quarta-feira, 5 de janeiro de 2011

3 - UMA GRAÇA PARA O FIM DO DIA


QUERIDO, É SÓ ISSO?????????

QUANDO O LOUVRE ESTÁ FECHADO


Cansada de estar sempre a fazer aquela cara de parva, Monalisa desforra-se quando fica sozinha...








NÃO HÁ IMPOSSÍVEIS

PORTUGAL VISTO POR ESTRANGEIROS


Portugal from yooniverse on Vimeo.

Mr. H. and I went to Portugal in Nov/Dec 2010. We had a great time in Lisbon, spent time with wonderful people and enjoyed sunny days at the beautiful coast.

MALANGATANA 1936-2011

O pintor moçambicano Malangatana morreu esta madrugada, aos 74 anos, no Hospital Pedro Hispano, em Matosinhos, vítima de doença prolongada, segundo a direcção do hospital.
Malangatana Valente Ngwenya nasceu a 6 de Junho de 1936 em Matalana, uma povoação do distrito de Marracuene, às portas de Maputo. Nos últimos 50 anos foi também muito mais do que pintor. Fez cerâmica, tapeçaria, gravura e escultura. Fez experiências com areia, conchas, pedras e raízes. Foi poeta, actor, dançarino, músico, dinamizador cultural, organizador de festivais, filantropo e até deputado, da FRELIMO, partido no poder em Moçambique desde a independência.

6 - AULA DE ETIQUETA »»» usar os talheres

JOANA AMORIM





 À MEIA-NOITE ENTROU A CRISE

No dia em que este texto é publicado, já eu comi 12 passas por cada mês de crise que nos espera. Dar as boas-vindas a 2011 é brindar a salários reais mais baixos, a mais impostos e a bens e serviços essenciais mais caros. A verdade é mesmo esta: o embate começa hoje.

E para evitar males maiores, todos os portugueses (ou quase todos) deviam hoje mesmo pegar numa folha quadriculada e fazer um plano mensal de rendimentos e despesas. E perceber onde andam a gastar erradamente o dinheiro, onde podem poupar um euro que seja, onde podem negociar uma nova taxa ou um novo prazo.
Hoje, mais do que nunca, temos de fazer contas à vida. E 2010 foi um ano perdido em termos de poupança. Dirão: poupar o quê? O problema é que, como revelam os dados da SIBS, na semana do Natal gastámos quase 1300 euros por segundo - 260 contos! Entre levantamentos e compras, "torraram-se" mais 100 milhões de euros. E falta saber o que foi para cartões de crédito.
É que só nos resta mesmo poupar. Ou gastar menos, como se preferir. Porque não é o Estado Social que nos vai salvar. Esse Estado está a ser delapidado a cada dia que passa por um Governo que se diz socialista. E também não nos resta ficar à espera do Governo que, obviamente, está mais preocupado em salvar-se a si próprio.
Mas se Sócrates se encontra no fio da navalha, exige-se-lhe, no mínimo, que ponha o seu Executivo a dar o exemplo. A conter-se nos gastos, nas contratações de pessoal, nos recursos a 'outsourcings'. A legislar de forma igual para todos, acabando com a pouca-vergonha das excepções (e 2010 foi um ano rico...). A pôr os "boys" a trabalhar ou, então, no olho da rua.
E também não fiquemos à espera da Oposição, mais interessada em chegar ao Poder. Estamos, literalmente, por nossa conta. Citando Sun Tzu, "aquele que se empenha a resolver as dificuldades resolve-as antes que elas surjam. Aquele que se ultrapassa a vencer os inimigos triunfa antes que as suas ameaças se concretizem".
P. S. A minoria (será que é?) que não precisa daqueles cálculos podia, neste ano de desafios, adoptar no seu vocabulário a palavra filantropia.

IN "JORNAL DE NOTÍCIAS"
01/01/11

MALANGATANA

MALANGATANA (um pintor de Moçambique)

TRAVESSIA DO MAR VERMELHO

video

GEORGES BRASSENS

MERGULHANDO EM GRUTAS

CAPOEIRA - MESTRES MAR DE ITAPUÃ

A AVENTURA DE STELLA


Stella's Shasta Adventure from Jesse Rosten on Vimeo.

TENHA UM BOM DIA............


... que os políticos 
       continuam a assaltar


COMPRE JORNAIS

 TAMBÉM SURDO E MUDO
INE. Portugal fica "cego" 
para analisar evolução do desemprego
Instituto de Estatística admite não ser possível calcular, para já, o impacto que a alteração terá nos indicadores de emprego
Quando forem divulgados os números do desemprego do primeiro trimestre de 2011 não será possível saber se o número de desempregados aumentou ou diminuiu. A alteração na recolha de dados anunciada pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) no site irá interromper a série iniciada em 1998. "As estimativas desse trimestre não poderão ser directamente comparadas com as dos trimestres anteriores", admitiu ao i fonte oficial do INE, que ainda apontou que a alteração agora promovida foi recomendada pelo Eurostat.
A alteração de metodologia fará com que os inquéritos sobre o emprego, até agora feitos exclusivamente de forma presencial, passem a ser conduzidos por telefone. A mudança terá um impacto nos resultados dos inquéritos - daí a quebra de série - embora o INE admita que não consegue prever o impacto que a alteração terá em indicadores como a taxa de desemprego.
"Não vejo que haja grande problema: já aconteceram quebras de série em 1992 e 1998", explica ao i Pedro Adão e Silva, especialista em mercado de trabalho. "Continuará a ser possível cruzar dados do INE com os dos centros de emprego, como já faz o Eurostat."
"i"

FIDELIDADE ÀS BOAS "ACÇÕES"
Ex-dirigentes do BPN integram 
comissão de honra de Cavaco
Os três antigos accionistas e um parceiro de negócios da SLN, que detinha o banco, foram ouvidos na comissão parlamentar de inquérito
Abdool Vakil, Joaquim Coimbra, Alberto Figueiredo, accionistas e ex-dirigentes do SLN, grupo liderado por Oliveira Costa, e ainda Fernando Fantasia (parceiro de negócios), integram a comissão de honra da recandidatura presidencial de Cavaco Silva. Nenhum é arguido no processo-crime em curso, mas todos foram ouvidos pela comissão parlamentar de inquérito à falência do BPN. A comissão do Presidente inclui quase 800 pessoas.
A nacionalização do banco justificou a criação de uma comissão de inquérito à supervisão e nacionalização do BPN, o que não foi alheio ao facto de a sua falência ter tido repercussões na esfera política. A instituição possuía nos seus órgãos sociais ou na estrutura accionista dirigentes políticos do PSD no activo, sendo os mais emblemáticos Dias Loureiro, nomeado por Cavaco para o Conselho de Estado, e os ex-ministros Arlindo Carvalho, Daniel Sanches e Rui Machete. E clientes como Duarte Lima. Também Cavaco Silva, a filha e o genro eram clientes do BPN e accionistas, posição que largariam antes de Cavaco avançar para Belém.
"PÚBLICO"

QUE MELHOR EXEMPLO???
Insaciável busca do golo
Ronaldo leva média assustadora no real
Ninguém pára Cristiano Ronaldo. O cântico que os adeptos do Benfica criaram em 2004/05 no apoio à equipa que se sagrou campeã nacional podia muito bem ser agora utilizado pelos adeptos do Real Madrid, tal a eficácia demonstrada pelo internacional português de 25 anos com a camisola branca.
São 61 golos em 61 jogos, uma média que só está ao alcance de jogadores predestinados como aqueles que figuraram no topo do Mundo nas épocas em que demonstraram toda a capacidade goleadora que possuíam. E se a média de um golo por jogo já é extraordinária, o incrível é que, ao ritmo que leva, Ronaldo pode muito bem melhorar estes números nos próximos jogos do Real Madrid.
"RECORD"

AS PPP'S SÃO O ANTRO DOS "TACHOS"
Concessões e PPP em risco
Novas PPP de transportes e de saúde 
estão sob forte pressão

Das concessões rodoviárias ao novo aeroporto, passando pelo TGV, hospitais ou extensões de metropolitanos, muitas são as dúvidas sobre os cortes a fazer.
Concessões rodoviárias
Estão atrasadas em relação ao previsto. Concessões como a Douro Interior, Auto-estrada Transmontana ou Túnel do Marão encontram-se num estado mais adiantado de construção. A meio termo encontram-se concessões como o Alto Alentejo (Edifer) ou Baixo Tejo (Brisa). Mais atrasadas estão concessões como a Algarve Litoral (Edifer), Pinhal Interior (Mota) ou Litoral Oeste (Brisa). Qualquer suspensão destas obras implica prejuízos para o Estado, porque as PPP estão contratualizadas e o Estado obrigou-se a honrar certos compromissos, sob pena de ter de pagar indemnizações. Os cortes já atingiram concessões como a Auto-estradas do Centro (concurso suspenso) ou a Alto Alentejo, Vouga, Serra da Estrela, Tejo Internacional e Ribatejo, que nem chegaram a arrancar.
"DIÁRIO ECONÓMICO"

O MINISTRO DISSE "YES MASTER"
Eurodeputados pressionam 
para anular acordo com EUA
Subscrevem carta em que criticam ministro da Administração Interna.
Três eurodeputados portugueses na Comissão das Liberdades e Direitos Civis no Parlamento Europeu subscrevem uma carta que, segundo o DN apurou, será hoje enviada à Assembleia da República. Em causa, o acordo bilateral celebrado entre o Governo português, através de Rui Pereira, ministro da Administração Interna, e a Administração dos Estados Unidos, representada pela secretária de Segurança Interna, Janet Napolitano.
O acordo que o DN divulgou no domingo, e que suscita a curiosidade de Rui Tavares, do Bloco de Esquerda, Ana Gomes, do PS, Carlos Coelho, do PSD, foi assinado em 2009, mas ainda não é do conhecimento dos eurodeputados (nem da Assembleia da República, a quem será apresentado para possível ratificação). Só Nuno Melo do CDS-PP não subscreveu o documento, segundo disse ao DN por ainda não ter conhecimento do referido acordo.
Só em Novembro de 2009 foi pedido à Comissão Nacional de Protecção de Dados um parecer acerca da partilha de dados "biométricos e biográficos" entre os dois países, conforme consta na página da Administração norte- -americana relativa à Segurança Interna.
A eurodeputada socialista Ana Gomes é uma das subscritoras do texto que vai ser enviado às comissões de Assuntos Europeus, Assuntos Constitucionais, Direitos, Liberdades e Garantias e também com conhecimento à Assembleia da República.
"Espero que a Assembleia da República pondere que estes acordos devem ser feitos ao nível da União Europeia pelas implicações que isto têm para os direitos dos cidadãos", diz Ana Gomes ao DN.
"DIÁRIO DE NOTÍCIAS"

CORRIGIR OS PERDULÁRIOS
Contas Públicas
Grupos de trabalho estão definidos
PSD e Governo chegaram a um entendimento e concluíram a composição dos grupos de trabalho que vão analisar as contas públicas e as parcerias público-privadas (PPP). A administradora do Banco de Portugal Teodora Cardoso e o professor de economia João Loureiro analisarão as contas públicas, num grupo presidido por António Barbosa. Por sua vez, o grupo de trabalho sobre as PPP terá quatro elementos além do presidente, Guilherme d Oliveira Martins: Augusto Lopes Cardoso, Avelino de Jesus, Fernando Pacheco e Sérgio Monteiro.
"O PRIMEIRO DE JANEIRO"

A OBRA É DOS PROFISSIONAIS NÃO DOS POLÍTICOS
Maioria dá nota muito positiva a hospitais
A maioria dos utentes dá nota muito positiva aos hospitais do SNS. O tempo de espera na Urgência e a forma como os serviços resolvem as reclamações são o que mais desagrada. Os médicos e enfermeiros são os "preferidos", revela um estudo de satisfação.
Os índices de satisfação dos utentes dos hospitais públicos são elevados: 51,6 % dos inquiridos estão muito satisfeitos com as Consultas Externas, no Internamento a percentagem de "muito satisfeitos" é de 61,6 % e na Cirurgia de Ambulatório sobe para 68 %. A excepção é o serviço de Urgência, onde apenas 35 % dos inquiridos deram pontuação máxima. Ainda assim, a percentagem de "satisfeitos" permite equilibrar a balança.
"JORNAL DE NOTÍCIAS"
 
VÃO-SE OS ANÉIS DOS DEDOS AMPUTADOS
Yannick é o trunfo para o mercado
Venda do avançado é a fonte de receita para leão poder garantir reforço em Janeiro. Já há representantes a trabalhar no caso.
Yannick Djaló pode ser a solução para a falta de liquidez financeira do Sporting. A venda do avançado irá permitir o encaixe necessário para que os leões possam reforçar-se já este mês.
O interesse em Georgios Samaras [ver caixa] espoletou uma situação que pode permitir ao Sporting arranjar argumentos para procurar o avançado que Paulo Sérgio pediu já no início da época.
"A BOLA"

O POVO PAGA E NÃO BUFA
Medicamentos perdem comparticipação
Medicamentos como o paracetemol, antiácidos e antivirais, que são vendidos sem receita médica, deixarão de ser comparticipados pelo Estado até Março.
A decisão faz parte de um pacote de medidas para reduzir a despesa no Serviço Nacional de Saúde (SNS) e abrange 24 apresentações (comprimidos, supositórios e pomadas, por exemplo) de medicamentos não sujeitos a receita médica.
"São 24 as apresentações de Medicamentos Não Sujeitos a Receita Médica [MNSRM] que são comparticipados pelo Serviço Nacional de Saúde (num universo de 1900 MNSRM - apresentações)" que vão perder a comparticipação no primeiro trimestre deste ano, adianta a Autoridade Nacional do Medicamento e Produtos de Saúde (Infarmed).
Entre estes medicamentos incluem-se alguns de paracetemol (utilizado para tratamento de síndromes gripais, constipações e febres), antiácidos (para combater a acidez no estômago) e antivirais (para tratamento de vírus como o da gripe).
"CORREIO DA MANHÃ"

VIVAM AS GIRLS E OS BOYS
Promoções subiram 15% 
após anúncio do seu congelamento
Houve mais 287 progressões no Estado desde que o Governo apresentou OE do que em igual período de 2009.

Quando apresentou o chamado PEC 3, em finais de Setembro do ano passado, o Governo anunciou o congelamento das promoções que impliquem a subida de salários na Função Pública a partir de 1 de Janeiro de 2011.
Desde então, e até ao final do ano, foram publicadas em Diário da República 2.125 promoções ou alterações de posicionamento remuneratório, o que representa um crescimento de 15,6% face ao período homólogo do ano passado. Esta aparente "corrida" às promoções poderá, na prática, compensar os cortes salariais na Função Pública, que variam entre 3,5% e 10% para vencimentos superiores a 1.500 euros, conforme admite Ana Avoila, da Frente Comum. 
"JORNAL DE NEGÓCIOS"

LIÇÃO DE VIDA

video

2 - EXPOSIÇÃO UNIVERSAL »» PARIS 1900








3 - PALHAÇOS

3 - SABIA QUE ??


CLIQUE PARA AMPLIAR

JORNAIS DE HOJE


COMPRE JORNAIS










BOM DIA