quinta-feira, 22 de julho de 2010

O AMIGO DA ONÇA

1 - NOVA MODALIDADE

RODRIGO TAVARES






O Impacto da Genética na Política

As fronteiras do Estado serão demasiado pequenas para albergar a dimensão histórica de cada indivíduo

As imagem coloridas de pessoas esgazeadas, torcendo pelo seu país no Campeonato do Mundo de Futebol, poderão fazer parte do passado. No futuro, será cada vez mais difícil identificarmo-nos de forma tão intensa e exclusiva com um país e com uma identidade nacional. A culpa é da genética.
Seres humanos tendem a viver em comunidades que partilham princípios identitários comuns. Desde a nascença que somos moldados pela sociedade de forma a que nos identifiquemos com um grupo. Somos portugueses não porque nascemos portugueses, mas porque nos tornámos portugueses. Neste processo, a nossa necessidade de pertencer a alguma coisa, obriga-nos a demarcarmo-nos perante o "outro". Como dizia Saramago "A busca do outro talvez seja o caminho pelo qual cada um de nós consegue chegar a si próprio". É assim que criamos a nossa identidade nacional.
Mas a genética está prestes a baralhar a forma como nos identificamos. Hoje, testes conhecidos como ADN de ancestralidade já podem ser encomendados pela internet por cerca de 150 Euros. Começa a ser fácil identificar as rotas migratórias de cada indivíduo desde o berço africano até aos dias de hoje. Se até agora o nosso passado restringia-se a meia dúzia de gerações, em breve alargar-se-á a dezenas de milhares de anos. E conscientes da nossa amplitude e da nossa verdadeira extensão, será difícil para cada um de nós identificar-se exclusivamente com os elementos do presente. Pela primeira vez a nossa identidade poderá ser formada tanto pela cultura quanto pela biologia.
O mês passado, um estudo publicado na revista "Nature" demonstrou que os judeus são geneticamente mais próximos de outros judeus no estrangeiro do que de pessoas com quem partilham a mesma nacionalidade. Outro estudo provou que os descendentes directos dos fenícios residem sobretudo em Malta, e não no Líbano - país que sempre se orgulhou desse património. O que acontecerá quando nós portugueses conseguirmos identificar as nossas origens? Se a nossa relativa homogeneidade foi alcançada, em larga medida, negando a nossa ascendência africana, árabe, judaica, visigótica, ou celta, a genética fará que se restitua num laboratório aquilo que fizemos questão de eliminar nos campos de batalha. Veremos que o "outro" está na verdade dentro de nós. Nos EUA e na Europa já há quem use os testes de ADN para reivindicar a cidadania de países onde habitaram os seus ancestrais. Em dificuldades económicas, muitos portugueses poderão aproveitar-se da genética para obterem a cidadania em países mais ricos.
A genética poderá, por isso, ameaçar a ideia de Estado e de nação - os pilares onde estão assentes a política e as relações internacionais. As fronteiras do Estado serão demasiado pequenas para albergar a dimensão histórica de cada indivíduo. A nossa pátria poderá deixar de ser a língua portuguesa.

* Rodrigo Tavares é Investigador na Universidade de Columbia e Consultor do Secretariado da ONU.

in "VISÃO"
09/07/10

O ESCÂNDALO DO SANTUÁRIO DE FÁTIMA em nome de Deus...)


O que eu faço, é uma gota no meio de um oceano. Mas sem ela, o oceano será menor." (M.Teresa de Calcutá)



O ESCÂNDALO

do Santuário de Fátima em relação ao abate de animais é conhecido de muitos, mas ninguém ainda conseguiu parar esta crueldade

As ordens partem da Reitoria do Santuário, para que todos os cães que aparecem por Fátima, quer sejam adultos ou cachorros, quer tenham donos ou não, são capturados pelos seguranças e colocados na caixa que apresentamos em foto.

Esta caixa está mesmo nas traseiras do santuário, no local das oficinas. Ali ficam os cães durante algumas semanas, ao frio e à chuva de Inverno, à chapa do sol, no Verão. Sem direito a comida ou água, num espaço mínimo onde a maioria nem se consegue colocar de pé…

Existem alguns seguranças que não levam os cães capturados para este local, conseguem levar alguns para casa e adoptam-nos ou arranjam donos entre os seus vizinhos ou colegas de trabalho. Boa gente esta que sofre em ver os animais assim tratados, mas que se sente impotente com a ameaça de perderem os seus empregos.

Mas existem também dois seguranças, que violentam cruelmente os cães, com foices de podar oliveiras, dando com elas nas pernas dos cães que ficam em carne viva, a sangrar e com grandes cortes extremamente dolorosos e muitas vezes as pernas partidas. Esses cães são posteriormente levados, para esta caixa, permanecendo até que a carrinha da Câmara de Ourem tenha tempo para os vir buscar. Lá, são colocados, já muito debilitados, para abate, e são-no todos num prazo de poucos dias.

Quem nos informou, disse-nos também, que os cães que lá estão, vivem os poucos dias que lhes resta em condições extremamente miseráveis.

A Câmara Municipal de Ourém tem prometida (há demasiado tempo) a construção de um canil para recolher animais abandonados e o não abate de animais, mas como não existe interesse da Câmara nem pressão suficiente pela parte de quem abomina esta situação, para a construção do dito canil de protecção de animais perto de Fátima, vai adiando e esquecendo esta promessa e vai gastando a verba que já tinha disponível para esta construção em outras obras que lhes dão mais votos aquando das autárquicas.

A FAA soube também que existe um engenheiro que reporta directamente à reitoria do santuário, que deixa veneno (de acção ultra rápida) para matar alguns cães mais difíceis de apanhar… Não conseguimos ter acesso ao seu nome, mas sabemos que existe apenas um engenheiro com funções ligadas à área verde que circunda o santuário.

Mais grave a situação se torna de algum tempo para cá, que os cães depois de serem colocados na caixa, desaparecem antes que a carrinha da Câmara os venha buscar, ou tenha conhecimento que eles lá estão. Pensamos que são abatidos por alguns trabalhadores do santuário, porque os cães ladram á noite e podem incomodar os turistas, ou podem levantar suspeitas de maus tratos contra os animais perpetados num local "sagrado".

Não sabemos quantos animais foram mortos com a chegada do 13 de Maio e com a vinda do actual representante da Igreja Católica a Fátima, mas acreditamos que quem lá for, não vê nenhum cão, porque as ruas foram limpas, tal como é sempre feito com uma regularidade impressionante.

Esta é uma situação abominável, pela parte de quem se diz representante de Deus, não é compreensível tamanha crueldade num espaço que querem fazer sagrado e que eles próprios profanam e o sujam de morte e sangue.

Deixamos aqui o contacto do Santuário, para quem quiser mostrar a sua indignação perante esta monstruosa atitude.

Peçam para encaminhar a vossa chamada para a reitoria:
249 539 600

NR: Editamos como recebemos

MLER IFE DADA

SINDROMA DO TUNEL DO CARPO


A UTILIZAÇÃO INCORRECTA DO 'RATO' E DO TECLADO DO COMPUTADOR PODE CAUSAR, APÓS ALGUM TEMPO,
A SÍNDROME DO TÚNEL DO CARPO.

clique para ampliar

"CORRECÇÃO" CIRÚRGICA





POSTURA CORRECTA PARA TRABALHAR COM O COMPUTADOR



EXERCÍCIOS







A REALIDADE INDIANA

video

1 - ILHA DA INHACA - MOÇAMBIQUE

2 - ILHA DA INHACA - MOÇAMBIQUE

Clube de Nudismo

*O Clube de Nudismo*

*Um homem entra para um clube de nudismo muito exclusivo.

No primeiro dia, ele despe-se e vai dar uma volta pelo clube para conhecer as instalações.

Uma linda lourinha passa por ele, roçando-o levemente, o que deu
origem a que o
homem tivesse uma erecção.
A mulher percebe a erecção e pergunta-lhe baixinho:
- Chamou por mim?
- Como?
- O senhor deve ser novo no clube. Eu explico-lhe: Há uma regra aqui no clube que se você tiver uma erecção ao ver uma mulher, é o mesmo que estar a convidá-la para fazer sexo!
Sorrindo, ela leva-o para um local discreto, deita-se numa toalha, puxa-o para si e fazem sexo com muito entusiasmo.

Depois de terminado o acto, o homem feliz da vida continua a explorar as dependências d
o clube.
Entra na sauna e, ao sentar-se, descuida-se e dá um pum bem sonoro.
Apareceu-lhe à frente um tipo forte, peludo, saindo da nuvem de vapor que pergunta:
- Você chamou por mim?
- Eu não, porquê?
- Você deve ser novo aqui, diz o outro - Há uma regra neste clube
que se você peidar,
fica implícito que você está a convidar um
homem para fazer sexo...
E o tipo musculado sem mais conversas, vira-o de costas, curva-o para a frente e enraba-o.

O homem quando se consegue livrar do outro vai a cambalear
até à recepção do clube
onde é recebido com um sorriso pela simpática
recepcionista toda nua:
- Posso ajudá-lo, senhor?
O homem todo lixado da vida, responde:
- Aqui está o meu cartão do clube. Pode ficar com ele. E pode ficar com os 100 euros da inscrição.
- Mas o senhor esteve aqui tão pouco tempo. Ainda nem deu para conhecer todos os nossos atractivos...
O homem responde:
- Olhe aqui, menina, eu tenho 68 anos, tenho apenas uma erecção por mês, mas peido-me umas 15 vezes por dia.
Vou-me embora, e é...JÁ!


2 - CU LTURA INÚTIL???

clique para ampliar





4 - IDIOTAS

video
enviado por C. DIOGO

NUNCA TE ATRAPALHES

video
enviada por DAM

TENHA UM BOM DIA............


E CONTINUE A IFORMAR-SE SOBRE AS VIGARICES DAS FIGURAS PÚBLICAS

compre jornais, claro!!!

Operação Furacão
Espírito Santo usou off-shore do Panamá
Num despacho do juiz de instrução Carlos Alexandre, a que a SÁBADO teve acesso, é abordada uma das questões centrais do caso Furacão - as entidades que terão promovido a montagem dos circuitos de facturação simulada.
Uma dessas alegadas promotoras do esquema de fraude fiscal e branqueamento de capitais (que terá sido usado pelo menos a partir de 2000) será a ESGER, Empresa de Serviços e Consultadoria, SA, entretanto já constituída arguida, juntamente com o seu então administrador e presidente João Bandeira Graça, pelo Departamento Central de Investigação e Acção Penal (DCIAP).
“… a ESGER disponibilizou a criação e utilização de entidades instrumentais (sociedades não residentes), nomeadamente a Treatbase Limited, a Norex Associates Limited, a Treatbase Internationel Textiles Limited, sedeadas no Reino Unido e na Irlanda”, refere o despacho judicial especificando que estas entidades terão sido “utilizadas para emitir facturas para um grande número de sociedades nacionais, dado tratarem-se de ‘estruturas partilhadas’ que eram controladas pelo promotor do esquema”.
"SÁBADO"

Gestores Públicos
Petição para cortar salários entre 20% a 80% e acabar com bónus 
é hoje entregue na AR
Uma petição com 4.700 assinaturas que propõe cortes entre 20 e 80 por cento nos salários dos gestores públicos e a eliminação de todos os bónus e prémios é hoje entregue na Assembleia da República, segundo um dos subscritores.
"Além da petição salários, bónus e prémios dos gestores públicos, vamos ainda apresentar um requerimento sobre o mesmo tema a entregar a todos os grupos parlamentares", afirmou à Lusa o advogado António Martins Moreira, primeiro signatário daquela petição.
Os subscritores consideram que o "tecido social" nacional apresenta "injustas, graves e preocupantes assimetrias" e tem cerca de dois mil pobres e cerca 200 mil que vivem abaixo do limiar de pobreza, o que consideram uma "humilhação" para os próprios e "uma vergonha" para todos os portugueses.
"VISÃO"

Poznan: Frederico Gil também 
nos quartos-de-final
O tenista Frederico Gil apurou-se hoje para os quartos-de-final do “Challeger” de Poznan (Polónia), ao vencer o eslovaco Andrej Martin 
em dois “sets” pelos parciais de 6-1 e 6-2.
Na próxima ronda, o número um português vai defrontar o espanhol Daniel Munoz de la Nava, que venceu o checo Roman Vogeli por duplo 6-2 na segunda ronda.
Rui Machado está igualmente nos quartos-de-final depois de ter superado o italiano Alberto Brizzi. Vai agora defrontar o russo Andey Kuznetsov, que afastou o croata Antonio Veic (6-4, 3-6 e 6-2).
"A BOLA"

Mudanças propostas pelo PSD vão tornar despedimentos mais fáceis
Constitucionalistas dizem que alterações ao artigo 53.º preconizadas pelos sociais-democratas pode extravasar os limites impostos pela Constituição. Organizações patronais aplaudem e os sindicatos condenam a proposta
A apreciação é unânime. A proposta do PSD que substitui o conceito de "despedimento sem justa causa" pelo "despedimento sem razão atendível" visa facilitar a vida aos patrões na hora de despedir. Mas há quem vá mais longe e considere que a alteração do artigo 53.º da Constituição da República Portuguesa (CRP) extravasa os limites da revisão constitucional.
A mudança faz parte da proposta social-democrata, conhecida anteontem, onde se prevê que "é garantida aos trabalhadores a segurança no emprego, sendo proibidos os despedimentos sem razão atendível ou por motivos políticos ou ideológicos". A grande questão é saber em que situações estas razões podem ser invocadas e qual a diferença face ao conceito de justa causa, que actualmente esta consagrado na CRP e no Código do Trabalho.
Para Júlio Gomes, professor de Direito na Universidade Católica do Porto, a diferença é muito clara: "O objectivo que está por detrás desta proposta é facilitar os despedimentos individuais, respondendo assim a um dos cavalos-de-batalha dos empregadores."
"PÚBLICO"

Ruptura total entre PS e PSD
O dia 21 de Julho fica para a História como a data em que se consumou o fim das negociações entre PS e PSD sobre a introdução de portagens nas Scut (auto-estradas sem custos para o utilizador). Em teoria, está em vigor o decreto-lei que previa portagens a 1 de Julho nas Scut Costa da Prata, Grande Porto e Norte Litoral.
A Comissão de Obras Públicas chumbou ontem as propostas de alteração do PS e do PSD sobre o calendário de introdução de portagens nas Scut. Na prática, o PSD chumbou a proposta de alteração do calendário da entrada em vigor de 1 de Julho para 1 de Agosto para as três Scut a Norte e o PS chumbou o projecto social-democrata que dava um prazo de trinta dias para se reavaliar o decreto e permitir aos socialistas apresentarem alterações para todas as Scut.
Para já, o Governo não faz comentários, mas a deputada socialista Ana Paula Vitorino considerou: "uma coisa é juridicamente poder cobrar portagens, porque há um decreto-lei em vigor, outra é politicamente. E aí o assunto deve ser avaliado", afirmou.
"CORREIO DA MANHÃ"

Ausência de Nelson Évora "boa" para britânicos
Idowu favorito nos Europeus de Barcelona
O treinador da seleção britânica de atletismo admitiu, esta quarta-feira, no Algarve que a ausência de Nelson Évora dos Europeus de Barcelona pode beneficiar a prestação de Phillips Idowu na disciplina de triplo salto.
"Ele é um excelente atleta e por isso não estou infeliz de ter um concorrente a menos", disse Charles van Commenee aos jornalistas, sublinhando que a ausência do campeão olímpico em Pequim2008 e campeão do mundo em 2007, devido a uma lesão, pode ser "boa" para aumentar as hipóteses dos britânicos, principalmente de Idowu, campeão do Mundo em título.
"RECORD"

Ministério Público acusa jornal "Sol" de perturbar 
investigação do Face Oculta
Jornalistas foram acusados de violação do segredo de justiça devido à revelação de escutas telefónicas.
Com a revelação das escutas telefónicas do processo "Face Oculta", o jornal Sol, dirigido por José António Saraiva, não prejudicou a investigação em curso mas perturbou-a. É esta a tese do Ministério Público, que acusou cinco jornalistas e a advogada do semanário pelo crime de violação do segredo de justiça devido às notícias publicadas sobre a tentativa da PT para comprar a TVI, noticia hoje o “Diário de Notícias”.
Segundo a procuradora Maria de Lurdes Pereira, do Departamento de Investigação e Acção Penal (DIAP), os arguidos - Vítor Rainho, Felícia Cabrita, Ana Paula Azevedo, Luís Rosa, Graça Rosendo e a advogada Fátima Esteves - "causaram forte perturbação na investigação" de Aveiro.
"JORNAL DE NEGOCIOS"

CGD: administradores acusados 
de não impedirem fraudes
A CMVM (Comissão de Mercado de Valores Mobiliários) acusa o actual e o antigo vice-presidentes da CGD (Caixa Geral de Depósitos), respectivamente Francisco Bandeira e Armando Vara, de nada terem feito para travar um esquemas fraudulentos que envolvia responsáveis do banco, isto apesar de terem conhecimento das ilicitudes.
Segundo o jornal Público, o esquema decorrem em 2006 e 2007 em balcões da CGD da Grande Lisboa, incluindo Amoreiras e Almada, e em Vizela. Envolveu empréstimos concedidos para comprar acções da REN, da Galp e da Martifer e foi engendrado por cinco funcionários do banco, em colaboração com três empresários clientes.
A investigação interna da CGD que detectou as fraudes foi desencadeada após o contacto de uma cliente do balcão das Amoreiras, para os serviços centrais, a informar que, ao contrário do que dizia uma carta do banco, ela não tinha comprado acções daquelas empresas.
De acordo com o mesmo jornal, o inquérito descobriu 800 contas-fantasma, abertas com nomes e dados recolhidos por uma empresa de aluguer de mão de obra. As contas foram abertas com a anuência do gerente e subgerente do balcão das Amoreiras e eram alimentadas por dinheiro transferido da conta de um empresário de Lisboa, que tinha recebido um financiamento de quase um milhão de euros, no âmbito de uma linha especial de crédito que a CGD criara para a subscrição de títulos daquelas empresas.
A investigação foi alargada a todo o país e foram detectadas fraudes também no balcão de Almada, envolvendo um construtor civil, e no de Vizela, com a participação de um empresário da indústria têxtil. Ambos recorreram a contas abertas pelos seus funcionários junto da CGD 
como 'testas de ferro' na compra das acções.
"DIÁRIO DE NOTÍCIAS"

Submarinos. Dinheiro, amor e crime 
dão processo por perjúrio
Rui Felizardo assumiu uma relação com a procuradora Carla Dias que negara em tribunal. Pode ser acusado de perjúrio
Engoliu em seco, bebeu água três vezes e disse que não estava a perceber. Foi a primeira reacção do presidente da Inteli, empresa contratada para fazer a peritagem às contrapartidas no concurso dos submarinos, quando no mês passado lhe perguntaram no tribunal central de instrução criminal ("Ticão") se conhecia, ou tinha algum relacionamento pessoal com alguém ligado ao processo. José Rui Felizardo acabou por negar tudo na inquirição. Mas o presidente da Inteli assumiu este mês uma posição diferente. Quando, na semana passada, a SIC fez uma notícia sobre o relacionamento amoroso entre o presidente da empresa da peritagem das contrapartidas e a procuradora-adjunta do inquérito, o mesmo Rui Felizardo assumiu a relação amorosa com a procuradora Carla Dias, que já então mantinha, e explicou mesmo que a hierarquia do Ministério Público fora informada.
Depoimentos difíceis Não foi a primeira vez que Rui Felizardo foi ouvido no Ticão. O presidente da Inteli tem sido das testemunhas mais requisitadas na instrução do inquérito com o número 125/08.4 TELSB. 
Desta vez, a 18 de Maio passado, Rui Felizardo era ouvido às 11h30 da manhã, 
pouco depois da secretária da ACECIA, Carina Pestangy.
Ora, esta secretária tinha contado ao tribunal presidido pelo juiz Carlos Alexandre que recebera um estranho telefonema do presidente da Inteli em vésperas das buscas que na associação em que trabalha. Segundo o relato de Carina, o engenheiro Rui Felizardo - que já não ligava para a ACECIA desde a morte do seu antigo dirigente, Palma Féria, de quem o presidente da Inteli era muito amigo -, ligou para lá três dias antes das buscas: telefonema que a secretária considerou estranho. De acordo com o seu relato, o presidente da Inteli terá ligado para saber se a ACECIA continuava a ter sede no mesmo local e se o seu arquivo permanecia nas instalações. A secretária refere que Rui Felizardo conhecia muito bem essas instalações.
"i"

Novo Estatuto do Aluno acaba com "a balda"
A nova versão do Estatuto do Aluno, que acaba com as provas de recuperação e volta a distinguir faltas justificadas e injustificadas, deverá ser aprovada hoje, quinta-feira, no Parlamento com os votos favoráveis de PS e CDS/PP.
A votação ocorre hoje, quinta-feira, à tarde na Assembleia da República, no último plenário da sessão legislativa, devendo PSD, PCP, Bloco de Esquerda e Os Verdes votar contra, sendo que os bloquistas só deverão tomar uma decisão final hoje de manhã, durante uma reunião do grupo parlamentar.
A discussão e votação na especialidade terminou na sexta feira passada na Comissão Parlamentar de Educação e Ciência, onde se registou "uma postura de aproximação" entre PS e CDS/PP, segundo os socialistas.
O novo diploma acaba com as provas de recuperação, realizadas pelos alunos com excesso de faltas, independentemente da sua natureza, um mecanismo introduzido pelo anterior Governo com o apoio da então maioria socialista.
"Revemo-nos no texto do actual Estatuto, mas percebemos que em sede de aplicação nas escolas havia questões que causavam alguma dificuldade", justificou à agência Lusa a deputada do PS Paula Barros.
"JORNAL DE NOTÍCIAS"

3 - MAQUILHAGEM

95% da beleza sai com água e sabão

clique para ampliar






EM CÂMARA LENTA

video

JORNAIS DE HOJE


COMPRE JORNAIS

clique para ampliar