sábado, 14 de maio de 2011

- UMA GRAÇA PARA O FIM DO DIA


A DESPEDIDA DO PADRE

No jantar de despedida, depois de 25 anos de trabalho à frente da paróquia, o padre discursa:
- A primeira impressão que tive desta paróquia foi com a primeira confissão que ouvi. A pessoa confessou ter roubado um aparelho de TV, dinheiro dos seus pais, a empresa onde trabalhava, além de ter aventuras amorosas com as esposas dos amigos. Também se dedicava ao tráfico de drogas e havia transmitido uma doença venérea à própria irmã. Fiquei assustadíssimo. Com o passar do tempo, entretanto, conheci uma paróquia cheia de gente responsável, com valores, comprometida com sua fé.

Atrasado, chegou então o Presidente da Câmara para prestar uma homenagem ao Padre. Pediu desculpas pelo atraso e começou o discurso:
- Nunca vou esquecer o dia em que o Padre chegou à nossa paróquia. Como poderia? Tive a honra de ser o primeiro a  confessar-me.
Seguiu-se um silêncio assustador.

MORAL DA HISTÓRIA: Nunca se atrase.

Mas quando se atrasar, fique de boca fechada!
DOAÇÃO


video


OBRIGADO CARACOLETA

BANCO TURCO


video

ALMORRÓIDA SATISFEITA



Escola para pais de diabéticos

Para ajudar pais a lidar com filhos doentes da diabetes e apoiá-los, ultrapassando os seus receios, a Associação Protectora dos Diabéticos de Portugal (APDP) e a Abbott Diabetes Care criaram uma espécie de escola que conta já com duas iniciativas durante o mês de Maio. Sob o tema ‘FreeStyle Progress’, hoje e dia 21 de Maio, as duas instituições realizam as primeiras formações na Escola da Diabetes, na rua do Sol ao Rato, número 11, em Lisboa.

De acordo com o Relatório do Observatório Nacional da Diabetes, em 2010 surgiram 17 novos casos de diabetes em cada 100 mil crianças. Há um milhão de pessoas doentes.

IN "CORREIO DA MANHÃ"
14/05/11
ESCOLA DE SEXO


AOS NOSSOS VISITADORES

A Entidade que coordena a edição dos blogues existentes interrompeu a emissão de vários blogues nos dias 12 e 13 do corrente, provavelmente para reparações ou inspecções  técnicas embora desconheçamos a verdadeira razão. 
Assim,  aconteceu uma enorme perturbação na publicação de artigos, fotos e vídeos,  da qual não somos responsáveis, mas apresentamos as nossas desculpas  pela ocorrência.
 
Neste momento a situação está regularizada

A REDACÇÃO

Sam Richards: uma experiência  radical em empatia




6 -Para que não caia no 
esquecimento




SISMO NO MÉXICO EM 04/04/210

12 - PORTUGAL EM IMAGENS


 Viana do Castelo


 Almeida


 Vila Viçosa


 Miranda do Douro


Alcacer do Sal

MARIA DA GRAÇA MOURA



Mesmo correndo o risco de me repetir, parece-me importante dizê-lo - este é um espaço privilegiado para divulgação das excelentes práticas das nossas escolas. É fantástica a energia que brota diariamente, o entusiasmo que, apesar do contexto que nos empurra para o desânimo, se manifesta nas vivências das organizações educativas, vindos dos diferentes atores. Todos criam, inventam, fazem! É o fervilhar alegre das atividades fundamentais para o crescimento saudável! Os muros não são reais, as comunidades devem saber que o futuro se faz, minuto a minuto, ali mesmo, na escola!

Formar cidadãos livres, com espírito crítico e de iniciativa, sabedores das ameaças a diferentes escalas, sabedores das doenças a que o planeta se expõe pela mão do Homem, é um lema!
Assim florescem os projetos, uns mais abrangentes do que outros, mas todos com as mesmas ambições! “O sabão da avó na escola” está na moda na André Soares! Reutilizando!

Depois de fritar onde depositamos o óleo usado? Os prejuízos que causa à natureza o seu errado encaminhamento são de tal forma elevados que é urgente sensibilizar, educar, ensinar a colocar esses resíduos em locais e destinos próprios.

A técnica mais eficiente é ensinar motivando os alunos para a sua reutilização!
A Braval desenvolveu uma campanha de distribuição de oleões, tendo muitos professores, funcionários e alunos do Agrupamento André Soares iniciado um processo de recolha de óleo usado.

Foi assim numa primeira fase! Mas a escola é um espaço de criatividade constante, de um querer sempre mais! E por isso, um grupo de professores iniciou uma aventura - fazer sabão! O empenho, a vontade, o entusiasmo cresceu tanto que os alunos do 2º ciclo produzem o sabão que todos utilizam na escola!

A curiosidade e a vontade dos alunos em participar fizeram com que nascesse o projeto “O sabão da avó na escola”. Esta está mais alegre, mais dinâmica!

E como fazem os nossos alunos o sabão? Aqui se transcreve, por palavras de um grupo de participantes, esta experiência: “Seis alunos e duas professoras segui ram para o Laboratório de Ciências da Natureza para realizar a atividade. Já dentro do laboratório, equipámo-nos com luvas, aventais, manguitos, máscaras e, alguns alunos, com óculos. Começámos por pesar o hidróxido de sódio e medir a quantidade de água.

De seguida, deitámos a água a ferver num recipiente e adicionámos o hidróxido de sódio. Mexemos esta pasta ao mesmo tempo que se acrescentava o óleo usado. Mexemos a mistura durante meia hora, adicionámos corante e continuámos a mexer mais cinco minutos. Finalmente, deitámos a “massa do sabão” nas forminhas e arrumámos todo o material utilizado. Foi uma atividade interessante, motivadora e inovadora.” Estas e outras atividades podem ser acompanhadas em http://sabaodaavo.blogspot.com/.

Este projeto está a concorrer ao Prémio Ciência na Escola, da Fundação Ilídio Pinho, que, após uma 1ª fase, de 701 a concurso, ficou entre os 351 financiados para desenvolvimento.
Tem, como principais objectivos, sensibilizar os alunos para atitudes que contribuam para a sustentabilidade do planeta; desenvolver hábitos de higiene e saúde; sensibilizar a comunidade educativa para a recolha de óleos usados, com vista à sua reutilização e reciclagem; motivar os alunos para a aprendizagem de processos artesanais de fabrico de sabão, no sentido de desenvolver capacidades empreendedoras, estéticas e artísticas e recuperar a tradição bracarense no domínio da produção de Sabão.

A saboaria Confiança, em Braga, foi a primeira fábrica portuguesa a produzir sabão artesanal e tem mais de 100 anos de existência. Daí a importância de preservarmos, valorizarmos e promovermos este património cultural local.

Algumas parcerias já foram estabelecidas, nomeadamente, com a Bordainveste - Fábrica de Bordados, Póvoa de Lanhoso, no corte a laser das cartolinas para a embalagem de alguns produtos, e o Projecto Educação para a Saúde, na promoção de hábitos de higiene e da saúde ambiental. No entanto, a criação de outras parcerias no âmbito da divulgação do projeto estão em curso.

Ninguém tem dúvidas! A melhor forma de aprender é fazendo!

IN "CORREIO DO MINHO"
09/05/11
2 – A ORIGEM DA VIDA

ANTÓNIO PINHO VARGAS

14 - CALÇADA PORTUGUESA







4 - ESCULTURAS FLUTUANTES




15 - MICRO MONSTROS DO DIA A DIA


A coloured scanning electron micrograph of the head of a tropical caterpillar (order Lepidoptera)

cabeça de uma lagarta tropical (família das Lepidopteras)

Os lepidópteros constituem umas das principais famílias de insetos com um somatório 150.000 espécies, sendo a grande maioria de habito noturno.
As lagartas apresentam vários mecanismos de defesa: cores aposemáticas, miméticas, cores homocrômicas e formas homotípicas e em algumas espécies pêlos e cerdas urticantes. 
Sua alimentação consiste primeiramente no cório e depois em diferentes partes dos vegetais de acordo com a necessidade de cada espécie.
Porque é que cada vez mais homens têm cães em vez de mulheres?

Os pais dos cães nunca te visitam...
 

C - INVENTOS DA ANTIGUIDADE
1 - MÁQUINAS



17 - PROVÉRBIOS COLORIDOS



10- BEBÉS E PRONTO



BOM  DIA