sábado, 26 de fevereiro de 2011

- UMA GRAÇA PARA O FIM DO DIA


PELAS RUAS DO PORTO

Ia uma jovem a passear com o seu namorado, quando ouviram uns empregados de umas obras gritar:

 - Oh cabrão, não a leves a passear, leva-a mas é para um lugar escuro e come a gaja!!!
O rapaz, muito envergonhado, segue o seu caminho com a namorada e passam por um parque onde estão vários reformados sentados que ao vê-los começam às bocas ao noivo:

 - De mãozinha dada com a miúda, devias é levá-la para um motel, ó paneleiro!!!!
O rapaz, cada vez mais envergonhado, decidiu-se levar a namorada a casa e despede-se:
 - Então até amanhã, meu amor!
 A noiva responde-lhe:
 - Até amanhã, surdo de merda!!!

CAGARÉU




No Arquivo do Distrito de Aveiro, encontrámos no artigo intitulado Loquela dos povos da Beira-ria· a referência ao uso da palavra Cagarête, como sendo “ o local mais recuado à ré do barco e a seguir à entremesa.

Ora, sendo o bairro da Beira-mar ocupado por gente ligada à ria ou ao mar, desde marnotos, pescadores ou moliceiros, a sua vida era passada dentro da bateira, do mercantel, do moliceiro ou de qualquer outra embarcação. Quando as necessidades fisiológicas “apertavam”, estes homens solucionam o problema utilizando a ré do barco. Deste antigo e específico hábito (cagar à ré), surgiu o conhecido termo regional cagaréu.

O próprio dicionário de Língua Portuguesa da Porto Editora – edição de 2004 – dá-nos o seguinte significado:

Cagaréu: s. m. (regionalismo) designação dada aos pescadores da cidade Portuguesa de Aveiro, especialmente aos nascidos na freguesia da Vera Cruz (de cagar + éu)

enviado por CASSIANO

ALMORROIDA PARALAMENTAR

HISTÓRIA DE ITÁLIA EM TRÊS TEMPOS



enviado por ADNARIM

WAFA SULTAN

video

1 - PORTUGAL EM IMAGENS







PAULA TEIXEIRA DA CRUZ




Para onde?



O primeiro-ministro dirá: “profetas da desgraça.” Mas a realidade que aí vem vai ser mesmo muito, muito bruta.

Em Junho de 2008, escrevi nesta página que tinha passado a existir um novo conceito estratégico: o da reserva alimentar, e que urgia levá-lo a sério. A fome esteve sempre na origem de convulsões profundas. Como o desemprego e a repressão.

O mundo inteiro ferve: já não são só as notícias que nos chegam, todos os dias, dos países do Norte de África e do Médio Oriente, com graves conflitos, mortos e desalojados; protesta-se também na Índia e na China, e não vai parar.

Ouvimos comentários de analistas com experiência e formação. Entendemos que a mesma reacção se estendeu rapidamente a vários países, de forma incontrolável.

Sabemos que os países de que falamos são diferentes: mais ou menos ricos, mais ou menos populosos.

A diplomacia, as chancelarias, os serviços secretos parecem ter sido surpreendidos.

O que, numa primeira análise, há de comum?

Estamos a falar de países onde não existe Democracia, com graves desigualdades sociais, com fome e desemprego, principalmente entre uma população que é muito jovem, ao contrário da europeia. E a subida de preços, principalmente dos alimentos, agrava-se.

Como factor, e em parte aglutinador, surge um fenómeno com o qual não se contava há uns anos: as redes sociais. A informação deixou de estar controlada pelas oligarquias. A comunicação passou a ser livre, sem restrições, sem filtros, sem mesuras, não editada.

E a revolução veio para a rua, aparentemente sem directório, sem controlo. Não sabemos em que sentido caminharão estes povos.

E vê-se líderes, a quem há um mês todos pediam audiências e favores, como Kadafi, desesperados, a mandarem bombardear o seu próprio povo. Assistimos a repressões, à queda de regimes e mesmo a manifestações na Índia e até na China.

Claro que a escalada da violência em zonas tão sensíveis pode trazer consequências terríveis e globais para todo o mundo.

E nós, aqui? Verdade que vivemos em Democracia imperfeita. Mas verdade também que temos factores sociais que nos aproximam dos países a que nos referimos: desemprego, principalmente nos jovens, pobreza, desigualdades sociais, subida dos preços em bens essenciais e redes sociais (que já marcaram uma manifestação para o dia 12 de Março).

O primeiro-ministro, em constante campanha eleitoral, dirá: "profetas da desgraça, traidores à Pátria, gente sem educação", como sempre diz quando dele se discorda.

Mas a realidade que aí vem vai ser mesmo muito, muito bruta.

 ADVOGADA

 IN "CORREIO DA MANHÃ"
14/02/11

IRS 2011


O Orçamento do Estado para 2011 vem introduzir alterações significativas em matéria fiscal e no caso dos documentos de despesas com saúde, educação, formação, com lares, etc., vem acrescentar o nº 6 ao artº 78º do CIRS, cuja alínea b)  tem a seguinte redacção, relativa às condições para serem aceites nas deduções à colecta:

b) Mediante a identificação, em factura emitida nos termos legais, do sujeito passivo ou do membro do agregado a que se reportem, nos casos em que envolvam despesa.

Agradeço que passem esta informação a todos para que saibam que a partir de 1 de Janeiro de 2011 têm de pedir as facturas ou recibos para os tipos de despesas atrás mencionadas em nome e com o numero de contribuinte da pessoa que faz a despesa ou utiliza o serviço, quer seja o sujeito passivo ou membro do agregado familiar, descendentes ou ascendentes.

Assim, quem tem filhos, mesmo os recém-nascidos, deverá de imediato requerer o seu número de contribuinte para que possa deduzir as despesas com ele incorridas, já que as facturas tem de vir em seu nome e com o respectivo NIF.
Na declaração de rendimentos anual é também obrigatório o NIF de cada membro do agregado.
Rematando, não podemos continuar a ter facturas de farmácias, médicos, educação, etc, com o nome do destinatário e o NIF em branco, para posterior colocação destes dados.
O NIF tem que fazer parte do preenchimento correcto da factura ou recibo pela entidade que os emite, até porque serão objecto de controlo cruzado pelos serviços de fiscalização da DGCI.

Como já estamos quase no final de FEVEREIRO e não sendo um tema que seja muito publicitado, e perceptível pela maioria das pessoas, é muito importante que passemos a mensagem para evitar situações desagradáveis quando os contribuintes se defrontarem com os problemas na altura da apresentação da declaração de rendimentos em Março de 2012.

2 - ILLUMINATIS »» A NOVA ORDEM MUNDIAL

MÚSICA MEXICANA RANCHERA - Martin Serrano

3 - CALÇADA PORTUGUESA



MULTAS A PAGAR...


CLIQUE PARA AMPLIAR




































NR: Conhecendo bem o autor do envio desta mensagem não hesitamos em publicá-la

CONSELHO MATERNO »»» É SÓ SABER... VICK VAPORUB



VICK VAPORUB 


Durante uma conferência sobre Óleos Essenciais, comentavam como a planta dos pés pode absorver os óleos.
O exemplo consistia em colocar alho na planta dos pés e aos 20 minutos, já podia sentir o sabor na boca! (faça o teste e comprove).
Alguns de nós temos usado o Vick Vaporub durante muitos anos como remédio para muitas coisas, mas nunca tínhamos escutado sobre isto.

E acredite, porque funciona a 100%. Apesar dos cientistas que descobriram não estarem seguros de como isso acontece.

Para deter a tosse noturna de uma criança (ou de um adulto), espalhe Vick Vaporub generosamente sobre a planta dos pés e logo cubra com meias.

Mesmo a tosse mais persistente, forte e profunda se deterá no máximo em uns 5 minutos e darão muitas horas de alivio. É mais eficaz nas crianças.

Além disso, é extremamente calmante e reconfortante, enquanto dormem profundamente.

É surpreendente ver que é mais eficiente que os medicamentos prescritos para as crianças tomarem a noite. Se você tem filhos, netos ou amigos idosos, repasse esta mensagem.

Se você estiver com tosses fortes, comprove em você mesmo e ficara maravilhado quando ver e sentir como funciona.

3 - MICRO MONSTROS DO DIA A DIA

Coloured scanning electron micrograph (SEM) of a human head louse with an egg

um piolho da cabeça com um ovo
O piolho de cabeça (Pediculus humanus capitis) é um ectoparasita obrigatório dos seres humanos. Os piolhos são  insectos sem asas e passam toda a sua vida no couro cabeludo, alimentando-se exclusivamente de sangue humano.

3 - HOMENS, SEGUNDO ELAS

JORNAIS DE HOJE E SEMANÁRIOS



COMPRE JORNAIS E REVISTAS














1 - PLANETA TERRA »»» SELVAS

CÃO DE GADO TRANSMONTANO




Estalão-Cão G. Transmontano


ORIGEM: Trás-os-Montes - Portugal 
UTILIZAÇÃO: Cão de guarda e protecção de gado ovino e caprino 
CLASSIFICAÇÃO: 2º Grupo, classe II Molossóides  

ASPECTO GERAL: Cão molossóide de grande tamanho, forte e rústico que seevidencia pelo seu aspecto imponente, porte altivo e olhar sóbrio. Tem o perfil lateralquadrado, com membros altos, de ossatura forte, naturalmente direitos e bemaprumados, ventre ligeiramente arregaçado e angulações posteriores moderadas.Existe nesta raça dimorfismo evidente, atingindo os machos altura e corpulêncianitidamente superiores às fêmeas. 

PROPORÇÕES IMPORTANTES: Tem perfil convexilíneo e o corpo é mediolíneo comtendência a brevilíneo.A relação de altura ao garrote e o comprimento do corpo é praticamente igual.

 COMPORTAMENTO / CARACTER: Não obstante a sua corpulência é um cão detemperamento dócil, mas reservado.É cauteloso sem ser agressivo, sempre calmo e com olhar sereno. É um excepcional vigia na sua função de guarda de rebanhos contra o ataque dos lobos, sempre atento nas suas funções de protecção.Vive e convive com outros machos sem conflito, impondo a hierarquia da dominância quando habita em conjuntos onde existem fêmeas em idade de reprodução.Os pastores preferem os machos e é natural vê-los juntos em número superior às fêmeas no acompanhamento ao rebanho, que nunca é feito só por um cão.Confrontado com o contacto humano de estranhos e ultrapassada a reserva inicial,deixa-se manusear sem problemas e é muito sensível a bons tratos e atenções. 

CABEÇA: Grande e maciça mas não demasiado volumosa em proporção ao tamanhodo corpo, tem perfil convexilíneo com eixos superiores crânio-faciais ligeiramentedivergentes, tendendo a paralelos. 
REGIÃO CRANIANA: 
Crânio: Moderadamente largo e pouco abaulado nos eixos, com tendência para plano.Arcadas supra-ciliares aparentes,Stop: Depressão fronto-nasal moderada. 

REGIÃO FACIAL:
Trufa: Oval e grande, com narinas bem abertas de preferência negras ou escuras.
Chanfro: Ligeiramente mais curto que o crânio, tem faces laterais convergentes e trunca obliquamente.Transversalmente ligeiramente arredondado, tem perfil recto.
Lábios: Bem sobrepostos, de grossura regular, um pouco pendentes e ligeiramentearredondados, com comissura labial aparente e boca bem rasgada. As mucosas são bem pigmentadas de negro.
Maxilares: São fortes, bem desenvolvidos e bem musculados.
Dentes: Fortes e bem desenvolvidos. Dentição em tesoura.
Olhos: Não muito grandes e de formato amendoado, com íris castanha cor de mel oumais escura. O posicionamento dos olhos é oblíquo e semi-frontal. As pálpebras sãopigmentadas de negro. O olhar é sereno.
Orelhas: São de tamanho médio, ligeiramente mais compridas do que largas,triangulares, de inserção média-alta (acima da linha dos olhos) com a ponta em bicoarredondado e são bastante carnudas. Tem mobilidade de porte, sendo o mais comumo pendente, mas podendo repuxar ligeiramente e preguear na vertical. Quando em atenção levantam e dobram para a frente. 

PESCOÇO: O pescoço é de tamanho médio, direito, forte e bem musculado. A barbela é aparente, mas é simples e não empapada. A pele do pescoço é bastante solta. 

CORPO: Forte, sem ser demasiado volumoso, bem musculado. A altura ao garrotedeve ser igual ao comprimento do corpo

Linha Superior:  
DireitaOmbros: Bem inseridos na base do pescoço, com escápula comprida e angulaçãoescapulo-úmeral media (110º).
Dorso: Curto, firme recto, amplo e bem musculado
Garupa: De comprimento médio, moderadamente larga e inclinada.
Peito: Amplo e medianamente largo, bem desenvolvido com costelas moderadamentearqueadas. A caixa torácica é volumosa mas não tem forma de barril. O peito desceaté ao codilho sem o ultrapassar.

Linha Inferior e ventre: Ligeiramente ascendente no sentido esterno/ventre o que torna o ventre um pouco arregaçado.

CAUDA: Inteira e grossa, bem coberta de pelo, de inserção e tamanho médio, nãoultrapassa o jarrete. Tomba em sabre, mas podendo apresentar curva na extremidade,em movimento o porte é alto, em foice, podendo mesmo enrolar. 

MEMBROS:

Membros Anteriores Vistos de frente são fortes, compridos, direitos e paralelos.
Braço: Forte comprido e bem desenvolvido.
Antebraço: Comprido e vertical, com osso cilíndrico.
Codilhos: Bem aderentes ao peito, nunca discodilhados.
Carpo: A articulação é muito forte.
Metacarpo: Muito bem aprumado e quase direito.
Mãos: Fortes, volumosas e redondas, com dedos bem juntos e arqueados. Almofadasplantares grossas, altas e resistentes.

Membros Posteriores Fortes e musculados, vistos de traz são paralelos. A angulação fémuro-tibial é moderada.
Coxas: Compridas e bem musculadas.
Pernas: Compridas e musculadas.
Tarso ou Curvilhão: Alto, largo e forte.
Metatarso: Proporcionado à altura dos membros e apresenta presunhos simples ouduplos.
Pés: Ovais ou mesmo arredondados.

PELE: De textura bastante grossa e solta na região do pescoço, onde forma barbelasimples e no garrote; é bastante mais fina na cabeça do que no corpo. 

PELAGEM: Grossa, de comprimento médio e abundante.
Pêlo: Liso e muito denso. 
O sub-pêlo existe e é evidente. Na região da cabeça,orelhas, focinho e membros o pêlo é mais curto e fino.
Cores: As pelagens mais comuns são as brancas malhadas de preto, de amarelo, defulvo ou lobeiro, unicolores ou raiadas. Podem apresentar interpolação mosqueada no fundo do manto ou afogueado na região das faces e sobrolhos (tricolor). 

ANDAMENTOS: Não obstante o tamanho e a corpulência, o andamento é ligeiro,enérgico, bem cadenciado e com amplitude de passo. 

ALTURA:
Machos: 74 a 84 cm
Fêmeas: 66 a 76 cm 

PESO:
Machos: 55 a 65 Kg
Fêmeas: 45 a 60 Kg.


IN: http://www.caodegadotransmontano.org.pt

6 - PROVÉRBIOS COLORIDOS

5 - FRASE PROFUNDA


BOM DIA