sábado, 16 de abril de 2011

- UMA GRAÇA PARA O FIM DO DIA

Navegavam há meses e os marujos não tomavam banho nem trocavam de roupa. O que não era novidade na Marinha Mercante britânica, mas o navio fedia!
O Capitão chama o Imediato:
- Mr. Simpson, o navio fede, mande os homens trocarem de roupa!
Responde o Imediato:
- Aye, Aye, Sir, e parte para reunir os seus homens e diz:
- Sailors, o Capitão está se queixando do fedor a bordo e manda todos trocarem de roupa.
- David troque a camisa com John, John troque a sua com Peter, Peter troque a sua com Alfred, Alfred troque a sua com Jonathan ... e assim prosseguiu.
Quando todos tinham feito as devidas trocas, volta ao Capitão e diz:
- Sir, todos já trocaram de roupa.
O Capitão, visivelmente aliviado, manda prosseguir a viagem






            É MAIS OU MENOS ISSO QUE VAI ACONTECER EM PORTUGAL
NAS PRÓXIMAS ELEIÇÕES

A MULHER IDEAL




GEVER TULLEY

LIÇÕES DE VIDA ATRAVÉS DE BRICOLAGE





Gever Tulley usa instigantes fotos e vídeos para demonstrar as valiosas lições que crianças aprendem em sua Tinkering School. Quando recebem ferramentas, materiais e orientação, estas jovens imaginações correm livres e a solução criativa de problemas emerge para construir incríveis barcos, pontes e mesmo uma montanha-russa.

8 - PORTUGAL EM IMAGENS









AS MAMAS VALEM UMA VIDA


video


OBRIGADO CARACOLETA

MARTA REBELO










Novas gravatas para este PS



Este texto revela com toda a honestidade e frontalidade o que penso sobre o estado e o futuro do meu partido e seus protagonistas.
É duro, agressivo, detonador.
Já não aguento a neutralidade por encomenda ou por receio.

De gravata cor-de-rosa PS – fushia, em rigor cromático – polegar pronto a elevar o moral, teleponto de lente cristalina sem lugar a enganos mas engasgos de emoção, o líder pergunta se estão com ele. E em apoteose estão todos. Todos se convencem que dia 5 de Junho chegará a vitória. O FMI passa a ser sigla desconhecida e o PSD a besta, numa amnésia colectiva de euforia telegénica produzida pelo maior realizador e protagonista da era mediática da política nacional: José Sócrates, senhoras e senhores. Chegou, discursou, venceu? Não. Mas na bolha da Exponor e até às 14h de domingo passado todos queriam tanto que sim.

Fui delegada de sofá (por doença grave) o que me concedeu o distanciamento necessário para analisar aquelas pessoas. Muitas fazem parte do meu quotidiano há tantos, muitos anos. Sou leal, não sou cega. E foi muito mais fácil colocá-los no divã em frente ao meu sofá, tomar-lhes o pulso aos pecados e antever-lhes as vontades recalcadas, com a TV a intermediar-nos o encontro.

Sejamos verdadeiros: o que é que há para salvar? Nem a face. Vencer as legislativas é ganhar uma carga de trabalhos, a gestão da bancarrota e ter o triste contentamento de ser eleito pelos que votarão encolhendo os ombros enquanto a caneta faz a cruz. As sondagens são cruéis: quem vier a seguir, será tão mau quanto quem está. Mas o poder é uma vertigem de loucura, vício e ilusão da possibilidade do salvamento constante. E em euforia estudada, quase acreditando nela, estava lá a constelação dos maiores: José Sócrates, António José Seguro, António Costa, Francisco Assis.
Depois, porque a união foi cozida com linha de pesca, da que não quebra senão mordida por um tubarão – e o único que tínhamos retirou-se, Jaime Gama – estavam Carlos César, Manuel Alegre, Ferro Rodrigues. E Edite Estrela a organizar os «peço a palavra» a Almeida Santos, o que valeu a Ana Gomes ser enxotada para a meia-noite de sábado e o pavilhão vazio. Erro – e este PS não costuma fazer destes: as TV´s só queriam uma voz dissonante. Mesmo sem gravata de cor estudada, Ana Gomes teve quase tanto palco quanto Sócrates.  


A antiga deputada socialista e coordenadora do Blogue de Esquerda da SÁBADO, Marta Rebelo, analisa o PS actual no pós-congresso de Matosinhos.

IN "SÁBADO"
14/04/11

9 - ILLUMINATIS »»» A NOVA ORDEM MUNDIAL

ALMORRÓIDA PARALAMENTAR


Portas apanhado em 1.ª classe

A história conta-se em poucas palavras. Um eurodeputado do Bloco de Esquerda, Miguel Portas, que ‘comprou’ uma guerra com muitos dos seus colegas por exigir que se viaje em classe económica ou turística, foi fotografado por um parlamentar português num voo intercontinental de regresso de Moçambique, no final de Outubro de 2009, em primeira classe. A reacção do visado não se fez esperar: o autor "não é bom fotógrafo", "cada um faz política como entende" e é "uma chantagem moral" de quem quer manter privilégios.

Questionado pelo CM sobre se o facto de ter aceitado viajar em executiva não contradiz o que tem defendido, nomeadamente a 5 de Abril passado, no Parlamento Europeu, Miguel Portas recusa qualquer contradição: "Nenhuma contradição. São regras do Parlamento Europeu em delegações oficiais." Mais, a sua proposta aplica-se apenas ao futuro.

A medida apresentada pelo eurodeputado para cortar nas viagens em executiva gerou muita animosidade no Parlamento Europeu. E Portas justifica: "A primeira proposta foi viajar em voos até quatro horas em económica, tirando as delegações oficiais." O seu objectivo é poupar: os voos são sobretudo os de deslocação de regresso a casa dos eurodeputados. A poupança pode ir até aos 20 milhões de euros. Por tudo isto, conclui: "Querem--me caçar – diz a notícia do espanhol ‘El Confidencial? –, caçaram um gafanhoto." Portas foi a Moçambique como observador eleitoral numa delegação composta ainda por Luís Paulo Alves, Vital Moreira e José Manuel Fernandes.

IN "CORREIO DA MANHÃ"
16/04/11

TITO PARIS


PÁTIO DA GALÉ | 7 A 17 ABRIL DE 2011

PEIXE EM LISBOA 2011
COM SERGI AROLA E GENNARO ESPOSITO

No total, 23 chefes e 13 restaurantes


O Peixe em Lisboa terá lugar de 7 a 17 de Abril de 2011, aumentando de nove para onze o número de dias de duração deste evento gastronómico que, na próxima edição, regressa ao Pátio da Galé, no Terreiro do Paço, com mais novidades.

Resultado do êxito alcançado nas edições anteriores, a Associação de Turismo de Lisboa decidiu alargar a duração desta sua iniciativa, para a qual estão já confirmados três jovens chefes de origem portuguesa a trabalhar no mundo da alta cozinha, respectivamente em Londres, Nova Iorque e França: Nuno Mendes (uma estrela Michelin), George Mendes (uma estrela Michelin) e Serge Vieira (uma estrela Michelin).

Além destes três nomes, a 4.ª edição do Peixe em Lisboa trará até à capital portuguesa outros chefes de grande prestígio internacional, nomeadamente um dos grandes nomes da cozinha espanhola, Sergi Arola (duas estrelas Michelin), e da cozinha italiana, Gennaro Esposito (duas estrelas Michelin).

Como sempre, o evento contará ainda com a presença permanente de alguns dos melhores restaurantes de Lisboa, de produtores de alimentos e vinhos e de muitas outras actividades e atracções.

Depois de ter decorrido em 2009 e 2010 no Pavilhão de Portugal, o Peixe em Lisboa volta este ano ao Pátio da Galé - local da 1.ª edição (em 2008) -, onde já decorreram obras de beneficiação que vão permitir a oferta ao público de um espaço com toda a qualidade e comodidade.

O Peixe em Lisboa, iniciativa da Associação de Turismo de Lisboa, conta com a produção da empresa Essência do Vinho.

VENHA  AO PEIXE EM LISBOA 
E DIVIRTA-SE!


Já imaginou ter uma selecção rigorosa dos melhores restaurantes de Lisboa num só espaço? E assistir a apresentações de cozinha ao vivo de alguns dos mais conceituados chefes de cozinha da actualidade?

Poderá ainda adquirir produtos gourmet, aprender a cozinhar, sensibilizar os seus filhos para a necessidade de uma alimentação saudável, apreciar vinhos, cervejas e bebidas espirituosas ao som de música ao vivo!

Eis algumas das actividades que irão decorrer entre 7 e 17 de Abril, 
no Pátio da Galé:

apresentações de cozinha ao vivo | mercado gourmet | crianças saudáveis na cozinha | harmonizações com vinhos | restaurantes | cocktails ao vivo | aulas com chefe | grande caldeirada | música ao vivo | vinhos, cervejas, espirituosos, águas e cafés | concurso "melhor pastel de nata" | provas com especialistas


INFORMAÇÃO ÚTIL

Horários

7 Abril: 18h00 às 24h00
8 a 16 Abril: 12h00 às 24h00
17 Abril: 12h00 às 16h00

Bilhetes

Entrada 1 dia: 15€
Entrada 11 dias: 135€
Entrada 1 fim-de-semana: 25€
Entrada 2 fim-de-semana: 45€
Entrada Semana (5 dias): 60€
Entrada Grupo (5 pessoas): 60€

Crianças até aos 12 anos têm entrada livre, desde que devidamente acompanhadas por adultos.
Alunos e docentes das Escolas de Hotelaria também têm acesso gratuito ao evento.

Uma entrada dá direito a uma degustação de 5€.
De 2.ª a 6.ª feira, das 12h00 às 15h00, uma entrada dá direito a duas degustações, de 5€ cada uma.

As restantes degustações serão pagas à parte.

Actividades
Inscrições prévias no site e na entrada do evento sujeitas aos lugares disponíveis.
Todas as actividades têm entrada livre, à excepção das harmonizações que têm um custo de 10€

10 - CALÇADA PORTUGUESA




3 - CAVALOS

clique para ampliar e apreciar







O SABER DOS COTAS


video

JORNAIS DE HOJE E SEMANÁRIOS













10 - MICRO MONSTROS DO DIA A DIA

A coloured scanning electron micrograph (SEM) of the head of a human flea (Pulex irritans)

cabeça da pulga doméstica (Pulex irritans)


As pulgas são insectos sem asas, pretos a pretos-acastanhados, as pulgas adultas têm 1 a 4 mm de comprimento com um probóscide longo e fino que utilizam para perfurar a pele do anfitrião a fim de se alimentarem do seu sangue e executam um movimento de salto característico.
Essa espécie de pulga consegue sobreviver alimentando-se basicamente de sangue humano, porém é encontrada regularmente em porcos, e ocasionalmente em cães e gatos. Estudos mostram que, apesar de normalmente não ser um transmissor de doenças, em determinadas circunstâncias pode tornar-se.

2. Os cães não se chateiam
se os chamas por outro nome. 

B - INVENTOS DA ANTIGUIDADE
2 - SUPER NAVIOS CHINESES

 DOBERMANN







ESTALÃO

ORIGEM – Alemanha.
APLICAÇÃO – Cão de Companhia, Protecção e de Trabalho.
CLASSIFICAÇÃO F.C.I. – GRUPO 2 - Cães de tipo Pinscher e Schnauzer, Molossóides e Cães de Montanha, e Boieiros Suíços.
SECÇÃO 1 - Tipo Pinscher e Schnauzer Com Prova de Trabalho

ASPECTO GERALO Dobermann é um cão de tamanho médio, forte e com boa construção muscular. Devido  às elegantes linhas do seu corpo, ao porte altivo, à sua determinação, assemelha-se à imagem do ideal do cão.
PROPORÇÕES IMPORTANTES – O corpo de um Dobermann inscreve-se praticamente num quadrado, especialmente nos machos. O comprimento do corpo, medido da ponta do esterno à ponta do osso ísquio, não pode exceder em 5% a altura do chão ao garrote. Nas fêmeas o limite é de 10%.
CABEÇA
REGIÃO CRANIANA – Forte e proporcional ao corpo. Visto do alto, a cabeça é em forma de um cone truncado (chanfrado) e alongado. Vista de frente, a linha da cabeça deverá ser quase plana e não cair para as orelhas. A linha do chanfro estende-se quase direita para a linha superior do crânio que desce, ligeiramente arredondado, até à linha do pescoço. A arcada super ciliar é bem desenvolvida mas não saliente. A linha da testa contínua visível. O osso occipital não deve ser visível. Visto de cima e de frente, os ossos zigomáticos não devem estar salientes. A distância entre a parte de trás do maxilar superior e a parte debaixo do olho, deve estar em harmonia com o comprimento total da cabeça. Os músculos da cabeça devem estar desenvolvidos.
STOP – Deve ser discreto, mas suficientemente desenvolvido.

REGIÃO FACIAL (FACE)
NARIZ – Narinas bem desenvolvidas, mais largas que redondas, com aberturas largas mas sem sobressaírem. Deve ser preto em cães pretos, nos castanhos admite-se que sejam mais claro.
FOCINHO – Deve ser na proporção correcta com o crânio, desenvolvido e profundo. A abertura da boca deve ser larga, atingindo os molares. A largura do focinho deve ser também boa nas zonas superior e inferior dos incisivos.
LÁBIOS –Devem ser justos aos maxilares, que assegurará um correcto fecho da boca. A gengiva deve ser escura, admitindo-se mais clara nos cães castanhos.
MAXILAR / DENTIÇÃO / DENTES – Maxilares, superior e inferior, fortes, mordida em tesoura, 42 dentes, correctamente implantados e de tamanho normal.
OLHOS – Tamanho médio, ovais e de cor escura. Nos cães castanhos são admitidos olhos mais claros. Pálpebras devem estar cobertas de pêlo. A falta à volta do olho é altamente indesejável.
ORELHAS – De implantação alta, devem permanecer erectas e estar cortadas com um comprimento proporcional à cabeça. Nos países em que o corte é proibido, a orelha comprida é igualmente aceite. (Deve ser de tamanho médio e cair sobre a face).
PESCOÇO – O pescoço deverá ter um bom comprimento e em proporção com o corpo e cabeça. Deve ser seco e musculoso. A sua linha sobe em curva suave a partir do tórax e das espáduas. O seu porte é direito e mostra grande nobreza.  
CORPO
GARROTE / CERNELHA / CRUZ – Deve ser pronunciado tanto em altura como em comprimento, especialmente nos machos, deste modo determina o declive da linha dorsal até à garupa.
LOMBO – Curto e firme, com boa largura e musculado.
CORDA (RINS) – Larga e musculada. Nas fêmeas, pode ser ligeiramente mais alongada devido a necessitar de espaço para amamentar.
GARUPA – Deve descer levemente, quase imperceptível desde o osso sacro até à raiz da cauda, não demasiado direita ou inclinada, de boa largura e musculada.
PEITO – A largura e a profundidade do peito deve estar na proporção correcta com o comprimento do corpo. A profundidade do tórax deve ser proporcional ao comprimento do tronco, e deve ser 50% da altura do cão. O peito tem uma boa largura e o ante-peito bem desenvolvido.
LINHA VENTRAL – Da extremidade do esterno até à pélvis, a linha abdominal sobe claramente.
CAUDA – De inserção alta, no máximo ficam duas vértebras visíveis. Nos países onde o corte não é permitido, a cauda deve permanecer natural.

MEMBROS
MEMBROS DIANTEIROSGeral: As patas dianteiras (anteriores), vistas de todos os lados, são quase rectas, perpendiculares ao solo e de constituição forte.
OMBROS – A escápula está colada ao peito, deve estar bem musculada e ambos os lados da crista da escápula devem estar inseridas no topo da vértebra torácica, bem inclinada e puxada atrás O ângulo com a horizontal é de aproximadamente 50%.
BRAÇO – Bom comprimento, musculado, o ângulo com a escápula deve ser entre 105 e 110º.
ANTEBRAÇO – Forte e direito, bem musculado, de comprimento em harmonia com o corpo.
COTOVELO – Encostado ao corpo, não deve estar virado para fora.
CARPO – Forte.
METACARPO – Ossos fortes, direitos, vistos de frente. De lado pode ser ligeiramente ligeiramente inclinado, máximo 10o.
MÃOS – As mãos são curtas, com dedos unidos e arqueados ( tipo mãos de gato). As unhas são curtas e negras.
MEMBROS TRASEIROSGeral: visto por detrás, o Dobermann é largo e pouco arredondado, devido aos seus músculos pélvicos desenvolvidos. As coxas têm uma boa largura, musculadas, e com a perna formam uma articulação do joelho bem desenvolvida.
COXA – Bom comprimento e largura, musculada. Boa angulação com os quadris. O ângulo com a horizontal é de aproximadamente 80-85o.
JOELHO – O joelho é forte e é formado pela junção das coxas com a perna. O ângulo é de cerca 130o.
PERNA – Comprimento médio em harmonia com o comprimento total dos membros traseiros.
JARRETES – De robustez média e paralelos, fazem com o osso da perna um ângulo obtuso (cerca de 140º).
METATARSO – É curto e perpendicular ao solo.
PÉS – Tal como as mãos, os dedos devem ser curtos, unidos e arqueados. As unhas são curtas e negras.
ANDAMENTO O andamento tem especial importância tanto na capacidade de trabalho como na aparência exterior. O andamento é elástico, elegante, ágil, livre e cobrindo o terreno. No andamento do Dobermann a propulsão e alcance simultâneos são realizados por membros de lados opostos.
PELE A pele adapta-se a todo o corpo, e tem uma boa pigmentação.

PELAGEM
PÊLO – O pêlo é curto, áspero e denso. É liso e acamado contra a pele, e está igualmente distribuído pelo corpo. Não é admitido sub-pêlo.
CORES – As cores são negro ou castanho, com marcas cor de fogo limpas e bem delimitadas. Estas manchas encontram-se no focinho, uma em cada bochecha e no topo das sobrancelhas, na garganta, duas marcas no ante-peito, nos metacarpos, metatarsos e pés, na parte interna das coxas, nos membros e por baixo da cauda.
CORES – As cores são negro ou castanho, com marcas cor de fogo limpas e bem delimitadas. Estas manchas encontram-se no focinho, uma em cada bochecha e no topo das sobrancelhas, na garganta, duas marcas no ante-peito, nos metacarpos, metatarsos e pés, na parte interna das coxas, nos membros e por baixo da cauda.
ALTURA E PESO
ALTURA – Altura na parte mais alta  do garrote.
Machos: 68 a 72 cm.
Fêmeas: 63 a 68 cm.
É desejável um tamanho médio.
PESO – Machos: cerca de 40 a 45 kg.
Fêmeas: cerca de 32 a 35 kg.

IN "GIPEUCA dobermann"

13 - PROVÉRBIOS COLORIDOS

CLIQUE PARA AMPLIAR
6 - BEBÉS E PRONTO


BOM DIA