terça-feira, 22 de junho de 2010

112

.
PORTUGUESES
OS MAIS CULTOS DA EUROPA

Isto sim;é motivo de orgulho!!!


PARA AUMENTAR A NOSSA AUTO-ESTIMA, O EUROSTAT CONCLUIU, ATRAVÉS DE UM INQUÉRITO A MAIS DE 100 MILHÕES DE CIDADÃOS EUROPEUS, QUE OS PORTUGUESES ERAM OS MAIS ENTENDIDOS EM FILOSOFIA E POR UMA LARGA DISTÂNCIA.
.

90% dos portugueses afirmam conhecer Sócrates e a sua obra.

Destes 90%, mais de metade diz que Sócrates influenciou 
directamente a sua vida.!
Há ainda quem no inquérito manifeste opiniões apaixonadas:
"ESSE GAJO É UM FILHO DA PUTA", ou
"EU QUERO QUE ESSE CABRÃO VÁ LEVAR NA PEIDA" ou ainda
"HÁ QUEM DIGA QUE O GAJO ABAFA A PALHINHA")

o que levou o EUROSTAT a afirmar, em nota de rodapé, que


OS PORTUGUESES, ALÉM DE MOSTRAREM UMA CULTURA ACIMA DA MÉDIA EUROPEIA, REVELAM UM ALTO SENTIDO CRÍTICO E INTERVENTIVO NAS QUESTÕES FILOSÓFICAS.


.

A. MARINHO E PINTO


O casamento gay

A sociedade portuguesa tem sido sobressaltada por mudanças ao nível dos costumes que alguns julgariam impossíveis há algumas décadas atrás. A interrupção voluntária da gravidez, a educação sexual nas escolas, a distribuição gratuita de preservativos e, mais recentemente, os casamentos de pessoas dos mesmos sexo, são alguns desses exemplos.

Longe vão os tempos em que a pílula e os preservativos se compravam nas farmácias quase às escondidas e, às vezes, por sinais codificados, mais ou menos como hoje alguns cavalheiros compram o Viagra.

Ainda sou do tempo em que as minhas colegas de faculdade não podiam usar calças nas aulas de certos professores e se ousassem ir a alguma das duas discotecas de Coimbra, que, por sinal, se chamavam «boites» (o «ETC.» e o «LD»), eram logo apontadas a dedo como exemplos de libertinagem. As coisas, felizmente, mudaram.

Porém, as controvérsias em torno do aborto, dos casamentos gay e, sobretudo, da possibilidade de adopção por parte de casais do mesmo sexo significam que as mudanças não são tão profundas como aparentam.

Deixemos de lado a questão do aborto que é hoje uma «conquista» relativamente consolidada para a maioria da população portuguesa e analisemos o casamento gay e a possibilidade de se estender o regime da adopção a pessoas do mesmo sexo.

O casamento é uma instituição que tem uma dupla dimensão. Por um lado, é um contrato de direito civil e, por outro, é um sacramento para a igreja católica.

Contudo, seja numa dimensão, seja na outra, o casamento é uma «invenção» do Homem e, como tal, sujeito às contingências e relativismo das criações humanas. Não é necessário perfilhar a perspectiva marxista, expressa por Friedrich Engels (no seu livro «A origem da família, da propriedade privada e do estado»), para se compreender que a instituição matrimonial visou responder a interesses e necessidades sociais, económicos, religiosos e políticos específicos, cujo figurino se foi alterando consoantes as épocas, as religiões, as sociedades, as culturas, os sistemas políticos e ideológicos, etc. .

Desde as primitivas «hordas», aos casamentos consanguíneos, sindiásmicos, poligâmicos, poliândricos ou monogâmicos, a instituição matrimonial foi sempre o resultado de concretas opções histórico-sociais. Ainda hoje, a instituição matrimonial não é a mesma em todo o mundo, como o atesta o facto de a poligamia ser admitida em vários países.

Assim sendo, não é lícito encarar o casamento numa perspectiva unicamente religiosa e, muito menos, tentar impor essa visão a toda a sociedade. Para o estado, o casamento é um contrato jurídico que gera, ex novo, um conjunto de direitos e deveres para cada um dos contraentes. Para as pessoas, ele é um projecto de vida em comum entre dois seres humanos que nasce de uma opção individual de cada um. E, se é verdade que o casamento na sua origem e ao longo da sua vigência histórica só era possível entre indivíduos de sexo diferente, nada impede que esse requisito seja alterado.

Também, ao logo dos tempos, ele foi considerado vitalício, mas hoje todos aceitam que ele pode ser dissolvido. A própria igreja admite o fim do casamento religioso. Os respectivos processos são regulados pelo direito canónico e correm nos tribunais eclesiásticos.

Todo o ser humano tem o direito de escolher livremente a pessoa com quem quer estabelecer uma comunhão de vida, não podendo o Estado negar a formalização jurídica dessa comunhão através do contrato próprio que é o casamento. São as vidas dessas pessoas que estão em causa e só elas poderão decidir com quem as partilhar.

O casamento, enquanto instituição criada pelo Homem, pode a qualquer momento ser alterado pelo próprio Homem, quer quanto aos seus pressupostos jurídicos, quer quanto às suas finalidades sociais, quer quanto ao seu figurino institucional.

Porém, o mesmo já não deve acontecer em relação à adopção por parte de pessoas do mesmo sexo, casadas ou não. Já não são só as vidas dessas pessoas que estão em causa, mas sim as de terceiros, que, nem sequer têm a capacidade biológica e jurídica de exprimir adequadamente a sua vontade.

Ninguém tem direito a adoptar crianças. Estas é que têm direito a ser adoptadas. Têm direito a um pai e uma mãe que substituam os seus pais biológicos e não a uma família em que um homem desempenhe a função da mãe ou uma mulher o papel do pai. Só pessoas de sexo diferente podem gerar filhos. Foi assim que a natureza estabeleceu a reprodução. Por isso, o Homem não deve tentar alterar aquilo que a natureza organizou.

"JORNAL DE NOTÍCIAS"
20/06/10

1 - OCEANO CÓSMICO

MIA MARTINI

GAMANÇO

video


enviado por M. COUTINHO

G P S EM FÉRIAS




Para muita gente as férias acabaram, mas para outros começam agora, por isso gostava de vos lembrar a
algo que se pode tornar num caso muito triste.

Quando se faz uma viagem longa utilizamos quase todos um GPS para nos orientar durante a deslocação.
Os ladrões também.
Uma família parte para férias no carro
A viagem decorre normalmente e decidem parar para tomar um refresco, deixando a viatura no
estacionamento próximo.
Quando regressam, constatam que o GPS foi roubado.
Algumas horas mais tarde os vizinhos telefonam para os informar que a casa foi assaltada.
Os ladrões utilizaram simplesmente a função de retorno a casa

Eles estavam tranquilos, sabendo que os proprietários estavam longe, portanto não seriam incomodados.
Um conselho:
No GPS mude o seu endereço (que você conhece sem dúvida) pelo posto da policia próximo.
Os ladrões ficarão com o GPS mas não lhe roubarão a casa.
Todos os cuidados são poucos, portanto seja prudente quando se desloca em viatura.
enviado por MARTINS

PALAVRAS PARA QUÊ?

clique para ampliar

MILITANTE SOCIALISTA E GNR


Um homem, voando de balão, dá conta de que está perdido.
Avista um GNR, aproxima-se dele e pergunta-lhe:
- Pode ajudar-me? Fiquei de me encontrar às duas da tarde com um
amigo, já estou meia hora atrasado e não sei onde estou.
- Claro que sim! - responde-lhe o guarda
- O senhor está num balão, a 20 metros de altura, algures
entre as latitudes de 40 e 43 graus norte
e as longitudes 7 e 9 graus oeste.

- Você é da GNR, não é?
- Sou sim senhor! Como foi que adivinhou?
- Muito fácil: porque o que me disse está tecnicamente correcto mas é
inútil na prática. Continuo perdido e vou chegar tarde ao encontro
porque não sei o que fazer com a sua informação...
- Ah! Então você é socialista!
- Sou! Como descobriu?
- Muito fácil: porque você não sabe onde está nem para onde vai,
assumiu um compromisso que não vai poder cumprir e está à espera de
que alguém lhe resolva o problema. Com efeito, está exactamente na
mesma situação em que estava antes de me encontrar só que agora, por
uma estranha razão, a culpa é minha!...

TENHA UM BOM DIA


COMPRE JORNAIS


Alberto João Jardim: Perda de valores
O presidente do Governo Regional da Madeira defendeu que a Europa sofre de “euroesclerose” já que está a perder valores devido ao modelo orçamentista que adoptou.
"CORREIO DA MANHÃ"

Costinha: «Espero que seja o ano do Sporting»
O diretor de futebol do Sporting, Costinha, frisou que o clube leonino vai às compras dentro das suas limitadas possibilidades, mas que estas nunca poderão servir de explicação para um eventual fracasso. Aliás, o dirigente espera mesmo que este seja "o ano do Sporting".
"Um plantel vive de constantes alterações. O Sporting tinha o mesmo grupo há anos e para dar uma lufada de irreverência é normal que saiam uns e entrem outros. Temos limitações mas estas não servirão de desculpa para não alcançarmos os nosso objetivos", afirmou Costinha em conferência de imprensa, deixando claro que "a fasquia está altíssima", embora sem deixar promessas, apenas garantias. "Atitude e honrar a camisola. Tudo faremos para que este ano sejam as outras equipas a ficar a vários pontos de distância do Sporting."
"RECORD"

Famílias numerosas vão ser as mais prejudicadas
As famílias com mais adultos e crianças serão as mais afectadas no acesso a prestações sociais. Esta é uma das consequências da nova lei da condição de recursos, que a partir de Agosto uniformizará os critérios de acesso a uma série de prestações não contributivas. Apenas os beneficiários que vivam isolados (e que não apresentem novos rendimentos) escaparão a este corte.
Apenas os beneficiários que vivam isolados (e que não apresentem novos rendimentos) escaparão a este corte, mantendo as condições de acesso a prestações como o rendimento social de inserção ou o subsídio social de desemprego.
"JORNAL DE NEGÓCIOS"

Portugal ainda é o 9.º mais pobre
Em 2009, portugueses voltam a marcar passo. Poder de compra mantém-se em 78% da média da UE.
Os portugueses estão há três anos a marcar passo no que respeita ao seu poder de compra. Pelo terceiro ano consecutivo, Portugal registou em 2009 um PIB per capita que corresponde a 78% da média da União Europeia (UE), de acordo com os dados ontem divulgados pelo Eurostat, relativos às primeiras estimativas sobre este indicador de riqueza europeu.
No entanto, 2009 foi um ano mau para ganhos de riqueza. A maioria dos países analisados pelo Eurostat perdeu ou manteve a posição do ano anterior. Apenas britânicos, austríacos, malteses e suíços registaram melhorias.
Portugal continua, assim, a ser o nono país mais pobre da UE (22 pontos abaixo da média), ficando atrás de Chipre, Grécia, Eslovénia e República Checa, e com o mesmo nível de Malta. Este país viu a sua posição melhorar dois pontos, de 2008 para 2009, equiparando- -se a Portugal.
"DIÁRIO DE NOTÍCIAS"

Bloco e PS dispostos a "negociar" transexuais
Propostas idênticas para registar novo sexo após reatribuição de genitália
Retirar dos tribunais os transexuais que querem novo registo do sexo é o objectivo do projecto-lei do Bloco de Esquerda, entregue no Parlamento, e de um outro que o PS está a concluir. Daí que os seus autores encarem a possibilidade de acordar uma proposta comum.
Tendo em conta a omissão no quadro legal português com que se deparam os transexuais - findo o seu processo de transformação - e a caminhada que realizam nos tribunais para alterar não só o nome, como o registo do sexo no assento de nascimento, o deputado do Bloco de Esquerda José Soeiro não fecha a porta a um futuro acordo com o PS, agora que acabou de apresentar um projecto de lei que visa eliminar aquele cenário.
"JORNAL DE NOTÍCIAS"

Despedimentos por falência.
Portugal é o pior exemplo na Europa

Portugal é o mercado de trabalho europeu que mais tem sofrido, desde o início da crise (meados de 2007), com as falências e encerramentos de empresas. Este tipo de reestruturação, mais dolorosa e radical, contrasta com os chamados processos de reorganização interna, prática que domina nos restantes países europeus e que permite às companhias permanecerem activas, apesar das dificuldades.
Dados do Centro Europeu para a Monitorização da Mudança (CEMM), que depende do Eurofound, instituição europeia, mostram que mais de 54% das reduções de postos de trabalho anunciadas em Portugal desde Julho de 2007 surgem na sequência de processos de falência ou de encerramento de empresas. O balanço deste ano já é francamente negativo a esse nível. O CEMM sublinha no relatório de Junho que, ao nível da indústria europeia, "o maior caso de destruição de empregos [em Maio] está relacionado com o plano da companhia alemã Rohde, o maior fabricante de calçado em Portugal, para fechar a sua fábrica em Santa Maria da Feira, com a perda de 980 postos de trabalho".
Um sério revés para a região Norte que já tem umas das taxas de desemprego mais elevadas do país, cerca de 12,5% da população activa no primeiro trimestre, segundo o INE. A taxa nacional está em 10,6%.
"i"

Ordenados continuam por pagar

Os funcionários do Belenenses e da SAD concentraram-se na manhã de segunda-feira no Restelo devido aos salários que continuam em atraso. Apesar da inscrição na Liga estar garantida, segundo a administração da SAD dos azuis, a verdade é que os ordenados continuam na ordem do dia.
Henrique Abecassis, presidente da Mesa da Assembleia Geral do clube, encontra-se ausente no estrangeiro mas não deixou de comentar a situação: «Os funcionários estão perante dois problemas. Primeiro, a nossa disponibilidade financeira, embora estejamos a dar o nosso melhor. Outro é a restruturação do clube. Estamos numa fase de transição e quem vier terá de tomar decisões de fundo no clube, entre elas a redução do quadro de pessoal.»
"A BOLA"

Nova CIP concentra poderes de lobbying
dos patrões da indústria portuguesa

Ontem, foi um dia histórico para Portugal porque a selecção de futebol marcou sete golos no Mundial e porque, seis anos depois de ter começado a ser discutido um projecto de fusão associativa, os patrões da indústria conseguiram concretizar a criação de um órgão de cúpula, que os representará a uma só voz. Foi esta, aproximadamente, a forma escolhida pelo presidente da comissão instaladora, João Gomes Esteves, para apresentar a nova CIP - Confederação Empresarial de Portugal.
Em termos formais, a nova CIP apenas deixa cair a designação de in- dustrial para passar a assumir a de empresarial, mas em termos de conteúdo concentra muito mais poderes, ou seja, "assume as funções de natureza institucional, de representação e de lobby" das três associações fundadoras: CIP-Confederação da Indústria Portuguesa, AEP-Associação Empresarial de Portugal e a AIP-Associação Industrial Portuguesa. As duas últimas deixam de ter qualquer tipo representação institucional e concentram-se nas suas competências de câmaras de comércio e indústria (formação, promoção de feiras e congressos) e mantém os seus patrimónios, através das fundações já existentes.
"PÚBLICO"

NEGÓCIO DO MUNDIAL PARA HOTELARIA MOÇAMBICANA

Simplesmente decepcionante...


(Maputo)
Moçambique esperava fazer um bom negócio com o Mundial de Futebol,
na vizinha África do Sul, em termos de reservas de hotéis, mas, feitas as contas,
a operação é considerada como tendo sido um autêntico fiasco. O número de quartos
vendidos não satisfaz as expectativas.
Um dos que ficaram decepcionados é o grupo Pestana, com três hotéis, dois dos quais
para o turismo de lazer, nas ilhas de Inhaca, em Maputo, e do Bazaruto, na província
de Inhambane, e o terceiro, o Rovuma, para o turismo de negócios, o principal
investimento do grupo em Moçambique, com 117 quartos.
“Nós estávamos à espera de uma gran- de afluência de turistas na África do Sul por
causa do Mundial e pensávamos que uma parte deles viria a Moçambique. Mas,
infelizmente, nós não estamos a notar nada disso”, diz Cristian Von Besser, director
geral da organização no país.
O Pestana dispõe de 197 quartos, sendo 80 nas ilhas e 117 na capital moçambicana.
Segundo Justino Licuco, gestor de reservas no hotel Rovuma, em Maputo, as solicitações
de quartos baixaram de 90 a 100 % de ocupação em Maio, para 60 a 70%, este mês.
Nas ilhas, a situação é descrita como pior. O índice está abaixo de 50%.
Besser disse mesmo que não há, nos seus estabelecimentos hoteleiros, reservas que
estejam relacionadas, especificamente, com o Mundial de Futebol.

Na tentativa de atrair turistas, o Pestana está a oferecer através dos seus hotéis
no Brasil pacotes especiais para quem quer viajar para Moçambique por estas alturas
do Mundial. A partir do seu hotel em Kruguer Park, na África do Sul, o grupo
está a fazer promoção na tentativa de trazer sul-africanos que queiram fugir do
stress do Mundial para
as ilhas do Bazaruto e Inhaca.

Besser diz que quer uma quer outra estratégia não estão a produzir resultados
significativos.


in "MEDIAFAX"
18/06/10

ANJO


Joãozinho, aos 70 anos, residindo em uma pequena e pacata cidade,
abordou o padre na rua e segredou:


- Padre, eu nunca me confessei mas, como estou ficando velho, acho que chegou a hora!!! Só que eu gostaria de me confessar com um anjo... Tem jeito???

- Mas meu filho, com um anjo??? Isso é meio difícil!!! Olha, se minha presença o inibe, eu posso dar poderes ao sacristão para ouvir sua confissão!!!

- Não, seu padre, eu tenho dois pecados gravíssimos os quais só posso confessar a um anjo, tenho certeza!!!

- Bem, então, no domingo, vá a igreja e assista a missa. Após a missa, eu providenciarei um anjo para ouvir suas confissões.

Joãozinho, eufórico, exultou:
- Muito obrigado, seu padre, o senhor não pode nem imaginar a Paz que o senhor está me devolvendo!!!
E assim ...
Joãozinho, aos 70 anos, aliviado por ter resolvido o seu problema e o padre preocupado com o problema que acabara de arranjar.
Chegando a igreja, o padre chamou o sacristão, contou-lhe a estória e começaram a traçar o plano para levar um anjo ao confessionário.
- Faremos o seguinte, disse o padre: vou vesti-lo de anjo, amarro uma corda em volta do seu corpo, vou descendo-o sobre o confessionário e conforme for descendo você abana as asas. O que acha???
- Perfeito, disse o sacristão; O seu Joãozinho está velho, enxerga pouco, não vai notar nada!!!
Domingo, Joãozinho assistiu a missa inteira, aguardou que todos saíssem da igreja e o sacristão fechou a porta.
Levantou-se do banco e se encaminhou para o confessionário.
Passaram-se alguns minutos e lá veio o sacristão abanando as asas sobre o confessionário. Joãozinho se ajoelhou. E o 'anjo', com voz angelical, perguntou:
- Meu filho, por que você não quis se confessar nem com o padre e nem com o sacristão?
- Sabe o que é, seu anjo, é que eu estou comendo a mãe do padre e a mulher do sacristão!!! Entendeu agora porque eu não queria me confessar com eles?
- Entendi, meu filho, disse o 'anjo'. - Então eu lhe dou como penitência, 200 Ave Marias pela mãe do padre e 2000 Pai Nossos pela mulher do sacristão.
Está bem assim, meu filho???
- Justíssimo, seu anjo, respondeu Joãozinho. Por isso que eu queria me confessar com quem entende. 2000 Pai Nossos pela mulher do sacristão, contra 200 Ave Marias pela mãe do padre é mais que justo, pois a mulher do sacristão é 10 vezes mais gostosa que a mãe do padre.

- Muito obrigado seu anjo, já vou agora mesmo, lá pro altar, pagar a penitência !!!

O 'anjo' aguardou um instante, fez um sinal para o padre que o puxou de volta e, curioso, indagou:

- E aí, meu filho, como foi a experiência???

- Horrível seu padre... horrível!!!

Desci como anjo, pelas mãos de um padre e estou subindo como corno,

pelas mãos de um filho da puta!!!

RECICLAGEM DE LATAS - MÉTODO INOVADOR

LOIRAS


Um cego entra num bar de lesbicas, senta-sa ao balcao e pede uma bebida ao garçon.

A bebida chega e depois de um tempo o cego grita:

-Vou contar uma piada de loiras!!!
A mulher ao lado diz:

- Já que você é cego, devo-te avisar 5 coisas antes de vc resolver contar a piada:
1- O barman é uma mulher loira
2- O gerente é uma mulher loira
3- Eu sou uma loira de 1,75 m e 90 kg

4- A mulher do meu lado e uma loira profissional em karate
5- Do seu outro lado tem uma loira profissional de Kung Fu.
Você ainda quer contar a piada???

E o cego responde:

- " Nao... deixa para la.... se eu vou ter de explicar 5 vezes, desisto..
.

JORNAIS DE HOJE

COMPRE JORNAIS

clique para ampliar