quarta-feira, 13 de abril de 2011

- UMA GRAÇA PARA O FIM DO DIA


 
65 anos de casados!

Um casal de velhotes fazia 65 anos de casados e foram a um restaurante festejar.
Diz o velhote
- Minha Rainha, onde te queres sentar?
- Aqui, diz a velhota.
- Princesa, queres um aperitivo?
- Sim, obrigado.
- Meu anjo, o que te apetece comer?
Ela pede a ementa e faz o seu pedido.
- Meu doce, que vinho preferes?
O empregado mal podia acreditar no que ouvia ...
A velhota vai ao WC e ele aproveita para falar com o velhinho:
- Como consegue chamar à sua esposa esses nomes tão lindos ao fim de tantos anos? Rainha, Princesa, Anjo, Doce... Estou
verdadeiramente admirado.
O velhote olha o empregado nos olhos e responde:
- Sabe, é que não me consigo lembrar do nome dela!

1 - BÉBÉ » MISSÃO IMPOSSÍVEL


SÓNIA MORAIS SANTOS

VENCER A GENÉTICA




com a devida vénia a  "IGNITEPORTUGAL"

13 - EXPRESSÕES POPULARES SEU SIGNIFICADO

Já a formiga tem catarro

Significado: Diz-se a quem pretende ser mais do que é, sobretudo dirigido a crianças ou inexperientes.
5 - LÍDERES AFRICANOS
 
 CLIQUE 2 XS  PARA AMPLIAR

LEIA COM MUITA ATENÇÃO




FILIPE SANCHES



NO HOSPITAL


Depois de um diagnóstico muito ligeiro uns dias antes, as melhorias tardam em aparecer e por isso regresso ao hospital com um familiar meu para que sejam feitos mais exames. Preparo-me para longos e longos minutos de espera.

Não, não é uma seca. Seis horas nos corredores de uma unidade hospitalar são um manancial de histórias, um retrato de costumes deste país. Ficaria lá mais tempo, com agrado, desde que ninguém dos meus estivesse doente.
Os enfermeiros esforçam-se para prestar um bom serviço, os auxiliares desdobram-se em atenções e gestos simpáticos. Mas há por ali gente zangada, que anda de mal com a vida.
Uma médica dá um raspanete ao INEM em pleno corredor. O tom é algo disparatado, mas tem razão no que diz. "Uma garota que entala um dedo vem numa ambulância do INEM? Mas está tudo doido ou quê? E se alguém entrar em paragem cardíaca ou for atropelado e não houver transporte porque anda uma ambulância a passear um dedo entalado?" A equipa do INEM tenta desculpar-se, mas nem sequer é ouvida. A médica vira costas e lança mais um desabafo. "É por isto que este país está como está..."
No corredor, há um computador com falhas. É chamado o técnico informático. O homem aparece, olha, vai assobiando, vai cantarolando, mete parafuso, tira parafuso, mete cabo, tira cabo, liga ficha, desliga ficha. Descobre o problema e anuncia o seu feito. Toda a gente se regozija. "Este monitor está lixado, preciso de o levar para baixo... mas agora não me apetece". É por isto que este país está como está. Imaginem se um médico, em plena intervenção cirúrgica, percebe que tem de suturar uma artéria e diz "agora não me apetece".
Mais tarde, uma médica sai de serviço e entra outra. Também vem zangada. Cara de poucos amigos. Só anima quando recebe no seu gabinete uma senhora mais ou menos da sua idade. Uma senhora que não devia estar ali e que, por isso, é interpelada pela enfermeira. Rapidamente a médica entra em sua defesa. "Deixe passar esta «menina grande», vem ter comigo", diz. São amigas. A médica faz-lhe a consulta ali mesmo, receita-lhe uns medicamentos. Atender uma mulher com mais de 50 anos na pediatria não é grave? Talvez não, mas é por isto que este país está como está.


IN "JORNAL DO FUNDÃO"
30/03/11

PÁTIO DA GALÉ | 7 A 17 ABRIL DE 2011


PEIXE EM LISBOA 2011
COM SERGI AROLA E GENNARO ESPOSITO

No total, 23 chefes e 13 restaurantes


O Peixe em Lisboa terá lugar de 7 a 17 de Abril de 2011, aumentando de nove para onze o número de dias de duração deste evento gastronómico que, na próxima edição, regressa ao Pátio da Galé, no Terreiro do Paço, com mais novidades.

Resultado do êxito alcançado nas edições anteriores, a Associação de Turismo de Lisboa decidiu alargar a duração desta sua iniciativa, para a qual estão já confirmados três jovens chefes de origem portuguesa a trabalhar no mundo da alta cozinha, respectivamente em Londres, Nova Iorque e França: Nuno Mendes (uma estrela Michelin), George Mendes (uma estrela Michelin) e Serge Vieira (uma estrela Michelin).

Além destes três nomes, a 4.ª edição do Peixe em Lisboa trará até à capital portuguesa outros chefes de grande prestígio internacional, nomeadamente um dos grandes nomes da cozinha espanhola, Sergi Arola (duas estrelas Michelin), e da cozinha italiana, Gennaro Esposito (duas estrelas Michelin).

Como sempre, o evento contará ainda com a presença permanente de alguns dos melhores restaurantes de Lisboa, de produtores de alimentos e vinhos e de muitas outras actividades e atracções.

Depois de ter decorrido em 2009 e 2010 no Pavilhão de Portugal, o Peixe em Lisboa volta este ano ao Pátio da Galé - local da 1.ª edição (em 2008) -, onde já decorreram obras de beneficiação que vão permitir a oferta ao público de um espaço com toda a qualidade e comodidade.

O Peixe em Lisboa, iniciativa da Associação de Turismo de Lisboa, conta com a produção da empresa Essência do Vinho.

VENHA  AO PEIXE EM LISBOA 
E DIVIRTA-SE!



Já imaginou ter uma selecção rigorosa dos melhores restaurantes de Lisboa num só espaço? E assistir a apresentações de cozinha ao vivo de alguns dos mais conceituados chefes de cozinha da actualidade?

Poderá ainda adquirir produtos gourmet, aprender a cozinhar, sensibilizar os seus filhos para a necessidade de uma alimentação saudável, apreciar vinhos, cervejas e bebidas espirituosas ao som de música ao vivo!

Eis algumas das actividades que irão decorrer entre 7 e 17 de Abril, 
no Pátio da Galé:

apresentações de cozinha ao vivo | mercado gourmet | crianças saudáveis na cozinha | harmonizações com vinhos | restaurantes | cocktails ao vivo | aulas com chefe | grande caldeirada | música ao vivo | vinhos, cervejas, espirituosos, águas e cafés | concurso "melhor pastel de nata" | provas com especialistas



INFORMAÇÃO ÚTIL

Horários

7 Abril: 18h00 às 24h00
8 a 16 Abril: 12h00 às 24h00
17 Abril: 12h00 às 16h00

Bilhetes

Entrada 1 dia: 15€
Entrada 11 dias: 135€
Entrada 1 fim-de-semana: 25€
Entrada 2 fim-de-semana: 45€
Entrada Semana (5 dias): 60€
Entrada Grupo (5 pessoas): 60€

Crianças até aos 12 anos têm entrada livre, desde que devidamente acompanhadas por adultos.
Alunos e docentes das Escolas de Hotelaria também têm acesso gratuito ao evento.

Uma entrada dá direito a uma degustação de 5€.
De 2.ª a 6.ª feira, das 12h00 às 15h00, uma entrada dá direito a duas degustações, de 5€ cada uma.

As restantes degustações serão pagas à parte.

Actividades
Inscrições prévias no site e na entrada do evento sujeitas aos lugares disponíveis.
Todas as actividades têm entrada livre, à excepção das harmonizações que têm um custo de 10€

7 - TOUR AUTO 2009








ALMORRÓIDA PRENDADÍSSIMA




PSP louvou agente por se ter distinguido 
a fazer centros de mesa

Por José Bento Amaro


O agente principal da PSP, B. R., deve sentir-se um homem feliz. Depois de mais de 18 anos a dar no duro na messe de oficiais da Direcção Nacional daquela polícia, viu ser-lhe feita justiça no passado dia 23 de Março com um louvor.


Nessa data saiu em Ordem de Serviço um louvor que, por certo, não esquecerá, assim como muitos outros polícias não irão esquecer: Foi distinguido, entre muita outra adjectivação porque “por vezes, tinha a capacidade de nos surpreender, nomeadamente, na elaboração de centros de mesa com recurso a flores e verduras dos jardins desta Direcção Nacional”.

“Louvo o agente principal (...) pela forma afável, muito digna, altamente meritória, extremamente competente e responsável como, ao longo de pelo menos 18 anos, na qualidade de empregado de mesa da messe de oficiais desta Direcção Nacional, tem conseguido assumir, com enorme discernimento, bom senso, elevada simpatia e total disponibilidade para com o serviço as funções que lhe foram confiadas”, diz o primeiro parágrafo do louvor.

Depois, no segundo e último parágrafo, repete-se a adjectivação elogiosa que irá terminar nos arranjos florais da mesa de refeições: “O agente principal (...) é um trabalhador incansável, voluntarioso, leal, ponderado, dinâmico e eficiente que não se poupa a esforços para que as suas obrigações sejam cumpridas em tempo útil, de tal forma, que sem qualquer tipo de dúvidas contribuiu para que o fornecimento das refeições na messe de oficiais decorresse sempre sem qualquer tipo de constrangimento, pelo contrário, o mesmo, por vezes, tinha a capacidade de nos surpreender, nomeadamente, na elaboração de centros de mesa com recurso a flores e verduras dos jardins desta Direcção Nacional”.

O louvor em causa, assinado pelo director nacional da PSP, está a causar celeuma na polícia. Hoje, em declarações ao PÚBLICO, o presidente do Sindicato Nacional da Polícia (Sinapol), Armando Ferreira, lamentou os critérios que, por vezes, resultam na atribuição de louvores. Este sindicalista lembrou que, em 2003, numa messe da Direcção Nacional da PSP, reanimou um agente que sofreu quatro paragens cardíacas. “A ocorrência foi presenciada por dezenas de pessoas e o chefe da messe até me propôs para ser louvado”, contou. O pior é que, mais tarde, alegadamente por ser sindicalista, a proposta foi recusada.

Os louvores na PSP acarretam diversas vantagens para quem os recebe. Primeiro contam como atenuantes em eventuais penas a aplicar em consequência de processos disciplinares. Contam como nota favorável nas promoções e constam também nos critérios de avaliação curricular.

Casos como o dos centros de flores e verduras não são inéditos. Há cerca de três anos, na GNR, um militar destacado para uma messe de oficiais, foi louvado por ser exímio na confecção de sobremesas, delas sobressaindo as saladas de frutas.

IN "PÚBLICO"
12/04/11

MAYRA ANDRADE

LIMPEZA DO REPTILÁRIO


3 - ALUNOS DE PORTUGAL

 



3 - A Madeira vista por um turista




z
4 - OH QUE AVIÕES





10 - AZARES




TENHA UM BOM DIA............


...chegaram há pouco 
    e já mentem como os outros...


COMPRE JORNAIS


são muitos os que precisam
Transporte de doentes continuará a ser gratuito 
para mais de dois terços das pessoas
Mais de dois terços das pessoas deverão ficar isentas do pagamento do transporte de ambulância pelo facto de serem doentes crónicos ou com mobilidade condicionada. E, dos restantes, só os que tiverem um rendimento acima de 419,22 euros é que terão de pagar. Este deverá ser o impacto do novo regulamento de transporte de doentes não urgentes, cujo acordo será assinado hoje entre o Ministério da Saúde e a Liga de Bombeiros Portugueses (LBP).
Em declarações ao PÚBLICO, o presidente da LBP, Duarte Caldeira, revelou que o acordo estabelece dois tipos de pessoas: os doentes e os utentes. "Os doentes, com doenças crónicas ou com uma patologia de mobilidade condicionada determinada pelo médico, terão direito a transporte gratuito. Já os utentes, que são todos aqueles que necessitam de transporte de forma casuística e não continuada no tempo, e que o médico não classifica como doentes, terão de pagar", explicou Duarte Caldeira, salientando que a regra é que "65 por cento dos serviços prestados são a doentes e 35 por cento a utentes". Ou seja, todos os doentes oncológicos, hemodialisados, grávidas e insuficientes renais, entre outras doenças crónicas e patologias que condicionam a mobilidade no acesso aos serviços de saúde, ficarão isentos do pagamento.
"PÚBLICO"

competência
Jorge Salcedo recandidata-se 
na Associação Europeia
Jorge Salcedo é de novo candidato a membro do Conselho da Associação Europeia de atletismo (EA), cujo congresso se realiza em Londres, no fim de semana, anunciou a Federação Portuguesa de Atletismo (FPA).
Além de Salcedo, Portugal apresenta também ao sufrágio da EA Samuel Lopes, para um dos lugares vagos no Comité de Competições para o quadriénio 2011/2015.
Salcedo, secretário geral da Federação Portuguesa de Atletismo e presidente do Comité Técnico da IAAF, é o membro há mais tempo em funções na direção da EA, depois do presidente, o suíço Hans Jorg Wirz, ocupando o cargo desde 1991.
Samuel Lopes, tesoureiro da FPA, tem um historial ligado às organizações e arbitragem, a cujo conselho nacional presidiu até 2008.
Como juiz, já foi nomeado para os Jogos Olímpicos de Pequim2008 e campeonatos da Europa de Munique'2002 e Barcelona'2010.
"RECORD"


não os tomavam em casa????
Famílias obrigadas 
a levar remédios para internados
Hospital de Cascais pede aos familiares dos doentes para comprar na farmácia medicamentos que diz não ter disponível.
Maria Eugénia, de 84 anos, esteve mais de uma semana internada no Hospital de Cascais, por causa de um problema cardíaco. Durante esse período, a família foi obrigada a levar um dos medicamentos que esta toma habitualmente para as artroses porque o hospital disse que não o tinha na farmácia.
Administração assume que fez a restrição por critérios clínicos, mas sindicatos e utentes denunciam mais queixas de doentes a quem os remédios também foram pedidos.
"DIÁRIO DE NOTÍCIAS"

miséria.....
Polícia está sem dinheiro 
para pagar descontos de IRS ao Estado
Situação verifica-se desde o início do ano e resulta de um acordo entre o MAI e Finanças.
A PSP, a GNR e o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) são alguns dos organismos públicos do Ministério da Administração Interna (MAI) que não estão a entregar ao Estado a retenção de IRS dos seus funcionários públicos. Isto resulta, na prática, numa dívida fiscal do Estado ao próprio Estado. E a situação, que acontece desde o início do ano, repete-se com os descontos para a Caixa Geral de Aposentações e para a Segurança Social.
O Diário Económico apurou que a situação está a acontecer no ministério liderado por Rui Pereira não só com entidades como a PSP ou a GNR, mas também com a Autoridade Nacional de Protecção Civil, a Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária, entre outros. No total, estão em xeque os descontos de quase 50 mil funcionários - 49.934 segundo os dados mais recentes do Boletim do Observatório de Emprego Público que se referem ao número de trabalhadores em 2009.
"DIÁRIO ECONÓMICO"

uma prenda do governo
Combustíveis nunca estiveram 
tão caros em Portugal
O preço dos combustíveis voltou a subir e contabilizam-se máximos atrás de máximos numa escalada que parece não ter fim à vista.
São recordes atrás de recordes. Em Portugal nunca os combustíveis estiveram tão caros, depois de as grandes petrolíferas terem voltado a aumentar os preços no início desta semana.
Primeiro foram a Galp e a Cepsa, anteontem, sendo que ontem a BP e a Repsol fizeram o mesmo. A atualização de preço surge 'na sequência da subida das cotações do petróleo e derivados nos mercados internacionais, durante a semana passada', conforme explicou fonte oficial da petrolífera nacional, em declarações à «Agência Financeira».
A Galp subiu o preço do gasóleo para 1,445 euros, mais 1,1 cêntimos por litro, enquanto a Cepsa, optou por uma subida de um cêntimo para 1,449 euros.
Por sua vez, a Repsol aumentou 1,5 cêntimos para 1,454 euros e a BP um cêntimo para 1,449 euros. No que diz respeito à gasolina sem chumbo de 95 octanas, a Galp optou por subir o valor de referência dois cêntimos, para 1,619 euros por litro, enquanto a Cepsa decidiu um aumento de um cêntimo para 1,608 euros. A BP e a Repsol decidiram-se por um aumento de dois cêntimos para os mesmos 1,619 euros. Recorde-se que só este ano, o preço da gasolina em Portugal já regista uma subida de 14 cêntimos e o gasóleo de 17 cêntimos.
"O PRIMEIRO DE JANEIRO"

o país carieado
"Dentistas" ilegais tratavam e receitavam
Cidadãos brasileiros, em situação ilegal e sem habilitações, trataram doentes e passaram receitas em três clínicas dentárias do Algarve durante vários meses. Sete pessoas estão acusadas de 18 crimes, entre os quais o de uso de medicamentos proibidos em Portugal.
Os proprietários - um casal de brasileiros em situação regular no país - são os principais arguidos, acusados de sete crimes de auxílio à imigração ilegal, sete de angariação de mão-de-obra ilegal, um de extorsão e três continuados de corrupção de substâncias alimentares ou medicinais, usurpação de funções e falsificação de documentos.
"JORNAL DE NOTÍCIAS"

continuam acima da lei
Princípio de consenso 
para aprovação dos estatutos
A reunião da comissão de delegados da Federação desta terça-feira resultou num «princípio de consenso» sobre os três pontos em falta para que os novos estatutos do organismo sejam aprovados.
«Existe um princípio de consenso entre todos os delegados para a aprovação dos três pontos em falta para ue os novos estatutos sejam colocados em vigor. Não vou dizer que está 100 por cento certo mas foi dado passo importante», disse Amândio de Carvalho, vice-presidente da FPF, no final da reunião que durou cerca de 2.30 horas.
Gilberto Madail, que se encontra doente, Lourenço Pinto, presidente da Associação de Futebol do Porto, e Joaquim Evangelista, presidente do Sincato dos Jogadores, foram as ausências mais notadas na reunião, pelo que ficou agendado novo encontro para a próxima segunda-feira, às 17 horas, para o qual serão convocados todos os associados.
«Essa reunião visará a discussão de alguns pormenores com vista à aprovação total dos estatutos na próxima assembleia geral do próximo dia 30», afirmou Amândio de Carvalho.
"A BOLA"

um exemplo
Escola vence prémio mundial de Música
Foi em clima de euforia que os alunos da Escola Secundária Dr. Bento da Cruz foram recebidos anteontem na Praça do Município, em Montalegre, depois de uma longa viagem desde Itália.
Os alunos representaram Portugal no 13º Festival Mundial de Criatividade nas Escolas, em Sanremo (Itália) e conquistaram o primeiro prémio na categoria de música popular. À chegada à vila de Trás-os--Montes, foram recebidos com foguetes, fanfarra e recepção no salão nobre da câmara.
Alexandre Baptista, David Bártolo, Paulo Gonçalves, Tiago Lopes (todos moradores em Montalegre), Catarina Dias, de Gralhós, João Dias, de São Vicente, Luís Rodrigues, de Vilaça, Marcelo Alves, de Antigo de Sarraquinhos, e Vanessa Pereira, de Meixide, com idades entre os 12 e os 18 anos, foram os tocadores de concertina que representaram o País em Itália. E brilharam.
"CORREIO DA MANHÃ"

chama-se equidade...
Governo tem de obrigar 
pequenas empresas a pagar impostos
"Há um buraco que não tem sido fácil atacar na tributação dos pequenos contribuintes." E se a receita fiscal que daí resultaria não é sequer "muito significativa", está em causa uma questão de "equidade fiscal" que tem o seu peso numa altura em que todos vão ser chamados a fazer um esforço adicional. O alerta vem de António Martins, especialista em fiscalidade e professor da Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra, um dos participantes no fórum "Pensar a Fiscalidade", promovido pelo Negócios e pela PricewaterhouseCoopers.
"JORNAL DE NEGÓCIOS"
.
vale mais sexo que droga
Presos têm de preencher formulário 
antes de iniciarem greve de fome
A partir de agora, quando um recluso de uma cadeia portuguesa quiser fazer greve de fome, terá primeiro de preencher e assinar um formulário, onde dá conta da sua intenção e explica os motivos pelos quais vai protestar. O documento é depois assinado por um funcionário e entregue ao director da cadeia. No caso de o recluso se recusar a assinar o impresso da greve de fome, este deverá ser redigido na mesma e assinado por dois funcionários.
As regras fazem parte do novo regulamento geral dos serviços prisionais, anteontem publicado em Diário da República, e que vem substituir os 49 regulamentos actualmente em vigor nas cadeias. O documento, com 46 páginas, determina ainda que, iniciada a greve de fome, o recluso seja colocado numa cela individual. Todos os dias, os funcionários da cadeia deverão levar--lhe as refeições às horas normais, mas se o preso insistir no protesto, a comida deverá ser "imediatamente retirada".
Visitas íntimas Os reclusos têm direito a uma visita íntima por mês, com a duração de três horas. Para isso, o preso tem de ser casado ou manter uma "relação estável" com o visitante. No caso dos detidos que tenham começado um relacionamento já depois de estarem na prisão, as regras mandam que só existam visitas íntimas se o recluso tiver recebido "visitas regulares" ou trocado "correspondência" com a pessoa durante, pelo menos, um ano. As visitas devem acontecer "preferencialmente nos dias úteis" e cabe ao visitante levar a roupa de cama. A cadeia disponibiliza os preservativos e "informação escrita sobre prevenção das doenças sexualmente transmissíveis". No final do encontro, o recluso e o visitante têm de assegurar que o espaço fica limpo, "disponibilizando o estabelecimento prisional os produtos de limpeza necessários para o efeito", indica o regulamento.
"i"

1 – POESIA ETERNIZADA
clique 2xs para ler bem

17 - REFLEXÃO

13 - EVASÕES

JORNAIS DE HOJE


COMPRE JORNAIS











BOM DIA