sábado, 26 de junho de 2010

MENTIROSAS

clique para ampliar

AULA DE SEXO ANAL coisa séria

7 - BIG BAN - BRUNO BOZZETTO

DOMINGOS AMARAL






A Europa velha



Um campeonato do mundo de futebol é sempre muito útil para retirar considerações apressadas sobre os continentes. Por exemplo, o facto de Inglaterra, Itália, Espanha, Alemanha, e sobretudo França, não estarem a ter grandes resultados no futebol, é logo visto como um sinal de que a Europa está a dar as últimas. É claro que, ao fazermos isto, esquecemos que a Holanda e Portugal até nem se têm safado mal, mas como os cinco grandes estão chochos, dizemos logo que a Europa está a falhar, juntando a narrativa deprimente do futebol à da economia, para nos deprimirmos ainda mais.


No pólo oposto, ai que inveja, vemos uma América do Sul pujante, com Argentina, Brasil, Uruguai, Paraguai e Chile em grande no Mundial. No entanto, não é verdade que estejam todos a ter épocas de expansão económica. A Argentina continua um poço de problemas e Chile, Uruguai e Paraguai não estão nem muito bem nem muito mal. Economicamente, só o Brasil está em grande. Contudo, no caso do Brasil não costuma haver uma relação directa entre a pujança económica e a futebolística. Das duas últimas vezes que foi campeão do mundo, em 1994 e em 2002, o Brasil atravessava graves crises, a primeira por causa de Collor de Melo e a segunda devido à recessão que se seguiu ao 11 de Setembro. Portanto, talvez estar bem no futebol não seja um bom prenúncio para os brasileiros.


Regressemos à Europa. Se a Leste a crise económica está a coincidir com a crise futebolística (Sérvia, Eslováquia e Eslovénia não têm feito grande Mundial); entre os PIGS (Portugal, Irlanda, Grécia e Espanha) o resultado é misto. Estão todos em sarilhos económicos, mas nem todos falham a chutar ao golo. À hora que escrevo este artigo, Portugal está quase qualificado, e veremos o que acontece à Grécia e à Espanha.


Mas se a Europa não vai bem, o que dizer de África? Embora aí a crise económica seja permanente, no Mundial, com a excepção do Gana, já foram eliminados África do Sul, Nigéria, Camarões, e tanto a Costa do Marfim como a Argélia estão com os pés para a cova. E a Ásia, está a brilhar? Nada disso: nem o Japão nem as Coreias, para já não falar nos vizinhos oceânicos, Austrália e Nova Zelândia, que também pouco conseguiram. E convém não esquecer que os novos gigantes económicos, China e Índia, nem se qualificaram...


A conclusão de que a Europa está velha é pois apressada. Ao olhar para o resto do mundo, não vemos muito melhor.
in "CORREIO DA MANHÃ" 23/06/10

JORNAIS DE HOJE

COMPRE JORNAIS

clique para ampliar








ANTONELLA RUGGIERO

Mulheres mutiladas



enviado por M. COUTINHO

5 - CUIDADO

PARA QUÊ??????????????????

A NOVA LÍNGUA PORTUGUESA

Desde que os americanos se lembraram de começar a chamar aos pretos 'afro-americanos', com vista a acabar com as raças por via gramatical, isto tem sido um fartote pegado!

As criadas dos anos 70 passaram a 'empregadas domésticas' e preparam-se agora para receber a menção de 'auxiliares de apoio doméstico' .

De igual modo, extinguiram-se nas escolas os 'contínuos' que passaram todos a 'auxiliares da acção educativa'.

Os vendedores de medicamentos, com alguma prosápia, tratam-se por 'delegados de informação médica'. E pelo mesmo processo transmudaram-se os caixeiros-viajantes em 'técnicos de vendas '.

O aborto eufemizou-se em 'interrupção voluntária da gravidez';

Os gangs étnicos são 'grupos de jovens'

Os operários fizeram-se de repente 'colaboradores';

As fábricas, essas, vistas de dentro são 'unidades produtivas' e vistas da estranja são 'centros de decisão nacionais'.

O analfabetismo desapareceu da crosta portuguesa, cedendo o passo à 'iliteracia' galopante. Desapareceram dos comboios as 1.ª e 2.ª classes, para não ferir a susceptibili

dade social das massas hierarquizadas, mas por imperscrutáveis necessidades de tesouraria continuam a cobrar-se preços distintos nas classes 'Conforto' e 'Turística'.

A Ágata, rainha do pimba, cantava chorosa: «Sou mãe solteira...» ; agora, se quiser acompanhar os novos tempos, deve alterar a letra da pungente melodia: «Tenho uma família monoparental...» - eis o novo verso da cançoneta, se quiser fazer jus à modernidade impante.

Aquietadas pela televisão, já se não vêem por aí aos pinotes crianças irrequietas e «terroristas»; diz-se modernamente que têm um 'comportamento disfuncional hiperactivo'

Do mesmo modo, e para felicidade dos 'encarregados de educação' , os brilhantes programas escolares extinguiram os alunos cábulas; tais estudantes serão, quando muito, 'crianças de desenvolvimento instável'.

Ainda há cegos, infelizmente. Mas como a palavra fosse considerada desagradável e até aviltante, quem não vê é considerado 'invisual'. (O termo é gramaticalmente impróprio, como impróprio seria chamar inauditivos aos surdos - mas o 'politicamente correcto' marimba-se para as regras gramaticais...)

As putas passaram a ser 'senhoras de alterne'. Para compor o ramalhete e se darem ares, as gentes cultas da praça desbocam-se em 'implementações', 'posturas pró-activas', 'políticas fracturantes' e outros barbarismos da linguagem.

E assim linguajamos o Português, vagueando perdidos entre a «correcção política» e o novo-riquismo linguístico. Estamos lixados com este 'novo português'; não admira que o pessoal tenha cada vez mais esgotamentos e stress. Já não se diz o que se pensa, tem de se pensar o que se diz de forma 'politicamente correcta'.

E falta ainda esclarecer que os tradicionais "anões" estão em vias de passar a "cidadãos verticalmente desfavorecidos"...
Os
idiotas e imbecis passam a designar-se por "indivíduos com atitude não vinculativa"
Os
pretos passaram a ser pessoas de cor.
O mongolismo passou a designar-se
síndroma do cromossoma 21.
Os
gordos e os magros passaram a ser pessoas com disfunção alimentar.
Os
mentirosos passam a ser "pessoas com muita imaginação"
Os que fazem
desfalques nas empresas e são descobertos são "pessoas com grande visão empresarial mas que estão rodeados de invejosos

" Para autarcas e políticos, afirmar que "eu tenho impunidade judicial", foi substituído por "estar de consciência tranquila".

O conceito de corrupção organizada foi substituído pela palavra "sistema".
Difícil, dramático, desastroso, congestionado, problemático, etc., passou a ser sinónimo de
complicado.

enviado por E. FRANÇA

SEJA RESPONSÁVEL

Uma das maiores empresas de marketing do mundo, resolveu passar uma mensagem para todos, através de um vídeo criado pela TAC (Transport Accident Commission) e que teve um efeito drastico na inglaterra.

Depois desta mensagem, 40% da população da inglaterra, deixaram de usar drogas e se alcoolizar pelo menos nas datas comemorativas,

não temos este tipo de iniciativa aqui em Portugal.

ESPÍRITO DESPORTIVO IV

PLANO PARA SALVAR PORTUGAL



Passo 1:

Trocamos a Madeira e os Açores pela Galiza, mas os espanhóis têm que levar o Sócrates.


Passo 2:

Os galegos são boa onda, não dão chatices e ainda ficamos com o dinheiro gerado pela Zara (é só a 3.ª maior empresa de vestuário). A indústria têxtil portuguesa é revitalizada. Espanha fica encurralada entre os Bascos e o Sócrates.


Passo 3:

Desesperados, os espanhóis tentam devolver o Sócrates. A malta não aceita.


Passo 4:
Oferecem também o Pais Basco. A malta mantém-se firme e não aceita.

Passo 5:

A Catalunha aproveita a confusão para pedir a independência. Cada vez mais desesperados, os espanhóis devolvem-nos a Madeira e os Açores e dão-nos ainda o Pais Basco e a Catalunha. A contrapartida é termos que ficar com o Sócrates.
A malta arma-se em difícil mas aceita.

Passo 6:

Damos a independência ao País Basco. A contrapartida é eles ficarem com o Sócrates. A malta da Eta pensa que pode bem com ele e aceita sem hesitar. Sem o Sócrates Portugal torna-se um paraíso e a Catalunha não causa problemas.

Passo 7:
Afinal a Eta não aguenta o Sócrates, e o País Basco pede para se tornar território português. A malta faz-se difícil mas aceita (apesar de estar lá o Sócrates).

Passo 8:
Fazemos um acordo com o Brasil. Eles enviam-nos o lixo e nós mandamos-lhes o Sócrates.

Passo 9:
O Brasil pede para voltar a ser colónia portuguesa. A malta aceita e manda o Sócrates para os Farilhões das Berlengas apesar das gaivotas perderem as penas e as andorinhas do mar deixarem de pôr ovos.

Passo 10: Com os jogadores brasileiros mais os portugueses Portugal torna-se campeão do mundo de futebol!

Passo 11:
Os espanhóis ficam tão desmoralizados, que nem oferecem resistência quando os mandamos para Marrocos.

Passo 12:
Unificamos finalmente a Península Ibérica sob a bandeira portuguesa

Passo 13:
A dimensão extraordinária adquirida que une a Península e o Brasil, torna-nos verdadeiros senhores do Atlântico. Colocamos portagens no mar, principalmente para os barcos americanos, que são sujeitos a uma sobretaxa tão elevada que nem o preço do petróleo os salva.

Passo 14:
Economicamente asfixiados eles tentam aterrorizar-nos com o Bin Laden, mas a malta ameaça enviar-lhes o Sócrates e eles rendem-se incondicionalmente. Está ultrapassada a crise!

DEMOLIDOR

PERGUNTA DEMOLIDORA

Um homem estava sentado no avião, ao lado de uma menininha. O cara olhou a criança e lhe disse: - Vamos conversar? Tenho certeza que a viagem parecerá mais rápida. O que você acha? A menina, que acabava de abrir um livro para ler, o fechou lentamente e respondeu com voz suave: - Sobre o que gostaria de conversar? - Bom, não sei... - disse o homem. - Que tal física nuclear? - e mostrou um grande sorriso.
- Bem,- disse a pequena - Esse parece ser um tema interessante. Mas antes, gostaria de lhe fazer uma pergunta: o cavalo, a vaca e a ovelha comem a mesma coisa: capim, não é mesmo?
Porém, o excremento da ovelha é um monte de pequenas bolinhas, o da vaca é uma pasta e o do cavalo é um monte de pelotas secas. Por que o senhor acha que isto acontece?
O cara, visivelmente surpreso com a inteligência da menina, pensou durante uns momentos e respondeu:
- Hmmm, não faço a menor idéia...
E então, a menininha disse:
- Sinceramente, como o senhor se sente qualificado para discutir física nuclear, se não entende de bosta nenhuma?

3 - HÁ PACIÊNCIA???????????????

clique para ampliar


enviado por ADNARIM