sexta-feira, 12 de novembro de 2010

ANTITABAGISTAS


clique para ampliar

SEIO GUINESS

MIA COUTO

Onde é que já vimos isto ??? Afinal, o May be Man é universal (até rima). Ou será que tem raíz portuguesa?



image002.jpg@01CB7CDA O May be man


 Existe o “Yes man”. Todos sabem quem é e o mal que causa. Mas existe o May be man. E poucos sabem quem é. Menos ainda sabem o impacto desta espécie na vida nacional. Apresento aqui essa criatura que todos, no final, reconhecerão como familiar. 

O May be man vive do “talvez”. Em português, dever-se-ia chamar de “talvezeiro”. Devia tomar decisões. Não toma. Sim­plesmente, toma indecisões. A decisão é um risco. E obriga a agir. Um “talvez” não tem implicação nenhuma, é um híbrido entre o nada e o vazio.
A diferença entre o Yes man e o May be man não está apenas no “yes”. É que o “may be” é, ao mesmo tempo, um “may be not”. Enquanto o Yes man aposta na bajulação de um chefe, o May be man não aposta em nada nem em ninguém. Enquanto o primeiro suja a língua numa bota, o outro engraxa tudo que seja bota superior.
Sem chegar a ser chave para nada, o May be man ocupa lugares chave no Estado. Foi-lhe dito para ser do partido. Ele aceitou por conveniên­cia. Mas o May be man não é exactamente do partido no Poder. O seu partido é o Poder. Assim, ele veste e despe cores políticas conforme as marés. Porque o que ele é não vem da alma. Vem da aparência. A mesma mão que hoje levanta uma bandeira, levantará outra amanhã. E venderá as duas bandeiras, depois de amanhã. Afinal, a sua ideolo­gia tem um só nome: o negócio. Como não tem muito para negociar, como já se vendeu terra e ar, ele vende-se a si mesmo. E vende-se em parcelas. Cada parcela chama-se “comissão”. Há quem lhe chame de “luvas”. Os mais pequenos chamam-lhe de “gasosa”. Vivemos uma na­ção muito gaseificada.
Governar não é, como muitos pensam, tomar conta dos interesses de uma nação. Governar é, para o May be Man, uma oportunidade de negócios. De “business”, como convém hoje, dizer. Curiosamente, o “talvezeiro” é um veemente crítico da corrupção. Mas apenas, quando beneficia outros. A que lhe cai no colo é legítima, patriótica e enqua­dra-se no combate contra a pobreza.

Mas a corrupção, em Moçambique, tem uma dificuldade: o corrup­tor não sabe exactamente a quem subornar. Devia haver um manual, com organograma orientador. Ou como se diz em workshopês: os guidelines. Para evitar que o suborno seja improdutivo. Afinal, o May be man é mais cauteloso que o andar do camaleão: aguarda pela opi­nião do chefe, mais ainda pela opinião do chefe do chefe. Sem luz verde vinda dos céus, não há luz nem verde para ninguém.
O May be man entendeu mal a máxima cristã de “amar o próximo”. Porque ele ama o seguinte. Isto é, ama o governo e o governante que vêm a seguir. Na senda de comércio de oportunidades, ele já vendeu a mesma oportunidade ao sul-africano. Depois, vendeu-a ao portu­guês, ao indiano. E está agora a vender ao chinês, que ele imagina ser o “próximo”. É por isso que, para a lógica do “talvezeiro” é trágico que surjam decisões. Porque elas matam o terreno do eterno adiamento onde prospera o nosso indecidido personagem.
O May be man descobriu uma área mais rentável que a especulação financeira: a área do não deixar fazer. Ou numa parábola mais recen­te: o não deixar. Há investimento à vista? Ele complica até deixar de haver. Há projecto no fundo do túnel? Ele escurece o final do túnel. Um pedido de uso de terra, ele argumenta que se perdeu a papelada. Numa palavra, o May be man actua como polícia de trânsito corrup­to: em nome da lei, assalta o cidadão.

Eis a sua filosofia: a melhor maneira de fazer política é estar fora da política. Melhor ainda: é ser político sem política nenhuma. Nessa fluidez se afirma a sua competência: ele e sai dos princípios, esquece o que disse ontem, rasga o juramento do passado. E a lei e o plano servem, quando confirmam os seus interesses. E os do chefe. E, à cau­tela, os do chefe do chefe.
O May be man aprendeu a prudência de não dizer nada, não pensar nada e, sobretudo, não contrariar os poderosos. Agradar ao dirigen­te: esse é o principal currículo. Afinal, o May be man não tem ideia sobre nada: ele pensa com a cabeça do chefe, fala por via do discurso do chefe. E assim o nosso amigo se acha apto para tudo. Podem no­meá-lo para qualquer área: agricultura, pescas, exército, saúde. Ele está à vontade em tudo, com esse conforto que apenas a ignorância absoluta pode conferir.
Apresentei, sem necessidade o May be man. Porque todos já sabíamos quem era. O nosso Estado está cheio deles, do topo à base. Podíamos falar de uma elevada densidade humana. Na realidade, porém, essa densidade não existe. Porque dentro do May be man não há ninguém. O que significa que estamos pagando salários a fantasmas. Uma for­tuna bem real paga mensalmente a fantasmas. Nenhum país, mesmo rico, deitaria assim tanto dinheiro para o vazio.
O May be Man é utilíssimo no país do talvez e na economia do faz-de-conta. Para um país a sério não serve.

ARTE CONTEMPORÂNEA, O QUE É???????????????

JOÃO PAULO GUERRA


Blindados

Já li num jornal que os alertas que têm invadido os jornais sobre putativos motins e outros distúrbios iminentes em Lisboa são simplesmente uma cartada do MAI para justificar a despesa extraordinária de 5 milhões com a compra de blindados anti-motim para suposta segurança da Cimeira da NATO.

Como em campanha publicitária, os alertas têm subido de dramatismo à medida que se aproxima a data da Cimeira e que os blindados não chegam. Há jornais que publicam verdadeiros ‘features' dos serviços secretos com as mais estrambólicas ameaças que andarão a pairar sobre o coitado do português. Perigosíssimos terroristas, que no dia seguinte são designados por extremistas, depois por anarquistas, mais tarde por esquerdistas, estarão entre nós preparados para pôr Lisboa de pantanas, mergulhada numa onda de inaudita violência.

De maneira que me parece que a jogada é mais ampla. Trata-se não apenas de justificar o dispêndio de 5 milhões em tempos de apertos, como também de diabolizar o cidadão que, no uso dos seus direitos, critique a NATO, a Cimeira de Lisboa e a ideia de globalização da Organização dita Atlântica. Quem o ousar é obviamente um malandrim a soldo do famoso Bin Laden, portador de armas de destruição maciça como as que ninguém encontrou no Iraque, merecedor de ser entregue à voragem das lagartas dos blindados.

Outra hipótese, também já aventada nos jornais, é que os blindados vão chegar à PSP, mas não para a Cimeira da NATO. Então para que serão os blindados anti-motim? Para a greve geral ou outras greves e manifestações que aí venham de contestação à austeridade de uma banda só? Só faltava mais essa. Que a política de empobrecimento extremo dos portugueses se escudasse por detrás de novos émulos do capitão Maltês ou do tenente Carrajola.

IN "DIÁRIO ECONÓMICO"
08/11/10

AO SEGUNDO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!




enviado por M. COUTINHO

GUERRA DE 1914 - 1918


Um filme raríssimo sobre a 1ª Guerra que levou à morte mais de 9 milhões de pessoas

ALMORRÓIDA SOLIDÁRIA

Rapaz de 16 anos precisa de medula


"Acho que as pessoas deviam ir porque é só tirar um bocado de sangue e podem-me salvar a vida". Este singelo mas profundo apelo sai directamente da alma do Bertinho, um rapaz de 16 anos que necessita de um transplante de medula óssea para continuar a alimentar os sonhos que qualquer jovem desta idade quer ver tornados realidade.

Há quatro anos foi-lhe diagnosticada uma neutropnia mas continuou a fazer a vida normal na escola e a jogar futebol, com autorização médica. Em Setembro fez novos exames e foi detectada uma evolução para aplasia medular, e a única solução é um transplante de medula óssea compatível.

Nesse sentido, está marcada para domingo, nas instalações da Escola Secundária de Fafe, uma recolha de sangue das 10 às 16 horas para que se tente descobrir um dador compatível com o Alberto Jorge. "Tem uma irmã com 19 anos mas nem ela nem ninguém da família é compatível", garantiu a mãe. Feliciana Martins, vive a angústia do filho que está privado de fazer as coisas de que mais gosta.

"Não pode frequentar ambientes com muita gente, porque não tem defesas. Tem de estar afastado de pessoas doentes e há mês e meio que passa os dias em casa, como ele diz, de janela em janela".

Nesta altura, Bertinho frequenta o 11º ano da área de Ciências da Escola Secundária de Fafe mas assiste às aulas em casa através de videoconferência. Ausência total tem tido aos treinos de futebol, a sua grande paixão, que pratica desde os cinco anos. Actualmente, representa a equipa de juvenis da AD Fafe. "Tenho fome de bola e gostava de seguir carreira de jogador mas sei que é complicado. Quero tirar um curso e ter uma profissão", afirmou Bertinho.

A mãe elogia o espírito solidário dos colegas e a postura dos professores. "No início, ficou muito revoltado e quis ficar no quarto sozinho. Pôs tudo de pernas para o ar. Desde que começou a ter aulas pela internet e a contactar com os professores ganhou outra força", explicou. Feliciana deposita todas as esperanças na recolha de domingo para poder ultrapassar a "angústia muito grande" que varre esta família.

IN "JORNAL DE NOTÍCIAS"
12/11/10

1 - SPORTING




P: O que fazem os jogadores do Sporting depois de terem ganho ao Benfica,  terem ganho a Super liga e passarem a primeira fase de apuramento para a Liga dos Campeões?
R: Desligam a PlayStation

WONDER GIRLS

ALMORRÓIDA AMARFANHADA




EUA aprovam imagens-choque 
em maços de tabaco

 As autoridades norte-americanas aprovaram um conjunto de 36 fotografias que vão passar a constar nos maços de tabaco comercializados no país.
A opção prende-se com uma política mais agressiva nas mensagens sobre os malefícios do cigarro com o objectivo de levar os fumadores a mudarem de hábitos.
As imagens vão ser incluídas progressivamente nos maços de tabaco, prevendo-se que todos as possuam a partir de 2012. Sabe-se ainda que as fotografias vão ocupar 50% do espaço disponível de cada pacote.

IN "CORREIO DA MANHÃ"
11/11/10

NADANDO COM PEIXES SOL GIGANTE

clique no 'view subtitles'  para legendar em português

O PORTO - curiosidades

clique 2xs para ler bem





A CAÇA NO POLO NORTE





Se adora a natureza, se vê filmes temáticos sobre o Polo Norte, esqueça!!!

C O M E D O R I A S

TUDO É POSSIVEL COM ESFORÇO

TENHA UM BOM DIA............

... faça das tripas coração!!!

compre jornais

A ENGO(R)DINHAR
Ministério Público investiga administrações da Refer
Procurador quer apurar responsabilidades criminais nas situações de favorecimento a Godinho.
O procurador do processo "Face Oculta" quer apurar eventuais responsabilidades criminais das várias administrações da Refer nas múltiplas situações de favorecimento de Manuel Godinho e das empresas por si geridas.
Face aos indícios da prática de crimes de corrupção, tráfico de influências e participação económica em negócio, João Marques Vidal considera, num despacho de final de Outubro último, que se justifica a extracção de certidão, para a instauração de inquérito, para apuramento de responsabilidades criminais de gestores que passaram pela empresa. Não especifica, contudo, as administrações em questão.
A Refer, que foi criada em 1997, teve até agora quatro conselhos de administração. Entre 1997 e 2000, a empresa que gere a rede ferroviária nacional era presidida por Manuel Frasquilho, tendo-lhe sucedido Cardoso dos Reis no período de 2000 a 2002. Nesse ano, Braancamp Sobral passou a liderar o conselho de administração da Refer até 2005, altura em que foi substituído pelo actual presidente Luís Pardal.
"JORNAL DE NEGÓCIOS"

 O G20 ESTÁ-SE NAS TINTAS
Dia Mundial Contra a Pneumonia: 
doença mata uma criança a cada 20 segundos
O Dia Mundial contra a Pneumonia é hoje assinalado, numa altura em que em cada vinte segundos uma criança morre desta doença, fazendo com que mais de 1,5 milhões de menores morram anualmente, uma cifra que podia diminuir drasticamente através da vacinação.
Segundo dados divulgados em Genebra, Suíça, a pneumonia é a principal causa de morte de crianças até aos cinco anos em todo o mundo, matando mais que a sida, malária e sarampo, apesar de a doença ser previsível.
A vacina contra a bactéria responsável pela pneumonia existe há várias décadas em todo o mundo desenvolvido, mas os países mais pobres não têm recursos para comprá-la e administrá-la.
As crianças dos países em desenvolvimento têm 89 vezes mais possibilidades de morrer devido à pneumonia do que os menores dos países ricos.
É por isso que no Dia Mundial contra a Pneumonia a Aliança Mundial para a Vacinação e Imunização, da qual fazem parte vários Estados, o Banco Mundial, a Organização Mundial de Saúde (OMS) e a UNICEF, entre outros parceiros, alerta para a necessidade urgente de se encontrar fundos que garantam uma vacinação alargada.
"i"

O DESPORTO DO NOSSO CONTENTAMENTO
Trio a caminho do Masters
telma, pina e joana ramos estão no top-10 mundial
Portugal, ao que tudo indica, terá três atletas no Masters de Baku, no Azerbaijão, que reunirá, entre 15 e 16 de janeiro de 2011, os 16 melhores judocas do ranking mundial em cada categoria de peso.
Os olímpicos Telma Monteiro (57 kg) e João Pina (73 kg), e Joana Ramos (52 kg) estão no top-10 da lista da FIJ, encontrando-se em boa posição para fazerem parte da elite internacional, quando faltam apenas seis provas pontuáveis, designadamente a Taça do Mundo de Apia (Samoa) e Grand Prix de Abu Dabhi (EAU), ainda este mês, Taça do Mundo de Swon (Coreia do Sul), Grand Slam de Tóquio (Japão) e Grand Prix de Quindao (China) em dezembro.
"RECORD"

O CACIQUE DO CARUNCHO!!!
Jardim desafia Tribunal de Contas 
com nova resolução sobre o Estádio dos Barreiros
Sem apresentar qualquer considerando nem justificação, o executivo de Alberto João Jardim em deliberação tomada no plenário de 4 de Novembro e agora publicada no Jornal Oficial, passa os prometidos 31 milhões para aquele montante. A nova resolução com o número 1338/2010 remete para a responsabilidade do clube “os custos remanescentes” que, assumidos pelo governo na anterior decisão (nº 1299/2010) publicada no passado dia 22 de Outubro, elevavam para mais de 45 milhões os encargos da região com o novo estádio, não incluindo o antigo campo e os terrenos anexos avaliados em quase 17 milhões de euros.
De acordo com a nova programação financeira fixada pela nova resolução, os 39,55 milhões de euros, sem inclusão do IVA, serão inscritos nos próximos orçamentos regionais até 2018. No ano corrente serão concedidos 184 mil euros, no próximo ano 1,1 milhões, em cada ano entre 2012 e 2015 cerca de 1,9 milhões por ano e 11 milhões em cada um dos três últimos anos.
Recorde-se que Jardim, indiferente à recente recusa de visto do Tribunal de Contas ao contrato de financiamento público ao novo estádio, decidiu marcar a sua inauguração para Junho de 2011, antes das próximas eleições regionais.
O tribunal recusou o visto ao contrato-programa, considerando-o “irrelevante de um ponto de vista jurídico” por não ter como pressuposto a promoção do interesse público. Pôs também em causa a “discricionária” decisão de governo madeirense de, “num contexto marcado pela partilha de recursos escassos”, assumir responsabilidades financeiras plurianuais que não eram suas.
"PÚBLICO"

É MUITO ALARME JUNTO, QUEM QUEREM DISTRAIR??
Risco elevado de distúrbios na Cimeira 
coloca País em alerta
Responsáveis admitem alta probabilidade de ataques de anarquistas. A PSP garante que está preparada.
O presidente do Observatório de Segurança, Criminalidade Organizada e Terrorismo, José Manuel Anes, disse ao Diário Económico que "há uma probabilidade superior a 90% de ocorrerem distúrbios provocados por grupos radicais de anarquistas durante a cimeira da NATO, a não ser que estes sejam detidos nas fronteiras". "É quase inevitável que esses grupos se manifestem", acrescentou o responsável do OSCOT.
Ao Diário Económico, a Direcção Nacional da PSP diz "estar preparada" para adequar, a todo o momento, o nível dos meios humanos e materiais, "em função do grau de ameaça identificado". E o próprio ministro da Administração Interna, Rui Pereira, já tinha afirmado que, embora não haja "motivos para alarme", o Governo e as forças envolvidas na operação de segurança da Cimeira da NATO, que se realiza em Lisboa, entre 19 e 20 deste mês, têm de estar "atentos a todos os sinais". "As avaliações do risco e ameaças estão a ser permanentemente monitorizadas pelas entidades que têm essa competência específica em Portugal", esclareceu Paulo Flor, da DN da PSP. "Essas actualizações são atempadamente do conhecimento da força de segurança", acrescentou.
"DIÁRIO ECONÓMICO"

POLÍTICA DE SAÚDE "A VER BACILOS"
Portugal é quinto país da UE com mais tuberculose
Combinação de VIH e tuberculose é demasiado elevada no País
Portugal é o quinto país da União Europeia com mais casos novos de tuberculose, de acordo com o relatório "Controlo Global da Tuberculose 2010", da Organização Mundial de Saúde (OMS), ontem divulgado. O documento refere que, em 2009, a taxa de incidência por cem mil habitantes era de 30 em Portugal, o que significa que apenas Estónia, Lituânia, Letónia e Bulgária tiveram mais casos da doença na União Europeia,
O relatório do Observatório Nacional das Doenças Respiratórias, divulgado recentemente, dava conta de 2756 casos em Portugal, dos quais 2565 eram novos. Por isso, apontava uma taxa de incidência de 24,1 casos, muito abaixo da referida pela OMS. Por essa razão, o presidente do Observatório reage a esta informação com estranheza: "Por vezes, os dados que são enviados ainda não são os mais actualizados", diz Artur Teles Araújo. Apesar disso, mesmo com os 24 por cem mil, "ainda estamos acima da meta definida pela OMS, que é de 20, que nos vai tornar um país de baixa incidência", refere.
Na região europeia da OMS, Portugal fica em 19.º lugar numa lista de 53 países, mais ou menos os mesmos em termos de prevalência da doença. Mas o pior país é o Tajiquistão, com 200 casos novos por cem mil habitantes.
Teles Araújo refere que "Portugal tem vindo a reduzir a sua incidência, mas tudo isso é sempre um processo demorado". Em 1990, por exemplo, tínhamos 78 casos por cem mil, o que representa uma diferença significativa. Na opinião do pneumologista, o grande problema de Portugal continua a ser o diagnóstico da doença. "Demoramos seis semanas em média até confirmar a doença, porque a análise ainda é demorada. Até lá, a pessoa pode ir contagiando outras", alerta. "Neste momento já há uma análise que confirma o diagnóstico em poucos dias. Já a usamos mas ainda não é suficientemente generalizada."
"DIÁRIO DE NOTÍCIAS"

 E O LUXO DO VATICANO??
Exigido fim das 'remunerações exorbitantes '
Assegurando não estar a atacar o Governo, Conferência Episcopal Portuguesa pede fim dos desequilíbrios sociais no País.
Os bispos exigiram, ontem, o fim de 'remunerações, pensões e recompensas exorbitantes', considerando que as medidas de austeridade devem ser acompanhadas pela correção de 'desequilíbrios inaceitáveis e de provocantes atentados à justiça social', 'É hora para pôr cobro à atribuição de remunerações, pensões e recompensas exorbitantes, ao lado de pessoas a viver sem condições mínimas de dignidade', refere o comunicado final da 176.ª Assembleia Plenária da Conferência Episcopal Portuguesa, que, ontem, terminou em Fátima.
Lido parcialmente pelo porta voz da CEP, padre Manuel Morujão, o documento sustenta que 'lucros indevidos, meros proveitos eleitorais e resultados oportunistas não servem a recuperação nacional', acrescenta o comunicado. Os prelados entendem também que é 'hora para repensar as atitudes éticas e cívicas com lucidez vigorosa',
O presidente da CEP, Jorge Ortiga, garantiu, posteriormente, que não está a dar um puxão de orelhas ao Governo quando pede o fim das remunerações exorbitantes, considerando que a denúncia é 'um dever e obrigação', da Igreja Católica.
"O PRIMEIRO DE JANEIRO"

INSTALADA A POBREZA
Portugueses devem 270 milhões à EDP
As dívidas dos portugueses às empresas de serviços começam a acumular-se. As facturas da luz em atraso totalizam cerca de 270 milhões de euros. Já nas telecomunicações, existem actualmente 3 milhões de processos por incumprimento em Secretaria de Injunção. Veja o vídeo.
A situação económico-financeira do país está a deixar os portugueses cada vez mais fragilizados e os efeitos sentem-se, principalmente, na hora de pagar as contas. Os níveis de incumprimento não param de subir e as empresas de serviços acumulam cada vez mais facturas em atraso.
A dívida de clientes (domésticos e empresariais) vencida a seis meses e provisionada nas contas da EDP totaliza actualmente cerca de 267 milhões de euros, valor que representa o acumulado de vários anos, avançou Jorge Cruz Morais, administrador executivo da eléctrica nacional durante o Media Day promovido pela empresa.
A crise económica justifica os atrasos nos pagamentos, mas mesmo assim, administrador garantiu que "boa parte deste valor vai ser recuperada. É uma mera conta de balanço, muito idêntica à verificada em 2009. A EDP tem tido um acompanhamento da dívida de clientes que lhe permite recuperar a maior parte do valor em causa".
"JORNAL DE NOTÍCIAS"

UMA ALEGRIA DE VEZ EM QUANDO
André Lico apurado para a final do Mundial
Campeão do Mundo de duplo-mini trampolim em São Petersburgo, há um ano, André Lico começou, na quinta-feira, da melhor maneira a defesa do título ao ser o melhor (74.000 pts) entre os 27 concorrentes à final desta tarde (18h de Portugal) do 27.º Mundial de trampolins que decorre no pavilhão Les Àrenes, em Metz (França), até sábado.
O atleta do Lisboa Ginásio, de 22 anos integrou o lote dos dez finalistas com um ponto de vantagem sobre o australiano Jack Penny e o americano Austin White, ambos com 73.000 pts. O russo Alexander Zebrov (72.800) teve que se contentar por enquanto com o quarto posto.
Nas qualificações a Selecção contou também com as actuações de André Pocinho (16.º, 70.500) e Bruno Nobre (25.º, 56.700). André Fernandes, que se lesionara na véspera num treino, não conseguiu recuperar para a prova. Será uma enorme perda para Portugal visto que o atleta do Ginástica de Loulé havia sido bronze no Mundial de 2009 e ajudara igualmente, a par de Lico na conquista do ouro por equipas.
"A BOLA"

AMIGOS AMIGOS NEGÓCIOS À PARTE
Rússia não vai investir em 
títulos de dívida de Portugal
A Rússia vai corrigir a metodologia de gestão dos seus activos e não pretende adquirir títulos de dívida de Portugal e da Irlanda, revelou hoje Arkadi Dvorkovitch, assessor do Kremlin para assuntos económicos, à margem da cimeira do G20.
"Pelo que sei, a Irlanda e Portugal encontram-se hoje na lista dos países em que os nossos activos soberanos não devem ser investidos nos próximos tempos", acrescentou.
"CORREIO DA MANHÃ"

BAIRRO SOCIAL JAPONÊS


clique para ampliar








enviado por MARTINS

PORTUGAL

JORNAIS DE HOJE


compre jornais