sábado, 18 de junho de 2011

- UMA GRAÇA PARA O FIM DO DIA




Assédio...



Um funcionário passa perto de uma colega de escritório e diz-lhe:" o seu cabelo tem um cheiro gostoso".

Indignada, a mulher dirige-se imediatamente ao gabinete do chefe, dizendo-lhe que quer fazer uma queixa de assédio sexual e explica o motivo.

O gerente fica admirado e pergunta:

- Mas, afinal, qual é o mal que tem um colega lhe dizer que o seu cabelo tem um cheiro gostoso?

A mulher:

- O filho da p... é  ANÃO... 
.


Um ano de casados




40 anos de casados




enviado por J. MILHAZES


5 – O DINHEIRO COMO DÍVIDA






Dinheiro como Dívida é um filme documental animado por Paul Grignon sobre os sistemas monetários praticados pelos serviços bancários modernos. O filme demonstra visualmente o processo da criação de dinheiro por corporações privadas (bancos), ilustra o contexto histórico deste sistema e avisa da sua insustentabilidade subsequente.


11 - Para que não caia no 
esquecimento




INCÊNDIOS EM SETE REGIÕES DA RÚSSIA EM JULHO DE 2010, FOI DECLARADO O ESTADO DE  EMERGÊNCIA E CALAMIDADE


 A SURPREENDENTE VERDADE 
SOBRE O QUE NOS MOTIVA


MARGARIDA MARQUES



As capitais verdes 
                  da Europa


Estocolmo, Hamburgo, Vitória e Nantes. O que têm em comum estas quatro cidades europeias? Todas elas receberam o título de Capital Verde da Europa (de 2010 a 2013), um prémio anual atribuído pela Comissão Europeia para incentivar as cidades europeias a tornarem-se locais mais atractivos e saudáveis. Mas um pré-mio também para sensibilizar as autoridades para o facto de que o investimento na protecção ambiental tem de ser uma realidade efectiva. Uma realidade que pode ajudar a promover o crescimento económico sustentável e a qualidade de vida nas cidades.

Quatro em cada cinco europeus vivem em zonas urbanas. A sua qualidade de vida e a qualidade do seu ambiente dependem da forma como as cidades funcionam e estão organizadas. É nas cidades que se decidem negócios, que se fazem investimentos, que se cria emprego. É nas cidades que as dimensões ambientais, económicas e sociais do desenvolvimento estão ligadas de forma estreita.

É certo que a escala e a intensidade dos problemas é variável, mas há um núcleo de problemas comuns como a má qualidade do ar, o tráfego, o elevado nível de ruído, a degradação do património, a falta de zonas de lazer, os níveis de emissões de gases com efeito estufa, a produção de resíduos, etc. Todos estes problemas são sérios e todos eles têm um impacto significativo na saúde, ambiente e economia.

As soluções devem ser arrojadas e inovadoras porque os europeus necessitam que as autoridades das cidades onde residem e onde trabalham levem a cabo um conjunto de esforços que melhorem a qualidade de vida dos seus habitantes. Sabemos que os problemas ambientais são complexos e interligados e que as iniciativas locais para a resolução de um dado problema podem gerar novos problemas noutras áreas.

Por exemplo, a utilização de autocarros ecológicos pode ser comprometida pela construção de parques de estacionamento no centro das cidades que estimulem o recurso ao uso do carro particular. Só um planeamento urbano integrado, na linha do que a Comissão Europeia vem propondo, pode ajudar a evitar este tipo de conflito entre objectivos.

O título de Capital Verde da Europa está aí para reconhecer todos os esforços levados a cabo pelas cidades para encontrar soluções e definir metas ambiciosas, mas também para contribuir para a resolução destes problemas. O objectivo é que as cidades premiadas funcionem como modelos de inspiração para outras zonas urbanas, promovendo as melhores práticas e experiências nas restantes cidades europeias.

A Comissão Europeia acaba de lançar o processo de selecção de mais uma Capital Verde que irá suceder a Nantes, vencedora do título para 2013. À semelhança das edições anteriores, para 2014 podem candidatar-se quaisquer cidades do continente europeu com mais de 200.000 habitantes. Isto significa que o concurso está aberto aos 27 Estados membros que fazem parte da União Europeia, mas também aos países candidatos à UE (Turquia, Antiga República Jugoslava da Macedónia, Croácia, Montenegro e Islândia) e aos países do Espaço Económico Europeu (Islândia, Noruega e Liechtenstein).

Num país em que não haja cidades com mais de 200.000 habitantes, pode concorrer o centro urbano de maiores dimensões. Para a candidatura, deve ser preenchido um formulário on line, específico, que se encontra no seguinte endereço electrónico: www.europeangreencapital.eu. O prazo de candidatura termina a 14 de Outubro de 2011 e a cidade vencedora será anunciada em Junho de 2012.

Na selecção da Capital Verde da Europa, o júri terá em conta um conjunto de indicadores como sejam o contributo local para as alterações climáticas à escala mundial, transportes, zonas verdes urbanas, ruído, produção e gestão de resíduos, natureza e biodiversidade, ar, consumo de água, tratamento de águas residuais, eco-inovação e emprego sustentável e gestão ambiental por parte da autoridade local e eficiência energética.

Todos estes indicadores irão revelar se a cidade candidata está ou não apta a receber o título de Capital Verde. Para um melhor ambiente e um melhor futuro esperamos que sejam muitas as candidaturas e que a selecção se revele difícil. Estaríamos perante um sinal de que as cidades e os seus responsáveis autárquicos estão atentas à qualidade de vida dos seus habitantes.

IN "CORREIO DO MINHO"
16/06/11
C A N C R O  DA  M A M A

L U T E  P O R  E S T A   C A U S A









INFORME-SE COMO DEVE LUTAR

2 - COMBUSTÍVEL ALTERNATIVO



ALMORRÓIDA TURISTINHA



Férias num barco? Marina no Alqueva 
prevê ocupação de 80%


A Amieira Marina, nas margens do Alqueva, a única marina de águas interiores em Portugal com Bandeira Azul, perspetivou hoje com otimismo a atividade nos meses de verão, esperando "80 por cento" de ocupação dos barcos casa.

"As expetativas são boas" e apontam para "80 por cento de ocupação neste período do verão", o que supera as previsões do ano passado, garantiu hoje à Agência Lusa Eduardo Lucas, sócio da Nautialqueva, que detém a marina.

A Amieira Marina (Portel) é o primeiro projeto náutico na albufeira do Alqueva e passa a ostentar, desde hoje, a Bandeira Azul, tornando-se na "primeira marina de águas interiores" em Portugal com o galardão.

A bandeira, atribuída pela Associação Bandeira Azul Europa, certifica a qualidade ambiental do projeto na globalidade, quer ao nível das infraestruturas da empresa, quer das embarcações, explicou a empresa.

"É um reconhecimento. Este foi um projeto que, desde o princípio, sempre teve um particular cuidado na vertente ambiental", congratulou-se Eduardo Lucas.

O responsável enumerou as preocupações ambientais da empresa, exemplificando que "as águas negras" dos barcos casa "são recuperadas" na embarcação e depois "tratadas na marina".

"É algo que não acontece nos outros países do norte da Europa. Se formos analisar em França, todas as águas negras vão parar às águas dos canais", comparou.

O projeto engloba todo o tratamento e separação dos lixos, "mesmo os tóxicos", e dispõe de uma Estação de Tratamento das Águas Residuais (ETAR) "completa e compacta", promovendo ainda atividades ambientais para alunos de escolas.

A operar há seis anos os barcos casa, que permitem aos turistas dormir a bordo e navegar pelo Alqueva, a Amieira Marina prevê uma "taxa de ocupação elevada" das embarcações durante o verão, apesar da atual situação de crise do país.

"É claramente uma aposta ganha. E começa a vingar o turismo náutico em Alqueva, independentemente da crise que sentimos", frisou Eduardo Lucas, explicando que o mercado alvo dos barcos casa inverteu-se.

Isto porque, disse, no início, havia "67 por cento de clientes estrangeiros e 23 por cento de nacionais", mas, agora, é "ao contrário, com 67,5 por cento de portugueses e 32,5 por cento de estrangeiros".

"Mas, em termos absolutos, ambos os mercados cresceram. Só que o nacional cresceu muito mais", revelou, adiantando que a aposta, este ano, na atração de turistas estrangeiros, está centrada nos mercados espanhol e inglês.

Já o mercado dos barcos de cruzeiro, operados pela Gescruzeiros (com a participação da Amieira Marina), está a ser "mais afetado pela crise". Mas, apesar da "descida de 17 por cento" no número de passageiros em 2010, houve um "aumento de faturação de 3,6 por cento", disse Eduardo Lucas.

IN "i"
18/06/11

ALMORRÓIDA COSCOVILHEIRA





(NaturalNews) Enquanto deitam a culpa de um lado para o outro na Europa, onde uma cepa super resistente da bactéria Escherichia Coli (e. coli) está deixando as pessoas doentes e a encher os hospitais na Alemanha, quase ninguém está a falar sobrecomo a E. coli poderia magicamente ter se tornado resistente a oito diferentes classes de antibióticos e de repente começado a aparecer no fornecimento de alimentos.
Esta variação particular de E.coli é parte da cepa O104 e esta cepa quase nunca é resistente a antibióticos. Para que elas possam adquirir esta resistência, elas devem ser repetidamente expostas a antibióticos a fim de exercer  uma "pressão de mutação", que as leva direção à imunidade completa contra os antibióticos.
Então, se está curioso em saber as origens de tal cepa, você poderia basicamente fazer uma engenharia reversa do código genético da E. coli e determinar, com bastante precisão, a que antibióticos foi exposta durante o seu desenvolvimento. Este trabalho já foi feito (leia mais abaixo), e quando se analisa a descodificação genética desta linhagem O104 que agora ameaça os consumidores de alimentos em toda a Europa, um retrato fascinante emerge de como ela pode ter sido criada.

O Código Genético Revela a História
Quando os cientistas no Instituto Robert Koch da Alemanha descodificaram a composição genética da linhagem O104, eles descobriram que ela é resistente a todas as seguintes classes e combinações de antibióticos:
• Penicilinas
• Tetraciclina
• Ácido nalidíxico
• Cotrimoxazol
• Cefalosporina
• Amoxicilina / ácido clavulânico
• Piperacilina-Sulbactam sódico
• Piperacilina-tazobactam

Além disso, esta linhagem O104 possui uma capacidade de produzir enzimas especiais que lhe dão o que poderia ser chamado de "super poderes bacterianos", conhecida tecnicamente como ESBLs:
"Beta-lactamases de Espectro Estendido (ESBLs) são enzimas que podem ser produzidas por bactérias tornando-as resistentes às cefalosporinas, como por exemplo: cefuroxima , cefotaxima e ceftazidima - que são os antibióticos mais utilizados em muitos hospitais", explica a Agência de Proteção à Saúde do Reino Unido.
Ainda além disso, esta linhagem O104 possui dois genes, – TEM-1 e o CTX‑M-15 – que "têm feito os médicos tremerem desde a década de 1990",  reportou o jornal londrino The Guardian.
E por que é que elas fazem os médicos estremecerem? É porque elas são tão mortais que muitas das pessoas infectadas com estas bactérias são vítimas de falha dos órgãos críticos e simplesmente morrem.

Criando uma Super-bactéria Mortal
Então como exatamente que uma bactéria aparece do nada, que é resistente a mais de uma dúzia de antibióticos em oito diferentes classes de medicamentos e ainda apresenta duas mutações de genes letais, além de capacidades da enzima ESBL?
Há realmente apenas uma maneira de isso acontecer: você precisa expor essa cepa de E. coli a todas as oito classes de antibióticos. Normalmente, isso não é feito ao mesmo tempo, é claro: primeiro precisa expô-la à penicilina e encontrar as colónias de sobreviventes que são resistentes à penicilina. Então pega nessas colónias sobreviventes e as expôe à tetraciclina. As colónias sobreviventes são resistentes à penicilina e tetraciclina. Em seguida, as expõe a um medicamento à base de sulfa e recolhe as colónias sobreviventes, e assim por diante. É um processo de seleção genética feita em laboratório, com um resultado desejado bem específico. Trata-se essencialmente como algumas armas biológicas são projetadas pelo Exército dos EUA no seu laboratório em Ft. Detrick, Maryland.
Embora o processo seja mais complicado do que isto, a conclusão é que a criação de uma cepa de E. coli que seja resistente a oito tipos de antibióticos requer repetidas e consistentes exposições a esses antibióticos. É praticamente impossível imaginar como isso poderia acontecer de forma espontânea no mundo natural. Por exemplo, se esta bactéria teve origem nos alimentos (como nos disseram), então onde é que ela adquiriu toda esta resistência aos antibióticos dado o fato que os antibióticos não são utilizados em vegetais?
Ao considerar a evidência genética que agora nos confronta, é difícil imaginar como isso poderia acontecer naturalmente. Embora a resistência a um antibiótico seja comum, a criação de uma cepa da E. coli que seja resistente a oito diferentes classes de antibióticos em conjunto simplesmente desafia as leis de permutação e combinação genética na natureza. Simplificando, esta cepa de super-bactéria E. coli não poderia ter sido criada na natureza. O que nos deixa com apenas uma explicação de onde ela realmente veio: de um laboratório.

Tríade Hegeliana: Problema, Reação, Solução
As evidências apontam agora que esta cepa mortal da E.coli foi projetada em laboratório, e em seguida, foi libertada no abastecimento de alimentos ou de alguma forma escapou de um laboratório e entrou na cadeia alimentar inadvertidamente.
Se você não concordar com essa conclusão, então você é forçado a concluir que esta super-bactéria octobióticas (imune a oito classes de antibióticos) se desenvolveu de forma aleatória por si só... e esta conclusão é muito mais assustadora do que a explicação da "bio-engenharia" porque significa que super-bactérias octobióticas podem simplesmente aparecer em qualquer lugar a qualquer momento, sem justa causa. E esta seria com certeza uma teoria mirabolante.
Minha conclusão realmente faz mais sentido: Esta cepa de E. coli foi quase certamente criada em laboratório, e em seguida libertada no fornecimento de alimentos com uma finalidade específica. E qual seria o seu propósito?
É a velha tríade novamente sendo utilizada aqui: problema, reação e solução, conhecida também como “dialética hegeliana”: Primeiro causam um problema (a cepa mortal da bactéria E. coli no fornecimento de alimentos). Então, aguardam a reação do público (enorme clamor pois a população está aterrorizada pela E.coli). Em resposta a isso, decretam a sua solução desejada (o controle total sobre o abastecimento global de alimentos e interdição de brotos crus, leite cru e vegetais crus).
É disso que se trata, é claro.
A FDA baseou-se no mesmo fenómeno nos EUA, ao empurrar para o seu recente "Acto de Modernização da Segurança Alimentar", que basicamente criminaliza as pequenas fazendas orgânicas familiares ao menos que elas lambam as botas dos reguladores da FDA. A FDA foi capaz de esmagar a liberdade de agricultura nos EUA, utilizando-se do medo generalizado que seguiu os surtos de E.coli no abastecimento de alimentos dos EUA. Quando as pessoas têm medo, lembre-se, não é difícil fazê-las concordar com quase qualquer tipo de tirania regulamentar. E fazer as pessoas ficarem com medo de sua comida é uma questão simples... basta o governo enviar algumas notas pelo seu gabinete de imprensa por e-mail à mídia corporativa afiliada.

Primeiro Proíbem a Medicina Natural e Depois Atacam o Abastecimento de Alimentos
Agora, lembre-se: tudo isso está acontecendo na esteira da proibição de ervas medicinais e suplementos nutricionais na União Europeia  – a proibição que descaradamente criminaliza terapias nutricionais que ajudam a manter as pessoas saudáveis e livres de doenças.
Agora que todas estas ervas e suplementos estão proibidos, o próximo passo é fazer com que as pessoas fiquem também com medo de vegetais frescos. Isso porque os vegetais frescos são medicinais, e enquanto o público tiver direito a comprar vegetais frescos, poderão sempre evitar doenças.
Mas se você pode fazer as pessoas terem medo de vegetais frescos, ou até mesmo proibi-los totalmente, então você pode forçar a população inteira a uma dieta de alimentos mortos e  processados, que promovem doenças degenerativas e impulsionam os lucros das poderosas companhias farmacêuticas.
Verá que é tudo parte da mesma agenda: manter as pessoas doentes, negar-lhes acesso às ervas medicinais e suplementos, e em seguida, lucrar em cima do seu sofrimento nas mãos dos cartéis de drogas globais.
É claro que os transgénicos também desempenham um papel semelhante nesta história inteira: Eles são projetados para contaminar o abastecimento de alimentos com o código genético que causa infertilidade generalizada entre os seres humanos. E aqueles que são de alguma forma capazes de se reproduzir após a exposição aos transgénicos continuam a sofrer de doenças degenerativas que enriquece as empresas farmacêuticas durante os "tratamentos".
Lembra-se qual foi recentemente o país alvo da E.coli? A Espanha.
Por que a Espanha? Você deve se lembrar que os cabos que vazaram do Wikileaks revelaram que a Espanha resistiu à introdução de transgénicos no seu sistema agrícola, mesmo quando o governo dos EUA veladamente ameaçou com retaliação política por sua resistência. Esta falsa culpa da Espanha pelas mortes causadas pelo E.coli é provavelmente a retaliação pela falta de vontade da Espanha de entrar no "comboio" dos transgénicos.
Essa é a verdadeira história por trás da devastação económica dos agricultores de vegetais da Espanha. É um dos sub-roteiros que estão sendo seguidos paralelamente a este esquema da super-bactéria “escherichia coli”.

Alimentos como Armas de Guerra - Criados pela Indústria Farmacêutica?
Aliás, os culpados mais prováveis de terem criado esta cepa de E. coli são os grandes laboratórios farmacêuticos. Quem mais tem acesso a todos os antibióticos e os equipamentos necessários para gerir as mutações provocadas potencialmente a milhares de colónias de E.coli? As companhias farmacêuticas estão numa posição única para tanto executar esta tarefa quanto também lucrar com isso. Em outras palavras, eles têm os meios e as motivações para executar tais ações.
Além das empresas de remédios, talvez apenas os reguladores de doenças infecciosas têm este tipo de capacidade laboratorial. O CDC, por exemplo, provavelmente conseguiria fazer isto se eles realmente quisessem.
A prova de que alguém criou esta cepa de E. coli através de bio-engenharia está escrita no ADN da bactéria. Isto é evidência forense, e o que isto revela não pode ser negado. Esta cepa foi submetida a repetida e prolongada exposição a oito diferentes classes de antibióticos, e depois de alguma forma conseguiram fazer com que ela aparecesse no abastecimento de alimentos.
Como você consegue fazer isto se não for através de um planeamento bem feito realizado por cientistas desonestos? Não existe tal coisa como "mutação espontânea" para uma cepa que é resistente às 8 mais potentes classes de antibióticos que são vendidos pela indústria farmacêutica nos dias de hoje. Tais mutações têm que ser deliberadas.
Mais uma vez, se você não concordar com essa conclusão, então o que está aceitando é que isto não foi feito deliberadamente... aconteceu acidentalmente! E neste caso, então eu digo que é ainda mais assustador! Porque isso significa que a contaminação por antibióticos do nosso mundo agora está em um nível tão extremo de exagero que uma cepa de E. coli na natureza pode ser saturada com oito diferentes classes de antibióticos ao ponto em que se transforma naturalmente em umasuper-bactéria mortal.
Se as pessoas acreditam nisto, então isso é uma teoria mais assustadora do que a explicação da bio-engenharia!

Uma Nova Era Começou: Armas Biológicas na sua Comida
Mas em ambos os casos, não importa o que acredita, a verdade simples é que o mundo está enfrentando uma nova era global de novas estirpes de bactérias que não podem ser tratadas com qualquer farmacêutico conhecido. Elas podem, é claro, ser facilmente mortas com prata coloidal, que é exatamente a razão da FDA e os reguladores de saúde terem atacado violentamente as empresas de prata coloidal por todos estes anos: eles não podem deixar o público ter em suas mãos antibióticos naturais que realmente funcionam. Isso colocaria por terra todo o propósito de fazer todo mundo doente em primeiro lugar.
Na verdade, essas cepas de super-bactérias E. coli podem ser muito facilmente tratadas com uma combinação de antibióticos naturais de plantas como o alho, gengibre, cebola e ervas medicinais. Além disto, pro-bióticos podem ajudar a equilibrar a flora do trato digestivo e "expulsar" qualquer bactéria mortal que aparecer. Um sistema imunitário saudável e o bom funcionamento do trato digestivo podem combater uma infecção pela super-bactéria E. coli, mas isso é outro facto que a comunidade médica não quer que se saiba. Não podemos esquecer também da importância da Vitamina D em manter o sistema imunitário funcional. Eles preferem muito mais que você continue a ser uma vítima indefesa deitada no hospital, esperando para morrer, sem opções disponíveis além dos perigosos "remédios" da indústria farmacêutica. É isto que é a "medicina moderna". Eles causam os problemas que eles pretendem tratar, e então não vão nem sequer tratá-lo com qualquer coisa que poderia realmente curá-lo.
Quase todas as mortes agora atribuídas a este surto de E.coli poderiam ter sido evitadas rápida e facilmente. Estas são as mortes da ignorância. Mas também são as mortes de uma nova era de armas biológicas baseadas em alimentos desencadeadas por um grupo de cientistas malucos, ou por alguma uma instituição seguindo uma agenda específica que declarou guerra contra a população humana.

Atualizações Sobre este Surto de E.Coli
• 22 mortes até agora já foram relatadas, sendo que  2.153 pessoas já adoeceram e possivelmente estão enfrentando falência renal.
• O Ministério da Agricultura da Alemanha anunciou que mesmo sabendo que a origem do surto é uma fazenda alemã de alimentos orgânicos, eles ainda não retiraram as advertências para que as pessoas evitem comer tomate e alface. Em outras palavras, manter o povo com medo! Isto sem falar que agora ficou claro que o alvo desta armação são as fazendas de alimentos orgánicos. Será que veremos muito em breve a Monsanto anunciar que criou sementes de vegetais imunes à esta bactéria? ;)
• "A variante alemã da E. coli, conhecida como O104, é uma híbrida das cepas que podem causar diarreia sanguinolenta e danos nos rins chamada síndrome hemolítico-urêmica", relatou o Jornal The Independent.
• Um total de dez nações europeias registou surtos da cepa de E. coli, principalmente por pessoas que haviam visitado o norte da Alemanha.
• Esta história é de um jornal alemão, e que sugere que o surto de E. coli pode ter sido um ataque terrorista. Sim, um ataque terrorista pelas companhias farmacêuticas em cima de pessoas inocentes, como de costume...

Wikileaks Brasil: EUA força França e Espanha a aceitar transgênicos
 
enviado por D. FRANCO
 
NR: Este texto acutilante foi-nos enviado por uma pessoa de elevada integridade e possuidora de grande saber. A autoria não lhe pertence mas não o teria enviado se não estivesse convicta da sua veracidade.
A nós não no custa espalhar a polémica, estamos cá p'ra isso.
 A Redacção

6 – GUITARRA PORTUGUESA

MÁRIO PACHECO



5 - ARTE   NOVA
















OSTEOPOROSE





OS TÓTÓS DA FAIXA DO MEIO





Deve circular-se nas auto estradas pela direita. 
Os veículos que utilizam a faixa central devem  ir com mais velocidade que os da direita e após ultrapassar estes deixar a faixa livre para condutores mais rápidos.
Conduzir sempre na faixa do meio é para tótós!!!

19 - MICRO MONSTROS DO DIA A DIA

A coloured scanning electron micrograph of the head of a honey bee (Apis sp.)
 cabeça duma abelha do mel (Apis sp.)

As abelhas (Apis mellifera) são insetos himenópteros (com 2 pares de asas membranosas) que polinizam as plantas, produzem mel ... e também picadas mortais.
Há cerca de 20.000 espécies de abelhas no mundo. O seu tamanho varia de 2 mm a 4 cm. Algumas são pretas ou cinzas, mas há as de cor amarela brilhante, vermelhas e verdes ou azuis metálicas. Nem todas são sociais ou seja, nem todas vivem em colônias.

11 - HOMENS, SEGUNDO ELAS

 

JORNAIS DE HOJE, SEMANÁRIOS E MENSÁRIOS


















2 - SEGURANÇA NO TRABALHO







ROTTWEILER



De: cnogueira  | 4 de Mai de 2011  | 2037 visualizações






 Padrão Oficial da Raça

Classificação F.C.I.: Grupo 2 Pinscher  e Schnauzer, Molossóides, Boiadeiros e Montanheses, Suíços e raças assemelhadas.
Seção 2 Molossóides
2.1 Tipo
Mastife
Padrão FCI n o 147 – 19 de junho de 2000.
País de origem: Alemanha
Nome no país de origem: Rottweiler
Utilização: Tração, guarda e boiadeiro
Sujeito à prova de trabalho para campeonato internacional.

RESUMO HISTÓRICO: o Rottweiler figura entre as raças mais antigas. Sua origem remonta à época dos romanos, onde foi criado como um cão de guarda e boiadeiro. Esses cães imigraram com as legiões romanas através dos Alpes, guardando homens e tocando o rebanho. Nos arredores de Rottwell, eles se encontraram com os cães da região. Houve, então, uma miscigenação. A tarefa principal do Rottweiler voltava a ser a condução e a guarda de grandes rebanhos, de grandes animais e a defesa do seu dono e seu património. Ele recebeu esse nome por causa da antiga cidade de Rottweil:

Rottweiler Metzgerhund
(Cão de açougueiro de Rottweil). Os açougueiros criaram esta raça por pura exibição, sem qualquer utilidade para ele. Assim, no decorrer do tempo, este cão de passeio passou a ser mais utilizado como cão de tração. No início do século, quando se pesquisaram diversas raças para a função policial, o Rottweiler também foi avaliado. Em pouco tempo demonstrou ser extraordinariamente adequado às tarefas do serviço policial. Por esta razão, no ano de 1910, foi oficialmente reconhecido como um cão policial. 
A criação do Rottweiller pretende um cão forte, preto com marcações em marrom avermelhado, claramente definidas, que, apesar do aspecto geral massudo, não deve prescindir de nobreza, sendo altamente indicado como cão de companhia, proteção e utilidade.

APARÊNCIA GERAL: é um cão robusto, porte de médio para grande, sem ser leve, grosseiro, pernalta ou esguio. Sua estrutura, em proporções corretas, forma uma figura compacta, forte e bem proporcionada, revelando potência, agilidade e resistência.

ESTRUTURA E PROPORÇÕES: o comprimento do tronco, medido da ponta do esterno à protuberância do ísquio, é maior que a altura na cernelha, no máximo, 15%.

COMPORTAMENTO/TEMPERAMENTO: é, basicamente, amigável e pacífico, muito apegado, adora crianças, fácil de se conduzir e ávido por trabalho. Sua estampa revela primitivismo, é autoconfiante, com coragem e nervos firmes. Sempre atento a tudo que o cerca, reage com grande presteza.

CABEÇA
REGIÃO CRANIANA
Crânio: de comprimento médio, largo entre as orelhas. Visto de perfil, a linha da testa é moderadamente arqueada. Occipital é bem desenvolvido, sem ser muito protuberante.
Stop: bem definido.

REGIÃO FACIAL
Trufa: bem desenvolvida, mais para larga que para redonda, com narinas relativamente grandes e sempre de cor preta.
Focinho: não deve parecer alongado nem curto em proporção ao crânio. 
Cana nasal: reta, larga na raiz, diminuindo moderadamente em direção à trufa.
Lábios: pretos, ajustados, comissura labial fechada, gengivas escuras, preferencialmente.
Maxilares/Dentes: fortes e largos. Dentição completa (42 dentes), os incisivos apresentam mordedura em tesoura.
Faces: arcadas zigomáticas bem desenvolvidas.
Olhos: tamanho médio, amendoados, de cor marrom profundo e pálpebras bem ajustadas.
Orelhas: de tamanho médio, pendentes, triangulares, bem separadas, de inserçãoalta. O crânio aparenta ser mais largo quando as orelhas estão voltadas para frente e caídas bem rentes às faces.

PESCOÇO: forte, moderadamente longo, bem musculoso, com uma linha superior ligeiramente arqueada; seco, sem barbelas ou peles soltas.

TRONCO
Dorso: reto, firme e forte. Lombo curto, forte e profundo.
Garupa: larga, de comprimento médio; ligeiramente arredondada e de angulação média.
Peito: largo e profundo (aproximadamente a metade da altura na cernelha), com antepeito bem desenvolvido e costelas bem arqueadas.
Ventre: linha inferior sem esgalgamento.

CAUDA: em condições naturais, ela é horizontal como prolongamento da linha superior; em repouso pode ser pendente.

MEMBROS
Anteriores
Generalidades: vistos de frente, membros retos e moderadamente afastados. Vistos de perfil, antebraços retos e verticais. As escápulas formam um ângulo próximo a 45 graus com a horizontal.
Ombros: bem colocados.
Braços: bem ajustados ao corpo.
Antebraços: fortemente desenvolvidos e musculosos.
Metacarpos: fortes, ligeiramente fl exíveis e oblíquos.
Patas: redondas, bem fechadas e arqueadas. Almofadas plantares duras, unhas curtas, pretas e fortes.

Posteriores
Generalidades:vistos por trás, os membros são retos e moderadamente afastados. Em stay natural, a coxa forma um ângulo obtuso com a garupa e com a perna, assim como a perna com o jarrete.
Coxas: relativamente longas, largas e fortemente musculosas.
Pernas: longas, fortes, amplamente musculosas comandando com vigor os poderosos e bem angulados jarretes, jamais em ângulo muito aberto.
Patas: as posteriores são um pouco mais alongadas que as anteriores, mas igualmente bem fechadas e arqueadas, com dedos fortes.

MOVIMENTAÇÃO: o Rottweiler é um trotador. O dorso permanece firme e relativamente imóvel. A evolução dos movimentos é harmônica, segura, forte e fluente, com um bom alcance de passada.

PELE
Couro da cabeça: bem ajustado, podendo, quando em atenção, apresentar leves rugas.
PELAGEM: formada por pêlo e subpêlo. Pêlo rijo, comprimento médio, tosco, denso e assentado. Nos posteriores o pêlo é um pouco mais longo. O subpêlo não deve ultrapassar o comprimento da pelagem externa.

COR: preta, com marcações bem delimitadas numa rica coloração de castanho nas faces, focinho, garganta, peito e pernas, bem como acima dos olhos e sob a raiz da cauda.

TAMANHO / PESO
altura na cernelha para MACHOS: 61 a 68 cm.
61 a 62 cm Pequeno
63 a 64 cm Média
65 a 66 cm Grande = altura ideal
67 a 68 cm muito grande
peso: 50 quilos.
altura na cernelha para FÊMEAS: 56 a 63 cm.
56 a 57 cm Pequena
58 a 59 cm Média
60 a 61 cm Gr ande = altura ideal
62 a 63 cm muito grande
peso: 42 quilos.

IN "CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA"


Outra avaliação do Carácter
Para a vida em companhia:                              
Autoconfiança…………...….Alta
Destemor………………........Alto  
Temperamento…………......Médio 
Perseverança…….………......Alta
Mobilidade e actividade..….Médias
Atenção………………….....Alta
Liderabilidade……...Média – Alta
Desconfiança……..Baixa – Média
Agressividade……..Baixa – Média

 Como cão de guarda e utilidade:
(todas as de cima e ainda)
Coragem (Destemor)….....Alta - Muito Alta  
Espírito de luta…..…….Alto - Muito Alto
Instinto de protecção…...Alto – Muito Alto
Alegria em trazer objectos………….....Alta
Instinto de guarda……………….......Alto
Limiar da excitação………......…….Médio

Aptidão para o faro:
Instinto de busca…...............………Médio
Instinto de rastreio……………......…Alto 

IN "CASA DAS NOVE ILHAS"                                        

22 - PROVÉRBIOS COLORIDOS


 
1 - DESENHANDO COM NUVENS


BOM  DIA