quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

EMBARAÇOSO

QUEBRA NOZ - SUITE Nº 2 TCHAIKOVSKY

SOLSTÍCIO DE INVERNO E ECLIPSE LUNAR


Winter Solstice Lunar Eclipse from William Castleman on Vimeo.

Ontem teve início o Solstício de Inverno que coincidiu com o 
eclipse da Lua, fica a imagem

MONTAGEM VIRTUAL DUM MOTOR

ALMORRÓIDA CONSUMISTA


Portugueses já gastaram 
mais de cinco mil milhões de euros este mês

As contas das transacções feitas com cartão indicam que os portugueses gastaram mais dinheiro este ano do que no ano passado

Os portugueses movimentaram mais de cinco mil milhões de euros com cartões de débito e crédito nos primeiros vinte e um dias de dezembro, indicam dados das instituições financeiras fornecidos à agência Lusa.

De acordo com a SIBS, em apenas 21 dias os portugueses já gastaram em levantamentos e compras na rede multibanco cerca de quatro mil milhões de euros.

Este valor representa um aumento de 4,3 por cento em relação ao ano passado.

Já os números da Redunicre mostram que até ao dia 21 de dezembro foram movimentados com cartões de crédito e débito 1,22 mil milhões de euros, um acréscimo de 0,3 por cento em relação ao mesmo período de 2009.

Contudo, o valor médio de cada compra tem baixado desde 2008, situando-se este ano nos 42,5 euros, o que representa uma descida de 1,8 por cento face a 2009.

IN "i"
22/12/10

2 - GAFE DAS MULHERES NO AMBIENTE DE TRABALHO

1 - GAFE DOS HOMENS NO AMBIENTE DE TRABALHO

EDUARDO DÂMASO


Luxo português

A procuradora-geral-adjunta Maria José Morgado disse ontem o que todos os dias devia ser repetido pela generalidade dos seus pares: a investigação da corrupção e do crime económico em Portugal é encarada como um luxo extravagante pelo poder político – o tal bloco central dos interesses feito por sectores do PS e do PSD. O que Maria José Morgado disse até já nem tem grande novidade.

A Justiça não tem os meios necessários para investigar operações financeiras ilegais de grande sofisticação técnica. A novidade que todos os dias se constrói na sociedade portuguesa é o silêncio que pesa cada vez que alguém diz este tipo de coisas. É um silêncio particularmente ruidoso na área da Justiça, onde cada um se encolhe na concha dos seus interesses. Há uns poucos que vêm logo dizer que não senhor, não é assim, mas esses ou mostram serviço a quem os nomeia para comissões fora das magistraturas ou vergam perante aquilo que consideram ser o seu dever institucional.

Depois, há a imensa maioria calada, egoísta, enfiada na vidinha. A Justiça está cheia de ilhas dominadas por pequenas vaidades e pela pura gestão de interesses de carreira e influência junto de alguns sectores dos partidos de poder. A Justiça está cada vez mais permeável e ‘sensível’ às pretensões de grupo e grupinho oriundas da política. Por isso, permanecerá por muitos anos a mão invisível que faz dela uma espada punitiva para as classes baixas mas também uma amante devota: a primeira garantia de impunidade para os senhores do crime português. 

IN "CORREIO DA MANHÃ"
19/12/10

FELIZ NATAL DO PAI NATAL



Copie o código abaixo e cole no Orkut

DESSALINIZAÇÃO DA ÁGUA

VAMOS AJUDAR


No dia 5 de Março de 2010, o movimento de intervenção social Grupos de Apoio a Famílias ― que visa apoiar, durante um ano, com a quantia mensal de 250 euros, famílias que, residindo em qualquer ponto do país, passaram a encontrar-se em situação económica muitíssimo difícil, em virtude de despedimento, por fecho de fábricas ou outras empresas decorrente da presente crise ― iniciou a sua acção, com o apoio a 18 famílias.

Este movimento de solidariedade mereceu já o acolhimento de mais de duas centenas de pessoas.

A verificação do preenchimento das acima referidas circunstâncias relativas a cada família, que fundamentam a atribuição do apoio, é da responsabilidade do Padre Jardim Moreira, Presidente da Rede Europeia Anti Pobreza/Portugal.
A equipa coordenada pelo Padre Jardim Moreira verificará, ao 4.º e 8.º mês do decurso da acção, se a família continua a necessitar do referido apoio económico.

Para efectivar o apoio, são constituídos grupos.
Cada grupo, composto por dez pessoas, responsabiliza-se pelo apoio económico, durante um ano, a uma família concreta. Cada membro de um grupo contribui com 25 euros por mês.

Para a recepção dos donativos, o Prior da Paróquia de Santa Maria de Belém (Jerónimos), em Lisboa ― Cón. José Manuel dos Santos Ferreira ―, abriu uma conta específica para este movimento, sendo da sua responsabilidade a passagem dos correspondentes recibos e subsequente transferência para a família.

O nome da família a apoiar é confidencial, para respeitar o seu direito à intimidade e à privacidade.

A situação do "próximo" assume, presentemente, tal gravidade que, para quem tem emprego assegurado, este apoio ― cerca de 83 cêntimos por dia, durante um ano ― não constitui apenas uma questão de solidariedade. É uma exigência de justiça!

Em ordem à criação de uma rede social de apoio aos mais frágeis, quem aderir a esta acção trará consigo mais uma pessoa amiga. E todos seremos poucos...


Pode encontrar-se notícia desta acção de intervenção social em:
O Sindicato dos Quadros Técnicos do Estado (STE), a Associação Sindical dos Professores Licenciados (ASPL) e o Sindicato dos Magistrados do Ministério Público (SMMP) estão, igualmente, a divulgar estão acção de intervenção social nos respectivos sites. Também a Associação Sindical dos Juízes Portugueses (ASJP) procedeu à divulgação deste movimento pelos seus Associados.

O número das pessoas já inscritas para integrarem os “grupos de apoio a famílias” constitui expressivo sinal da força do sentimento de solidariedade existente na sociedade civil.
A tal, certamente, também não será alheia a resposta positiva ao pedido que temos feito no sentido de cada pessoa "cativar" um amigo, em ordem a tornar possível a criação, em tempo útil, de uma verdadeira rede de solidariedade.

Na mesma linha, nos vários contactos encetados junto de diversas entidades ― nomeadamente, Sindicatos (ASJP, ASPL, SMMP, FNE, STE, etc.), Gulbenkian, CTT, Siemens, Lions Clubes‑Portugal, Delta Cafés, Impresa, Movimento Rotary/Portugal ― não temos pedido qualquer apoio monetário para esta acção, mas antes solicitado a divulgação do movimento, pelos associados/funcionários, bem como a sua motivação para integração nos "grupos de apoio a famílias". Temos, somente, sugerido às empresas que perspectivem a possibilidade de, no âmbito do seu mecenato, suportarem uma parcela do apoio individual (83 cêntimos/dia) de cada seu trabalhador que venha a aderir a esta acção de intervenção social.

Efectivamente, o desenvolvimento, na sociedade civil, de um forte sentimento de solidariedade para com os mais frágeis ― este ano, apoiando famílias, para o ano, idosos cuja pequena reforma não permite sequer satisfazer necessidades de saúde ― é tão importante quanto o apoio económico que pudéssemos receber de uma empresa.

Daí também o pedido e a insistência que fazemos no sentido de que cada pessoa traga mais um amigo.

Para inscrição, enviar um e-mail para jeronimos.familias@gmail.com, endereço criado especificamente para esta acção, indicando:
- nome; - morada; - telefone(s); - n.º fiscal;  - nome de pessoa amiga que, igualmente, queira integrar os "grupos de apoio a famílias", a qual deverá também inscrever-se nos mesmos moldes.


Contactos:
Tel. 91 737 77 51 / 21 301 81 33

LUCIANO PAVAROTTI

4 - ARTE VEGETAL


clique para ampliar






I N A C R E D I T Á V E L

video

1 - O INVERNO NA RÚSSIA

O NOSSO FUTURO, QUEM SABE!!!!!!!!!!!!!!







1 - TIREM-ME DAQUI

1 - PAREDES DE BRUXELAS






TENHA UM BOM DIA............



...e se puder UM BOM NATAL

COMPRE JORNAIS


QUE (DE)SEGURANÇA
PSP quer oficiais da GNR julgados
O director entende que as críticas da ANOG à aquisição dos blindados ofendem a honra da corporação
O director nacional da Polícia de Segurança Pública (PSP) apresentou ao Ministério Público uma queixa-crime contra oficiais da Guarda Nacional Republicana (GNR), por ofensa à honra e ao bom nome da "pessoa colectiva PSP". O superintendente-chefe Oliveira Pereira sentiu que a PSP foi ultrajada quando oficiais da GNR, na qualidade de membros da Direcção da Associação Nacional de Oficiais da Guarda (ANOG), criticaram a aquisição dos seis blindados, numa altura em que ainda se previa que fossem utilizados na cimeira da NATO.
O porta-voz oficial da PSP confirmou a iniciativa, mas remeteu para as "entidades judiciárias competentes" a indicação de quais as ofensas identificadas em concreto nas críticas dos quadros superiores da GNR.
Por seu turno, o presidente da ANOG , capitão José Dias, confirmou ao DN que a associação "foi já notificada pelo Departamento de Investigação e Acção Penal (DIAP) para discriminar os nomes dos elementos da direcção", mas não quis fazer mais comentários.
O porta-voz oficial do comandante-geral da GNR , general Nelson Santos, também não quis fazer qualquer comentário. De realçar que vários elementos da direcção da ANOG são comandantes experientes, formados na Academia Militar, com várias missões internacionais no curriculum e ocupam neste momento cargos de grande res- ponsabilidade na GNR, incluindo no próprio Comando-Geral desta força militarizada.
"DIÁRIO DE NOTÍCIAS"

 NÃO HÁ PRENDAS P'RA NINGUÉM
Protocolo não é 'uma prenda de Natal'
Os presidentes das Instituições Privadas de Solidariedade Social (IPSS) renovaram ontem as críticas à decisão do Governo de introduzir mudanças no código contributivo e no IVA social.
O presidente da Confederação Nacional das Instituições de Solidariedade salientou que o protocolo ontem assinado com o Estado não pode ser encarado como 'uma prenda de Natal', e que 'seria um mau sinal', entrar-se em 2011 'com dúvidas acrescidas', na cooperação entre Governo e IPSS.
O padre Lino Maia referiu-se depois à controvérsia em torno do IVA social e defendeu um novo enquadramento legal para as IPSS: 'Não é ético nem justo cobrar novos e mais impostos, onerando e tornado mais difícil o desempenho daqueles que cooperam sem fins lucrativos',
O dirigente repudiou depois que se esteja perante casos de 'distribuição arbitrária de privilégios',
'É preciso fazer caminho para o estabelecimento de um novo enquadramento legal, que garanta às instituições que cooperam com o Estado na implementação de direitos sociais uma equiparação às autarquias com o IVA pelo menos a seis por cento', sustentou o padre Lino Maia, corroborado nas críticas pelo presidente da União das Mutualidades, Alberto Ramalheira, e o presidente da União das Misericórdias, Manuel Lemos.
"O PRIMEIRO DE JANEIRO"

É UM FARTAR VILANAGEM
Segurança Social já cancelou 67 mil baixas
O número de pessoas de baixa por doença em 2010 está ligeiramente abaixo do de 2009, mas estão a ser detectados mais casos de fraude. Ao todo, este ano, já foram "apanhadas" pela Segurança Social 67 182 baixas fraudulentas, mais 20 mil do que em 2009.
De Janeiro a Outubro, foi registado um total de 590 552 baixas, menos cerca de oito mil do que nos primeiros dez meses de 2009. Os serviços da Segurança Social verificaram 205 080 destas situações e cancelaram a baixa em 32% dos casos.
Ao todo, segundo dados a que o JN teve acesso, a baixa foi cortada a 67 485 pessoas, fosse porque faltaram à convocatória da junta médica (como sucedeu em 15 303 casos), fosse porque, depois de examinadas, se concluiu que estavam aptas para o trabalho. O fim destes casos de baixas fraudulentas permitiu uma poupança de 4,3 milhões de euros, valor do subsídio de doença que deixou de ser pago às pessoas em questão.
"JORNAL DE NOTÍCIAS"

PORTUGUÊS COM VALOR
Armindo Araújo é Personalidade 
do Ano no site do WRC
O piloto português Armindo Araújo, que se sagrou bicampeão do Mundo de ralis na categoria de Produção, venceu a votação para a personalidade do ano no site oficial do Campeonato do Mundo de Ralis (WRC).
O site destaca que Araújo foi o primeiro piloto da história a conseguir revalidar um título em Produção e foi recompensado pelos utilizadores do site, com 47 por cento dos 35 mil votos realizados.
O norte-americano Ken Block ficou em segundo lugar, com 28 por cento, enquanto o norueguês Petter Solberg e o finlandês Kimi Raikkonen, com nove por cento cada, ocupam, empatados, no último lugar do pódio.
Armindo Araújo agradeceu a distinção no site: «É uma honra ganhar este troféu porque mostra que as pessoas, em particular os portugueses, me apoiam. É óptimo que esteja alguém de Portugal no topo do WRC.»
"A BOLA"

O NEGÓCIO DA MORTE
Droga mata 194 pessoas em 2009
O número de mortes relacionadas com o consumo de droga tem vindo a aumentar em Portugal nos últimos anos. Durante o ano passado, 194 pessoas morreram devido ao consumo de drogas, das quais 54 como resultado de overdose (consumo excessivo), revela o Relatório Anual sobre a Situação do País em Matéria de Drogas e Toxicodependências, apresentado esta terça-feira no Parlamento.
Segundo João Goulão, coordenador nacional contra a Toxicodependência, o número de óbitos pode ainda aumentar. “Os números não estão encerrados, há mortes por acidentes de viação e que também estão relacionados com o consumo de drogas”, justificou.
"CORREIO DA MANHÃ"

ELA PAPA TUDO, ELA PAPA TUDO E NÃO DEIXA NADA
Isabel dos Santos vai pedir "luz verde" 
para ter mais de 10% do BPI em 2011
A empresária angolana Isabel dos Santos vai solicitar autorização ao Banco de Portugal (BdP) para ultrapassar os 10% de capital do Banco BPI. O pedido será feito durante o próximo ano e visa dar margem de manobra à Santoro, "holding" financeira da empresária, para continuar a reforçar a sua posição na instituição liderada por Fernando Ulrich, sabe o Negócios.
Apesar de não ter sido definido um objectivo em termos da percentagem de capital do BPI a alcançar, Isabel dos Santos quer ter capacidade para aproveitar oportunidades para aumentar o seu investimento no banco. Reforço que a Santoro tem assumido como um sinal de confiança no projecto e na equipa de gestão do banco.
"JORNAL DE NEGÓCIOS"

FALTA APOSTAR NA PREVENÇÃO
Há 53 abortos legais todos os dias em Portugal
Especialistas entendem que três anos e meio depois 
da legalização, os números já deveriam 
ter começado a decrescer
Este ano, por cada dia que passou, foram feitos 53 abortos legais. Em 2007, os números não ultrapassaram os 36. O número de interrupções voluntárias da gravidez tem crescido sucessivamente desde que a prática foi despenalizada há três anos. Em 2009, houve 19 572 contra os 18 607 abortos praticados em 2008 (mais 965). E, até Agosto de 2010, os casos já atingiram o patamar dos 13 mil. Ou seja, a manter-se a média actual, 2010 vai fechar ligeiramente acima do ano anterior, o que contraria a tendência decrescente noutros países europeus que optaram pela legalização.
Apesar de os números se aproximarem das estimativas iniciais - previa-se, com base na experiência de outros países europeus, que pudessem vir a praticar-se 20 mil abortos por ano -, especialistas entendem que três anos e meio depois da legalização do aborto, por opção da mulher, até às dez semanas já se deveria ter entrado numa lógica decrescente.
"A tendência no Norte da Europa é para uma estabilização passado dois ou três anos. E depois um decréscimo: na Dinamarca, por exemplo, ao fim de dois ou três anos os números começaram a baixar. Se cá não baixam é preocupante: legislou-se, mas não se iniciou um programa a sério de prevenção da gravidez", critica Luís Graça, director do serviço de obstetrícia do Hospital de Santa Maria, em Lisboa.
"i"

MUITO IMPORTANTE
Mais 22 novas unidades da Rede de 
Cuidados Continuados abrem hoje
De acordo com o Ministério da Saúde, até ao final do ano a Rede Nacional irá atingir as cinco mil camas de internamento: convalescença 754 camas, média duração e reabilitação 1549, longa duração e manutenção 2426 e cuidados paliativos 163. Também até ao final do ano passará a haver 7823 lugares de cuidados domiciliários, prestados por 201 equipas de apoio.
A Rede Nacional de Cuidados Continuados Integrados, criada em 2006 e integrada no Serviço Nacional de Saúde (SNS), já prestou cuidados a mais de 50 mil pessoas.
A RNCCI foi criada pelos Ministérios da Saúde e do Trabalho e Solidariedade Social, sendo definida como "um novo modelo organizacional formado por um conjunto de instituições públicas e privadas, que prestam cuidados continuados de saúde e de apoio social".
"PÚBLICO"

REGABOFE
Laurentino Dias pondera agravar 
medidas contra a FPF
Apoios às seleções também em discussão
O secretário de Estado da Juventude e do Desporto, Laurentino Dias, admitiu hoje que vai "ponderar" o agravamento da suspensão e mesmo o cancelamento do Estatuto de Utilidade Pública Desportiva da Federação Portuguesa de Futebol (FPF).
Laurentino Dias disse que ouviu hoje várias opiniões nesse sentido durante o plenário do Conselho Nacional do Desporto, em consequência da inadequação dos estatutos da FPF ao Regime Jurídico das Federações Desportivas.
"Houve opiniões no sentido de agravar a suspensão, outras mesmo no sentido do cancelamento e agora vamos fazer a ponderação", observou o governante no final da reunião, que se prolongou por mais de cinco horas no Centro Cultural de Belém, em Lisboa.
Apesar de, para já, a suspensão se manter inalterada, o secretário de Estado com a pasta do Desporto advertiu que o cancelamento terá "consequências devastadoras para o futebol" e lembrou que a suspensão já custou à FPF "cerca de dois milhões de euros em dinheiros públicos".
"Houve um apelo muito forte no sentido de instar o Governo a insistir junto da FPF para que os estatutos sejam alterados", assinalou, observando que a Federação Internacional de Futebol (FIFA) também já tomou posição idêntica.
"RECORD"

SIMPLEX OU COMPLEX??
Veículos com matrícula estrangeira com 
duas novas formas de pagamento nas SCUT
A partir de sexta-feira, os condutores dos veículos com matrícula estrangeira vão poder aderir a duas novas modalidades de pagamento das portagens das antigas SCUT.
Em comunicado, o Ministério das Obras Públicas, Transportes e Comunicações refere que na segunda-feira foi publicada em Diário da República uma portaria ao abrigo da qual os condutores de veículos de matrícula estrangeira passam a dispor de "modalidades de pagamento simplificadas - além das já existentes - sem necessidade de utilizar um dispositivo electrónico e recorrendo apenas à matrícula do veículo".
Passam assim a estar disponíveis a modalidade de pré-carregamento válido por cinco dias úteis e de pré-carregamento válido apenas para o percurso de ida e volta para o Aeroporto do Porto (via A28 ou via A41).
As duas novas modalidade ficam disponíveis a partir de amanhã, através da página dos CTT na Internet, indicando a matrícula do veículo e utilizando um cartão de crédito no qual são debitados um pré-carregamento mínimo de dez euros (para veículos ligeiros) e de 20 euros (para veículos pesados), ou o equivalente ao trajecto específico seleccionado, e respectivos custos administrativos.
"DIÁRIO ECONÓMICO"

2 - BONSAIS EM FLOR


CLIQUE PARA AMPLIAR





COLOQUE A CIÊNCIA NO SAPATINHO


ELES VÃO ADORAR

Coloque a ciência no sapatinho dos seus amigos e familiares

Se ainda não o fez, é tempo de pensar nas compras de Natal.

Visite a nova loja do Pavilhão do Conhecimento-Ciência Viva e deixe-se contagiar por um espírito de Natal científico.

Guarda-chuvas com constelações, malas com a espessura de uma folha de papel que suportam até 55 kg, kits científicos, robôs, livros, relógios com "pilhas" de fruta, árvores de Natal que crescem durante a noite com a ajuda da ciência, jogos de construção, puzzles matemáticos, origamis, dinossáurios que brilham no escuro. Na loja e na livraria do Pavilhão do Conhecimento encontrará artigos e livros científicos que surpreenderão os seus familiares e amigos nesta Consoada, qualquer que seja a idade.

Descubra algumas das nossas sugestões em www.pavconhecimento.pt e visite-nos para conhecer toda a oferta.

A loja do Pavilhão do Conhecimento-Ciência Viva espera por si de terça a sexta-feira, entre as 10h00 e as 18h00, e aos fins-de-semana e feriados, entre as 11h00 e as 19h00.

Coloque a ciência no sapatinho dos seus familiares e amigos. Boas compras!

Para mais informações:
Loja - 21 891 71 05

PRESTE ATENÇÃO










Escreva-nos "apxxdxdocorreio@gmail,com"

OBRIGADO

JORNAIS DE HOJE


COMPRE JORNAIS