segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

29 - UMA GRAÇA PARA O FIM DO DIA


O carteiro que roubava os cheques das reformas aos velhos pensionistas, morre e vai para o inferno. Lá encontra o Diabo que lhe diz:
- Como castigo pelos teus pecados em vida, vais ficar uma eternidade dentro de um imenso tanque cheio de merda e atolado até ao queixo.
Ele olha para o lado e vê o Ministro Teixeira dos Santos, dentro do mesmo tanque com a merda só pela cintura.
O carteiro irritado, chama o demónio e reclama:
- Desculpa lá!! Assim não dá!! Tem dó, eu não roubei tanto assim! Só roubei o dinheiro dos reformados de Vila Nova de Gaia, mas nunca ninguém conseguiu provar nada contra mim e estou aqui quase afogado em merda, enquanto o Ministro Teixeira dos Santos que roubou o ordenado e a reforma a tantos funcionários públicos e pensionistas, está atolado em merda só até à cintura?
O diabo, muito zangado, olha para o Ministro Teixeira dos Santos e grita:
- Teixeira dos Santos! Sai já de cima da cabeça do Sócrates!!!!!

adultos »»» O PRIMEIRO ENCONTRO


1st Date / Nils Knoblich

CARJAKING NA TERCEIRA IDADE




video



.

ATRÁS DAS CAMARAS

video

ALMORRÓIDA GERMANÓFILA



Villas Boas acusa Berlim de "deportar crianças" 
e Portugal de as "importar"

O responsável pelo Refúgio Aboim Ascensão, Luís Villas Boas, acusa o Estado alemão de “deportar” crianças problemáticas e Portugal de as importar e apela aos tribunais para porem termo à situação de negligência de direitos das crianças.

Segundo o canal de televisão ZDF, a Alemanha enviou nos últimos anos crianças e jovens problemáticos para serem reeducadas em Portugal por associações privadas, tendo surgido casos de criminalidade e de suicídio entre eles.

Em entrevista telefónica à agência Lusa, Luís Villas Boas acusou o Estado alemão de estar a “deportar crianças delinquentes para Portugal” no âmbito deste caso.

O director do Refúgio Aboim Ascensão, Instituição Particular Cristã de Solidariedade Social que desenvolve desde 1985 um trabalho de “Emergência Infantil”, está preocupado com a “máfia” que paira à volta do caso das crianças alemãs e apela ao Estado português para agir e erradicar a situação.

“Isto para mim é um caso de polícia. Portugal não devia aceitar estas crianças, pois nem sequer temos uma aptidão especial para as receber”, observou Villas Boas, classificando de “mafiosa” a forma como os indivíduos operam à revelia do Estado português sem respeitar os direitos das crianças.

Segundo Villas Boas, Portugal tem de agir rapidamente e os tribunais têm de pressionar a Segurança Social e "reencaminhar os meninos para o país de origem”, pois esta situação é “fazer de Portugal um circo onde os domadores são os alemães que estão a abusar da tolerância dos portugueses”.

“Entendo que há uma situação que devia ser de todo erradicada e se houvesse alguma vez uma instituição com uma finalidade parecida devia ser mediada, observada e fiscalizada pelo Estado português, porque no fundo isto trata-se de uma importação de delinquência”.

Villas Boas recorda que há mais de uma década que ouve falar de casas que recebem crianças no Algarve, nomeadamente junto a Moncarapacho (Olhão) e Messines (Silves), mas defende que essas casas, a existirem, têm de ser fiscalizadas de uma forma “transparente e oficializada”.

O caso das crianças alemãs enviadas para Portugal para serem reeducadas está a ser acompanhado pelo Tribunal de Menores de Faro, segundo informações da Procuradoria-Geral da República.

IN "PÚBLICO"
31/01/11

A ORIGEM DA VIDA, FÁCIL DE ENTENDER????

ANDRÉ MACEDO


ANDRÉ MACEDO 

Números que enganam

É verdade, estamos a ficar mais pobres a cada semana que passa, mas todos os dias juntamos novíssimas palavras financeiras ao nosso humilde vocabulário. O próprio José Sócrates já sabe consultar os níveis da dívida pública no telemóvel, quando antes era provável que apenas soubesse ver os resultados do futebol ou o tempo previsto para amanhã. Estamos mais ou menos como aquele sem-abrigo de Nova Iorque que só dormia embrulhado nas folhas nobres do Wall Street Journal: apesar de pobre e desgraçado, ele sentia-se mais digno e informado quando se aquecia com as páginas do diário financeiro.
Pois é, os mil milhões de euros tornaram-se hoje valores que dominamos com uma mão e contamos com os dedos que antes só faziam cálculos de supermercado. Ora bem, mil milhões para ali, 150 mil milhões para acolá... parece tudo fácil e próximo. Sentimos que, de repente, passámos a ter um novo poder sobre quem nos governa: os zeros deixaram de significar nada para explicar tudo - e isso é poder. Infelizmente, esse poder é falso. Entender a dimensão dos números não é o mesmo que dominar os conceitos. Embora equipados para manter uma rápida conversa com o ministro das Finanças (dr. Teixeira dos Santos viu o dividend yield da PT?), a realidade continua presa fácil para demagogia.
Faz hoje uma semana, a 48 horas das eleições, Cavaco Silva disse à nação que se não fosse reeleito os mercados não nos iriam perdoar a ousadia: os juros iriam subir. Ora bem, o que aconteceu desde segunda-feira, cumprida a ambição de Cavaco? Pois é, os malditos juros voltaram a subir acima dos 7%, um valor mortal para qualquer economia com o nosso crescimento. É verdade que os economistas - como Cavaco - anteciparam nove das cinco recessões que tivemos (não é erro: nove em cinco!), mas de qualquer maneira não seria de esperar um número destes vindo de uma pessoa que até já nasceu duas vezes. 

IN "DIÁRIO DE NOTÍCIAS"
28/01/11

APROVEITE ESTA IDEIA



Os seus sapatos ainda têm muito para andar!

Vamos participar? E ainda ganhamos espaço lá em casa... 
Sapatos, botas, ténis, chinelos, sandálias... Todos eles fazem parte das nossas vidas, até que um dia nos deixam de servir, gastam-se ou deixamos de usá-los.
Neste sentido, e para evitar que deixe de "dar corda" aos seus sapatos, a empresa de reparação de calçado Botaminuto lançou a campanha solidária "Sapatos com Histórias", que convida as pessoas a desfazerem-se dos sapatos que já não usam e deixá-los em qualquer loja desta cadeia. Depois de arranjado, todo o calçado é encaminhado para instituições de solidariedade social e ajuda a aquecer os pés frios de Norte a Sul do país.
Até 15 de Fevereiro, participe nesta iniciativa e entregue os seus sapatos usados, de adulto ou criança, no ponto de recolha mais perto de si. Poderá ainda partilhar a história do seu par de sapatos nas redes sociais!
É tempo de ajudar...dê os seus sapatos a quem não os tem!


CLIQUE EM "SAPATOS COM HISTÓRIAS" PARA VER PONTO DE ENTREGA

Sabia que este é o 4ºano consecutivo que a Botaminuto promove esta campanha e que, em 2010, conseguiu angariar 9000 pares de sapatos?

PEDIDO URGENTE, PODE SALVAR UMA VIDA


Eu sou a Sara Catarina Antunes e tenho 26 anos.

Até há pouco tempo a minha vida decorria normalmente e feliz até que me foi detectada leucemia mieloblástica.
Poderei ficar totalmente curada se receber uma transplantação de medula óssea.

Como tal procuro um dador compatível.

O possível dador não correrá quaisquer riscos, só terá que

- preencher um questionário
- tirar sangue
- Ter entre os 18 e os 45 anos
- Ser saudável
- Ter peso minimo de 50 kg
- Nunca ter recebido uma transfusão de sangue

Ficar-lhe-ei eternamente grata se me puder ajudar!
Caso não seja possivel, agradeço na mesma a sua atenção e desejo-lhe toda a felicidade que eu gostaria de ter.

Um Beijinho
Sara

Por favor, não ignorem a minha mensagem.
Ler e reencaminhar não custa nada e pode ajudar-me. Obrigada

Todos os esclarecimentos podem ser obtidos através dos meus contactos :

919619224 ( Susana Antunes )

suantunes@hotmail.com ou jorge.cardoso@first-place.pt

NR: A pessoa que nos enviou este pedido é de total confiança, por isso o publicamos

2 - PORQUE O ANTIGO EGIPTO SE DESMORONOU

MIA COUTO

O Primeiro branco

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF
 

O que se vê hoje em Portugal é o resultado de uma mistura não selectiva e uniforme de 10 por cento de pretos e 90 por cento de brancos num todo o homogéneo. Trata-se de, facto, de uma nova raça – uma raça que estagnou na apatia e nada produziu de novo em 400 anos de História.
Os portugueses são o povo mais atrasado da Europa porque há séculos que se misturam com os negros.  Quem o afirma é o jornal National Vanguard Tabloid, publicação oficial de uma organização inglesa que defende a “pureza da raça branca”. É curioso que o editorial da publicação tenha escolhido Portugal como o exemplo dos malefícios da contribuição do “sangue negro” para as sociedades europeias e americanas. Racismo assim, às claras, é já muito pouco frequente. O caso é tão raro que vale a pena visitá-lo.
O jornal assenta a sua argumentação em “factos históricos”. Portugal recebeu os primeiros escravos negros em meados do século XV. Dezenas de anos depois, os negros já eram 10 por cento do total da população lisboeta. Essa percentagem viria a crescer para 13 por cento no século seguinte. A pergunta imediata é a seguinte: estes africanos que destino tiveram? Regressaram a África. A resposta é não. Eles foram absorvidos, misturaram-se do ponto de vista genético, social e cultural. Eles ajudaram a construir a Portugalidade. Introduziram valores e dados de cultura. A palavra minhoca é apenas uma de dezenas de outras marcas no domínio linguístico. 
O autor de tal prosa racista do tal tablóide inglês não tem dúvida em identificar nesta mistura de raças e de culturas a razão daquilo que ele chama de  “declínio da sociedade portuguesa. Passo a citar: Os portugueses eram, até então, uma raça altamente civilizada, imaginativa, inteligente e corajosa. Mas devido ao rápido crescimento da população negra e o correspondente declínio dos brancos (cujos machos estavam em viagem longe da Europa) todo esse património de pureza foi adulterado.
Falo deste caso como forma de reconhecer que os preconceitos rácicos são múltiplos e de múltiplas facetas. O mundo não obedece a uma fronteira simples que divide os racistas dos não racistas e que separa vítimas e culpados. Vale a pena, pois, continuar a citar as razões invocadas pelo “National Vanguard”, para a chamada degradação da cultura e enfraquecimento da raça :
O que se vê hoje em Portugal é o resultado de uma mistura não selectiva e uniforme de 10 por cento de pretos e 90 por cento de brancos num todo o homogéneo. Trata-se de, facto, de uma nova raça – uma raça que estagnou na apatia e nada produziu de novo em 400 anos de História.
A culpa desta estagnação, segundo estes neonazis, reside na liberdade com os portugueses se “cruzaram” com os africanos. Isso resultou numa mudança profunda do carácter e da psicologia da nação lusitana. O “National Vanguard” não tem nenhuma dúvida ao afirmar: “os portugueses do século XVII e os dos séculos seguintes são duas raças diferentes”.
Os articulistas advogam obviamente a favor da separação racial. Sociedades como a americana contiveram e contém uma percentagem considerável de negros. Mas essas “souberam” manter uma céptica fronteira entre os grupos raciais. Não houve cruzamento nem mestiçagens. Assim diz o jornal.
Foi essa separação que, segundo a racista publicação, ajudou a manter a capacidade de progresso em países como os Estados Unidos da América. E conclui: não existe evidência nenhuma que a integração dos negros e dos judeus tenham trazido alguma vantagem em qualquer parte do mundo.
Embora estas publicações sejam casos isolados e representem uma faixa desprezível da opinião pública, a verdade é que não é por acaso que o jornal escolheu Portugal como um caso paradigmático. Todos nos lembrarmos do que escreveu Kaulza de Arriaga, quando explicava as maiores capacidades dos europeus do Norte em relação aos do Sul. Os trópicos como evidência de degradação e desumanização é um estereótipo antigo. Essa atitude de arrogância não é sequer nova. Uma parte da Europa há muito que lança sobre Portugal um olhar distante e de superioridade racial. Portugal é, afinal, o país de Eusébio, de Ricardo Chibanga, de Sara Tavares. 
Um episódio antigo ligado ao explorador britânico Livingstone ilustra bem como essa Europa olhava e olha para Portugal. Livinsgtone vangloriava-se ter sido o primeiro branco a atravessar a África Austral. Um dia alguém lhe chamou publicamente a atenção que isso não era verdade. Antes dele já o português Silva Porto tinha realizado tal travessia. Imperturbável, o inglês ripostou:
- Eu nunca disse que fui o primeiro homem a fazê-lo. Disse apenas que fui o primeiro branco.

IN "O PAÍS online"
29/01/11

enviado por E. FRANÇA

ELVIS PRESLEY

BACARDI SUBMARINE

CUIDADOS MATERNOS

video

EXPOSIÇÃO

CARRO CONGELADO EM NOVA YORK


Incredible: Car encased in ice in New York
Enviado por Zoomin_UK. - Vídeos de notícias do mundo inteiro.

2 - DIVERTIDOS NA GUERRA





2 - AS PAREDES DO PREC







TENHA UM BOM DIA............

...aguente-se às broncas,                
                   cada vez há mais


COMPRE JORNAIS

FECHARAM PARA UMA BIRRA
Escolas com contrato 
de associação reabrem hoje
As escolas com contrato de associação que fecharam portas, na semana passada, contra os cortes orçamentais reabrem hoje, segunda-feira. O Movimento SOS, formado pelas associações de pais, decidiu mudar de estratégia e virar-se para a Oposição parlamentar.
Descrédito quanto a um recuo do Governo em relação aos cortes orçamentais decididos para o ensino particular e cooperativo, o Movimento SOS Educação resolveu apostar numa solução "por via parlamentar" e suspender, para já, as acções de protesto. Este fim-de-semana, explicou ao JN Luís Marinho, porta-voz do Movimento, foram enviados pedidos de audiência a todos os grupos parlamentares.
Depois de na semana passada, os pais terem fechado 55 escolas (algumas mais do que um dia), as associações vão voltar a reunir-se, em plenários, para decidirem novas forma de luta. Para dia 8 já está convocada uma manifestação nacional.
Luís Marinho faz um balanço "muito positivo" dos três dias de encerramentos das escolas, entre 26 e 28 - o Movimento atingiu o objectivo de conseguir que as suas reivindicações "marcassem a agenda política nacional" (inclusivamente no debate quinzenal com o primeiro-ministro).
"JORNAL DE NOTÍCIAS"

HÁ CRIANÇAS PARA ABRAÇAR
«Procuram-se Abraços»
Dados do Instituto de Segurança Social mostram que são cada vez menos as crianças cuja resposta passou pelo acolhimento familiar.
Só uma em cada dez crianças retiradas temporariamente aos pais é acolhida por uma família, sendo as restantes colocadas em instituições. Há cada vez menos portugueses dispostos a aceitar estes meninos e o Instituto de Segurança Social está à procura de novos lares.
Em Portugal, apenas 639 famílias tiveram provisoriamente à sua guarda uma criança até se resolverem os problemas familiares do menor, segundo dados do Instituto de Solidariedade Social (ISS) relativos a 2009. Nesse ano, o acolhimento familiar foi a opção escolhida para 948 menores. 'As restantes 9571 crianças foram parar a instituições', lamentou Manuel Araújo, presidente da Mundos de Vida, a única associação particular no país com uma bolsa de famílias de acolhimento. Em cinco anos, a Mundos de Vida conseguiu 'encontrar', 53 famílias e agora lançou a campanha «Procuram-se Abraços 2011», com o objetivo de 'encontrar mais 20 famílias'
"O PRIMEIRO DE JANEIRO"

DEPOIS DE NOVEMBRO VÃO-NOS MAIS AO BOLSO
Despesa com medicamentos 
cresceu 8% até Novembro
As medidas de contenção da despesa com medicamentos só começaram a ter efeito em Outubro e Novembro.
O pacote de medidas aplicado pelo Governo ao sector dos medicamentos, em 2010, que incluiu alterações às comparticipações e descidas de preços, começou finalmente a ter resultados visíveis na redução da despesa do Estado.
Com a despesa com remédios vendidos nas farmácias sempre a crescer nos primeiros nove meses de 2010 - atingindo um valor recorde em Setembro (175 milhões de euros gastos em comparticipações) - Outubro e Novembro registaram finalmente uma quebra da despesa: menos 5% e 18% respectivamente face aos mesmos meses de 2009.
"DIÁRIO ECONÓMICO"

OXALÁ...
Cristiano apresentado esta segunda-feira
Está em Lisboa desde sexta-feira, já fez exames médicos e assinou ontem contrato com os leões. A BOLA surpreendeu o médio numa unidade hoteleira perto do Estádio José Alvalade.
Cristiano é o primeiro reforço de Inverno do Sporting, garantido, no entanto, já a escassas horas do encerramento da janela de transferências de Janeiro, que termina hoje à meia noite.
O médio brasileiro, de 27 anos, será hoje apresentado pelos leões, numa cerimónia que ainda não tem hora marcada.
O jogador está em Lisboa desde sexta-feira e assinou ontem contrato com os verde-e-brancos ao que tudo indica, e tal como A BOLA escreveu na sua edição de domingo, por dois anos e meio.
No entanto, ninguém confirma ainda a duração do vínculo que deverá ser oficializado esta segunda-feira, com a natural comunicação à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).
Entretanto, durante o fim-de-semana, o jogador foi submetido à normal bateria de exames médicos, tendo passado sem problemas, mostrando que pode, desde logo, ser opção para Paulo Sérgio, assim o treinador o entenda.
Cristiano, recorde-se, rescindiu contrato com o PAOK, da Grécia, na sexta-feira, precisamente no dia em que viajou rumo à capital portuguesa.
"A BOLA"

AS FACES ...
Presidente do STJ recusa recurso
O presidente do Supremo Tribunal de Justiça, Noronha Nascimento, recusou liminarmente o recurso interposto por Paulo Penedos no âmbito do processo ‘Face Oculta’ a propósito das escutas envolvendo José Sócrates.
Segundo a TVI, o magistrado terá ainda considerado nulo o despacho do juiz Carlos Alexandre que mantinha em envelope fechado no Tribunal Central de Instrução Criminal as cópias das escutas que envolvem o primeiro-ministro e Armando Vara.
O CM sabe que Paulo Penedos estuda agora a hipótese de recurso, devendo o caso chegar até ao Tribunal Constitucional. Caso não lhe seja dada razão, Paulo Penedos, que era advogado de Manuel Godinho nas sucateiras de Ovar, vai recorrer ao Tribunal dos Direitos do Homem.
"CORREIO DA MANHÃ"

MAS JÁ TÊM OS DEDOS EM FERIDA
Empresas já estão a vender jóias. 
É oportunidade ou necessidade?
Algumas das maiores operações dos últimos meses até podem ter sido feitas por oportunidade de negócio. Mas a tendência vai acentuar-se. A crise assim o vai obrigar.
Brisa, Teixeira Duarte, PT, BCP, Grupo Espírito Santo. Nos últimos meses, grandes grupos económicos portugueses desfizeram-se ou anunciaram a intenção de se desfazerem de algumas das importantes jóias que compunham a sua carteira de activos no estrangeiro. Numa altura em que os bancos estão a pressionar as empresas para fecharem linhas de crédito e a dificultar o financiamento de novos investimentos, há quem veja em algumas destas operações uma reacção à falta de circulação de dinheiro na economia.
"JORNAL DE NEGÓCIOS"

ENGANAM-NOS COM VENENO
Combustível low cost da Galp 
viola lei com gases "altamente prejudiciais"
O ministério da Economia confirmou agora os resultados das análises. Empresa pode ser multada até 44,5 mil euros
As análises às amostras dos combustíveis vendidos pela Galp recolhidas pelo Automóvel Club de Portugal (ACP) mostraram que a versão low cost da gasolina sem chumbo 98, que a petrolífera lançou no ano passado, apresenta valores ilegais e "altamente prejudiciais para o ambiente" ao nível da libertação de gases NOx - óxidos de nitrogénio.
Em causa está o teor de enxofre presente na amostra recolhida deste combustível, que a lei limita a 10 miligramas por quilo (mg/kg) e que na amostra do ACP chegava aos 14,8 mg/kg. Um valor que "excede assim, o valor limite estabelecido na especificação de 10 mg/kg e o limite de tolerância de 11,8 mg/kg", segundo a resposta do Ministério da Economia datada de 27 de Janeiro, três meses depois da entrada de um requerimento com "carácter de urgência" apresentado por deputados do Partido Socialista, sobre esta matéria - note-se que até 2009 o teor máximo permitido chegava aos 50 mg/kg.
"i"

 O DINHEIRO É POUCO
Mais de 1200 alunos já cancelaram este ano 
a inscrição só em três das universidades
Quase 750 estudantes cancelaram a sua inscrição nas universidades do Porto e de Coimbra desde o início do ano lectivo. Também na Universidade do Minho (UM) o número de abandonos ronda os 500. As associações académicas atribuem culpas às novas regras de atribuição de bolsas de estudo.
A maioria das desistências teve lugar na Universidade de Coimbra, onde 598 estudantes cancelaram a inscrição até sexta-feira passada. Este número é maior do que o registado durante todo o ano lectivo anterior, quando 515 alunos deixaram a instituição. Segundo a reitoria da mais antiga universidade portuguesa, não é expectável que as desistências aumentem muito nos próximos meses. Na Universidade do Porto, 145 alunos requereram o cancelamento da matrícula, mas este valor está ainda aquém do total de desistências do ano passado (217). As faculdades de Engenharia (69) e de Letras (21) são aquelas onde se regista um maior número de desistências.
"PÚBLICO"

BOM RESULTADO
Marisa Barros bate recorde pessoal
Na Meia-Maratona Manuela Machado
O queniano Evans Taiget, em masculinos, e a benfiquista Marisa Barros, em femininos, conquistaram este domingo a 13.ª edição da Meia-Maratona Manuela Machado, disputada em Viana do Castelo.
Taiget registou 1.03,21 horas, deixando o russo Oleg Kulkov (2.º), a 3 segundos, enquanto Sérgio Silva, melhor português, fechou o pódio, com 1.03,34 horas.
Já Marisa Barros gastou 1.10,30 horas, chegando à meta muito antes da russa Elsa Kireeva (2.ª), com 1.13,29, e de Doroteia Peixoto (3.ª), com 1.15,05.
A prova, organizada pelo Cyclones AC, clube presidido pela antiga campeã mundial da maratona Manuela Machado, teve 1.367 concorrentes masculinos e 108 femininos classificados.
"RECORD"

SE NÃO SE VACINOU AINDA VAI A TEMPO
Gripe deixou hospitais sem camas
Gripes, pneumonias e problemas respiratórios em idosos e crianças estão a complicar os internamentos em hospitais como o Amadora-Sintra ou o S. João, no Porto. Uma situação que ainda não é considerada dramática pelos responsáveis hospitalares, que estão a recorrer às camas de outros serviços para dar resposta ao aumento da procura.
No Hospital Amadora-Sintra, foi preciso requisitar camas de outros serviços para responder às necessidades de internamento provocadas pela gripe A e por complicações de doenças respiratórias, sobretudo em idosos e crianças. As urgências estão a receber por dia uma média de 418 pessoas, mais 130 do que seria normal. Mas houve dias em que na urgência geral foram atendidos quase 600 doentes.
"Estamos a ter grande afluência nas urgências e um aumento dos internamentos por causa da gripe e outras infecções respiratórias", confirma o assessor de imprensa da unidade, Paulo Barbosa. São casos de gripe A, gripe B e de pneumonias. "As 204 camas de medicina não chegavam e tivemos de deslocar 26 camas de otorrino e de oftalmologia para responder a todos os casos", refere o assessor, que garante que a unidade tem capacidade de resposta e ainda não foi necessário cancelar cirurgias programadas.
No Hospital de São João, no Porto, os doentes nas urgências e no internamento também dispararam. Há "um aumento na afluência às urgências com casos de gripe sazonal maior do que no ano passado, quando havia gripe A", admite fonte do hospital
"DIÁRIO DE NOTÍCIAS"

PEDIDO URGENTE, PODE SALVAR UMA VIDA


Eu sou a Sara Catarina Antunes e tenho 26 anos.

Até há pouco tempo a minha vida decorria normalmente e feliz até que me foi detectada leucemia mieloblástica.
Poderei ficar totalmente curada se receber uma transplantação de medula óssea.

Como tal procuro um dador compatível.

O possível dador não correrá quaisquer riscos, só terá que

- preencher um questionário
- tirar sangue
- Ter entre os 18 e os 45 anos
- Ser saudável
- Ter peso minimo de 50 kg
- Nunca ter recebido uma transfusão de sangue

Ficar-lhe-ei eternamente grata se me puder ajudar!
Caso não seja possivel, agradeço na mesma a sua atenção e desejo-lhe toda a felicidade que eu gostaria de ter.

Um Beijinho
Sara

Por favor, não ignorem a minha mensagem.
Ler e reencaminhar não custa nada e pode ajudar-me. Obrigada

Todos os esclarecimentos podem ser obtidos através dos meus contactos :

919619224 ( Susana Antunes )

suantunes@hotmail.com ou jorge.cardoso@first-place.pt

NR: A pessoa que nos enviou este pedido é de total confiança, por isso o publicamos

6 - NÓS E OS ANIMAIS

2 - ESTÁ À VENDA, MAS ONDE?


ESTA É A NOSSA MENSAGEM Nº 9 000, OBRIGADO PELO APOIO






3 - DEZ GRANDES IDEIAS



JORNAIS DE HOJE


COMPRE JORNAIS












BOM DIA

domingo, 30 de janeiro de 2011

28 - UMA GRAÇA PARA O FIM DO DIA

QUE SUSPENSÃO!!!!

EXÍMIOS NO DAKAR

video

WESTERN SPAGHETTI

UMA FORMA SUAVE DE COLHER MEDULA ÓSSEA




CLIQUE NO SUB TITLE PARA LEGENDAR EM PORTUGUÊS
 
Daniel Kraft faz uma demonstração do seu Marrow Miner (Mineiro de Medula), um novo dispositivo que rapidamente colhe medula óssea com um mínimo de dor para o doador. Salienta também a ideia de que as células estaminais adultas que se encontram na medula óssea podem ser usadas para tratar muitas condições terminais, desde a Doença de Parkinson até doenças cardíacas.

BAPTISTA BASTOS

 
 
 
 
 
 
Algumas coisas 
  que julgo saber sobre 
              a última eleição
 
 
 
Os jogos estão feitos e não há nada mais inútil do que chorar no leite derramado.

O dr. Cavaco ganhou, fez um discurso rancoroso e, agora, temos de esperar o andar da procissão - que ainda vai no adro. Pessoalmente, não estou nada interessado com as "relações institucionais" que o eleito terá com Sócrates. Mas não deixo de anotar algumas deficiências morais praticadas por algumas figuras. Por exemplo, o apoio entusiástico de Freitas do Amaral ao dr. Cavaco deixou-me estarrecido. Freitas fora ignorado quando perdeu as eleições a favor de Soares. Era apoiado pelo dr. Cavaco e pelo PSD e, como se devem recordar, as coisas estiveram muito pretas para o candidato de Esquerda.

Foi então que Cunhal determinou que o PCP devia votar em Soares, "um sapo que se engolia" (dizia-se na altura) para se salvar a democracia em perigo. Era verdade. A onda revanchista atingia alturas impressionantes. E os perdedores em Abril esfregavam as mãos e afiavam as facas para proceder à vingança. Freitas, que andava com um sobretudo verde, muito "sui generis", e muito copiado pelos seus apaniguados, foi derrotado.

Aconteceu um porém: o dr. Cavaco recusou-se a que o PSD pagasse os custos da campanha, que ascendiam a uns largos milhares de contos. Freitas do Amaral chamou a si a responsabilidade de cumprir o compromisso. Trabalhou, afincadamente, em pareceres, aconselhamentos, consultas. De tal forma que (disse-se na altura) teve um enfarte no miocárdio, devido aos excessos de trabalho. Ouvi-o a dizer uma bojardas contra Manuel Alegre e contristei-me. Não havia necessidade. O homem é de cariz muito superior àquele outro que defendia. Que desejava Freitas? Não me atrevo a fazer juízos morais, nem a alvitrar que ele devia ser vingativo. Mas, na verdade, há neste caso uma evanescência moral, absolutamente incompreensível num homem como Freitas. É verdade que ele já fora ministro de Sócrates e fora escarmentado por Paulo Portas, que até removeu o seu retrato da sede do CDS. No entanto…

Se a nova alteração optativa de Freitas do Amaral me desgostou, o mesmo não aconteceu a Correia de Campos. Esta criatura, que deu os primeiros golpes do Serviço Nacional de Saúde, que acabou com o subsistema de Saúde dos jornalistas (que existia desde 1947) e, por decorrência, deixou a nobre Casa da Imprensa em situação extremamente delicada, não teve pejo em infamar Manuel Alegre, declarando o apoio ao dr. Cavaco, "por ser estável e sabedor."

Correia de Campos, socialista nos dias ímpares, e pessoa de semblante sinistro, permite-nos, com estes actos e julgamentos, aferir das amolgadelas da sua personalidade. É daqueles indivíduos que trepou à política para favorecer quê e quem? A sociedade pública não o será, certamente.

Se o PS fez de conta que amparou a candidatura de Manuel Alegre, o PS está gravemente enfermo. Claro que os anos passaram e as décadas são outras. O próprio Mário Soares tinha cuidadosamente colocado o "socialismo na gaveta" e caíra nos braços do CDS, a fim de salvar a pátria. A pátria, e os sonhos embalados, nunca mais foram os mesmos.

O PS e o PSD, de tão semelhantes, deviam, na realidade unir-se e formar um grande partido de Direita, deixando à Esquerda o cuidado de fazer o que muito bem entendessem. Assim, as coisas continuarão a deteriorar-se, os portugueses a manifestar, cada vez mais, o seu desinteresse pela política, e o País definhar-se-á sem glória nem grandeza.

As eleições foram significativas de que os campos políticos estão longe de se recompor ou de se renovar. Por impossibilidade própria e ideológica. Nenhum partido se reforma "por dentro" e esta conclusão não é só aplicável ao PCP. É a todos. Não se sabe muito bem o que pensa Pedro Passos Coelho, a não ser que não está desesperado par tomar, por agora, o poder. O poder ser-lhe-á entregue pelo dr. Cavaco, quando a hora chegar. Porém, o recém-eleito também hesita. Não só abomina Sócrates como detesta Passos. Aliás, o dr. Cavaco não gosta de muita gente. As tropelias que tem feito, ao longo destes anos de poder, são de molde a olharmos o homem com receio e apreensão.

Por outro lado, Sócrates, que não é para graças, e aprendeu a mover-se nos maquiavélicos meandros desta política rasteira, já anunciou a sua recandidatura a secretário-geral do PS. Vai ganhar. Vai ganhar e essa circunstância é limitadora das ambições de Passos. Já se sabe que este nunca terá maioria absoluta no Parlamento. Os inimigos tenazes que o cercam, no próprio partido, possuem um poder inaudito e já começam a mostrar as garras.
A ver vamos no que dá esta pequena farsa à Gervásio Lobato.

APOSTILA - Devo confessar que tenho simpatia por Maria João Avillez. Tem mérito, mas, rigorosamente, nunca para comentadora. Ela não percebe nada do que se passa em derredor, e diz umas coisas tão vagas como pasmosas. Também não aninha, nos seus gostos, o prazer da língua portuguesa. Continua a dizer "inverosímel" por "inverosímil", numa insistência pesarosa e incorrigível. Chega a ser de mais, porque o dislate dura há anos. 

IN "JORNAL DE NEGÓCIOS"
28/01/11

5 - A VIDA SECRETA DAS PLANTAS

TENHA UM BOM FIM DE SEMANA


...o assalto ao seu bolso continua


COMPRE JORNAIS

AINDA NÃO DISSE QUE QUER SER PRESIDENTE DO PARLAMENTO
Capucho esclarece notícias sobre 
possível suspensão do seu mandato
O presidente da Câmara de Cascais, António Capucho, vai hoje esclarecer as notícias avançadas na quinta-feira sobre a suspensão do seu mandato por motivos de saúde, numa cerimónia onde também será feito o balanço da sua governação.
Alguns órgãos de comunicação avançaram na quinta-feira que António Capucho vai suspender o seu mandato por razões de saúde, uma notícia que foi confirmada, no mesmo dia, pelo líder do PSD, Pedro Passos Coelho.
"O doutor António Capucho anunciou que ia suspender por um ano a sua actividade como presidente da Câmara de Cascais. Creio que há razões de saúde que estão muito envolvidas com essa sua decisão e que eu não posso senão respeitar", disse o presidente social-democrata na quinta-feira aos jornalistas.
"SOL"

 REPENSAR O TACHO
"Chumbo" dos estatutos leva Madaíl 
a repensar recandidatura
O presidente da Federação Portuguesa de Futebol admitiu hoje recuar na decisão de se recandidatar à presidência do organismo, justificando-se com o facto de as propostas para os novos estatutos terem sido votadas e "chumbadas".
"Não há novos estatutos, portanto voltamos à primeira forma", disse Gilberto Madail, à saída da Assembleia Geral extraordinária da entidade reguladora do futebol português, em que foram votadas e "chumbadas" as propostas para alteração dos estatutos da FPF.
O presidente da FPF havia dito, quinta feira, que seria candidato à presidência da FPF, caso os novos estatutos fossem aprovados.
"EXPRESSO"

POR CAUSA DOS BOYS DO PS E DO PSD
Empresas públicas com "prejuízos crónicos" 
devem ser identificadas
O líder do PSD pediu este domingo, em Ílhavo, que o Governo identifique as empresas públicas que dão "prejuízos crónicos" e devem por isso encerrar, para que deixem de concorrer negativamente com empresas privadas no acesso ao crédito. .
"Nós queremos saber, no contexto das empresas públicas que dão prejuízo crónicos e que têm boas alternativas no mercado privado, quais são as que o Governo entende que devem encerrar", disse Pedro Passos Coelho no encerramento das Jornadas do Poder Local promovidas pela JSD. O líder dos sociais-democratas frisou que não se trata de uma lista das empresas que o Estado deva alienar, porque, "nestes casos, elas não têm grande valor, o grande valor que terão para o Estado é a poupança que se pode fazer fechando-as". Explicando que dessa informação depende "que mais empresas possam sobreviver em Portugal", Pedro Passos Coelho propôs também que o Governo identifique "quais as empresas públicas que se justificam pelo serviço público prestado e para o qual não há oferta privada". Referindo-se ao casos das "empresas de transportes públicos urbanos, de Lisboa e Porto", que beneficiam do subsídio do Estado na venda de passes sociais, o social-democrata critica que esse preço financiado seja decidido sem a apresentação da declaração de rendimentos do utente. "Beneficia dos passes sociais quem precisa disso e quem não precisa", disse, adiantando: "Isto tem de acabar". Pedro Passos Coelho fez ainda um terceiro pedido, para que o Governo explique como e em que condições vai retomar o processo de privatização de empresas públicas, no âmbito do plano de privatizações que anunciou no Plano de Estabilidade e Crescimento (PEC). Para o líder do PSD, essas medidas são necessárias para apurar se em 2011 se vai estar "apenas a resistir à crise ou a aproveitar para semear condições de mudança na sociedade portuguesa".
"SÁBADO"

 JUSTIÇA NA POBREZA
Caso submarinos/contrapartidas
O Tribunal Central de Instrução Criminal decidiu levar a julgamento todos os nove arguidos do caso submarinos/contrapartidas, acusados 
de burla agravada e falsificação

No debate instrutório, o Ministério Público (MP) manteve a acusação na íntegra e a defesa pediu a anulação da mesma, alegando, entre outros motivos, a falta de isenção da peritagem feita pela empresa INTELI.
Em causa está o relacionamento amoroso entre o presidente da INTELI, Rui Felizardo, e uma das magistradas do Ministério Público (Carla Dias) que assessorou a investigação, que decorreu no Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP).
Segundo o despacho de pronúncia, a que a agência Lusa teve acesso, o Tribunal Central de Instrução Criminal (TCIC) entende estar "suficientemente indiciada a participação dos arguidos, sendo mais forte a probabilidade de, uma vez provados em julgamento os factos que lhes são imputados, serem os mesmos condenados".
Os arguidos estão todos acusados, em co-autoria, de falsificação de documentos e burla qualificada.

Sem dinheiro para traduções

Perante um despacho com cerca de mil páginas e com a necessidade de o traduzir para alemão (três dos arguídos são alemães), coloca-se, agora, um problema que o próprio juiz acredita que "pode atrasar o processo".
O responsável pelo processo admitiu que "o Tribunal está sem verba" para pagar a tradução do despacho, tendo já solicitado às entidades competentes a disponibilize o dinheiro para pagar a necessária tradução.
"VISÃO"

O IRREAL MADRID
«Posso regressar mais cedo a Inglaterra» - Mourinho
O jornal inglês “Daily Mirror” publica este domingo declarações de José Mourinho a dar conta do seu possível regresso a Inglaterra mais cedo do que o próprio esperava.
«Sempre disse que um dia vou regressar a Inglaterra e talvez isso aconteça mais cedo que eu esperava», são as palavras atribuídas ao actual treinador do Real Madrid.
O mesmo jornal revela ainda que Liverpool e Manchester City são os clubes em alerta com as palavras de José Mourinho, mas também fala da possibilidade de «um regresso emocional» ao Chelsea, além de poder substituir Alex Fergusson no Manchester United.
"A BOLA"

A FEBRE AMARELA
Portugal perde 3,6 milhões/dia
As exportações portuguesas para a China aumentaram 67,9 por cento em 2010, somando 571 milhões de euros, anunciou ontem fonte diplomática portuguesa, citando a Administração Geral das Alfândegas chinesas. Contudo, o desequilíbrio na balança comercial com a China cresceu a um ritmo de 3,6 milhões de euros por dia em 2010.
"Estamos num óptimo momento das nossas relações comerciais. Entre os 27 países da União Europeia, Portugal foi um dos cinco cujas exportações para a China mais cresceram", disse a fonte.
As exportações chinesas para o país também aumentaram (38,9 por cento), para 1907 milhões de euros, indicou a mesma fonte. Mesmo assim, o fosso na balança comercial luso-chinesa é de 1, 3 mil milhões de euros, ou seja, 3,6 milhões de euros por dia.
"CORREIO DA MANHÃ"

 CHAMAM ESTADO AO NOSSO BOLSO
TGV. Renegociação do contrato custou 
mais 77 milhões ao Estado
Os encargos para o Estado do contrato de construção do primeiro troço do TGV (comboio de alta velocidade), entre Poceirão/Caia, da Linha Lisboa/Madrid, vão subir cerca de 5%, ou o correspondente a 77 milhões de euros. Essa é diferença do VAL (valor acrescentado líquido) entre o contrato inicial, assinado em Maio de 2010 e a versão reformulada publicada ontem em Diário da República.
O contrato de Maio tinha um VAL (indicador que mede o custo para o concedente) de 1473 milhões de euros. Na versão mais recente, o VAL sobe para 1.550 milhões de euros, segundo dados da RAV (Rede de Alta Velocidade). Este acréscimo de custos para o Estado resulta da transferência de riscos para o consórcio privado que venceu o concurso, sobretudo ao nível do financiamento para adaptar o contrato às dúvidas levantadas pelo Tribunal de Contas.
No novo contrato, o aval do Estado dado a um empréstimo de 300 milhões de euros do Banco Europeu de Investimentos (BEI) é substituído por uma garantia do sindicato bancário o que eleva os custos do financiamento. O mesmo efeito teve a fixação da taxa de juro para os 34 anos deste empréstimo. As duas medidas limitam o risco do Estado, explicou ao i, Carlos Fernandes. O administrador da RAVE sublinha contudo que este VAL está abaixo da proposta final apresentada a concurso em Junho de 2009.
Já o preço contratual, calculado com outros pressupostos de inflação, baixa 23 milhões para 1.668 milhões de euros. O novo contrato aguarda a assinatura para ser reenviado ao Tribunal de Contas para visto. As obras ainda não arrancaram.
"i"

 CORTA E COSE
Segurança Social prepara-se para cortar 
mais de 83 mil prestações sociais
O anúncio foi feito pelo Ministério do Trabalho, que confirmou já ter analisado a prova de rendimentos feita por um milhão de beneficiários. Os agregados familiares foram chamados a fazer prova dos seus rendimentos junto dos serviços da Segurança Social até Janeiro, conforme previsto no diploma de condição de recursos que entrou em vigor a 1 de Agosto e que define o novo conceito de agregado familiar e as novas naturezas de rendimentos.
Em comunicado, citado pela TSF, o Ministério do Trabalho e da Solidariedade Social anunciou que se registaram 1.021.675 provas de condição de recursos. Destas provas resulta que 823.000 beneficiários terão as prestações reavaliadas. As restantes correspondem a beneficiários que cessaram a sua prestação porque conseguiram emprego ou por cessação dos escalões mais elevados de abono de família.
Segundo a nota do Ministério, estima-se ainda que durante o próximo mês de Fevereiro sejam suspensas 83.500 prestações sociais. A larga maioria corresponde a prestações de abono de família de beneficiários que não fizeram o pedido de palavra passe necessário junto da Segurança Social até ao dia 31 de Dezembro.
Na prova de rendimentos, os beneficiários tiveram de comprovar, por exemplo, o património mobiliário do agregado não excede os 100 mil euros ou disponibilizando os extractos até à data ou permitindo que os serviços consultassem as instituições financeiras.
"PÚBLICO"

É PRECISO SER LUSO-...
Yahima Ramirez conquista bronze
A luso-cubana Yahima Ramirez conquistou este domingo a medalha de bronze na Taça do Mundo de Sófia, lugar que lhe permite amealhar mais alguns pontos no ranking mundial e consolidar a sua posição na corrida pelo apuramento para os Jogos Olímpicos de Londres em 2012.
Depois de ter lutado no Masters de Baku, a judoca da Casa do Povo de Rio Maior começou por vencer na Bulgária a turca Nazmiye Yilmaz e a ucraniana Victoria Turks, ambas por ippon, na categoria de -78 kg.
Nas meias-finais, Yahima não resistiu à germânica Luise Malzahn, que venceu a portuguesa por wasari, mas na luta pelo bronze impôs-se à alemã Maike Heinz, por yuko.
Na véspera, Ana Hormigo e Leandra Freitas (-48 kg), e Ana Cachola (-63 kg), em Sófia, e Sergiu Oleinic (-66 kg), em Tbilissi, foram precocemente eliminados
"RECORD"

PROSTITUIÇÃO ENCAPOTADA
Mil 'casamentos de conveniência' 
estão em tribunal
Lei da imigração criminaliza uniões falsas desde 2007. Desmanteladas redes de paquistaneses e de indianos.
Mil "casamentos de conveniência" estão a ser julgados ou aguardam julgamento nos tribunais. Envolvem portuguesas que casaram com indianos e paquistaneses para estes obterem o visto e poderem circular na Europa. A prática é crime em Portugal desde 2007 e já levou as redes a procurar outros destinos, como a Holanda, onde não é exigido o casamento formal.
Os arguidos daqueles processos incluem os cabecilhas, pessoas colocadas em lugares-chave, como serviços da Segurança Social e conservatórias, proprietários de empresas (algumas fictícias), testemunhas do Registo Civil e intérpretes. As noivas irão a tribunal para testemunhar, já que, admitem os investigadores, "não têm a noção da dimensão do crime que estão a cometer".
Os estrangeiros que casaram com portuguesas através das redes pagaram entre 11 mil e 20 mil euros. Todos os recrutados ganhavam dinheiro: as noivas obtinham mil a três mil euros, pagos em tranches (a última após o casamento), os intérpretes e as testemunhas 500 euros por casamento.
Os cabecilhas vivem em Portugal há vários anos, alguns são comerciantes e têm uma boa rede de contactos nos países de origem e na Europa. Os noivos são indostânicos irregulares, embora existam casos de imigrantes de outras regiões. As noivas são recrutadas entre as camadas mais desfavorecidas da população portuguesa.
"DIÁRIO DE NOTÍCIAS"

ERA PREVISIVEL
Tensão social aumenta agressividade na escola
Pais e professores são unânimes: o agravamento das condições sócio-económicas das famílias está a contribuir para o aumento da agressividade nas crianças e jovens. Mas consideram que a punição por si só não é solução para acabar com a violência nas escolas.
A intenção do Governo de criminalizar a violência escolar não é consensualmente acolhida por pais e professores, mas num ponto estão de acordo: penalizar unicamente não é suficiente para um criar um clima de paz no espaço escolar.
Hoje, domingo, assinala-se o Dia da Não Violência na Escola.
Albino Almeida, presidente da Confap (Confederação Nacional das Associações de Pais) considera que criminalizar a violência escolar, mesmo que a lei seja aplicada apenas aos maiores de 16 anos, é "uma confissão de fraqueza inaceitável". Isto porque, segundo Maria José Viseu, da CNIPE(Confederação Nacional Independente de Pais e Encarregados de Educação), "quando se chega a uma situação de extrema violência, é porque tudo o resto falhou".
Embora os dados de 2010 ainda não tenham sido divulgados, a superintendente Paula Peneda, directora do Gabinete Coordenador da Segurança Escolar do Ministério da Educação, diz que "desde há três anos, os números têm vindo a diminuir". "Felizmente, não temos casos extremos de violência, como homicídios", sublinha.
Mas pais e professores dizem estar a assistir a um incremento da agressividade por parte das crianças e jovens, "mas também de algumas famílias", adianta Manuel Grilo, da Fenprof (Federação Nacional dos Professores).
"JORNAL DE NOTÍCIAS"