sábado, 11 de dezembro de 2010

6 - JOSÉ VILHENA


ADULTOS »»»»HOMENS PATARECOS

NÓS TAMBÉM DAMOS......

ATÉ NO METRO SE FECUNDA



IN "CORREIO DA MANHÃ"
11/12/10

A BELEZA DE ANGOLA

TESTE A SUA GEOGRAFIA






Sabe onde fica cada um dos países?

Então faça este teste...
À esquerda aparece o país... basta clicar em cima e arrastá-lo para aquele que acha ser o seu o local correcto no mapa à direita...


CONHECES A EUROPA?
.

EDUARDO CABRITA



O falso herdeiro

Cavaco foi um obscuro economista provinciano integrado sem angústias na velha ordem

Sá Carneiro foi um contraditório herói da minha adolescência. Rompeu com o destino fácil de um advogado instalado do Norte por amor à liberdade. Esteve na Assembleia de Marcelo Caetano a defender eleições livres e liberdade de imprensa até provar que não havia emenda para o final cinzento da Primavera traída.

Continuou o combate no ‘Expresso’, o primeiro jornal moderno português, que custava 3$50 e que eu ia comprar com excitação para ler o ‘Visto’ quando a censura não o cortava. Esteve no Portugal de Abril a defender, ao lado de Soares, a rápida consolidação democrática, assumia como referências Olof Palme e Willy Brandt e o jornal da sua JSD chamava-se ‘Pe-lo Socialismo’. Ainda recordo, tinha 14 anos, a tensão emocionada de estar com o meu pai na manifestação do Terreiro do Paço de Novembro de 1975 com Soares e Sá Carneiro de apoio à democracia. No final houve granadas de fumo para gerar confusão, mas o "povo foi sereno" e optou pela democracia e pela Europa. Sinto inconscientemente que decidi nesse tempo grande parte do que fiz nos 35 anos seguintes, como não desistir de intervir e dizer o que penso contra as habituais cobardias pragmáticas de vistas curtas.

Sá Carneiro esteve na política e vida por paixão. Por um Portugal cosmopolita e com sentido de risco. Esteve por Snu como esteve pela liberdade. Era um burguês culto com a paixão pelas artes num tempo de mentes luminosas entre a bonomia determinada de Soares e o olhar metálico de Cunhal, mito estalinista filho da burguesia adotado pelo proletariado. Sá Carneiro disse não ao Portugal medíocre, humilde e cinzento do respeitinho pelos poderes e verdades instaladas. Perdeu-se a hipótese de um bloco social que rompesse com o Portugal conservador que nada fez por Abril e com a AD o socialismo democrático passou a contar só com Soares, Zenha e Sampaio. A sua morte deixou mito e enorme vazio. A direita de Cavaco é tudo o que Sá Carneiro não foi.

Cavaco foi um obscuro economista provinciano integrado sem angústias na velha ordem, que estudou em Inglaterra sem ser tocado pelo fruto proibido da liberdade. Uma das tragédias da ausência de Sá Carneiro é o regresso do espírito da direita medíocre com vergonha da política como se a democracia fosse um mal menor. A reeleição de Cavaco, quase sem debates nem campanha, é a ameaça do Presidente pai austero sobre a rapaziada dos partidos. Sá Carneiro era amigo de Natália Correia, Cavaco nem sabia quantos cantos tem ‘Os Lusíadas’...

IN "CORREIO DA MANHÃ"
08/12/10

MANOEL DE OLIVEIRA


102 ANOS

PARABÉNS:
- PELA FESTA DA VIDA
- POR O SEU PORTUGUESISMO
- PELA SUA ARTE 
- PELA SUA DIGNIDADE

MESMO QUE NÃO SE GOSTE DOS SEUS FILMES MERECE O RESPEITO DE TODOS OS PORTUGUESES

MANOEL DE OLIVEIRA

S.O.S. - AJUDA DE BERÇO

A "AJUDA DE BERÇO" está com problemas de tesouraria.
Em 13 anos esta instituição acolheu perto de 200 bebés que foram assistidas nas duas pequenas casas onde exerce a sua actividade de assistência.


AJUDE A "AJUDA DE BERÇO" informe-se como
- 21 362 81 74
- 21 362 82 76
- 21 362 82 77
- ajudadeberco@ajudadeberco.pt
- http://www.ajudadeberco.pt

5 - ARQUITECTURA DA DESTRUIÇÃO

GUN'S AND ROSES

TENHA UM BOM FIM DE SEMANA


...que isto não vai de mal a melhor


COMPRE JORNAIS

 70% DE DESESPERADOS E 8% DE SALAFRÁRIOS
Portugal: 22% de trabalhadores precários em 2009
Portugal é o terceiro país da União Europeia com a taxa mais alta de trabalhadores contratados a prazo, só ultrapassado pela Polónia e por Espanha. Segundo os dados da Eurostat, Portugal tinha uma maior taxa de pessoas empregadas, mas em situação mais precária em 2009, comparada com a média europeia..
Os dados publicados pela Eurostat relativos a 2009 revelam que 22 por cento da população portuguesa é contratada a prazo. Números ultrapassados apenas pela Polónia, com 26,5 por cento, e Espanha, com 25,4 por cento.A média europeia de trabalhadores em situação precária com mais de 15 anos é de 13,5 por cento, enquanto na zona euro a média é um pouco superior, situando-se nos 15,2 por cento.Segundo o relatório 'Labour Force Survey', a taxa de emprego em Portugal era também superior, com 66,3 por cento, quando a média da União Europeia se situava nos 64,6 por cento e a da zona euro em 64,7 por cento. Ou seja, Portugal registou em 2009 um maior número de pessoas empregadas, mas com contratos mais precários.Em relação aos contratos de 'part time', Portugal encontra-se abaixo da média comunitária. Enquanto em 2009 havia 8,4 por cento de portugueses com contrato a tempo parcial, nos 27 países havia 18,1 por cento e na zona euro 19,5 por cento.A Holanda lidera o número de trabalhadores a 'part-time' e a Bulgária é o país com menor percentagem de trabalhadores contratados a tempo parcial.Para a Organização Internacional do Trabalho, o trabalho precário caracteriza-se por ter "uma duração limitada ou uma elevada probabilidade de o trabalhador perder o emprego."
"SÁBADO"

REMODELAR O PAÍS
Portugueses querem remodelação do Governo
Estudo da Eurosondagem para o Expresso, SIC e Rádio Renascença revela que mudanças no Governo são bem- vindas.
José Sócrates deve remodelar o Governo socialista. E António Mendonça, o ministro das Obras Públicas, é o ministro que mais opiniões recolhe no sentido de dever deixar o Executivo.
De acordo com a sondagem, um conjunto de seis ministros (do total de 16) recolhem claramente mais opiniões no sentido de deverem ser remodelados. São eles António Mendonça, Teixeira dos Santos, Vieira da Silva, António Serrano, Ana Jorge e Rui Pereira.
No pólo oposto encontram-se os ministros Luís Amado e Mariano Gago, que são aqueles que os portugueses mais querem que continuem em funções.
"EXPRESSO"

ACOMPANHA A DÍVIDA
Nível de stress aumenta 75% em Dezembro
Excesso de trabalho, contas extra, férias escolares, trânsito entupido, centros comerciais a abarrotar e filas nos aeroportos. Já todos sabemos que o final do ano é stressante por excelência, mas um estudo revelado pela revista Veja vem comprovar cientificamente o aumento de ansiedade, irritabilidade e tensão no último mês do ano.
Em Dezembro, o nível de stress aumenta, em média, 75% em relação aos outros períodos, revela o estudo realizado pela International Stress Management Association, associação que investiga o stress e as suas formas de prevenção.
Cerca de 700 pessoas economicamente activas, com idade entre 25 a 55 anos, foram ouvidas na elaboração do estudo, explica a Veja. Para 60% dos entrevistados, o excesso de tarefas no trabalho é a principal causa do stress. Já 25% deles atribuíram a ansiedade aos gastos adicionais. «As causas passam pela sobrecarga de trabalho, trânsito, solidão e gastos», explica Ana Maria Rossi, presidente da instituição que elaborou o estudo, em declarações à Veja.
Ansiedade, irritação e tensão são justamente os principais sintomas de um quadro patológico de stress, afirma o psicólogo Júlio Peres, doutorado em neurociência e comportamento. «Mas cansaço, desânimo, taquicardia, sonolência, fadiga e excesso de suor também são sintomas», afirma o psiquiatra Jair Neto.
"SOL"

DEMOCRACIA AMARELA
Prémio Nobel da Paz entregue 
sem a presença do vencedor Liu Xiaobao
O acesso aos sites da BBC, CNN e outros órgãos de informação ocidentais estão bloqueados na China, numa aparente tentativa do Governo chinês para diminuir o impacto da cerimónia em honra do Nobel da Paz 2010
A equipa internacional de advogados do dissidente chinês Liu Xiaobao, Nobel da Paz 2010 e detido na China, lamentou hoje a ausência do laureado e da mulher da cerimónia de entrega do prémio, em Oslo.
"A cadeira do dr. Liu na cerimónia de entrega de hoje estará vazia", declarou Irwin Cotler, uma das defensoras do dissidente chinês, em comunicado.
Liu Xiaobo, condenado em dezembro de 2009 a 11 anos de prisão por "actividades subversivas", foi distinguido pelo Comité Nobel norueguês "pela sua longa e não violenta luta pelos direitos fundamentais na China".
O acesso aos "sites" da BBC, CNN e outros órgãos de informação ocidentais estava hoje bloqueado na China, numa aparente tentativa do Governo chinês para diminuir o impacto da cerimónia em honra do Nobel da Paz 2010, Liu Xiaobo.
Organizações de defesa dos direitos humanos afirmaram que nos últimos dias, "dezenas ou centenas" de dissidentes chineses ficaram em prisão domiciliária, sem contactos telefónicos com o exterior, ou foram impedidas de viajar para fora da China.
A vigilância policial era hoje especialmente apertada nas imediações da casa de Liu Xiaobo, onde a sua mulher, Liu Xia, está retida desde que o Comité Nobel norueguês anunciou a atribuição do Prémio da Paz ao marido, há dois meses.
A imprensa oficial chinesa acentuou hoje as criticas ao Comité Nobel norueguês, mas omitindo as últimas declarações do presidente da instituição, Thorbjoern Jagland, que rejeitou que o Prémio da Paz 2010 seja considerado um ataque à China.
"Não é um prémio contra a China. É um prémio que homenageia pessoas na China (...) Em larga medida, o futuro do mundo está nas mãos deste grande país", disse Jagland na quinta-feira, véspera da cerimónia em honra do Nobel da Paz deste ano, o dissidente chinês preso Liu Xiaobo.
"VISÃO"

VOTOS DE BOAS FESTAS DO GOVERNO
Combustíveis devem voltar 
a subir na próxima semana
A gasolina e o gasóleo ficaram mais caros esta semana e a evolução dos mercados antecipa um novo aumento a partir de segunda-feira.
As gasolineiras que operam em Portugal subiram os preços dos combustíveis pelo menos duas vezes nos últimos dias e na próxima semana o cenário não será muito diferente. Pelo menos a avaliar pelo comportamento dos mercados internacionais, que está já a antecipar novas subidas na gasolina e também no gasóleo, embora a um ritmo menos acentuado.
Os preços praticados pelas gasolineiras têm como base a cotação média da gasolina e do gasóleo na semana anterior. E tendo em conta que, segundo dados da Bloomberg, ambos valorizaram esta semana 1%, prevê-se uma nova subida dos preços dos combustíveis a partir de segunda-feira.
"DIÁRIO ECONÓMICO"

ESPECULAÇÃO CONTINUA
Moody's e Fitch lançam alerta 
sobre bancos portugueses
Moody's avisa que necessidade de Estado vir a ter que apoiar os bancos pode ser mais provável do que se pensava e Fitch aponta para ajuda de UE/FMI a "outro país" após a Irlanda.
Os juros da dívida pública portuguesa voltam a encaminhar-se para a perigosa barreira dos 7%, que o próprio ministro das Finanças definiu como o limite a partir do qual Portugal deveria recorrer à ajuda da UE e do FMI. Depois de novo ataque das agências de notação financeira, a semana encerrou com as Obrigações do Tesouro a dez anos a cotarem nos 6,3%, contra 5,9% uma semana antes e após cinco sessões de subidas consecutivas, que praticamente anularam os ganhos da semana anterior.
Ontem foi a vez da Moody's anunciar a sua decisão de colocar sob vigilância os bancos portugueses, "tendo em vista uma possível degradação" das respectivas notações financeiras, à semelhança do que a Standard & Poor's já tinha feito e um dia a seguir à Fitch ter avisado que "é provável que outro país" tenha que recorrer à ajuda da UE/FMI, além da Grécia e da Irlanda.
Na mira da Moody's estão os cinco maiores bancos portugueses - BPI, BCP, BES, CGD e Santander Totta, entre uma dezena de entidades financeiras, devido à sua "grande dependência do BCE, enquanto o mercado internacional continua fechado" à banca nacional, justifica a agência americana. Aponta ainda para a sua decisão as "medidas de austeridade por parte do Governo e o seu impacto na qualidade dos activos bancários". Como se não bastasse, manifesta dúvidas quanto ao futuro dos negócios dos bancos portugueses, podendo levar à necessidade de um apoio estatal.
"DIÁRIO DE NOTÍCIAS"

SÃO ROSAS SENHORES
Nova tendência no PS apresentará 
candidatura alternativa a Sócrates
Uma nova tendência no seio do Partido Socialista vai ser apresentada na quarta-feira, em Lisboa, com um manifesto e a garantia de uma candidatura alternativa à liderança de José Sócrates.
"Nada ainda está em definitivo mas, se outra pessoa não aparecer, serei eu que encabeçarei uma moção de alternativa ao próximo congresso do Partido Socialista, candidato a secretário-geral para mudar o país, para mudar o partido, para ajudar nas soluções globais para este país", afirmou à agência Lusa Cândido Ferreira, médico, antigo presidente da Federação Distrital de Leiria e primeiro subscritor da iniciativa.
Cândido Ferreira, que remeteu para quarta-feira a divulgação de nomes que integram este grupo de "algumas dezenas" de militantes no qual se incluem ex-deputados e explicou que se tratam de pessoas que "há muito tempo vêm reflectindo sobre a vida política portuguesa" e estão dispostas "a lutar para inverter este estado de coisas".
"JORNAL DE NOTÍCIAS"

À CAUTELA
Equipa espanhola submetida a controlo antidoping
A equipa espanhola, que domingo irá participar nos Europeus de corta-mato, em Albufeira, foi submetida sexta-feira a um controlo antidoping, revelou este sábado o director geral da Federação Espanhola de Atletismo.
«À noite fizeram um controlo, mas isso é algo normal, de rotina, de acordo com o plano da organização têm preparado há vários dias para distribuir o trabalho pelos três hotéis oficiais», disse José Luis de Carlos, em declarações à agência EFE.
Nesta prova, a Espanha irá contar com nenhum dos medalhados no último Europeu, entre os quais o campeão Alemayehu Bezabeh, alegadamente ligado à práticas de doping, tal como o seu treinador, Manuel Pascua.
«Está tudo bem com a equipa. Treinaram esta manhã no circuito e agora estão afastados da pressão mediática, procuram recuperar a normalidade, para se concentrarem no seu trabalho, que é a competição», disse.
Nos últimos dias o atletismo espanhol foi submetido a um apertado controlo judicial, numa operação policial denominada «Galgo». Foram detidas 14 pessoas, entre as quais a campeã do Mundo dos 3.000 metros, Marta Dominguez.
"A BOLA"

ATÉ À PRÓXIMA CHULIÇE
Madeira: Alberto João Jardim 
quer mais autonomia
Alberto João Jardim defendeu na sexta-feira o alargamento dos poderes legislativos da Madeira como forma de evitar “o cinto de castidade” e a “castração legislativa da República".
“A região é autónoma, mas esta autonomia está muito limitada pelos poderes que ainda tem a Assembleia da República”, disse Alberto João Jardim, presidente do Governo Regional da Madeira, durante a iniciativa da Juventude Social-Democrata 'Viver em Autonomia'.
O governante madeirense afirmou que a região não pode legislar em muitas matérias e domínios, considerando que a Madeira está sujeita à “castração legislativa” e ao “cinto de castidade” de Lisboa, referindo-se às leis da República e criticando Portugal Continental por ter “uma visão de império, centralizadora e colonialista”.
Alberto João Jardim defendeu o alargamento dos poderes legislativos da Assembleia Legislativa “a tudo o que não tenha a ver com atributos de soberania” e a eliminação do cargo de representante da República.
"CORREIO DA MANHÃ"

ENGENHARIA PATRONAL
Emprego. Despedir para gerar trabalho, 
indemnizar com dinheiros públicos
José Sócrates garantiu ontem que o Governo não vai mexer no despedimento por justa causa. Depois de participar no debate quinzenal, dedicado ao tema da educação, o primeiro-ministro afirmou que as normas que enquadram os despedimentos se manterão "inalteradas". A primeira fase de negociações com os parceiros sociais começou na quarta-feira, altura em que o ministro da Economia, Vieira da Silva, deixou no ar a possibilidade de discutir o custo das indemnizações. Será aqui que o Governo pretende efectuar algumas mudanças, no sentido de aliviar os custos de despedimento, num país que apresenta um dos valores mais elevados da UE no que diz respeito às rescisões laborais.
A introdução de alterações à Lei Laboral - bem como outras medidas para estimular a competitividade em Portugal, que produzirão efeitos em 2011 - já tinha sido antecipada por José Sócrates, quando alertou para a necessidade de uma agenda "para a competitividade e para o emprego" em 2011. "Salientei que era preciso virar a página, incentivando o crescimento, o sector exportador e o apoio à economia", disse o primeiro-ministro. A acção do governo surge também como resposta à pressão exercida por Bruxelas. E recorde-se que o Fundo Monetário Internacional (FMI) tem instado Portugal a fazer reformas mais profundas no mercado laboral, através da redução do valor da indemnização em caso de despedimento individual - em média um mês por cada ano de trabalho.
Financiar o despedimento Uma das medidas em cima da mesa é a criação de um fundo para financiar os custos do despedimento. A solução, inspirada no modelo espanhol, impedirá os patrões de usarem o argumento dos elevados custos do despedimento como justificação para não criar novos postos de trabalho. Dessa forma, o Governo pretende também influenciar os indicadores internacionais, que colocam Portugal entre os países onde as rescisões individuais de trabalhadores efectivos são mais dispendiosas.
"i"

TRAFULHICES
Portugal entre os piores exemplos mundiais 
quando se fala de contrapartidas militares
Portugal é considerado pela Transparência Internacional um case study devido às suspeitas relacionadas com a aquisição e negociação de contrapartidas pelos dois submarinos às empresas alemãs do consórcio que venceu o concurso.
Num relatório sobre os riscos de corrupção na área das contrapartidas em negócios relacionados com a indústria da Defesa, aquela organização não-governamental identificou três países em que a "corrupção nestes negócios levou a embaraços significativos e perda de credibilidade, não apenas nos ministérios relevantes, mas para o país no geral".
O relatório, feito em Abril, foi disponibilizado ontem na conferência Transparência nas Aquisições Públicas: Análise de casos internacionais na área da Defesa, realizada ontem no Instituto de Ciências Sociais (ICS) da Universidade de Lisboa. A África do Sul e a Grécia foram os outros dois países. Foram também citados a República Checa, Israel, Roménia, Arábia Saudita e Reino Unido.
O caso português serviu para tirar lições: "As contrapartidas enfrentam um escrutínio significativamente reduzido por parte das autoridades". "Este caso demonstra a desadequação dos mecanismos de avaliação e auditoria implementado pelas autoridades", acrescenta-se.
O relatório permitiu ainda fazer o retrato ao universo das contrapartidas nos países da União Europeia. Em média, os valores das contrapartidas atingem 135 por cento do valor dos contratos de negociação. E assinala "a tendência de subida das percentagens das contrapartidas".
"PÚBLICO"

DANI ESPERTINHO LEVA BAILE DO MOURINHO
Mourinho compara Dani Alves a Einstein
O treinador do Real Madrid, José Mourinho, comparou este sábado Daniel Alves ao físico Albert Einstein, depois de o futebolista brasileiro ter dito que o técnico português não tinha inventado o futebol.
"Não descobriu o futebol, nem o vai redescobrir", disse o defesa do Barcelona sobre El Especial.
Com ironia, o timoneiro dos merengues respondeu que "todos têm de aprender com as pessoas inteligentes".
"O que disse o Dani Alves não o diria melhor Einstein. Foi um português que descobriu o seu país, mas não foi um português a inventar o futebol. Tem toda a razão, eu não inventei o futebol", rematou.
"RECORD"

SE CONSEGUES....

LAPÓNIA

O JOÃOZINHO MAIS UMA VEZ


O Joãozinho pergunta ao pai:

- Pai, o que é que a Mãe tem entre as pernas?

- O paraíso, meu filho...

O garoto pergunta novamente:

- E o que é que o Pai tem entre as suas?

- A chave para o paraíso...

- Então dou-lhe um conselho, Pai... mude a fechadura! O nosso vizinho tem uma cópia!



MADAME TUSSAUDS MUSEUM - LONDON

APANHADO DO CLIMA

5 - O BURACO NEGRO DA TERRA


(último episódio)

JORNAIS DE HOJE E SEMANÁRIOS













3 - ERIK JOHANSSON FOTOS IMPOSSÍVEIS


clique para ampliar






3 - CABEÇA PENSADORA