados, 70 são administradores ou gestores 
de empresas que têm directamente negócios com o Estado"

"parece mais um verdadeiro escritório de representações, com membros da comissão de obras públicas que trabalham para construtores"

IN "CORREIO DA MANHÃ"
20/06/11

NR: Se faz favor diga quem são os setenta e já agora os construtores! 
.

1 – OS MESTRES DO DINHEIRO






A história de como os Bancos Privados se tornaram a mais poderosa e infame dominação do mundo.
Aborda o papel dos bancos na história e atualmente. Vindo desde a criação das primeiras Casas de Moeda na antiga Roma até hoje em dia. Como os bancos controlam as nações, impelindo-as as guerras e escravidão do povo através de dívidas e juros para paga-las.
O que as principais guerras na Europa e resto do mundo, desde Napoleão a Segunda Guerra Mundial tem em comum?
Tudo isso é abordado exaustivamente num documentário mais do que completo sobre a milenar história da nossa escravidão pelo sistema monentário dos banqueiros.

ALMORRÓIDA (EN)DIREITADA


O estranho caso do professor Abel e da sua carapuça na Faculdade de Direito

por Adriana Vale

Paulo Otero pôs num teste um caso que retrata na perfeição o que se passou com um dos seus colegas. Foi censurado sem contraditório


Já não é a primeira vez que o professor Paulo Otero dá exemplos polémicos nos seus testes - basta lembrar o caso relacionado com uma comparação muito sui generis entre casamento entre pessoas do mesmo sexo e o casamento entre seres humanos e animais domésticos - mas desta vez, a assembleia da faculdade decidiu censurar a escolha da hipótese para resolução que incluiu no teste de Direito Administrativo II, há perto de duas semanas.

O teste fala no caso de um "professor Abel" que, passados cinco anos de ter começado a dar aulas na faculdade, pede ao conselho científico (CC) que lhe seja concedida a nomeação definitiva. O pedido foi deferido. Sete meses depois, como Abel "tinha liderado um movimento de contestação ao presidente do conselho científico", esta nomeação foi revogada. A questão apresentada aos alunos pretende ver esclarecido se o reitor deve ou não revogar a nomeação. Esta hipótese é uma coincidência perfeita e evidente com o que se terá passado com um professor da Faculdade de Direito de Lisboa. As datas são precisamente as mesmas, dizem fontes ligadas à universidade.

Três dias depois do exemplo do "professor Abel", a assembleia da faculdade, órgão onde estão representados alunos, professores e funcionários, tornou público o seu parecer, através do qual fazia três reparos a Paulo Otero.

Uma vez que era possível apresentar o mesmo caso sem referir uma situação sensível da vida da faculdade, "num contexto factual anódino", a assembleia da faculdade lamenta terem sido expostas desta forma situações controversas ou de grande melindre, envolvendo pessoas que são facilmente identificáveis. A segunda é por apresentar o conselho científico como um órgão que poderia perseguir um professor e ainda pela carga intimidatória que esta situação poderia exercer junto de professores com uma situação contratual mais frágil. Refere a decisão que "censura o facto de, numa prova escrita de exame final e, mesmo que numa condição hipotética, se terem colocado órgãos e pessoas da faculdade a determinar as suas decisões por sentimentos de retaliação contra colegas que exerceram um direito democrático e se terem apresentado aos estudantes numa situação em que manipulam argumentos jurídicos para prosseguir fins menos nobres".

O professor que terá visto os episódios da sua vida profissional relatados ao pormenor num teste tinha liderado uma lista às eleições de professores para a assembleia da faculdade, caso inédito desde os anos 80. Esta segunda lista foi vista como um sinal evidente de contestação. O próprio Paulo Otero, dizem fontes da universidade, faz parte da comissão permanente do conselho científico.

Carapuça O professor Paulo Otero, por sua vez, referiu ao i que não pôs no exemplo o nome da universidade, não identificou a faculdade nem o curso e não nomeou nenhum professor, por isso "alguém enfiou a carapuça". Quanto ao castigo, afirma que "há ilegalidade", acrescentando mesmo que "a censura faz lembrar outro tempos".

Questionado sobre se este castigo poderia ter surgido na sequência de situações anteriores que poderão ter ficado sem resposta, o professor de Direito refere que talvez estejamos perante um caso de "perseguição", cuja natureza dispensa "qualificação".

Pior, diz ainda: "Fui condenado sem ser ouvido, por um órgão incompetente para o fazer." Não podemos esquecer que se trata de uma faculdade de Direito, o que empresta um carácter mais complexo à inexistência de contraditório. "Até Adão e Eva, antes da expulsão do Paraíso, foram ouvidos por Deus", afirma. Podemos adiantar que será sempre difícil comparar a justiça exercida pela Faculdade de Direito de Lisboa, por muito correcta que seja, com a justiça divina.

IN "i"
20/06/11

Guns N' Roses



5 - CHINA MARAVILHOSA









4 – PONTES PERIGOSAS









VISITAS EM 24 HORAS AO BLOGUE

  
       19 de Jun de 2011 17:00 – 20 de Jun de 2011 16:00


Visualizações de páginas por país
Portugal
........................................84
Brasil
............................................35
Alemanha
......................................15
Itália
.............................................15
Estados Unidos
..............................12
Ucrânia
...........................................5
Malásia
...........................................4
África do Sul
...................................1
TOTAL....171
4 - PIRINÉUS SEM NEVE







24 - GUIA DOS CURIOSOS




5 - STURGIS
clique para ampliar










TENHA UM BOM DIA............


...hoje há paralamento novo


COMPRE JORNAIS


é uma lufa lufa
Há públicas sem vagas para alunos de privados
Pais tiraram filhos de privado este ano e muitos mais querem agora lugar no público. Pressão é sobre liceus mais reconhecidos.
A fuga de alunos dos colégios devido à crise está a criar problemas nalgumas escolas públicas sem resposta para tanta procura. Durante o ano, muitos pediram transferência porque deixaram de conseguir pagar mensalidades. E as pressões que os directores têm vindo a sofrer nos últimos tempos fazem antever um agravamento da situação em Setembro.
"DIÁRIO DE NOTÍCIAS"

sem nobreza
Eleição de Nobre nas mãos da esquerda
O CDS mantém-se irredutível e não apoiará Fernando Nobre para presidente da Assembleia da República o que deixa a candidatura nas mãos dos deputados de desalinhados dos partidos de esquerda. Mesmo que o PSD consiga arregimentar os seus 108 deputados necessitará de mais 8 votos (caso todos os deputados participem na tomada de posse) para que o presidente da AMI seja eleito para segunda figura do Estado.
Para a eleição que se realiza hoje, PS, PCP e Bloco de Esquerda já deixaram claro que não apoiarão a proposta do partido que venceu as eleições, mas entre os socialistas existem sinais de discordância face à posição que saiu do secretariado nacional e que aconselha todos os deputados a votarem contra Nobre por "não reunir condições para o bom desempenho do cargo".
António Costa, actual presidente da Câmara de Lisboa, descolou da decisão da direcção do PS e abriu mesmo a porta para que alguns socialistas votem a favor de Fernando Nobre: "Se fosse deputado do PS votaria no candidato apresentado pelo PSD porque acho que essa é a praxe, uma praxe saudável, da nossa vida democrática". A "praxe" de que fala António Costa passar por um largo consenso em torno do nome que a maioria que vence as eleições indica. Jaime Gama, o até agora titular do cargo, foi disso exemplo.
"DIÁRIO ECONÓMICO"

como prevenir???
Alerta do presidente doIPS
Dengue a malária podem chegar
O presidente do Instituto Português do Sangue (IPS), Álvaro Beleza, revelou, ontem, que doenças como a malária ou dengue estão a preocupar especialistas portugueses, que admitem que podem mesmo chegar a Portugal. O especialista recordou que 'as pessoas circulam cada vez mais', situação que pode ajudar a espalhar as referidas doenças no País.
"O PRIMEIRO DE JANEIRO"

 fiscalidade
Recibos verdes obrigatórios 
por via electrónica a partir de 1 de Julho
A partir de 1 de Julho, a emissão de recibos verdes deverá ser feita, obrigatoriamente, através do modelo electrónico, uma medida que ajuda a controlar a fraude fiscal.
Segundo o vice-presidente do Sindicatos dos Trabalhadores dos Impostos, Marcelo de Castro, esta medida que até aqui era opcional é mais um mecanismo de ajuda ao controlo da fraude.
Fora desta obrigatoriedade vão ficar os titulares que não estão obrigados ao envio da declaração periódica de IVA.
Os prestadores de serviços com um pequeno volume de negócios que não atinja os 10 mil euros anos poderão continuar a emitir recibos verdes em papel.
Estes recibos deverão ser adquiridos nos Serviços de Finanças, sem preenchimento num número máximo de 50 e com um custo unitário de dez cêntimos.
Para os sujeitos passivos titulares de rendimentos da categoria B obrigados ao envio da declaração periódica de IVA ou da declaração de IRS as novas regras definem que após a emissão do recibo verde electrónico este fica disponível no Portal das Finanças para consulta e impressão, quer pelo prestador do serviço, quer pelo adquirente do serviço.
"JORNAL DE NOTÍCIAS"


não é azar...
Portugal despromovido da Superliga em Estocolmo
A Selecção Nacional não conseguiu manter-se no escalão maior do Campeonato da Europa por equipas, que decorreram este fim-de-semana em Estocolmo, na Suécia.
Portugal terminou a prova na penúltima posição, com 174 pontos, sendo despromovido juntamente com a Suécia (157 pontos) e República Checa (204). O título foi conquistado pela Rússia, que repetiu a vitória de há dois anos, em Leiria.
Nas provas deste domingo, Portugal ainda teve alguns resultados de destacar, como o segundo lugar de Sónia Tavares nos 200 metros e de Rui Silva nos 3.000. Naide Gomes foi quarta no salto em comprimento, Dulce Félix quinta nos 5.000 metros e Nélson Évora, na segunda vez que este ano fez o triplo salto em competição, foi sexto.
"A BOLA"

inteligência lusitana
Estetoscópio detecta doenças cardíacas
Uma equipa internacional de investigadores, liderada pela Universidade do Porto, está a desenvolver um novo estetoscópio digital, que vai permitir aos médicos de clínica geral detectar mais fácil e eficazmente patologias cardíacas específicas, aumentando as hipóteses de diagnóstico precoce destas doenças.
De acordo com a Universidade do Porto (UP), o ‘DigiScope’ é um projecto que envolve investigadores da UP, da Queen Mary University de Londres (Inglaterra), Centro Hospitalar do Alto Ave (Guimarães/Fafe) e do Real Hospital Português do Recife (Brasil). O estetoscópio digital está sincronizado com um computador, que em tempo real analisa os sons captados pela auscultação, apontando anomalias do batimento cardíaco que podem ser associadas a patologias cardíacas específicas. A primeira versão do estetoscópio está já em utilização nos dois hospitais participantes no projecto.
"CORREIO DA MANHÃ"

mas que portugueses, os desempregados????
Portugueses "reconquistam" Algarve 
a ingleses e irlandeses
Desvalorização da libra e crise financeira irlandesa abrem espaço aos portugueses no segmento "prime" do mercado de habitação. Algarve é cada vez menos "Allgarve".
Os portugueses estão a reconquistar o segmento "prime" do mercado da habitação (entre 500 mil e um milhão e meio de euros) ao investimento estrangeiro - com especial destaque para o inglês e irlandês, no Algarve, onde uma parte significativa da oferta neste segmento se concentra.
"JORNAL DE NEGÓCIOS"

outra tróika p'rá tróika
FMI
Portugal Irlanda e Grécia ameaçam 
retoma da economia global
Portugal, Irlanda e Grécia podem "estar a brincar com o fogo" a menos que "tomem medidas imediatas para reduzir os seus défices orçamentais". O alerta é do Fundo Monetário Internacional (FMI), que divulgou ontem a actualização do seu relatório "Fiscal Monitor". E esse é uma das maiores ameaças à retoma da economia global.
"Não podemos dar-nos ao luxo de ter uma economia mundial em que estas importantes decisões são adiadas porque, de facto, estamos a brincar com o fogo", disse ontem José Vinals, o director do departamento de mercados de capitais do FMI. Numa conferência em São Paulo, Brasil, Vinals assinalou que a crise está agora numa nova fase: a política. O que representa uma crítica directa à ausência de consenso entre os governos da zona euro para encontrarem soluções eficazes que estaquem a crise da dívida soberana.
"Crescentes percepções de risco na Grécia, Portugal e Irlanda sublinham a necessidade de implementar os respectivos programas de ajustamento e de desenvolver uma abordagem abrangente para a gestão da crise na zona euro", refere o documento do Fundo. A ideia é reforçada num outro parágrafo do documento. "Dada a evidência de que a retoma económica se fortaleceu, os países na Europa precisam perseverar nos esforços de ajustamento e simultaneamente trabalhar cooperativamente para chegar a um acordo final relativo a uma abordagem consistente e alargada pan-europeia para gerir a crise".
"i"


in vino veritas
Ministro da Agricultura inaugura congresso mundial 
do vinho com 700 participantes
O arquitecto Álvaro Siza Vieira, o economista Manuel de Novaes Cabral e o professor catedrático Fernando Sena Esteves são os responsáveis pela primeira conferência do congresso, que vai juntar no Edifício da Alfândega cerca de 700 pessoas, entre as quais enólogos, produtores, comerciantes, arquitectos, designers, académicos e empresários do turismo ligado ao vinho de todo o mundo.
Siza Vieira, recentemente galardoado com o Prémio de Arquitectura do Douro 2010, com o projecto do armazém de envelhecimento de vinho desenhado para a Quinta do Portal, instalado entre as vinhas da paisagem classificada pela UNESCO, proferirá uma conferência subordinada ao tema “As Construções do Vinho”.
Já Manuel de Novaes Cabral apresentará uma conferência sobre o “O Vinho na Construção dos Territórios”, enquanto o professor catedrático da Faculdade de Farmácia da Universidade do Porto presidirá à conferência “A Ciência e o Vinho”.

Porto “centro mundial do vinho”

Em declarações à agência Lusa, a presidente da associação “Um Porto para o Mundo”, Isabel Marrana, revelou que o congresso mundial “é um acontecimento marcante, que, durante uma semana, vai fazer da cidade o centro mundial do vinho, do ponto de vista científico, arquitectónico, económico e social”.
Pela segunda vez, Portugal acolhe o evento – por ocasião da Expo 98 realizou-se em Lisboa – e Isabel Marrana sublinhou o potencial para divulgar os vinhos portugueses, que, à excepção do Vinho do Porto, “precisam de ganhar notoriedade”.
"PÚBLICO"

fruto do trabalho
MOTOCROSS
Luís Correia campeão invicto na categoria Elite
Campeão virtual desde a prova anterior, Luís Correia terminou o Nacional de Motocross invicto na categoria Elite. O derradeiro triunfo aconteceu este domingo, perto da Guarda, onde Paulo Alberto assegurou a conquista do título na classe MX2.
Luís Correia já tinha garantido os títulos de Elite e MX1, pelo que o piloto ribatejano teve nesta prova a sua consagração. No entanto, aproveitou para terminar em beleza, pois ganhou as seis corridas disputadas durante a época, enquanto na classe MX1 só falhou a vitória numa manga.
"RECORD"
9 - AMIGOS
para a vida inteira.... 


3 - RELÓGIOS 





 
2 -ESCULPINDO COM MOTOSERRA





JORNAIS DE HOJE


COMPRE JORNAIS