segunda-feira, 29 de novembro de 2010

ZÉ POVINHO

QUANDO O SELIM ESTÁ MUITO ALTO

video







1943 »»»»» CAN CAN

JAPONÊS INVENTA MÁQUINA....


...QUE TRANSFORMA PLÁSTICO EM ÓLEO



Plástico regressa ao petróleo de onde veio ..
Tenho certeza que todos irão achar isto fascinante!! Trata-se apenas um caso de engenho japonês e perseverança.
Ainda bem que há sempre alguém que consegue inventar algo que ajuda a reparar o que estragamos...
O som é todo em japonês. Basta ler as legendas e assistir.
Que grande descoberta!

enviado por ROGER

ANDRÉ MACEDO

ANDRÉ MACEDO

Está um frio de rachar

Os indicadores de confiança são precisos como o Boletim Meteorológico, mas não deixam de revelar a temperatura das águas. Enquanto em Portugal a confiança mantém-se abaixo de zero, na Alemanha o Sol continua a brilhar: em Novembro, o indicador que mede o sentimento económico atingiu o ponto mais alto dos últimos 20 anos. Em 2010, o PIB alemão vai crescer 3,5%, o dobro da Zona Euro, e o sector exportador mantém o diabólico ritmo chinês.
Na verdade, os alemães são os chineses da Europa. Já os portugueses são um cruzamento entre gregos e irlandeses, com traços espanhóis e tiques de italianos do Sul. Verdade? Nas últimas semanas dizem-nos todos os dias que não. Que somos únicos, não nos misturamos com ninguém, não somos contagiáveis por nada, apesar de os mercados indicarem o contrário. Depois do "orgulhosamente sós", chegou a vez do "orgulhosamente únicos". Estamos sempre no lado errado da história.
Na II Guerra Mundial, o comandante inglês John Cunningham era conhecido por abater o dobro dos aviões inimigos. O segredo do êxito era conhecido: ele comia muitas cenouras, tinha uma visão extraordinária por causa da vitamina A - nessa altura, as pessoas normais não sabiam o que eram as vitaminas e a história foi um êxito nos jornais. A realidade, no entanto, não era bem essa: a Força Aérea inglesa tinha desenvolvido um radar mais preciso que tornava o esquadrão nocturno mais mortífero e não queria que o segredo fosse descoberto pelos alemães. A cenoura era apenas um truque para mudar a percepção da realidade.
Portugal deveria fazer o mesmo. Encontrar uma cenoura para mudar a percepção que os mercados - e os alemães, sempre eles - têm do País. Nada de greves, nada de debate político vazio, nada de derrapagens nas contas públicas. Talvez assim se tornasse menos evidente que Portugal está de facto à beira do precipício, a um passo da insolvência. 

IN "DIÁRIO DE NOTICIAS"
26/11/10

ALMORRÓIDA ESTUPEFACTA



Restaurantes vão poder dar comida que sobra em vez de a deitarem ao lixo

Iniciativa da Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRSP) será lançada a 10 de Dezembro e inclui vales de refeições para carenciados.

O piloto António Costa Pereira bem tentava explicar, mas o sobrinho de nove anos não conseguia entender como se pode desperdiçar o que nem chega a ser servido nas cantinas, restaurantes ou empresas de catering. "A comida está boa?" "Está." "E vai para o lixo?" "Vai." "E as pessoas vão buscá-la ao lixo?" "Vão." "Porquê?" "É a lei." António Costa Pereira também não compreendia. Queria ir à Assembleia da República "puxar as orelhas aos deputados" que tinham aprovado tal lei, forçá-los a mudá-la. Juntou mais de 100 mil assinaturas. Afinal, a lei fora mal interpretada. As sobras podem ser doadas desde que se respeitem regras de higiene. E já está no forno uma rede de solidariedade nacional para ligar quem tem refeições de sobra a quem não tem dinheiro para as comprar.

Chama-se Direito à Alimentação. A iniciativa da Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRSP) será lançada a 10 de Dezembro, no Estoril. Autarquias, instituições particulares de solidariedade social (IPSS), fornecedores e estabelecimentos de hotelaria, restauração e bebidas devem inscrever-se no Balcão Único Empresarial - os que aderirem receberão uma placa para colocar à porta.

O secretário-geral da AHRSP, José Manuel Esteves, ouviu o piloto falar e identificou-se com ele. Está preocupado com o empobrecimento da população - e ciente do desperdício que ainda existe. Pelos seus cálculos, só os refeitórios e as cantinas de hospitais, estabelecimentos prisionais, universidades e escolas deitam 35 mil refeições ao lixo todos os dias. Inquieta-o, sobretudo, "a pobreza envergonhada que afecta famílias com crianças".

"Temos sentido de responsabilidade social e mobilizamos [vontades] mais facilmente", acredita. Uma equipa específica registará as adesões e informará os parceiros seguindo um critério de proximidade. As autarquias deverão desempenhar um papel-chave na articulação da rede - até porque, pela natureza dos alimentos, tudo terá de funcionar numa base local, rápida.Oeiras está na linha da frente. António Costa Pereira bateu à porta da câmara e encontrou interlocutor: "Ainda não se sabe quando vai começar o projecto-piloto. A primeira reunião foi a semana passada. A câmara está a fazer o levantamento de necessidades. Para a semana, há reunião com a AHRSP e com a ASAE [Autoridade de Segurança Alimentar e Económica]."

O entrave é o transporte. A ASAE não abdica das temperaturas adequadas (ver caixa). Tem-se reunido com a AHRSP para que tudo possa decorrer dentro das exigências legais. À margem de tudo isto, há muito que um número indeterminado de empresários despacha as sobras para quem delas precisa.

"Pessoas desesperadas"

Que não haja equívocos. "Resto" será o que passa pela mesa do cliente e volta para trás. "Sobra" será o prato que nunca saiu da cozinha. "Em certas paróquias, andam pessoas das instituições a recolher sobras, depois do jantar, nos restaurantes", admite o presidente da Caritas, Eugénio Fonseca. Essa comida não é transportada "em frio", como manda a lei. Viaja distâncias curtas antes de ser distribuída ou de entrar em frigoríficos.

Na sua opinião, nenhuma pequena organização consegue respeitar as exigências. E, "nas actuais circunstâncias, seria um contra-senso a ASAE criar problemas". A situação é tão crítica que algumas creches até fazem comida a mais para as crianças levarem para as famílias comerem à noite. "Faço isso e aconselho todos a fazerem. Se quiserem, prendam-me."

"Não podemos aceitar que no século XXI, na Europa, que é o maior espaço económico e de valores como a dignidade humana, haja gente com fome", diz Manuel Lemos, presidente da União de Misericórdias. "Institucionalmente, digo que devemos cumprir a lei. Pessoalmente, digo que situações excepcionais requerem comportamentos excepcionais."

IN "PÚBLICO"
28/11/10

CORAÇÃO

video

VITORINO

ALMORRÓIDA NO FEMININO



Cérebro feminino é mais activo que o masculino

A descoberta foi feita por acaso, quando uma investigadora canadiana estudava doentes de esquizofrenia

Já se dizia que o cérebro dos homens entra em repouso com mais facilidade que o das mulheres, mas agora há uma explicação científica para isso: a actividade do cérebro é mais intensa nas mulheres do que nos homens. É por isso que eles conseguem ficar sem pensar durante um período maior de tempo.

A descoberta surgiu por acaso, quando Adriana Mendrek, investigadora canadiana do departamento de Psiquiatria da Universidade de Montreal e do Centro de Investigação Fernand-Seguin, estudava várias pessoas no âmbito de uma investigação sobre esquizofrenia, comparando a sua actividade cerebral. Na análise, foram estudadas 42 pessoas não afectadas por esta doença, dos 25 aos 45 anos, realizando uma tarefa com uma figura em 3D enquanto a sua actividade cerebral era medida por ressonância magnética. A medida desta actividade foi registada quando os sujeitos, de ambos os sexos, descansavam. A partir daí a equipa de Mendrek verificou que enquanto as mulheres reflectiam sobre aquilo que tinham acabado de fazer e pensavam naquilo que iriam realizar depois, os homens se limitavam a descansar. A investigadora defende que as mulheres gerem mais tarefas e têm mais preocupações, mesmo na sociedade actual, facto que pode estar ligado a uma actividade cerebral mais intensa. Resta saber quais são as medidas da actividade cerebral que definem uma ligação entre os papéis das hormonas e da pressão social nas mulheres, em comparação com os homens.

IN "i"
29/11/10

O QUEBEC EM IMAGENS

video

ERIC CANTONA »»» NÃO AOS BANCOS

NEMESIS

FILOSOFANDO

 Sokrátes   / Sócrates
 
Sokrátes buscava o Conhecimento. O seu método para alcançá-lo era  o diálogo e a humildade de formular todas as perguntas.
Sócrates prefere o Desconhecimento. O seu método para alcançá-lo é o monólogo e a arrogância de calar  todas as perguntas.
  
Um pensamento de Sokrátes - Quatro características deve ter um juiz: ouvir cortesmente, responder sabiamente, ponderar prudentemente e decidir imparcialmente.
Um pensamento de Sócrates - Quatro características deve ter um juiz: não ouvir escutas, responder obedientemente, ponderar nos riscos que corre e decidir se quer continuar a ter emprego.

 Sokrátes provocou uma ruptura sem precedentes na Filosofia grega.
Sócrates provocou uma ruptura sem precedentes na Auto-Estima portuguesa.
  
Sokrátes tinha um lema: Só sei que nada sei.
Sócrates tem um lema: Eu é que sei.

 Sokrátes auto- intitulava-se "um homem pacífico"
Sócrates auto-intitula-se "um animal feroz".

 Sokrátes foi condenado à cicuta.
Sócrates foi condenado pelas escutas.

 Sokrátes deixou-nos incontáveis dádivas.
Sócrates deixa-nos incontáveis dívidas.

SEU BARROSO, CARIOCA....


...ao que chegou a piroseira

NOVELAS DO CORPO HUMANO


O cu resolveu dar uma volta pelo interior do corpo, chegou ao pâncreas e disse:
- Olá pâncreas, eu sou o cu. Prazer em conhecê-lo, o senhor é muito simpático. Subiu mais um pouco e chegou ao fígado:
- Olá fígado que satisfação em conhecê-lo, eu sou o cu.
Passa lá em casa um dia destes.
E assim foi com todos os órgãos até chegar ao coração. 
O cu apanha o coração a jeito, começa-lhe a apertar as artérias, dá-lhe uma valente surra até o desgraçado do coração conseguir perguntar-lhe assustado:
- Oh cu, foste tão gentil com todos os outros e comigo tratas-me desta maneira?
O cu respondeu:
- Pois é, filho da mãe. Apaixonaste-te pela pessoa errada e eu é que me lixo!

3 - AS PRAIAS HÁ 100 ANOS ATRÁS

clique para ampliar






TENHA UM BOM DIA............

...proteja-se do frio e 
             principalmente dos políticos

COMPRE JORNAIS

SÃO RARAS AS BOAS NOTÍCIAS
2010 está a ser o melhor ano de sempre 
para o sector turístico
Receitas de quase seis mil milhões de euros nosprimeiros nove meses do ano, diz Banco de Portugal
As receitas geradas pelo turismo, em Portugal, desde o início do ano e até ao último mês de Setembro, batem todos os recordes dos melhores anos turísticos: atingiram os 5,87 mil milhões de euros, dos quais 811,6 milhões correspondem ao turismo interno.
Mais de 2,87 mil milhões de euros de receitas foram geradas, só este Verão, com a visita de turistas estrangeiros ao nosso país, naquele que também é um novo recorde para a época alta da actividade turística, superando o melhor ano de sempre (2008).
Segundo o boletim estatístico do Banco de Portugal, ao nível de receitas o crescimento homólogo face ao mesmo período de 2009, é de 12,1%. Mas mesmo quando são comparadas com o mesmo período de 2008, o melhor ano de sempre do turismo nacional, as receitas sobem cerca de 44 milhões de euros.
"JORNAL DE NOTÍCIAS"

À PORTA FACHADA
Leão prepara Lille à porta fechada
Depois do empate no clássico com o FC Porto, o Sporting tem esta semana outro importante jogo, desta feita a contar para a Liga Europa, frente ao Lille, na quarta-feira, às 20.05 horas, no Estádio José Alvalade.
Paulo Sérgio agendou para o início da tarde (15.30 horas, na Academia, em Alcochete) mais um treino de preparação para este confronto, onde começará a preparar a estratégia para vencer os franceses - recorde-se que, no jogo disputado em França entre as duas equipas, na 1.ª jornada da fase de grupos desta competição europeia, os leões venceram por 2-1, com golos de Vukcevic e Hélder Postiga.
À semelhança do que tem acontecido nas últimas semanas, a sessão de trabalho de hoje voltará a decorrer à porta fechada. Paulo Sérgio, desta forma, esconde a estratégia com a qual quer ganhar aos gauleses e carimbar definitivamente o passaporte para os 16 avos-de final da prova, se bem que até o empate garante o apuramento aos leões.
"A BOLA"

MESMO EM DIFICULDADES HÁ GENTE BOA
Banco Alimentar: 
Recorde de 3 265 toneladas de alimentos doados
O Banco Alimentar Contra a Fome bateu recordes durante este fim-de-semana. No total foram 3 265 toneladas de alimentos doados pelos portugueses, mais 775 toneladas do que no ano passado. As expectativas também foram superadas ao nível do voluntariado: mais de 30 mil pessoas em todo o país.
A quantidade recolhida "constitui um recorde absoluto desde que estas campanhas de recolha se efectuam em Portugal", refere Isabel Jonet, presidente do Banco Alimentar, em comunicado divulgado esta segunda-feira, acrescentando que a campanha deste ano "constitui em termos de dimensão uma operação de voluntariado sem qualquer paralelo".
"As quantidades de géneros recolhidos este fim de semana, que, apesar da profunda crise económica que afecta o país, constituem um recorde absoluto, mostram que os cidadãos Portugueses são intrinsecamente generosos e aderem inequivocamente a projectos cujos objectivos compreendem", adianta Isabel Jonet.
"CORREIO DA MANHÃ"

ÓBVIO!!!
Indicadores de clima económico e de confiança 
dos consumidores voltam a diminuir
O indicador de clima económico diminuiu em Outubro e Novembro, após ter estabilizado nos três meses anteriores no valor mais elevado desde Setembro de 2008, segundo os dados do último boletim do Instituto Nacional de Estatística (INE) relativo aos inquéritos de conjuntura às empresas e aos consumidores.
Em Novembro, registaram-se agravamentos nos indicadores de confiança da indústria transformadora, da construção e obras públicas e do comércio, registando-se uma recuperação no indicador dos serviços.
Por seu lado, o indicador de confiança dos consumidores diminuiu significativamente, reforçando o movimento observado no mês anterior e retomando o perfil descendente iniciado em Novembro de 2009, sublinha o estudo do INE.
"JORNAL DE NEGÓCIOS"

ALERTA!
Arquipélago da Madeira sob aviso laranja devido à chuva e dez distritos do norte "pintados" a amarelo
O arquipélago da Madeira encontra-se hoje sob aviso laranja devido à chuva forte, ao mesmo tempo que dez distritos do norte do país estão "pintados" de amarelo, uma situação motivada pelo vento forte e baixas temperaturas.
De acordo com o site oficial do Instituto de Meteorologia (IM), as ilhas da Madeira e Porto Santo permanecem com o aviso laranja ativo, o segundo mais grave, que significa situação meteorológica de risco moderado a elevado.
Os aguaceiros - temporariamente fortes e, por vezes, acompanhados de trovoada até ao final de manhã -- estão na origem da decisão do IM em ativar o aviso laranja até às 12:00 de hoje. Por outro lado, o céu apresentar-se-á muito nublado, com abertas a partir da tarde, e o vento será moderado (20 a 30 km/h) do quadrante norte, fraco (inferior a 15 km/h) na região do Funchal, e soprando temporariamente forte (40 a 55 km/h) de oeste, com rajadas na ordem dos 80 km/h, nas zonas montanhosas e até ao final da manhã.
A forte agitação marítima levou também o IM a colocar o aviso amarelo, que significa situação de risco para a realização de determinadas actividades dependentes das condições meteorológicas, apresentando-se a costa norte com ondas de noroeste com 2,5 a 3,5 metros de altura. Na costa sul, as ondas serão de sudoeste com três a 3,5 metros, diminuindo gradualmente para os dois a três metros e com a temperatura da água a rondar os 20 a 21 graus Celsius.
"i"

E QUANTOS PRA O DESEMPREGO???
“Maior crise de sempre” fechou 
dez mil restaurantes em 2009
“Ando cá desde 1955. Já passei várias crises, mas esta é a pior. O sector vive numa crise como nunca viveu”, afirmou Mário Pereira Gonçalves, presidente da AHRESP - Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal, que conta com 25 mil filiados e se auto intitula a “maior associação do país”.
Cingindo-se à área da restauração, aquele responsável explica que a crise sentida no sector teve início em finais de 2008 mas foi no ano seguinte que agravou. “2009 foi um ano mau, este ano piorou e 2011, se não tomarem medidas, vai piorar ainda mais”.
Mário Pereira Gonçalves fala no encerramento de cerca de dez mil estabelecimentos no ano passado, um número que, embora ressalvando ser ainda cedo para conclusões definitivas, “deverá” aumentar este ano devido ao desemprego e à falta de poder de compra dos portugueses e dos turistas.
Um estudo da AHRESP revela que o sector da restauração e bebidas baixou 20 por cento as receitas entre 2000 e 2009, quando contabilizados os aumentos de inflação e de salário mínimo para o mesmo período.
“Isto quer dizer que o sector trabalha neste momento com preços esmagados e sem margem para lucro”, afirmou o presidente da associação.
"PÚBLICO"

VERBORREIA POLÍTICA, ERA EVIDENTE!!!
Governo admite mais falências 
de operadores turísticos
O secretário de Estado do Turismo assume que “2011 será um ano difícil” que poderá resultar em falências no sector.
A crise económica mundial e as medidas de austeridade do Governo para 2011 podem fazer mais vítimas ao sector do turismo, como aconteceu à agência de viagens Marsans. O Secretário de Estado do Turismo, Bernardo Trindade, admitiu que "é possível que algumas empresas de turismo, pela sua debilidade, possam sofrer os aspectos mais negativos de uma recessão, como acontece noutros sectores de actividade económica".
Apesar da insolvência da Marsans e do pedido de insolvência da Mundiclasse - a quinta maior agências de viagens do País -, que deu entrada no Tribunal esta semana, segundo o jornal "Publico", o secretário de Estado realçaque o Governo criou "um conjunto de iniciativas designadamente na área financeira, que é a que mais aflige as empresas no seu dia a dia". São, sobretudo, medidas que "visam olhar para os fundos comunitários e alargar os prazos de garantia com uma capacidade diferente de reembolso", explicou à margem da abertura do XXXVI Congresso da Associação Portuguesa dos Agentes de Viagens, que decorre no Funchal desde sábado.
"DIÁRIO ECONÓMICO"

QUEM OS INCITA À VIOLÊNCIA, SERÃO OS DIRIGENTES???
Multa pesada em perspetiva
O arremesso de bolas de golfe, telemóveis, petardos e... maçãs para o interior do relvado do Estádio José Alvalade, antes e durante o clássico frente ao FC Porto, vai valer ao Sporting uma pesada sanção pecuniária. Em termos comparativos e a avaliar pelo que aconteceu recentemente no Estádio do Dragão por ocasião da visita do Benfica, a Comissão Disciplinar da Liga de Clubes deverá castigar os leões com uma multa, estando fora de hipótese a possibilidade de interdição do recinto.
Na altura, o FC Porto sofreu uma sanção pecuniária de 4.200 euros devido às infrações cometidas e ao comportamento incorreto do público, com destaque para o arremesso de bolas de golfe em direção do guarda-redes Roberto que, só por si, implicaram uma sanção de 2.500 euros. Acrescente-se que os portistas foram ainda punidos com 1.400 euros pela reincidência neste tipo de comportamento.
"RECORD"

VENHAM MAIS MIL
Mais de 100 mil nascimentos em 2010
Nos primeiros dez meses de 2010 fizeram-se 83 756 testes do pezinho, mais 970 do que em igual período de 2009
Nasceram mais crianças em 2010 do que em 2009. Os dados definitivos dos nascimentos em Portugal só serão conhecidos em meados do ano que vem, mas os testes de pezinho, rastreio que todas as crianças do País devem realizar nos primeiros dias de vida, indicam um aumento comparativamente ao ano passado, o que quer dizer que vamos voltar a subir acima da barreira dos cem mil nascimentos.
Nos primeiros dez meses deste ano fizeram-se 83 756 testes, mais 970 do que em igual período de 2009. "A taxa de cobertura é praticamente de cem por cento, o que nos leva a concluir que há mais crianças este ano", sublinha Rui Vaz Osório, coordenador da Comissão Nacional de Diagnóstico Precoce.
E há uma segunda fonte de informação que indica um aumento da natalidade este ano e que tem que ver com as crianças registadas nas conservatórias. Dados do Ministério da Justiça revelam que nasceram 90 522 bebés entre 1 de Janeiro e 20 de Novembro deste ano, quando em igual período de 2009 eram 89 866. A pesquisa efectuada foi feita por data de nascimento e não pela data de registo, já que o registo pode não corresponder a um nascimento ocorrido no próprio ano (os que nascem em Dezembro, por exemplo).
Trata-se de um pequeno aumento, não chega a mil, mas que é suficiente para que o total de nascimentos volte novamente à centena de milhar, fasquia abaixo da qual tinha descido pela primeira vez em 2009 (ver gráfico). Embora nos anos 60 fossem mais de 200 mil.
"DIÁRIO DE NOTÍCIAS"

SÃO TODOS MUITO MAUS
Na corda bamba
Com o orçamento aprovado na passada sexta feira, é previsível que José Sócrates esteja em fase de preparação de nova equipa governamental. Na corda bamba encontram-se os ministros das Finanças, Obras Públicas, Saúde, Educação e Negócios Estrangeiros. A pressão sobre Teixeira dos Santos é muita. Responsabilizado pelo falhanço da execução orçamental em 2009 e 2010, o titular das Finanças é o «pai» do Orçamento do Estado de 2011, decisivo para a economia portuguesa. Vieira da Silva é o nome apontado para suceder a Teixeira dos Santos. O ministério de Ana Jorge entrou em choque com o das Finanças, depois do «buraco» anunciado de 500 milhões de euros. Adalberto Campos Fernandes e Francisco Ramos são apontados como possíveis candidatos ao lugar de Ana Jorge. O TGV, o novo aeroporto e as SCUT podem «tramar» António Mendonça. Luís Nazaré é o nome mais falado para ocupar o lugar de ministro das Obras Públicas. Em perigo também os ministros António Mendonça e Isabel Alçada. Augusto Santos Silva e Mariano Gago são os nomes que se perfilam como ministros das Obras Públicas e Educação, respetivamente.
"O PRIMEIRO DE JANEIRO"

2 - LINDA HUBER - DESENHOS






2 - POBREZA EM MOÇAMBIQUE

 ONU: Países mais pobres com crescimento de 7,8 pc no início da década mas pobreza aumentou,
Moçambique é exemplo

Maputo – Os países mais pobres do  mundo tiveram um crescimento económico de 7,8 por cento nos primeiros anos do milénio, mas estagnaram nos finais e os objetivos das ajudas internacionais “não foram atingidos”, segundo a ONU. Rolf Traeger, da Conferência das Nações Unidas para o Comércio e Desenvolvimento (CNUCED) comentava quinta-feira em Maputo o relatório anual da instituição apresentado em Genebra sobre a situação dos países mais pobres do mundo. 

O relatório, “Rumo a uma nova Arquitetura desenvolvimento económico. “As políticas deInternacional do Desenvolvimento”, salienta que na última década os países mais pobres resistiram à recessão e cresceram economicamente, mas a pobreza aumentou. Até 2020, disse Rolf Traeger, é necessário precisamente “uma nova arquitetura internacional para o desenvolvimento”, que passa por uma maior cooperação sul-sul, ou seja entre países pobres e não entre os países pobres do hemisfério sul e os ricos do hemisfério norte, e pelo “desenvolvimento inclusivo”, fazendo com que mais população beneficie do desenvolvimento também devem ser discutidas e decididas internamente, pelos próprios países. Atualmente muitas vezes as políticas económicas são mais decididas por instituições externas”, disse. Carlos Castel-Branco, economista moçambicano, disse que o relatório reflete bem a situação de Moçambique, país que, tal como Angola, Guiné-Bissau, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste, está incluído no grupo dos 49 países mais pobres do mundo. Nos últimos seis anos, disse, o Produto Interno Bruto (PIB) moçambicano cresceu 50 por cento, “mas a percentagem da população que vive abaixo da linha da pobreza não se reduziu”. Se Moçambique usasse a tabela de 1,25 dólares per capita para definir a linha de pobreza, o resultado seria de que 70 por cento da população estava nesse limiar, disse o economista, lembrando que, mesmo na tabela mais baixa (um dólar por dia), 54 por cento dos moçambicanos estão abaixo.
Nos últimos seis anos surgiram em Moçambique mais dois milhões de pobres, disse, questionando: “Como é que o PIB, a economia, pode crescer 50 por cento? Como é que o PIB per capita cresce cinco por cento ao ano e o número de pobres aumentou em dois milhões?”. De acordo com o Carlos Castel- Branco, se a economia cresce e a pobreza também, então aumenta a desigualdade. Mas em Moçambique, como noutros países pobres, não se registou grande aumento da desigualdade. Porque, justificou, o pobre gasta o rendimento em alimentos, e o aumento dos preços torna-o ainda mais pobre. “Sem bens básicos baratos e acessíveis, a pobreza vai continuar a aumentar, independentemente do crescimento”. Moçambique recebe anualmente 1,3 mil milhões de euros de ajuda externa, disse Castel-Branco, acrescentando: “por isso é bom continuar a ser pobre”.
O economista criticou também a política do Governo de incentivos fiscais a empresas como a Mozal (alumínios), concluindo: “são os impostos das pessoas dos países ricos que, através da ajuda externa, vêm financiar as multinacionais em Moçambique”. Quanto às medidas preconizadas por Rolf Traeger e contidas no relatório o economista mostrou-se cético: “já vêm sendo mencionadas há muitos anos”, disse, acrescentando que ninguém sabe como resolver todos os problemas, porque se o soubesse não haveria crises económicas.

IN "LUSA"
26/11/10

JORNAIS DE HOJE


compre jornais