quarta-feira, 10 de novembro de 2010

CHÁ DE SAQUINHO

6 - NATUREZA LIBIDINOSA

UMA COZINHA INDIANA


,


QUE ESTRANHO PENALTY

5 - TANGO

Como se faz um deputado...


-  1 dose de falta de carácter
-  1 dose de ganância
-  1 dose de mentira
-  Euros qb
-  1 pitada de merda
   
Nota: Não exagerar na merda, senão sai um ministro!...

FERNANDA CÂNCIO

    FERNANDA CÂNCIO

    IQJ*

    Ontem à tarde, no Twitter, o investigador do Instituto de Ciências Sociais Pedro Magalhães referia que Portugal subira um lugar, de 41.º para 40.º, no Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) da ONU. Logo de seguida retuítou (difundiu) um tuíte de José Manuel Fernandes, ex-director do Público, com o linque de uma notícia do Expresso que anunciava uma descida de seis lugares para o país no IDH. Tentando perceber o motivo da discrepância, Magalhães foi investigar e descobriu que os critérios do IDH mudaram, pelo que as posições dos países também. Assim, apesar de ter melhorado os seus indicadores, Portugal passou de 34.º em 2009 para 40.º em 2010. A página relativa ao país, que ostenta um gráfico, não permite dúvidas: Portugal tem vindo sempre a subir (embora pouco desde 2000) de 1980 a 2010.
    A origem do erro, a agência Lusa, acabou por corrigi-lo ao fim da tarde. Os sites dos jornais foram alterando as respectivas notícias sobre o relatório. Mas, se de algum modo a mudança de critérios faz compreensível a confusão da agência, há algo que não se percebe: sabendo-se quais são os parâmetros - longevidade, escolaridade, rendimento per capita - que o ranking da ONU considerava até agora (foram-lhe este ano acrescentados mais três, entre eles a desigualdade de género) - não parece ter ocorrido a ninguém uma pergunta básica, a saber, que hecatombe se teria passado por cá entre 2008 e 2009 para justificar uma queda de seis lugares. Assim de repente ninguém se recorda, não é? Aliás, pelo contrário: nos indicadores da OCDE e do Eurostat Portugal tem vindo a diminuir, mesmo se ligeiramente, o índice de pobreza; o Governo tem sido periodicamente acusado de "facilitismo" na escola e de "fraude" na educação de adultos, com vista, alegadamente, à melhoria dos indicadores escolares do País, logo, se esses indicadores estivessem a piorar dificilmente ocorreria a alguém fazer esse tipo de denúncia; não demos conta de estar a morrer mais e mais cedo.
    Que explica, então, o automatismo acéfalo, em alguns casos despudoradamente triunfante, com que se reproduziu uma informação tão negativa? A resposta a esta pergunta não é fácil nem exclusivamente conjuntural. Para além da óbvia má vontade da generalidade dos media em relação ao Governo em funções, há algo mais fundo que leva os portugueses, a começar pelos jornalistas, a estar sempre prontos a acreditar no pior possível sobre si e o seu País, sobretudo quando vem "de fora". Medo de existir ou desculpa para ser medíocre, este penchant provinciano pelo auto-insulto e pelo desmerecimento tem no jornalismo um nome bem menos romântico: incompetência e enviesamento. Comprazamo-nos pois com isso - no ranking da qualidade jornalística, tem sido sempre a descer.
    *Índice de Qualidade Jornalística

    IN "DIÁRIO DE NOTÍCIAS"
    05/11/10

    QUANDO UMA MULHER SOFRE EM SILÊNCIO É PORQUE O SEU 
    TELEMOVEL NÃO TEM SALDO


    enviado por SÓNIA I.

    MADE IN PORTUGAL S.F.F.

     O ZÉ, depois de dormir numa almofada de algodão (Made in Egipt), começou o dia bem cedo, acordado pelo despertador (Made in Japan) às 7 da manhã.

    Depois de um banho com sabonete (Made in France) e enquanto o café (importado da Colômbia) estava a fazer na máquina (Made in Chech Republic), barbeou-se com a máquina eléctrica (Made in China).


    Vestiu uma camisa (Made in Sri Lanka), jeans de marca (Made in Singapure) e um relógio de bolso (Made in Swiss).


    Depois de preparar as torradas de trigo (produced in USA) na sua torradeira (Made in Germany) e enquanto tomava o café numa chávena (Made in Spain), pegou na máquina de calcular  (Made in Korea) para ver quanto é que poderia gastar nesse dia e consultou a Internet no seu computador (Made in Thailand) para ver as previsões meteorológicas.


    Depois de ouvir as notícias pela rádio (Made in Índia), ainda bebeu um sumo de laranja (produced in Israel), entrou no carro Saab (Made in Sweden) e continuou à procura de emprego.


    Ao fim de mais um dia frustrante, com muitos contactos feitos através do seu telemóvel (Made in Finland) e, após comer uma pizza (Made in Italia), o Zé decidiu relaxar por uns instantes.


    Descalçou os seus sapatos (Made in Nederland), sentou-se num sofá (Made in Denmark), serviu-se de um copo de vinho (produced in Chile), ligou a TV (Made in Indonésia) e  pôs-se a pensar porque é que não conseguia encontrar um emprego em PORTUGAL....


    Talvez esta mensagem devesse ser enviado aos consumidores portugueses. 
    O Ministério da Economia de Espanha estima que se cada espanhol consumir 150€ de  produtos nacionais, por ano, a economia cresce acima de todas as estimativas e, ainda por cima, cria postos de trabalho.

    SÓ MAIS UMA INFORMAÇÃO... 
    PRODUTOS NACIONAIS COMEÇAM TODOS POR 560 NO CÓDIGO DE BARRAS... 
    NÃO CUSTA NADA... É SÓ OLHAR E ESCOLHER...
    PRINCIPALMENTE OS PORTUGUESES...

    SCOUT NIBLET

    ALMORRÓIDA DE CARTÃO



    Portugueses com mais cartões

    Os portugueses têm cada vez mais cartões de débito mas usam-no menos. Esta é a conclusão de um estudo apresentado esta quarta-feira pela Mastercard.

    De acordo com o estudo da Mastercad, 86,4 por cento de todos os portugueses com mais de 15 anos têm um cartão de débito. Uma subida face a 2008 e 2009. E um terço da população tem pelo menos dois cartões de débito na carteira.

    Apesar de haver mais cartões de débito nas mãos dos portugueses, dada a "delicada situação financeira, os consumidores parecem estar a refrear o consumo", segundo Paulo Raposo, da Mastercard Europe. De facto, existe uma quebra de cerca de um ponto percentual no número de consumidores que usam o cartão para fazer gastos. Mesmo assim, 95,6 por cento da população admite usar o cartão de débito.

    Com o cartão de crédito "as pessoas usam os seus cartões menos frequentemente, o que é indicador da quebra de consumo". A maioria dos detentores de um cartão de crédito, 32,4 por cento, preferem ter apenas um cartão desse tipo para ser mais fácil controlar os gastos.

    Compras de supermercado, roupa e hóteis continuam a ser as justificações mais frequentes para usar tanto o cartão de débito como o de crédito.

    IN "CORREIO DA MANHÃ"
    110/11/10

    Ainda bem que filmou, senão era mais uma história de pescadores....




    ALMORRÓIDA TÓXICOINDEPENDENTE


    Portugal tem os toxicodependentes 
                             mais velhos da Europa

    Portugal regista 28 por cento das pessoas com 40 anos ou mais em início de tratamento na Europa, revela o relatório anual do Observatório da Droga e da Toxicodependência (OEDT).

    O documento, divulgado hoje em Lisboa, indica que "Portugal reporta a percentagem mais elevada de consumidores de droga mais idosos em início de tratamento", o que, juntamente com dados recolhidos em outros países europeus, permite concluir que o consumo de droga já não pode ser visto só como um "fenómeno juvenil".

    O director do OEDT, Wolfgang Götz, frisa que os serviços de assistência são cada vez mais chamados para ajudar "utentes mais idosos, cuja saúde sofre os efeitos combinados do consumo prolongado de droga e do envelhecimento". Trata-se de "um problema crescente" quer para os serviços dedicados aos toxicodependentes quer para os serviços de saúde e assistência social genéricos, acrescenta o diretor do OEDT.

    Portugal é um dos países da Europa Ocidental identificados pelo OEDT onde ocorreu "a primeira epidemia de consumo de heroína nas décadas de 1980 e 1990" e onde os serviços de tratamento de substituição de opiáceos assistem uma percentagem "muito substancial" de pessoas mais velhas.

    Nos países da Europa Central e Oriental, onde os opiáceos começaram a ser consumidos mais tarde - "final da década de 1990, década de 2000" - é só um questão de tempo até haver consumidores mais velhos. Mas para os consumidores mais velhos que já existem, os programas de tratamento "são raros na Europa", salienta o OEDT no relatório. Quando chega aos 40 anos, um toxicodependente pode necessitar de cuidados que normalmente se reservam para uma pessoa de 60, indica o relatório.

    IN "DIÁRIO DE NOTÍCIAS"
    10/11/10

    PISCINA DE ONDA EM TOQUIO


    PARA ONDE FOI A ÁGUA?

    ESQUEMAS EM MOÇAMBIQUE

     Julgamento destapa (mais) esquemas de 
    desvios nas instituições Públicas

    - o valor usado indevidamente, durante o mandato de Orlando Comé, ascende os 5 milhões de Meticais

    (Maputo) O julgamento do antigo Director do Centro de Processamento de Dados (CPD), Orlando Comé, que começou na manhã desta terça-feirana 7ª Sessão do Tribunal Judicial da Cidade de Maputo (TJCM) destapou mais esquemas de delapidação de fundos do erário público, protagonizado pelos respectivos gestores superiores.
     
    Um dos principais esquemas destapados pelo julgamento é a requisição de Cartões de Crédito que chegam  a atingir valores ilimitados usados por gestores públicos e a acumulação de dois salários no aparelho de Estado. Estes salários chegam a ser pagos mesmo depois da cessação de função.
     
    No caso de Orlando Comé, que foi pronunciado por abuso de confiança, pagamento de participações indevidas e abuso do cargo do Estado, teria requisitado, durante o exercício das suas funções, um cartão de crédito a uma instituição bancária, com um valor inicial de 100 mil Meticais de máximo mensal, alegadamente para cobrir despesas de representação da instituição em “reuniões internacionais e  nacionais”, alegadamente ao benefício do CPD.

    IN "MEDIAFAX"
    10/11/10
    MOÇAMBIQUE

    O APRENDIZ DE FEITICEIRO - FANTASIA DISNEY

    ALMORRÓIDA ALCOOLIZADA


    É inaugurada esta semana a rede social 
    para gestão de boleias à noite

    A partir de 12 de Novembro, os jovens vão poder contar com mais uma campanha de sensibilização para o consumo moderado de álcool.
    Essa campanha está a cargo da Associação Nacional de Empresas de Bebidas Espirituosas (ANEBE).
    A associação vai apresentar a Exposição “Os carros dos Presidentes” no Museu da Electricidade e aproveitar para lançar a rede social “Drive Me”, que permitirá aos jovens a gestão online de boleias, garantindo a segurança da saída e do regresso a casa à noite.
    No evento estarão presentes António Galamba, governador civil de Lisboa, José Manuel dos Santos, director cultural da Fundação EDP, João Goulão, Presidente do Instituto da Droga e da Toxicodependência e Mário Moniz Barreto, secretário-geral da ANEBE.

    IN "i"
    10/11/10

    ENTRADA PARA O CÉU

    São Pedro, na triagem celeste, perguntou para o Americano:
    - O que é mole, mas na mão das mulheres FICA duro?
    O Americano pensou e disse:
    - Esmalte.
    - Muito bem, pode entrar - disse São Pedro.
    ************ ********* ********* ********
    Perguntou ao italiano:
    - Onde as mulheres têm o cabelo mais enrolado?
    O Italiano respondeu:
    - Na África.
    - Certo. Pode entrar.
    ************ ********* ********* ********
    Para o Alemão :
    - O que as mulheres tem que tem seis letras, começa por B, termina com A e não sai da cabeça dos homens?
    O Alemão respondeu:
    - A Beleza ..
    - Certo. Pode entrar.
    ************ ********* ********* ********
    Para o Francês:
    - O que as mulheres têm no meio das pernas?
    O Francês respondeu:
    - O Joelho.
    - Muito Bem. Pode entrar também.
    ************ ********* ********* ********
    E perguntou ao Inglês:
    - O que é que a mulher casada tem mais larga que a solteira?
    O Inglês respondeu:
    - A cama.
    - Ótimo. Pode entrar.
    ************ ********* ********* ********
    E ao Espanhol:
    - O que é redondo, tem duas letras, um furo no meio, começa com C, quem dá fica feliz e quem ganha fica mais ainda?
    O Espanhol respondeu:
    - CD!
    -Certo! Entre também...!!!
    ************ ********* ********* ********
    O brasileiro virou-se e foi saindo de fininho...
    São Pedro chamou-o :
    - Você não vai responder à sua pergunta?
    O brasileiro falou:
    - Sem chance. Errei todas as anteriores ... Para que lado fica o inferno????

    GRANDE ULTRAPASSAGEM

    TENHA UM BOM DIA............

     ... e seja figurante no filme 
                         "Portugal e os Gambuzinos"

    compre jornais

    FUTEBOLZINHO
    Vieira aperta o cinto
    O reforço do plantel benfiquista, na reabertura do mercado, está dependente da qualificação da equipa comandada por Jorge Jesus para os oitavos-de-final da Liga dos Campeões. Uma coisa é certa: os encarnados não vão despender verba avultada como em janeiro último.
    Os encarnados começaram a preparar esta temporada com muito tempo de antecedência. Jogadores como Fábio Faria, Jara ou Gaitán foram contratados com a época em curso – Roberto e Salvio foram garantidos no verão.
    O reforço da ala esquerda é uma das necessidades identificadas, tendo já aberto algumas pistas, como Monreal ou Strinic. Gaitán ainda não se assumiu como sucessor de Di María e Fábio Coentrão tem alternado entre o meio-campo e a defesa.
    "RECORD"

     A CIMEIRA DOS TACHOS E DA INUTILIDADE
    Cimeira da NATO afecta 100 voos 
    e penaliza sector da aviação
    Depois da adesão dos trabalhadores à greve geral de 24 de Novembro, as empresas do sector da aviação ficaram a saber que também vão ser afectadas por restrições por causa da Cimeira da NATO. Durante quatro dias, o número de aterragens na Portela, em Lisboa, vai sofrer cortes, devendo provocar cancelamentos e atrasos nos voos. E vão aumentar as medidas de segurança nos aeroportos.
    A NAV, responsável pela gestão do tráfego aéreo em Portugal, justifica a medida com a necessidade de "dar cumprimento aos mais elevados níveis de segurança a que está obrigada" por causa do evento, que se realiza nos dias 19 e 20 de Novembro. A empresa não quis comprometer-se com números, mas o PÚBLICO apurou, junto da gestora aeroportuária ANA, que vão ser afectados 100 voos (50 aterragens e 50 descolagens).
    Também se sabe que as reduções não vão ocorrer apenas durante os dias da cimeira. O plano de segurança aérea vai entrar em vigor a partir do meio-dia de dia 18 e só terminará no dia 21, pela mesma hora. A própria NAV assume que estas medidas "pretendem ser as mais robustas e musculadas até hoje implementadas em Portugal". Pelo aeroporto da Portela passam, todos os dias, mais de 400 voos, o que significa que estas restrições vão afectar 8,3 por cento da operação normal de três dias.
    "PÚBLICO"

    PARA BRINCAR AOS COWBOYS E PARA REPRIMIR A GREVE
    MAI não garante que blindados 
    cheguem a tempo da cimeira
    O director da PSP concordou nesta indefinição e disse, sem certezas, que está prevista a chegada de dois blindados .
    O ministro da Administração Interna admitiu ontem que não sabe se vão chegar a tempo os blindados para garantir a segurança na Cimeira da NATO, a realizar em Lisboa nos próximos dias 19 e 20. "Não sei", respondeu Rui Pereira após o teste de coordenação entre as diferentes entidades que participam na operação de segurança do evento, que decorreu na "sala de situação", nas instalações da PSP.
    "Não podemos garantir [se chegam a tempo da Cimeira], porque não depende nem da PSP, nem do Governo", afirmou, logo de seguida, o director nacional PSP, Oliveira Pereira. "O que me interessa é dizer que não perdemos tempo", acrescentou Rui Pereira, salientando que "não há despesismo, porque este material vai servir a PSP agora e para sempre".
    "DIÁRIO ECONÓMICO"

     MAIS CAMBALACHOS
    TC indignado com 'perdão' 
    para erros de autarcas
    Oliveira Martins critica a equiparação dos autarcas aos governantes. Fernando Ruas diz não compreender porquê
    O presidente do Tribunal de Contas (TC) critica o facto de o Governo, através do Orçamento do Estado para 2011, "desresponsabilizar" financeiramente os titulares de órgãos autárquicos pelos seus actos de gestão. Numa carta enviada ao presidente do Parlamento, Guilherme d'Oliveira Martins pede para ser ouvido sobre esta alteração que, na sua opinião, poderá "ser fonte de conflitualidade jurídica e de desigualdade".
    A alteração, que respeita ao artigo 61.º da Lei de Organização e Processo do TC, equipara, para efeitos de responsabilidade financeira, "os titulares dos órgãos das autarquias locais aos membros do Governo". O que não se justifica, segundo o presidente do TC, visto que, por exemplo, as câmaras municipais e as juntas de freguesias são órgãos que prestam contas.
    Na missiva, a que o DN teve acesso, Oliveira Martins frisa: "A consequência directa da eventual aprovação da alteração em análise será a ausência da efectiva responsabilização financeira dos titulares de órgãos autárquicos e a perversão de todo o sistema instituído de responsabilização financeira aos que têm o dever de, nas autarquias, elaborar e prestar contas dos dinheiros públicos que continuam a gerir e a administrar."
    O presidente do TC alerta que esta alteração, a ir por diante como está previsto no OE 2011, obrigará ao reajustamento dos normativos que regem esta matéria, nomeadamente o quadro de competências dos órgãos dos municípios e freguesias. "Sob pena de disfuncionalidade de todo o sistema", sublinha Oliveira Martins.
    Avisos que a Associação Nacional de Municípios diz não compreender. Em declarações ao DN, o presidente da ANMP, Fernando Ruas, garantiu que não se trata de "desresponsabilizar" os autarcas pelas suas decisões. "O que está em causa - explicou - é que os autarcas passem a responder só quando tomam decisões contrárias a pareceres fundamentados."
    "DIÁRIO DE NOTÍCIAS"

    OS PRESIDENTES AMARICANOS FORAM ASSASSINADOS NOS EUA
    Elevado grau de ameaça terrorista
    Rui Pereira, ministro da Administração Interna disse ontem que o grau de ameaça terrorista será elevado durante a cimeira da NATO, que se realiza em Lisboa a 19 e 20 deste mês, mas garantiu não existirem motivos para alarme. As entidades responsáveis pela segurança realizaram ontem, na PSP, um exercício para treinar e testar a coordenação conjunta.
    "O PRIMEIRO DE JANEIRO"

    BRUXELAS GENEROSA E TRAMBIQUEIRA
    Cabazes de ajuda alimentar geram 
    desperdício e são pouco diversificados
    "O programa tem de ser revisto. Está ultrapassado. Os cabazes têm de ser suficientemente abrangentes, menos exagerados em determinados produtos alimentares, que, sublinhe-se, são pouco saudáveis, e as instituições têm de ter mais liberdade na distribuição dos donativos", sustenta Eugénio da Fonseca, presidente da Cáritas Portuguesa.
    O responsável adianta que o assunto tem sido amplamente debatido com o Instituto de Segurança Social (ISS), entidade que coordena o programa em Portugal e interlocutor privilegiado com a União Europeia.
    Fonte do ISS reconhece que o Programa tem defeitos, mas sustenta que não pode, por sua iniciativa, contrariar as apertadas regras ditadas por Bruxelas. Admite ainda que tem recebido preocupações de várias instituições, as quais tem tentado resolver, "adequando, sempre que possível, essa distribuição entre as famílias e as instituições".
    À Junta de Freguesia da Venda Nova, na Amadora, vão chegar este ano seis toneladas de alimentos para 22 famílias. Na Cáritas do Algarve, onde estão a ser apoiadas 208 famílias (vão receber cerca de 20 toneladas), há agregados sem frigorífico e tem de ser a instituição a servir de despensa.
    Noutros casos, o excesso de produtos leva a que sejam atirados para o caixote do lixo porque o prazo de validade expirou antes de ser consumido. Há também o risco de o excesso poder levar à venda ilegal de produtos, para aceder a bens como a carne ou o peixe, que Bruxelas não fornece.
    O Programa Comunitário de Ajuda Alimentar a Carenciados é promovido anualmente pela Comissão Europeia e executado pelos estados-membros, através das instituições que se candidatam.
    Mas Bruxelas só oferece produtos excedentários e, no caso português, a famílias cujo rendimento per capita não ultrapasse os 189,52 euros (valor da Pensão Social), depois de deduzidas despesas como a renda da casa, da água, luz, gás, medicamentos. Milhares de famílias carenciadas acabam por ficar de fora.
    "JORNAL DE NOTÍCIAS"

    E SEM ESTÁDIOS ÀS MOSCAS
    Rali de Portugal com retorno de 
    85 milhões de euros
    A edição deste ano do Rali de Portugal, disputada entre 27 e 30 de Maio, trouxe um retorno de mais de 85 milhões de euros, revela um estudo divulgado esta terça-feira pelo Automóvel Clube de Portugal (ACP).
    O estudo foi efectuado pelo Centro Internacional de Investigação em Território e Turismo da Universidade do Algarve, indicando que os números do retorno (85,199 milhões de euros) só foram superados no nosso País pela organização do Campeonato da Europa de futebol em 2004.
    "A BOLA"

    (DES)INVESTIMENTO SOCRÁTICO
    Ministério tira net a escolas
    O Ministério da Educação (ME) mandou retirar o serviço de internet de banda larga em 16 escolas do 1º Ciclo dos concelhos de Vouzela e São Pedro do Sul, afectando cerca de 350 alunos.
    De acordo com as autarquias, trata--se de escolas que estavam referenciadas pelo ME para encerrar, no âmbito do reordenamento da rede escolar, mas que acabaram por permanecer abertas. "Nas férias foram retirados os modems das salas. Primeiro, a tutela disse que foi um lapso e que já tinham dado indicações à PT para repor o serviço, mas agora já dizem que não há cabimento orçamental e que tem de ser a câmara a pagar", disse ao CM o presidente da autarquia de Vouzela, Telmo Antunes (PSD). O autarca garante que não vai repor a internet. "Não está em causa o valor mas o princípio, esta é uma competência do ME".
    "CORREIO DA MANHÃ"

    OFFSHORAR É O QUE ESTÁ A DAR
    Fisco vai divulgar resultados 
    fiscais do Offshore da Madeira
    Número de entidades, resultados, imposto liquidado e número de trabalhadores vão ser divulgados "on-line". Tudo em nome da transparência, dizem as Finanças.
    As Finanças vão passar a divulgar na Internet informação sobre os resultados, o imposto liquidado e o número de trabalhadores das entidades instaladas na Zona Franca da Madeira.
    A informação estatística, que permitirá igualmente conhecer quantas empresas trabalham com o Centro Internacional de Negócios, será actualizada e divulgada anualmente até ao final de Outubro, determina o secretário de Estado dos Assuntos Fiscais num despacho hoje publicado em Diário da República. Este ano, por ser o primeiro e excepcionalmente, a data limite será o final do mês de Novembro.
    "JORNAL DE NEGOCIOS"

    POBTRETES MAS CULTOS
    Desempregados vão receber formação 
    no âmbito do programa Novas Oportunidades
    Os desempregados vão ser chamados para participar no programa das Novas Oportunidades, a partir da próxima semana, avança a TSF.
    São cerca de 300 mil os desempregados e beneficiários do Rendimento Social de Inserção que vão ser chamados. Os que recusarem a formação perdem o direito ao subsídio de desemprego.
    Segundo declarações de Francisco Madelino, presidente do Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP) à rádio, os primeiros a serem chamados são os que completaram o 9º ano.
    Seguem-se depois os desempregados com qualificações mais baixas, alguns que não chegaram mesmo a completar a antiga 4ª classe e que recebem o Rendimento Social de Inserção (RSI).
    Embora frequentem a formação, os desempregados vão continuar a contar como desempregados, sendo que o objectivo desta formação é melhorar as qualificações dos desempregados e inculcar-lhes alguma responsabilidade.
    "i"

    FOTOS INCRIVEIS


    clique para ampliar






    JORNAIS DE HOJE


    compre jornais