segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

8 - UMA GRAÇA PARA O FIM DO DIA

PSICO-PATOLOGIA
- Dr. tenho tendências suicidas. O que faço?
- Em primeiro lugar, e antes que seja tarde, pague a consulta.

BAILE CARIBEÑO MUITO BREJEIRO







.

UM DIA NORMAL EM KATMANDUM

VERDADEIRAS ESCULTURAS NA AREIA


Sand World 2010 - Sand Sculpture festival Belgium from Filipv on Vimeo.

MALANGATANA


NOSSO COLORIDO MARINHEIRO MALANGATANA

Lisboa (Canalmoz) - Disseram-me, esta manhã, que tinha chegado um barco grande a Matosinhos. De um porto tão distante que os homens só dele sabem de ouvirem falar. Veio munido de entorpecentes luzes, lento e majestoso como uma baleia divagando em seus mares.
De dentro, tambores e canticos ecoavam, rufando e seduzindo, enquanto balarinas líquidas, dançando, se embrulhavam em ouvir uma estridente sirene, tão forte, tão aguda, tão capaz de fazer tremer as casas dos homens, os prédios da terra, os campos em volta. Com esse som, os cães ladraram e os relógios pararam e o mar se abriu calmo e sereno para engolir aquela visão fantástica. E o silêncio, então, fez sentir-se como uma cortante e sibilante brisa para que a cidade voltasse a dormir de novo. Apenas mais tarde se soube, de milhentas mil cores sob os pássaros gentios que as acompanhavam.

Havia sol. Estranharam os contadores, pois que não é costume em tempos de tão rígidos frios serem ali solarengas as madrugadas e que nem pássaros se agitem em tão acordados vôos. A nave, continuam eles, era um gigantesco vapôr feito de invulgares materiais. Estrelas do mar, búzios, escamas prateadas de peixes, carapaças de caranguejos, conchas de um ouro luzídio e muitas máscaras de variáveis rostos. Também se viam areias encarnadíssimas de uma fineza só igualável às mais longínquas sedas e madeiras rosa e negra e castanhamente canforizadas e também fortes como o ferro e negras como o bréu.
E haviam, estranhamente, musculados negros vestidos de uma roupagem quase nua, carregando consigo enormes lanças e elmos de pele e escudos de enormes e vivas cabeças de leopardos rosnando. Também, contam-se as mulheres elegantíssimas cujos seios eram da mais perfeita e dura redondez e que os seguiam agitadas entre seus gritoscomemorativos.

Dizem que Matosinhos terá acordado atónita com tão invulgar espectáculo. Eram as altíssimas labaredas que ondulavam de inúmeras fogueiras crepitando sobre o mar, as estrelas havidas baixas e amarelas como o sol, como as luzes vastas de uma grande cidade, cintilantes e irrequietas, e, sobre elas, crianças rindo-se com papagaios tocando o azul límpido dos céus.
Em volta do navio, contam-se incontáveis as almadias com os seus pescadores remando e golfinhos saltando,demorada, lentamente em sua volta e que também emitiam envidraçados sons cristalizados por todos os lados em flâmulas e minúsculas bandeiras coloridas, enquanto do seu casco se estendia, até junto à terra, uma enorme passadeira púrpura ladeada por árvores frutadas e perfumadas.
Sobre ela caminhava um homem negro e forte que, em meio a sonoras gargalhadas, falava e cantava, palavras e músicas indíziveis, e dos seus cabelos brancos um extenso e distante algodoal se agitava, e das mãos, enormes montanhas verdes de chá enobrecidas o guardavam e da boca, um grande rio trovejando para as duas gigantescas luas negras dos olhos aluando tudo.
Falam as mais variadas vozes que, depois deste espectáculo, do navio se fez um país haver percorrido o Mundo para embarcar o seu pintador enfeitiçado da vida, que, agora, naquela enorme nave, voltava para vivê-la na consanguinidade moçambicana das suas telas. Desse homem, nosso colorido marinheiro do mundo e de seu nome MALANGATANA, só mesmo elas, justa e merecidamente, poderão falar.

(Eduardo White, 5 de Janeiro de 2011)

IN "CANALMOZ nº367"

O EFEITO FÍSICO DOS PENSAMENTOS

LUÍS QUEIROZ



As angústias do cidadão comum


Anda o mundo todo em alvoroço: é a crise que não se vai, a China que não revaloriza a moeda, a América que não se conforma em perder a liderança do mundo, a Nato que não sabe como sair do Afeganistão

Anda o mundo todo em alvoroço: é a crise que não se vai, a China que não revaloriza a moeda, a América que não se conforma em perder a liderança do mundo, a NATO que não sabe como sair do Afeganistão, a Irlanda que caiu nas mãos do FMI (sem perceber bem como, nem porquê!), a Europa desunida e sem estratégia, é Portugal à deriva, os bancos sem dinheiro, as empresas sem crédito, os trabalhadores sem emprego, os de Wall Street ainda a especular e a receber os seus bónus, e as pessoas comuns da Main Street a começar a perder a esperança.

Os comentadores políticos e económicos, os que escrevem nos jornais e falam na rádio e na TV, e fazem a opinião dominante, vão apontando erros aqui e acolá, acusando este ou aquele de não ter tomado as medidas certas no momento certo, analisam, estudam e prevêem; mas a verdade é que não estão a acertar com a solução do problema, e não apontam os caminhos certeiros para a saída da crise. A receita mais ouvida nesses comentários é a de que temos de retomar o crescimento à custa do aumento da produtividade, do aumento das exportações, da produção de bens transaccionáveis, etc.. Mas isto é o mesmo que dizer a um doente: "O senhor para resolver o problema da sua grave doença, tem mesmo é de se curar e voltar a ter saúde!".

Ora não é mais do que isto, que é uma verdade do senhor de La Palice, aquilo que nos diz o economista comum ou o comentador político. E o próprio discurso dos governantes não anda longe destas trivialidades, e não lhes acrescenta muito. E, uns porque não sabem, outros porque não querem, e outros porque não podem, ninguém se adianta para falar a verdade.

Entretanto, o cidadão comum, habituado a ouvir falar de crises mas sem as sentir na pele, já se começou a aperceber que, desta vez, algo vai "mesmo" mal, e que, talvez, não lhe estejam a dizer toda a verdade. E já vai fazendo contas à vida. Vê o seu emprego em risco, ameaçadas as pensões e os subsídios que julgava garantidos para a vida, vê os filhos, já homens, ainda a derriçar do orçamento dos pais. Vai perdendo a confiança nos bancos, e aquilo que parecia muito seguro já não lhe parece tanto, e até já lhe ocorreu a ideia de enterrar o dinheiro numa panela de ferro a um canto do quintal. Começa a desconfiar de tudo e de todos. E já olha com outros olhos para uns bocaditos de terra que ainda tem lá nas berças, quem sabe se ainda não vão servir para alguma coisa!

E se ainda sente força, ou porque não atingiu ou atingiu há pouco tempo a barreira dos "enta", até lhe passa pela cabeça a ideia de emigrar. Mas os caminhos do mundo estão a fechar-se, e quando pensa em Angola ou no Brasil só vê insegurança, desigualdades e corrupção. E o Eldorado de outras épocas, para onde se ia à procura da fortuna, só se for noutro planeta!

Quando a crise desce à rua, é quando ela adquire pela primeira vez, verdadeiramente, o estatuto de "Crise". Estamos no início duma grande descida que vai estar marcada pelo empobrecimento colectivo, pela escassez de recursos, pela necessidade de ter de apertar o cinto. A história mostra-nos que nestes períodos de "vacas magras" existem dois caminhos para fazer a descida, e qualquer deles se assemelha a uma "via dolorosa": um que é a via da inflação (como diz Jeff Rubin) outro que é a via da deflação (como diz Nicole Foss), ou seja, ou faltam as mercadorias, no primeiro caso, ou falta o dinheiro para as comprar, no segundo. São os governantes, sobretudo os que fixam o preço do dinheiro e podem imprimir notas, que têm capacidade de fazer as escolhas, e mostrar-nos o caminho. Pois se eles não escolherem nenhuma delas, será tudo pior, e essa via sacra da descida ao Inferno será feita aos trambolhões e ao atropelo das regras mais elementares da civilidade.

Quando a receita que nos impõem é a cura de emagrecimento, pede-se rigor e qualidade à governação. Se o dinheiro escasseia e não chega para tudo há que definir prioridades e saber repartir o esforço com justiça e equidade. Porque de justiça e equidade entende o cidadão comum, e, se for esse o caso, aceitará os sacrifícios com resignação.

Presidente do Grupo Marktest, membro
da ASPO Portugal

IN "JORNAL DE NEGÓCIOS"
03/01/11

ALMORRÓIDA EUFÓRICA


«Trabalhei muito para chegar aqui, mas não chego sozinho» - José Mourinho


José Mourinho dedicou o prémio de melhor treinador de futebol masculino aos seus jogadores, colaboradores e família. Na hora de celebrar, o «especial» falou em português, por ser um «orgulhoso português».

Ao começar o discurso de aceitação do prémio, Mourinho deu os parabéns «a dois fantásticos treinadores», os seus rivais para este prémio: Vicente del Bosque, seleccionador de Espanha, e Pep Guardiola, treinador do Barcelona.

Satisfeito pela vitória, Mourinho não esqueceu quem o ajudou a conseguir o prémio: «Trabalhei muito para chegar aqui, mas não chegou sozinho. Chego com os meus jogadores, com os meus colaboradores, com a força dos que me amam e me esperam para celebrar este momento fantástico».

IN "A BOLA"
10/01/11

4 - TECNOLOGIA DO JUÍZO FINAL

MOZART GROUP - CELL PHONE

COCKPITS

NÃO BRINQUE COM EXPLOSIVOS

4 - O INVERNO NA RÚSSIA


CLIQUE PARA AMPLIAR





OBESIDADE »»»» animação

4 - O GRANDE PRESÉPIO AMERICANO


CLIQUE PARA AMPLIAR







TENHA UM BOM DIA............


...e não vale a pena espantar-se 
             com tanta miséria humana


COMPRE JORNAIS

HONREMOS A MEMÓRIA
Morreu Vítor Alves
O corpo do coronel Vítor Alves, capitão de abril falecido durante a noite, esteve ontem em câmara ardente na Capela da Academia Militar, em Lisboa. Hoje, a missa de corpo presente realiza-se pelas 15h00, seguindo o cortejo fúnebre para o Cemitério dos Olivais, onde decorrerá a cremação de Vítor Alves. O antigo capitão de Abril morreu no Hospital Militar, em Lisboa, vítima de doença prolongada, disse Maria João Seixas, amiga e ex-colaboradora. Vítor Alves nasceu em setembro de 1935 em Mafra, onde iniciou a vida escolar, e tinha a patente de coronel desde 2001. Em 1974, juntamente com Otelo Saraiva de Carvalho e Vasco Lourenço, fez parte da comissão coordenadora e executiva do Movimento das Forças Armadas (MFA), tendo redigido o programa. Foi o responsável pelo comunicado do MFA divulgado à população no 25 de abril e substituiu Otelo Saraiva de Carvalho, a partir das 16h00, no posto de comando da Pontinha, passando a coordenar o desenvolvimento da ação. Pertenceu ao Conselho de Revolução, do qual foi porta-voz, e foi ministro dos II e III Governos provisórios. Vítor Alves recebeu a Grã-Cruz da Ordem da Liberdade, entre muitas outras distinções dentro e fora de Portugal.
"O PRIMEIRO DE JANEIRO"

 NÃO CONSTA QUE FOSSE CIGANO OU PRETO!!!
Renato Seabra terá usado saca-rolhas 
para mutilar Carlos Castro
Renato Seabra terá confessado à polícia que mutilou sexualmente Carlos Castro com um saca-rolhas. Quereria livrar o cronista "dos demónios homossexuais".
A história vem contada no "New York Daily News" (NYDN), um tablóide norte-americano. Segundo este jornal, Renato Seabra terá admitido à polícia o homicídio de Carlos Castro, mas negou qualquer relacionamento íntimo com o cronista.
Aliás, a homossexualidade de Carlos Castro parece ter sido o motivo do crime. "Disse que o queria livrar [Castro] dos demónios homossexuais", revelam fontes policiais citadas pelo NYDN.
"JORNAL DE NOTÍCIAS"

E DISSE BEM
«Mourinho disse-me para ir para a Escócia se 
quisesse ser melhor treinador» - Pedro Caixinha
O treinador do UD Leiria, Pedro Caixinha, revelou que foi fazer o curso de treinador da UEFA Pro após ter-se aconselhado com José Mourinho.
«Eu não sou o primeiro treinador Português a fazer este curso. O André Villas Boas fez o curso também e reparem no trabalho que ele está a fazer no FC Porto. No entanto, é por causa de Mourinho que eu o estou a tirar. Foi ele que me aconselhou», disse Pedro Caixinha em declarações à imprensa britânica, publicadas este domingo.
José Mourinho, a par de José Peseiro, escreveram cartas de recomendação à UEFA para que Pedro Caxinha pudesse tirar este curso, somente disponível a convidados da entidade europeia.
Pedro Caixinha esteve ao longo desta semana na Escócia onde tirou um dos módulos do IV nível do curso europeu de treinadores, ministrado por Davie Weir, Alan Stubbs, David Unsworth, Alexander Graham e Alex Ferguson.
"A BOLA"

É MUITA FLEXIBILIDADE.......... NA ANCA
Venda da pílula do dia seguinte sobe 21%
As vendas da pílula do dia seguinte aumentaram 21 por cento no ano passado, um crescimento que surpreende os especialistas. Ao longo de 2010, venderam-se mais de 263 mil unidades, segundo dados da consultora IMS Health.
As estimativas da empresa mostram uma inversão na tendência de estagnação de venda da pílula do dia seguinte, que vinha a sentir-se desde 2006. Entre Dezembro de 2009 e Novembro de 2010 foram vendidas 263 mil unidades, mais 46 mil do que no período homólogo anterior.
Especialistas contactados pela agência Lusa têm dificuldade em interpretar o fenómeno. "Não encontro nenhuma explicação para este aumento", disse o presidente da Sociedade Portuguesa de Obstetrícia e Medicina Materno-Fetal, Luís Graça. Também o presidente da Sociedade Portuguesa de Ginecologia e Obstetrícia, José Martinez Oliveira, estranha o crescimento, arriscando uma hipótese: "Existe uma nova postura social que poderá estar associada ao facto de as pessoas já não usarem os métodos de contracepção regulares".
"CORREIO DA MANHÃ"

UMA EXCELENTE NOTÍCIA
Novas encomendas na indústria 
disparam 24,5%
O valor das novas encomendas recebidas na indústria aumentou, em Novembro, 24,5% em termos homólogos, "reflectindo a forte aceleração ocorrida no mercado externo".
Segundo o Instituto Nacional de Estatística (INE), a variação homóloga das novas encomendas recebidas pelas empresas industriais foi 24,5% em Novembro (13,1% no mês anterior). Este aumento “foi determinado pela forte aceleração ocorrida no mercado externo, que passou de uma variação de 19,2% em Outubro para 43,3% em Novembro”.
Todos os grandes agrupamentos industriais “apresentaram variações homólogas positivas e superiores às observadas em Outubro”, sendo que o agrupamento de Bens Intermédios “deu o contributo mais influente” para a variação do índice total, 19,4 pontos percentuais (p.p.), resultante de um aumento de 42,0% em termos homólogos (26,8% no mês anterior), explica o INE.
"JORNAL DE NEGÓCIOS"

ATÉ QUE ENFIM!!!
Farmácias podem estar abertas 24 horas, 
sem custos acrescidos para clientes
As farmácias vão poder estar abertas 24 horas por dia, sete dias por semana, sem que por isso os clientes tenham de pagar mais pelos medicamentos, segundo legislação hoje publicada em Diário da República.
De acordo com o Decreto-Lei nº 7/2011, o Ministério da Saúde procede, desta forma, à revisão do horário de funcionamento das farmácias de oficina.
A possibilidade de estes estabelecimentos funcionarem "24 horas por dia, sete dias por semana, em articulação com o regime de turnos" é, para o Ministério da Saúde, "uma medida que beneficia os cidadãos, que passam a poder dispor de mais farmácias a funcionar em regime de permanência, o que está em linha com o que já hoje acontece em vários países da União Europeia".
A medida "garante que os medicamentos continuam a ser comercializados com segurança e qualidade", lê-se no Decreto-Lei.
"As farmácias abertas permanentemente não vão poder cobrar qualquer acréscimo na venda dos medicamentos", segundo a legislação.
"i"


NÃO SÃO PRIMAS DONAS, OU SERÃO???
Fisco quer cobrar 35 milhões de euros 
das dívidas dos clubes de futebol
Todas as dívidas fiscais dos clubes de futebol que o "totonegócio" não cobriu deveriam ter sido pagas em 2010. Não foram. O Governo promete não desistir
O Estado mantém o direito de cobrar 35 milhões de euros de dívidas fiscais dos clubes de futebol relacionadas com o acordo conhecido por ""totonegócio"". A "questão está a ser tratada pela administração fiscal", diz uma fonte oficial do Ministério das Finanças. O entendimento é o de que não houve qualquer decisão judicial ou administrativa que tenha feito prescrever essas dívidas.
Esta declaração surge em resposta ao pedido do PÚBLICO de confirmação do artigo do jornal Expresso, de 30 de Dezembro passado. Nele referia-se que "o Estado vai perder 35 milhões de euros", em consequência de ter findado em 2010 o "totonegócio"".
O acordo foi assinado a 25 de Fevereiro de 1999, entre o Governo e os dirigentes da Liga de Clubes e a Federação Portuguesa de Futebol (FPF) como gestores dos clubes. E previu que os clubes cederiam as suas receitas do Totobola de 1999 a 2010 para pagar dívidas fiscais de 56,8 milhões de euros, geradas no tempo dos governos Cavaco Silva. Um acordo polémico, paradigmático da promiscuidade entre a política e o futebol.
No entanto, o ""totonegócio"" não previu a extinção das dívidas em 2010. Previu, sim, dois momentos de acertos de contas, caso as receitas do Totobola não fossem suficientes para pagar as dívidas fiscais. Um, a meio do período, em meados de 2004, e outro no final, em 2010. Mas nenhum dos dois ocorreu.
"PÚBLICO"

FUTEBOLZINHO
Prazo para entrega de listas às eleições 
da FPF termina hoje
Horácio Antunes deve ser o único candidato
O prazo para apresentação de listas para as eleições da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), marcadas para 5 de fevereiro, termina esta segunda-feira, devendo o escrutínio contar com apenas uma candidatura, liderada por Horácio Antunes.
Tudo aponta para que durante o dia apenas dê entrada nos serviços da FPF a lista encabeçada pelo presidente da Associação de Futebol de Coimbra, que se apresenta pelas 17 horas, no auditório da sede do organismo.
O facto de os estatutos da FPF ainda não terem sido alterados e adequados ao novo Regime Jurídico das Federações Desportivas afastou da corrida eleitoral alguns potenciais candidatos.
Entre estes contam-se o atual presidente, Gilberto Madaíl, e o presidente da Câmara Municipal de Sintra, Fernando Seara, cujo apoio o Benfica tornou público.
A apresentação da lista de Horácio Antunes, apoiada e corporizada por algumas associações distritais, não significa, porém, que as eleições se realizem a 5 de fevereiro.
Isto porque a Liga de Clubes e mais alguns sócios da FPF convocaram uma Assembleia Geal (AG) para o próximo dia 29, de forma a aprovar novos estatutos, adequando-os ao Regime Jurídico, o que requer uma maioria qualificada de 75 por cento. Na sexta-feira, este movimento estava a 16 votos dos 375 necessários.
"RECORD"

A FUGIR ÀS PENALIZAÇÕES
Reformados na Função Pública aumentam 31%
Mais 4.323 funcionários públicos estarão reformados no final de Fevereiro.
Em Janeiro e Fevereiro deste ano estarão reformados mais 4.323 funcionários públicos, o que significa um aumento de 31,4% de novos pensionistas da Caixa Geral de Aposentações (CGA) face ao mesmo período do ano passado, revelam as listas mensais de aposentados do Estado publicadas em Diário da República.
Segundo a contagem feita pelo Diário Económico tendo por base as listas, no primeiro mês do ano reformaram-se 2.312 funcionários públicos e, no mês seguinte, mais 1.708 trabalhadores estarão aposentados. No ano passado, o número de novos pensionistas foi mais baixo, de 1.790 em Janeiro e de 1.501, em Fevereiro. Isto significa que nos primeiros dois meses de 2011 aposentaram-se mais 1.032 funcionários públicos (mais 31,4%) do que no mesmo período do ano passado.
"DIÁRIO ECONÓMICO"

POUCA VERGONHA

"DIÁRIO DE NOTÍCIAS"

QUEM AVISA SEU AMIGO É!!!!!

 ATENÇÃO, ISTO PODE SER MUITO SÉRIO E GRAVE!!!!!

 Estão sendo enviados e-mails contendo a seguinte mensagem: 
Olá , meu nome é ___________________________________. 
Consegui o teu e-mail por um amigo e creio que tu estudaste comigo no colégio. Gostaria de marcar uma festa para reunir os amigos, alguns já morreram, outros perdi o contacto. Mando uma foto, gostaria que tu olhasses e, se me reconheceres (estou um pouco mudado como todos
  nós....) me envies um e-mail para podermos marcar a festa. 

Logo abaixo ele envia um link com a foto... O interessante é que não é especificado o colégio, e o endereço do e-mail remetente é emprestado (o verdadeiro usuário do e-mail desconhece esta mensagem). 

Não clique no link! Pois ao clicar, automaticamente inicia-se um processo de download de um programa espião que copia todos os dados bancários enviados on-line para sites de bancos, além da senha digitada. 
Este novo programa reconhece, inclusive, clique em teclados virtuais. 

Cuidado!Apague imediatamente a mensagem e não clique no link!
 
SE ACHAREM BEM PASSEM PARA TODOS DAS VOSSAS LISTAS

NR: Temos alguma relutância em transmitir estes alertas pois alguns são completamente falsos. No entanto o autor do envio é visitador da nossa inteira confiança e pouco dado a  aldrabiçes.

3 - NÓS E OS ANIMAIS

JORNAIS DE HOJE


CLIQUE PARA AMPLIAR










BOM DIA