terça-feira, 19 de abril de 2011

- UMA GRAÇA PARA O FIM DO DIA

CONTRA O ABUSO SEXUAL

.
video



.
Ben Cameron 

O verdadeiro poder 

das artes interpretativas







Administrador de artes e fã de teatro ao vivo Ben Cameron observa o estado das artes ao vivo, perguntando : Como pode a magia do teatro, música e dança ao vivo competir com a sempre presente Internet? No TEDxYYC, ele oferece um atrevido olhar para o futuro.

Ben Cameron dirige o programa de atribuição de bolsas de arte na Fundação Doris Duke, focado no teatro, dança e jazz ao vivo.

UMA COISA DE CADA VEZ


videon

PAULA TEIXEIRA DA CRUZ



Sem desculpa

Por tudo isto, custa, e muito, assistir à loucura que foi o Congresso do PS: clientela perfilada em torno do chefe

Tendo como fonte uma prestigiada instituição universitária, foram recentemente publicitadas várias conclusões, de resto amplamente difundidas via internet, que não podem deixar de ser referidas e pensadas:

– A média de crescimento económico é a pior dos últimos 90 anos; a dívida pública é a maior dos últimos 160 anos; a dívida externa é a maior dos últimos 120 anos; o desemprego é o maior dos últimos 80 anos; voltamos à divergência económica com a Europa, após décadas de convergência; Vivemos actualmente a segunda maior vaga de emigração dos últimos 160 anos.

O Ministro das Finanças reconhece que Portugal não tem financiamento depois de Maio. O FMI prevê uma recessão para 2011 e 2012. Assim, seremos o único país que não cresce. O recém--chegado FMI analisa agora as contas porque ninguém de facto as conhece: a nossa vida do dia-a-dia vai depender da situação real em que o País se encontra e que o Governo tanto se tem esforçado por esconder. Entretanto, Portugal é o terceiro país da OCDE com maior desemprego, mas o país da Europa onde mais horas se trabalha. Os Portugueses têm empenho, capacidade e engenho, mas estamos a iniciar o processo de apreciação do pedido de ajuda financeira nas condições descritas. Quem governa o País que assim se apresenta, quem levou à falência Portugal? É total o descaramento do homem que levou o País à total bancarrota. Por tudo isto, custa, e muito, em todo este contexto, assistir à loucura que foi o Congresso do PS: um luxo asiático de mudança de cenários, de sons... inquietante o grau de seguidismo, de unanimismo: uma clientela perfilada em torno do chefe, para além de os jornalistas não poderem filmar dentro do Congresso... sintomático.

Mas não há vitimização, não há encenação que esconda a realidade em que nos encontramos... Nem há culpados a procurar, eles são óbvios, estão aqui: o PS governa há 15 anos, Sócrates lidera o Governo há mais de seis anos. É ele e só ele. E sem desculpa, que aliás não pede. Também por isso, ouvir agora Teixeira dos Santos afirmar que Portugal tem vivido acima das suas possibilidades, quando é Ministro das Finanças, soa a escárnio. Teixeira dos Santos não é o mesmo Teixeira dos Santos... Ministro e das Finanças? É como Mário Soares manifestar reservas sobre a candidatura de Fernando Nobre à Presidência da Assembleia da República... mas não é o mesmo Mário Soares que viu com bom olhos a mesma candidatura à... Presidência da República? A nós resta-nos resistir e subsistir.

IN "CORREIO DA MANHÃ"
14/04/11

ALMORRÓIDA EDUCADORA


Polícias com novas regras 
de «boa educação»

ASPP critica «Regulamento de Continências 
e Honras Policiais»


A Associação Sindical de Profissionais de Polícia (ASPP) ficou indignada por não ter sido consultada e por achar «exagerado» o diploma «Regulamento de Continências e Honras Policiais», que regulamenta os novos comportamentos da Polícia de Segurança Pública junto dos superiores hierárquicos, instituído desde o final de Março.

Paulo Rodrigues, presidente da ASPP, disse ao tvi24.pt que «o documento é importante, mas as medidas apresentadas são exageradas ao ponto de tentar regulamentar o que é a boa educação das pessoas».

«O documento existente neste momento é exagerado e é uma tentativa de regular a boa educação dos polícias, é o plasmar do documento que o polícia deve cumprir. O bom dia ou boa tarde ao superior hierárquico, mesmo que não esteja em cumprimento de funções, deixá-lo passar ou passar por trás, é um exagero», disse Paulo Rodrigues.

O presidente da ASPP referiu que a indignação da unidade sindical já foi mostrada à Direcção Nacional da PSP, que justificou o diploma como a força de segurança ser «civilista, uniformizada, hierarquizada e armada». No entanto, Paulo Rodrigues espera que as novas medidas não sirvam como penalização dos membros da PSP.

A ASPP espera que as novas regras sejam geridas com «bom senso» numa expectativa de que «pelo menos sejam instituídas para ajudar os agentes nos modos como devem proceder, como devem comportar-se quanto a posturas e manuseamento das armas em cerimónias e em serviços e não sirva como medida de reprimenda e processo que sirva para penalizar disciplinarmente os polícias», frisou.

O novo diploma frisa que, como nova medida, os agentes da PSP, ao cruzar-se com um superior hierárquico num local apertado, devem ceder a passagem ou pedir licença para passar por trás.

A continência deverá ser agora acompanhada com as palavras «senhor» ou «senhora», seguindo-se da categoria ou da função e do nome do superior ou subordinado a que se dirige.

Na entrada para as viaturas, os polícias devem fazê-lo por ordem crescente de categoria e sair por ordem inversa e não devem entrar nem abandonar qualquer dependência que seja de utilização comum, sem pedir licença ao elemento de categoria superior que estiver presente.

Estando ou não «uniformizados, os agentes da PSP devem cumprimentar os superiores hierárquicos ou funcionais, mesmo que estes não estejam uniformizados, refere o documento publicado em Diário da República.

IN "TVI 24"

ADRIANO CORREIA DE OLIVEIRA

DEFESA PESSOAL













ESTAMOS MAL PREPARADOS


video

1 – ARQUITECTOS  DO OUTRO MUNDO






11 - SALVAR O PLANETA

PSICOLOGIA DA TEIMOSIA

video

11 - GABRIEL GARCIA MARQUEZ & PABLO PICASSO


Gabriel Garcia Marquéz  /  Pablo Picasso

TENHA UM BOM DIA............


...está preparado para 
                   o novo assalto???


COMPRE JORNAIS


mas não falta dinheiro pra folclores
                               inaugurativos e afins
Menos meios de combate a fogos devido
à "contenção da despesa pública"
A Autoridade Nacional de Protecção Civil apresenta, esta terça-feira, o dispositivo de combate a incêndios florestais, que este ano terá menos meios envolvidos, em relação a 2010, uma redução justificada pela "necessária contenção da despesa pública".
O dispositivo especial de combate a incêndios de 2011 será constituído, na fase mais crítica (fase Charlie, entre 1 de Julho e 30 de Setembro), por 41 meios aéreos (34 helicópteros médios e ligeiros para ataque inicial, cinco helicópteros pesados e dois aviões médios anfíbios para ataque ampliado), segundo a Autoridade Nacional de Protecção Civil (ANPC) .
Quanto aos meios terrestres, o dispositivo incluirá nesse período 9210 elementos, 2197 equipas, grupos ou brigadas das diferentes forças e serviços envolvidos e 2019 viaturas, além de 12 máquinas de rasto, cedidas pela Autoridade Florestal Nacional.
Em 2010, estiveram operacionais na fase Charlie 9985 elementos, 2177 veículos e 56 meios aéreos.
O dispositivo especial de combate a incêndios abrange o período entre 15 de Maio e 15 de Outubro (fases Bravo, Charlie e Delta).
"JORNAL DE NOTÍCIAS"


boa iniciativa
Sessão de esclarecimentos no dia 27
No âmbito da prometida política de proximidade com os sócios, a direcção do Sporting vai organizar no próximo dia 27, entre as 18 e 19.30 horas, sessão de esclarecimento com o objectivo de ouvir sugestões e anseios dos associados do clube.
A sessão está marcada para o auditório Artur Agostinho, no Estádio José Alvalade, com as inscrições limitadas a 250 sócios (devem ter as quotas actualizadas).
Os interessados devem enviar e-mail para sessaosocios@sporting.pt ou inscrever-se na Loja Verde do Estádio.
"A BOLA"

mais uma que morre solteira 
                               e o poder viúvo alegre
Madeira: 42 mortes sem culpados
O Ministério Público arquivou o inquérito à catástrofe devido às fortes chuvas ocorridas a 20 de Fevereiro do ano passado na Madeira, em que morreram 42 pessoas.
Segundo a Procuradoria-Geral Distrital de Lisboa, a investigação não encontrou indícios que permitam imputar qualquer das mortes a acto humano, doloso ou negligente.
"CORREIO DA MANHÃ"

reduz a fraude
Informação predial simplificada 
disponível a partir de hoje
Dados podem ser consultados no site do Instituto dos Registos e Notariados a partir de seis euros

Verificar a quem pertence um imóvel, se está hipotecado ou se tem algum tipo de encargo a pesar sobre ele passará a partir de hoje a ser mais fácil, sendo dispensada a habitual visita à Conservatória do Registo Predial, onde todos esses dados estão disponíveis. O Ministério da Justiça passa a disponibilizar a Informação Predial Simplificada, acessível on-line e com custos a partir de seis euros .
"JORNAL DE NEGÓCIOS"

e os pais a ver telenovelas e futebol, 
                                       ou nos copos!!!
Um quarto das crianças 
está nas redes sociais sem protecção
Ao definirem o perfil como público ficam mais 
vulneráveis a práticas de assédio e aliciamento

Um quarto das crianças registadas em redes sociais como o Facebook ou o Hi5 definiram o seu perfil como público: ou seja, os seus dados de perfil podem ser vistos por qualquer pessoa que clique no seu nome na rede. Um quinto dessas crianças cujo perfil está publicamente disponível indica mesmo dados tão privados como a sua morada e o seu número de telefone.
Os dados, resultantes de um inquérito realizado para a Comissão Europeia junto de 25 mil jovens de 25 países europeus, levam os responsáveis pela Agenda Digital para a Europa a reforçar a urgência de tornar as redes sociais mais seguras e a exigir àquelas empresas que restrinjam o acesso aos perfis dos menores.
"Todas as empresas de redes sociais devem, de imediato, predefinir os perfis dos menores de modo a que fiquem acessíveis apenas para uma lista aprovada de contactos e fora do alcance dos motores de pesquisa. As empresas que ainda não assinaram os princípios para tornar as redes sociais mais seguras na UE devem fazê-lo sem demora, a fim de garantir a segurança das nossas crianças", sublinhou, a propósito do estudo, Neelie Kroes, vice-presidente da Comissão Europeia e responsável pela Agenda Digital para a Europa.
Uma vez que as crianças que utilizam as redes sociais são cada vez mais novas e "muitas não tomam as precauções necessárias para se protegerem em linha", Neelie Kroes acredita que a primeira solução para evitar que essas crianças fiquem vulneráveis a práticas de assédio e aliciamento passa pelas empresas de redes sociais, que devem ter responsabilidade na ocultação dos perfis dos menores.
A Comissão Europeia está desde 2009 a acompanhar a aplicação dos princípios para tornar as redes sociais mais seguras na União Europeia. No acordo de auto-regulação, as empresas de redes sociais comprometem-se a aplicar medidas para garantir a segurança dos menores, mas os resultados do inquérito mostram que há redes sociais tão populares como o Facebook ou o MySpace que ainda não aplicaram aqueles princípios de segurança. Perante esses dados, a Comissão Europeia decidiu lançar uma avaliação dos actuais acordos de auto-regulação das empresas nesta área.
"i"

e percebe-se????
Aumenta o hiato entre o desemprego 
do INE e do IEFP
Caso se compare os valores para o desemprego desde 1996, torna-se patente essa conclusão. Uma tendência que, aliás, se tem acentuado desde o final de 2009. Os números não têm de ser iguais.
O nível do desemprego registado pelos centros de emprego é um valor que resulta das entradas de novos desempregados inscritos, mas que é atenuado pelas anulações feitas pelos seus serviços, fruto de acções de controlo, de reformas ou de políticas de emprego.
Já os números do INE - seguindo os critérios estatísticos comunitários - subavaliam o fenómeno do desemprego. Consideram apenas os que não trabalham na semana do inquérito mas que procuraram activamente emprego nesse período. Só por coincidência os valores seriam iguais entre si.
Mas se o nível de desemprego entre INE e IEFP não deve ser igual, as suas trajectórias não deveriam ser diferentes. Ora, quando se compara as variações homólogas das duas séries desde 1996, notam-se as diferenças. Os números do IEFP são tendências alisadas, sem picos. Quando os números do INE crescem, os do IEFP suavizam a tendência. Sobretudo antes de períodos eleitorais.
Mas menos suave tem sido a situação dos desempregados. Segundo os valores compilados pelos centros de emprego, de 2007 para os primeiros meses de 2011, a percentagem de desempregados que beneficiam de qualquer subsídio caiu de 65 para 53 por cento. E está a cair igualmente o número dos que, findo o subsídio o subsídio, recebem o subsídio social de desemprego e o subsequente. Por isso cresce a percentagem dos que nada recebem. Eram 160 mil no início de 2007. São 255 mil em 2011.
"PÚBLICO"

tenrinhos de verdes
Uma época nada clássica
A derrota no Estádio do Dragão fechou um capítulo raro na história do Sporting. Perdido o último clássico de 2010/11, os leões acabam a época sem vitórias nos jogos com FC Porto e Benfica. Um dado sintomático das dificuldades que a equipa tem atravessado ao longo da temporada e que servirá, certamente, de reflexão na nova era que Godinho Lopes, Luís Duque e Carlos Freitas vão querer inaugurar.
Para se ter uma ideia mais exata do significado deste facto, resta acrescentar que há 12 anos, desde 1998/99, que os leões não ficavam em branco, no que diz respeito a triunfos, diante dos históricos rivais. Nessa altura, o registo (com Mirko Jozic ao leme) foi ligeiramente melhor: dois empates e duas derrotas, contra apenas uma igualdade e quatro desaires no presente. O saldo é partilhado por José Couceiro e Paulo Sérgio.
"RECORD"


alguém explica porque há drogas 
                        e armas nas prisões...
Nem bebés de colo vão escapar às revistas nas prisões
Governo uniformizou as normas de funcionamento 
dos estabelecimentos prisionais.
O Ministério da Justiça (MJ) uniformizou as regras de funcionamento das prisões, e o controlo dos visitantes vai apertar: os guardas vão poder efectuar revista à roupa das crianças, incluindo as de colo. Vai haver também mais revistas por palpação para evitar entrada de drogas, armas brancas e telemóveis. Os reclusos, por sua vez, passam a ter direito a alimentação de acordo com as convicções religiosas e filosóficas e poderão ser visitados por videoconferência. A intimidade poderá ocorrer uma vez por mês, durante três horas.
"DIÁRIO DE NOTÍCIAS"

só??? achamos pouco,
inventem outro poder local
Autarcas gastam 22,8 milhões de euros irregularmente
IGAL detectou gastos indevidos com aquisições 
de serviços, adjudicações de obras 
ou promoções de pessoal.
Trinta autarquias gastaram indevidamente 22,8 milhões de euros o ano passado, com a aquisição de bens e serviços, com a adjudicação irregular de obras públicas e com a contratação e promoção de pessoal. Estas situações foram detectadas pela Inspecção-Geral da Administração Local (IGAL) e envolvem ainda 10 juntas de freguesia. Caso estas situações sejam dadas como provadas em tribunal, os autarcas serão obrigados a devolver o dinheiro do próprio bolso ou terão de pagar uma multa.
"No ano de 2010, foram detectadas situações susceptíveis de gerar responsabilidade financeira em 30 municípios e 10 freguesias num valor global de 22.804.611 euros", lê-se no relatório de actividades da IGAL referente a 2010. Questionada pelo Diário Económico, fonte oficial da Secretaria de Estado da Administração Local afirma que não existem dados de anos anteriores que permitam fazer uma comparação fiável, já que "a preocupação da IGAL em contabilizar estas quantias é recente". Contudo, segundo uma nota da IGAL divulgada em Junho do ano passado, o organismo referia que tinha detectado 2,4 milhões de euros de pagamentos indevidos, em 2009, com gastos de contratação de pessoal e aquisição de bens e serviços.
"DIÁRIO ECONÓMICO"

mais para má gestão
Governo aprova despesa de 114 milhões
O Governo autorizou a realização de uma despesa de 114 milhões de euros este ano a atribuir ao Metropolitano de Lisboa (ML), à REFER e à CP, segundo uma resolução publicada ontem em Diário da República. A resolução do Conselho de Ministros autoriza a realização de despesa resultante da celebração de contratos que estabelecem o regime transitório de financiamento da prestação de serviço público pelas três empresas de transportes, que será processada por recursos a verbas do Orçamento do Estado.
"O PRIMEIRO DE JANEIRO"
C A N C R O  DA  M A M A

L U T E  P O R  E S T A   C A U S A








INFORME-SE COMO DEVE LUTAR

6 -VISLUMBRE NO CAMPO





12 - RESPOSTAS DE MADRE TERESA DE CALCUTÁ

8 - CÓDIGOS DOS INDIOS

JORNAIS DE HOJE


COMPRE JORNAIS











BOM DIA