sábado, 24 de julho de 2010

OPÇÕES

clique para ampliar

3 - NOVA MODALIDADE

2 - MANDA BRASA

clique para ampliar

AQUECIMENTO GLOBAL

JOANA AMORIM


O universo paralelo de Sócrates

O primeiro-ministro ficou de olhos esbugalhados quando Miguel Macedo o acusou de "ter muita lata" por citar os dados da pobreza. Mas se a palavra "lata" pode não estar à altura de um debate sobre o estado da Nação, podemos sempre falar em descaramento.
Porque é disso que se trata quando ouvimos José Sócrates dizer que "Portugal alcançou a mais baixa taxa de pobreza de sempre" ou acenar com o "crescimento da economia e a diminuição do desemprego registado".
Um primeiro--ministro que "guia o Governo pelo valor da responsabilidade" devia aplicar esse mesmo princípio às leituras macroeconómicas.
No que à pobreza concerne, os dados do INE referem-se aos rendimentos de 2008, ainda a crise económica estava a levantar voo dos EUA para a Europa. E de pouco me adianta ouvir o primeiro-ministro dizer que a "redução foi particularmente significativa" no grupo dos idosos - mantendo, aliás, a tendência registada desde 2006. Porque não disse aos portugueses que o mesmo estudo coloca em 22,9% o risco de pobreza nas crianças, valor que atinge os 42,8% se analisarmos os agregados constituídos por dois adultos com três ou mais crianças. Imagine agora o leitor quando fizermos as contas com os rendimentos de 2010.
O que nos remete para uma experiência próxima da recuperação - a "retoma" económica. Essa sensação de viajar através de um túnel iluminado no fundo. Mas, como deixa claro o Banco de Portugal, essa luz esfuma-se já em 2011. Porque se é verdade que, este ano, o PIB deverá crescer quase 1%, Sócrates sabe que no ano seguinte voltamos à estaca (quase)-zero.
Com crescimentos de 0,2% não há retoma, há estagnação. No emprego - o primeiro-ministro tem toda a razão quando diz que "os efeitos do crescimento económico sobre o emprego são diferidos no tempo". No rendimento das famílias, que vai cair este ano 1,3% e 0,8% em 2011. No Estado social, porque as condições de vida dos portugueses vão piorar.
Sócrates está cada vez mais isolado na defesa do seu Estado social (onde pára a ideologia socialista?). Porque enquanto o apregoa, os seus ministros-chave - Vieira da Silva e Teixeira dos Santos - delapidam-no.

in"JORNAL DE NOTÍCIAS"
17/0/10

MAIAKOVSKI


clique para ampliar página a página

HUMANOS

TENHA UM BOM SÁBADO...

... E AGUENTE-SE ÀS BRONCAS 
DE QUEM NOS GOVERNA OU PRETENDE GOVERNAR

compre jornais

"Touchscreen" na pediatria 
do Hospital de São João
A Edigma, empresa de base tecnológica com sede em Braga, lançou um novo produto a pensar nos mais novos: o "Displax Crayon". O primeiro exemplar foi oferecido à pediatria do maior hospital do norte do país.
A mesa de actividades com a tecnologia "touchscreen" ficou instalada na ludoteca da pediatria do hospital. Quando estiverem terminadas as obras da nova unidade pediátrica que já tem a denominação de "Joãozinho", será transferida para sala de espera. O "Displax Crayon" pretende ser mais um conjunto de actividades lúdicas e pedagógicas que ajudem as crianças a ultrapassar a ansiedade inerente a uma passagem mais ou menos prolongada pelo hospital.
Existe uma mascote virtual - o "Tokas" - que vai orientando as crianças por jogos que têm a função de sensibilizar para temas como a reciclagem, prevenção rodoviária, protecção do meio ambiente e a prática de desportos. De momento está ser desenvolvida uma aplicação com um conjunto de nutricionistas para ensinar modos saudáveis de alimentação.
A Edigma garante já ter conseguido exportar este produto para países como a Holanda, Turquia e Arábia Saudita
"EXPRESSO"

Governo finta a lei e dá mais poderes ao fisco
O governo não consultou a Comissão Nacional da Protecção de Dados (CNPD) antes da publicação da norma que obriga os bancos a comunicar ao fisco quanto é que cada cidadão recebe em juros de poupanças. A comissão considera que deveria ter sido ouvida nesta matéria, mas não tomará agora qualquer posição, uma vez que a alteração já foi concretizada na lei, adiantou fonte oficial ao i. Contudo, para os juristas consultados pelo i, pode haver espaço para os contribuintes contestarem a actuação dos bancos que cumpram a exigência imposta pelas Finanças - ou mesmo para os bancos se recusarem a entregar esses dados à Administração Tributária.
A CNPD, a instituição pública que controla o acesso e o tratamento de dados pessoais, remete para a Lei de Protecção de Dados Pessoais para apontar que deveria ter sido ouvida neste caso. "A CNPD deve ser consultada sobre quaisquer disposições legais, bem como sobre instrumentos jurídicos em preparação em instituições comunitárias ou internacionais, relativos ao tratamento de dados pessoais", define o artigo 22.o Fonte oficial da Comissão indicou que a nova norma - que obriga os bancos a enviar ao fisco uma lista com o nome de cada cliente e os respectivos rendimentos de investimentos que receberam - cai neste âmbito. O i não conseguiu obter um comentário do Ministério das Finanças até ao fecho da edição. A comissão admite que o facto de não ter sido consultada - para um parecer que não seria vinculativo - não implica a ilegalidade da norma passada pelas Finanças. A instituição pronuncia-se sobre projectos de lei e não sobre leis já publicadas, pelo que não vai agora tomar posição.
"i"

Vários concelhos sob aviso de risco 
máximo de incêndio
Vários concelhos do interior e do nordeste do país estão hoje, sábado, 
sob aviso de risco máximo de incêndios.
O Instituto de Meteorologia (IM) activou este alerta sobretudo 
nos distritos de Castelo Branco e Viseu.
O IM aplicou o mesmo aviso a outras zonas de Portugal Continental, nomeadamente em partes dos distritos de Coimbra, Leiria, Santarém e Bragança.
Em partes das regiões norte e centro, além do interior do Algarve, está activo o risco muito elevado de incêndios.
O IM determinou que existe o risco elevado de fogos 
para o sul do país e no litoral ao sul do Porto.
Ainda segundo o IM, esta situação pode continuar 
ou mesmo agravar-se até terça-feira.
O risco de incêndio determinado pelo IM engloba cinco níveis, que variam entre o "reduzido" e o "máximo", com o cálculo a ser feito com base nos valores observados às 13 horas, na temperatura do ar, na humidade relativa, na velocidade do vento e na quantidade de precipitação ocorrida nas últimas 24 horas.
"JORNAL DE NOTÍCIAS"

Para o Real «ia a nadar ou a correr», 
diz Ricardo Carvalho
A ideia de o defesa português vir a integrar a formação liderada por José Mourinho não é recente e este também se mostra afecto à possibilidade.
A vontade é tanta que, ao As, Ricardo Carvalho disse que iria para o Real Madrid «a nadar ou a correr». «Se houvesse a possibilidade de ir para Madrid, ia agora mesmo, a nadar ou a correr», disse.
E adiantou que o Chelsea tem um «acordo» para o deixar sair do clube este Verão. «Seria um sonho poder jogar pelo Real Madrid, que para mim é o melhor clube do mundo. E poder fazê-lo às ordens do melhor treinador da história do futebol», sublinhou o internacional luso.
Ricardo Carvalho lembrou ao jornal espanhol que viveu «duas etapas maravilhosas» com Mourinho, tanto ao serviço do FC Porto, como ao serviço do Chelsea. «Ter a oportunidade de vencer outra Liga dos Campeões com ele pelo Real Madrid seria algo apoteótico».
"A BOLA"

Governo encerra 701 escolas e transfere 10 mil alunos
O Ministério da Educação anunciou ontem a conclusão do processo de reordenamento da rede escolar para o ano lectivo 2010/2011, acrescentando ter chegado a acordo com os municípios para o encerramento imediato de 701 escolas do 1.º ciclo, mais 200 do que o inicialmente previsto. Em Setembro, cerca de dez mil alunos vão por isso começar o ano em novos centros escolares e edifícios que, no entanto, poderão não ser os definitivos.
A ministra da Educação, Isabel Alçada, revelou ontem que dos mais de 650 novos centros escolares que estão previstos, 100 vão abrir já em Setembro e cerca de 555 durante o próximo ano lectivo. Por isso, no caso dos centros escolares que não estejam ainda concluídos, os alunos transferidos serão colocados numa escola do mesmo agrupamento e depois transitarão de edifício. "Vão abrir mais de 100 centros escolares e estão 555 aprovados e em processo de desenvolvimento que estarão prontos durante o ano lectivo. A solução encontrada para não haver interrupções é a mudança simples das crianças de um edifício para outro", afirmou a ministra da Educação, à margem de uma cerimónia de entrega de prémios de mérito escolar.
"PÚBLICO"

Hospitais sem especialistas
Os hospitais de Santa Maria e Pulido Valente, em Lisboa, que integram o Centro Hospitalar de Lisboa Norte, não têm médicos especialistas nas escalas de serviço para assegurar as urgências internas no período diurno, das 08h00 às 20h00, nos dias úteis da semana.
A denúncia é feita por Nídia Zózimo, da Federação Nacional dos Médicos, e contestada pela administração hospitalar. Segundo Nídia Zózimo, "uma circular interna informa que, a partir de Setembro, as escalas de urgência interna que asseguram a assistência médica abrangem o período nocturno das 20h00 às 08h00".
A médica explica que "há vários casos de enfarte que requerem um cardiologista, temos vários internamentos para os serviços de gastroenterologia, pneumologia, oftalmologia ou otorrino, mas, a partir de Setembro, será necessário procurar um especialista, que pode estar a fazer consulta". A Ordem dos Médicos considera esta decisão "inaceitável". Ao CM, fonte da administração do Centro Hospitalar negou a falta de especialistas na assistência aos doentes urgentes. "As escalas de serviço não referem a falta de especialistas. Qualquer corte orçamental não mexe um milímetro na qualidade da assistência aos doentes. Somos o maior hospital do País e vamos continuar a sê-lo."
"CORREIO DA MANHÃ"

Atletismo
A Seleção Nacional de 4x100 metros tem boas possibilidades de chegar à final, tal como aconteceu nos Europeus de 1986 e 1990. Nesses anos, não houve mérito especial, já que eram apenas nove as equipas e registaram-se desclassificações. Mas houve nota alta a seguir, com a queda de recordes nacionais.

A formação de 1986, que incluía o pai de Arnaldo Abrantes (que nasceria três meses depois!), chegou à final graças à desclassificação da Alemanha. Depois, foi naturalmente oitava e última. Mas tanto na eliminatória (39,86) como na final (39,74) bateu o recorde nacional, que duraria até aos Jogos Olímpicos de Seoul’1988, onde a seleção o voltaria a melhorar, com 39,61.
No Europeu de 1990, a equipa de 4x100 m não esteve bem na eliminatória mas duas das nove equipas não se classificaram e Portugal chegou à final. E, nesta, teve a possibilidade de se redimir, embora não evitando o sétimo e último lugar. Mas melhorou o recorde para 39,33, marca que duraria 16 anos! E foi já com Arnaldo Abrantes (filho) e Francis Obikwelu na equipa que, na Taça da Europa, a seleção melhorou para 39,18. No ano passado, o recorde baixou para 39,02, um objetivo para a seleção deste ano.
No Europeu de Barcelona estão inscritas 13 equipas, pelo que a possibilidade de Portugal, que possui o sexto tempo europeu do ano (39,13), estar na final é grande. E, desta vez, espera-se, sem a necessidade de haver falhas alheias… A equipa deverá ser constituída por Ricardo Monteiro, Arnaldo Abrantes, Yazaldes Nascimento e Francis Obikwelu, com João Ferreira como suplente.
"RECORD"

Portugal entrega pela primeira vez 
um etarra a Espanha
A imprensa espanhola classifica a decisão como 'feito histórico nas relações antiterroristas entre os dois países'.
Mais de sete meses depois de ter sido detido, a 9 de Janeiro último, em Torre de Moncorvo, um dos três suspeitos etarras apanhados em Portugal este ano, Garikoitz Garcia Arrieta, 31 anos, foi entregue ontem às autoridades espanholas. A Audiência Nacional de Espanha tinha emitido sobre ele um mandado de detenção europeu, pelos crimes de participação em grupo armado, conspiração terrorista 
e posse de armas e explosivos.
É a primeira vez nas relações bilaterais entre os dois países que um alegado elemento da organização terrorista basca detido em Portugal, onde também está indiciado pelos crimes de roubo de viatura e terrorismo, 
cruza a fronteira para ser julgado em Espanha.
Tal acção é considerada um "feito histórico nas relações anti-terroristas entre os dois países" pela imprensa espanhola. Recorde-se que tal desfecho não foi o de um outro suspeito etarra, Teletxea Maia, detido em 1994, sobre o qual os tribunais portugueses sucessivamente negaram o pedido de Espanha para que lhe fosse entregue. O caso chegou mesmo a provocar tensões entre os então primeiros-ministros Durão Barroso e José Maria Aznar.
Garikoitz Arrieta foi levado pela polícia portuguesa ao Corpo Nacional da Polícia espanhola, no Centro de Cooperação Caia /Elvas. Ao que o DN apurou junto de fonte diplomática espanhola, já se encontra em Madrid, onde será hoje interrogado pelo juiz da Audiência Nacional Pablo Ruz, substituto do magistrado Baltasar Garzón, que emitiu os mandados de detenção europeus, mas que se encontra actualmente destacado no Tribunal de Haia.
João Galamba, o advogado dos bascos, alega que esta entrega foi "precipitada e irregular", pois ainda não tinha passado o prazo do recurso que apresentou ao Supremo Tribunal de Justiça em que questiona a decisão de Portugal abdicar da "sua soberania" e deixar que o julgamento de alegados crimes cometidos no seu território sejam realizado noutro país.
"DIÁRIO DE NOTÍCIAS"

HISTÓRIA DE MOTOCICLOS ATÉ 1920


clique para ampliar



enviado por MARTINS

S I N T O M A S



enviado por CASSIANO

JORNAIS DE HOJE E SEMANÁRIO


COMPRE JORNAIS

2 - BATALHAS

1 - AFORISMO

EHAB AREF DANCING

LOIRA RESPEITADORA